BR 135: ônibus que tombou e matou 3 pessoas estava regular e teria dado falha mecânica

PRF recolheu o ônibus para fazer perícia e o motorista foi levado para prestar esclarecimentos à Polícia Civil. Teste do Bafômetro acusou negativo para embriaguez.

16/10/2021 17:35h - Atualizado em 17/10/2021 14:45h

Compartilhar no

O condutor do ônibus de passageiros que tombou na manhã deste sábado (16) e matou três pessoas em Colônia do Gurguéia, na BR-135, estava regular junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e teria apresentado uma falha mecânica. A informação foi confirmada pela Polícia Rodoviária Federal e pela Polícia Militar no final da tarde. 

O motorista do veículo, um homem de 56 anos, foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos e informou que o ônibus teria apresentado uma falha no sistema de frenagem que teria ocasionado a perda de controle do volante e a saída de pista seguida do tombamento. Ele passou por um teste de alcoolemia que acusou negativo para a presença de álcool no organismo.


Foto: Divulgação/PRF-PI

De acordo com o tenente Manoel, da 2ª Cia do 19º BPM de Colônia do Gurgueia, em um primeiro depoimento prestado às autoridades policiais, o condutor do ônibus atribuiu a esta falha nos freios a causa do acidente. “Ele estava sóbrio e toda a documentação dele e do veículo, a princípio se encontram regulares. O que vai ser feita agora é a perícia para averiguar se de fato houve essa falha e apontar se foi ela que causou o acidente”, explicou o tenente.

Por meio de nota no final da tarde de hoje, a PRF informou que a quantidade de feridos graves ou leves ainda está sendo levantada e que “a perícia da Polícia Civil foi acionada, porém não pôde comparecer ao local”. Ao todo, o ônibus transportava 48 pessoas entre passageiros, motoristas e funcionários. O veículo seguia de Brasília com destino a Parnaíba.

O ônibus foi recolhido pela PRF para passar por perícia. O levantamento da possível causa principal do acidente está sendo elaborado pela equipe da Polícia Rodoviária Federal.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário