• TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Agosto, o mês das cores e dos cheiros

Por conta do calor e da queda da umidade relativa do ar, a florada dos ipês, cajueiros e das mangueiras encanta os piauienses.

10/08/2018 07:17h - Atualizado em 10/08/2018 11:34h

Agosto é marcado por um espetáculo da natureza que chama atenção pela sua beleza e fragrâncias. “Além da beleza das flores dos ipês, ainda é possível contar com uma ligeira modificação na atmosfera por conta da floração do cajueiro e da mangueira, que não têm flores tão bonitas e vistosas, mas são muito cheirosas e ajudam a perfumar o ambiente, promovendo uma sensação de bem-estar e sincronia com a natureza”, é o que destaca o biólogo e especialista em Botânica, Francisco Soares.

Os ipês, por exemplo, começam a florescer no começo de agosto e seguem até outubro. Este período é marcado principalmente pela queda da umidade relativa do ar, por conta do calor e do tempo seco. E esse fator é o gatilho para que essas plantas comecem a florescer.

“O que chama atenção na floração é que os ipês, como outras plantas que ocorrem na região, são dotados de caducifólia, ou seja, um processo que ocorre onde as folhas caem e como são plantas com flores bem grandes e de cores atrativas, as flores terminam aparecendo mais do que o restante da planta”, disse.


Foto: Poliana Oliveira/ O Dia

Francisco Soares explica que, como é um período seco e não há muita água disponível, as plantas liberam as folhas como mecanismo de defesa, já que é através delas que as árvores perdem água. A partir daí, elas investem toda sua energia em procriar, ou seja, em gerar flores que possam ser polimerizadas e garantir a próxima geração, produção de frutos e sementes. 

“Em geral, na grande maioria das plantas, a floração está associada ao tamanho do dia e da noite, como o nosso dia e a noite praticamente não variam, ficam em torno de 12 horas; e por ficar perto da linha do Equador, algumas plantas desenvolveram estratégias para começar sua floração”, explica.

O especialista destaca que não existe uma ordem de floração com relação às cores dos ipês, uma vez que se tratam de plantas da mesma família botânica, sendo a florada praticamente no mesmo período. “Talvez se perceba mais o amarelo por ser priorizado o plantio deste ipê, e como temos mais dessa cor, a tendência é que achemos que essa planta é mais frequente”, frisa o botânico, acrescentando que os picos das floradas dos ipês serão entre os meses de agosto e outubro.

Confira a matéria completa na edição desta sexta-feira (10) do Jornal O Dia.

Por: Isabela Lopes

Deixe seu comentário






Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado