• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Equatorial fullbanner
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

City é bicampeão inglês e Guardiola amplia hegemonia nacional na Europa

Conquista do Campeonato Inglês amplia o domínio do técnico Pep Guardiola nas ligas nacionais da Europa.

12/05/2019 18:07h - Atualizado em 12/05/2019 18:32h

Pela primeira vez em sua história, o Manchester City é bicampeão inglês. Neste domingo (12), o clube venceu o Brighton fora de casa, de virada, por 4 a 1, e garantiu o título da Premier League.

Uma campanha não tão brilhante quanto a da temporada passada, na qual somou 100 pontos, mas suficientemente melhor que a do Liverpool, que venceu o Wolverhampton por 2 a 0 e, mesmo com 97 pontos no campeonato, ficou com o vice, um ponto atrás do City.

Com essa pontuação, o time do técnico Jürgen Klopp seria campeão em 25 das 26 temporadas da Premier League, disputada desde 1992/1993. O que só valoriza a campanha da equipe de Manchester: 32 vitórias, dois empates e quatro derrotas. 

A conquista do Campeonato Inglês também amplia o domínio do técnico Pep Guardiola nas ligas nacionais da Europa.

Desde que se tornou treinador, assumindo o comando do Barcelona B na temporada 2007/2008, o catalão venceu 9 dos 11 campeonatos nacionais que disputou.

Pelo time B do clube espanhol, debutou levantando a taça da Terceira Divisão do país. A partir da temporada seguinte, já no profissional do Barcelona, empilhou três torneios seguidos, sendo interrompido somente pelo título do Real Madrid com José Mourinho em 2011/2012.

Entre a saída do Barcelona, em 2012, e a chegada ao Bayern de Munique (ALE), Guardiola passou um ano sabático em Nova York.

Iniciado o trabalho com os alemães, engatou nova sequência de conquistas nacionais. Foram três Bundesligas entre 2013 e 2016 antes de se despedir do clube bávaro.

A segunda liga da carreira que Pep Guardiola disputou e não ganhou foi justamente em sua primeira temporada com o Manchester City (2016/2017). O técnico assistiu ao Chelsea de Antonio Conte conquistar a Premier League.

Sem o tão ansiado título inglês, a diretoria fez forte investimento em atletas que se mostrariam importantes para o bicampeonato. Só no trio Kyle Walker, Bernardo Silva e Ederson, peças imprescindíveis no grupo comandado pelo treinador, o clube desembolsou há dois anos cerca de 157 milhões de libras (aproximadamente R$ 807 milhões em valores atuais).

Autores de dois gols da equipe diante do Brighton, o zagueiro francês Aymeric Laporte e o atacante argelino Riyad Mahrez chegaram ao City em 2018 em um valor somado de 135 milhões de euros (R$ 600 milhões).

Neste domingo, a confirmação da conquista da Premier League veio após susto inicial. Sadio Mané já havia aberto o placar para o Liverpool sobre o Wolverhampton quando o centroavante Glenn Murray colocou o Brighton na frente no Amex Stadium. A combinação de resultados dava ao time de Jürgen Klopp o título.

Mas o susto durou pouco. 83 segundos depois de sofrer o gol, o argentino Kun Agüero, maior artilheiro da história do Manchester City e autor de 21 gols nesta Premier League, deixou tudo igual.

Ainda no primeiro tempo, Laporte subiu sozinho de cabeça em cobrança de escanteio e virou a partida. Na etapa final, Mahrez, com um golaço de fora da área, e Gundogan, em grande cobrança de falta, definiram a vitória do bicampeonato.

O Manchester City, que já é campeão da Copa da Liga, ainda pode faturar a a Copa da Inglaterra nesta temporada. Na decisão do torneio, o time enfrentará o Watford, no próximo sábado (18), em Wembley. Chance para a conquista de uma tríplice coroa local.

Fonte: Folhapress
Por: Bruno Rodrigues

Deixe seu comentário