Hospital do Mocambinho será referência em Álcool e Drogas

O Hospital Municipal do bairro do Mocambinho, zona Norte de Teresina, muito em breve, será o quarto hospital do país a ser referência em atendimento de urgência para pessoas que sofrem com alcoolismo ou com vício em drogas.

10/09/2009 20:07h

Compartilhar no
O Hospital Municipal do bairro do Mocambinho, zona Norte de Teresina, muito em breve, será o quarto hospital do país a ser referência em atendimento de urgência para pessoas que sofrem com alcoolismo ou com vício em drogas. A previsão é que o serviço comece a funcionar na segunda quinzena de setembro e atenda a cerca de 25 mil pessoas/ano.

As equipes do hospital – médica, de enfermagem e assistência social – passam, esta semana, por um período de capacitação para o atendimento de pacientes de urgência com quadro de complicações decorrentes do consumo de álcool e drogas. O objetivo do oferecimento deste tipo de serviço é dar atendimento de urgência e o acompanhamento na desintoxicação dos pacientes em prazos curtos.

“O serviço será de urgência para desintoxicação e tem permanência média de 72h, podendo ser prolongado por até sete dias”, informa Gisele Martins, gerente de Saúde Mental da Secretaria Estadual de Saúde. As pessoas que optarem por fazer tratamento contra os vícios devem ser encaminhadas aos Centros de Atendimento Psicossocial (Capes) destinados a este tipo de atendimento.

“Este é um projeto bastante importante não só para o município, como também para o Estado, que vai ser o quarto a manter um serviço como este. A iniciativa é apoiada pelo Ministério da Saúde, que lançou, em junho, um plano emergencial para AD com previsão de recursos para a ampliação do sistema que trata estas pessoas”, explica Gisele. O Brasil só possui hospitais de referência AD no Acre, Bahia e Ceará.

Atualmente, o Hospital do Mocambinho passa por uma reforma de adaptação para oferecer o novo serviço. Toda a área de urgência, portas, janelas, enfermarias e entrada do hospital passa por mudanças estruturais para adequar o atendimento. A reforma já está em fase de acabamento e o prédio pronto deve ser entregue dentro de 10 dias.

Apesar de oferecer um novo serviço à população piauiense, o hospital não vai deixar de atender todos os tipos de urgências que lá chegarem normalmente. “É mais um serviço que estamos agregando, e não uma substituição. O Hospital do Mocambinho também já é referência em saúde de indígenas e continuará recebendo urgências normalmente”, finaliza Gisele.
Compartilhar no
Fonte: Jornal O Dia
Edição: Portal O Dia
Por: Portal O Dia

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário

Tags: