Agenciadores cobram até 30% para intermediar pagamento do Dpvat

Empresas prometem facilitar o processo burocrático para a aquisição do seguro.

10/02/2014 19:02h

Compartilhar no

Empresas de assessoria e consultoria de indenização do Dpvat estão se tornando cada vez mais comuns em Teresina. Elas atuam como agenciadoras e prometem facilitar o processo burocrático para a aquisição do seguro às vítimas de acidente de trânsito. O valor cobrado varia de 20% até 30% do valor recebido pela vítima.

PortalODia.com visitou duas empresas que prestam o serviço. Ambas ficam localizadas em pontos estratégicos, sendo uma próxima ao HUT e outra na avenida Miguel Rosa, próxima á Pax União.

Na V & F Serviços, o cliente recebe informações sobre como dar entrada no pedido do seguro. A atendente explica o escritório é uma seguradora, que se responsabiliza em mandar toda a documentação para a “seguradora chefe”. “Em alguns casos eles pedem perícia para um médico nosso. Aí a gente pega o cliente e leva. Nesse caso é melhor ainda para o paciente”, disse a atendente.

Com a garantia do percentual, a empresa garante também o transporte para o registro do Boletim de Ocorrência. A demora para receber o seguro é de até 20 dias após a entrega da documentação.

Na outra empresa, denominada Edvar Seguros, o percentual cobrado é de 20% do valor recebido pela vítima do acidente. Caso o cliente já tenha entrado com o pedido nos Correios, o preço do serviço dobra. Segundo Nelle Rose, proprietária da empresa, isso acontece porque, quando o cliente dá entrada sozinho no pedido do Seguro Dpvat, a demora é maior e ainda corre o risco de ser negado. “A gente tem muito trabalho para resolver essas situações. É mais fácil quando nós mesmos damos entrada desde o começo. Aí o processo é finalizado logo. Quanto mais rápido a gente conseguir, melhor para nós, que temos interesse em receber o dinheiro”, disse Nelle.

Segundo a proprietária da V & F Serviços, Valdelice Vieira, não há nada de ilegal na atividade exercida pela sua empresa. “Apenas fazemos uma prestação de serviço”, justifica. Nelle Rose reforça. “É tudo correto. Não fazemos nada de errado. Com a gente o seguro sai mais rápido porque nosso dinheiro só é pago depois que o cliente recebe. Nesses lugares que fazem de graça demora mais porque eles não tem interesse”, disse Nelle.

Para Romeu Oliveira, que pagou 10% para uma pessoa agilizar seu processo, valeu a pena o investimento. “Eu não tinha tempo para ir atrás. Então paguei e fiquei despreocupado”, conta. O jovem sofreu um acidente de moto e teve que retirar parte do dedo mínimo de uma das mãos. O seguro ressarciu a ele o valor de R$ 2.800.

O pedido do Seguro Dpvat pode ser feito sem a necessidade de intermediários. No Piauí, existem 202 pontos oficiais implantados pela Seguradora Líder, responsável pelo pagamento do benefício. Nesses locais, a assessoria prestada à vítima de acidente é gratuita.

Angela Amparo, assessora de Relações Institucionais da Seguradora Líder explica que o atendimento nesses pontos espalhados por todo o Brasil é rápido, simples e gratuito. A parceria fechada com os Correios, desde junho de 2013, também auxilia os clientes. “A atividade dessas empresas não é ilegal, mas é desnecessária. Após a entrega da documentação nos pontos oficiais da seguradora, o pagamento sai em até 30 dias, sem nenhum custo para os clientes”, ressalta Angela.

No site do Dpvat o beneficiário pode ter todas as informações a respeito de como conseguir o seguro e também saber quais os pontos de atendimento gratuitos por município. Também é possível ligar para o número 0800 022 1204 e falar com o Serviço de Atendimento. Todas as vítimas de acidente de trânsito causado por veículo automotor de via Terrestre têm direito ao seguro, que varia de acordo com a gravidade da ocorrência.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário