‘Sou um instrumento da missão’, diz Flora Izabel após vitória para o TCE

Com 17 dos 30 votos e concorrendo com mais sete candidatos, Flora disse que o sentimento é de responsabilidade e compromisso.

16/09/2021 15:12h - Atualizado em 16/09/2021 15:24h

Compartilhar no

“Sou um instrumento da missão”, disse a deputada estadual Floral Izabel (PT) eleita nova conselheira do Tribunal de Contas do Estado do Piauí. Com 17 dos 30 votos e concorrendo com mais sete candidatos, Flora disse que o sentimento é de responsabilidade e compromisso. 

“Não é que sou melhor que outros, mas sou instrumento da missão. Fui escolhida pelos meus pares hoje, em uma eleição bastante disputada. Consegui ganhar no primeiro turno e é realmente um sentimento de emoção, mas, principalmente, de responsabilidade e muito compromisso de poder fazer parte da corte do TCE”, disse a nova conselheira.


Leia mais: Flora Izabel é eleita em primeiro turno para o TCE 


Foto: Assis Fernandes/ O Dia

Com 12 votos, o deputado estadual Wilson Brandão (Progressista) classificou a vitória de Flora Izabel como uma página triste da história da Assembleia Legislativa. O deputado fez referência às tratativas realizadas pelo governador Wellington Dias (PT) para garantir a unidade da base entorno do nome de Flora Izabel e das desistências dos deputados Zé Santana (MDB) e Flávio Nogueira (PDT). 


Foto: Assis Fernandes / O Dia 

Em relação ao pronunciamento do deputado, a nova conselheira diz que a sua missão é trabalhar em conjunto e que tinha que sair um ganhador e um perdedor desse processo. “O deputado Wilson Brandão é um amigo particular de muitos anos e por quem eu tenho um apreço muito grande. Respeito toda a sua trajetória. Ele teve um grande número de aceitação e vamos trabalhar para esquecer esse processo eleitoral em si e iniciar uma nova caminhada de companheirismo e amizade”, declarou. 

Leia mais: “Página triste da Assembleia”, dispara Wilson Brandão após derrota 

Flora Izabel esclarece que o próximo passo é se desfiliar do Partido dos Trabalhadores (PT) e dar início aos trâmites para a posse. 


Foto: Assis Fernandes/ O Dia 

“Como conselheira, eu quero fazer uma ponte entre o TCE e a comunidade. É importante fiscalizar o balancete das obras, mas também fazer essa interlocução entre os municípios. Meu gabinete estará sempre aberto para as lideranças e municípios”, pontuou a nova conselheira. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário