• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Piauí

10 de fevereiro de 2020

Quase 30 celulares foram roubados por dia no Piauí em 2019

Quase 30 celulares foram roubados por dia no Piauí em 2019

Foram 10 mil aparelhos subtraídos de seus donos de janeiro a dezembro do ano passado em todo o Estado. Segurança lança aplicativo para facilitar recuperação de celulares roubados.

O Piauí registrou quase 30 roubos de celular por dia em 2019. A estatística foi divulgada pela Secretaria de Segurança do Estado nesta segunda-feira, 10. No total foram subtraídos de seus donos 10.000 celulares de janeiro a dezembro do ano passado aqui no estado sendo Teresina a cidade com os maiores registros deste tipo de crime.

De acordo com a Polícia Militar, as áreas mais críticas, ou seja, onde são registrados os maiores números de roubos, ficam nas áreas periféricas da cidade, aquelas mais distantes onde há menos aglomeração de pessoas. É o que diz o comandante-geral da PMPI, coronel Lindomar Castilho.

Coronel Lindomar Castilho. Foto: Assis Fernandes. 

“Na região sul temos a Grande Vila Irmã Dulce e a região do Residencial Torquato Neto. Já na zona Norte, temos a Pedra Mole. Na zona Leste, temos a região do Satélite também, onde se registram muitos roubos. Mas também aqueles casos de assaltos em paradas de ônibus, abordagem em áreas de aglomeração também como no Centro embora nas áreas mais afastadas seja mais recorrente”, explica o coronel.

Ainda segundo Lindomar Castilho, é comum o registro frequente de roubos de celulares também na região central de Teresina por conta da facilidade do acesso à pontes que ligam a capital piauiense à cidade de Timon. O comandante da PM se refere àquela região da Avenida Maranhão como “uma área de fácil escoamento de produtos roubados e de suspeitos de roubo”.

“Temos três pontes ali que facilitam o escoamento de assaltantes e onde se concentra também uma região de roubo com frequência”, finaliza o coronel.

Tecnologia é aliada no combate a este tipo de crime

Visando combater o roubo e furto de aparelhos celulares em todo o Piauí ou ao menos diminuir as estatísticas, foi lançado hoje (10) em Teresina o aplicativo Protege Celular. Trata-se de uma iniciativa da Secretaria de Segurança do Estado (SSPI-PI) em parceria com a Agência de Tecnologia da Informação do Governo (ATI) que consiste basicamente em uma plataforma de na identificação e recuperação de aparelhos roubados através de um cadastro na plataforma por parte do proprietário do celular.


Para ter acesso, o usuário precisa apenas fazer o download do aplicativo nas lojas Play Store (sistema Android) ou Apple Store (sistema iOs), preencher seus dados cadastrais e inserir um endereço de e-mail com senha. Uma vez cadastrado, o usuário terá que inserir o número do IMEI de seu celular, que pode ser obtido discando-se a combinação *#06# como se fosse fazer uma ligação no aparelho.

Fábio Abreu explica sobre o APP Protege Celular. Foto: Assis Fernandes

A partir da inserção dos dados, o aparelho ficará cadastrado na plataforma e em caso de roubo ou furto, o proprietário poderá informar à polícia pelo próprio aplicativo, lembrando que ele tem até 72 horas para cadastrar o BO oficializando e confirmando a denúncia.

Caso o celular seja recuperado, a polícia informará ao seu dono tanto por mensagem SMS no celular, quanto pelo próprio aplicativo e até pelo e-mail cadastrado no Protege Celular. Junto com a notificação de recuperação, o usuário receberá também o endereço do distrito policial onde o aparelho se encontra.

Fábio Abreu: Assis Fernandes. 

Para o secretário de Segurança, Fábio Abreu, o aplicativo Protege Celular vai ajudar a população no momento em que ela precisar, sobretudo no sentido de desincentivar [sic.] o roubo de celular por parte de criminosos.

“Esperamos que com isso, o roubo de celulares se torne desinteressante, porque a partir do momento que um criminoso tem um aparelho roubado em mãos e ele sabe que aquele aparelho está sendo monitorado pela polícia e procurado, ele tende a reduzir a prática”, é o que diz o secretário.  

Professores da rede estadual deflagram greve em Teresina

Professores da rede estadual deflagram greve em Teresina

Grupo de professores se reuniu para protestar na frente do Palácio de Karnak, no Centro de Teresina. O sindicato pede 17% de aumento.

Os professores da rede estadual de ensino do Piauí deflagraram, nesta segunda-feira (10), greve por tempo indeterminado em por causa de reajuste salarial. O Governo do Estado deve encaminhar à Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) nesta semana um projeto de lei que fixa em R$ 3.167,17 o piso para 40 horas aulas semanais, valor acima da média nacional, que atualmente é de R$ 2.886,24. O sindicato pede 17% de aumento.

Manifestantes em frente ao Palácio de Karnac em Teresina. Foto: O Dia.

“O Governo do Piauí apresenta essa proposta para a mídia, não para os trabalhadores. E é uma proposta que ele (Wellington Dias) está apenas colocando o percentual do ano passado – 4.17%, que será transformado em vencimento. Ele não diz como fica a situação dos aposentados, que ficaram o ano passado inteiro esperando o reajuste”, disse Paulina Almeida, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Piauí (Sinte).

Paulina Almeida. Foto: TV O Dia 

Paulina afirmou que o cálculo do reajuste proposto pelo Governo é realizado com base no custo aluno do ano de 2019 e, que por isso, não atende as exigências da categoria.

“Esse reajuste é maior porque é de acordo com cálculo que é feito referente ao valor custo aluno do ano anterior. Então tem todo um cálculo, toda uma fundamentação... Essa proposta que o Governo coloca para a mídia, não comtempla os trabalhadores em educação”, declarou.

Os manifestantes se concentraram para um protesto no Centro de Teresina. Os professores reivindicam também a aplicação de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF).

“O Governo está tentando surrupiar um dinheiro que pertence a classe trabalhadora. Foi construído um projeto chamado Educar Piauí, já foi apresentado no Palácio de Karnak e, no entanto, se esquece que esse percentual de 1 bilhão e 600 milhões, 60% são dos trabalhadores em educação. E nós não iremos perder esse assunto”, completa Paulina.

Foto: O Dia TV.

Segundo o Governo, além do piso acima do valor nacional, irá manter o auxílio alimentação pagos aos professores, já no contracheque de fevereiro. O valor aplicado será de 4,31%, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).  

A lei enviada pelo Governo do Estado, que trata do reajuste dos professores da rede estadual, terá valor após sua aprovação e será condicionada sua execução aos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Uma reunião com integrantes do sindicado deve resolver o impasse. A categoria se colocou a disposição para novas negociações.

Piauí reduz em quase 70% obras contratadas pelo Minha Casa Minha Vida

Piauí reduz em quase 70% obras contratadas pelo Minha Casa Minha Vida

Neste ano, o montante no mês só girou em torno de R$ 8 milhões no Piauí, com sérios prejuízos para o projeto.

Construções do Programa Minha Casa Minha Vida estão paralisadas no Piauí desde o dia 2 de janeiro de 2020, segundo o Sindicato da Indústria de Construção Civil (Sinduscon/Piauí). O fato acontece pela falta de repasses de recursos do Governo Federal, que inviabilizam, diretamente, a efetivação de novos contratos pela Caixa Econômica Federal. Segundo o levantamento, em janeiro de 2019, o volume de investimento para novos contratos foi de R$ 25 milhões; este ano, o montante no mês só girou em torno de R$ 8 milhões no Piauí.


Leia também: Imóveis do "Minha Casa, Minha Vida" são negociados em redes sociais 


“É uma queda vertiginosa. São obras, hoje financiadas pela Caixa Econômica, por gestão do Governo Federal, que por falta de repasse não conseguimos fazer contratações. É uma preocupação por setor de construção civil porque você não consegue ter geração de contrato, você não consegue vender nada”, ressalta o vice-presidente do Sinduscon, Guilherme Fortes.

O Minha Casa Minha Vida é realizado em duas modalidades bem diferentes. Na faixa 1, destinada à população com renda mensal familiar de até R$ 1.800, as obras são bancadas 100% com recursos do OGU (Orçamento Geral da União). Nas demais faixas (1,5; 2; e 3), 90% dos recursos estão garantidos porque vêm do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e o OGU subsidia apenas 10%.


Construções do Minha Casa Minha Vida estão invibializadas - Foto: Elias Fontinele/O Dia

E é neste segundo caso, que segundo o Sinduscon, o dinheiro está chegando com atraso porque a Caixa, que gerencia o fundo, não faz repasse enquanto o governo não libera para ela os 10% de subsídio.

“Nós temos uma expectativa muito grande para o ano de 2020, porque o crescimento que está acontecendo nos grandes centros, que já é uma realidade, não chegou com a mesma pujança no resto do Brasil. Para a construção civil no Piauí, podemos dizer que mês de janeiro e fevereiro, até hoje, foi todo perdido”, destaca Guilherme Fortes.

Segundo o vice-presidente, há mobilização a níveis regional e nacional para pressionar o governo. Segundo ele, acontecerão reuniões nos dias 13 de fevereiro (quinta) e 17 (sexta-feira).

07 de fevereiro de 2020

135 mil brasileiros vivem com HIV / AIDS e não sabem

135 mil brasileiros vivem com HIV / AIDS e não sabem

O número de óbitos pela doença reduziu 22,8%, caindo de 12,5 mil casos em 2014 para 10,9 mil em 2018.

O Brasil conseguiu evitar 2,5 mil mortes por Aids nos últimos cinco anos. O número de óbitos pela doença caiu 22,8%, caindo de 12,5 mil casos em 2014 para 10,9 mil em 2018, quando foram publicados os dados mais recentes do Ministério da Saúde. Os dados são positivos, no entanto, o governo acredita que 135 mil pessoas vivam com HIV no País, mas não sabem disso.


Leia também: 36% dos jovens não usam camisinha durante relações sexuais 


A notificação para infecção pelo HIV passou a ser obrigatória em 2014, assim como o tratamento para todas as pessoas que vivem com o vírus. A medida trouxe mais acesso ao tratamento e aumento de diagnósticos. Isso refletiu na redução de casos de Aids, situação em que o vírus afetou o sistema imunológico e a pessoa desenvolveu a doença.

Além da melhora na qualidade de vida, com o tratamento, a pessoa que vive com HIV pode diminuir a quantidade de vírus presente no sangue e deixar de transmitir a infecção. De acordo com o Ministério da Saúde, a situação de infecção por HIV no País é pior entre os jovens. 52,7% dos casos de infecção pelo vírus são registrados em pessoas com idade entre 20 e 34 anos.


Alana explica que o trabalho de prevenção acontece todo o ano - Foto: Assis Fernandes/O Dia

Em 10 anos, taxa de detecção de HIV em gestantes sobe 38%

A taxa de detecção de HIV em gestantes subiu 38,1% entre os anos de 2008 e 2019. Isso significa dizer que mais de 125 mil mulheres foram notificadas com infecção pelo vírus durante a gravidez, sendo 8.621 delas apenas em 2018.

Entretanto, esse crescimento não significa necessariamente um aumento de contágios. Estes dados podem ser resultados da ampliação do diagnóstico durante o pré-natal, por exemplo, que possibilita identificar a condição de saúde da mulher e prevenir a transmissção vertical do HIV durante a gravidez, parto ou amamentação. 

Com o aumento da identificação de gestantes soropositivo, a taxa de detecção de Aids em menores de 5 anos caiu. No período de quatro anos, houve redução de 26,9%, passando de 386 casos a cada mil habitantes para 265. Isso acontece porque, uma vez identificada a infecção, a gestante recebe o tratamento que impede a transmissão do vírus para a criança.

O HIV ainda não tem cura, mas, com o tratamento, a quantidade de vírus do corpo da pessoa fica tão pequena, que o vírus fica indetectável e isso tem duas grandes vantagens. A primeira é que a pessoa não evolui para a Aids (não fica doente) e a segunda é que ela não transmite o HIV. Ou seja, uma mulher gestante que vive com HIV, com a carga viral indetectável, não transmitirá o HIV para o seu filho.


Em 10 anos, taxa de detecção de HIV em gestantes sobe 38% - Foto: O Dia

Norte e Nordeste apresentam maiores taxas

Os dados mais recentes do Ministério da Saúde mostram que, em 2018, as regiões Norte e Nordeste foram as que apresentaram maiores incrementos na taxa nos últimos dez anos, com 87,5% e 118,1% respectivamente. Em toda a série histórica, a região Sul apresentou as maiores taxas de detecção no País. A taxa observada nessa região foi de 5,8 casos a cada mil nascidos vivos, quase duas vezes maior que a taxa nacional, de 2,9.

Entre as capitais, apenas sete mostraram uma taxa de detecção inferior a nacional. Brasília, Rio Branco, Goiânia, Belo Horizonte, João Pessoa, Natal e Teresina compõe essa lista. A capital federal tem a taxa de detecção mais baixa, com apenas 1 caso em cada mil nascidos vivos. Porto Alegre tem a mais alta, apresentando 20,2 casos para cada mil nascidos vivos, uma taxa sete vezes maior que a nacional. Em relação à faixa etária, o maior número de gestantes infectadas com HIV está entre jovens com idade entre 20 e 24 anos. Elas representam 27,8% das grávidas infectadas.


Foto: O Dia

Eliminação

O Brasil é signatário do compromisso mundial de eliminar a transmissão vertical do HIV e optou por adotar uma estratégia gradativa de certificação de municípios. A eliminação da transmissão vertical é uma das seis prioridades do Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis, da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

A certificação possibilita a verificação da qualidade da assistência ao pré-natal, do parto e do puerpério, além do acompanhamento da criança e do fortalecimento das intervenções preventivas.

Até agora, três municípios brasileiros já receberam a Certificação de Eliminação da Transmissão Vertical do HIV. Curitiba e Umuarama, ambas no Paraná, receberam a certificação em 2017 e 2019, respectivamente. A cidade de São Paulo, com 12,1 milhões de habitantes, também foi certificada no ano passado. O município é o que possui a maior população no mundo a receber o título.

Hepatites B e C podem representar riscos na gravidez

Uma das preocupações na gravidez é identificar possíveis Infecções Sexualmente Transmissíveis e orientar a gestante sobre as ISTs que podem ser transmitidas ao bebê, por meio da chamada transmissão vertical. Entre estas doenças, também transmitidas por via sexual, estão as hepatites B e C.

A hepatite B é a que mais causa doenças hepáticas crônicas no mundo, especialmente se for adquirida via transmissão vertical. Seu contágio se dá por via sexual ou por compartilhamento de agulhas descartáveis, por exemplo. Nos bebês, a transmissão pode ocorrer durante ou logo após o parto, se houver contato da criança com sangue ou líquidos da mãe. 

Já no caso da hepatite C, a IST também é transmitida por agulhas contaminadas e transfusão de sangue. Neste caso, a transmissão vertical é relativamente rara, ocorre apenas de 3% a 5% dos casos. Pode se manifestar quando a gestante tem infecção crônica ou apresenta uma infecção aguda no terceiro trimestre da gravidez.

O método mais seguro e eficaz de se prevenir é usando o preservativo. Sem camisinha, você assume o risco. Use camisinha e se proteja de hepatites e de outras ISTs, como HIV e sífilis.

36% dos jovens não usam camisinha durante relações sexuais

36% dos jovens não usam camisinha durante relações sexuais

Os dados revelam que o número de infectados pelo HIV no Brasil aumentou em 21%.

A última Pesquisa de Conhecimentos, Atitudes e Práticas na População Brasileira, a PCAP, publicada pelo Ministério da Saúde em 2016, aponta que 36% dos jovens com idade entre 15 e 24 anos não usam camisinha durante as relações sexuais. Os dados também revela que o número de pessoas infectadas pelo HIV no Brasil aumentou em 21% nos últimos 10 anos. No entanto, entre jovens com idade de 15 a 24 anos, a porcentagem de aumento de casos da doença, no mesmo período, foi de 85%.


Leia também:

Notificações anuais de HIV no PI aumentaram 135% em dez anos 

Em pouco mais de 10 anos, Piauí registra 1.898 casos de HIV 


O uso de camisinha evita diversas Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e essa tem sido uma das maiores preocupações do Ministério da Saúde, que tem observado que a não utilização do preservativo se tornou uma prática constante, o que tem contribuído para o aumento de casos de infecções. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os dias, um milhão de novos casos de Infecções Sexualmente Transmissíveis são contabilizados no mundo. Muitas vezes silenciosas, as ISTs podem ficar meses, ou até anos, sem apresentarem sinais e sintomas. Caso não sejam diagnosticadas e tratadas, podem trazer graves complicações para a saúde das pessoas, como infertilidade, câncer ou até mesmo a morte. 

Muitas das Infecções Sexualmente Transmissíveis não têm sintomas, como corrimento ou úlcera, o que faz parecer que não tem doença. Por isso, a camisinha é a melhor estratégia, vez que ela protege de todas as ISTs, além da gravidez, além de não ter nenhum efeito colateral.


A camisinha é a melhor estratégia, já que ela protege de todas as ISTs e da gravidez - Foto: Arquivo O Dia

Ações de prevenção e combate às ISTs

O Ministério da Saúde, junto às Secretarias de Estados e Municípios, tem distribuído preservativo gratuitamente em todas as unidades do Serviço Único de Saúde (SUS). Somente este ano já foram entregues quase 470 milhões de unidades de camisinhas masculinas e femininas. 

O uso da camisinha protege de todas as ISTs, como HIV e Hepatites. Por isso, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) tem intensificado a dsitribuição dos preservativos, especialmente no período de carnaval. Alana Niége, coordenadora de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e AIDS da FMS explica que o trabalho de prevenção acontece durante todo o ano, contudo, as ações são intensificadas em algumas datas, como no carnaval.

Nesse período, as equipes reforçam medidas e prevenção, informação e diagnóstico, para que seja possível atingir a população mais acometida palas Infecções Sexualmente Transmissíveis, que de acordo com o Boletim Epidemiológico são adultos-jovens com idade entre 15 e 34 anos.

“Durante todo o mês de fevereiro fazemos palestras em instituições públicas e privadas, para que as pessoas saibam a importância do uso do preservativo. Por mais que o Ministério da Saúde trabalhe com a prevenção combinada, que é a profilaxia pré e pós-exposição, no caso do HIV, o preservativo continua sendo o carro-chefe da prevenção, não somente do HIV, mas de outras infecções sexualmente transmissíveis e de uma gravidez indesejada, além de ser barato e eficaz”, enfatiza.

Para intensificar as ações de prevenção contra ISTs, equipes volantes da FMS estarão percorrendo os blocos de rua e distribuindo folhetos informativos, preservativos masculino e feminino, gel lubrificante, além de tirar dúvidas da população em como usar o preservativo.

“Todo mundo tem que andar com seu preservativo na bolsa, para caso acontecer alguma coisa estar prevenido. Qualquer pessoa que tem relações sexuais desprotegida, sem o uso de preservativos, está apto a ter uma infecção sexualmente transmissível. A população ainda tem medo e tabu com o HIV, mas vivemos um momento muito crítico de sífilis no mundo, e podemos até chamar de epidemia, e o que prejudica mais ainda é que se trata de uma doença silenciosa e não apresenta sintomatologia. Além de ser uma doença que se pega na relação sexual, durante a gestação, a mãe pode passar para o bebê”, reforça Alana Niége, coordenadora de IST/Aids da FMS. 

06 de fevereiro de 2020

MP-PI abre inquérito contra vereador da Câmara de João Costa por nepotismo

MP-PI abre inquérito contra vereador da Câmara de João Costa por nepotismo

Segundo o PM, José Francisco Assis de Magalhães teria nomeado os filhos e cunhados para exercerem cargos na Casa Legislativa

O Ministério Público do Piauí (MP-PI) abriu um inquérito civil para apurar suposta prática de nepotismo na nomeação dos filhos e cunhados do ex-presidente e atual vereador da Câmara Municipal de João Costa, José Francisco Assis de Magalhães, aos cargos na Casa Legislativa. A ação é movida através da 2ª Promotoria de São João do Piauí.

Foto: Reprodução Internet

Segundo MP, estão sendo investigado os filhos do vereador identificados como Fábio Tavares de Magalhães e Fabrício Magalhães. Além disso, os cunhados Maria de José Tavares Piauilino e Ismael Tavares Piauilino.

O MP diz que na gestão de José Francisco ficou constatado que ele, enquanto presidente da Câmara de João Costa, situado ao Sudeste do Piauí, nomeou diversos parentes para exercerem cargos no Legislativo.

O MP já pediu explicações sobre a nomeação. O inquérito civil do Ministério serve, neste caso, para investigar a prática de nepotismo. Com as informações, a promotor pode fazer a denúncia. Se o juiz acatar, o vereador José Magalhães vira réu no processo.

O vereador tem 30 dias para encaminhar esclarecimentos. De acordo com o Ministério, por constituírem atos de improbidade administrativa, o órgão pede a condenação dos réus. Além disso, que seja feito o ressarcimento integral do dano, se houver perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até cem vezes o valor da remuneração percebida pelo agente e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, pelo prazo de três anos.

Procurado pelo Portal O Dia, o vereador José Francisco Assis de Magalhães e os demais citados pelo Ministério Público não foram localizados para comentar o caso até a publicação desta matéria. O espaço permanece aberto para esclarecimentos. 

30 mil famílias deixaram de receber o Bolsa Família no PI em 2019

30 mil famílias deixaram de receber o Bolsa Família no PI em 2019

Famílias tiveram problemas no cadastro do programa. Em janeiro, o governo federal concedeu apenas 86 novos benefícios para o estado.

Ao longo de 2019, pelo menos 30 mil famílias foram descredenciadas do Programa Bolsa Família e deixaram de ter direito de receber o benefício no Piauí. O número foi informado nesta quinta-feira (06) pela Coordenação Estadual do Programa e se refere às famílias que, por algum motivo, deixaram de cumprir as exigências cadastrais estabelecidas pelo Governo Federal.


Leia também: 13º salário do Bolsa Família deverá beneficiar 444 mil famílias no Piauí 


De acordo com coordenador do Bolsa Família no Piauí, Roberto Oliveira, destas quase 30 mil famílias descredenciadas, pelo menos 25 mil o foram porque apresentaram informações equivocadas no processo cadastral. Outras quatro mil teriam ficado com seus cadastros desatualizados e por isso foram impedidas de continuar recebendo o benefício.

Mesmo com quase 30 mil deixando de ter direito ao Bolsa Família aqui no Piauí, o total de concessões de benefícios pelo governo federal neste começo permaneceu baixo. Segundo Roberto Oliveira, o Estado registrou somente 86 novas concessões do programa ao longo do mês de janeiro.

“Essa baixa quantidade de concessões chama atenção e agente fica até um pouco decepcionado, porque houve muito desligamento aqui no estado. O Governo Federal alega que o Piauí já atingiu a meta de concessão de benefícios, mas mesmo assim. Tem família aqui que ainda precisa e que pode cumprir as exigências para recebimento do Bolsa Família”, explicou.

Crianças e jovens devem se vacinar contra Sarampo antes do carnaval

Crianças e jovens devem se vacinar contra Sarampo antes do carnaval

O Dia D de Mobilização será dia 29 de fevereiro. Fundação Municipal de Saúde faz convocação.

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina inicia dia 10 de fevereiro a Campanha de Vacinação Contra o Sarampo 1ª etapa, cujo público alvo são pessoas na faixa etária de cinco a 19 anos. "Queremos chamar a todos do público alvo a se fazerem presentes em nossas salas de vacina e ficarem imunizados antes do período carnavalesco. Para que aproveitem as festas com saúde e mais tranquilos", diz Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da FMS

O Dia D de Mobilização será dia 29 de fevereiro, sábado. Considerando que até janeiro de 2020 a circulação do vírus do sarampo permanece ativa no país e diante da necessidade de proteger a população contra a doença, neste ano, Estados e municípios realizarão a vacinação contra o sarampo. 


Foto: O Dia

“A realização desta ação e a adesão do público-alvo é imprescindível para garantir a devida proteção da população contra o sarampo e possibilitar a interrupção da circulação do vírus no país, sendo este um passo importante para a recertificação da eliminação da doença do Brasil”, ressalta Amariles Borba. Ela ressalta que a Campanha de Vacinação Contra o Sarampo terá uma 2ª etapa em agosto, contemplando o público de 30 a 59 anos. 

Esta primeira etapa de vacinação tem como objetivo resgatar pessoas de cinco a 19 anos de idade não vacinadas ou com esquema de vacinação incompleto para o sarampo e será realizada de forma seletiva, de acordo com as indicações do Calendário Nacional de Vacinação, a partir da avaliação do cartão ou caderneta de vacinação deste público. 

No grupo etário de cinco a 19 anos estima-se que haja em torno de 3 milhões de pessoas não vacinadas contra o sarampo no país. No Piauí a estimativa é de 81.411 pessoas não vacinadas. A população alvo deve comparecer às salas de vacina levando caderneta de vacinação para que seja avaliado o esquema vacinal.

Teresina implanta leitos para internação de pessoas com risco de suicídio

Teresina implanta leitos para internação de pessoas com risco de suicídio

O presidente da FMS, Charles Silveira, afirma que a ação vai beneficiar a população que está em sofrimento mental.

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) iniciou a implantação de oito novos leitos psiquiátricos no Hospital da Primavera, zona norte de Teresina, destinados, prioritariamente, à internação de pessoas com alto risco para suicídio. A adequação do espaço, prevista para ser concluída em 70 dias, fará de Teresina a capital pioneira no Brasil a implantar leitos específicos para esse cuidado. O dado foi divulgado pela Gerência de Saúde Mental, após pesquisa junto às outras capitais brasileiras.

O presidente da FMS, Charles Silveira, afirma que a ação vai beneficiar a população que está em sofrimento mental. “Nesse momento, estamos fortalecendo essa rede de assistência. Nos próximos dias iremos expandir o PROVIDA, ambulatório que atende quem tentou suicídio, e inaugurar o novo CAPS da zona Sudeste. Ainda queremos conscientizar a população de que todos, com conhecimento e atitude acolhedora, podem contribuir com a prevenção do suicídio”, afirmou o gestor.

Para ter acesso aos leitos psiquiátricos do Hospital da Primavera, a pessoa deverá estar em situação de urgência psiquiátrica, como tentativa de suicídio, e ser atendida em hospitais públicos de Teresina. “Nesses casos, se houver necessidade, os médicos desses locais poderão solicitar a transferência do paciente para ser internado no Hospital da Primavera e receber cuidados mais intensivos antes de ter alta médica”, explica a gerente de saúde mental da FMS, Luanna Bueno.

O suicídio é um grave problema de saúde pública, que pode ocorrer por vários fatores e, segundo a Organização Mundial de Saúde, 90% dos casos estão atrelados a transtornos mentais. “É preciso discutir e quebrar tabus, porque não falar sobre suicídio é tão nocivo quanto falar de maneira errada. A gente não pode divulgar casos isolados, mas pode falar sobre doenças mentais e onde buscar tratamento. Temos uma rede extensa que presta esse tipo de serviço”, finaliza Luanna Bueno.


The é pioneira ao implantar leitos para internação de pessoas com risco de suicídio. Divulgação

Conheça a atual rede de assistência à saúde mental da FMS:

PROVIDA  – ambulatório especializado que atende especificamente pessoas que tentaram suicídio e que fica localizado dentro do Centro de Saúde Lineu Araújo. O local funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e atende por demanda espontânea.

Sete Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) – atendem pessoas com transtornos mentais severos e possuem equipe composta por psiquiatra, psicólogo, enfermeiro, terapeuta ocupacional, assistente social e equipe de apoio. Nestes locais, são realizadas atividades em grupo, atendimentos individuais, oficinas terapêuticas e atendimento à família.

90 Unidades Básicas de Saúde – podem atender casos de transtornos mentais leves e possuem médicos e enfermeiros capacitados para esse tipo de atendimento. Se houver necessidade, na própria Unidade a pessoa faz a marcação para se consultar com psicólogos e psiquiatras nos ambulatórios espalhados em Teresina.

SAMU 192 – Em caso de urgência psiquiátrica, como surto psicótico ou tentativa de suicídio, a população pode acionar o SAMU, por meio do número gratuito 192 ou ir por meios próprios para o Hospital Areolino de Abreu, que possui psiquiatras 24 horas e é o hospital referência em atendimento de urgência psiquiátrica. Outra opção é se dirigir aos CAPS.

ONGs:  Centro de Valorização da Vida (CVV) – telefone 188; Centro Débora Mesquita (CDM) – telefone: (86)99827-3343/ 98894-5742;  e Grupo Apoio Contato e Esperança (GRACE) – telefone: (86)3237-0077/3237-0202 são organizações filantrópicas que contribuem com a prevenção e posvenção do suicídio em Teresina.

Equatorial Piauí orienta sobre ligações provisórias no Carnaval

Equatorial Piauí orienta sobre ligações provisórias no Carnaval

As ligações provisórias, ainda que temporárias, precisam de um planejamento para realização, pois o serviço está condicionado à viabilidade técnica do local.

Chegou fevereiro e com ele a maior festa brasileira que é o Carnaval. Bloquinhos de rua, as mais belas fantasias, festas que arrastam multidões em um ritmo de festa, muita animação em todo o Piauí. Aqui no Estado, seja na capital, com o maior Corso do Mundo, ou de norte a Sul em diversos municípios (Luís Correia, Piripiri, Cajueiro da Praia, Barra Grande, Picos, Floriano, Água Branca e muitos outros) com os carnavais de rua, para garantir que a festa seja segura é preciso atenção quando o assunto é energia.

Pensando nessa movimentação e alegria que contagia, a Equatorial Piauí separou algumas dicas importantes para esclarecer aos proprietários de barracas que venderão suas mercadorias e também para que os organizadores das grandes festas e bloquinhos de rua, entendam como solicitar a ligação provisória, necessária para garantir o fornecimento de energia com qualidade e segurança.


Foto: Equatorial Piauí

Prazos e atendimento

Para solicitar uma ligação provisória durante o carnaval e realizemos a programação para o atendimento, o cliente deve procurar um ponto de atendimento da Equatorial Piauí com no mínimo três dias de antecedência (baixa tensão) ou até uma semana (cliente de alta tensão) da realização do evento, apresentando carteira de identidade (RG), CPF, a carga detalhada dos equipamentos que serão utilizados no local da festa e o endereço completo de onde acontecerá o evento. O prazo máximo para atendimento aos clientes de baixa tensão é de 72 horas após solicitação e para clientes de alta tensão é de até uma semana após a efetivação do pedido.

As ligações provisórias, ainda que temporárias, precisam de um planejamento para realização, pois o serviço está condicionado à viabilidade técnica do local. “A Distribuidora precisa que a solicitação seja feita antecipadamente para avaliar as necessidades de instalação de novos transformadores, pontos de fornecimentos e para programar as equipes, que recebem maior número de demandas no período de Carnaval”, destaca o Gerente de Relacionamento com o Cliente, Joaquim Milhomem.

Ações da Distribuidora

A Equatorial Piauí já realizou ações e reuniões com diversas prefeituras e órgãos relacionados com a organização das festas para estabelecer as solicitações para os grandes eventos de carnaval, analisando as estruturas e demandas de energia nos municípios da região sul, metropolitana e norte, para antecipar de forma organizada as ligações provisórias. Além disso, a Equatorial Piauí inspecionará os locais das festas para notificar e regularizar situações que não estejam regulares junto à Empresa.

Documentos Necessários

 A solicitação nas agências é rápida e fácil. Abaixo, segue a lista dos documentos a serem apresentados de acordo com a categoria do cliente.

Baixa Tensão (Física e Jurídica)

Documento com Foto e CPF para pessoa FÍSICA ; CNPJ com cópia contrato social para pessoa jurídica;

  • Ofício descrevendo a quantidade de equipamentos utilizados;
  • Período de utilização de cada equipamento(descritivo dos equipamentos)
  • Endereço do evento com referência;
  • Apresentação da Autorização da prefeitura

Média e Alta Tensão/ Órgãos Públicos:

  • CNPJ com cópia do contrato social ou documento oficial com foto do sócio
  • Ofício informando dia, horário, carga declarada, endereço, informações sobre o evento (início e fim do evento)
  • Autorização formal para agrupamento referente à fatura de ligação provisória
  • Autorização da Prefeitura e Licença do Corpo de Bombeiros.

O prazo para atendimento dessas situações varia de acordo com cada caso e as necessidades de intervenção da empresa.

Confira aqui , os locais das agências de atendimento da Equatorial Piauí. Para mais informações, os clientes devem entrar em contato através da Central de Atendimento no telefone 0800 086 0800.

Chove em 24hs mais da metade do volume de chuva de janeiro em THE

Chove em 24hs mais da metade do volume de chuva de janeiro em THE

Segundo a meteorologia, os 10 primeiros dias de fevereiro terão chuvas mais intensas com trovoadas, raios e ventos fortes.

Teresina registrou um volume de chuva de 106,8 milímetros durante o dia de ontem (05), um acumulado que representa mais da metade do total contabilizado pelas estações automáticas durante todo o mês de janeiro. Os dados constam no monitoramento do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e dão um pouco da dimensão da magnitude da chuva desta quarta-feira e dos transtornos enfrentados pelos teresinenses.


Leia também:

VÍDEO: Carros são arrastados durante chuva intensa em Teresina 

Em 24h, Paulistana recebe chuva esperada para todo mês de fevereiro 


Para se ter uma ideia, somente no intervalo de duas horas – das 18h às 19h – a capital piauiense registrou um acumulado de chuva de 74 milímetros. A forte precipitação concretiza aquilo que a previsão geral dos órgãos competentes havia estabelecido: a de que os 10 primeiros dias de fevereiro seriam os mais chuvosos do mês. 

“Há um plus de umidade, ou seja, o canal de umidade está ativo com atuação vigorosa da ZCIT [Zona de Convergência Intertropical]. A tendência é continuar com o ciclo chuvoso, com chuvas intensas por todo o Estado. O Piauí tem inclusive recebido alertas amarelos do Inpe, sinalizando para perigos na trafegabilidade e atenção nas áreas de risco”, explica o professor Werton Costa, climatologista da Uespi.


Chove em 24hs mais da metade do volume de chuva de janeiro em THE - Foto: O Dia

No entanto, apesar de a meteorologia apontar chuvas mais fortes para estes primeiros 10 dias de fevereiro, isso não significa que passado esse período, as precipitações diminuam. Segundo a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Semar), o Piauí como um todo terá chuvas intensas durante todo o restante mês e elas devem se estender até o início de abril. É que o Estado entrou efetivamente no período chuvoso e em regiões como o Norte piauiense, o centro-norte e a região Sudoeste, as precipitações devem vir ainda com mais força.

A meteorologista Sônia Feitosa explica: “Temos sistemas produtores de chuvas atuando com fervor, por isso que essas precipitações acontecem com acumulado significativo, como aconteceu em Paulistana, no Sul, e em Parnaíba, no Norte. Foi o caso também de Teresina”. A previsão, segundo ela, é de mais chuva em todo o Estado hoje pelo menos até as 21 horas. As regiões em que a precipitação tende a ser mais volumosa são o Norte, a região central do Piauí e parte do sudeste.

A chuva de hoje, assim como a prevista para os próximos dias deve vir acompanhado de fenômenos atmosféricos adversos como trovoadas, descargas elétricas e ventos mais fortes.

Maternidade do Satélite faz campanha para arrecadar frascos de vidro

Maternidade do Satélite faz campanha para arrecadar frascos de vidro

Unidade recebeu muitas doações de leite materno em janeiro e, por isso, está precisando da doação do frascos.

O Hospital e Maternidade do Satélite está com uma campanha para arrecadar fracos de vidro para o posto de coleta de leite materno. Até dezembro, a unidade tinha vidros sobrando, pois a doação de leite foi pouca. Mas em janeiro, com a boa arrecadação de leite materno, os frascos estão escassos.

“A quantidade de leite que recebemos em janeiro foi quase equivalente a todo o ano de 2019. Foram 2.000 ml, o que significa 2 litros de leite; é muito. Porque cada mãe doa no máximo 80 ml. Em janeiro, foram nove doadoras ativas”, explica Luciana Sebim, diretora do hospital.

Luciana detalha que as mães que fazem a ordenha em casa recebem orientação e um kit, com luva, touca, máscara, o frasco de vidro e um isopor. Toda mãe pode ser doadora, desde que tenha leite suficiente para saciar o bebê.

“Precisamos estar estimulando tanto a doação de leite como a dos frascos de vidro com tampa de plástico. Ele é caro, por volta de R$ 12,00, e nem todo mundo pode comprar”, pontua. 


Equipe presta todas as informações e tira dúvidas das mães sobre a doação do leite - Foto: Assis Fernandes/O Dia

O leite recolhido na Maternidade do Satélite é encaminhado para a Maternidade Evangelina Rosa, onde ele é preparado para alimentar os bebês que estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“Nós temos um espaço humanizado há 4 anos. A sala de coleta possui uma nutricionista, que é a responsável, e duas técnicas de enfermagem. As técnicas orientam sobre a amamentação e fazem o manuseio de como fazer a coleta do leite. A mãe que quer doar, não precisa marcar, é só vir e dizer que quer ser doadora”, orienta a diretora do hospital.

Já a mãe que quer doar de casa, faz a primeira retirada do leite, anota a data e pode colocar no mesmo frasco até no máximo 10 dias, sempre congelando. Mas Luciana Sebim recomenda que, com 5 dias de coleta, a lactante ligue para o hospital, pois tem um funcionário específico para buscar.

“Elas ligam pra cá porque o leite precisa vir dentro da bolsa térmica, temos um motoboy exclusivo, tanto para buscar o leite e levar o novo frasco esterilizado quanto para recolher frasco de doação. É importante que a mãe venha receber as orientações no hospital, pois a nutricionista aproveita para observar a pega do bebê, pesa a criança e fica fazendo avaliação nutricional de 0 a 2 anos”, conclui Luciana Sebim.


Empresa oferece suporte para mães coletarem leite no retorno da licença maternidade

O leite materno é o alimento mais importante para o bebê. Ele protege a criança contra diarreias, infecções respiratórias e alergias, além de reduzir em 13% a mortalidade em crianças menores de 5 anos e também reduzir o risco de desenvolver hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade na vida adulta. Esse tipo de alimentação, que deveria ser exclusiva pelo menos até os seis meses de vida do bebê, por vezes, é interrompida devido à necessidade da mãe voltar ao trabalho. Pensando neste momento delicado, uma indústria têxtil que atua em Teresina há 47 anos proporciona a suas colaboradoras um suporte especial.


“Quando a mãe retorna para trabalhar, ela tem todo o apoio no sentido de estar fazendo a ordenha nos períodos pré-determinados. A gente faz o armazenamento no congelador e, ao final do dia, ela leva pra casa. Fora isso, tem o acompanhamento da alimentação da mãe; elas têm que comer de três em três horas”, explica Luana Lima, do setor de Recursos Humanos da empresa. 


Rosilda Vieira, de 40 anos, trabalha no estabelecimento têxtil há 15 anos e tece seu primeiro filho há nove meses. Ela descreve como foi o retorno ao trabalho após a licença maternidade.


“O primeiro dia foi muito ruim, tinha muita saudade do meu bebê, eu nem almocei no dia. Mas foi tranquilo, quando eu vim dar entrada na licença, a doutora me chamou e conversou comigo, eu já levei o kit para deixar o leite armazenado em casa uma semana antes de voltar pra empresa. Eu faço a ordenha duas vezes ao dia, às 10h da manhã e às 15h da tarde. O leite fica congelado e no final do dia levo pra casa e minha sogra faz o banho maria e dá para o bebê. Pra mim, é muito importante, eu adoro amamentar o meu filho”. 


A gravidez de Rosilda foi sem risco e ela trabalhou até 12 dias antes de ganhar o bebê. Ela tirou férias e licença maternidade, assim, conseguiu ficar cinco meses com a criança. No retorno para a empresa, a rotina mudou, pois a ordenha passou a fazer parte do seu dia a dia.

Por outro lado, Luana Lima conta que algumas mães ainda resistem em fazer a ordenha devido crenças antigas sobre amamentação. “A gente presa pela qualidade de vida das mães, porque a mãe, às vezes, vem trabalhar com o peito cheio e não tem o apoio correto. Aqui temos os potes esterilizados e todas têm o kit que a empresa cede, armazena no congelador e, quando termina o expediente, ela leva pra casa e traz no outro dia”, conclui.


05 de fevereiro de 2020

Uespi: Demitidos há um ano, terceirizados não receberam direitos

Uespi: Demitidos há um ano, terceirizados não receberam direitos

Todos eles trabalhavam na prestação de serviços à Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e um ano depois, os trabalhadores permanecem ser respostas e sem receber seus direitos.

Trabalhadores atuavam pela terceirizada Limpel Serviços Gerais. Empresa os demitiu em fevereiro do ano passado e até o momento não pagou os direitos.

Constrangimento e falta de respostas. É esta a situação de um grupo de dez funcionários que foram demitidos da empresa Limpel Serviços Gerais em fevereiro do ano passado e, até o momento, não receberam os pagamentos das rescisões contratuais. Todos eles trabalhavam na prestação de serviços à Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e um ano depois, os trabalhadores permanecem ser respostas e sem receber seus direitos.

Sede da empresa. Foto: Divulgação Reprodução.

A denúncia foi feita ao Portal O Dia por uma das funcionárias demitidas. Andressa Fernandes, 24 anos, trabalhava na Limpel como prestadora de serviços na Uespi há dez meses quando foi informada da demissão junto com funcionários de outros setores. A alegação da empresa, segundo ela, era corte de gastos.

“Eu era auxiliar administrativa, mas tinha gente de outros setores. No dia 21 de fevereiro, ligaram pras pessoas assinarem a demissão e disseram que iam ligar para fazer a rescisão e fazer o pagamento. Deu abril e nada deles ligarem. Em julho, fomos chamados de novo para assinar o documento e deram dez dias para pagar, mas até hoje, nada de darem uma resposta”, relata Andressa.

O valor da rescisão de Andressa é R$ 2 mil, mas há outros trabalhadores que possuem valores bem maiores que isso a receberem. Segundo ela, alguns deles, já acionaram a justiça para conseguirem seus direitos, mas até o momento não houve nenhum acordo.

“Eu tive que ir embora para Pernambuco morar com meu irmão porque não tinha condições de ficar aqui, mas nunca deixei de procurar, de ligar na empresa, mas lá nunca sabem dizer nadam nunca têm resposta. É falta de respeito”, finaliza Andressa.

O outro lado

O Portal O Dia conversou com Marcos Lima, fiscal de contratos da Limpel Serviços Gerais. Segundo ele, no que respeita às questões salariais, os vencimentos estão pagos até novembro e o décimo terceiro salário de 2019 para os funcionários ativos, estando em aberto os meses de dezembro de 2019 e janeiro de 2020.

No entanto no tocante às rescisões dos trabalhadores demitidos, Marcos Lima disse apenas que somente a diretoria da empresa poderia informar.

A reportagem procurou o diretor da empresa, Elson Avelar, mas as ligações não foram atendidas. O espaço permanece aberto para esclarecimentos. 

Em 24h, Paulistana recebe chuva esperada para todo mês de fevereiro

Em 24h, Paulistana recebe chuva esperada para todo mês de fevereiro

O maior volume foi registrado no início da manhã desta quarta-feira

A cidade de Paulistana, distante 468 km de Teresina, recebeu em apenas um dia o volume de chuva que era aguardado para todo o mês de fevereiro. Desde essa terça-feira (4) as precipitações se intensificaram no município e chamou atenção da climatologia.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a média de chuva prevista para fevereiro em Paulistana era de 113 mm. Em apenas 24h, porém, a chuva que caiu alcançou 130 mm. O maior volume foi registrado no início da manhã desta quarta-feira (5), quando a precipitação bateu 53,4 mm.  Apesar do grande volume, a chuva foi considerada tranquila sem rajadas de vento e descargas elétricas.

Esse tipo de tempestade é classificado como chuva severa, segundo o climatologista Werton Costa, e é justificada pela proximidade do fenômeno conhecido como Zona de Convergência Intertropical.

“Essa chuva severa é produto de condições maiores de grande escala que é o caso da aproximação da Zona de Convergência Intertropical, a condição de neutralidade do oceano pacífico e a atuação bem pontual do VCAN (Vórtice Ciclônico de Altos Níveis). Foi uma chuva isolada sobre aquela região”, afirmou.

Apesar do grande volume, a chuva foi considerada tranquila e sem rajadas de vento (Foto: Reprodução)

A chegada desses fenômenos na costa nordestina indica que os volumes de chuvas devem aumentar nos próximos meses no Piauí. “Teremos um aumento da chuva, o que é natural para o mês de fevereiro. Quanto maior a proximidade da Zona de Convergência Intertropical , esse sistema que é responsável pela chuva no Nordeste, maiores os volumes e a frequência de chuva”, explicou Werton. 

04 de fevereiro de 2020

Teresina: Garçom se nega a atender homem usando cropped

Teresina: Garçom se nega a atender homem usando cropped

Davi Lutasi estava usando uma blusa modelo cropped quando foi impedido de comprar no estabelecimento. A empresa se manifestou sobre o caso e informou que demitiu o colaborador envolvido no caso.

Atualizada às 19h30

Depois de uma reunião na tarde desta terça-feira (04), envolvendo Davi Lutasi e o funcionário do local, o Fast Food cancelou a demissão do colaborador. Em um publicação no Instagram, a empresa ressaltou que reforçará "o treinamento de atendimento ao cliente de toda a equipe, através de palestras e esclarecimentos". 

----

 Matéria original

Está circulando nas redes sociais um vídeo em que o jovem Davi Lutasi revela que um funcionário de uma rede de Fast Food de Teresina teria se recusado a atendê-lo devido a sua vestimenta. A empresa, inclusive, já se manifestou sobre o caso e informou que demitiu o colaborador envolvido no caso.

Davi Lutasi estava usando uma blusa modelo cropped quando foi impedido de comprar no estabelecimento. Indignado com a situação, o jovem então gravou uma sequência de stories no Instgram, que rapidamente se espalharam nas redes sociais. (Veja vídeo abaixo)


"O cara simplesmente disse que eu não seria atendido, para eu sair daqui e vestir a minha roupa porque eu estava sem camisa. Se fosse qualquer uma das meninas com a mesma roupa, ele não ia falar nada. O Dogão Teresina não aceita o cropped masculino, só pra deixar aqui registado. Ele (funcionário) disse que não ia me atender, eu nem ia comer nada, mas ele disse que se eu quisesse, ele não ia me atender porque eu estava sem camisa (Sic.)", disse.

No vídeo, é possível ver que uma mulher aparece e oferece uma blusa para o jovem, que recusa. O caso aconteceu na noite dessa segunda-feira (3).

Foto: Reprodução Instagram

Já na manhã seguinte, após repercussão negativa na internet, a empresa emitiu uma nota onde afirma ter demitido o funcionário. No comunicado, a empresa informa que o “comportamento do colaborador foi inadequado, e que infringiu as regras do regulamento interno, bem como as práticas de atendimento aos clientes”.

A empresa pediu desculpas aos clientes e afirmou que, em 40 anos de existência, esse foi a primeiro caso desse tipo.

Em outra publicação no Instagram, Davi agradeceu o apoio que recebeu nas redes sociais. “Eu nunca imaginei que a denúncia que eu fiz teria uma repercussão tão grande. Isso mostra que a sociedade, por incrível que pareça, não está perdida, ainda tem empatia no coração e que as pessoas se importam com o sofrimento e constrangimento dos outros. E acima de tudo, espero que essa situação se transforme em algo bom, que sirva de alerta para outras empresas e para pessoas que ainda insistem em ser preconceituosas”, disse.

A empresa ainda marcou uma reunião com o jovem nesta terça-feira para tratarem sobre o caso.



Chuvas favorecem o surgimento de alergias e problemas respiratórios

Chuvas favorecem o surgimento de alergias e problemas respiratórios

Os principais problemas são tosse seca, rinite alérgica e crises de bronquite (asma)

No Piauí, o tempo é quase sempre quente. Com o início do período chuvoso que compreende, geralmente, os meses de janeiro a abril, problemas respiratórios podem ser desenvolvidos juntamente com as alergias. Segundo dados do Ministério da Saúde, a asma é responsável por quase 250 mil internações e mais de dois mil óbitos todos os anos no Brasil.

Os principais problemas que surgem neste período chuvoso são tosse seca, principalmente no turno da noite prejudicando o sono e provocando irritação na garganta; sintomas nasais de rinite alérgica com a presença de espirros, coriza, congestão e prurido nasal, além das crises de bronquite ou asma alérgica.

Foto: Divulgação

O alergologista Carlos Alves destaca os malefícios que o frio pode causar às pessoas que moram em regiões quentes. “As variações de temperatura de um modo geral costumam irritar (agredir) a mucosa das vias aéreas descompensando a tosse, rinite e asmas alérgicas, principalmente na mudança calor / frio. É fundamental para o tratamento de pessoas acometidas com esses problemas, o uso de antialérgicos, pré-avaliação alergológica e medidas de controle ambiental”, enfatiza.

O profissional ressalta ainda os fatores que contribuem para a manifestação de alergias e problemas respiratórios. “Os principais fatores são a exposição às variações bruscas de temperaturas, além dos irritantes primários como fumaça, cigarro, cheiros fortes de produtos de limpeza, perfumes, desodorantes e cheiro de tintas. E os aeroalergenos como ácaros da poeira, mofo, epitélio dos animais - principalmente gato e cachorro, e os pólens”, disse o especialista.

O médico orienta que é necessário que a pele esteja sempre hidratada e uso constante de protetor solar. “Já quanto às alergias desencadeadas pelo contato, deve-se identificar a causa e afastar do contato do paciente e buscar sempre o uso de equipamentos de proteção individual”, finalizou o alergologista.

Educação pública estadual entra de greve a partir da próxima segunda

Educação pública estadual entra de greve a partir da próxima segunda

Professores pedem reajuste do piso salarial em 12,84% e alega falta de prazo e de respostas por parte do governo. Início do ano letivo fica prejudicado.

O ano letivo nas escolas públicas estaduais do Piauí está sem data para começar neste 2020. Isto porque os professores da Educação do Estado aprovaram, em assembleia realizada hoje (04), a greve geral da categoria pedindo o reajuste salarial de 12,84%. O movimento começa a partir da próxima segunda-feira (10).

Ontem, os representantes da categoria se reuniram com o secretário de Governo, Osmar Júnior (PC do B), mas nenhum acordo foi firmado. Hoje, os trabalhadores se reuniram para deliberar a respeito das reivindicações. A presidente da entidade, Paulina Almeida, afirmou que além do reajuste deste ano, outro ponto que gerou insatisfação nos trabalhadores e levou ao indicativo de greve diz respeito aos impasses na concessão do reajuste de 4,17 referente ao ano passado.


Foto: O Dia

“A educação foi escolhida como alvo. Não cumpriram o piso de 2019 e o acordo firmado com a categoria, deixando aposentados e aposentadas sem reajuste e os ativos com a insegurança do auxílio alimentação. Nossa luta envolve a valorização profissional e a execução do reajuste do piso nacional do magistério de forma paritária”, explicou Paulina.

A greve está marcada para começar na próxima segunda (10). No mesmo dia, os trabalhadores da educação vão se reunir em protesto em frente ao Palácio de Karnak.

Mudança de hábitos ajuda reduzir impacto de câncer

Mudança de hábitos ajuda reduzir impacto de câncer

No Dia Mundial do Câncer, entidades destacam importância do diagnóstico precoce.

A campanha do Dia Mundial do Câncer é realizada todos os anos no dia 4 de fevereiro e é uma iniciativa da União Internacional para Controle do Câncer (UICC). Disseminada no Brasil pela Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), em 2020, a campanha chega à sua 20ª edição.

Dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca) estimaram 600 mil novos casos da doença no Brasil em 2019. No entanto, existe a probabilidade de que esses números sejam ainda maiores, pois as bases de dados sofrem com falta de notificações e atraso de informações. Diante desse cenário, a Femama convida todos a participarem da campanha que tem como tema "Eu sou e eu vou" e avaliarem seus hábitos para que se conscientizem no quanto podem fazer para reduzir o impacto do câncer em suas vidas.

