• Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Carreira & Negocios

Gastronomia: influenciadores digitais participam de workshop

Influenciadores gastronômicos se tornaram peças-chaves no negócio, diz Eduardo Rufino

30/09/2019 07:16h - Atualizado em 02/10/2019 10:39h

Os influenciadores gastronômicos se tornaram peças-chave da publicidade para o setor de Alimentação Fora do Lar nesta era digital por meio da utilização das redes sociais como a principal plataforma de comunicação com o público. Para entender melhor essa “era do influenciador digital”, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Piauí (Abrasel) realizou durante a semana, em Teresina, o primeiro Workshop sobre o assunto voltado a blogueiros e empreendedores do setor de alimentação fora do lar interessados em conhecer mais essas ferramentas de tecnologias de mídias para implementar seus negócios no segmento. 

O Workshop reuniu cerca de 70 pessoas, desde empresários do setor de alimentação a estudantes, bem como publicitários interessados em aprender mais técnicas de como utilizar essas ferramentas digitais em seus negócios. Pois, assim como as pessoas utilizam as redes sociais para se guiar pela sua jornada de compra, da mesma maneira acontece no segmento gastronômico, onde é nítida a relevância dos influenciadores digitais no segmento. 

O presidente da entidade no Piauí, Eduardo Rufino, deixa claro, em declaração, que os influenciadores gastronômicos se tornaram peças-chaves da publicidade para o setor de alimentação fora do lar nesta era digital por meio da utilização das redes sociais como a principal plataforma de comunicação com as pessoas, clientes. Para ele, o engajamento que esses influenciadores conquistam junto aos seguidores no dia a dia faz com que seu trabalho de formação de opinião promova diferenciação entre estabelecimentos. 


O marco digital favorece e ajuda todo tipo de negócio, afirma Vinnie Oliveira - Foto: Elias Fontinele/O Dia

Foi pensando em promover mais conhecimento de como se deve usar essas redes sociais como plataforma de comunicação com o público, que a Associação promoveu esse Workshop, que constou de oficinais ministradas por profissionais renomados do marketing digital em âmbito nacional. Nelas, os participantes puderam obter mais informações sobre os aspectos técnicos e práticos da crítica gastronômica. Como também, estimular as percepções gastronômicas do ponto de vista de mercado, possibilitando um aumento da criatividade das publicações e da criação de conteúdos para as redes sociais, além de discutir e entender o crescimento das novas formas de comunicação que complementam as chamadas mídias tradicionais. 

Ao falar da importância do Workshop nessa era digital para o segmento gastronômico ao O DIA, o palestrante Vinnie de Oliveira, jornalista e professor com atuação em países como Inglaterra, Suíça e Angola, mestre pelo programa de Computação, Comunicação e Artes da UFPB, CEO e Co-Founder da agência Visual Revolution, colunista da CBN João Pessoa sobre Tecnologia, Marketing e Empreendedorismo, disse que, no mundo e no Brasil, esse segmento de alimentação a cada dia chama mais atenção das pessoas. E nesse momento de crise no país quando as pessoas estão perdendo emprego, uma das áreas que vem atraindo as pessoas é a de alimentação fora do lar tanto para quem precisa comer quanto quem quer empreender. 

"Nesse caso, as pessoas que estão ou pretendem empreender nessa área de alimentação precisam se profissionalizar, buscar conhecimento e conteúdo para se sobressair na competitividade que é muita alta no segmento", pontua o especialista. 

Ainda de acordo com Vinnie Oliveira, o marco digital favorece e ajuda todo tipo de negócio. Entretanto, a área de gastronomia e alimentação fora do lar tem um apelo visual muito grande e, isso, chama demais atenção das redes sociais. "As imagens que são geradas a partir da alimentação, a exemplo de produtos como doce, salgados, dentre outros, enfim, impactam muito visualmente no público consumidor. Para isso, exigem que façam bem e possam se destacar diante dos concorrentes empreendedores", ressalta.

Por: Luís Carlos Oliveira - Jornal O Dia

Deixe seu comentário