• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Abertas as inscrições para Rei e Rainha com deficiência 2020

Com uma premiação de R$ 3,5 mil para o Rei e Rainha, cada, os candidatos serão avaliados por uma Comissão Julgadora.

10/01/2020 08:53h - Atualizado em 10/01/2020 08:57h

Carnaval é tempo de alegria! É época de unir todas as tribos e celebrar uma festa que colore toda Teresina. Visando a inclusão e a representação, estão abertas as inscrições para a escolha do Rei e Rainha com deficiência 2020. Os interessados devem se dirigir até a sede da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), localizada na Rua Felix Pacheco, 1440 – Centro (Sul), de segunda à sexta, das 8h às 17h.

Carnaval da inclusão. (Foto: Divulgação/PMT)

Segundo edital, disponibilizado no diário oficial da Prefeitura de Teresina, no site da FMC e da PMT, as inscrições acontecem até o dia 31 de janeiro. Para aqueles que desejam participar do concurso, é necessário preencher uma ficha específica encontrada no próprio documento e apresentar cópias de Identidade, CPF, comprovante de endereço, número de celular ativo, número do PIS/PASEP ou NIT, número de conta bancária e foto promocional do proponente no ato da inscrição.

Com uma premiação de R$ 3,5 mil para o Rei e Rainha, cada, os candidatos serão avaliados por uma Comissão Julgadora composta por profissionais das mais diversas áreas, escolhidos pela Comissão Organizadora do Carnaval 2020 (COC). Além disso, a categoria terá os critérios estabelecidos pelo Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (CONADE-TE).

Concurso, julgamento e premiação ocorrem dia 7 de fevereiro, a partir das 19h, no Iate Clube de Teresina, localizado na Rua Alameda Paranaíba, 444 – Matinha. Donos da folia, os vencedores deverão cumprir todos os compromissos sociais estabelecidos previamente pela COC, referentes aos períodos de Pré e Pós-Carnaval 2020.

“O Carnaval é uma festa multicultural e, dessa forma, não pode faltar a participação de todos. O concurso trabalha com a inclusão e é por isso que temos um olhar específico em representar todos os segmentos da nossa sociedade”, enfatiza Abiel Bonfim, superintendente da Fundação Monsenhor Chaves.

Fonte: Da Redação

Deixe seu comentário