• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Piauí

26 de setembro de 2019

Ifpi recebe congresso internacional sobre tecnologia e inovação

Ifpi recebe congresso internacional sobre tecnologia e inovação

Evento terá atividades inter-complementares como palestras, conferências e oficinas. Inscrições podem ser feitas pelo site.

Debater as problemáticas da Ciência, da Inovação e da Tecnologia nos dias de hoje. É com esse objetivo que o Instituto Federal do Piauí – IFPI vai sediar, entre os dias 16 e 18 do outubro de 2019, o I Congresso Internacional de Inovação e Tecnologia – CONIT.  Um evento que está entre os 10 maiores Congressos Internacionais do país, conta com mais de 30 palestrantes nacionais e 9 palestrantes internacionais, vindos dos Estados Unidos, Canadá e Europa. 


Leia também: IFPI abre 3.990 vagas para alunos em cursos técnicos


O evento envolve um conjunto de atividades inter complementares, como palestras, conferências, oficinas, painel e/ou mesa-redonda e apresentação de trabalhos científicos.

Ao todo serão 1300 participantes vindos de diversos estados brasileiros, com especialistas em diversos segmentos no campo da inovação tecnológica no Brasil e no mundo. Já são mais de 100 trabalhos científicos inscritos no Congresso. 


Foto: O Dia

Para o professor José Filho, organizador do congresso, o CONIT será uma oportunidade de socializar e debater estudos, pesquisas e propostas, nos diferentes ramos do conhecimento. 

“Em um momento onde a pesquisa vem sofrendo alguns cortes orçamentários, nós conseguimos trazer um evento de porte internacional que vai colaborar com o desenvolvimento de programas, projetos e planos que resultem em melhoria da qualidade de vida da população, assim como apresentar estudos de inovação e descobertas tecnológicas realizadas no Brasil e no exterior”, afirma o professor.

As inscrições para o evento estão abertas e podem ser feitas pelo site (https://www.even3.com.br/conit/) até o dia 30 de setembro de 2019. Também estão abertas as inscrições para submissão de trabalhos científicos. A taxa de inscrição varia entre R$25,00 e R$ 90,00.

Participantes do Encceja devem ir a secretarias ou institutos federais

Participantes do Encceja devem ir a secretarias ou institutos federais

órgãos vão expedir o documento do participante que comprova a conquista da qualificação.

Os participantes que obtiveram a nota mínima exigida no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) devem buscar as secretarias estaduais de educação ou institutos federais para obter o documento que comprova a conquista da qualificação. 

As secretarias estaduais de Educação devem ser procuradas para emitir o certificado. Além disso, no caso do aprovado no ensino médio, também é possível pedir o documento em Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia que firmaram Termo de Adesão ao Encceja. O candidato deve ir ao instituto que indicou no momento da inscrição para realizar a solicitação do certificado. O atendimento pode ser realizado em 283 campus de 32 institutos credenciados que estão espalhados em 24 unidades da Federação. Apenas Ceará, Alagoas e Tocantins não possuem unidades cadastradas.

Apesar de não ser obrigatório, levar a página impressa com o resultado ajudará o atendente no processo de identificação da nota e fará com que o certificado seja emitido mais rapidamente. O resultado da prova realizada em 2019 está previsto para dezembro e poderá ser consultado no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

Tem direito ao certificado de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio o participante que atingiu, no mínimo, 100 pontos em cada uma das áreas de conhecimento e tirou nota igual ou maior do que 5 em redação. A certificação pode ser solicitada por participantes aprovados no exame em edições de anos passados, desde 2006.


Participantes do Encceja devem procurar secretarias ou institutos federais - Foto: Agência Brasil

Certificação parcial

Aqueles estudantes que obtiveram a nota mínima em uma área do conhecimento, mas não nas quatro provas do Encceja, podem requerer a declaração parcial de proficiência. Com ela, o participante poderá se inscrever apenas para as áreas nas quais não obteve a pontuação necessária na próxima edição do exame.

No caso da declaração parcial de proficiência em linguagens, códigos e suas tecnologias, no ensino médio, o estudante deve ter atingido, ao mesmo tempo, o mínimo de 100 pontos na prova e 5 pontos na redação, na mesma edição do exame.

No ensino fundamental, pode solicitar a declaração parcial de proficiência quem conseguiu, pelo menos, 100 pontos em língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes e/ou educação física. O participante também precisa ter alcançado nota 5 ou superior em redação, na mesma edição do Encceja.

Poluição do ar mata na mesma proporção que a violência, diz ONU

Poluição do ar mata na mesma proporção que a violência, diz ONU

Pneumologista aponta que poluição é fator de risco para doenças cardiovasculares, AVC, infarto agudo do miocárdio e até câncer.

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a poluição do ar pode matar tanto quanto a violência. No Brasil, em 2016, a cada 100 mil pessoas, 30 morreram devido a doenças respiratórias ocasionadas pela poluição do ar externa e interna (ambient e indoor pollution, respectivamente), o mesmo número da taxa de homicídios para o período. 

Em junho deste ano, constatou-se que 20% das famílias brasileiras utilizam lenha ou carvão para cozinhar. Fatores como desemprego e aumento do preço do gás de cozinha levaram a tal situação, que, além do social, é preocupante também devido seu potencial nocivo para a saúde respiratória das pessoas.

De 2016 a 2018, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), houve aumento de 27% no número de famílias que utilizam estes combustíveis para cozinhar (de 11 milhões, em 2016, para 14 milhões, em 2018, um aumento de três milhões de famílias).


Leia também: 

Alerta: asma mata mais de 2 mil pessoas por ano no Brasil 

Baixa umidade do ar pode causar ressecamento das vias respiratórias 


Para o pneumologista Bráulio Dyego Martins Vieira, os danos da poluição para o corpo humano são inúmeros, sendo o principal prejuízo a morte. Em 2012, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou a existência de sete milhões de óbitos por ano relacionado à poluição, sendo esse um fator alarmante à saúde. 

“Novas pesquisas têm colocado a poluição como fator de risco para doenças cardiovasculares, acidente vascular cerebral, infarto agudo do miocárdio e até câncer. Os principais efeitos da poluição ocorrem no sistema respiratório, podendo causar aumento na mortalidade por doenças respiratórias, exacerbação de doenças respiratórias como a asma e o DPOC, aumento no número de infeções respiratórias e aumento da incidência de câncer de pulmão”, conta.

O especialista pontua que os principais poluentes liberados por veículos e indústrias são os óxidos de nitrogênio, compostos orgânicos voláteis, monóxido de carbono e dióxido de enxofre. Quando entram em contato com nosso organismo, essas substâncias provocam a liberação de radicais livres que, por sua vez, causam resposta inflamatória no nosso organismo.


Poluição do ar externa e interna interfere diretamente na saúde da população - Foto: Folhapress

Em países onde a poluição é muito intensa, como na Ásia, as pessoas costumam usar máscaras para amenizar os efeitos dos poluentes. De acordo com Bráulio Dyego Martins Vieira, um trabalho feito no Instituto do Coração de São Paulo (Incor) mostrou que o uso de máscaras com filtros respiratórios minimizava os efeitos da poluição em pacientes com doença cardíaca, então, podemos inferir que o uso de máscara pode trazer benefícios aos pacientes em geral.

Pessoas com problemas respiratórios tendem a ser mais vulneráveis à poluição e, por isso, necessitam de atenção redobrada. “Os portadores de doenças pulmonares, como os asmáticos e portadores de DPOC, estão no grupo mais vulnerável. Mas não somente estes, devemos lembrar que as crianças, idosos, diabéticos, cardiopatas também estão no grupo de pessoas mais vulneráveis à poluição”, enfatiza o pneumologista.

Cuidados

Para minimizar os efeitos da poluição, é preciso ficar atento a alguns cuidados. “Em primeiro lugar, devemos saber que a diminuição da poluição passa por políticas públicas que levem à diminuição da eliminação de gases poluentes. Em locais de grande poluição, recomendamos o uso de máscaras; manter portas e janelas fechadas; evitar fazer atividade física ao ar livre em períodos de grande poluição e usar umidificadores. Os cuidados devem ser redobrados nos grupos de risco, crianças, idosos, portadores de doenças crônicas e gestantes”, conclui Bráulio Dyego Martins Vieira.

Teresina é a 6ª pior capital em acessibilidade nas calçadas

Teresina é a 6ª pior capital em acessibilidade nas calçadas

Levantamento estudou e comparou a situação das 27 capitais do país, levando em consideração itens como regularidade do piso, rampas e etc.

A capital do Piauí foi considerada a 6ª pior cidade no quesito acessibilidade nas calçadas. O dado foi divulgado na última semana pelo Mobilize Brasil, um portal brasileiro de conteúdo exclusivo sobre Mobilidade Urbana Sustentável, e que lançou a Campanha Calçadas do Brasil 2019.

O levantamento foi realizado nas 27 capitais do país, entres os meses de março a julho. Os locais verificados são os que há maior circulação de pedestres, como hospitais, escolas, mercados, terminais de ônibus, parques, praças e edifícios de administração pública.



Leia também: Calçadas irregulares dificultam acessibilidade de pedestres na Capital 


Na pesquisa, foram considerados 13 itens, com notas de zero a dez. Entre eles foram avaliados regularidade do piso, largura da calçada, inclinação transversal da calçada, existência de barreiras e obstáculos, condições de rampas de acessibilidade, faixas de pedestres, semáforos de pedestres, mapas e placas de orientação, arborização e paisagismo, mobiliário urbano, poluição atmosférica, ruído urbano e segurança.

Entre as capitais com piores acesso às calçadas, Belém ficou em primeiro lugar, atingiu 4,52 pontos, sendo que o mínimo recomendado é a nota 8. Já Teresina alcançou a nota 4,92, ficando na 6ª posição de pior acessibilidade para pedestre e pessoas com deficiência.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

Já as rampas de acessibilidade em Teresina ficaram com nota 3, onde a média nacional é de 4,38. No quesito faixas de pedestres, que muitas encontram-se apagas pela cidade, a capital do Piauí atingiu nota 3,24, onde no Brasil a média é de 4,38.

Os dados foram recebidos pela Associação dos Cadeirantes de Teresina (Ascamte) com pesar. “A gente sabia que a situação está preocupante, mas não imaginávamos que Teresina ia ficar entre as 6 piores. Isso nos deixou muito triste, porque a gente vem lutando e recebemos essa notícia com muita tristeza, pois não somos ouvidos”, lamenta Wilson Gomes, presidente da Ascamte.

Segundo Wilson, a Associação vem realizando, nos últimos 6 anos, ações voltadas para a acessibilidade de pessoas com deficiência no município, através de manifestações, ofícios e atividade do Ministério Público.

Porém, o presidente afirma que pouco foi feito para melhorar a vida dos cadeirantes na cidade, pois ainda é necessário criar políticas públicas, no quesito mobilidade urbana, para pessoas com deficiência e cadeira de roda.


Desnível de calçadas é uma das barreiras mais comuns - Fotos: Assis Fernandes/O Dia

Lei das Calçadas e penalidades

A calçada é um bem público e serve para o trânsito de pedestres. Qualquer impedimento do direito de ir vir, é considerado obstrução e estas irregularidades podem vir a acarretar em multas de até R$ 1.000 por metro linear, de acordo com a Lei das Calçadas em vigor em Teresina (Nº 4522 de 2014). Contudo, mesmo com a legislação mais rígida, em 2019, a Superintendência de Desenvolvimento Urbano da zona Leste da cidade (SDU/Leste) já notificou 67 pessoas e aplicou 12 multas a infratores por obstrução de calçada.

De acordo com o gerente de Controle e Fiscalização da SDU/Leste, Lupércio Medeiros, normalmente, a obstrução é feita com correntes e cones. Ações que são proibidas segundo a lei. “Com a Lei das Calçadas, que é de 2014, todas as calçadas que forem construídas têm que ter projeto e apresentar junto à SDU para aprovação. A calçada tem que ser acessível e, caso existam imóveis com construção de calçadas irregulares, a pessoa tem até 60 dias para resolver a irregularidade”, conta Lupércio Medeiros.

25 de setembro de 2019

Ministro quer reestruturação da Serra da Capivara como modelo para o Brasil

Ministro quer reestruturação da Serra da Capivara como modelo para o Brasil

O ministro do Turismo afirmou que modelo que será aplicado no parque deverá servir de modelo para outros no Brasil.

Após visita ao Parque Nacional da Serra da Capivara, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio,  afirmou que o Governo Federal vai trabalhar para estruturar a rede hoteleira da região e assim viabilizar o crescimento do número de visitantes ao parque.

 O modelo de reestruturação do parque, localizado em São Raimundo Nonato, no Piauí, deverá se tornar um modelo a ser copiado em outras partes do Brasil, segundo o gestor da pasta. 

“Estamos discutindo com vários setores, tentando formatar esse produto Serra da Capivara, que, sem dúvidas, vai ser um sucesso muito grande, principalmente na Europa”, afirmou o ministro nesta quarta-feira (25), durante a abertura da 47ª ABAV Expo Internacional, em São Paulo. 

Há cerca de um mês, Marcelo Álvaro Antônio conheceu de perto as potencialidades da região da Serra da Capivara . Na ocasião, ele conversou com a arqueóloga Niede Guidonresponsável pela gestão do parque , e se comprometeu a enviar uma equipe técnica para levantar as necessidades da região.

Em seu discurso na abertura da ABAV Expo, o ministro também se ressaltou que estudos técnicos também estão sendo realizados para potencializar o crescimento do número de turistas na chamada Rota das Emoções, que compreende roteiros no litoral dos estados do Piauí, Ceará e Maranhão. 

“Precisamos estruturar os acessos, fazer essa conectividade entre os modais de transporte, para que as rotas possam ser realmente rotas com potencial turístico”, destacou. 


Ministro quando esteve em visita ao parque. (Foto: Divulgação)

Sobre a ABAV Expo

Além do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, diversas autoridades e empresários participaram da abertura da 47ª ABAV Expo Internacional, em São Paulo, considerada uma das maiores feiras do setor na América Latina. O evento reúne mais de 2 mil marcas expositoras distribuídas em 27 mil metros quadrados.

24 de setembro de 2019

Comissão encontra  insalubridade em hospitais do interior

Comissão encontra insalubridade em hospitais do interior

Hospitais sem ambulância, leitos inoperantes e até denúncias de animais que frequentam os corredores das unidades.

Uma visita realizada pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa encontrou uma série de irregularidades em hospitais do estado pelo interior. 

A última das visitas, realizada no dia 11 de setembro em municípios como São Miguel do Tapuio (Hospital José Furtado de Mendonça) e Castelo do Piauí (Hospital Nilo Lima), constatou precariedade nos serviços, insalubridade nas unidades, atraso de salários de servidores comissionados e denúncias da presença de animais, como gatos, dentro dos hospitais.

De acordo com a deputada Teresa Britto (PV), que integra a comissão e esteve em visita às unidades, os hospitais estão com leitos vazios por conta das más condições, além de atraso nos repasses para custeio da saúde. 

Alguns servidores estão com cerca de 9 meses de atraso e os repasses para compra de insumos e outros itens do hospital chegam a 15 meses, como é o caso do hospital de Castelo do Piauí, que possui 47 leitos e destes poucos funcionam (Confira mais fotos no final da matéria).


Comissão em visita aos hospitais de Castelo do Piauí e São Miguel do Tapuio. (Foto: ascom)

“O hospital tem vidros quebrados, tem ar-condicionado quebrado, tem gato entrando dentro e deve ter rato e outras coisas dentro, segundo denúncias. Salários de profissionais que ganham um salário mínimo como técnicos de enfermagem, serviços gerais, há 9 meses atrasados. Nós vimos o clamor, o choro mesmo dessas pessoas, que só estão sobrevivendo porque estão recebendo uma cesta básica de um colega ou de outro, que estão recebendo do estado, que estão em dias”, relatou a deputada.

Em São Miguel do Tapuio o hospital José Furtado de Mendonça, que chegou a realizar cirurgias de média complexidade, partos cesarianas e atendimento de urgência 24 horas, na época da visita só tinha um paciente em um dos 40 leitos que antigamente funcionavam.

“Não encontramos ambulâncias, as ambulâncias estão quebradas, médicos a escala parcialmente aberta e o hospital não tem lavanderia, ou seja, nos anos que tem passado tem só definhado, dissecado os serviços que lá deveriam ser ofertados”, explica Teresa Britto.


Equipamentos desgastados e insalubres foram constatados nos hospitais. (Foto: ascom)

A deputada explica ainda que dos hospitais visitados pela comissão o único que apresenta a gestão em dias com os serviços e a contento é o de Esperantina. Até mesmo hospitais estaduais de cidades maiores como Floriano e Picos apresentam insalubridades e deficiência nos atendimentos.

“O único lugar que encontramos em dias foi em Esperantina. Inclusive tem denuncias desse tratamento desigual, ou seja, locais eles tratam bem, pouquíssimos, só encontramos um, diga-se de passagem, já foram 17 visitados, inclusive com a vistoria que nós retornamos, como é o caso de Floriano”, disse a deputada.


Visita constatou deficiência nos hospitais de Castelo do Piauí e São Miguel do Tapuio. (Foto: ascom)

Em entrevista ao Jornal O Dia, o Secretário de Saúde, Florentino Neto, afirmou que a secretaria eleva as críticas em patamar de seriedade e que uma equipe da pasta acompanha as visitas e leva as demandas ao órgão. Florentino disse ainda que problemas pontuais podem existir, mas que os números obtidos pelos hospitais de interior mostram crescimento nos atendimentos, cirurgias e demais serviços e condizem com os investimentos que estão sendo feitos.

“Com toda a atenção, respeito ao trabalho da Assembleia Legislativa. Levamos sempre as críticas ao patamar de elevada seriedade, sabemos depurar as críticas e fazer as intervenções necessárias quando observamos que a crítica encontra respaldo na realidade das unidades. Disponibilizamos sempre uma equipe nossa para acompanhar as visitas e acredito que com essas discussões vai surtir efeito positivo para a saúde do Piauí. Nós temos tido um crescimento dos atendimentos, do número de cirurgias e demais serviços ofertados a população nos hospitais estaduais, que estão localizados em municípios do interior do Estado, e buscamos aprimorar esses hospitais com novos equipamentos, novos métodos, novas estruturas, temos feito isso. Problemas pontuais podem existir, mas os investimentos estão sendo feitos e os números demonstram que o crescimento é considerável”, disse o secretário.

No Piauí, esquema desfalca R$ 85 milhões da Previdência Social

No Piauí, esquema desfalca R$ 85 milhões da Previdência Social

Prefeituras do Piauí, Ceará e Maranhão estariam atuando com escritórios de advocacia em esquema de fraude em informações sobre repasses previdenciários.

Em continuação aos trabalhos da Operação Fake News, a Receita Federal no Piauí continua investigando a regularidade nas informações apresentadas por algumas prefeituras referentes às contribuições previdenciárias.

De acordo com o delegado da Receita Federal no Piauí, Eudimar Alves, a novidade nesta nova fase é que o possível envolvimento de agentes privados, como escritórios de advocacia e contabilidade, no esquema.

Os municípios estariam deixando de recolher a Previdência Social apontando a existência de supostos créditos com a União, e realizando uma espécie de compensação, o que gerou um prejuízo constatado até o momento, segundo o delegado, de cerca de R$ 85 milhões. A fase da operação se volta para 27 prefeituras entre os estados do Piauí, Maranhão e Ceará. A primeira fase analisou 45 municípios do Piauí.

 “Algumas medidas já foram adotadas no sentido de responsabilizar não só o gestor público que deu causa a dívida, mas também solidariamente os escritórios de assessoria jurídica, que estão por trás desses procedimentos realizados em massa aqui por municípios aqui no estado do Piauí ”, afirma Eudimar.


Delegado explica atuação de prefeituras e escritórios em esquema de fraude nos repasses da Previdência. (Foto: Elias Fontenele/O Dia)

Ainda de acordo com o delegado, as investigações apontam que um número reduzido de escritórios de advocacia seria o responsável pela atuação nos esquemas, que poderão responder juntamente com os gestores por crimes contra a ordem tributária e a ordem previdenciária.

“À medida que a Receita atua e esclarece aquele gestor de boa-fé ele acaba não entrando, ou sendo seduzido a esse tipo de procedimento. A Receita Federal tem buscado estar próximo da municipalidade, dos entes públicos, das associações que o representam [...] para esclarecer o cumprimento das obrigações tributárias”, frisa o delegado.


PI: Motocicleta lidera número de indenizações por mortes no trânsito

PI: Motocicleta lidera número de indenizações por mortes no trânsito

Levantamento aponta que das 1.111 indenizações pagas no estado durante o ano de 2018, 816 foram destinadas a casos envolvendo motocicletas.

A motocicleta é o veículo com maior número de indenizações por morte pagas no Piauí, é o que revela um relatório especial desenvolvido pela Seguradora Líder sobre mortes no trânsito no país. Entre as 1.111 indenizações pagas no estado durante o ano de 2018, um total de 816 foram pagas por mortes ocasionadas por acidentes com motocicletas.


Leia mais:

Ainda segundo o levantamento, o Piauí possui o segundo maior indicador de benefícios por morte no trânsito do Brasil. Em 2018, o país atingiu a quantidade de 34 indenizações pagas, pelo Seguro DPVAT, a cada 100 mil habitantes. 

Acidente com motocicleta em Teresina. (Foto: Arquivo O Dia)

O cálculo considera o número de pagamentos em relação a estimativa populacional. Por isso, apesar de possuir menos indenizações do que outras unidades da federação, como Minas Gerais e São Paulo, e menos do que o líder da tabela, Tocantins, o estado acabou figurando na segunda colocação.

A análise revela que, além da motocicleta, 200 benefícios pagos por acidentes fatais foram destinados a vítimas de acidentes com automóveis, 65 para caminhões e pickups, 19 para ônibus e 11 para ciclomotores.

Já os motoristas são as principais vítimas fatais em acidentes no trânsito, com 64,9% das indenizações pagas, seguido pelo número de pedestres (19,2%) e passageiros (15,9%). Quando analisada a faixa etária, os adultos de 45 a 64 anos foram os que mais morreram, com 276 dos sinistros pagos por morte pelo Seguro DPVAT no último ano.

Os dados revelados durante a Semana Nacional do Trânsito, iniciada no último dia 18 e que termina amanhã (25), revelam que o trânsito ainda deixa milhares de vítimas fatais todos os anos no país. 

No caso do Piauí, o levantamento aponta um crescimento no número de mortes ao longo dos anos. Quando observada apenas a quantidade de benefícios pagos por acidentes fatais, entre 2009 e 2018, sem relacionar à estimativa populacional, o Piauí teve um crescimento de 42%. Em 2009, foram 780 indenizações pagas. 

Ao contrário de outros estados, como São Paulo e Rio Grande do Sul que tiveram redução de cerca de 50% nas indenizações pagas por acidentes fatais entre 2009 e 2018. Somente no Acre, a redução foi de 95%.

Oeiras sediará I Congresso Internacional de Direitos Culturais

Oeiras sediará I Congresso Internacional de Direitos Culturais

O Congresso conta com uma vasta programação e terá a participação de palestrantes com experiência internacional, radicados na Itália, Bélgica e México.

Nos dias 27, 28 e 29 de setembro a cidade de Oeiras sediará o I Congresso de Direitos Culturais com o tema “Cultura, natureza e economia”. O Congresso conta com uma vasta programação e terá a participação de palestrantes com experiência internacional, radicados na Itália, Bélgica e México.

“Esses palestrantes nos darão a possibilidade de ter uma dimensão das perspectivas jurídicas nesses países, em um intercâmbio sem precedentes na cidade de Oeiras e no Estado do Piauí. Aproveito o espaço para convidar a todos para publicar artigos científicos e peças profissionais que farão parte dos anais do evento em livro digital”, explica o Conselheiro Federal e Presidente da Comissão de Direito à Educação do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Thiago Carcará.

Imagem: Divulgação

O evento tem como objetivo congregar diversas instituições e atores culturais para difundir e aprofundar os conhecimentos sobre Direitos Culturais no Estado do Piauí. Os direitos culturais gozam de importância constitucional e social multifacetada, não apenas por serem direitos humanos reconhecidos pela Constituição Federal de 1988 como também direitos fundamentais, mas em especial pelo poder de transformação social que exerce sobre toda e qualquer sociedade.

Confira  a programação completa:

DIA 27.09.2019 (SEXTA-FEIRA)

Local: Centro Diocesano Dom Expedito Lopes

16h – Credenciamento

17h - Apresentações culturais

18h – Conferência de boas vindas: Interpretando o Patrimônio Cultural Oeirense

Prof. Stefano Ferreira (SECULT Oeiras/BRA)

19:00h – Solenidade de abertura

Dr. Luiz Viana Queiroz – Vice Presidente da OAB Nacional

Dr. Celso Barros Coelho Neto – Presidente da OAB Piauí

Dr. Álvaro Fernando da Rocha Mota –Presidente do IAP

Dr. José Raimundo de Sá Lopes – Prefeito Municipal de Oeiras

DomEdilson Soares Nobre –Bispo da Arquidiocese de Oeiras

Dr. Adriano Dantas de Oliveira – Presidente da OAB Oeiras

20h – Mesa de abertura: Economia Criativa no âmbito do patrimônio cultural imaterial: experiência brasileira e italiana

Profa Dra. Anita Mattes (UNIMIB/ITA)

Prof. Dr. Humberto Cunha Filho (UNIFOR/BRA)

Presidente – Dr. Luiz Viana Queiroz (OAB NACIONAL)

Secretário – Dr. Celso Barros Coelho Neto (OAB/PI)

Participação - Prof. Dr. BolfyCottom (INAH/MEX)

22h – Coquetel de abertura

DIA 28.09.2019 (SÁBADO)

LOCAL: UESPI (CAMPUS POSSIDÔNIO QUEIROZ)

OFICINA I

09h às 12:00 - Rede de Fomento e Projetos Culturais para captação de recursos

Prof. Me. Cecília Nunes Rabelo (UNIFOR/BRA)

OFICINA II

09h às 18:00 – Sistema de proteção ao patrimônio cultural e a instrumentos normativos

Prof. Dr. Rodrigo Vieira Costa (UFERSA/BRA)

14h– Apresentação de trabalhos científicos

GT I – Direitos Culturais e transversalidades

GT II – Proteção e difusão do patrimônio cultural

LOCAL: CINE TEATRO OEIRAS

PAINEL I

14h- Os direitos culturais e atuação da advocacia

Prof. Dr. Thiago Anastácio Carcará (UESPI/BRA)

Presidente– Dra. Andreya Lorena (OAB NACIONAL)

Secretário – Dr.Fidelman Fao Florencio Fontes (OAB Oeiras)

Debatedor – Prof. Me. Aurélio Lobão (ESA/PI)

PAINEL II

15h- Patrimônio cultural e planejamento urbano

Prof. Esp. Natan Pinheiro de Araújo Filho (OABPI / BRA)

Presidente - Dr. Adriano Dantas de Oliveira(OAB/Oeiras)

Secretária–Dra. Gismara Moura Santana (OAB/Oeiras)

Debatedor–Prof. Me. Luciano Silva Borges (RSA/BRA)

PAINEL III

16h - Direitos Culturais como Direitos Humanos

Prof. Dra. Esther Castelo Branco (UESPI/BRA)

Presidente – Dr. Carlos Rubem(MP/PI)

Secretária –Dra. Analice Reis Barroso (OAB Oeiras)

Debatedor –Prof. Esp. Raimundo Martins Neiva Filho (FAESF/BRA)

PAINEL IV

17h - Política de educação e cultura em museus comunitários

Prof. Dra. Áurea da Paz Pinheiro (UFPI/BRA)

Presidente – Dr. Helder Jacobina (OAB/PI)

Secretário – Dr. Herberth Vinícius Virgínio de Sousa e Silva (OAB/Oeiras)

Debatedor –ProfStefano Ferreira (SECULT Oeiras)

18:0h–LANÇAMENTO DE LIVROS

Presidente – Dr. Felipe Artur Ibiapina (ESA Oeiras)

Teoria dos Direitos Culturais

Prof. Dr. Humberto Cunha Filho (UNIFOR/BRA)

Gestão de Museus: Diagnósticomuseológico e planejamento um desafio contemporâneo

Prof. Dra. Manuelina Maria Duarte Cândido (Universidade de Liége / BELGICA)

19:00h –Solenidade de Encerramento

20:00h - Mesa de encerramento - Direitos Culturais e as Políticas Institucionais para museus e patrimônio

Prof. Dra. Manuelina Maria Duarte Cândido (Universidade de Liége/BELGICA)

Prof. Dr. BolfyCottom (INAH/MEX)

Presidente– Des. Edvaldo Moura (TJ/PI)

Secretária –Dra. Andreia Araújo (CAAPI)

Participação - Prof. Dr. Humberto Cunha Filho (UNIFOR/BRA)

22h – Coquetel de encerramento

DIA 29.09.2019 (DOMINGO)

08h às 12h – Circuito Cultural

·         Missa na Catedral de Nossa Senhora da Vitória (primeiro templo regular do Piauí).

