• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Após suspeita de fraude, justiça suspende concurso de prefeitura

A empresa organizadora do concurso, FUNVAPI – Fundação Vale do Piauí, teria cometido uma série de irregularidades durante o processo seletivo.

04/09/2014 09:36h

O Ministério Público Estadual recomenda a suspensão do concurso público que visa o preenchimento de 99 vagas ao quadro permanente e 189 para o cadastro de reserva de servidores da Prefeitura Municipal de Joaquim Pires, que dista 240 quilômetros de Teresina. O pedido foi acatado na segunda-feira (1) pelo Juiz Stefan Oliveira Ladislau, que determinou a interrupção imediata do certame.

De acordo com o Ministério Público, a empresa organizadora do concurso, FUNVAPI – Fundação Vale do Piauí, teria cometido uma série de irregularidades durante o processo seletivo. Uma delas é a classificação de quatro parentes da prefeita do município, Regina Ramos (PT).

Saiba mais: 4 familiares de prefeita são aprovados em concurso municipal  

O Juiz Stefan Oliveira ordenou que a prefeita Regina Ramos não convoque, nomeie, ou pratique qualquer ato destinados à contratação para os cargos ofertados no edital do referido concurso. O não cumprimento da decisão irá gerar multa diária de 10 mil reais aos cofres municipais.

Caso sejam comprovadas as irregularidades, o concurso será anulado.  Mais de quatro mil pessoas se inscreveram no certame, que teve o edital lançado em março deste ano. 


Quatro parentes da prefeita foram classificados no concursos.


Deixe seu comentário