Comércio do Piauí é o que mais cresce em todo o país

Contrariando totalmente o atual cenário de crise econômica que atinge a administração pública federal, estadual e municipais, o comércio do Piauí apresentou resultado surpreendente no mês de junho. Segundo a Pesquisa Mensal de Comércio, realizada

14/08/2009 05:41h

Compartilhar no
Contrariando totalmente o atual cenário de crise econômica que atinge a administração pública federal, estadual e municipais, o comércio do Piauí apresentou resultado surpreendente no mês de junho. Segundo a Pesquisa Mensal de Comércio, realizada pelo IBGE, o Piauí apresentou crescimento de 19,4% no comércio varejista, com comparação com junho de 2008. O número é quase quatro vezes maior que a média nacional, de 5,6%.

Além disso, o percentual obtido pelo Piauí não foi acompanhado de perto pelos demais colocados: Sergipe (15,2%), Ceará (11,0%), Maranhão (8,2%) e Roraima (7,9%). Três unidades de federação obtiveram queda no setor: Espírito Santo (-2,5%), Tocantins (-2,2%) e Distrito Federal (-1,3%).

No setor comércio varejista ampliado, que inclui os segmentos de veículos, motos, partes e peças e material de construção, o Piauí teve crescimento maior ainda: 25,9%, deixando para trás Tocantins (22,6%), Sergipe (21,0%), Ceará (17,9%) e Maranhão (17,6%), que foram os estados que mais se aproximaram.
Ainda de acordo com a pesquisa, em nível nacional, A variação de 5,2% no Comércio Varejista no segundo trimestre, na comparação com o mesmo período de 2008, ficou acima da variação do primeiro trimestre (3,7%) e abaixo do último trimestre do ano passado (6,0%).

O vice-presiente da Associção Comercial Piauiense e do Sindicato dos Lojistas do Piauí, Luiz Antônio Veloso, atribui o bom desempenho do comércio piauiense à manutenção de empregos da população, apesar da crise nacional. “Apesar da queda de repasses do Governo Federal para o Piauí (via FPE) e municípios (via FPM), não houve desemprego e, por isso, as pessoas continuam comprando”, ressalta o empresário.

Para o futuro, a perspectiva de Veloso é de um maior crescimento ou pelo menos estabilização das vendas, já que a indústria de construção civil está estimulada pelas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Compartilhar no
Fonte: Robert Pedrosa/ Jornal O DIA
Edição: Portal O Dia
Por: Portal O Dia

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário

Tags: