“Não tem que se sentir à vontade”, diz Seduc sobre retorno de professores à sala de aula

As aulas presenciais da rede estadual de ensino do Piauí iniciam dia 09 de agosto

27/07/2021 10:51h - Atualizado em 28/07/2021 11:11h

Compartilhar no

As aulas da rede estadual de ensino do Piauí estão previstas para retornar no dia 09 de agosto de maneira gradual, remota e presencial. A informação foi confirmada pela diretora de Ensino e Aprendizagem da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Maria José Mendes, durante reunião com o Ministério Público do Estado (MPPI) nesta terça-feira (27).

Com relação aos professores que possuem comorbidades e não se sentem seguros em retornar às atividades presencialmente, Maria José Mendes destaca que todos os servidores públicos deverão voltar às salas de aula após a vacinação contra a covid-19.

(Foto: Assis Fernandes/O Dia)

“Não tem que se sentir à vontade. Existe um decreto governamental de que o profissional, servidor público que apresentou comorbidade só retorne ao ambiente presencial após 21 dias da segunda dose, mas eles irão passar por perícia”, disse Maria José Mendes .


A representante da Seduc enfatizou ainda que todas as séries retornarão no modelo presencial. Entretanto, caso o aluno não se sinta à vontade para voltar, existe a possibilidade de assistir às aulas de maneira remota, uma vez que foi feito um processo de escuta com pais e alunos. 

Segundo a promotora de Justiça Flávia Gomes Cordeiro, coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Educação e da Cidadania (Caodec/MPPI), existe uma autorização recomendando o retorno das aulas presenciais desde janeiro deste ano. Ainda de acordo com a promotora, a segurança dos estudantes e trabalhadores se dará através do cumprimento dos protocolos de segurança. "Nós acreditamos na segurança das escolas sim! As escolas são um ambiente muito mais seguro do que outros ambientes que vemos as pessoas circulando”. 

(Foto: Assis Fernandes/O Dia)

“Esperamos que o retorno aconteça de uma forma tranquila, que haja busca ativa destes estudantes, sobretudo dos que desistiram e que possam ter se desinteressado. Queremos fazer também uma avaliação diagnóstica, ver aqueles que acompanharam bem as aulas remotas e os que não conseguiram, para que haja recuperação. Que a Educação retome seu rumo, depois de um período bastante difícil", pontua Flávia Gomes. 


A representante da Seduc destacou que todos os protocolos de segurança serão seguidos corretamente, de maneira a oferecer proteção aos alunos e professores. “Caminhamos para uma retomada, onde enfatizamos para todos os pais e as comunidades que esse será um processo seguro e tranquilo. As escolas estão sendo preparadas para esse acolhimento, temos uma equipe em campo fazendo o monitoramento de como estão as escolas. Seguir os protocolos de segurança sanitária será imprescindível, completa Maria José Mendes.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário