• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • Clínica Shirley Holanda
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

“Não precisa ser um dia triste”, diz psicóloga sobre data de Finados

O Dia de Finados pode ganhar um novo significado e se transformar em gratidão aos que passaram pela nossa vida.

01/11/2019 14:54h - Atualizado em 01/11/2019 15:14h

O Dia de Finados, celebrado neste sábado (02/11) pela tradição da Igreja Católica, traz recordações de entes queridos falecidos e uma saudade muitas vezes difícil de suportar. Essa data, porém, pode ganhar um novo significado e se transformar em gratidão aos que passaram pela nossa vida.

Ressignificar a data é uma dica da psicóloga Ticiana Soares. “Temos que passar o Dia de Finados de uma forma mais saudosa, mas que não nos cause dor. Podemos pensar no legado deixado pelo falecido, no privilégio de ter convivido com essa pessoa. Vamos celebrar a gratidão de termos conhecido aquela pessoa”, indica.


Leia também

Dia de Finados altera funcionamento do comércio

Frota de ônibus será reduzida em 50% no Dia de Finados 

Confira os horários das celebrações nos cemitérios no dia de finados


O dia 2 de novembro não precisar ser necessariamente um dia triste e pesado. Relembrar a forma como a pessoa faleceu deve ser evitada. Por outro lado, devem ser lembrados os bons momentos que passaram juntos, realizações e pensar em como ter aquela pessoa em algum momento de sua vida foi benéfico.

Psicóloga Ticiana Soares dá dicas de como ressignificar o Dia de Finados (Foto: Elias Fontenele / O DIA)

A Carta do Perdão é uma sugestão da psicóloga para este Dia de Finados. Ela explica que pode ser colocado no papel em forma de carta tudo aquilo que você desejaria ter dito, gostaria de ter feito pela pessoa e pedir perdão se possuir esse sentimento. A carta pode ser deixada no túmulo do ente querido.

Ticiana Soares alerta ainda sobre a importância do respeito ao luto do próximo, já que cada um possui um tempo de luto específico.  “Não existe um prazo para que o luto acabe. Tem pessoas que conseguem administrar o luto de uma forma mais fácil. Outras pessoas podem passar o resto da vida no luto. É preciso compreender que cada um possui uma força diferente”, diz.

Em Teresina, a Arquidiocese promove celebrações em cemitérios de diversas regiões da cidade neste sábado.  

Veja a programação 

Centro/Norte

Cemitério São José

06:00- Pe. Carlos César

08:00

16:00 – Pe. Damião Rocha

17:00 – Pe. Washington


Cemitério Santo Antônio – (Buenos Aires)

05:00 – Pe. Antônio Marcos

06:30 – Pe. Tertuliano


Zona Leste

Cemitério Recanto da Saudade (Br 343)

08:00

10:00

17:00

Padre Francisco Borges

Cemitério São Judas Tadeu (São Cristóvão)

08:00 – Dom Jacinto Brito

10:00

15:00

18:00

Padre Antônio Luiz (Diocese de Parnaíba)

Cemitério Santa Mônica (Pedra Mole)

07:00

Padre Moreira


Zona Sudeste

Cemitério Jardim da Ressurreição (Alto da Ressurreição)

07:00

10:00

16:00

Padre João Matos


Zona Sul 

Cemitério Dom Bosco (bairro Vermelha, zona Sul I)

07:00

09:00

17:00

Com o padre Valdery Veras

Forania Sul II

Cemitério Santa Cruz (Bairro Promorar)

17:00

Demerval Lobão (cemitério principal e cemitério dos anjinhos)

17:00

Cemitério Santa Cruz (Lagoa Do Piauí)

17:00

Por: Otávio Neto

Deixe seu comentário