• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Bando usa dinamite para explodir posto de atendimento em Joaquim Pires

O trio ainda fez dois reféns e deu tiros de fuzil. Segundo a polícia, os criminosos fugiram em direção a Esperantina

30/12/2019 09:54h - Atualizado em 30/12/2019 10:15h

Um posto de atendimento bancário foi explodido na madrugada desta segunda-feira (30), na cidade de Joaquim Pires (a 232 km de Teresina), região Norte do Piauí. A ação aconteceu às 0h45 e contou com três homens armados e com explosivos.

Segundo informações do Tenente coronel Erisvaldo Viana, comandante de Policiamento do Litoral Norte, estava em um Siena vermelho e duas motocicletas de apoio. “O posto de atendimento funcionava como caixa eletrônico e a quadrilha foi até a cidade e estourou com dinamite o caixa eletrônico. Eles não tiveram sucesso porque lá não tinha praticamente dinheiro, por ser final de ano”, conta.

Foto e vídeo: Reprodução

Durante a ação, os criminosos fizeram reféns, mas não chegaram a levá-los da cidade. “Tinham pessoas na rua, eles chegaram a pegar duas pessoas de reféns enquanto estavam explodindo, deram alguns tiros de fuzil 556, mas não levaram as pessoas. Elas estão bem, não tiveram ferimentos e já foram liberadas”, comenta.

Ainda de acordo com a polícia, os assaltantes saíram em direção à cidade de Esperantina. Câmeras de segurança analisadas pela polícia revelam que os criminosos vieram da PI que dá acesso ao município de Buriti dos Lopes, em direção à Parnaíba.


“Estamos com toda a área cercada, diligenciando algumas estradas vicinais na zona rural para tentarmos localizar e identificar essa quadrilha. Estamos com 10 viaturas, apoio do 2º BPM, das Companhias de Luzilândia e Esperantina, além de duas viaturas de Piripiri, do Rone e Grego”, enfatiza o tenente coronel Erisvaldo Viana.

Em um vídeo feito por moradores da cidade, é possível ver o estrago que ficou o posto de atendimento. No áudio, um dos populares afirma que nos caixas eletrônicos não tinham dinheiro.

Por: Isabela Lopes

Deixe seu comentário