·         Apresentação Cultural: Conguinhos de Oeiras.

·         Museu de Arte Sacra: Palácio João Nepomuceno.

·         Casa do Visconde da Parnaíba.

·         Praça das Vitórias.

·         Solar das 12 janelas: sede do Instituto Histórico de Oeiras-PI.

·         Centro Cultural Sobrado Major Selemérico: Antigo palácio do governo do Piauí Imperial com galerias e exposição de objetos históricos.

·         Museu do Divino Espírito Santo: Exposição de objetos sacros com esculturas, objetos e quadros.

·         Casa da Pólvora.

·         Igreja de Nossa Senhora do Rosário.

Comunidade acadêmica denuncia abandono do campus da Uespi em Oeiras

Comunidade acadêmica denuncia abandono do campus da Uespi em Oeiras

Professores e alunos revelam dificuldades estruturais e de recursos humanos que a instituição vem enfrentando.

O campus da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), Professor Possidônio Queiroz, em Oeiras, começou a semana fechado. O fechamento dos portões foi decidido em assembleia geral com professores e alunos na última sextafeira (20). O motivo, segundo o professor doutor Harlom Homem, é devido a não resolução de problemas antigos. O professor destaca que as reivindicações da comunidade acadêmica foram repassadas para a administração superior ainda no início do ano e, mesmo após um período de greve, nada foi feito. 

“Primeiro a questão do curso de Matemática que está sem nenhum professor, as vagas estão abertas após não serem preenchidas no concurso e não há previsão de um novo edital. Outra questão é o reconhecimento dos cursos e encaminhamento para abertura de novas turmas. Outro problema que se arrasta é do novo campus de Oeiras, onde milhões de reais já foram desperdiçados e era para ter sido entregue em 2017 e, até agora, está em construção”, lista Harlom. 


Leia também:

Bolsistas da Uespi estão sem receber o benefício há três meses 

Uespi tem mais de 500 disciplinas sem professor, afirma sindicato 


O professor também relata que os estudantes estão procurando resposta para o pagamento das bolsas atrasadas. Além do que, os docentes estão doentes psicologicamente por causa da falta de estrutura de trabalho e preocupados com a situação do campus. A acadêmica de licenciatura plena em letras português, Evanice Fernandes, diz que se sente desprezada pelo Governo do Estado, pois as bolsas estão atrasadas e não há um ensino de qualidade

“Nós estamos sem auxílio alimentação, não temos pesquisas e extensão. Todos os cursos da instituição estão negligenciados, então nós nos sentimos desprezados, esquecidos pelo Governo. Nosso campus está caindo aos pedaços, não temos ambiente para estudo, a obra do novo campus está parada há dois anos. Somos esquecidos pelo Estado”, lamenta a estudante do 8° período. 


Um dos problemas apontados pela comunidade diz respeito ao novo campus, cujas obras estariam paradas há dois anos - Foto: Divulgação

Contraponto 

Procurada pela reportagem, a Universidade Estadual do Piauí (Uespi) esclarece que, no último concurso realizado em 2017, não houve aprovados/ classificados para o curso de Matemática. A Administração Superior vem buscando, junto ao Governo do Estado, mantenedor da universidade, soluções para minimizar e/ou acabar com esse problema. 

Após a última greve da categoria, no início deste ano, duas comissões foram criadas, sendo uma delas formada por representantes da categoria dos docentes, Administração Superior e o Governo para pensar questões relacionadas ao concurso público, no sentido de preencher todas as vagas em aberto. Segundo informações repassadas pelo Governo do Estado, a realização de um novo concurso não é possível por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal e pelas dificuldades financeiras que o Estado enfrenta. 

Em relação à reforma/construção do novo campus de Oeiras, a Uespi informa que as obras foram retomadas em setembro e “assim esperamos que ela seja concluída o mais breve possível para atender as demandas da comunidade acadêmica da cidade”.

23 de setembro de 2019

Órgãos participam de cursos ministrados por Embaixada da França

Órgãos participam de cursos ministrados por Embaixada da França

Cursos são contra a lavagem de dinheiro e exploração de dados telefônicos. Parceria trará mestres franceses que irão ministrar os cursos.


Adido de segurança da Embaixada da França no Brasil, Serge Giordano. (Foto: Elias Fontenele/O Dia)

A embaixada da França no Brasil, em parceria com a Polícia Civil  do Estado e outros órgãos, realiza neste semestre cursos de capacitação tanto para policiais quanto para membros de outros órgãos, como Polícia Federal, Militar, Ministério Público, Controladoria Geral do Estado e Polícia Civil do Maranhão.

O primeiro curso, iniciado nesta segunda-feira (23) tem como foco o combate a lavagem de dinheiro e terá aulas com representantes da polícia francesa. 

Segundo o adido de segurança da Embaixada da França no Brasil, Serge Giordano, por se tratar de um crime complexo, se faz necessária a presença de outros órgãos de investigação, como Polícia Federal e Ministério Público.

“Como é um crime complexo, a troca de informações entre vários órgãos públicos, seja Ministério Público, Tribunal de Contas, precisam trabalhar juntas, integradas para conseguir entender e lutar contra esse tipo de crime”, explica Serge.

O segundo curso, que deverá acontecer no mês de outubro, terá foco na exploração e análise de dados telefônicos, essencial para investigações do tipo. Os dois cursos possuem carga horária de 40h/a.

Sem empresas, licitação do Centro de Convenções é adiada

Sem empresas, licitação do Centro de Convenções é adiada

A licitação do Centro de Convenções estava marcada para esta segunda-feira (23). Contudo, nenhuma empresa compareceu à sessão.

A licitação para concesso de uso do Centro de Convenções foi adiada. Isso porque nenhuma empresa compareceu à sessão de licitação marcada para acontecer nesta segunda-feira (23). De acordo com a superintendente de parcerias e concessões do Estado, Viviane Moura, os estudos serão reavaliados e o edital será relançado na quarta-feira (25) com maior flexibilidade para a iniciativa privada. Vale lembrar que o  local está fechado há uma década.



Leia também:

Governo lança edital de licitação da PPP do Centro de Convenções 


Segundo a gestora, a parceria com o setor privado tem como objetivo principal fazer com que o Centro de Convenções volte a funcionar, transformando o equipamento em uma referência na promoção de eventos. Ainda de acordo com Viviane, os primeiros estudos apresentados ao mercado consideraram o projeto de engenharia da Secretaria de Estado do Turismo com um investimento inicial de R$ 12 milhões.

Reforma do Centro de Convenções. (Foto: Arquivo O Dia)

“Na nossa avaliação, o que fez com que a iniciativa privada não tenha manifestado interesse foi o fato de os estudos terem utilizado como base o Capex de investimento em obras e equipamentos de um projeto que existia na Secretaria de Turismo. Agora nós iremos adequar os valores do estudo técnico ao princípio de uma concessão de uso, dando liberdade para que o privado possa planejar os investimentos conforme o seu capital”, frisou a superintendente.

Viviane Moura pontuou que o projeto, a partir de agora, levará em consideração, principalmente, o funcionamento do equipamento, dando maior flexibilidade ao privado quanto à previsão de investimento inicial.

“É muito mais proveitoso e benéfico para o Estado reavaliar e lançar novamente, do que contratar com risco. Testamos o mercado com um projeto que existia e vimos que ele se posicionou contrário. Precisamos ser mais flexíveis para que o privado tenha liberdade para fazer com que o equipamento efetivamente funcione e que ele, através do seu capital, faça as obras e adquira os equipamentos necessários para que isso aconteça. Só assim a parceria irá produzir os resultados que o Governo espera, que é que o Centro de Convenções funcione”, finalizou Viviane Moura.

Primavera começa hoje no Brasil e Teresina terá mais sol e calor

Primavera começa hoje no Brasil e Teresina terá mais sol e calor

Como a estação é um equinócio, significa que os raios solares incidirão com mais intensidade sobre a Capital piauiense. Pancadas de chuva só acontecerão em fim de novembro.

A primavera começou nesta segunda-feira (23) em todo o hemisfério sul. Mas se a estação é caracterizada pela chegada das chuvas nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, para os teresinenses ela trará mais sol. Isto porque a primavera é um equinócio, ou seja, o período em que os hemisférios sul e norte da Terra recebem a mesma quantidade de luz

Significa dizer, basicamente, que aqui em Teresina, os raios solares incidirão com mais intensidade a partir de agora.



Leia também:

Teresina fica em 4º no ranking das capitais com maiores temperaturas 


De acordo com o climatologista Werton Costa, até o decorrer da semana passada, o sol estava posicionado mais ao Sul de Teresina. A partir de hoje, ele ficará posicionado em cima da cidade, um pouco mais ao Norte do que estava antes. 

“Teremos uma quantidade maior de insolação e temperaturas mais elevadas pela posição da Terra em relação ao sol. Recebemos uma quantidade maior de energia solar e isso impacta diretamente da seguinte forma: temperaturas maiores e baixa umidade”, explica.

A primavera, segundo a ele, tende a ser mais quente e seca no seu começo, e mais quente e úmida em seu final (fim de novembro e início de dezembro), quando devem começar a cair em Teresina as chuvas características da estação. Mas ele esclarece: não serão chuvas fortes. Elas serão passageiras e tampouco significam o começo do período chuvoso.

“Por enquanto, temos apenas a possibilidade de chuvas rápidas, as pancadas de chuva, lá para o começo de novembro. Até lá é sol, alta taxa de insolação, altas temperaturas e tempo seco”, finaliza o climatologista.

FMS reabastece estoque de vacinas contra o sarampo em Teresina

FMS reabastece estoque de vacinas contra o sarampo em Teresina

Foram 1980 doses, distribuídas entre 19 salas de vacina de todas as zonas da cidade e disponíveis a partir de hoje (23).

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) recebeu novas doses da vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo e outras doenças. Foram 1980 doses, distribuídas entre 19 salas de vacina de todas as zonas da cidade e disponíveis a partir de hoje (23).

Em razão da grande procura, os postos de vacinação de Teresina tiveram redução no estoque da vacina Tríplice Viral. Assim, o Ministério da Saúde, responsável por adquirir e distribuir vacinas aos municípios brasileiros, providenciou o reabastecimento para suprir a demanda.



Leia também:

Projeto Toucar recebe carinho em forma de doações de cabelos 


Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da FMS, lista os grupos que devem receber a vacina: as crianças devem tomar a “dose zero” entre os seis meses e 12 meses de idade e, depois, devem fazer o seguimento com o calendário vacinal (uma dose aos 12 meses de idade e  a segunda dose aos 15 meses).

Enfermeira aplica vacina tríplice viral em criança. (Foto: Arquivo O Dia)

As pessoas que não se vacinaram nessa faixa etária (12 e 15 meses de idade), podem se vacinar até os 49 anos de idade, sendo que entre um ano e 29 anos, pode tomar duas doses da vacina, de 30 a 49 anos tomar uma dose e maiores de 50 anos não devem se vacinar. 

Os profissionais de saúde, independente da idade, tomar duas doses. A vacina só é contraindicada para gestantes e pessoas com baixa imunidade, como pacientes em tratamento contra o câncer ou portadores de doenças que derrubam o sistema imunológico, como a gripe, porque a vacina é feita com vírus vivo e atenuado, o que pode causar alguns efeitos colaterais.

O sarampo é uma doença viral aguda, altamente contagiosa e que pode levar a complicações graves e óbito. “A pessoa pode apresentar febre, tosse, irritação nos olhos, nariz escorrendo ou entupido e mal estar. Em torno de 3 a 5 dias, outros sintomas podem aparecer, como manchas vermelhas no corpo”, informa Amariles Borba. “A sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo a outras pessoas”, esclarece a diretora.

DISTRIBUIÇÃO DE VACINAS SARAMPO – 23/09/2019

ZONA NORTE

. Hospital da Primavera

. UBS Santa Maria Codipi

. Hospital Buenos Aires

. Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo

. UBS Ceci Fortes

ZONA SUDESTE

. Hospital do Dirceu

. UBS Renascença

. UBS Alto da Ressurreição

. UBS Carlos Alberto

. UBS Todos os santos

ZONA LESTE

. Hospital do Satélite

. UBS Santa Isabel

. UBS Ininga

. UBS Piçarreira

ZONA SUL

. UBS Parque Piauí

. Hospital do Promorar

. UBS Vermelha

. UBS Lourival Parente

. UBS Vila Irma Dulce

Cadeia de Altos é inaugurada sob protestos de aprovados em concurso

Cadeia de Altos é inaugurada sob protestos de aprovados em concurso

Unidade abre 603 vagas no sistema prisional piauiense e vai permitir a classificação de presos segundo o grau de risco.

O Governo do Estado inaugurou na manhã desta segunda-feira (23) a Cadeia Pública de Altos, que é a primeira do Piauí no modelo de gestão por classificação de risco dos presos. A unidade prisional receberá detentos provisórios e acrescenta mais 603 vagas no sistema prisional. Marcaram presença na solenidade autoridades do Executivo piauiense e um grupo de aprovados no concurso para agentes penitenciários que aproveitaram a oportunidade para cobrar novamente do governo as convocações.


Leia também:

Nova cadeia minimiza, mas não resolve superlotação, diz sindicato 

Aprovados em concurso para agente penitenciário acampam no Karnak 


É que com a abertura da Cadeia Pública de Altos, era de se esperar que o estado prosseguisse com as nomeações e convocações dos aprovados no certame de 2016 para poder suprir a demanda. No entanto, a medida adotada pela Secretaria de Justiça foi remanejar agentes já em atividade de outras unidades prisionais para o novo presídio. 

Isso, segundo os aprovados, além de desfalcar o efetivo de presídios como a Casa de Custódia e a Major César, por exemplo, ainda impossibilita a Cadeia Pública de Altos de operar em toda sua capacidade. É o que explica Jorge Luz, representante dos aprovados que aguardam convocação. 


Foto: Divulgação/Sejus

“Estamos inaugurando um presídio novo que vai precisar de mais agentes, mas estão aposentando mais de 200 agentes esse ano. Esse concurso não vai suprir nem esses que estão saindo, imagine a demanda de um novo presídio. Sem agentes suficientes não tem como humanamente manter a disciplina dentro da cadeia de Altos”, explica.

Os aprovados fizeram um ato durante a inauguração da nova unidade para cobrar do governo uma resposta sobre as 36 nomeações dos que fizeram o curso de formação e sobre a realização do segundo curso com os 166 aprovados restantes na lista. Na semana passada, o concurso para agente penitenciário de 2016, que venceria no próximo mês de outubro, teve sua validade prorrogada.

Sobre as reivindicações, o governador Wellington Dias reconheceu sua legitimidade e disse que o estado já deveria ter chamado todos os aprovados, mas que ainda encontra entrave na Lei de Responsabilidade Fiscal. O chefe do Executivo disse que governo, por meio da Procuradoria-Geral, vai acionar o Tribunal de Contas do Estado (TCE) até o fim deste mês para tentar resolver o imbróglio.


Foto: Divulgação/Sejus

“De um lado temos alguns agentes penitenciários que pediram aposentadoria. Do outro, temos a ampliação do sistema e numa situação como essa vemos algo excepcional. Precisamos de uma autorização para conseguir resolver essa questão da diminuição dos agentes e da necessidade de aumentar o efetivo. Vamos buscar junto ao TCE uma definição para isso”, explicou o governador.

Mil vagas foram abertas no sistema prisional do Piauí nos últimos quatro anos

Presente na inauguração da Cadeia Pública de Altos, o secretário de Justiça, Carlos Edilson, classificou a abertura do presídio como o primeiro passo para a modernização e reorganização do sistema prisional piauiense. De acordo com o gestor, o Estado abriu mil novas vagas nas unidades carcerárias desde 2015. A Defensoria Pública alega, no entanto, que o Piauí precisaria de, no mínimo, mais 2 mil vagas para poder atender a toda a demanda.

“Estamos em um processo de modernização e reorganização do sistema, planejando a construção de uma nova penitenciária em Bom Princípio, próximo a Parnaíba. Temos também a Central de Triagens e uma reforma ampla na Major César. Isso promoverá a abertura de mais vagas”, pontuou o gestor.

22 de setembro de 2019

PPP do Pavilhão de Modas é lançada e prevê 25 anos de concessão

PPP do Pavilhão de Modas é lançada e prevê 25 anos de concessão

Empresa terá 12 meses para realizar as melhorias exigidas no edital. Tempo de concessão do contrato é de 25 anos.

Esta é mais uma PPP (Parceria Público Privada) realizada pelo Governo do Estado e tem o objetivo de viabilizar a reforma, ampliação, modernização, operação e manutenção do equipamento.
Com a parceria, o governo pretende revitalizar o espaço, transformando em shopping vocacionado e popular, a fim de fortalecer os setores têxtil, calçadista e de acessórios de produção local, bem como gerar emprego e renda. 
Além disso, a concessionária contratada deverá ampliar os produtos oferecidos para o atacado e varejo, privilegiando o ramo da moda, além de oferecer à população novos espaços de consumo, entretenimento e serviços. 
Segundo a Superintendente de Parcerias e Concessões , Viviane Moura, por estar localizado em uma zona populosa e em ampla expansão, a expectativa é que a parceria seja de sucesso.

“Com a requalificação do espaço e a ampliação dos serviços, temos certeza que também crescerá a procura pelos compradores, gerando excelentes oportunidades de negócios, desenvolvendo a produção local, movimentando a economia e gerando empregos”, comenta Viviane Moura.

O equipamento está localizado no cruzamento das BRs 316 e 343, uma área estratégica e privilegiada com a circulação de aproximadamente 15 mil veículos diariamente. Atualmente, o espaço conta com 134 unidades comerciais e forte comércio no setor de vestuário e calçadista. O prazo de concessão será de 25 anos e o privado terá o período de 12 meses para promover as obras de requalificação do local.
O edital de licitação está disponível no site www.ppp.pi.gov.br ou na sede da Suparc. A sessão de licitação será realizada no dia 21 de outubro de 2019, às 09h, no Auditório da Secretaria de Administração e Previdência do Estado do Piauí (Seadprev), localizado na Av. Pedro Freitas, s/nº, Bloco I, 2º Andar, Centro Administrativo, Teresina-PI.

Justiça nega mandado de segurança a acusado de matar Camilla Abreu

Justiça nega mandado de segurança a acusado de matar Camilla Abreu

A defesa alega que houve cerceamento de direito, omissão e obscuridade durante as oitivas de testemunhas do caso durante sua tramitação na 2.ª Vara do Tribunal do Júri.

A 1.ª Câmara de Direito Público negou, por unanimidade, o mandado de segurança impetrado pela defesa de Alisson Wattson da Silva Nascimento, acusado de matar a estudante Camilla Abreu em outubro de 2017. A decisão aconteceu na última quinta-feira (19).

Segundo o Tribunal de Justiça, no pedido, a defesa alega que houve cerceamento de direito, omissão e obscuridade durante as oitivas de testemunhas do caso durante sua tramitação na 2.ª Vara do Tribunal do Júri.

A estudante Camilla Abreu e o acusado Allisson Wattson. (Foto: Arquivo Pessoal)

A defesa de Alisson Wattson afirma que durante as preliminares do processo houve ofensa ao princípio do contraditório devido a uma suposta ausência de perícia nos aparelhos telefônicos das testemunhas Luana Regina de Sousa e Valéria Gomes Prudêncio. 

A perícia foi requerida para que se provasse ou não a veracidade de imagens que mostravam lesões sofridas por Camilla Abreu. Além disso, a defesa requeria a exclusão do qualificante de feminicídio.

Em seu voto, o desembargador Haroldo Rehem, relator do processo, afirmou que, na realidade, não houve nenhum cerceamento do direito de defesa; o mandado impetrado seria, de acordo com o relator, uma tentativa de compensar uma perda de prazo por parte da defesa do acusado, que pediu a análise dos celulares de Luana e Valéria após o término do período preliminar da investigação.

O voto foi acompanhado por todos os membros da Câmara. Alisson Wattson da Silva Nascimento aguarda julgamento pela 2.ª Vara do Tribunal do Júri.

Leia mais sobre o caso:

Família pede ajuda para encontrar jovem desaparecida em Teresina 

Amiga relata histórico de violência entre jovem desaparecida e PM 

Camila se sentia presa e vivia ameaçada, relata amiga de estudante 

Corpo de Camilla Abreu é encontrado e namorado é preso pelo crime 

Defesa de capitão da PM afirma que tiro em namorada foi acidental 

Promotor pede que Justiça negue perícia no celular de Camilla Abreu 

Pleno do TJ-PI determina expulsão de Allisson Wattson da Polícia Militar

Capitão que matou Camila Abreu é expulso da Polícia Militar 

Mega-Sena acumula e deve pagar mais de R$ 39 milhões

Mega-Sena acumula e deve pagar mais de R$ 39 milhões

A estimativa da Caixa é de que o prêmio para o próximo sorteio, na próxima terça-feira (24), chegue a R$ 44 milhões.

Acumulou mais uma vez! Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.190 da Mega-Sena.

Sem vencedor, o valor acumulado no sorteio deste sábado (21) é de R$ 39.320.939,03. Contudo, a estimativa da Caixa é de que o prêmio para o próximo sorteio, na próxima terça-feira (24), chegue a R$ 44 milhões.


Leia também:

Mega Sena acumulada em R$ 120 milhões estimula sonhos de apostadores em THE 


Os últimos números sorteados foram: 05 - 09 -20 - 25 - 35 - 53.

Os números sorteados no sorteio 2.189, realizado no último dia 18, foram: 04 - 11 - 16 - 22 - 29 - 33.

Mega Sena acumula em R$ 39 milhões. (Foto: Arquivo O Dia)

A única aposta ganhadora foi um bolão Caixa com 49 cotas em Brasília. O prêmio total foi de R$ 120.085.143,97. Além disso, 406 apostas acertaram a quina (cinco números) e levaram cada uma o total de R$ 19.407,24.

Na quadra (quatro acertos), foram 24.366 apostas ganhadoras, que receberam R$ 461,96 cada.

Este é o terceiro maior prêmio acumulado neste ano e um dos 20 maiores da história. O maior foi sorteado em maio, para um sortudo que apostou pela internet e levou R$ 289 milhões.

A aposta mínima, com seis dezenas, custa R$ 3,50 e a possibilidade de acerto na Mega-Sega é de um em pouco mais de 50 milhões.

O ganhador pode receber seu prêmio em qualquer casa lotérica credenciada ou nas agências da Caixa. Caso o prêmio líquido seja superior a R$ 1.332,78 (bruto de R$ 1.903,98) o pagamento pode ser realizado somente nas agências da Caixa. Valores iguais ou acima de R$ 10.000,00 são pagos após 2 dias de sua apresentação na agência da Caixa.

De acordo com a Caixa, o ganhador tem 90 dias corridos, após o sorteio, para sacar o prêmio. Caso o sortudo não compareça em uma agência no prazo estabelecido, o valor é repassado ao Tesouro Nacional e investido no Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Fonte: Caixa 

21 de setembro de 2019

Mancha de óleo chega à área de proteção do Delta do Parnaíba

Mancha de óleo chega à área de proteção do Delta do Parnaíba

Há um mês as manchas de óleo estão aparecendo em diversas praias do Nordeste, como em Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte e Paraíba

Desde o início deste mês, manchas escuras e oleosas estão surgindo em diversas praias do Nordeste. Inicialmente elas foram vistas no litoral de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. Porém, a Marinha do Brasil detectou que as manchas também apareceram na Ilha dos Poldros, município de Araioses-MA, localizada na Área de Proteção Ambiental do Delta do Parnaíba.

A Capitania dos Portos do Piauí (CPPI), Organização Militar subordinada ao Comando do 4º Distrito Naval, por meio de nota, informou que tomou conhecimento do fato por intermédio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) do Maranhão.

Mancha de óleo chega ao Delta do Parnaíba (Foto: Reprodução)

Diante do surgimento das manchas em área de proteção ambiental, a Capitania destaca que foram realizadas ações de cooperação entre a Capitania dos Portos do Piauí e do Maranhão, vez que o local encontra-se dentro da área de Jurisdição daquela Capitania. O IBAMA Maranhão, o IBAMA Piauí e o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal têm empregado esforços, por meio de embarcações e militares com conhecimento de navegação local, para cooperar com a coleta de amostras de óleo para análise

Ainda na nota, a Capitanias dos Portos do Piauí destaca que a amostra coletada será enviada para análise pelo Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, localizado em Arraial do cabo-RJ, organização militar da Marinha do Brasil. Somente após o resultado da análise será possível descobrir qual a origem destas manchas de óleo, que já vem aparecendo em todo o litoral nordestino.

Prédio onde funciona a AMA é doado para a instituição

Prédio onde funciona a AMA é doado para a instituição

A assinatura do termo de doação foi deita nesta sexta-feira (20). O imóvel pertence ao Estado e antes era uma escola estadual

A partir de agora a Associação dos Pais e Amigos dos Autistas (AMA) terão uma sede própria. Na sexta-feira (20), a governador Wellington Dias assinou o termo de doação do imóvel para a instituição, que passa agora a ser proprietária do local, permitindo a atração de investimentos públicos e privados para expansão das atividades. No passado, funcionava no prédio a Unidade Escolar Celso Pinheiro Filho, pertencente ao Estado.

Fundada há 19 anos, a AMA atende atualmente 170 famílias nas áreas de saúde, educação, trabalho e assistência social. O governo do Estado é parceiro da associação, oferecendo 35 profissionais, de diversas áreas, para a equipe permanente de trabalho da AMA. 

Assinatura do termo de doação do prédio para a AMA (Foto: Roberta Aline/CCom)

“Nos últimos anos, o Estado foi parceiro ao ceder esta área e, agora, por meio de projeto de lei, encaminha a doação. A partir daqui, existe um número de entidades que se dispõem a investir diretamente e ter uma sede própria é uma das exigências” pontuou o governador.

Na solenidade o governador instituiu o Selo Empresa Amiga do Autista, um estímulo à contratação de mão-de-obra autista. A iniciativa parte de uma lei aprovada pela Assembleia Legislativa, de autoria do deputado estadual Franzé Silva. “Quando estimulamos as empresas a contratar autistas, ter um selo do governo do Estado e divulgar em suas peças publicitárias, incorporando ao seu balanço social, criamos uma onda positiva”, explicou o parlamentar petista.

O ato marca o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, lembrado em 21 de setembro.

“Os autistas do Piauí estão de parabéns e felizes. A AMA atende a todo o Piauí. É referência no estado no atendimento ao autista e a gente precisa ter essa sede própria para buscar melhorias”, comemorou Rosália Oliveira, presidente da AMA.

Empresa quer investir R$ 1,9 bi na construção de parque eólico no PI

Empresa quer investir R$ 1,9 bi na construção de parque eólico no PI

O Complexo dos Oitis ficará localizado entre o PI e a Bahia e terá capacidade instalada de 566 MW. Operações devem iniciar em 2022.

Destaque nacional na produção de energia limpa e renovável, o Piauí deverá ganhar em meados de 2022 mais um parque eólico. Trata-se do Complexo dos Oitis, cuja construção foi aprovada na última quinta-feira (19) pela empresa Neoenergia, que atua na geração e distribuição de energia limpa em três estados brasileiros e controla a Coelba (Companhia Elétrica da Bahia).


Foto: O Dia

O Complexo de Oitis fica localizado entre os estados do Piauí e Bahia e quando concluído terá capacidade instalada de 566,5 Megawatts. Para a construção do parque eólico, a Neoenergia destinará cerca de R$ 1,9 bilhão. O empreendimento é composto por 12 parques eólicos, dos quais dois (o Oitis 1 e o Oitis 8) já tiveram 30% de sua capacidade vendida no Leilão de Geração realizado em junho passado.

Os novos dez parques do complexo terão sua produção de energia destinada à comercialização no livre mercado. O início das operações está previsto para 2022. Junto com a construção do Complexo dos Oitis, a Neoenergia aprovou também a contratação de todos os aeroagregadores, bem como a outorga pela empresa de garantias associadas a projetos de exploração da energia eólica na região. Vale lembrar que a Neoenergia já dispõe de 516 Megawatts em capacidade instalada de fonte eólica em operação.