Líder do tráfico de drogas em Paraisópolis (SP) é natural do Piauí

Ele nasceu em Teresina e foi, ainda jovem, tentar a vida em terras paulistas

08/02/2009 18:00h

Compartilhar no
O que já imaginava, foi confirmando neste domingo com a publicação de uma reportagem no jornal O GLOBO, do Rio de Janeiro, sobre o tráfico de drogas em São Paulo.

A matéria, assinada por Tahiane Stochero, do Diário de São Paulo, do grupo O GLOBO, revela que assaltos a casas de luxos no bairro Morumbi, bairro nobre da capital paulista, pode ter sido em consequência da ação policial na favela de Paraisópolis.

Tudo bem, mas você deve tá se perguntando o que isso tem a ver com o Piauí? E porque foi confirmanda o que o bloqueiro imaginava?

Bom, a resposta é simples: o chefe do tráfico de drogas da favela, Francisco Antônio Cesário da Silva, é mesmo natural do Piauí. Ele tem 32 anos de idade e é nascido em Teresina, tendo ido muito jovem para São Paulo, tentar uma melhor sorte na vida. Lá, ele ficou conhecido como Piauí, e foi preso já esse ano pela polícia paulista.

Jornalistas amigos meus, do eixo Rio-Sampa, afirmam sempre que a maioria dos traficantes presos ou mortos em operações policiais em faveleas nos dois estados é natural da região Nordeste.

- A Rocinha, por exemplo, maior favela da América Latina, 80% dos moradores são oriundos do Nordeste. Não que todos sejam bandidos, mas grande parte entram para o mundo do crime, por falta de oportunidade de trabalho, afirmou Bruno Domingos, repórter fotográfico da Reuters.

Clique no link abaixo e confira a reportagem que confirma a naturalidade de Francisco Antônio, e do que le já fez como o líder do tráfico em Paraisópolis.

http://oglobo.globo.com/sp/mat/2009/02/08/assalto-casas-de-luxo-no-morumbi-pode-ser-represalia-acao-da-pm-em-paraisopolis-754315547.asp
Compartilhar no
Edição: Portal O Dia
Por: Portal O Dia

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário

Tags: