• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Apicultura faz do Piauí o maior produtor de mel do Brasil

Aproximadamente 1.500 famílias estão vivendo da produção de mel, no estado, que atualmente detém o título de maior produtor de mel do Brasil

26/09/2013 11:55h

Mesmo com a maior seca dos últimos 50 anos, a produção de mel no estado do Piauí ganhou força após famílias e trabalhadores de forma associativa fundarem cooperativas com apoio dos governos Federal e Estadual. Aproximadamente 1.500 famílias estão vivendo da produção de mel, no estado, que atualmente detém o título de maior produtor de mel do Brasil, consequência disso é a conquista de mercados internos e externos.

Com o avanço da atividade, a qualidade de vida melhorou e gerou mais empregos diretos e indiretos fazendo com que houvesse renda para as famílias da região. Os apicultores destacam a proteção ambiental e a qualidade dos produtos.

Organizados em cooperativas e/ou associações, os produtores de mel do Piauí desenvolvem diversas iniciativas de melhoria da cadeia e de comercialização, através de empreendimentos como a Central de Cooperativas Apícolas do Semiárido Brasileiro, Casa Apis; a Associação dos Apicultores da Microrregião de Simplício Mendes, AAPI; e a Cooperativa Mista dos Apicultores da Microrregião de Simplício Mendes, Comapi.

Para o apicultor piauiense Edilberto Lima, que trabalha com mel há seis anos e, tinha antes como fonte de renda a lavoura e com a última seca, viu a sua produção perdida, ficando sem nenhum rendimento, passou a produzir mel, transformando sua vida e de sua família. “Hoje essa realidade é bem diferente, porque com a produção de mel e com um bom inverno os rendimentos são melhores e mais gratificantes do que qualquer outra produção de alimento na roça”, afirma o apicultor.

Regiões piauienses produtoras de mel

Na região de Picos e de Simplício Mendes existem 1.300 apicultores beneficiados pelo projeto e organizados em trinta e cinco associações e cinco cooperativas, com vinte e três municípios representados nessas entidades.  “Temos aqui em Picos um dos melhores mel do mundo e é uma alegria ver esse desenvolvimento, principalmente quando isso gera renda. Só aqui temos mil e trezentas famílias trabalhando na produção de mel orgânico”, disse o governador Wilson Martins.

Já na microrregião de São Raimundo Nonato, localizado a 517 quilômetros ao Sul de Teresina, o projeto Apis Serra da Capivara atende oito municípios: Anísio de Abreu, Caracol, Fartura do Piauí, Guaribas, Jurema, São Brás do Piauí, São Lourenço do Piauí e São Raimundo Nonato. Nesta região, existe uma variedade de florada típica da Caatinga, que apesar da concentração da safra no primeiro semestre de cada ano e da apicultura fixa onde os apicultores não fazem migração de colméias, concentra uma grande produção de mel, estimada entre 1.500 a 2.000 toneladas/ano.

Entre as cooperativas que participam do Projeto Apis Serra da Capivara estão: Cooperativa dos Apicultores e Produtores Rurais do Território Serra da Capivara, Coopasc; e Cooperativa Apícola da Microrregião de São Raimundo Nonato, Cooparn.

O Projeto Apis Região Norte envolve doze Municípios, que somam cem apicultores filiados em duas cooperativas. Dentre as ações desenvolvidas na região estão a fabricação de novos produtos como pólen, cosméticos à base de mel, mel orgânico, mel com certificação para o comércio justo e solidário, além do repasse de novos conhecimentos sobre os procedimentos nas Unidades de Extração de Produtos Apícolas (Uepas), instrumentos que auxiliam os apicultores nas etapas da cadeia produtiva do mel.

Fonte: AsCom

Deixe seu comentário