Avenida João XXIII terá fiscalização eletrônica a partir de setembro

Muitos acidentes automobilísticos são registrados no trecho urbano da BR 343.

27/08/2009 09:54h

Compartilhar no
Única via de Teresina não fiscalizada pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), a avenida João XXIII, principal via de acesso à zona Leste, terá radares eletrônicos em toda sua extensão a partir do próximo mês. As placas de sinalização já estão sendo colocadas no canteiro central para avisar aos motoristas.

A avenida é a mais movimentada da zona Leste e não possui fiscalização da Strans por fazer parte do trecho urbano da BR 343, administrada pela Polícia Rodoviária Federal. A BR, em sua zona rural, já é fiscalizada em sua extensão entre Teresina e Luís Correia. Os radares são fixados nos pontos onde mais ocorrem acidentes.

No trecho urbano, vários acidentes são registrados durante o ano na via, principalmente por conta da alta velocidade atingida pelos veículo, de acordo com a PRF.

“Os radares serão afixados pela avenida e registrarão, através de fotografias, todos aqueles veículos que ultrapassarem o limte de velocidade da via, que é de 60 Km/h entre a ponte da Frei Serafim e o Balão do São Cristóvão, e de 70 Km/h entre o balão e a Ladeira do Uruguai”, explicou Raimundo José Martins Rameiro.

A fiscalização não registrará, no entanto, as infrações cometidas pelo desrespeito ao sinal vermelho, porque, segundo a Rameiro, a PRF não possui autorização para realizar esse tipo de monitoramento. “O equipamento que utilizaremos não é metrológico, não captando esses desrespeitos dos motoristas”, informou.

Com a fixação de radares eletrônicos da João XXIII, as principais avenidas da cidade estarão sendo monitoradores por fotossensores. Somente de janeiro a junho desse ano, a Strans aplicou 38.928 multas a motoristas e motociclistas da capital.

Assim como na João XXIII, o excesso de velocidade são as infrações com maior ocorrência, de acordo com o diretor da Strans, Ricardo Freitas. Ainda de acordo com ele e com estatísticas da PRF, 90% dos acidentes são resultantes de fatores humanos.

Em Teresina, a frota de veículos é de 240 mil, 50,8% do total do Piauí.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Robert Pedrosa / Jornal O Dia
Edição: Portal O Dia
Por: Portal O Dia

Deixe seu comentário

Tags: