• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Nos municipios

19 de agosto de 2016

Setre certifica 50 profissionais em Pedro II e Barra D Alcântara

Setre nos municípios certifica 50 profissionais em Pedro II e Barra D' Alcântara

Através da qualificação profissional no curso de construção civil o Governo do Estado junto a Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Setre) certificou 50 novos profissionais através do programa Setre nos Municípios. O projeto foi encerrado nos municípios de Pedro II e Barra D’Alcântara durante cerimônias de entregas de certificados nas respectivas cidades.

O programa Setre nos Municípios promove qualificações nas áreas de construção civil, embelezamento e corte e costura através de cursos ministrados em quatro caminhões itinerantes que percorrem todo o estado e contam com uma tecnologia de ponta e a estrutura necessária para realização das aulas teóricas e práticas.

O objetivo é reinserir as pessoas que estão fora do convívio social e que estão desempregados, os cursos auxiliam na ressocialização e na qualificação para conseguir competir e se reinserir no mercado de trabalho. O programa acontece em comunidades carentes de diversos municípios no Piauí.

O Secretário de Estado do Trabalho e Empreendedorismo, Gessivaldo Isaías, fala a respeito do sucesso do programa. “Fico grato de ver que o programa está mudando a vida das pessoas e realizando qualificações em todo o estado, nosso objetivo é insistir no projeto e convencer as pessoas que não tem uma renda favorável, para fazer nossos cursos, assim ajudamos a mudar a realidade das pessoas e a da nossa economia também”, concluiu o secretário.

No curso de Construção Civil os alunos receberam instruções sobre assentamento de tijolos, pilares de sustentação, enchimento de alicerce, noções de medidas e espaço, noções de hidráulica e elétrica, alvenaria e revestimento, segurança do trabalho, dentre outros assuntos. Após as aulas teóricas os estudantes colocaram em prática tudo que aprenderam nas próprias residências da comunidade, onde eles erguem paredes, cômodos e até constroem casas, beneficiando também a população local. Paralelo ao curso a Setre oferece todos os seus serviços, como a oferta de Micro-crédito, os serviços do Sine e a abertura de empresas. 

15 de agosto de 2016

I Seminário de Agricultura Familiar é realizado em Esperantina

I Seminário de Agricultura Familiar é realizado em Esperantina

O secretário de Estado de Desenvolvimento Rural, Francisco Limma, esteve presente no "I Seminário de Agricultura Familiar do Território dos Cocais - Estratégias para fortalecer a cidadania no campo", realizado em Esperantina. O evento foi realizado pelo Centro de Educação Ambiental e Assessoria (CEAA), SDR (por meio da Unidade do Crédito Fundiário), Secretaria Especial da Agricultura Familiar e da Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário.

O seminário envolveu agricultores, representantes de associações e sindicatos de trabalhadores rurais e estudantes de todo o território que discutiram temas relacionados ao desenvolvimento da agricultura familiar em todos os seus estágios, da produção à comercialização.

Francisco Limma ressaltou a importância da continuidade da organização dos agricultores que da busca pelos desafio, já que o Piauí tem uma maior proximidade com o meio rural e a agricultura familiar. "Temos o Fundo Estadual de Combate à Pobreza que tem recurso no orçamento e pode ser utilizado para continuar apoiando essas atividades dos agricultores familiares, mesmo que não venha recurso do governo federal para o Piauí", declarou o secretário.

O gestor citou a parceria do Banco Mundial para apoiar pequenos projetos como casas de farinha, hortas ou criação de animais de pequeno porte. Segundo ele, estas e outras ações mostram que o Estado está empenhado a incentivar a agricultura familiar.

O evento terminou no sábado (13) e contou com a realização feira de produção e economia solidária.

12 de agosto de 2016

Piauí Mais Verde leva arborização às microrregiões do estado

Piauí Mais Verde leva arborização às microrregiões do estado

Com o intuito de fomentar políticas públicas de arborização dos espaços públicos urbanos e de chamar atenção da população para a importância do ato de se plantar árvores, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídrico (Semar), desenvolve o projeto Piauí Mais verde.

Nessa terça (9) e quarta-feira (10), a equipe da Semar esteve nos municípios de Inhuma, Ipiranga e Valença, na região do Vale do Sambito. A iniciativa leva a municípios de todas as microrregiões do estado o plantio de mudas de árvores típicas de cada região. O objetivo é de que, até agosto de 2017, o Piauí Mais Verde tenha plantado cerca de 22.400 mudas de espécies nativas em ruas, avenidas e espaços públicos de todo o estado. Em média, cada municípios receberá 100 mudas.

Além da construção de espaços arborizados, comuns a toda comunidade, o projeto prevê ainda a distribuição de mudas de plantas frutíferas à população, para o plantio nas residências. “São diversas espécies. Caneleiro, Oiti, Gonçalves Alves, Ipê e mudas frutíferas para serem distribuídas aos moradores e plantadas nas residências. A ideia é de que a iniciativa seja um passo inicial para a arborização das demais áreas das cidades”, destaca o coordenador do projeto, Romildo Mafra.

A comitiva já passou pelos municípios de São João do Piauí e Simplício Mendes, no território da Serra da Capivara, e no Vale do Canindé, nos municípios de Isaías Coelho, Campinas e Conceição do Canindé. O planejamento é de que, em agosto, o projeto visite os municípios de Gilbués, São Gonçalo do Gurgueia, Canto do Buriti, Itaueira e Flores.

"Além de embelezar as cidades, esse processo de arborização urbana traz benefícios, como a diminuição da poluição sonora, absorção dos raios solares, sombreamento, proteção da fauna local e diminuição do efeito estufa. Parafraseando Leonardo Boff,  o bem estar da Terra é o nosso bem estar. Se a Terra está mal, nós estamos mal”, pontua Mafra.

10 de agosto de 2016

Sasc entrega certificados em Simões nesta sexta (12)

Sasc entrega certificados em Simões nesta sexta (12)

A Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Sasc), por meio da Diretoria da Unidade de Proteção Social Básica, entrega, nesta sexta-feira (12), no município de Simões, 280 certificados de conclusão do curso de informática básica, oferecido no Caminhão Digital.

Na Escola Móvel do Projeto Caminhão Digital, mantido pela Sasc, os alunos tiveram acesso a conhecimentos dos programas Excel, Word, Power Point, digitação e internet. O curso teve duração de 60 dias.

Em 2016, já foram 11 os municípios pelos quais as carretas do projeto passaram, beneficiando 3.250 pessoas. Os municípios contemplados foram Barro Duro, Santa Cruz dos Milagres, Avelino Lopes, Buriti dos Lopes, Geminiano, Água Branca, Jardim do Mulato, Ribeira do Piauí, Simões, Barra Grande e a comunidade Anita Ferraz, em Teresina.

“O curso, ofertado pelo Caminhão Digital de forma gratuita, é muito importante para qualquer pessoa que pretenda ingressar no mercado de trabalho. O mercado fica cada vez mais exigente e sem as noções básicas de informática as oportunidades praticamente não existirão. A qualificação é quesito primordial nos dias de hoje”, destaca o gestor da Sasc, Henrique Rebêlo.

Para solicitar o projeto, os interessados precisam protocolar um ofício com a solicitação na sede da Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania, na rua Acre, 340, bairro Cabral, em Teresina. O projeto atende adolescentes, jovens e adultos, com idade a partir dos 14 anos.

Setre nos municípios leva qualificação profissional para Alto Longá

Setre nos municípios leva qualificação profissional para Alto Longá

O município de Alto Longá recebeu na manhã desta segunda-feira (08) os cursos de embelezamento e corte e costura do programa Setre nos Municípios. A aula inaugural aconteceu no centro da cidade e contou os alunos e autoridades de Alto Longá.

O objetivo do programa Setre nos Municípios é qualificar trabalhadores de comunidades carentes para investirem em uma melhor carreira profissional, através de cursos profissionalizantes. 

O programa é realizado de forma itinerante com quatro caminhões que circulam todo o Piauí e contam com uma tecnologia de ponta e a estrutura necessária para a realização das atividades práticas e teóricas.

Além dos cursos de corte e costura e embelezamento o Setre nos Municípios também realiza o curso de construção civil onde os alunos recebem instruções sobre assentamento de tijolos, pilares de sustentação, enchimento de alicerce, noções de medidas e espaço, noções de hidráulica e elétrica, alvenaria e revestimento, segurança do trabalho, dentre outros assuntos.

Gessivaldo Isaías, Secretário de Estado do Trabalho e Empreendedorismo, destacou o propósito do programa. “Nós acreditamos que a qualificação profissional é a chave para uma carreira de sucesso e para vida mais digna dos trabalhadores, por esse motivo criamos o programa Setre nos Municípios que vai até essas pessoas levando cursos profissionalizantes que podem modificar a vida delas”, declarou o secretário.

Dentro do curso de Embelezamento os alunos aprenderão a secar, pranchar e cortar cabelos além de fazer penteados e entender outros detalhes do mundo dos cabeleleiros. Já no curso de Corte e Costura, aprenderão a confeccionar kits para bebês com camisetas, calcinhas e casacos e terão noções da confecção de roupas para adultos. Ao final dos cursos, os participantes recebem os certificados que comprovam sua aptidão para ingressar no mercado de trabalho.

08 de agosto de 2016

Nova barragem vai abastecer 30 mil pessoas no interior do Piauí

Nova barragem vai abastecer 30 mil pessoas no interior do Piauí

A Barragem de Atalaia que está sendo construída entre as cidades de Corrente e Sebastião Barros está na etapa final de conclusão e deve solucionar um antigo e grave problema de água na região, que sofre com as falhas de abastecimento, sendo cerca de 30 mil habitantes entre os municípios afetados.

Na cidade de Sebastião Barros, uma das afetadas pelo problema, a população depende frequentemente do auxilio de caminhões-pipa e chegam até comprar água para as necessidades mais básicas, pois chegam a ficar até oito dias consecutivos sem água nas torneiras.

O projeto prevê deixar perenes os rios Paraim e Corrente, e ter um reservatório com capacidade para armazenar 215 milhões de metros cúbicos de água, se tornando um dos maiores do Estado e ficará localizada numa região onde a pecuária é a principal atividade econômica. Segundo o prefeito de Corrente, Jesualdo Cavalcanti, a obra vem para gerar avanço socioeconômico para as cidades.

“A barragem é de suma importância para nossa região. Ela trará inúmeros benefícios para a população das duas cidades e colocará fim a um dos maiores problemas que temos, a falta de abastecimento de água continua durante todo o ano, causada pela estiagem em nossa região”, destacou o prefeito de Corrente Jesualdo Cavalcanti.

A obra que iniciou em 2013, com previsão para ser entregue após um ano, encontrou problemas com os deslocamentos das famílias que moravam na região que precisava ser alagada.O projeto precisou passar por algumas adaptações e agora, encontra-se nas etapas finas. Para o deputado estadual Fernando Monteiro (PRTB) que vem acompanhando e apoiando o projeto, todas a medidas necessárias estão sendo tomas para que a obra seja entregue o quanto antes.

“Depois do assentamento das famílias do local, a obra receberá toda é celeridade cabível. Sua importância é inegável e nós estamos na busca de melhorar a vida dessas milhares de famílias que dependem com tanta frequência do socorro de caminhões-pipa, água que sabemos que não é de boa qualidade. Esta é uma questão máxima de qualidade de vida da população, e é por isso que lutamos”, afirmou Monteiro.

05 de agosto de 2016

Cojuv acompanha primeira reunião do Comitê da Juventude dos Carnaubais

Cojuv acompanha primeira reunião do Comitê da Juventude dos Carnaubais

A Coordenadoria da Juventude do Estado do Piauí (Cojuv) acompanhou a primeira reunião do Comitê da Juventude do território dos Carnaubais na noite desta terça-feira (3). O encontro aconteceu em Nossa Senhora de Nazaré, um dos dezesseis municípios que fazem parte do território e contou com a presença dos jovens da cidade e da localidade Lagoa Alegre, do município Cocal de Telha. Os gerentes Fan Oliveira e Messias Nassau representaram a Cojuv e as sociólogas Adriana Rodrigues e Thátila Porto prestaram assistência técnica aos jovens.

“Nosso papel enquanto Cojuv é o acompanhamento desse processo e o compromisso em articular o envolvimento dos jovens com o poder público na consolidação de políticas públicas de juventude”, disse o gerente de Políticas para o Meio Rural, Messias Nassau.

Adriana Rodrigues e Thátila Porto são assessoras técnicas do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Desenvolvimento Territorial (Nedet) da UFPI e ofereceram informações aos jovens sobre como funciona a política dos territórios. Atualmente, o Piauí é dividido em 12 territórios. Cada território consiste em agrupamentos de municípios com características semelhantes como cultura, economia, vegetação. Para cada um deles, são formados colegiados constituídos tanto por membros do poder público como da sociedade civil.

De acordo com elas, a necessidade de discussão de assuntos mais específicos traz a necessidade de formação de comitês setoriais. A criação do Comitê da Juventude visa a articulação política dos jovens dos dezesseis municípios com o intuito de mapear demandas e potenciais relacionados à juventude do território para a proposição de políticas públicas.“Nesse primeiro momento, estamos participando da reunião, mas os jovens do território têm autonomia e empoderamento suficiente para propor pautas, convidar outras pessoas, não obrigatoriamente nós”, disse Thátila Porto.

No território do Entre Rios há três comitês formados: de Mulheres, de Educação do Campo e de Inclusão Produtiva. No Carnaubais, também há um comitê de Mulheres e outro de Povos e Comunidades Tradicionais. O da Juventude é o terceiro a ser formado.

Wanessa Sousa, uma das jovens que participou da reunião, já fazia parte do Comitê de Mulheres. A ideia de formar o Comitê de Juventude surgiu a partir do projeto Roda de Leitura, do qual Wanessa é uma das idealizadoras. “Minha prima e eu começamos esse projeto social. E o pessoal do Nedet percebeu que tínhamos facilidade em mobilizar a juventude e sugeriu que criássemos o comitê”, explicou.

Barragem deve por fim a problemas com água no Sul do Piauí

Construção de Barragem deve por fim a problemas com abastecimento de água no extremo Sul do Piauí

A Barragem de Atalaia que está sendo construída entre as cidades de Corrente e Sebastião Barros está na etapa final de conclusão e deve solucionar um antigo e grave problema de água na região, que sofre com as falhas de abastecimento, sendo cerca de 30 mil habitantes entre os municípios afetados.
Na cidade de Sebastião Barros, uma das afetadas pelo problema, a população depende frequentemente do auxilio de caminhões-pipa e chegam até comprar água para as necessidades mais básicas, pois chegam a ficar até oito dias consecutivos sem água nas torneiras.
O projeto prevê deixar perenes os rios Paraim e Corrente, e ter um reservatório com capacidade para armazenar 215 milhões de metros cúbicos de água, se tornando um dos maiores do Estado e ficará localizada numa região onde a pecuária é a principal atividade econômica. Segundo o prefeito de Corrente, Jesualdo Cavalcanti, a obra vem para gerar avanço socioeconômico para as cidades.
“A barragem é de suma importância para nossa região. Ela trará inúmeros benefícios para a população das duas cidades e colocará fim a um dos maiores problemas que temos, a falta de abastecimento de água continua durante todo o ano, causada pela estiagem em nossa região”, destacou o prefeito de Corrente Jesualdo Cavalcanti.
A obra que iniciou em 2013, com previsão para ser entregue após um ano, encontrou problemas com os deslocamentos das famílias que moravam na região que precisava ser alagada.O projeto precisou passar por algumas adaptações e agora, encontra-se nas etapas finas. Para o deputado estadual Fernando Monteiro (PRTB) que vem acompanhando e apoiando o projeto, todas a medidas necessárias estão sendo tomas para que a obra seja entregue o quanto antes.
“Depois do assentamento das famílias do local, a obra receberá toda é celeridade cabível. Sua importância é inegável e nós estamos na busca de melhorar a vida dessas milhares de famílias que dependem com tanta frequência do socorro de caminhões-pipa, água que sabemos que não é de boa qualidade. Esta é uma questão máxima de qualidade de vida da população, e é por isso que lutamos”, afirmou Monteiro.

03 de agosto de 2016

Colônia do Piauí terá mais de 450 propriedades registradas no CAR

Colônia do Piauí terá mais de 450 propriedades registradas no CAR

O Instituto de Terras do Piauí (Interpi) realiza, em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), o Cadastro Ambiental Rural (Car), além dos serviços de georreferenciamento em todo o estado. No momento, as equipes técnicas estão no município de Colônia do Piauí, onde serão cadastradas cerca de 290 propriedades.

O Cadastro Ambiental Rural, que é uma exigência do Ministério do Meio Ambiente, viabiliza acesso, por meio de banco de imagens, via satélite, às terras do território brasileiro, possibilitando a fácil localização e identificação dos lotes, inclusive áreas de domínio do Estado.

Segundo Jailton Chaves, diretor de Operações do Interpi, já foram cadastrados mais de 30% dos lotes de Colônia no Piauí, o que corresponde a mais de 170 propriedades rurais do município, tais como os povoados Puçás I, Puçás II, Malhada Grande, Mourões e Pau Ferro.

“Como grande parte dos proprietários rurais não tem condições financeiras para custear os serviços topográficos, tal como o georreferenciamento, as equipes técnicas estão em campo realizando esses procedimentos necessários para o cadastro ambiental”, destaca o diretor.

Palestra para esclarecer aos trabalhadores rurais o motivo do cadastramento( Foto: Ascom Interpi)

Para Priscila Torres, engenheira do Interpi, o trabalho técnico tem recebido o apoio dos sindicatos dos trabalhadores de cada região visitada, o que reforça a importância do cadastro para os proprietários. “Nosso trabalho tem tido grande receptividade da população rural. Além de palestras para esclarecer aos trabalhadores rurais o motivo desse cadastramento, fazemos também atendimento individual, principalmente para quem ainda não fez o levantamento da terra”, pontua a engenheira.

A diretora interina do Interpi, Regina Lourdes, explica que o Cadastro Ambiental, além de contribuir para o programa de recuperação ambiental e combate ao desmatamento, traz benefícios ao próprio agricultor. “O CAR é um dos pré-requisitos para o ingresso dos proprietários rurais ao Programa de Regularização Fundiária e também facilita o acesso ao crédito rural”, garante a diretora.

04 de abril de 2016

Motoristas que farão transporte eletivo de pacientes realizam baliza

Motoristas que farão transporte eletivo de pacientes realizam teste de baliza

O sistema de transporte eletivo de pacientes do território Entre Rios passou por mais uma etapa de implantação neste sábado (02). Os 56 motoristas que disputam 21 vagas realizaram o teste de baliza no Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PI).

Segundo Emílio Lima, coordenador do projeto na entidade Reabilitar, vencedora da licitação para operar o sistema, revela que essa é a terceira etapa da seleção dos motoristas e que em breve os ônibus deverão entrar em operação.

“Serão 21 motoristas selecionados e os demais comporão um cadastro de reserva. Acreditamos que até o mês de maio deste ano o sistema já esteja funcionando, beneficiando milhares de pacientes que se deslocam diariamente de 29 municípios do território até Teresina”, relata o coordenador.

A iniciativa é uma parceria do Ministério da Saúde, Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), com recursos do Banco Mundial e articulação da Associação Piauiense de Município (APPM), que já adquiriu as impressoras de bilhetes (passagens).

O técnico da Sesapi, Avelar Mendes, observa que tudo foi feito em parceria com os municípios e a necessidade dos pacientes. “Quando o cidadão marcar uma consulta em Teresina, que será agendada em seu município, vai ser gerado um bilhete para ele e para um acompanhante, se necessitar. Um sistema informatizado também nos garantirá que as metas sejam cumpridas”, destaca.

O sistema informatizado gerará ainda relatórios que serão enviados ao Ministério da Saúde. Esse sistema de transporte está em caráter experimental e a expectativa das entidades é de que ele seja disseminado a outras regiões do Piauí.  

31 de março de 2016

CAMPI completa 02 anos oferecendo serviços especializados

CAMPI completa 02 anos oferecendo serviços especializados a população da macrorregião de Picos

Em abril desse ano, o Centro de Assistência Médica de Picos, (CAMPI), localizado a cerca de 300 km da capital do Piauí, completa dois anos de funcionamento. Satisfação do usuário, excelência, qualidade no atendimento e resolutividade dos serviços oferecidos é o maior patrimônio do CAMPI. O Centro oferece especialidades médicas e pequenos procedimentos cirúrgico a população dos 42 municípios integrantes da região do Vale do Guaribas

Num prazo de quase dois anos de funcionamento, o CAMPI já ofertou mais de 25.000 mil consultas especializadas através da Central de Marcação do Sistema Único de Saúde (SUS). Uma média de 1.000 consultas mensais.  No total, Mais de 18.000 mil pacientes foram atendidos nas diversas especialidades ofertadas. E ainda foram realizados mais de 800 procedimentos cirúrgicos. 

  "O CAMPI é um marco para a história da macrorregião de Picos, é o único serviço no território do Vale do Guaribas que oferta consultas especializadas pelo SUS." Explica a doutora Milena Leal, diretora geral do CAMPI. 

Pacientes

Pacientes de todas as cidades, que compõem a região  buscam atendimento dia-a-dia no CAMPI, a  avaliam o centro como um grande avanço em saúde pública.

   A Dona Edileusa Francisca Gonçalves, 51 anos, residente na cidade de Geminiano, comenta que o CAMPI têm um atendimento excelente. “Ao chegar aqui fiquei encantada com a qualidade no atendimento."

 Já seu Vicente José da Silva, 40 anos, que reside na cidade de São Luis do Piauí, em consulta pela 2ª vez, compara o CAMPI a uma clínica particular. “Vim aqui pela 2ª vez, para ser atendido pelo ortopedista, tenho problemas na coluna. É igual a uma clínica particular, fui muito bem recebido e pude me consultar sem precisar pagar nada. Até o conforto aqui é outro nível". Conclui.

Especialidades Programadas e ofertadas:

Ao todo já foram disponibilizadas aos municípios integrantes do Vale do Guaribas, as seguintes especialidades: Cardiologia, 2.912 consultas  com o Dr. Raimundo Reis; Ortopedia, 4.122 consultas com o Dr. Rômulo Rego; Ginecologia,  4.079 consultas  com o Dr. Gerônimo Manoel;  Neurologia, 772 consultas com o Dr. Marx Lincon; Mastologista, 1.520 consultas com o Dr. Lívio Portela; Cirurgião Geral , 2.952 consultas com o Dr. Weslly  Lopes;  Otorrinolaringologia, 3.882 consultas com a Dra Dalany Sampaio; Psiquiatria, 2.697 consultas com o Dr. Mauricio Santos e Reumatologia 2.542 consultas com o Dr. Eliton Carlos.

 Médicos

Todos os médicos do CAMPI, são especialistas e possuem RQE- Registro de Qualificação de Especialista no CRM-PI.

Dr. Geronimo. Médico ginecologista e obstetrícia. (Crédito: Jota Ferreira)Dr. Geronimo. Médico ginecologista e obstetrícia. (Crédito: Jota Ferreira)

O ginecologista e obstetrícia, Dr. Geronimo Manoel, afirma que a implantação do CAMPI é uma realidade para quem mais precisa . “O CAMPI, de fato e de direito é uma conquista para a região, as consultas são uma realidade para quem mais precisa. Dentro do Centro são oferecidas varias especialidades, que melhora a qualidade de vida e o acesso a quem não pode pagar".

A Dra. Dalany Sampaio, otorrinolaringologista, manifesta sua satisfação em trabalhar no Centro. “O nosso principal objetivo aqui é prestar um atendimento digno e de qualidade a todos os usuários dos serviços. Sinto-me feliz em compor e fazer parte desta equipe". Pontua.

Um sonho que virou realidade na região de Picos

  A macrorregião de Picos é a segunda maior do Piauí.  O CAMPI é, portanto, de grande importância para atender as necessidades dos pacientes de mais de 42 municípios da macrorregião.  Ela se qualifica por ser a primeira e única do Piauí a oferecer essas especialidades totalmente gratuitas.

Os cidadãos dos pequenos municípios da região podem marcar suas consultas nas Secretarias Municipais de Saúde e são encaminhados ao CAMPI.

  O prédio conta com uma estrutura moderna, ampla e suficiente para atender a demanda de especialidades e possíveis exames de diagnostico.

Histórico

O CAMPI, centro de assistência médica de Picos, foi inaugurado no dia 01 de abril de 2014, em parceria com o Governo do Estado, prefeitura municipal de Picos e a associação Pro Brasil,  representando uma grande conquista para o povo de Picos e de toda a região do Vale do Guaribas, que é formada por 42 municípios.

O CAMPI, pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos, rege-se por estatuto, e os recursos necessários para a sua manutenção  são obtidos por contrato de gestão firmado com o Governo Estado do Piauí, prefeitura municipal de Picos e  a associação Pro Brasil.

O CAMPI é administrado por uma diretoria, eleita pelo conselho de administração em Assembleia geral que conta com representantes da SESAPI, da secretaria de saúde de Picos, da associação Pro Brasil e da sociedade civil.  A Diretoria é formada pela Diretora Geral Dra. Milena Leal, pela Diretoria Administrativa Financeira Dra. Glória Saunders, pelo Diretor Clínico Dr. Pascoal Gomes, e pelo Coordenador de Enfermagem Dr. Adriano Moura.

(Da esquerda para a direita) Coordenador de Enfermagem Dr. Adriano Moura, Diretora Geral Dra. Milena Leal, Diretora Administrativa Financeira Dra. Glória Saunders e Diretor Clínico Dr. Pascoal Gomes. (Crédito: Jota Ferreira)(Da esquerda para a direita) Coordenador de Enfermagem Dr. Adriano Moura, Diretora Geral Dra. Milena Leal, Diretora Administrativa Financeira Dra. Glória Saunders e Diretor Clínico Dr. Pascoal Gomes. (Crédito: Jota Ferreira)

O Dr. Pascoal Gomes, diretor técnico do CAMPI,  destaca que o Centro tem atendimento 100% gratuito e que está buscando novos parceiros para ampliar os serviços. “Queremos ampliar os serviços especializados, como também o funcionamento dos equipamentos para a realização de exames diagnostico. Já estão em fase de implantação os exames de eletrocardiogramas e o acréscimo de mais especialidades médicas”, comenta o diretor técnico.

" O maior indicador no cumprimento das metas do CAMPI, é a satisfação dos usuários que são atendidos no Centro. Fato demonstrado na pesquisa de avaliação do atendimento, disponibilizado pelo CAMPI" Completa Dr. Pascoal diretor técnico do CAMPI.

Com a Palavra a Diretora:

Dra. Milena Leal, diretora geral do CAMPI (Crédito: Jota Ferreira)Dra. Milena Leal, diretora geral do CAMPI (Crédito: Jota Ferreira)

Em sua entrevista ao portal, a Diretora, dá visibilidade ao trabalho dos médicos, e destaca que todos são profissionais competentes e altamente qualificados. “O sucesso do CAMPI se dá também devido aos nossos médicos especialistas, que são competentes e altamente qualificados. Prezam por um único indicador, a satisfação do usuário, excelência e resolutividade do serviço oferecido".

Como profissional da saúde, a Dra. Milena fala da felicidade em ver o centro de Assistência em pleno funcionamento. “Estou muito feliz pelo funcionamento do CAMPI, são quase dois anos de muita luta e trabalho em prol da continuidade dos serviços. Agradecemos em nome da direção do CAMPI, a todos os parceiros, o Governo do Estado que tem fortalecido cada vez mais sua parceria, bem como a prefeitura municipal de Picos e Associação Pro Brasil".

Para Finalizar a diretora Geral, Dra. Milena Leal, comenta que o CAMPI sempre preza pela satisfação dos usuários e a excelência em atendimentos médicos especializados. “Temos procurado desenvolver um trabalho pautado na Humanização, Planejamento, na Qualidade, na Resolutividade, no Conhecimento técnico, na Transparência, no Comprometimento, na Ética, no Respeito, na Credibilidade e no Aperfeiçoamento, a fim de contribuir para a qualidade de vida, fortalecimento da assistência especializada em atendimento aos anseios da população, que tem como lema: “sua saúde, nosso patrimônio”. Finaliza.

Pacientes aguardam atendimento na recepção.   (Crédito: Jota Ferreira)Pacientes aguardam atendimento na recepção. (Crédito: Jota Ferreira)Médico, Ortopedista Dr. Rômulo, durante atendimento no CAMPI. (Crédito: Jota Ferreira)Médico, Ortopedista Dr. Rômulo, durante atendimento no CAMPI. (Crédito: Jota Ferreira)