"O movimento tem como objetivo alertar sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer, pois quanto mais cedo ele é descoberto, maiores as chances de cura na grande maioria dos tipos de câncer. A campanha trienal quer ressaltar que o esforço de cada um, seja mudando hábitos próprios ou influenciando positivamente as pessoas ao seu redor, contribui para a redução de fatores de risco para o câncer no longo prazo", explica a presidente voluntária da Femama, Dra. Maira Caleffi.

E em apoio especial à data, a Ponte Estaiada, em Teresina (PI), além de outros pontos espalhados pelo Brasil, receberão iluminação exclusiva nas cores azul e laranja para conscientizar a população sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce da doença, durante a primeira semana de fevereiro.

No Brasil, ainda são muitos os desafios a serem vencidos. Apesar dos avanços da medicina para o rastreamento e tratamento, a demora para obter o diagnóstico correto e iniciar o tratamento adequado afasta os pacientes do sistema público da cura. De acordo com dados do TCU, pacientes com câncer esperam em média 200 dias até receber seu diagnóstico. Além disso, quando diagnosticado em estágios mais avanços, o tratamento tende a ter impacto negativo no orçamento do governo e dos planos de saúde.

Para mudar esse cenário, a Femama e sua rede de ONGs associadas mobilizou o Congresso Nacional durante cinco anos para aprovação da Lei dos 30 dias, que estabelece que os exames necessários para a confirmação do diagnóstico de câncer sejam realizados no SUS no prazo máximo de 30 dias. A lei foi sancionada em outubro pelo vice-presidente Hamilton Mourão e entrará em vigor em abril deste ano. Conquistado o direito no papel, é preciso fiscalizar sua regulamentação para garanti-lo também na prática.

"Nenhuma lei cria infraestrutura de imediato, mas norteia as prioridades e esforços governamentais. Uma doença tão prevalente, com altas chances de cura se estiver em estágio inicial, precisa receber uma atenção maior também no sistema de atenção primária. Nesse cenário, a regulamentação da Lei dos 30 dias é fundamental para que haja transparência e controle dos esforços para reduzir a demora do diagnóstico no curto e no médio prazo e salvar vidas", defende a Dra. Maira Caleffi.

Cores neon são apostas para o Carnaval 2020

Cores neon são apostas para o Carnaval 2020

Seja nas roupas ou na maquiagem, as cores mais fortes vêm com tudo e prometem fazer a diferença no meio da folia.

Com o Carnaval chegando, a procura por fantasias, adereços e maquiagem aumentam. Todo mundo quer curtir a folia com muita purpurina e cores chamativas. Aliás, passar despercebido nesta época do ano não é a intenção de ninguém. Por isso, o Jornal O DIA antecipa o que será tendência na Folia de Momo deste ano.

A maquiadora Ozânnia Muniz conta que, quem deseja acompanhar a tendência deste ano, deve apostar nas cores neon. Rosa, laranja, verde e amarelo são alguns dos tons que chamam bastante atenção e podem ser utilizados tanto na maquiagem como em roupas e acessórios.

“A tendência do Carnaval deste ano são as cores neon, que podem ir tanto na maquiagem, seja na sombra, batom, no glitter, nas unhas, nos brincos, colares, como nas roupas e fantasias. No Carnaval, você pode fazer o que quiser. Pode aplicar glitter no rosto, no colo, nos braços, complementar com pedrarias. Tem que usar a criatividade”, comenta.


Maquiadora afirma que glitters e purpurinas estão super em alta e nunca saem de moda - Foto: Arquivo Pessoal

Ozânnia Muniz destaca ainda que os glitters e purpurinas estão super em alta e nunca saem de moda. Por isso, não podem faltar na folia. Para os mais ousados, além de aplicar os brilhos no rosto ou na maquiagem, podem aplicar também na boca ou até mesmo no delineado dos olhos.

“Se você quiser usar uma fantasia, não precisa necessariamente colocar as mesmas cores dela. Por exemplo, se as peças forem douradas, você pode optar por outras tonalidades, como laranja, vermelho ou verde, contanto que você se sinta à vontade com a roupa e maquiagem, se sentindo alegre e feliz. No Carnaval, não precisa combinar maquiagem com roupa. O Carnaval é vida e alegria, tudo que tiver para chamar atenção pode ser usado”, pontua a maquiadora.

Pele deve estar bem preparada para receber maquiagem

E quem acha que por ser Carnaval não dá para fazer uma maquiagem bem trabalhada, a maquiadora Ozânnia Muniz explica que isso não somente é possível, mas necessário. Para isso, deve-se começar com uma boa preparação da pele, que inicia com a hidratação.

Tanto para as prévias como para o Carnaval, está prevista muita chuva. E para que a maquiagem resista à água, e claro, ao suor, deve-se optar por produtos que sejam à prova d´água, garantindo assim que a maquiagem chegue até o final da festa intacta. A dica da maquiadora é, após hidratar a pele, aplicar um primer, que ajudará a fixar a maquiagem na pele.


"No Carnaval, você pode fazer o que quiser. Pode aplicar glitter no rosto, no colo, nos braços, complementar com pedrarias. Tem que usar a criatividade" - Foto: Arquivo Pessoal

“Pode usar maquiagem no Carnaval sim, mesmo se o dia estiver chuvoso ou para quem vai pular atrás dos bloquinhos e suar. O ideal é que seja feita uma preparação na pele com hidratante, primer, usar uma base à prova d’água, blush, máscara de cílios à prova d’água e finalizar com glitter”, cita.

Depois da folia, é muito importante retirar completamente a maquiagem, garantindo que a pele respire e não seja prejudicada pelos resíduos dos produtos. Então, antes de dormir limpe completamente a pele com ajuda de um demaquilante. Se não tiver, pode utilizar hidratante para ajudar a retirar o excesso de glitter.

“Em seguida, lave bem o rosto com sabonete próprio e passe hidratante, assim a pele não vai ficar muito danificada por conta do excesso de maquiagem. E é importante lembrar também de sempre utilizar produtos de qualidade, dentro da validade e específico para cada região do corpo. Hoje, no mercado, existem muitas opções de produtos, como colas específicas para a área dos olhos, para aplicação de cílios e glitter”, enfatiza Ozânnia Muniz.

A maquiadora salienta que utilizar os produtos adequados evita possíveis reações alérgicas ou lesões na pele. Além disso, deve-se ficar atento ainda à qualidade e procedência das maquiagens. Opte sempre por produtos com boas referências e, preferencialmente, hipoalergênicos.

03 de fevereiro de 2020

139 cidades do Piauí estão sob alerta para chuvas intensas, diz Inpe

139 cidades do Piauí estão sob alerta para chuvas intensas, diz Inpe

O céu do estado está sob influência de um Vórtice Ciclônico e Altos Níveis e da Zona de Convergência Intertropical. Veja cidades em alerta.

A região central e Norte do Estado do Piauí encontram-se sob alerta para risco de chuvas intensas nas próximas 72 horas, segundo o que aponta o monitoramento por satélite do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). 

Ao todo, 139 municípios piauienses encontram-se nessa zona de alerta, podendo registrar pancadas de chuvas a qualquer momento do dia. Dentre eles está Teresina, que amanheceu esta segunda-feira (03) com uma chuva forte e tempo nublado, situação que deve permanecer pelo restante do dia.

O alerta confirma o que a meteorologia vem prevendo para estes dias no Piauí. Por conta do Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), o Estado começa seu período chuvoso com precipitações volumosas. Sônia Feitosa, meteorologista da Semar (Secretaria Estadual do Meio Ambiente), explica a ação desse fenômeno no estado.


139 cidades do Piauí estão sob alerta para chuvas intensas, diz Inpe - Foto: O Dia

“Esse sistema [o VCAN] costuma fazer chover nas áreas de suas bordas. Como esse vórtice está se direcionando do oceano para o continente, então e, grande parte do Piauí devem acontecer chuvas volumosas por esses dias, principalmente a partir de amanhã”, diz.

Nas próximas 72 horas, o maior acumulado de chuva deve ser na região centro e Norte do Piauí devido, principalmente, à Zona de Convergência de Intertropical (ZCIT) que atua naquela área. Já nos dias seguintes, os maiores acumulados devem se concentrar da região central para o Sul.

Sônia explica que esse volume de chuva é normal para este período e que as precipitações tendem a aumentar cada vez mais a partir dos próximos dias. “No estamos no período de chuvas e estamos onde esses sistemas [VCAN e ZCIT] tendem a aumentar de intensidade. Daqui por toda essa semana ou por pelo menos uns quatro dias, o vórtice vai atuar favorável a chuvas volumosas em grande parte do Piauí”, finaliza Sônia.


Foto: O Dia

Confira abaixo os municípios piauienses em alerta:

1.PI - Acauã

2.PI - Agricolândia

3.PI - Água Branca

4.PI - Alagoinha do Piauí

5.PI - Alegrete do Piauí

6.PI - Alto Longá

7.PI - Altos

8.PI - Amarante

9.PI - Angical do Piauí

10.PI - Aroazes

11.PI - Aroeiras do Itaim

12.PI - Assunção do Piauí

13.PI - Barra D'Alcântara

14.PI - Barras

15.PI - Barro Duro

16.PI - Batalha

17.PI - Belém do Piauí

18.PI - Beneditinos

19.PI - Betânia do Piauí

20.PI - Boa Hora

21.PI - Bocaina

22.PI - Bom Princípio do Piauí

23.PI - Boqueirão do Piauí

24.PI - Brasileira

25.PI - Buriti dos Lopes

26.PI - Buriti dos Montes

27.PI - Cabeceiras do Piauí

28.PI - Cajueiro da Praia

29.PI - Caldeirão Grande do Piauí

30.PI - Campo Grande do Piauí

31.PI - Campo Largo do Piauí

32.PI - Campo Maior

33.PI - Capitão de Campos

34.PI - Caraúbas do Piauí

35.PI - Caridade do Piauí

36.PI - Castelo do Piauí

37.PI - Caxingó

38.PI - Cocal

39.PI - Cocal de Telha

40.PI - Cocal dos Alves

41.PI - Coivaras

42.PI - Conceição do Canindé

43.PI - Curralinhos

44.PI - Curral Novo do Piauí

45.PI - Demerval Lobão

46.PI - Dom Expedito Lopes

47.PI - Domingos Mourão

48.PI - Elesbão Veloso

49.PI - Esperantina

50.PI - Francinópolis

51.PI - Francisco Macedo

52.PI - Francisco Santos

53.PI - Fronteiras

54.PI - Geminiano

55.PI - Hugo Napoleão

56.PI - Ilha Grande

57.PI - Inhuma

58.PI - Ipiranga do Piauí

59.PI - Itainópolis

60.PI - Jacobina do Piauí

61.PI - Jaicós

62.PI - Jardim do Mulato

63.PI - Jatobá do Piauí

64.PI - Joaquim Pires

65.PI - Joca Marques

66.PI - José de Freitas

67.PI - Juazeiro do Piauí

68.PI - Lagoa Alegre

69.PI - Lagoa de São Francisco

70.PI - Lagoa do Piauí

71.PI - Lagoa do Sítio

72.PI - Lagoinha do Piauí

73.PI - Luís Correia

74.PI - Luzilândia

75.PI - Madeiro

76.PI - Marcolândia

77.PI - Massapê do Piauí

78.PI - Matias Olímpio

79.PI - Miguel Alves

80.PI - Miguel Leão

81.PI - Milton Brandão

82.PI - Monsenhor Gil

83.PI - Monsenhor Hipólito

84.PI - Morro do Chapéu do Piauí

85.PI - Murici dos Portelas

86.PI - Nazária

87.PI - Nossa Senhora de Nazaré

88.PI - Nossa Senhora dos Remédios

89.PI - Novo Oriente do Piauí

90.PI - Novo Santo Antônio

91.PI - Olho D'Água do Piauí

92.PI - Padre Marcos

93.PI - Palmeirais

94.PI - Paquetá

95.PI - Parnaíba

96.PI - Passagem Franca do Piauí

97.PI - Patos do Piauí

98.PI - Pau D'Arco do Piauí

99.PI - Paulistana

100.PI - Pedro II

101.PI - Picos

102.PI - Pimenteiras

103.PI - Pio IX

104.PI - Piracuruca

105.PI - Piripiri

106.PI - Porto

107.PI - Prata do Piauí

108.PI - Regeneração

109.PI - Santa Cruz do Piauí

110.PI - Santa Cruz dos Milagres

111.PI - Santana do Piauí

112.PI - Santa Rosa do Piauí

113.PI - Santo Antônio de Lisboa

114.PI - Santo Antônio dos Milagres

115.PI - São Félix do Piauí

116.PI - São Gonçalo do Piauí

117.PI - São João da Canabrava

118.PI - São João da Fronteira

119.PI - São João da Serra

120.PI - São João da Varjota

121.PI - São João do Arraial

122.PI - São José do Divino

123.PI - São José do Piauí

124.PI - São Julião

125.PI - São Luis do Piauí

126.PI - São Miguel da Baixa Grande

127.PI - São Miguel do Tapuio

128.PI - São Pedro do Piauí

129.PI - Sigefredo Pacheco

130.PI - Simões

131.PI - Sussuapara

132.PI - Tanque do Piauí

133.PI - Teresina

134.PI - União

135.PI - Valença do Piauí

136.PI - Várzea Grande

137.PI - Vera Mendes

138.PI - Vila Nova do Piauí

139.PI - Wall Ferraz

02 de fevereiro de 2020

Teresina terá semana de tempo nublado e pancadas de chuva

Teresina terá semana de tempo nublado e pancadas de chuva

Previsão do Inpe aponta risco de trovoadas e queda na temperatura. Em janeiro, volume de chuva acumulado chegou a 200 milímetros e previsão é que fevereiro ultrapasse esse índice.

Muitas nuvens com pancadas de chuva localizadas. É assim que o tempo deverá permanecer em Teresina durante esta primeira semana de fevereiro. A previsão é do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e aponta precipitações fortes que podem vir, inclusive, acompanhadas de trovoadas a qualquer hora do dia.

Leia também: Período chuvoso em Teresina vira pesadelo para pessoas de rua 

As chuvas e a curta abertura de nuvens para passagem dos raios solares levará uma queda na temperatura e na sensação térmica. As mínimas em Teresina deverão girar em torno dos 23 a 24 graus, já nos períodos mais quentes do dia, a temperatura não deve passar dos 32 graus. Ainda de acordo com o Inpe, mesmo nos dias em que o sol saia, a probabilidade de chuva continua alta, ficando em torno dos 80 a 90%.


Teresina terá semana de tempo nublado e pancadas de chuva - Foto: O Dia

Vale lembrar que a Capital piauiense já tem registrado um volume de chuva considerável em relação ao que se observou nos últimos meses do ano passado. O monitoramento do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) aponta que que somente durante o mês de janeiro, Teresina registrou um volume acumulado de chuva de 200 milímetros. Os maiores volumes contabilizados, ou seja, as chuvas mais fortes, aconteceram no dia 07, quando a precipitação chegou a 20 milímetros; e na última sexta (31), quando a precipitação chegou a 14,4 milímetros.

De acordo com o Instituto, este mês de fevereiro pode ultrapassar janeiro em volume acumulado de precipitação caso o tempo permaneça nublado nas próximas semanas.

01 de fevereiro de 2020

Governo do Estado transfere R$ 16,5 milhões para cofinanciamento da saúde

Governo do Estado transfere R$ 16,5 milhões para cofinanciamento da saúde

As transferências estão sendo realizadas para as contas dos Fundos Municipais de Saúde para hospitais

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, começou a repassar aos muni­cípios os recursos referentes ao cofinanciamento da Saúde e dos Hospitais de Pequeno Porte (HPP), cumprindo as­sim a primeira parcela da ne­gociação feita com a Associa­ção Piauiense de Municípios (APPM). Com isso, foram in­jetados nos municípios R$ 16 milhões e 500 mil.

As transferências do co­financiamento estão sendo realizadas para as contas dos Fundos Municipais de Saúde e para as contas dos Hospitais de Pequenos Portes. “Dessa forma o estado do Piauí cum­pre com esse compromisso de sanar esse passivo ”, afirmo se­cretário Florentino Neto.

O gestor explica ainda que os recursos foram transferidos pela Secretaria de Fazenda do Piauí (SEFAZ) para a conta da SESAPI. “A SEFAZ fez a transferência para a Secretaria de Saúde, que por sua vez está procedendo as transferências para as respectivas contas mu­nicipais. É uma forma de re­solvermos esse problema, com a predisposição de que possa­mos definir uma nova modali­dade de cofinanciamento para o futuro, que seja mais ade­quada para a construção de um Sistema Único de Saúde (SUS) cada vez mais forte”, declara o secretário.

A Secretaria de Fazenda rea­lizou um planejamento para que todo o cronograma de par­celamento seja rigorosamente cumprido. O repasse ocorre após acordo com as prefeituras, por meio da APPM.

Governador discute investimentos para saúde de Picos

 O governador Wellington Dias recebeu na última quin­ta-feira (30), na Residência Oficial, a diretora do Centro de Especialidade Médicas de Picos, Maria Santana, para tra­tar de investimentos que serão trabalhados em parceira com a Prefeitura de Picos. O objetivo é garantir a sustentabilidade e as condições de viabilizar mais atendimentos em áreas espe­cializadas como a oftalmologia, pediatria e ortopedia.

De acordo com o chefe do Executivo estadual, é possível assegurar em Picos atendi­mento à população que busca por esses serviços. “Da mesma forma, tratamos das medidas que estamos implementando no Hospital Justino Luz. Nossa meta é que, até o fim de feve­reiro, tenhamos um conjuntos de obras e possamos adquirir equipamentos que regulari­zarão as pendências que esta­vam trazendo dificuldades na gestão do hospital”, comentou Wellington.

Sobre a construção do novo hospital de Picos, o governa­dor disse que é extremante necessário. “Será uma solução definitiva para os cuidados com a saúde em toda a região”, declarou Dias.

31 de janeiro de 2020

Bloquinhos aquecem prévias de Carnaval em Teresina

Bloquinhos aquecem prévias de Carnaval em Teresina

O Bailinho da Rambeer, por exemplo, acontece dias 2 e 9 de fevereiro, trazendo atrações nacionais e locais

Carnaval, época de alegria, brincadeira, cores e muita diversão. Quem quer se preparar para uma das datas mais aguardadas do ano, já está aproveitando as prévias espalhadas pelos quatro cantos de Teresina.

O Bailinho da Rambeer, por exemplo, este ano terá como tema “O nosso bloco é na rua!”. Raphael Tataia, sócio da empresa Raw, explica que o evento, idealizado pela Rambeer e produzido pela BLR, acontece todos os anos e a proposta é que cada edição traga novidades.

“O Bailinho é um evento da Rambeer, caraterístico da marca e que já existe há alguns anos. Em 2018, se chamou MardiGras. Demos uma repaginada no evento e, para este ano, a temática são bloquinhos de rua”, conta.

Arquivo Pessoal: Foto Ascom

Em 2020, o Bailinho da Rambeer acontece em dois domingos do mês de fevereiro e terá atrações nacionais e locais. As duas edições estão marcadas para os dias 2 e 9, iniciando sempre a partir das 15h, na Rambeer Cervejaria, localizada na Avenida Nossa Senhora de Fátima, 1867, zona Leste da Capital.

“Neste ano, a prévia de Carnaval traz atrações nacionais para animar os teresinenses. No primeiro domingo, dia 2, o Bailinho da Rambeer contará com o astral e a energia da banda carioca Funk Samba Club, que traz em seu repertório muito samba enredo, funk e pagode 90. A prévia segue com o Bloco da Vagabanda e seu setlist de rock com a pegada carnaval. Completando o line-up do primeiro dia, Banda Magnólia, tocando os melhores sucessos do axé, e Dj Leuzz com seu som eletrizante”, cita Raphael Tataia.

Vale lembrar que toda a estrutura para receber os foliões será montada ao lado da cervejaria, na Rua Antônio de Castro Franco. A via será interditada para concentrar o palco e também o bloco. O evento contará com uma cenografia exclusiva dentro da temática ‘Carnaval’, áreas de ativação de marca e praça de alimentação com chopp artesanal.

A Rambeer abrange o universo cervejeiro com receitas únicas que carregam em seu DNA ingredientes inusitados, muitas vezes típico da região, e tornam única a experiência daqueles que provam a bebida.

Ingressos

Os ingressos para o Bailinho podem ser adquiridos tanto nos pontos de venda físicos quanto online. O folião pode comprar sua entrada no Bar da Rambeer, na Profit Ininga e Profit Extra Supermercado, ou ainda pelo site/app ingresse.com.

Mais opções

Quem gosta de Carnaval e quer aproveitar todas as prévias, a dica é ficar de olho nos bloquinhos e festas temáticas. O Bloquinho do Orelha promete animar este sábado (1º) dos teresinenses. A folia está marcada para começar às 18h, próximo ao balão da Universidade Federal do Piauí.

Já no domingo (2), acontece o Festival The Vejo na Ponte – Especial Carnaval, no Complexo Turístico da Ponte Estaiada. O evento começa cedo, às 17h, e encerra às 23h. A animação ficará por conta de Jhony Fred, Júnior é Show e Lene Groove. O Festival, que já se consolidou no calendário de eventos nos meses de férias em Teresina, ainda vai contar com apresentações de grupos de danças de frevo e um espaço todo dedicado às crianças. O The Vejo na Ponte também está marcado para acontecer no domingo seguinte (09).

Prévias de Carnaval 2020

01/02 – Prévia do Orelha (Orelha de Van Gogh) – 18h

02/02 – Bailinho da Rambeer (Bar da Rambeer) – 16h

02/02 – The Vejo na Ponte (Ponte Estaiada) – 17h

02/02 – Bloco Bendita Geni (Casa Barro) - 18h

09/02 - Bailinho da Rambeer (Bar da Rambeer) – 16h

09/02 – The Vejo na Ponte (Ponte Estaiada) – 17h

15/02 – Corso 2020 (Avenida Raul Lopes) – 16h

Corso acontece dia 15 de fevereiro

No dia 15 de fevereiro, Teresina vai sediar o maior evento do Piauí: o Corso do Zé Pereira, um abre alas para o Carnaval 2020. O evento deve reunir mais de 300 mil pessoas com uma super estrutura de palcos espalhados pela Avenida Raul Lopes, na zona Leste da Capital, contando com segurança, caminhões decorados e muita irreverência, uma das grandes marcas do evento.

Corso 2019. Foto: Elias Fontenele.

O Corso do Zé Pereira foi consagrado como o maior do planeta, segundo o Guinnes Book, em 2012, registrando a marca de 343 veículos decorados no desfile, recorde que consta na publicação até hoje. Além dos carros enfeitados, o evento conta com centenas de pessoas fantasiadas, bandas espalhadas pelo percurso, além de muita alegria resgatando a tradição dos antigos carnavais.

Este ano, o evento vai manter o concurso de fantasias, com uma premiação que contempla ainda mais foliões. Serão R$ 20 mil divididos em 20 prêmios de R$ 1 mil para as 20 melhores fantasias.

Caminhões

Além das fantasias, o evento continua com o concurso dos caminhões decorados, com uma premiação de R$ 30 mil dividida entre três ganhadores, sendo R$ 10 mil para o caminhão mais animado, R$ 10 mil para o mais criativo (inusitado) e R$ 10 mil para o de melhor produção (decoração e fantasia).


Sob o comando de André Lobo, ‘Music Hall’ estreia neste sábado na O Dia TV

Sob o comando de André Lobo, ‘Music Hall’ estreia neste sábado na O Dia TV

O programa traz um formato especial com a exibição dos clipes mais tocados no Brasil e no mundo.

Tem novidade na telinha da O DIA TV! O programa “Music Hall” estreia neste sábado (1º) e traz um formato especial com a exibição dos clipes mais tocados no Brasil e no mundo.

O programa promete animar as tardes de sábado, sempre ao meio-dia, sob o comando do publicitário e radialista André Lobo, de 31 anos. A ideia é trazer diversidade musical.

André Lobo será o apresentador da atração. Foto: Jailson Soares.

“Não será um programa de um hit definido. É um programa que tocaremos o forró, rock, pop, sertanejo, swingueira, dentre outros estilos. Então, é a música boa, que está estourada, independente do ritmo. É o que a galera quer ouvir”, conta o apresentador.

André afirma que o programa pretender abrir espaço aos artistas piauienses que possuem produção de videoclipes. “O Piauí tem muitos artistas bons, inclusive de estilos e segmentos diferentes, e que possuem produção de clipes. Então, o espaço está aberto para todos. Se é o que a galera está gostando de ouvir, se estiver inserido em nossa rotina, estará no Music Hall”, afirma.

André Lobo: Jailson Soares.

A atração contará ainda com número de WhatsApp, onde o telespectador poderá interagir e pedir os seus hits favoritos. Além disso, em breve, o programa terá notícias e bastidores do mundo da música.

Essa é a primeira vez que André Lobo apresenta um programa de TV. Natural de Brasília, mas florianense de criação e coração, André se diz tímido. O mais novo apresentador também é radialista e comanda o programa “Boomerang”, na companhia de dois amigos, na Rádio Alvorada FM, em Floriano. A paixão pela comunicação aflorou depois do surgimento das redes sociais. 

“Eu me considero tímido por mais que não pareça. Mas depois que inventaram os stories do Instagram, eu terminei perdendo um pouco da timidez. Eu espero que, com o tempo, a gente consiga evoluir o programa, implantando alguns quadros, entrevistas, coberturas de eventos... Estamos aqui para somar e fazer um trabalho bacana para público que for assistir”, finaliza.

Apreensão de cocaína nas BRs do Piauí cresceu quase 1000%

Apreensão de cocaína nas BRs do Piauí cresceu quase 1000%

O número comprova que o Piauí está sendo usado pelo tráfico de droga como rota para abastecer a cidade de Fortaleza-CE.

A apreensão de entorpecentes em rodovias federais do Piauí aumentou consideravelmente no ano de 2019. Os números estão contidos no balaço da Polícia Rodoviária Federal divulgado nesta sexta-feira (31) e que comprova que o Estado está sendo usado pelo tráfico de droga como rota para abastecer a cidade de Fortaleza-CE.


Leia também

Piauí tem maior percentual de mortes no trânsito com motocicletas 


A quantidade de cocaína apreendida é a que mais chama atenção. Em 2018, a PRF havia aprendido 44,7kg da droga. No ano passado, foram interceptados assustadores 470,8kg sendo transportados pelas BRs que cortam o Piauí. Na comparação, o crescimento foi de 953,2%.

Segundo o relatório, a apreensão de maconha também apresentou crescimento, apesar de uma quantidade muito inferior. Em 2018 foram 453kg, enquanto no passado saltou para 621kg. A evolução foi de 37%.

Grande parte das drogas apreendidas foram encontradas com ajuda de cães (Foto: Divulgação / PRF)

Cigarro

Cargas com cigarros contrabandeados foram flagradas durante todo o ano. Ao contrário da cocaína e maconha que tinha como destinos outros estados na região Nordeste, os cigarros tinha o Piauí como mercado consumidor. O aumento nas apreensões foi de 642,4% no comparativo. Foram 1.633.990 de maços em 2019, contra 220 mil no ano anterior.

Anfetamina

Droga utilizada por motoristas para que consiga dirigir por longas horas, a anfetamina esteve mais presente nas apreensões das equipes da Polícia Rodoviária Federal. O salto de 255 para 1178 comprimidos apreendido representou um crescimento de 361,9%. 

Piauí tem maior percentual de mortes no trânsito com motocicletas

Piauí tem maior percentual de mortes no trânsito com motocicletas

Segundo dados divulgados pela PRF, das 149 mortes registradas em 2019, 73 foram de pessoas ocupantes de motocicletas, ou seja, 48,3% das mortes

Apesar de ser considerado um dos principais meios de transporte pela sua praticidade e baixo custo, a motocicleta ainda é o veículo que faz mais vítimas fatais no Piauí. Segundo dados divulgados nesta sexta-feira (31), pela Polícia Rodoviária Federal, das 149 mortes registradas em 2019, 73 foram de pessoas ocupantes de motocicletas, ou seja, 48,3% das mortes. Esse é o maior percentual de todo o Brasil.

Para o superintendente Regional da PRF, Stênio Pires, o alto índice de acidentes envolvendo motocicletas pode estar relacionado à falta de habilitação ou imperícia destes condutores. Em muitos casos, o não uso do capacete, associado à falta de permissão para conduzir um veículo automotor, bem como o uso de álcool, contribuem para a ocorrência destes acidentes.

Superintendente Regional da PRF, Stênio Pires. (Foto: Assis Fernandes/O Dia)

“Nós verificamos nos números que a quantidade de pessoas inabilitadas que conduzem no estado do Piauí é muito grande. Então, boa parte destas vítimas, além de não estarem habilitadas, não estava usando capacete, e em alguns casos, inclusive, estavam embriagadas. É uma combinação perigosa”, alerta o superintendente. Ao todo, 12.567 pessoas, entre condutores e passageiros, foram flagradas sem capacete.

O número de pessoas dirigindo alcoolizadas, sejam motocicletas ou outros tipos de veículos, é alarmante. Em 2019, foram 1.544 autuações por alcoolemia, o que representa uma média de quatro pessoas autuadas por consumo de álcool ao volante por dia no Piauí. Em relação à quantidade de motoristas inabilitados, essa média sobe para 20 por dia. Um total de 6.779 autuadas por dirigir sem a Carteira Nacional de Habilitação durante o ano.

Superintendente Regional da PRF, Stênio Pires. (Foto: Assis Fernandes/O Dia)

Acidentes

De acordo com os dados da PRF, o Piauí registrou um aumento de 8,24% de acidentes graves. Em 2018, foram 485 acidentes graves, enquanto em 2019 esse número subiu para 525. Vale lembrar que a Polícia Rodoviária Federal considera como acidente grave aquele em que há ocorrência de pessoas com lesões graves ou vítimas fatais. No total, 1.463 pessoas ficaram feridas e 149 mortas.

Entre os tipos de acidente, o que liderou foi a colisão transversal, com um total de 101 acidentes. Segundo a PRF, o maior veículo envolvido na colisão transversal é a motocicleta. “A motocicleta saindo de uma via de um município ou de uma via rural, às vezes entra de uma maneira inadequada e acaba sendo atingida por um veículo na rodovia. Ou, como já tivemos casos, moto com moto”, relata o superintendente da PRF.

O segundo maior tipo de acidente registrado nas rodovias federais do Piauí, e também o que tem o maior índice de mortalidade, continua sendo a colisão frontal. Ao todo, foram registrados 86 acidentes desse tipo, com 42 mortos. Ou seja, metade das colisões frontais resulta em morte.

Já em relação às rodovias mais perigosas do estado, a BR-343 fica em primeiro lugar. A rodovia que liga Teresina ao litoral do Piauí registrou, somente em 2019, 243 acidentes graves com 63 mortos. Enquanto a BR-316, que liga a Capital ao Sul do Estado, teve 139 acidentes graves com 36 mortes.

No entanto, quando se fala em mortalidade, a BR-135, conhecida popularmente como Rodovia da Morte, continua sendo a mais letal. Apesar de registrar poucos acidentes graves por ano, a grande maioria deles resulta em morte. No ano passado, foram 61 acidentes graves com 41 pessoas mortas.

Para reduzir esse índice, a PRF anunciou que irá aumentar o efetivo de policiais rodoviários na região da BR-135. “Vamos aumentas de cinco para seis policiais na região da BR 135, ampliando a fiscalização da região. São equipes dedicadas todos os dias naquela região para diminuir o número de acidentes graves”, completou.