“Todas as vacinas foram entregues”, diz Sesapi após polêmica

O assunto repercutiu nas redes socais e sofreu repúdio de deputados estaduais da oposição.

25/03/2021 14:02h - Atualizado em 25/03/2021 14:20h

Compartilhar no

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) se manifestou na tarde desta quinta-feira (25) sobre a polêmica de um supostosumiço de 50 mil doses de vacinas contra a Covid-19 no Piauí. O assunto repercutiu nas redes socais e sofreu repúdio de deputados estaduais da oposição.


Leia tambémVacina covid: CGU investiga piauienses usando nomes de mortos para furar fila 


A Sesapi defendeu a transparência na distribuição dos imunizantes e explicou que a  Superintendência de Atenção à Saúde e Municípios recebe e distribui as vacinas para a primeira dose e guarda o estoque de segundas doses, enviando aos municípios somente na data da aplicação.

Foto:Jailson Soares / O Dia

Ao todo, o Piauí já receber do Ministério da Saúde 392.080 mil doses de vacinas, mas no sistema só têm registradas um pouco mais de 340 mil vacinas, o que levantou a suspeita de desfalque nas doses.

O Superintendente da Sesapi, Herlon Guimarães, comentou que a quantidade de doses não conta no Vacinômetro porque só é possível registrar as doses logo depois delas serem entregues nas cidades. “Nosso painel está sendo atualizado por conta da preocupação com a transparência, mas é uma certeza que todas as doses foram entregues nos municípios”, afirmou.

Herlon explicou como funciona a distribuição das vacinas aos municípios. “Nós temos reuniões semanais com todos os nossos Conselhos de Secretários Municipais para mantermos um controle maior da entrega. Nunca registramos a entrega no mesmo dia que enviamos aos municípios. O registro só acontece quando eles recebem”, finalizou o superintendente. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário