• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Notícias Esporte

19 de junho de 2019

Jornal revela motivos que levaram Neymar e PSG ao 'divórcio'

Jornal revela motivos que levaram Neymar e PSG ao 'divórcio'

O nome de Neymar é o mais citado pela imprensa esportiva europeia nos últimos dias.

Dessa vez, o jornal francês Le Parisien revelou os três fatores que fazem o atleta se afastar cada vez mais do Paris Saint-Germain: o clima ruim no vestiário, as lesões recorrentes e a recente acusação de estupro .

De acordo com a publicação, o clima no vestiário do PSG nunca teria sido dos melhores. Os supostos privilégios que o brasileiro tem na equipe incomoda muitos os demais jogadores do elenco.

Além disso, a briga por Cavani, para ser o batedor de pênaltis, e a bronca pública aos jovens jogadores após a derrota na final da Copa da França não ajudam o camisa 10 da seleção brasileira.

Neymar tem convivido com lesões desde que chegou ao futebol francês , foram três desde sua estreia. O problema com a Receita Federal e a atual acusação de estupro também incomodam os dirigentes da equipe da capital francesa. 

Uma fonte do LeParisien, não divulgada, mas que seria próxima a Neymar afirmou que o atacante nunca foi feliz na equipe.

"Neymar Junior nunca se sentiu feliz em Paris. Nos últimos dois anos, ele teve que enfrentar uma imprensa bastante hostil contra ele e árbitros muito fracos. Não se preocupem com o futuro do 'Ney'. Grandes clubes precisam dos melhores jogadores do planeta", diz a fonte.

O jornal concluiu sua nota dizendo que o "divórcio" entre Neymar e PSG não será fácil. Em 2017, o presidente do clube Nasser Al-Khelaïfi desembolsou 222 milhões de euros (cerca de R$ 821,4 na época) para contratar o jogador. Sendo assim, a equipe da capital francesa não irá facilitar a saída do atacante.


Leia também:

Jornal francês lista três motivos para o PSG negociar Neymar 

Após cortes, Bolsonaro anuncia verba para esporte paraolímpico

Após cortes, Bolsonaro anuncia verba para esporte paraolímpico

O presidente Jair Bolsonaro participou da assinatura de um convênio entre a Caixa Econômica Federal e o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) para a inclusão de crianças e adolescentes com deficiência por meio de atividades esportivas

O acordo prevê que o Centro Paraolímpico, espaço multidesportivo na capital paulista construído antes dos Jogos do Rio-2016, faça anualmente a iniciação de 550 alunos com deficiência da rede pública de ensino, de 10 a 17 anos.

O anúncio foi feito nesta quarta no Centro Paraolímpico. No local, Bolsonaro fez flexões com o governador de São Paulo, João Doria, antes de conceder entrevista coletiva. 

O investimento do projeto, que atenderá também adultos e idosos, será de R$ 10 milhões, num prazo de quatro anos. Como contrapartida do CPB, o espaço passará a se chamar Centro Paraolímpico Caixa. O anúncio é um dos raros acenos do governo Bolsonaro para o esporte.

Em geral, o cenário tem sido de corte de investimentos das empresas estatais na área, inclusive da Caixa, que neste ano deixou de patrocinar 25 clubes de futebol. Esses acordos totalizavam R$ 128 milhões.

Outro corte de impacto feito pela instituição, responsável pelos maiores investimentos de estatais em 2018, foi na área de corridas de rua, projetos sociais e eventos pontuais, que havia recebido R$ 31 milhões no ano passado.

Permanecem até 2020 os patrocínios da Caixa ao próprio Comitê Paralímpico do Brasil (R$ 20 milhões anuais), às confederações de atletismo (R$ 14,5 milhões) e ginástica (R$ 5,5 milhões) e às ligas de basquete masculina e feminina (R$ 8 milhões).

Algumas dessas instituições, no entanto, relatam atrasos nas verbas da Caixa. O próprio CPB recebeu neste ano verba referentes apenas até o mês de março. Poucas dessas entidades se pronunciaram publicamente sobre os atrasos. Foi o caso da Liga Nacional de Basquete, responsável pelo NBB, principal torneio nacional da modalidade.

“Como acontece em toda gestão, quando muda tem um hiato. A Caixa é uma entidade muito séria, acreditamos que vá cumprir seus acordos. Pode até não querer renovar, como aconteceu no futebol, mas acho que vão honrar [os contratos em vigor]”, afirmou Kouros Monadjemi, presidente da liga, em fevereiro.

No novo projeto do centro paraolímpico serão oferecidas oito modalidades: atletismo; natação, judô, futebol de 5, vôlei sentado, bocha, goalball e tênis de mesa.

Varejão relata choro inédito no NBB e prevê Mundial duro para Brasil

Varejão relata choro inédito no NBB e prevê Mundial duro para Brasil

Vaiado e chamado de mercenário pela torcida do Franca no jogo decisivo do NBB (Novo Basquete Brasil), no último dia 8, Anderson Varejão extravasou após conquistar o título pelo Flamengo no ginásio do adversário.

O rival de hoje também foi a casa do pivô de 36 anos no início da sua carreira, antes de ele se transferir para a Europa e, posteriormente, para a NBA. Por isso, torcedores do time paulista tinham a expectativa de que, quando o atleta retornasse ao Brasil, o faria na cidade conhecida como “capital do basquete”.

Não foi o que aconteceu. Depois de 14 temporadas na liga americana, Varejão escolheu o Flamengo em sua volta ao país, no ano passado. Assim, precisou lidar com o barulho e a pressão da torcida de Franca, que lotou os 5.000 lugares do ginásio Pedrocão no último jogo das finais do NBB.

“A vibração foi um pouco diferente mesmo. Eu nunca tinha chorado num título e chorei nesse, por várias coisas: pela adrenalina que estava dentro de mim jogando contra Franca e por todos os episódios que aconteceram antes e durante as finais”, ele afirma à reportagem.

Para Varejão, o currículo pesado e o passado vitorioso não alteraram sua emoção com a mais recente conquista. “A entrega é sempre muito grande, independentemente da experiência que você tem. Não é porque eu fui campeão na NBA ou na Euroliga que esse título do NBB seria menor”, diz.

Após 12 temporadas no Cleveland Cavaliers e duas no Golden State Warriors, o pivô retornou ao Brasil no início do ano passado. Assim como a equipe do Flamengo, ele passou por altos e baixos nesse período, mas enfim cumpriu o objetivo traçado.

Maior vencedora do NBB, com 6 títulos em 11 edições do campeonato, a equipe rubro-negra estava pressionada para voltar a levantar o troféu após passar duas temporadas em branco.

“Cheguei a entrar em jogo sentindo muita dor e ir para o sacrifício, porque o objetivo final era ser campeão. Quando tudo isso acontece e no final você consegue um resultado positivo tão esperado, coloca para fora mesmo e comemora muito”, explica.

Sob contrato até setembro com o clube carioca, o atleta não se alonga ao comentar o futuro. Renovação, troca de time dentro do país, uma nova incursão ao exterior ou até mesmo aposentadoria? Ele despista. “Daqui a algumas semanas vou começar a olhar juntamente com os meus agentes qual será o meu destino”.

Também em setembro, a seleção brasileira disputará a Copa do Mundo, na China. Presença constante nas convocações recentes do treinador Aleksandar Petrovic, Varejão é um dos líderes de uma equipe que mescla veteranos e novatos, por exemplo o ala Didi, 19, inscrito no draft da NBA.

Consciente das dificuldades que o time enfrentará, o pivô aposta na palavra que serviu como mantra durante toda a sua carreira: entrega.

“A gente sabe que a seleção passa por uma fase de renovação. O mais importante é o grupo chegar bem e motivado, todo mundo sabendo o que tem que fazer para ser importante. A entrega tem que ser grande, porque não vai ser fácil, mas a gente está indo com a melhor das intenções possíveis”, afirma.

Na primeira fase, os adversários brasileiros no Grupo F serão Grécia, do astro da NBA Giannis Antetokounmpo, Montenegro e Nova Zelândia.

Depois de passar 16 anos longe do basquete nacional e pouco mais de um ano após voltar a ele, Varejão enxerga evolução no nível técnico da modalidade no país.

Para ele, a confederação brasileira e a liga (responsável pelo NBB), entidades que já tiveram atritos recentemente, estão no caminho correto.

“Espaço para melhorar sempre existe. A prioridade do basquetebol brasileiro deve ser o basquetebol brasileiro. Não vou me meter em como isso seria, mas a CBB e a liga vem apoiando bastante, então sabemos que pelo menos nisso estamos bem representados”, diz.

Tite critica pontaria do ataque e minimiza vaias da torcida

Tite critica pontaria do ataque e minimiza vaias da torcida

"[Faltou] contundência e efetividade. Traduzir em gol é fundamental. A precisão foi muito abaixo [do esperado].", disse o técnico à imprensa

Após um empatar sem gols contra a Venezuela e sair de campo debaixo vaias da torcida, o técnico Tite afirmou que faltou efetividade ao ataque da seleção brasileira em campo e que a seleção precisa saber lidar com a pressão por jogar dentro de casa. 

"[Faltou] contundência e efetividade. Traduzir em gol é fundamental. A precisão foi muito abaixo [do esperado]. A gente se precipitou nas finalizações", disse o técnico da seleção, lembrando que, apesar do maior volume de jogo do Brasil, o goleiro venezuelano foi pouco acionado.

O técnico brasileiro disse considerar natural a reação da torcida brasileira em Salvador, que vaiou a equipe no segundo tempo e chegou a dar gritos de olé em troca de passes da Venezuela.

"O torcedor nós temos que compreender, ele quer traduzir em gol [...] O atleta não é insensível, mas temos que trabalhar em cima dessa adversidade", disse Tite, que também não contestou os dois gols brasileiros anulados pelo VAR.

"Estava impedido, foi falta. Se eu estivesse do outro lado, eu ia concordar. [Não tenho] absolutamente nada a reclamar".

Ao analisar do desempenho individual dos jogadores, Tite afirmou que Richarlison -- que foi substituído no intervalo por Gabriel Jesus-- jogou abaixo do esperado e Philippe Coutinho acabou sendo neutralizado pela forte marcação da Venezuela na entrada da área. 

Por outro lado, evitou comparar o desempenho de David Neres e de Everton, que entrou no lugar dele no segundo tempo após ter seu apelido "Cebolinha" gritado pelas arquibancadas.

Questionado sobre a falta que Neymar faz à equipe brasileira, o técnico afirmou que a falta do principal jogador na seleção brasileira não pode ser usada como desculpa para o desempenho abaixo do esperado em campo.

"É claro que Neymar faz falta em qualquer equipe do mundo. [...] Mas temos condições de sermos mais regulares, ajustarmos os passes, temos um melhor giro e naturalidade nos movimentos', disse. 

Por fim, o treinador disse que o Brasil não deve fugir da responsabilidade de apresentar um futebol bonito dentro de campo: '[Temos que] evoluir o processo criativo e de finalização e não fugir da responsabilidade de que tem que jogar bonito. É nossa característica'.

O Brasil volta a campo no próximo sábado (22) contra a seleção do Peru na Arena Corinthians, em São Paulo. 

Brasil tropeça na Venezuela e no VAR e ouve gritos de 'olé'

Brasil tropeça na Venezuela e no VAR e ouve gritos de 'olé'

O empate não tirou os anfitriões da competição da liderança do Grupo A

Depois de vencer a Bolívia ouvindo vaias em sua estreia na Copa América, o Brasil encarou a Venezuela com duas metas: obter a classificação antecipada às quartas de final e construir uma relação mais harmoniosa com a torcida. Nenhum dos objetivos foi alcançado na noite de terça-feira (18), e a seleção não conseguiu nada além de um empate por 0 a 0.

Com problemas na criação e dois gols anulados com o auxílio do VAR (árbitro assistente de vídeo), o time verde-amarelo enfrentou protestos firmes das arquibancadas na Fonte Nova. Antes mesmo do apito final em Salvador, o público já havia explodido em vaias, um fracasso retumbante no plano de uma "conexão" com a galera, palavra usada pelo capitão Daniel Alves.

O empate não tirou os anfitriões da competição da liderança do Grupo A, com os mesmos quatro pontos do Peru - seu adversário no sábado (22), em São Paulo, no estádio Itaquera. A Venezuela, que soma dois pontos e está viva na chave, enfrentará a zerada Bolívia, também no sábado, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Como havia ocorrido na estreia, o Brasil não começou mal o jogo, encaixando boas trocas de passes. O eficiente Arthur ditava o ritmo no meio-campo, e havia relativo sucesso na tentativa de desequilibrar a marcação da Venezuela, que se mostrava um adversário bem organizado.

Uma dessas jogadas iniciadas por Arthur acabou chegando a David Neres, que concluiu em boa condição, na área, mas sem precisão. Pouco depois, Richarlison ficou com a bola após saída errada dos visitantes, carregou até a entrada da área e bateu rasteiro, obrigando Fariñez a fazer a melhor defesa do primeiro tempo.

Esses dois lances ocorreram até os 17 minutos e, a rigor, foram as únicas oportunidades brasileiras até o intervalo. Logo em seguida, os venezuelanos tiveram sua chance, usando sua arma mais perigosa: os cruzamentos para o forte centroavante Rondón. Ele ganhou de Marquinhos e errou por muito pouco.

Nesse momento, tal qual ocorrera contra a Bolívia, o bom momento inicial já tinha passado. A equipe grená conseguiu encaixar a marcação de maneira mais eficiente, e o Brasil passou a ter dificuldades. O time não ficou estático e buscou alternativas, porém a defesa levava vantagem na maior parte do tempo.

Roberto Firmino chegou a arrancar um grito de gol dos torcedores, mas o lance já havia sido parado por falta do atacante. Sem que a bola na rede fosse validade, Tite decidiu colocar Gabriel Jesus no intervalo, sacando do time Richarlison, trocando a força física pela leveza.

Jesus entrou mesmo pela ponta esquerda, onde Richarlison havia terminado o primeiro tempo. Ele se mostrou boa opção e logo deu chute perigoso. Aos 15, bateu de fora e, após rebote de Firmino, recebeu de volta arrancou um grito de gol mais firme da torcida. Após revisão no vídeo, porém, o juiz apontou impedimento.

A ansiedade do público, que já estava alta, cresceu bastante. As arquibancadas não tinham aprovado a entrada de Fernandinho na vaga do amarelado Casemiro, pouco antes, e pediram "é Cebolinha", referindo-se a Everton. Tite atendeu e pôs em campo o atacante do Grêmio, que substituiu David Neres a 20 minutos do final.

A substituição até funcionou. Everton entrou muito bem e construiu uma ótima jogada pela esquerda, aos 42 minutos, no que parecia ter sido o gol da vitória brasileira. Philippe Coutinho concluiu na pequena área, na sobra, mas a bola bateu no impedido Firmino antes de balançar a rede.

O VAR entrou novamente em ação e informou ao juiz Julio Bascuñan sobre a irregularidade. A seleção ainda teve nove minutos de acréscimos, pelas paralisações para consulta de vídeo e pela cera feita pelos venezuelanos no final, mas o tempo não foi suficiente para que o tropeço fosse evitado.

BRASIL

Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva, Marquinhos e Filipe Luís; Casemiro (Fernandinho), Arthur e Philippe Coutinho; Richarlison (Gabriel Jesus), David Neres (Everton) e Roberto Firmino. T.: Tite

VENEZUELA

Faríñez; Rosales, Yordan Osorio, Villanueva e Ronald Hernández; Junior Moreno, Rincón, Herrera (Soteldo); Darwin Machis (Figuera), Rondón (Martínez) e Murillo. T.: Rafael Dudamel

Estádio: Arena Fonte Nova, em Salvador

Juiz: Julio Bascuñan (Chile)

Assistentes: Christian Scheimann e Claudio Rios (Chile)

VAR: Roberto Tobar (Chile)

Público/renda: 39.622 pagantes / 2.965 não pagantes / R$ 8.734.480,00

Cartões amarelos: Casemiro (B); Murillo e Figuera (V)

18 de junho de 2019

Jornal francês lista três motivos para o PSG negociar Neymar

Jornal francês lista três motivos para o PSG negociar Neymar

No PSG, Neymar também tem sofrido com problemas de lesões. Ele também foi cortado da Copa América após contundir o tornozelo.

Um dia depois de publicar que o PSG está disposto a liberar Neymar em caso de boas propostas, o jornal "L´Equipe" detalhou os motivos deste posicionamento em sua edição desta terça (18). De acordo com a publicação, para considerar a possibilidade, o "clube levou em conta o comportamento do atacante, os problemas médicos e o surgimento da outra estrela na equipe".

A estrela em questão é Mbappé. Os dois chegaram juntos ao PSG, mas o francês que agora tem 20 anos mudou de status neste período, principalmente com a conquista da Copa do Mundo pela França.

Em entrevista à revista "France Football", o presidente do PSG deu indicações deste pensamento ao bancar Mbappé, dizendo ter 200% de certeza de sua permanência e que ele precisaria assumir mais responsabilidades.

Com Neymar, o discurso foi menos enfático. Disse que "ninguém o obrigou assinar com o PSG" ao explicar que não estava convencido de que o brasileiro estava aplicado ao projeto do clube. Em nenhum momento da entrevista ele assegurou com clareza que Neymar ficaria.

Em relação ao comportamento, a avaliação está relacionada a problemas extracampo durante a temporada. A presença do camisa 10 no Carnaval do Rio, em meio ao tratamento de lesão no pé direito, e o recado de irritação com os jovens do clube estão entre as atitudes que não agradaram a diretoria. Ele ainda começará a próxima temporada suspenso na Liga dos Campeões e da Supercopa da França.

No PSG, Neymar também tem sofrido com problemas de lesões. O jogador perdeu partidas importantes na Liga dos Campeões em suas duas temporadas no clube por conta de fraturas no pé direito. Ele também foi cortado da Copa América após contundir o tornozelo.

Rodrygo agradece confiança no Real e nega ser 'novo Neymar'

Rodrygo agradece confiança no Real e nega ser 'novo Neymar'

Após receber a camisa do presidente Florentino Pérez, o jovem atleta disse que estava aprendendo espanhol e que tentaria falar no idioma local.

Contratado em 2018, o atacante Rodrygo, formado pela base do Santos, se apresentou nesta terça-feira (18) ao Real Madrid, da Espanha, e agradeceu pela confiança depositada pelo clube em seu futebol.

Após receber a camisa do presidente Florentino Pérez, o jovem atleta disse que estava aprendendo espanhol e que tentaria falar no idioma local. "Olá, boa tarde. Obrigado pela confiança que depositou no meu trabalho e espero retribuir com muitas alegrias. Hala Madrid!", disse, antes de vestir a camisa merengue.

Florentino também se disse esperançoso no jogador de 18 anos. "Seu crescimento foi espetacular. Aqui triunfos esperam por você com trabalho e humildade. Os fãs estarão sempre do seu lado, mas você deve saber que a exigência máxima é uma marca registrada no nosso clube", disse.

Na sequência, Rodrygo entrou no campo do estádio Santiago Bernabeu e realizou embaixadinhas.

O jogador ainda concedeu uma entrevista, na qual citou Neymar e Robinho como jogadores com os quais se identifica. "Sou um atacante rápido, gosto de fazer muitos gols, driblar. Sou brasileiro, muitos brasileiros têm essas características, como Robinho e Neymar. São jogadores com quem me identifico."

Rodrygo, no entanto, evitou maiores comparações com o camisa 10 do Paris Saint-Germain ao ser questionado se gostaria de ser um novo Neymar. "Não, eu gostaria de ser o Rodrygo do Madrid. Neymar existe apenas um, não haverá outro."

Rodrygo ainda ressaltou que precisou de 20 minutos para fechar com o Real Madrid. O Barcelona também tinha interesse em sua contratação. "Sim, é verdade. Meu pai e meus agentes podem dizer isso também, eu sempre preferi o Madrid. Em 20 minutos, foi concluído", disse.

Em 2018, o Real Madrid acertou a contratação por 45 milhões de euros -cerca de R$ 193 milhões na época, dos quais R$ 172 milhões ficaram para o Santos. O valor foi divido em duas parcelas: uma no meio do ano passado e outra na metade desta temporada.

Rodrygo subiu para o time profissional no final de 2017, promovido pelo técnico interino Elano. Ao todo foram 82 jogos com a camisa do Santos, 17 gols marcados e oito assistências. O "Raio" estreou no Santos ainda com 16 anos e se tornou o nono jogador mais jovem a atuar pelo clube.

Os espanhóis poderiam ter o jogador já em janeiro, quando ele completou a maioridade, mas preferiram deixá-lo no Santos até o meio do ano, quando se inicia a nova temporada na Europa.

O Real Madrid ainda não definiu se Rodrygo integrará o elenco principal ou se iniciará treinando no time B, como ocorreu com Vinicius Júnior. Em entrevista ao AS, ele disse que aceitaria a situação.

Vasco anuncia meia Marquinho, ex-Athletico-PR e Fluminense

Vasco anuncia meia Marquinho, ex-Athletico-PR e Fluminense

Marquinho se destaca por sua polivalência, já que pode atuar tanto como um meia de criação como de volante e até lateral esquerdo.

O Vasco anunciou o seu primeiro reforço na "era Vanderlei Luxemburgo". Trata-se do meia Marquinho, de 32 anos, que estava no Athletico-PR e que ficou conhecido no futebol carioca por suas passagens pelo Fluminense (2009 a 2011 e 2016 a 2017).

O jogador já vinha realizando exames médicos esta semana com o clube e foi aprovado em todos eles. Seu contrato terá validade até o fim deste ano.

Marquinho se destaca por sua polivalência, já que pode atuar tanto como um meia de criação como de volante e até lateral esquerdo.

No Athletico-PR, atuou somente no time de aspirantes e, embora tenha sido considerado o grande destaque da equipe no título paranaense, não teve seu contrato renovado.

No Vasco, Marquinho reencontrará o zagueiro Leandro Castan, que foi seu companheiro de Roma (ITA) na temporada 2012/2013.

Com gol histórico de Marta, Brasil vence Itália e avança na Copa do Mundo

Com gol histórico de Marta, Brasil vence Itália e avança na Copa do Mundo

Com 17º gol numa Copa do Mundo, Marta ultrapassou Klose e é a maior artilheira da história de mundiais masculinos e femininos.

Com um gol de Marta, de pênalti, aos 29 minutos do segundo tempo, o Brasil venceu a Itália por 1 a 0, no Stade du Hainaut, em Valenciennes, França, e carimbou sua vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo de futebol feminino.

jogo foi disputado a partir das 16 horas desta terça-feira (horário de Brasília), e a seleção brasileira precisava pelo menos de um empate para seguir na Copa.

Com a vitória, a seleção brasileira encerrou a etapa classificatória com 6 pontos, mesma pontuação conquistada pelas italianas e pelas australianas. Nos critérios de desempate, porém, o Brasil ficou na terceira colocação, com a Itália em primeiro e a Austrália em segundo.

Jogadoras brasileiras comemoram gol da vitória sobre a Itália nesta terça-feira (Foto: Divulgação CBF)

Além das duas primeiras seleções de cada um dos seis grupos, também se classificam para as oitavas as quatro melhores terceiras colocadas.

O adversário da seleção ainda será definido, mas deve ser França ou Alemanha. 

Gol histórico

Marta fez o seu 17º gol em Copas do Mundo, ultrapassando Klose e se tornando a maior artilheira da história de mundiais masculinos e femininos.

A camisa 10 do Brasil já havia marcado três vezes na Copa de 2003, sete vezes na Copa de 2007, quatro vezes na Copa de 2011, uma vez na Copa de 2015 e e chega ao seu segundo gol nesta edição (o primeiro foi na partida contra a Austrália, na qual as brasileiras perderam de virada, por 3 a 2).

Brasil conseguiu mesma pontuação de Itália e Austrália, mas ficou em terceiro lugar nos critérios de desempate (Foto: Divulgação CBF)

O jogo

Em ritmo intenso, a seleção brasileira tentou controlar as ações. Com as linhas avançadas, o Brasil chegou a pressionar a saída de bola e sondar a área das adversárias, mas foi a Itália que criou primeira grande chance. Aos quatro minutos, Bárbara se esticou toda e espalmou o chute rasteiro de Bonansea. A seleção manteve a postura ofensiva e emplacou uma blitz com uma sequência de quatro escanteios consecutivos a partir dos 16 minutos. Na primeira cobrança de Marta, Debinha antecipou a marcação, emendou de letra e por pouco não surpreendeu a goleira Giuliani, que pegou no susto. Na segunda tentativa, Marta cobrou fechado e quase anotou um gol olímpico. Aos 39 minutos, Bárbara levou a melhor novamente para cima da atacante Bonansea e parou o contra-ataque italiano.

Marta bateu recorde de gols marcados em mundiais masculinos e femininos (Foto: Divulgação CBF)

A seleção brasileira voltou pressionando as italianas. Logo aos seis minutos, Andressinha ficou muito perto de abrir o marcador em cobrança de falta, mas a bola explodiu no travessão. Aos 10, Kethellen subiu mais alto que as adversárias e, de cabeça, assustou a goleira Giuliani, que viu a bola tirar tinta da trave. Com maior volume de jogo, o Brasil continuou em cima e chegou ao gol da vitória aos 28 minutos. Após Debinha ser derrubada na área, Marta mostrou categoria para definir a partida e entrar para a história dos Mundiais ao alcançar a marca de 17 gols na competição.

Veja mais imagens da partida entre Brasil e Itália pela Copa do Mundo de futebol feminino:


Fotos: Divulgação Fifa

Com informações da CBF

Lesão faz Andressa desfalcar Brasil em jogo decisivo da Copa feminina

Lesão faz Andressa desfalcar Brasil em jogo decisivo da Copa feminina

Segundo a CBF, a jogadora do Barcelona sentiu a coxa esquerda no treino de segunda (17). Um exame de imagem realizado nesta terça revelou uma lesão muscular no local.

A atacante Andressa Alves, um dos principais nomes da campanha brasileira na Copa do Mundo da França, está fora do jogo decisivo contra a Itália, nesta terça-feira (18).

Segundo a CBF, a jogadora do Barcelona sentiu a coxa esquerda no treino de segunda (17). Um exame de imagem realizado nesta terça revelou uma lesão muscular no local.

Atuando mais na armação de jogo, Andressa foi uma das atletas com melhor desempenho no elenco brasileiro nas duas primeiras rodadas. Na estreia, contra a Jamaica, mostrou-se essencial para a vitória que pôs fim a uma sequência de nove derrotas da equipe.

A atacante é a quinta jogadora brasileira a ter uma lesão constatada após a convocação do time para o Mundial. Em 17 de maio, um dia depois de o técnico Vadão anunciar suas escolhidas, a atacante Adriana foi cortada do grupo por causa de uma ruptura de ligamento no joelho esquerdo ocorrida durante um jogo do Campeonato Paulista.

Quando a equipe já fazia sua aclimatação em Portugal, no começo de junho, a lateral Fabiana sentiu a coxa direita. Para substitui-la, foi chamada a atleta Poliana, do São José (SP).

Por fim, a dois dias do primeiro jogo da seleção na França, a zagueira Érika sentiu a panturrilha. Vadão então convocou Daiane (do PSG) para o seu lugar.

Ainda nos treinos em Portugal, no fim de maio, a atacante Marta, estrela da equipe, lesionou a coxa esquerda. Por isso, não entrou em campo contra a Jamaica. Na volta, contra a Austrália, fez um gol de pênalti que deu fôlego ao Brasil, mas a equipe sentiu sua saída no intervalo e acabou cedendo a virada às oponentes.

Outra veterana e âncora do grupo, a meia Formiga deixou o campo com fortes dores no pé esquerdo na metade do confronto com as australianas. Exames posteriores, porém, não constaram nada grave. De qualquer forma, suspensa por ter recebido dois cartões amarelos, ela não poderia encarar as italianas nesta terça.

Aluno comemora 28 medalhas de ouro em competições de judô

Aluno comemora 28 medalhas de ouro em competições de judô

O jovem é aluno do Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) Professor Cláudio Ferreira

O garoto que é reservado e tímido no Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) Professor Cláudio Ferreira, onde faz a 5ª etapa do EJA (Educação para Jovens e Adultos), se mostra destemido e corajoso nos tatames. Gabriel Lucas Cunha dos Santos, aluno da rede pública estadual, é puro orgulho para a família e escola. Aos 15 anos, já conquistou 30 medalhas, sendo 28 de ouro. Ele também dedica o sucesso à escola que sempre o apoiou durante as competições de judô e jiu-jitsu.

Aluno comemora 28 medalhas de ouro em competições de judô. (Foto: Divulgação)

"Estou muito contente com meu desempenho em pouco mais de um ano. Minha última medalha, por exemplo, me classifica para campeonatos nacionais e até internacionais", relata Gabriel, que já participou do Campeonato Brasileiro e Copa São Paulo e comemora a recente 13ª colocação no ranking nacional.

A diretora do Ceja, professora Zania Barbosa Oliveira, fica contente com as vitórias do aluno, que é um exemplo positivo para os demais. "Sempre incentivo e motivo os alunos a praticarem esportes ou as atividades que gostem de fazer, que se identifiquem. Fico muito orgulhosa porque os tenho como se fossem meus filhos. O Gabriel é um excelente aluno, muito centrado. Sinto-me muito feliz ao saber que ele se sente seguro e querido dentro da escola", relata a professora Zania Oliveira, que não se cansa de elogiar o rapaz.  "É um garoto de ouro".

Piauiense conquista medalha de prata em competição na Colômbia

Piauiense conquista medalha de prata em competição na Colômbia

Luís Fábio foi destaque no Campeonato Sul-americano sub-20 de atletismo.

O aluno Luís Fábio da Cruz Rodrigues (CT Piauí), da Unidade Escolar Padre Antônio José do Rêgo, localizada no bairro Parque Piauí, em Teresina, conquistou a medalha de prata no Campeonato Sul-americano sub-20 de atletismo, disputado no estádio Pedro Grajales, na cidade de Cáli, na Colômbia. 

Alcançando a marca de 17,98m, ficou na segunda colocação, atrás do argentino Nazareno Uriel Sasia, que atingiu 19,13m. O chileno Paul Bouey Barrientos completou o pódio dos três primeiros, com 17,36m. Luís Fábio conseguiu a marca na quarta tentativa da série de seis. 

No lançamento do dardo, Luis Fábio ficou em quarto lugar. O piauiense fez 65,48m na última tentativa, porém ficou fora do pódio. O brasileiro Luiz Maurício Dias terminou com o ouro (71,17m), seguido pelos equatorianos Jean Marcos (68,30m) e William Surriaga (67,68m).


Luís Fábio conquistou a prata no Campeonato Sul-americano de atletismo - Foto: Divulgação

Luís Fábio foi convocado para participar do Sul-americano Sub-20 após a conquista da medalha de ouro no arremesso de peso, com a marca de 18,55m, no Campeonato Brasileiro da categoria, realizado no início do mês de junho, em Bragança Paulista, São Paulo.

A gestora da 19ª Gerência Regional de Educação, Marlene Lima, comemora a conquista. "Temos alcançado resultados significantes e isso é possível graças ao comprometimento de toda a equipe e ao bom desempenho dos estudantes", ressalta a gerente.

Marlene falou ainda da importância do esporte na vida escolar, principalmente porque melhora o desempenho do estudante nos diferentes componentes curriculares. "Por isso temos investido e fomentado a prática de esportes de todas as modalidades em nossas escolas", finalizou Lima.

Picos Pro Race 2019 premiará 10 atletas de cada categoria

Picos Pro Race 2019 premiará 10 atletas de cada categoria

A premiação é inédita entre as provas de Mountain Bike do Norte e Nordeste do país. Segundo Daniel Freitas, coordenador do evento, haverá premiação tanto em dinheiro quanto em brindes.

Como forma de reconhecer o esforço do maior número de atletas, a Picos Pro Race 2019 traz uma novidade. O tradicional pódio de três lugares, dará espaço para um número maior de atletas. A novidade na premiação foi anunciada pela organização do evento que destacou que, nesse ano, a premiação da prova será para os dez primeiros colocados em cada categoria. A Picos Pro Race acontece entre os dias 06 e 07 de julho.

A premiação é inédita entre as provas de Mountain Bike do Norte e Nordeste do país. Segundo Daniel Freitas, coordenador do evento, haverá premiação tanto em dinheiro quanto em brindes. “Além de pódio do primeiro ao décimo colocado, um fato inédito na nossa região, teremos ainda R$ 20 mil premiação nas categorias ditas oficiais e mais brindes para todas as categorias open. Essas é uma das grandes novidades e é um dos nossos focos, buscar agradar e presentear o maior número de atletas que comparecem ao nosso evento e merecem esse reconhecimento”, destacou.


Foto: Divulgação

De acordo com o regulamento da competição, as categorias ditas oficiais terão pódio e troféu do primeiro ao décimo lugar, sendo que os cinco primeiros colocados receberão, além do troféu, premiação em dinheiro. Já as categorias opens, além do troféu, os cinco primeiros colocados receberão brindes. As demais colocações receberão troféus. 

A Picos Pro Race acontece entre os dias 06 e 07 de julho. A expectativa da organização é de que mais de 800 atletas participem da prova. Em sua sétima edição, o evento tem se consolidado e entrou no calendário nacional entre as melhores provas de ciclismo. As inscrições seguem até o dia 16 de junho nas categorias masculino e feminino em várias modalidades. A largada da Picos Pro Race será no estacionamento do Piauí Shopping.

Justiça bloqueia 36 imóveis de Neymar por sonegação fiscal

Justiça bloqueia 36 imóveis de Neymar por sonegação fiscal

A intenção é fazer com que o jogador pague a dívida que possui com a Receita Federal. Ele é investigado por sonegação de tributos quando saiu do seu então time, Santos, e foi para o Barcelona, em 2013.

A Justiça bloqueou 36 imóveis registrados no nome do jogador Neymar, de sua família e suas empresas, de acordo com o jornal Folha de S.Paulo. A Receita Federal cobra R$ 69 milhões do atleta desde o julgamento realizado em 2017.

Entre os imóveis, estão duas casas em condomínio de luxo no Guarujá, compradas por R$ 7 milhões e hoje avaliadas em R$ 14 milhões. Elas ocupam área de 3.000 m². O valor pago pelos dois imóveis, somados, foi de R$ 7 milhões. Hoje, valem R$ 14 milhões a preços de mercado.

Ainda de acordo com a Folha de S.Paulo, outro imóvel bloqueado é 1 apartamento de 760 m² na Vila Mariana, em São Paulo, comprado 2015 por cerca de R$ 6,1 milhões e hoje avaliado em R$ 15 milhões.

Três apartamentos de Neymar em Itapema, município de Santa Catarina, também constam na lista de bloqueio. Um deles possui 470 m² e é avaliado em R$ 1,4 milhão. Os outros 2, “com tamanhos semelhantes”, foram adquiridos por R$ 2,4 milhões cada.

O jornal informa que outros 28 imóveis que o jogador possui no Estado de São Paulo também sofreram bloqueio pela Justiça. Se dividem entre Santos, São Paulo (capital), Guarujá, Praia Grande e São Vicente.

SONEGAÇÃO

Com a decisão da Justiça, Neymar não poderá negociar nenhum imóvel, mas poderá continuar usando-os. A intenção é fazer com que o jogador pague a dívida que possui com a Receita Federal. Ele é investigado por sonegação de tributos quando saiu do seu então time, Santos, e foi para o Barcelona, em 2013.

Pela mudança, o time catalão pagou 40 milhões de euros a uma empresa de Neymar da Silva Santos, pai do jogador, de forma parcelada, durante 2011, 2013 e 2014. Porém, segundo a Receita, o valor deveria ter sido registrado no nome do próprio atleta, e não de empresa no nome do pai.

O imposto que reincidiria sobre o valor ganho com a transferência em caso de pessoa física é de 27,5%. Já em pessoa jurídica, é de 17%.

Não é a 1ª vez que Neymar enfrenta problemas em relação à declaração de impostos. Foi autuado, em 2015, em R$ 188 milhões por não ter declarado o valor de R$ 63,6 milhões durante os anos de 2011 a 2013.

À época, o Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), que integrava o então Ministério da Fazenda, disse que o jogador comumente compra imóveis e coloca no nome de outras pessoas.

“Já vimos que bens móveis e imóveis, adquiridos com a prestação de serviços personalíssimos do atleta, foram blindados em nome de outras pessoas, físicas e jurídicas”, disse o órgão.

“É recorrente que em casos de planejamento tributário abusivo, o objetivo seja justamente fazer com que valores que deveriam ter seu fluxo financeiro naturalmente destinado a uma determinada pessoa sejam ‘desviados’ e redirecionados a outras pessoas físicas ou jurídicas, de maneira a ocultar o real beneficiário dos rendimentos”, completou.

RELAÇÕES COM GOVERNO

O pai do atleta, Neymar da Silva Santos, reuniu-se com o ministro da Economia, Paulo Guedes, em abril deste ano. Ele e o filho são cobrados pela Receita Federal.

O Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), com a extinção do Ministério da Fazenda, agora faz parte do ministério de Guedes.

A reunião não estava prevista em agenda oficial. Segundo a pasta, a intenção do empresário era dar explicações sobre processo fiscal que enfrenta na Receita.

“Considerando tratar-se de tema de natureza técnica, regido por regras próprias, ele foi encaminhado ao ministério da Economia. O empresário apresentou seus esclarecimentos ao ministro Paulo Guedes, sendo usual a concessão de audiências ao setor privado, conforme consta na agenda pública das autoridades da União”, disse, à época, o Ministério da Economia.

Meio-campo é foco da Venezuela em treino na Bahia

Meio-campo é foco da Venezuela em treino na Bahia

Nos 15 minutos abertos à imprensa em Pituaçu foi possível observar conversas individuais do técnico Rafael Dudamel com dois jogadores: os volantes Junior Moreno e Yangel Herrera.

A seleção da Venezuela encerrou sua preparação para enfrentar o Brasil pela segunda rodada da fase de grupos da Copa América com um treino ontem à noite no estádio de Pituaçu.

A atividade estava marcada para começar às 18h, mas as fortes chuvas que atingiram Salvador e o trânsito da cidade atrasaram em pelo menos meia hora o início dos trabalhos. Inclusive, o treino seria realizado na Arena Fonte Nova, local da partida, mas as preocupações com o estado do gramado pelas chuvas mudaram os planos da Conmebol.


Foto: Divulgação/Conmebol

Nos 15 minutos abertos à imprensa em Pituaçu foi possível observar conversas individuais do técnico Rafael Dudamel com dois jogadores: os volantes Junior Moreno e Yangel Herrera, que serão responsáveis pela marcação da Venezuela no meio-campo na partida de amanhã.

A Venezuela entrará em campo desfalcada apenas do lateral-esquerdo Luis Mago, expulso no empate sem gols contra o Peru da abertura da Copa América. Ronald Hernández deverá ser o substituto. A provável escalação é a seguinte: Faríñez; Rosales, Chancellor, Villanueva e Hernández; Junior Moreno, Rincón e Herrera; Savarino (Soteldo), Salomón Rondón e Murillo.

A Venezuela fez somente dois treinamentos entre os jogos contra Peru e Brasil, ambos em Pituaçu e com apenas 15 minutos abertos à imprensa. Em nenhum deles houve presença de torcedores no estádio.

17 de junho de 2019

Polícia planeja terminar investigação de Neymar até quarta-feira

Polícia planeja terminar investigação de Neymar até quarta-feira

Todo o material colhido em três semanas de inquérito servirá para preparar o relatório em que a delegada Juliana Bussacos vai dizer se houve ou não crime.

A Polícia Civil espera encerrar a investigação que apura o suposto estupro cometido por Neymar até a quarta-feira (19). As maiores pendências são dois depoimentos, que devem ocorrer até esta terça-feira (18).

Todo o material colhido em três semanas de inquérito servirá para preparar o relatório em que a delegada Juliana Bussacos vai dizer se houve ou não crime. Não há pistas sobre o que ela vai decidir.

Um dos depoimentos que ainda precisam ser tomados é o do CEO das empresas do pai de Neymar, o economista Altamiro Bezerra. A outra pessoa a ser ouvida é um amigo de Neymar com quem o atacante comentou que houve problema durante uma relação sexual.

O adido francês no Brasil ofereceu ajuda para investigar as circunstâncias do encontro entre Neymar e Najila em Paris. A oferta foi descartada porque demandaria envolvimento até do Itamaraty e tomaria muito tempo. O benefício para investigação seria comprovar que ambos estiveram na cidade, algo que os dois já declararam.

A expectativa da 6ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) é que todos os agentes possam ir para o feriado de Corpus Christi livres da investigação. Na sexta-feira (14), a fisionomia dos policiais civis revelava o esforço.

O relatório da delegada será encaminhado para o Ministério Público. As três promotoras de Enfrentamento à Violência Doméstica que acompanham o caso analisarão as conclusões da Polícia Civil. Elas podem pedir abertura de ação penal, arquivamento ou mais investigações. Mas a tendência desta última possibilidade ocorrer é menos provável.

Desde terça-feira (11), o trio atua no inquérito policial, aumentando a troca de informações entre promotoras e polícia. A lei determina que somente a delegada Juliana Bussacos pode determinar o andamento do inquérito, mas a política de boa vizinha e a busca por esclarecimentos tornou este ponto maleável para aceitar sugestões das representantes do Ministério Público.

As promotoras já leram os depoimentos prestados e estão assistindo às declarações de Najila Trindade, modelo que acusa Neymar de estupro. Ela falou durante toda a tarde do dia 7 de junho, antes de as promotoras entrarem no caso, e o depoimento foi gravado.

"Vamos tomar nosso posicionamento depois de tudo. Fomos designadas no dia 8, sábado [entraram no caso na terça]. O depoimento dela foi na sexta [7]. Estamos aguardando a colheita de toda as provas para formar nossa convicção. Ainda estamos vendo todas as provas", disse a promotora Estefânia Paulin na semana passada.

POLÍCIA SÓ INVESTIGOU ESTUPRO

Durante o inquérito, surgiram outros boletins de ocorrência, como o arrombamento do apartamento de Najila, as reclamações do porteiro do prédio de ameaças da modelo e ela sendo acusada de difamação por parte da Polícia Civil por causa da declaração de que a corporação estaria comprada. Também houve acusação de extorsão por parte de Neymar pai contra o advogado José Edgard Bueno Filho, primeiro representante de Najila.

Todos estes casos não serão avaliados pela 6ª DDM. Por tratar-se de uma delegacia especializada, está prevista a apuração de determinados crimes como violência doméstica, agressão e ameaças a mulheres e estupro. O material colhido na investigação pode ser encaminhado para estes outros casos.

O inquérito policial da 6ª DDM foi aberto em 31 de maio, sexta-feira, quando Najila Trindade chegou à delegacia acusando Neymar de estuprá-la. O caso ganhou a imprensa no dia seguinte e o atacante respondeu com um vídeo no Instagram.

Brasil precisa de empate com a Itália para ir às oitavas da Copa

Brasil precisa de empate com a Itália para ir às oitavas da Copa

Para chegar à liderança, além de vencer a Itália por dois gols, a equipe teria de torcer para que a Austrália não goleie a Jamaica, lanterna do grupo

As goleadas da Suécia sobre a Tailândia (5 a 1) e dos EUA sobre o Chile (3 a 0), neste domingo (16), encerraram a terceira rodada da fase de grupos da Copa do Mundo da França e ampliaram as chances da seleção brasileira se classificar para a próxima fase da competição.

Pelo regulamento do torneio, se classificam para as oitavas de final as duas melhores equipes de cada grupo e as quatro melhores terceiras colocadas entre os seis grupos. Pelos resultados até o momento, as terceiras colocadas dos grupos E e F podem ficar no máximo com três pontos. Com isso, o Brasil, que já tem três pontos, precisa apenas de um empate contra a Itália na próxima terça (18), pela última rodada da fase de grupos, para garantir sua vaga nas oitavas de final.

Uma vitória sobre as italianas, porém, seria importante para que a seleção brasileira se classificasse na segunda posição do grupo e fugisse de adversárias mais difíceis na próxima etapa.

A terceira colocada do grupo do Brasil pegará a líder do Grupo A (no momento a França) ou B (atualmente a Alemanha) -dependendo da classificação dos outros grupos. Se for segunda do Grupo C, a seleção brasileira enfrenta a segunda colocada do Grupo A (agora a Noruega). Para garantir a segunda colocação sem depender de outros resultados, o Brasil teria de vencer a Itália por dois gols de diferença.

Para chegar à liderança, além de vencer a Itália por dois gols, a equipe teria de torcer para que a Austrália não goleie a Jamaica, lanterna do grupo, e tire a diferença para o Brasil no saldo de gols.

A seleção brasileira pode se classificar mesmo com derrota, mas dependeria de outros resultados.

15 de junho de 2019

Brasil vence o Japão nos pênaltis e volta a conquistar Torneio de Toulon

Brasil vence o Japão nos pênaltis e volta a conquistar Torneio de Toulon

Seleção se prepara agora para a disputa do pré-olímpico no ano que vem, na Colômbia

Após cinco anos, o Brasil voltou a conquistar o Torneio de Toulon. Depois de empate por 1 a 1 no tempo normal, a seleção olímpica comandada por André Jardine venceu o Japão nos pênaltis (5 a 4) na manhã deste sábado (15), no estádio Marcel Roustan, na França, e faturou a competição pela nona vez -o último título havia sido em 2014.

Antony abriu o placar para o Brasil no começo do jogo, mas Koki Ogawa igualou para os japoneses ainda no primeiro tempo. Nas penalidades, o goleiro Ivan pegou a última cobrança do Japão para garantir o título para a seleção olímpica.

Com o triunfo, o Brasil terminou com sucesso o principal torneio visando a Olimpíada de 2020, em Tóquio. O pré-olímpico será disputado em janeiro do ano que vem, na Colômbia.

(Foto: Divulgação/CBF)

O jogo deste sábado marcou o principal desafio da seleção brasileira na competição. Após goleadas sobre França e Guatemala (4 a 0) e Qatar (5 a 0) na fase de grupos, e vitória por 2 a 0 contra a Irlanda na semifinal, o Brasil encontrou um adversário que também vinha de bons resultados na França, incluindo vitória sobre a Inglaterra, que havia faturado as últimas três edições do torneio (2016, 2017 e 2018).

O primeiro tempo terminou em igualdade por 1 a 1 entre as equipes. O Brasil saiu na frente aos 18 minutos, quando Anthony recebeu passe de Matheus Cunha, avançou pela esquerda e bateu cruzado para abrir o placar. O atacante do São Paulo estava em posição duvidosa no momento do passe, mas a arbitragem não marcou o impedimento -vale lembrar que o Torneio de Toulon não conta com o recurso do VAR.

A seleção brasileira controlava bem a partida, mas viu o Japão empatar em um erro individual de Murilo. Após lançamento, o zagueiro cortou mal de cabeça e a bola sobrou para Koki Ogawa soltar uma bomba para igualar. Esse foi o primeiro gol sofrido pelo Brasil na competição.

Na etapa final, o equilíbrio prevaleceu dos dois lados, mas com poucas chances criadas. O Brasil teve dificuldades e não conseguiu retomar a vantagem no placar. O empate levou a disputa para as penalidades. Mateus Vital, Douglas, Matheus Henrique, Wendel e Lyanco converteram as cinco cobranças do time brasileiro. Ivan defendeu a última cobrança de Reo Hatate e garantiu o título.

Antes da decisão em Toulon, o México conquistou o terceiro lugar da competição ao vencer a Irlanda também nos pênaltis. Após empate sem gols no tempo normal, os mexicanos venceram por 4 a 3 nas penalidades.

Curiosamente, o México encerra o torneio sem nenhuma derrota no tempo normal. A equipe terminou a primeira fase com uma vitória e dois empates, e caiu para o Japão na semifinal nos pênaltis.

Palmeiras vence Leganés de virada e é bi mundial sub-17

Palmeiras vence Leganés de virada e é bi mundial sub-17

A campanha vitoriosa teve cinco vitórias, 11 gols marcados e três sofridos

 O Palmeiras é bicampeão mundial no sub-17. A equipe de base do clube paulista bateu o Leganés neste sábado (15) por 2 a 1, na Espanha, e faturou o troféu do Mundial de Clubes da categoria pelo segundo ano consecutivo. De quebra, a campanha até o título contou com 100% de aproveitamento.

Os gols da decisão, vencida de virada pelo clube alviverde, foram marcados pelo lateral Garcia, de falta, e por Gabriel Silva, de cabeça, já nos minutos finais. Com o gol, Silva dividiu a artilharia do torneio com o companheiro de ataque Fabrício; cada um anotou três gols.

(Foto: Divulgação/Palmeiras)

A campanha vitoriosa teve cinco vitórias, 11 gols marcados e três sofridos. Na fase de grupo, o Palmeiras bateu o próprio Leganés (3 a 0) e o Periso CF (3 a 1), ambos espanhóis. Em seguida, venceu o JEF United (Japão) nas quartas, por 2 a 1, e garantiu a vaga na final com vitória diante do Real Betis (1 a 0).

Nove equipes participaram do Mundial de Clubes 2019, na cidade de Fuenlabrada, próximo a Madri. Foram elas: Real Madrid, Atlético de Madri, Altinordu (Turquia), JEF United (Japão), Real Betis (Espanha), Deportivo Cali (Colômbia), Palmeiras, Leganés e Periso CF (Espanha). Os confrontos foram todos disputados no estádio La Aldehuela.

No ano passado, o clube alviverde conquistou o Mundial de Clubes sub-17 ao bater o Real Madrid na decisão por 4 a 2. Na ocasião, o clube paulista também terminou com o artilheiro da competição: Gabriel Veron, com nove gols, ainda foi eleito o melhor jogador.

Dois jogos marcam o segundo dia da Copa América

Dois jogos marcam o segundo dia da Copa América

O primeiro será em Porto Alegre e o segundo, em Salvador

Dois jogos marcam o segundo dia de competições da Copa América 2019. Venezuela e Peru se enfrentam às 16h, em Porto Alegre, na Arena do Grêmio, e às 19h, Argentina e Colômbia se enfrentam no Estádio da Fonte Nova, em Salvador.

O técnico da Venezuela, Rafael Dudamel, está confiante na participação de sua seleção na Copa América. Em entrevista coletiva na tarde de ontem (14), o treinador disse que veio ao Brasil para participar da final da competição.“Viemos aqui para ser protagonistas na Copa e nos despedirmos em 7 de julho”, encerramento do torneio.

A seleção venezuelana venceu quatro partidas, empatou três e teve apenas uma derrota nos últimos amistosos visando a Copa América. A seleção venceu a Argentina por 3 a 1 e os Estados Unidos por 3 a 0 no último domingo (10), “o que demonstra a boa fase da seleção venezuelana”, disse Dudamel.

Peru

A seleção peruana tem obtido bons resultados nos últimos anos, fruto de uma boa geração de jogadores, boa técnica e talento, liderada pelo técnico argentino Ricardo Gareca. Um dos feitos mais recentes da seleção foi a classificação para a Copa do Mundo da Fifa, realizada na Rússia, em 2018. Um torneio que o Peru não se classificava há 36 anos.

O Peru passou da fase de grupos em cada uma das últimas oito participações na Copa América. A seleção peruana só não conseguiu se classificar em 1995. Nesta Copa América, a equipe vermelha e branca sonha em ganhar o título do torneio novamente, após suas distantes conquistas de 1939 e 1975. Na edição de 2015, a equipe liderada por Ricardo Gareca fol a terceira classificada.

Argentina

A seleção Argentina é o segundo time que mais conquistou a Copa América. Com 14 títulos em sua história, a seleção, comandada por Messi, sempre faz seus torcedores vibrarem, e é uma forte candidata a vencer a competição.

Além dos 14 troféus conquistados, os argentinos têm marcas expressivas e históricas no torneio. Eles são os maiores goleadores, com um total de 455 gols marcados, e chegaram à maior vitória da competição com o placar por 12 x 0 contra o Equador, em 1942.

Ao longo da história do torneio, os “hermanos” têm 119 vitórias, mais do que qualquer outro time, e apenas 39 derrotas, a melhor seleção em disputas na Copa América. O país sediou a competição por nove vezes.

Colômbia

Uma geração de ouro colocou a seleção colombiana novamente no radar do futebol mundial, depois de algumas atuações importantes na Copa do Mundo da Fifa no Brasil em 2014 e na Rússia em 2018. A seleção colombiana buscará o título na Copa América, o mesmo que conquistou há 19 anos, em Bogotá. A Colômbia é a última equipe que foi campeã do torneio sul-americano vencendo todos os seus jogos. Em 2001 venceu as seis partidas que disputou e não sofreu gols.

Tite reclama de erros de passe, mas diz que seleção está em evolução

Tite reclama de erros de passe, mas diz que seleção está em evolução

Brasil enfrenta a Venezuela na terça-feira pela Copa América

O técnico do Brasil, Tite, reclamou dos erros de passe apresentados pela seleção brasileira no primeiro tempo no jogo desta sexta-feira pela Copa América. O Brasil venceu a Bolívia por 3 a 0, mas todos os gols saíram no segundo tempo.

Durante a entrevista coletiva pós-jogo, Tite disse que a exibição do primeiro tempo, que provocou vaias de torcedores na saída para o intervalo, se deveu aos erros de passe e à marcação mais baixa da Bolívia. “Quando não está produzindo, não espere que o torcedor tenha compreensão maior. Ele vai vaiar”, disse. 

Segundo Tite, a seleção sentiu as vaias, mas ele destacou que usou isso no intervalo para lembrar aos jogadores brasileiros que é preciso enfrentar as adversidades. “O futebol aqui são as manifestações assim, nós temos de compreender e não ficar questionando".

Para o segundo tempo, Tite decidiu mudar o posicionamento da equipe. “No intervalo, a modificação foi de posicionamento, com jogador mais avançado para criação e aí criou volume”, disse.

Segundo Tite, a seleção deve crescer ao longo da competição. “Todo o processo é de evolução, crescimento e de consolidação de equipe”.

Bolívia

Para o técnico da Bolívia, Eduardo Villegas, a partida pode ser vista como dividida em dois tempos: o primeiro, em que a seleção boliviana tentou equilibrar a força com o Brasil, e o segundo, quando a equipe “desmorona” após a marcação do pênalti.

“A Bolívia esteve bem no primeiro tempo”, disse Villegas na entrevista coletiva. “A parte defensiva foi muito boa no primeiro tempo. Anulamos jogadas de gol do Brasil. Neutralizamos bem isso”, disse.

Apesar de ter criado pouco, o técnico boliviano destacou a atuação do jogador Marcelo Moreno, que, segundo ele, exigiu “esforço da defesa brasileira”. Sobre o fato da Bolívia não ter chegado com perigo ao gol brasileiro, ele disse que a Bolívia precisa atacar mais, mas que isso não foi possível neste jogo. “O Brasil não te permite isso. Eles são quase perfeitos e anularam nossas ações”, disse Villegas, que apontou que sua seleção ainda precisa melhorar muito a parte física.

A seleção brasileira volta a treinar na tarde deste sábado (15) em São Paulo e embarcará para Salvador às 20h para enfrentar a Venezuela na terça-feira (18) na Arena Fonte Nova. A Bolívia enfrenta o Peru, no mesmo dia no Maracanã, no Rio de Janeiro.

14 de junho de 2019

Planejamento e permanência: o futuro da presidência do River

Planejamento e permanência: o futuro da presidência do River

Após eliminação da Série D do Brasileiro, presidente do River se culpou bastante nas redes sociais

A semana foi para ‘cair a fixa’, tirar lições e de muitas conversas na diretoria do River. Após a eliminação precoce dentro da Série D do Campeonato Brasileiro, o presidente do River, Genivaldo Campelo, fala sobre a frustração da eliminação, os erros e principalmente – se ainda tem a intenção de permanecer à frente da presidência do clube.

“Estamos na semana da correria, né? Pagamento, rescisão de contrato, passagem de avião para os atletas voltarem para casa. É como eu já falei nos últimos dias, não é o que a gente estava esperando, não é o que a gente tinha programado e hoje a gente vê no semblante dos atletas a total tristeza”, disse Genivaldo Campelo.

Após a eliminação, o Presidente do River se culpou bastante através das redes sociais, algo que segundo Genivaldo tem a ver com as escolhas para o elenco, desde o comando, com Marcinho Guerreiro até os nomes que compõe o plantel. Junto a isso surgiu também a dúvida em torno da sua permanência da presidente do Galo Carijó para 2020.

“Eu estou conversando com meus apoiadores, que é o Geraldo da Serv Cozinha, o deputado Júlio (Arcoverde), mas tudo vai depender do apoio para o próximo ano e se eles vão me dar condições para trabalhar para poder honrar meus compromissos como eu venho honrando com os atletas, funcionários, água, energia, mas se eu não tiver essas condições eu não tenho como continuar”, afirmou Genivaldo Campelo.


Após eliminação da Série D do Brasileiro, presidente do River se culpou bastante nas redes sociais - Foto: Elias Fontinele/O Dia

O presidente explica que essa situação gira principalmente em torno das condições financeiras, pois o River mesmo sem time profissional disputando competições os gastos não param. Genivaldo cita também que alguns atletas devem se apresentar a times de Série C do Brasileiro nos próximos dias, caso de Roney e Carlos Henrique. O objetivo é renovar o contrato e emprestar para outros clubes como forma de manter uma espinha dorsal para 2020.

“Estamos conversando com alguns jogadores para renovação, no caso, indo para uma Série C ou Série B de brasileiro para que eu possa livrar o pagamento. Além disso, temos as categorias de base que seguem em movimentação e uma folha com quase 80 funcionários. A imprensa fala muito nas cotas de participação, mas foi gasto esse ano e esse valor ainda precisa ser quitado”, acrescentou o presidente.

Genivaldo Campelo deixou em aberto essa permanência ou não na presidência do River. Em 2020, o Galo tem Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Série D do Brasileiro além do Estadual no calendário.

Brasil estreia na Copa América com toda a pressão em Tite

Brasil estreia na Copa América com toda a pressão em Tite

Após a derrota para a Bélgica na Copa do Mundo, a seleção vive um momento delicado.

A derrota para a Bélgica nas quartas de final da última Copa do Mundo e o fato de o Brasil jogar a Copa América em casa compõem uma dupla pressão por um bom resultado verde-amarelo na competição sul-americana.

A disputa começa em jogo da seleção contra a Bolívia, às 21h30 (de Brasília) desta sexta-feira (14), em São Paulo, e boa parte dessa responsabilidade estará nas costas de Tite.

Estivesse Neymar à disposição, a pressão, os elogios e as críticas poderiam ser mais divididos. Mas o principal jogador do time -que já vivia situação difícil, após ser acusado de estupro- sofreu uma lesão no tornozelo direito no primeiro amistoso preparatório, foi cortado e deixou o comandante sem um atleta com o mesmo peso do camisa 10.

"Eu me senti pressionado quando assumi o Guarany de Garibaldi", disse o gaúcho de 58 anos, citando o clube que dirigiu no início de sua carreira como treinador, em 1990. Ele gosta de utilizar essa resposta quando é questionado sobre momentos de tensão.

Por mais que procure minimizar a situação, Tite sabe que está em sua fase mais delicada à frente da seleção brasileira. Ele foi mantido após o fracasso no Mundial, mas foi alvo de críticas pelo desempenho do time desde então. Agora, ele encara a obrigação de conquistar o título da Copa América jogando em casa.


Tite, técnico da seleção brasileira - Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Ciente de que a pressão não é a mesma do Guarany de Garibaldi, Tite preferiu deixar uma renovação mais profunda da equipe, com vistas à disputa da Copa do Mundo do Qatar, em 2022, para depois.

O elenco está envelhecido, sobretudo no sistema defensivo, com atletas como Daniel Alves, 36, Thiago Silva, 34, e Miranda, 34, mas a meta é vencer agora e se preocupar com o Mundial em outra hora.

Quando Neymar, 27, lesionou-se, o substituto acionado foi Willian, 30. Houve nova enxurrada de críticas na direção do comandante, que se vê bem distante do prestígio de que gozava até o último Mundial -ao recuperar o time nas eliminatórias, o técnico viveu um período de questionamentos quase inexistentes.

Após a vitória da Bélgica nas quartas de final, a lua de mel acabou, e Tite precisa da Copa América para ajustar a relação com a torcida. Para isso, ele resolveu apostar em um jogo agressivo, com desarmes no campo ofensivo e ataques mais verticais. A ideia é controlar a posse da bola, mas buscar ataques agudos em detrimento dos lances cheios de firulas e toques de lado.

O plano terá seu primeiro teste diante da Bolívia, tida como o time mais frágil do Grupo A. No Morumbi, diante de um geralmente exigente público paulistano, a seleção espera construir uma relação boa com a torcida, algo considerado muito importante pela comissão técnica e pelos próprios atletas.

"O que a gente tem que fazer é tentar trazer o torcedor para o nosso lado, fazer com que a comunhão seja total, porque precisamos da torcida para ganhar. Não vai ser fácil, nunca é fácil jogar a Copa América. Então, a gente precisa de que o torcedor queira ganhar a Copa América da mesma forma de que a gente quer", afirmou o lateral esquerdo Filipe Luís.


Filipe Luís - Foto: Reprodução/Instagram

"Que o torcedor nos transmita energia positiva e esteja junto com a seleção independentemente do resultado durante os jogos. Já joguei duas vezes a Copa América e sei como é difícil. A gente tem que desempenhar o melhor possível e passar confiança para o torcedor. Que seja recíproca essa energia", acrescentou o zagueiro Marquinhos.

Entre a comunhão da seleção brasileira com a arquibancada estará a Bolívia, uma equipe que venceu apenas 1 de seus últimos 16 jogos.

O técnico Eduardo Villegas tem consciência de que é zebra no Grupo A até mesmo contra Venezuela e Peru, mas aposta em um 4-4-2 defensivo para tentar surpreender os favoritos no Morumbi.

"É um privilégio enfrentar o Brasil. Sabemos que estamos um pouquinho abaixo do resto, mas também sabemos que as coisas podem se nivelar. É uma questão de atitude, de garra", disse o treinador, que viu seus atletas perderem por 2 a 0 para a França no único amistoso preparatório para a competição.

Ele não terá de bolar um plano para frear Neymar, cuja ausência deixou aberto o posto de protagonista da seleção brasileira.

A vaga pode ser ocupada pelo lateral direito Daniel Alves, que herdou a faixa de capitão do atacante, seu amigo e colega de Paris Saint-Germain. Pode ficar com o armador Philippe Coutinho, em quem Tite bota fé mesmo após uma temporada ruim no Barcelona. Há espaço até para o jovem David Neres, 22, ex-são-paulino que herdou a ponta esquerda de Neymar.

Seja como for, a responsabilidade maior em caso de fracasso estará com o ex-comandante do modesto Guarany de Garibaldi.

Brasil abre 2 a 0, mas cede virada à Austrália na Copa do Mundo

Brasil abre 2 a 0, mas cede virada à Austrália na Copa do Mundo

Com três pontos em dois jogos e saldo dois, a seleção brasileira ainda lidera o Grupo B.

Nem um novo recorde da atacante Marta, de volta à ativa depois de uma lesão na coxa, livrou o Brasil da derrota para a Austrália, seu mais temido oponente na fase de grupos da Copa do Mundo da França.

A maior artilheira em Copas se transformou na primeira atleta a marcar em cinco edições do Mundial, mas seguidas falhas de seu time foram decisivas para o revés por 3 a 2, de virada, contra as sextas colocadas no ranking da Fifa -as brasileiras são as décimas.

Com três pontos em dois jogos e saldo dois, a seleção brasileira ainda lidera o Grupo B. A Itália, que por enquanto tem um jogo a menos -enfrentará a Jamaica nesta sexta (14)-, tem a mesma pontuação e saldo um. Já a Austrália, que perdeu para as italianas na primeira rodada, agora tem três pontos e saldo zero.

Na próxima terça (18), o Brasil enfrenta a Itália, enquanto as australianas encaram as jamaicanas. Classificam-se para as oitavas de final as duas primeiras colocadas de cada grupo, além das quatro melhores terceiras.

No começo da partida, as australianas pressionaram muito a saída de bola brasileira, forçando erros de passes. Também conseguiram boas infiltrações pelas laterais, sobretudo pela direita, que resultaram em lançamentos perigosos na grande área.

A jogadora Marta marcou um gol de pênalti durante a partida  - Foto: Folhapress

O Brasil conseguiu sair do sufoco no meio da primeira etapa, depois de um pênalti claro em favor da Austrália não ser marcado por causa de um toque de mão de uma jogadora no começo do lance.

Quando Letícia Santos foi derrubada na área australiana aos 26 minutos, coube a Marta bater o pênalti e marcar seu 16º gol em Copas, aliviando de vez a pressão inicial australiana.

Aos 36, Tamires passou a bola no meio das penas de Gielnik e encontrou na esquerda Debinha, que cruzou com precisão para a artilheira Cristiane, destaque no jogo contra a Jamaica, marcar seu quarto gol (e segundo de cabeça) na competição.

A Austrália descontou já nos acréscimos, depois de infiltração de Yallop, com desvio de cabeça  de Logarzo e toque final, também de cabeça de Foord.

O time da Oceania voltou para a segunda etapa com a mesma postura do início do confronto, pressionando muito o Brasil, que, sem Marta nem Formiga (pendurada depois de receber o segundo cartão amarelo em dois jogos), retraiu-se.

O gol do empate australiano veio aos 13, numa falha da defesa brasileira e da goleira Bárbara, mal posicionada para afastar uma bola longa de Logarzo.

Outro erro, desta vez da zagueira Mônica, selou a virada da Austrália, aos 21. Ela desviou de cabeça para dentro do gol brasileiro um cruzamento endereçado a Kerr, estrela do time adversário e artilheira da liga americana.

Houve consulta ao VAR por causa de um possível impedimento da atacante, mas a validade do gol acabaria sendo confirmada pelo vídeo.

A verdade aparece cedo ou tarde, diz Neymar após depor em SP

A verdade aparece cedo ou tarde, diz Neymar após depor em SP

O atacante da seleção brasileira e do PSG chegou ao local de muletas, às 15h15, cercado por advogados e seguranças, para ser ouvido pela delegada Juliana Lopes Bussacos.

O depoimento de Neymar durou cerca de quatro horas e meia e terminou no começo da noite desta quinta (13), na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em São Paulo.

O atacante da seleção brasileira e do PSG chegou ao local de muletas, às 15h15, cercado por advogados e seguranças, para ser ouvido pela delegada Juliana Lopes Bussacos.

Na delegacia de Santo Amaro, o jogador precisou responder para Bussacos se teria estuprado e agredido a modelo Najila Trindade, no dia 15, em Paris.

"Agradeço o carinho de todos, estou tranquilo e agradeço as mensagens que recebi até agora. A verdade aparece cedo ou tarde", disse o atleta na saída do depoimento.

A promotora Flávia Merlini disse que "Neymar nega os crimes e respondeu de forma satisfatória."


Foto: Reprodução/Twitter

A mulher registrou boletim de ocorrência no dia 31 de maio na delegacia em Santo Amaro. Em entrevista ao SBT no dia 5 de junho, Najila afirmou que viajou para Paris para fazer sexo com o jogador, porém Neymar teria praticado a força o ato sem uso de preservativo. No seu depoimento, no dia 7, ela confirmou essa versão.

O depoimento de Neymar, a princípio, é o último para que a delegada Juliana Lopes Bussacos conclua o inquérito policial. Ela tem até 30 dias, a partir de 31 de maio, para terminar a investigação. A tendência é que faça isso o quanto antes.

O caso atrai imprensas e curiosos e alterou a rotina da DDM. Nesta quinta (13), o prédio foi evacuado. Mulheres que precisavam registrar boletim de ocorrência não tiveram atendimento na DDM.

Enquanto Neymar prestava depoimento, um grupo de fãs do jogador se aglomerou na calçada da delegacia com faixas e frases como "verdade seja dita" e "golpe, não". Também cantavam "Deus está contigo, Neymar", trecho do hino nacional e "Neymar! Neymar".

Segundo o chefe de investigador Júlio Borba, da DDM, 50 policiais fizeram a segurança interna. O número não leva em consideração o efetivo espalhado nos arredores. A movimentação na rua Padre José de Anchieta começou desde cedo. Viaturas da polícia também estacionaram nas ruas vizinhas para reforçar a escolta ao carro que traria o atleta.

Uma advogada de Neymar chegou ao prédio, na zona sul de São Paulo, antes do almoço, com rolos de papel pardo para cobrir todas as janelas do prédio da DDM. O prédio tem três andares. Neymar, com uma lesão no tornozelo que o tirou da Copa América, deveria depor no primeiro.

Emissoras de televisão alugaram imóveis ao lado da delegacia, inclusive numa rua paralela, para instalarem equipamentos de filmagem. Às 14h50, helicópteros da Band, Globo e Rocord começaram a sobrevoar a região de Santo Amaro.

13 de junho de 2019

Palmeiras anuncia contratação de Ramires oficialmente

Palmeiras anuncia contratação de Ramires oficialmente

Segundo comunicado no site oficial da equipe alviverde, o contrato com o brasileiro é válido por quatro anos.

Nesta quinta-feira (13), o Palmeiras anunciou oficialmente a contratação do volante Ramires, 32, que estava sem clube após ter se desligado de seu antigo time, o Jiangsu Suning, da China.

Segundo comunicado no site oficial da equipe alviverde , o contrato com o brasileiro é válido por quatro anos.

Na Europa, Ramires atuou pelo Benfica (Portugal) e Chelsea (Inglaterra), time com o qual foi campeão da Champions League em 2012. Na seleção brasileira, participou de duas Copas do Mundo, em 2010 e em 2014.

A posição de volante é uma das mais disputadas do elenco palmeirense. Felipe Melo, Bruno Henrique, Thiago Santos e Zé Rafael terão agora o novo companheiro de time também brigando por um lugar na equipe titular de Luis Felipe Scolari.

Interino do Fla deixa cargo invicto e com 85% de aproveitamento

Interino do Fla deixa cargo invicto e com 85% de aproveitamento

O interino passa o bastão de comandante do time para o português Jorge Jesus

O auxiliar Marcelo Salles cumpriu bem seu papel à frente da equipe do Flamengo no hiato entre a saída de Abel Braga e a chegada de Jorge Jesus . O interino passa o bastão de comandante do time para o português com 85% de aproveitamento, sendo três vitórias e um empate. Além disso, entre o time sofrer gols nas quatro partidas.

"Fera", como é conhecido entre os jogadores, agradeceu a oportunidade dada pelo presidente do clube, Rodolfo Landim.

"Os números foram bons. Conseguimos rodar bem o elenco e relacionar praticamente todos os atletas. Procurei trazer e incorporar a maioria do grupo aqui. Dentro da condição que me foi passada e era esperada, acho que correspondi às expectativas. Queria agradecer a oportunidade ao presidente Landim. Na apresentação ao elenco, ele foi muito carinhoso e firme. Só tenho a agradecer por toda confiança depositada em meu trabalho", disse.

Embora tenha admitido que teve pouco contato com Jorge Jesus até o momento, Marcelo Salles se colocou à disposição para ajudá-lo no que for preciso.

"O Jorge (Jesus) me deixou bem à vontade para tomar as decisões. Não tivemos muito contato, foram cinco minutos antes do Fla-Flu. A intenção é ajudar. Qualquer dúvida que ele tiver, estamos aqui para ajudar como funcionários do clube", declarou.

Por fim, Salles fez questão de agradecer ao carinho do torcedor ao seu trabalho:

"Também quero agradecer o nosso torcedor. Tenho recebido muito carinho e apoio nos estádios e nas redes sociais nesse período".

O Flamengo chegou aos 17 pontos e agora ocupa a terceira colocação do Campeonato Brasileiro.

João Batista é 4ª lugar em seletiva com expectativa de vaga na final

João Batista é 4ª lugar em seletiva com expectativa de vaga na final

Na seletiva TCB, os três melhores em cada categoria garante vaga na fase final da competição.

No último final de semana acontece a seletiva TCB de Crossfit 2019, em Fortaleza, no Ceará. A competição realizada desde 2010 é uma das mais tradicionais do país e esse ano se apresenta através de seletivas até a fase final. Serão seis seletivas e, na primeira delas, o Piauí teve João Batista Romeiro (4ª lugar), Júnior Rodrigues (10ª lugar) e Ravy Carvalho (14ª lugar) como representantes. Os piauienses disputaram na categoria elite (18 aos 34 anos).

O grande destaque mais uma vez foi João Batista, 24 anos, quatro deles de dedicação a atividade e dono dos resultados mais expressivos do estado quando o assunto é crossfit. “A participação foi muito boa e o saldo é muito positivo, pois foi o reflexo do que a gente vem realizando no treino até porque a gente intensificou bastante os treinos pensando nessa competição e nas que virão ao longo do ano”, disse João Batista.

Na seletiva TCB, os três melhores em cada categoria garantem vaga na fase final da competição, que acontece no mês de setembro, em Sorocaba (SP). João Batista, bateu na trave e por pouco não consegue vaga direta e agora vive a expectativa de uma convocação através do ranking geral da competição, que oferta 30 vagas, mas somente 18 são preenchidas através de pódio, as outras são convocações extras. “Eu fui surpreendido pelo resultado ter sido tão positivo”, acrescentou o atleta.


A participação foi  boa e o saldo muito positivo, diz João Batista - Foto: Jailson Soares/O Dia

Junior Rodrigues ficou no top10 da competição e também fala em satisfação pessoal, pois o nível da seletiva estava alto. “A gente pode dizer que é um dos principais campeonatos do Brasil e eu decidi participar para poder pegar essa experiência de competir na categoria elite, pois lá estavam os principais da categoria do país e meu resultado individual acabou sendo até bom baseado que foi uma primeira participação”, conta.

De volta a Teresina, os dois atletas foram muito bem recebidos pelos companheiros de treinos e alunos, pois eles são vistos como protagonistas quando o papel motivar e incentivar a disputar competições. “Os dois tem uma característica em comum que é a seriedade. Eu vejo isso como grande estimulo. Eles como esportistas e a gente vê a dedicação, o empenho deles em preparar os treinos, em treinar, movimentos perfeitos e essa preocupação com o aluno que é algo importante demais”, explica Amanda Bezerra.

A última seletiva TCB de Crossfit acontece nos dias 13 e 14 de julho, em Pindamonhangaba, São Paulo. Caso João Batista entre os selecionados pelo ranking geral vai ter oportunidade de disputar a competição final nos dias 5 a 8 de setembro, em Sorocaba (SP). Fora isso, os piauienses devem disputar o Brazil Throwdown e o Monstar Series que acontecem no segundo semestre.

Vadão faz mistério sobre Marta e plano B contra Austrália

Vadão faz mistério sobre Marta e plano B contra Austrália

A segunda partida da seleção na Copa da França será hoje, quinta (13), contra a Austrália.

O técnico Vadão fez mistério na tarde de ontem (12) sobre a escalação da atacante Marta na segunda partida da seleção na Copa da França, na quinta (13), contra a Austrália.

Segundo ele, uma reunião na noite de quarta ou na manhã de quinta deve definir a participação da atleta, que se recupera de uma lesão na coxa esquerda sofrida há cerca de três semanas, durante a preparação do time, em Portugal.

Depois de assistir do banco à vitória das companheiras contra a Jamaica, na rodada de abertura, Marta voltou a participar dos coletivos com o resto do grupo na terça (11), já em Montpellier (sul francês), local do segundo confronto.

"Ela tem respondido muito bem ao treinamento", afirmou Vadão. "Estamos subindo os degraus com ela. Ela tem chance [de entrar]? Tem. Mas isso será resolvido em conjunto. Sempre haverá um risco, por causa do tempo curto de recuperação."

A goleira Bárbara, que participou da entrevista ao lado de Vadão, disse que Marta "está com fome de bola, se sente 100%". "Por ela, já tinha entrado no primeiro jogo."


O técnico Vadão falou sobre a convocação da seleção feminina de futebol - Foto: Folhapress

O treinador, que prevê um duelo de "alta intensidade" contra as australianas, que estrearam com derrota para as italianas, também não quis dar detalhes sobre a composição da equipe, caso Marta não volte a campo.

"Treinamos alternativas ao esquema do primeiro jogo [com Debinha pela lateral e o duo Bia Zaneratto-Cristiane na frente], mas não vou dizer aqui quais." (Folhapress)

Brasileiras perderam quatro confrontos consecutivos

Sobre a preparação, Vadão acrescentou que o time treinou bastante nos últimos dias a saída de bola, já que a Austrália certamente não dará às zagueiras brasileiras o espaço concedido pela Jamaica.

O retrospecto recente da seleção contra a equipe da Oceania é francamente desfavorável. Depois de eliminar as australianas na Olimpíada do Rio (numa disputa de pênaltis que ajudou a tornar a goleira Bárbara conhecida do grande público), as brasileiras perderam quatro confrontos consecutivos, o primeiro deles por 6 a 1.

No último, em julho de 2018, o placar marcou 3 a 1 para as adversárias, que levaram vantagem também nas oitavas de final da Copa de 2015, quando mandaram a seleção brasileira de volta para casa. 

Hamilton relembra derrota no 'tapetão' e diz que 'faria o mesmo'

Hamilton relembra derrota no 'tapetão' e diz que 'faria o mesmo'

Caso saísse da pista no mesmo ponto que Vettel saiu no GP do Canadá, o piloto da Mercedes disse que também tentaria voltar fechando o rival que viesse atrás.

A punição que tirou a vitória de Sebastian Vettel do GP do Canadá, no último domingo (9), continua dando o que falar. Lewis Hamilton afirmou que teria a mesma reação do rival e, caso saísse da pista no mesmo ponto, tentaria voltar fechando o rival que viesse atrás. E acredita que, como aconteceu com o alemão, seria punido por conta disso.

"Eu vi os replays. Obviamente, foi muito apertado. O que eu posso dizer é que, se eu estivesse na liderança e cometesse um erro e saísse da pista, provavelmente teria feito a mesma coisa, porque é algo que acontece muito rápido e você só quer manter sua posição. Para nós, pilotos, quando alguma coisa dá errado, você tenta espremer quem vem atrás para não perder a posição, é um instinto natural que você tem. Você não pensa 'ah, vou ficar aqui na esquerda para esse cara me passar'!", brincou o inglês.


Hamilton disse que esperaria um resultado parecido ao de Vettel - Foto: Folhapress

Mesmo reconhecendo que teria reação semelhante, Hamilton disse que também esperaria um resultado parecido ao de Vettel. "Quando eu disse que faria o mesmo, quero dizer que o espremeria no muro e foi isso o que aconteceu. Minha opinião a respeito não mudou. Está na regra. Se não tivéssemos essa regra, eu não teria tirado o pé e teríamos batido, então de qualquer jeito as coisas terminariam ruins."

No lance que aconteceu na volta 48 no último domingo, Vettel perdeu o controle da Ferrari na curva três, foi parar na grama, e voltou ainda tentando retomar a aderência. Hamilton teve de frear e sair da pista para evitar a colisão e os comissários entenderam que o ferrarista voltou à pista de maneira insegura e jogou o rival para fora. Com isso, adicionaram 5s ao tempo final de Vettel, que acabou perdendo a prova para Hamilton, mesmo tendo cruzado a linha de chegada em primeiro. (Folhapress)

Tite quer sufocar rivais e começar ataques no campo ofensivo

Tite quer sufocar rivais e começar ataques no campo ofensivo

A ideia é utilizar os jogadores rápidos de que dispõe, como Richarlison e David Neres, para aproveitar contragolpes bastante velozes

Os frágeis adversários enfrentados nos jogos preparatórios para a Copa América não chegaram a testar a seleção brasileira. A vitória por 2 a 0 sobre o Qatar e o triunfo por 7 a 0 diante de Honduras, porém, serviram para o time colocar em prática aquela que será uma de suas estratégias na competição, sobretudo contra rivais de menor expressão.

Tite quer ver seus atletas marcando no campo de ataque, roubando a bola perto do gol do oponente. A ideia é utilizar os jogadores rápidos de que dispõe, como Richarlison e David Neres, para aproveitar contragolpes bastante velozes, curtos, sem que haja a necessidade de transportar a bola de um setor defensivo até a meta.

"São opções. Tu tem que ver o que gera e o preço", disse o treinador, alertando que o esforço na tentativa de roubar a bola na frente deve ser bem coordenado. "Exige um nível de concentração maior. Se tu negligenciar, vai estourar, vai ter que correr para trás. Exige uma coisa e te dá outra", acrescentou.

O plano é manter o jogo longe do gol de Alisson o máximo possível. Além de organização na marcação por pressão, isso geralmente exige fôlego, algo desafiador em um torneio com poucos dias de recuperação entre as partidas. Mas, de acordo com a avaliação da comissão técnica, gás para executar a tarefa não é o problema.


A ideia é utilizar os jogadores rápidos de que dispõe, como Richarlison e David Neres - Foto: Folhapress

"Em termos físicos, marcando onde se perde a posse da bola, tu corre menos. Estatisticamente mesmo", afirmou Tite, que observou um pressuposto básico fora de seu alcance. "Se a equipe adversária não quer sair jogando, não dá para marcar ali. Se a proposta é quebrar a bola na frente, você precisa brigar no meio, o jogo fica mais truncado."

De qualquer maneira, há uma ideia clara de não deixar o rival controlar a bola. Sempre que estiver sem a posse, a equipe verde-amarela pretende retomá-la agressivamente. Com ela, a seleção quer também ser agressiva, trocando passes, mas buscando a "verticalidade" mencionada pelo comandante - ou seja, menos toques de lado, mais investidas na direção do gol.

O plano vale, em tese, para qualquer jogo, mas é particularmente apropriado diante de times tecnicamente inferiores. No Grupo A da Copa América, o Brasil vai enfrentar Bolívia, Venezuela e Peru. Jogando sempre em casa, já que é sede do torneio, quer passar com folga e ganhar confiança para os desafios maiores esperados a partir das quartas de final.

"O comportamento vai ser parecido com o dos últimos jogos. Queremos ter a bola no pé e jogar no campo do adversário. O que a gente quer é isto: ter a bola perto do gol do rival. É levar a bola para os nossos atacantes, porque a gente sabe que eles fazem a diferença", disse o lateral esquerdo Filipe Luís.

A estratégia será observada em um jogo para valer na próxima sexta (14), data de abertura da Copa América. No estádio do Morumbi, em São Paulo, a partir das 21h30 (de Brasília), os comandados de Tite tentarão encurralar os bolivianos e dar o primeiro passo naquele que é visto como um campeonato importante para a seleção e para seu treinador.

12 de junho de 2019

No comando do Flu-PI,  Aníbal Lemos fala sobre novo desafio

No comando do Flu-PI, Aníbal Lemos fala sobre novo desafio

O projeto de ressurgimento do Fluminense começou com a disputa do Piauiense Sub19 no qual foi campeão.

A equipe do Fluminense deu seu primeiro passo pensando na disputa da 2ª divisão do Campeonato Piauiense. O anuncio do treinador Aníbal Lemos foi realizado nessa terça-feira (11) e agora junto com a diretoria começa a pensar na montagem do elenco que passa por atletas piauienses, envolvendo uma mescla entre juventude e experiência.

O projeto de ressurgimento do Fluminense começou com a disputa do Piauiense Sub19, no qual o time foi campeão e tem vaga na Copa São Paulo de Futebol Junior 2020. Agora, Aníbal volta ao futebol do estado com a missão de levar o time a divisão principal. “Surgiu esse convite do Fluminense, que vai de encontro a tudo que eu penso no futebol. Venho com essa opção de disputar a 2ª divisão e chegar a 1ª divisão, eu acredito que a estrutura que nós temos, aliados aos trabalhos do dia a dia conseguir uma das vagas”, Aníbal.

Em treino,  técnico Aníbal Lemos começa a preparar o time visando o Campeonato Piauiense da 2ª Divisão que deve iniciar em setembro - Foto: Elias Fontinele/O Dia

O Fluminense quer formar um time genuinamente piauiense, dando oportunidade aos atletas do estado e principalmente as categorias de base. Entre os diretores se fala até em formato de competição sub23, mas tudo isso ainda será definido no arbitral da competição junto a federação e outros dirigentes.

“Nos vamos precisar nos adequar a realidade da competição. Acredito que seria melhor para dar oportunidade aos nossos jogadores e até mesmo manter os meninos da nossa base competindo um formato com idade abaixo, mas caso não aconteça vamos sim contratar, mas sempre priorizando atletas do Piauí”, disse Vicente. O Coordenador do Flu ainda afirma que não descarta a possibilidade de nomes que vestiram a camisa do River, Altos ou até mesmo outros times ao longo do Estadual. “Aníbal me passou uma lista com dez nomes, estamos analisando”, disse.

O Piauiense 2ª divisão deve iniciar em setembro. As inscrições serão entre 24 de junho e 1º de julho. Além do Flu, Cori-Sabbá, Timon, Oeirense, Picos e Ferroviário demonstraram interesse em participar. 

Maior prova de MTB do Piauí deve colocar mais de 600 ciclistas

Maior prova de MTB do Piauí deve colocar mais de 600 ciclistas

Já há 200 atletas inscritos. Provas acontecem nos dias 6 e 7 julho em Picos.

A sétima edição da prova Picos Pro Race acontece nos dias 6 e 7 de julho, na cidade do Mel. A expectativa é de colocar mais de 600 ciclistas na prova esse ano que se apresenta com novidades; premiação até o décimo colocado, categoria PNE para portadores de deficiência física e categoria kids. A PPR é considerada a maior prova de Mountain Bike do Norte e Nordeste do país.

“Chegamos a essa sétima edição da PPR com a expectativa de superar todas as provas anteriores. Esse ano vamos ter uma premiação em dinheiro de quase 20 mil reais e com o objetivo de prestigiar os atletas que comparecem a prova. Vamos premiar do 1º ao décimo colocado. Além disso, já temos 200 atletas inscritos e a expectativa é colocar mais de 600 nas trilhas”, conta Daniel Freitas idealizador da prova.


Foto: Arquivo O Dia

Entre os nomes que irão disputar a PPR, está o ciclista Francisco Édio, na categoria elite. Ele conta que os treinos estão intensos e que objetivo é chegar entre os três primeiros esse ano. “Eu já disputei todas as edições, desde a primeira em 2013, mas nunca consegui esse top três, vou tentar conseguir isso esse ano. A prova é dura, intensa, sol desgastante então além de estar preparado é torcer para ser o meu dia”, afirmou.

Antônio Oliveira, categoria Master C2, 59 anos, também é figura carimbada na prova e sempre subindo ao pódio. “Competi todas as edições e praticamente todas eu subi ao pódio. Treinos intensos, pois sabemos que a palavra de ordem na Picos Pro Race é superação”, frisou.

Esse ano a prova trás novidades e tem categoria PNE, para portadores de necessidades especiais, com o objetivo de incluir. “Ano passado colocamos em categoria experimental, esse ano já temos oito atletas inscritos e quando recebemos o pedido fizemos questão de incluir a categoria”, acrescentou Daniel Freitas.

A Picos Pro Race 2019 acontece nos dias 6 e 7 de julho, na cidade do Mel. A prova tem percursos com 20km, 45km e 90km.

Vigiado por mais de 50 policiais, Neymar deverá depor na quinta

Vigiado por mais de 50 policiais, Neymar deverá depor na quinta

Neymar deverá entrar pelo 11º Distrito Policial, um prédio vizinho ao da DDM em Santo Amaro.

O atacante Neymar deverá prestar depoimento nesta quinta-feira (13), às 16h, na 6ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), em São Paulo, onde é acusado de estupro pela modelo Najila Trindade.

Júlio Borba, chefe dos investigadores da DDM em Santo Amaro, zona sul da cidade, confirmou a data à reportagem. Borba, desde a segunda-feira (10), recebe agentes do GOE (Grupo de Operações Especiais) e da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) para vistoriarem o prédio da delegacia e os arredores para traçarem uma estratégia de segurança.

Advogada e funcionários de Neymar também participaram dessas tratativas.

A princípio o estafe do jogador consultou a possibilidade de comparecer ao prédio de helicóptero, mas não há espaço físico para o pouso. Nesta terça (11), uma estrutura com cavaletes para isolar a única porta de acesso ao prédio da DDM foi instalada. A movimentação gerou especulações que o jogador poderia comparecer a qualquer momento prestar depoimento, o que foi descartado.


Foto: Reprodução/Instagram

Curiosos e fãs do atacante do Paris Saint-Germain também passaram pelo local diante do excesso de viaturas que entravam na DDM durante o dia. "O depoimento está agendado para quinta-feira à tarde", disse Borba.

Neymar deverá entrar pelo 11º Distrito Policial, um prédio vizinho ao da DDM em Santo Amaro. Com isso, o jogador não teria contato com jornalistas do Brasil e do exterior que fazem plantão no local desde o último dia 1º, após a delegada Juliana Lopes Bussacos instaurar inquérito policial.

Najila registrou o boletim de ocorrência, no dia anterior, acusando Neymar de agredi-la e estuprá-la no dia 15 de maio em um hotel em Paris, na França.

Diante dessa estratégia, a CET, a princípio, vai interditar apenas um quarteirão da rua Padre José de Anchieta, uma das vias mais conhecidas e movimentadas do bairro de Santo Amaro.

Pelo menos 50 policiais deverão fazer a segurança somente na área interna no dia do depoimento. "Não temos um número ainda dos policiais que vão trabalhar do lado de fora e arredores. Mas na parte interna para dar segurança ao jogador, imprensa, teremos 50 policiais", disse Borba.

O Ministério Público designou três promotoras de Justiça de Enfrentamento à Violência Doméstica para acompanhar o inquérito policial que investiga se o atacante teria estuprado a modelo Najila Trindade. O caso é conduzido pela Doutora Juliana Lopes Bussacos, após Najila registrar boletim de ocorrência no último dia 31.


Foto: Reprodução/Instagram

Estefânia Ferrazzini Paulin, Flávia Cristina Merlini e Katia Peixoto foram designadas conforme publicação no Diário Oficial do último dia 8, um dia depois de Najila prestar depoimento na DDM de Santo Amaro. Na tarde desta terça, Paulini e Merlini acompanharam o depoimento de Rodrigo Sina Galo, amigo de Neymar e quem teria comprado passagens e hospedagem, a pedido de Neymar, para Najila ir até Paris.

As duas também tomaram conhecimento das demais peças do inquérito policial. "O procurador-geral entende que, como o caso envolve em princípio violência doméstica, vamos acompanhar as investigações", disse Paulin.

Questionada se o crime de estupro configura violência doméstica, Paulin e Merlini não responderam. "Não vamos falar sobre o caso especificamente, vamos acompanhar provas orais, perícias técnicas. Obvio todos os crimes contra a mulher e violência domestica", disse Paulin.

Merlini disse que "sobre essa questão a gente prefere falar em um momento oportuno, numa entrevista coletiva futuramente."

O ex-companheiro de Najila, Estivens Alves, vai depor na manhã desta quarta (12). Em seu depoimento no dia 7, Najila diz que foi informada pelo ex-companheiro, Alves, sobre o desaparecimento do Ipad. Segundo a modelo, o aparelho armazena uma cópia de segurança do vídeo de sete minutos que fez para provar que fora agredida e estuprada por Neymar na noite anterior.

Apenas pouco mais de um minuto desse vídeo vazou nas redes sociais na quarta passada (5). No dia seguinte, a modelo disse para alguns veículos de imprensa que o apartamento teria sido arrombado e o tablet levado, mas não registrou boletim de ocorrência.


Foto: Reprodução/Instagram

"Meu cliente (Estivens) não encontrou com esse Ipad, na cor rosa. Ele esteve no apartamento e retirou apenas pertences do filho, como roupas e o seu laptop. Vim entregar o vídeo que ele fez enquanto estava no apartamento", disse o advogado de Alves, Roberto Gustanelli.

Najila, durante o depoimento, se comprometeu a entregar o celular para delegada Bussacos até segunda (10). Ela ainda não havia entregue o aparelho até o começo da noite desta terça. O sumiço do celular, segundo o advogado Danilo Garcia de Andrade, que defendia a modelo, foi o motivo pelo qual ele comunicou a imprensa, na noite de segunda, que deixou o caso.

No entanto, Andrade não compareceu na DDM nesta terça para oficializar sua saída, assim como nenhum outro advogado se apresentou como o contratado pela modelo.

Arthur deve perder estreia na Copa América e corre risco de corte

Arthur deve perder estreia na Copa América e corre risco de corte

O volante sofreu uma lesão no joelho direito na goleada por 7 a 0 sobre o Honduras.

Fora dos treinos da seleção brasileira na segunda (10) e também nesta terça-feira (11), Arthur, 22, preocupa a comissão técnica. O volante sofreu uma lesão no joelho direito na goleada por 7 a 0 sobre Honduras, no último domingo (9), e vem passando por tratamento na concentração da equipe nacional em São Paulo.

O jogador passou por exames de imagem, cujos resultados não foram divulgados pela CBF, mas neste momento sua presença na abertura da Copa América, na sexta-feira (14), contra a Bolívia, está praticamente descartada. A possibilidade de corte ainda não foi afastada, e a substituição de seu nome na lista teria de ser efetuada até 24 horas antes da estreia, com o aval da Conmebol.

O problema ocorreu no primeiro tempo do duelo com Honduras, em Porto Alegre, o último preparatório para a competição continental. Depois de dar um passe no círculo central, o volante sofreu uma dura entrada de Quioto, que acabou recebendo o cartão vermelho pelo violento carrinho com os pés erguidos.


Arthur - Foto: Reprodução/Instagram

Logo após a partida, passado o susto inicial, havia otimismo no vestiário verde-amarelo. O departamento médico da equipe nacional chegou a descartar a necessidade de exames complementares, e o técnico Tite dizia ter se tranquilizado por um papo com o próprio jogador na capital gaúcha.

"O Arthur está bem, conversei com ele agora. Ele disse: 'Foi só uma pancada". Vi no semblante, sem passar por cima do doutor [que não há preocupação]. O doutor vai passar para vocês, mas, só pelo estado anímico dele, foi só uma pancada", afirmou o treinador, logo após a goleada do fim de semana.

Na segunda-feira, porém, a CBF informou que o atleta havia sido reavaliado e que o corpo médico tinha decidido realizar os exames de imagem que foram descartados anteriormente. Enquanto seus companheiros vêm treinando no Pacaembu, ele recebe atenção dos médicos no hotel Pullman, no Ibirapuera, onde está hospedada a delegação.

Arthur é um dos únicos dois jogadores -Richarlison é o outro- que atuou em todas as dez partidas do time desde a realização da última Copa do Mundo.

Logo no início do ciclo pós-Rússia, o treinador deixou claro que o jogador do Barcelona seria uma figura importante na nova etapa da equipe verde-amarela. "Ele acha a saída. 'Acha Saída" é o apelido", costuma dizer o gaúcho, referindo-se à capacidade do goiano de construir jogadas a partir do campo de defesa.

Quase certamente sem Arthur na estreia, Tite terá de optar entre Allan, 28, e Fernandinho, 34. O primeiro foi o escolhido no momento da contusão do titular contra Honduras, mas o segundo conta com a confiança do chefe, apesar das falhas cometidas nas últimas duas edições da Copa do Mundo, que o marcaram para boa parte dos torcedores.


Seleção estreia na Copa América nesta sexta-feira (14)

Allan, do Napoli, é hoje considerado pelo técnico um jogador mais dinâmico, que transita com maior facilidade entre as duas áreas. Já Fernandinho, do Manchester City, tem um passe preciso -que encanta seu chefe na Inglaterra, Pep Guardiola- e pode adotar um posicionamento mais conservador, ao lado de Casemiro.

A primeira opção, de maior vigor, encaixa-se no plano de Tite de marcar no campo de ataque a saída do adversário, procurando sufocar o rival. Com o atleta mais experiente, porém, o gaúcho poderia dar maior liberdade aos laterais, sobretudo a Daniel Alves pela direita. Nessa segunda alternativa, Philippe Coutinho também ficaria mais livre, perto dos atacantes.

"O Fernandinho faz muito bem a função com a bola pertinho, com passe curto, com uma característica parecida com a do Arthur, de passe, posse, embora o Arthur se movimente mais. E o Allan é aquela transição ofensiva e defensiva com mais força, com mais movimentação. Temos essas possibilidades", disse o auxiliar técnico Cleber Xavier.

Caso Arthur venha a ser cortado, essa será a segunda baixa da seleção na preparação para a Copa América. A primeira foi Neymar, que lesionou o tornozelo direito no amisto contra o Qatar, na última quarta (5), e foi cortado horas depois. Willian, do Chelsea, foi chamado para o seu lugar.

11 de junho de 2019

Palmeiras renova contrato de Felipe Melo até dezembro de 2021

Palmeiras renova contrato de Felipe Melo até dezembro de 2021

Renovação de contrato em junho não tem sido uma prática muito adotada pela diretoria alviverde, que tem esperado até mais perto do fim do ano para acertar a permanência dos jogadores.

O Palmeiras anunciou nesta terça-feira (11) a renovação do contrato do volante Felipe Melo até dezembro de 2021. O jogador, que completa 36 anos neste mês, tinha o vínculo se encerrando ao final desta temporada, mas acertou sua permanência para mais dois anos.

"Estou feliz, muito feliz mesmo", disse o atleta ao site oficial do Palmeiras. "Primeiro de tudo, quero agradecer muito a Deus, que abriu as portas da minha vinda para cá e tem feito com que, até o momento, eu tenha uma história bonita no clube. Agradeço também aos meus familiares, aos torcedores, à família Palmeiras, ao presidente, ao Alexandre Mattos, ao nosso treinador Felipão e aos meus companheiros, que têm me ajudado bastante".

"Espero que nesses próximos anos a gente possa conquistar títulos e entrar de vez para a história deste grande clube que é o Palmeiras", completou.

O volante Felipe Melo renovou contrato com Palmeiras (Foto: Divulgação)

A renovação de contrato em junho não tem sido uma prática muito adotada pela diretoria alviverde, que tem esperado até mais perto do fim do ano para acertar a permanência dos jogadores. Foi assim nos casos recentes de Edu Dracena, Fernando Prass e Jailson, além de Marcos Rocha e Mayke, que estavam emprestados e foram comprados em definitivo.

Felipe Melo já poderia assinar um pré-contrato com outro time a partir do meio deste ano, mas já vinha sinalizando sua vontade de permanecer no Verdão. Entre os motivos principais para a decisão de ficar estavam a estrutura oferecida pelo clube, o bom ambiente com o grupo e a adaptação a São Paulo.

No começo do ano, o nome do volante foi especulado em uma possível transferência para o Flamengo, mas o Palmeiras não chegou a receber nenhuma proposta oficial.

Felipe Melo chegou ao Palmeiras no começo de 2017 e tem sido um dos destaques da atual temporada. Titular absoluto com Felipão, o camisa 30 tem também usado a braçadeira de capitão quando Bruno Henrique não está em campo.

Willian Arão ainda vê Flamengo na briga por título brasileiro

Willian Arão ainda vê Flamengo na briga por título brasileiro

o Flamengo chega para a última rodada antes da paralisação para a Copa América sem chances de assumir a liderança,

Apontado como um dos favoritos a conquistar o Campeonato Brasileiro deste ano, o Flamengo chega para a última rodada antes da paralisação para a Copa América sem chances de assumir a liderança, uma vez que está cinco pontos atrás do Palmeiras. O bom desempenho do time alviverde até aqui -está invicto na competição-, porém, não assusta o volante Willian Arão, que aposta que, em breve, a equipe comandada por Felipão vai tropeçar.

Arão usa de base, inclusive, o próprio Flamengo que, no ano passado, na parada para a Copa do Mundo, estava oito pontos à frente do Palmeiras, caiu de rendimento e viu o adversário levantar a taça.

"O campeonato ainda não acabou. No ano passado, antes da parada para a Copa (do Mundo), estávamos oito pontos na frente do Palmeiras e eles foram campeões. São 38 rodadas e estamos na nona. Ano passado, começamos bem, oscilamos e recuperamos no final. Se o Palmeiras vencer todos os jogos e for campeão, parabéns a eles. A oscilação é normal e temos de estar preparados. Há dois confrontos que dependem da gente. Desde 2003, não lembro de nenhum campeão invicto. O Palmeiras vai perder também" avisa ele.

O volante comentou ainda o novo posicionamento que vem tendo sob o comando do técnico interino Marcelo Salles, que assumiu o time após a saída de Abel Braga.

"O Marcelo prefere que eu jogue um pouco mais recuado, não saindo tanto, e atendo o que o treinador me pede. Com o Abel, começava já mais na frente, a própria marcação era mais à frente. Não tenho liberdade como tinha antes, mas é tranquilo", disse.

O jogador elogiou a chegada do técnico Jorge Jesus, que foi apresentado nesta segunda-feira (10) e vai fazer a estreia à frente do time contra o Athletico-PR, pelas quartas de final da Copa do Brasil, primeiro duelo após o retorno do calendário:

"O Jorge Jesus nos traz uma experiência muito grande, outra visão de jogo, aspectos importantes. Não foi campeão à toa. Tive a oportunidade de trabalhar com o Abel, Muricy (Ramalho), que também são multicampeões. Esperamos assimilar o mais rapidamente possível".

Por que Jesus, artilheiro da Era Tite, está no banco na Copa América

Por que Jesus, artilheiro da Era Tite, está no banco na Copa América

O atacante do Liverpool atuou por 35 minutos no amistoso do último domingo (9) e fez um gol.

Apesar de ser o artilheiro da seleção brasileira desde a chegada de Tite, Gabriel Jesus começará a Copa América entre os reservas e aceitou bem a situação. O treinador elogiou a boa fase vivida pelo atacante com a camisa verde e amarela, mas elencou alguns motivos para colocar Roberto Firmino entre os 11 que entrarão em campo contra a Bolívia na próxima sexta-feira (14), na estreia da competição.

Com 16 gols desde a saída de Dunga, em 2016, a revelação palmeirense supera até Neymar, que tem 14 no mesmo período e não disputará a competição. São cinco gols nos últimos três duelos. Pelos respectivos clubes, Jesus também tem números superiores: são 21 gols em 47 partidas, contra 16 tentos em 48 partidas de seu concorrente.

Apesar disso, Tite adota uma filosofia de não tirar a titularidade de atletas que precisam ir ao departamento médico. Na sua lógica, todos recebem uma nova chance de mostrarem que merecem ficar na equipe quando recuperam 100% de suas condições. Roberto Firmino só não começou contra Honduras porque ainda sente efeitos de uma lesão muscular.

O atacante do Liverpool atuou por 35 minutos no amistoso do último domingo (9) e fez um gol. A tendência é que ele tenha condições de jogar a maior parte dos 90 minutos na sexta-feira.

Além disso, Roberto Firmino tem a maior conquista da carreira recentemente, ao vencer a Liga dos Campeões. Aos 27 anos, ele participou de 12 jogos da maior competição de clubes do mundo e fez quatro gols. Ao lado de Alisson, eles desembarcaram na seleção brasileira com a confiança em alta.

Também é importante destacar que Firmino será o atacante mais velho da equipe, dando um pouco mais de experiência ao setor que terá Richarlison e David Neres, ambos com 22 anos, mesma idade de Gabriel Jesus.

No aspecto tático, a comissão técnica também entende que Roberto Firmino oferece um pouco mais de variação. Além de comandar o ataque, ele pode funcionar como armador em determinadas situações.

Curiosamente, a briga é um repeteco do que a seleção brasileira presenciou na Rússia, em 2018. Na ocasião, Jesus era o titular e terminou o Mundial com apresentações discretas. A manutenção dele em detrimento à presença de Firmino foi uma das maiores críticas sofridas por Tite na competição.

De lá para cá, Tite inverteu a situação e passou a priorizar o atacante do Liverpool. Ambos atuaram em sete duelos, mas Firmino ficou em campo em 482 minutos, contra 373 de Gabriel Jesus.


Leia mais

Com mais gols que jogos em 2019, Gabriel Jesus comemora bom momento no City 

Gabriel Jesus, o menino que sempre quis jogar com os mais velhos 


“Momento é de pensar o que vive o futebol piauiense”, diz Leandro

“Momento é de pensar o que vive o futebol piauiense”, diz Leandro

Com a eliminação precoce do Altos, o calendário do futebol profissional do Piauí se encerrou neste ano.

A eliminação precoce das equipes piauienses, Altos e River dentro do Brasileiro Série D 2019 trazem reflexões e principalmente deixam lições aos mandatários dois times. No caso, do Altos, comandado por Leandro Campos, o técnico Gaúcho, citou a necessidade de união entre dirigentes dos clubes do estado e a própria Federação de Futebol do Piauí (FFP) como forma de haver evolução para temporada 2020. Com a eliminação, o calendário do futebol profissional se encerrou esse ano.

“A diretoria deve fazer uma análise no sentido de soluções pensando na temporada 2020. Neste momento eu vou usar somente o sentimento e pensar nessa situação que vive o futebol piauiense. Era muito importante para o River e para o Altos avançar de fase e seguir brigando por objetivos maiores na Série D. Mas é um ponto de referencia, eu penso que os dirigentes e a própria federação, as forças que fazem o futebol piauiense devem se unir”, afirmou Leandro Campos.


Foto: Jailson Soares/O Dia

Em quatro participações, essa é a primeira vez que o Altos fica pelo caminho ainda na fase de grupos. Em 2016, O Jacaré chegou até as oitavas de final da competição nacional. Entre os atletas, situações como falta de ‘liga’ e de alguém entre presidente e elenco foram dadas como justificativas.

“Houve o investimento por parte do presidente, a gente sabe disso, mas acredito que as trocas de treinadores, as mudanças que aconteceram no decorrer, pois eu estou aqui desde dezembro e feliz, apesar de não ter conquistado tudo que almejamos, mas acredito que faltou uma pessoa mais próxima, uma linha entre nós (atletas) e o presidente”, explicou o meia Ancelmo Junior.

O Altos foi vice-campeão Piauiense e tem no calendário 2020 a disputa do Campeonato Estadual, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro. Agora, o elenco por completo é desfeito e o presidente Warton Lacerda deve voltar a pensar na montagem somente no final do ano.

Jaime Oncins visita estado e acompanha jogos do Piauiense

Jaime Oncins visita estado e acompanha jogos do Piauiense

Ele hoje é capitão do Brasil na Copa Davis. Oncins faz uma avaliação sobre o cenário do tênis no Estado.

Jaime Oncins está pela primeira vez em solo piauiense. O ex-tenista, que hoje é capitão do Brasil na Copa Davis, ministra uma clinica aos tenistas do estado, faz uma avaliação sobre o cenário no Piauí, que ainda busca uma ascensão. Em Teresina, Jaime teve a oportunidade de acompanhar as finais da 3ª etapa do Circuito Teresinense e as disputas da 2ª classe e 3ª classe.

“É sempre importante quando você tem essa oportunidade do intercâmbio, tanto para a nova geração. É primeira oportunidade que eu tenho de vir ao Piauí e até comentei que é um dos poucos estados que eu não conhecia no Brasil. Espero conseguir passar minha experiência. Eu estou cinco anos trabalhando fora e inclusive tive a oportunidade de trabalhar com um jogador que é do Piauí, o Vinícius Nogueira, e que hoje em dia está jogando por uma Universidade. Então, essa troca de informações é importante”, afirmou Jaime.


Foto: Jailson Soares/O Dia

A oportunidade de ter Jaime por perto é vista com excelentes olhos pelos atletas do estado, em especial para o garoto Bruno Ibiapina, 13 anos, que hoje é visto como o principal nome do estado. Bruno estava em quadra para mais uma final do Piauiense, pela 2ª classe contra Marcelo Pires, mas destacou a presença de Jaime como algo inspirador. “É muito bom. Jaime foi um ótimo jogador, top50 do Brasil e para mim a experiência de ter ele por perto é muita boa”, conta Bruno.

Ao longo de sua carreira, Oncins conquistou cinco títulos de duplas pela ATP, dois de simples, chegou a ser o número 34º do mundo em simples e 22º em duplas. Chegou a ser sétima dupla do mundo no ranking mundial de duplas ao lado do argentino Daniel Orsanic, vice-campeão de Roland Garros nas duplas mistas ao lado da argentina Paola Soares e semifinalista de duplas ao lado de Daniel Orsanic. Por último, e talvez o mais importante, participou das Olimpíadas de Barcelona em 1992 e de Sydney em 2000.

“O tênis exige muito foco e muita disciplina. É um esporte bem difícil, como todos os esportes de alto rendimento. O importante é você traçar metas curtas, gostar do que você está fazendo, depois atingir um aprimoramento e aí sim o que você vai ser no futuro somente o tempo vai dizer, mas você tem que ter consciência que precisa trabalhar muito duro”, disse Jaime Onscins.

A clinica de Jaime acontece hoje (11), às 18h, na Radical tênis, Logo em seguida, acontece a final da 3ª etapa do Piauiense de Tênis primeira classe. 

Espanha vence Suécia e segue 100% nas Eliminatórias da Euro

Espanha vence Suécia e segue 100% nas Eliminatórias da Euro

As duas seleções só voltam a jogar em 5 de setembro, de novo pelas eliminatórias da Euro. A Espanha visita a Romênia, enquanto a Suécia joga fora de casa contra as Ilhas Faroe.

A Espanha venceu a Suécia, nesta segunda-feira (10), por 3 a 0 e manteve os 100% de aproveitamento nas Eliminatórias da Eurocopa 2020. O primeiro gol do jogo no Santiago Bernabéu foi marcado em cobrança de pênalti pelo zagueiro Sergio Ramos, que é capitão do Real Madrid e conhece bem o estádio. Morata, também de pênalti, e Oyarzabal fecharam a conta.

A vitória leva a Espanha aos 12 pontos, na liderança isolada do grupo F. A campeã mundial de 2010 é seguida pela Suécia, que tem sete pontos. Romênia, Noruega, Malta e Ilhas Faroe completam a chave.

A Espanha dominou o primeiro tempo e chegou a marcar aos 17 minutos, mas o lance foi anulado por impedimento. Parejo recebeu em posição legal e rolou para Rodrigo, também em posição legal, completar para o gol. Porém, a arbitragem assinalou impedimento de forma equivocada. As eliminatórias da Euro não contam com o árbitro de vídeo (VAR).


Sergio Ramos foi quem abriu o placar para a Espanha - Foto: Reprodução/Instagram

Os donos da casa seguiram pressionando na etapa final. Isco perdeu duas boas chances nos primeiros 10 minutos do segundo tempo. Quem abriu o placar foi Sergio Ramos, em cobrança de pênalti. Aos 17 minutos, Isco cruzou, e a bola bateu no braço de Larsson. O zagueiro do Real deslocou o goleiro Olsen e fez a festa do Santiago Bernabéu.

Na reta final, a Espanha teve outro pênalti. Aos 39 minutos, Morata entrou na área e foi derrubado. O mesmo Morata cobrou e ampliou a vantagem. Pouco depois, ainda deu tempo do terceiro. Oyarzabal recebeu pela direita, cortou e bateu com categoria no canto.

As duas seleções só voltam a jogar em 5 de setembro, de novo pelas eliminatórias da Euro. A Espanha visita a Romênia, enquanto a Suécia joga fora de casa contra as Ilhas Faroe.

Grêmio cede CT para Copa América e terá de treinar em resort

Grêmio cede CT para Copa América e terá de treinar em resort

Na região metropolitana de Porto Alegre, o local deve proporcionar para o elenco de Renato Gaúcho tranquilidade.

O Grêmio vai fazer uma espécie de retiro durante a Copa América. Com estádio e CT cedidos para o torneio de seleções sul-americanas, o clube gaúcho decidiu realizar período de treinos fora de Porto Alegre. Ainda assim, a diretriz de não viajar foi mantida. Saída: migrar para o ecoresort Vila Ventura, em Viamão, por uma semana.

Na região metropolitana de Porto Alegre, o local deve proporcionar para o elenco de Renato Gaúcho tranquilidade. Um ingrediente importante para ajudar o time a cumprir o plano de se recuperar plenamente. O local foi usado pela seleção brasileira na era Dunga na Copa do Mundo de 2014 e já recebeu o Internacional e outros clubes brasileiros nos últimos anos. O Grêmio nunca esteve no local e só vai por contingência.

"Conversei com o presidente, falei com a diretoria. Eles autorizaram, nem devia falar, mas está definido. Vamos fazer nossa minitemporada lá em Viamão. Por que lá? Gosto muito de trabalhar aqui, mas pela Copa América não teríamos nosso CT disponível nos dois períodos. Lá, temos como trabalhar em dois períodos. Vamos poder recuperar todo mundo e por isso estou confiante que depois da Copa América vai ser outro Grêmio", disse Renato Portaluppi.


Foto: Folhapress

O Grêmio ainda não fechou a programação completa, mas sabe que atua quarta-feira (12) diante do Botafogo, no Rio de Janeiro, e já decreta folga geral. A reapresentação deve ocorrer em 24 de junho, com treinos em Viamão na mesma semana.

Além da preparação em dois turnos, o Grêmio irá pernoitar no ecoresort. O regime de concentração também é valorizado, por gerar maior unidade entre os jogadores. "A escolha foi pela Copa América. Os hotéis estão com 100% de ocupação, o Grêmio cedeu CT e estádio. Em Viamão tem hotel e campo muito bom para treinos em dois turnos", comentou Alberto Guerra, diretor de futebol do Grêmio.

O Grêmio deve realizar dois amistosos durante o recesso da Copa América. Os adversários ainda não foram confirmados. A primeira partida após retomada do futebol brasileiro também não, por depender das datas de quartas de final da Copa do Brasil.

10 de junho de 2019

Corinthians deve ter volta de Vagner Love no clássico com o Santos

Corinthians deve ter volta de Vagner Love no clássico com o Santos

O camisa 9 foi preservado do empate sem gols contra o Cruzeiro no último sábado, no Mineirão, por conta de dores na panturrilha.

O Corinthians deve ter o retorno do atacante Vagner Love para o clássico contra o Santos na próxima quarta-feira, às 21h30, na Vila Belmiro, válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. 

Com a volta de Love, Gustagol volta para o banco de reservas. O camisa 19, que está de contrato renovado, teve atuação apagada no Mineirão e só "apareceu" no jogo ao arriscar um bicicleta no fim da partida.

O técnico Fábio Carille deve promover outra novidade na equipe que inicia o clássico. O zagueiro Bruno Méndez teve sua estreia aprovada contra o Cruzeiro e deve ser mantido na lateral direita no lugar de Michel Macedo.

O reserva imediato de Fagner sentiu uma lesão no músculo posterior da coxa direita aos 23 minutos do primeiro tempo no duelo contra os mineiros e provocou a estreia do uruguaio de forma improvisada.

Desde fevereiro no clube, Méndez ainda não havia recebido uma chance de Carille. O zagueiro entrou na famosa "fogueira" e deu conta do recado. Apesar de não arriscar apoios ao ataque, ele foi bastante eficiente na marcação e arrancou elogios do treinador.

"Quero destacar o Bruno Méndez, esteve na seleção, chegou só na quarta-feira e precisou jogar. Ele tem um entendimento legal de posicionamento. Está há pouco tempo com a gente, atuou improvisado. Erros são normais de acontecer para quem está entrando e é um menino de 19, 20 anos. Mas foi muito acima do esperado por ser a estreia dele", afirmou Carille.

Fábio Carille contará com o retorno do zagueiro Manoel contra o Santos. O defensor não atuou contra o Cruzeiro por questões contratuais, já que pertence ao clube mineiro e está emprestado ao Timão até o fim desta temporada.

Em contrapartida, Carille soma cinco desfalques para o clássico na Vila. Além dos laterais Fagner, na seleção brasileira, e Michel, lesionado, o treinador não conta com Cássio, também na seleção que se prepara para a Copa América, e Pedrinho e Mateus Vital, servindo à seleção brasileira pré-olímpica no Torneio de Toulon, na França.

Chegada de Jorge Jesus ao Flamengo mobiliza imprensa portuguesa

Chegada de Jorge Jesus ao Flamengo mobiliza imprensa portuguesa

Jorge Jesus ainda está morando no hotel que serve de concentração para o Flamengo

Prestigiado em Portugal, o técnico Jorge Jesus tem mobilizado a imprensa lusitana para o Brasil após seu acerto com o Flamengo. Neste domingo (9), quando compareceu pela primeira vez ao Maracanã para assistir a uma partida de seu novo clube, jornalistas portugueses estiveram presentes e repercutiram a contratação com os jogadores do Flamengo.

O atacante Gabigol, por exemplo, foi perguntando por eles sobre o que achava da chegada do experiente comandante.

"Me falaram coisas super boas sobre ele (Jorge Jesus). Estamos ansiosos para ter o contato. Mas na quarta 912) ainda estamos com o Marcelo (Salles)", respondeu Gabriel, citando a partida contra o CSA.

Jorge Jesus assistiu ao jogo em uma das cabines de transmissão da imprensa ao lado de auxiliares e dirigentes do Flamengo. O treinador se mostrou bastante atento durante os 90 minutos, mas, no contato com a delegação antes do clássico com o Fluminense, não interferiu no trabalho do interino Marcelo Salles.

"Nosso contato foi muito rápido (com Jorge Jesus). Ele desejou sorte na partida de hoje, mas não teve nenhuma participação. Ele quis deixar as coisas andando. Seguimos o padrão de jogo que havíamos estabelecido. Da forma que ele tem a carreira dele, vitoriosa e experiente, eu não tenho que passar conselho. Ele que tem que nos orientar, é o nosso treinador. Vou passar as ideias que vínhamos fazendo, mas quem vai seguir as orientações dele somos nós", disse Salles.


Jesus ainda está hospedado em hotel do Flamengo

Com pouco tempo de Brasil, Jorge Jesus ainda está morando no hotel que serve de concentração para o Flamengo, fato que tem ajudado o treinador a estreitar a relação com jogadores e funcionários. Na última sexta-feira (7), o comandante conheceu as instalações do centro de treinamento Ninho do Urubu e se encantou.

"É um espaço muito bonito, moderno, com áreas muito adequadas a um centro de treinamento. Tudo bem concentrado em função das necessidades de uma equipe de futebol. Acho que foi bem pensado em função do que é exatamente dar espaço e garantias de trabalho aos profissionais. Tem instalações espetaculares", disse ao site oficial do Flamengo.

Jorge Jesus iniciará seu trabalho durante a parada do calendário brasileiro para a Copa América. O treinador será apresentado oficialmente nesta segunda (10), às 15h, no CT Ninho do Urubu.

Corinthians deixa de ganhar R$ 18 milhões com venda de zagueiro

Corinthians deixa de ganhar R$ 18 milhões com venda de zagueiro

Quando Felipe foi vendido ao Porto (POR), em 2016, o Corinthians pensou a longo prazo e manteve 25% dos direitos econômicos do jogador.

A venda de Felipe ao Atlético de Madri (ESP) rende algum dinheiro ao Corinthians neste meio de ano, mas bem menos do que o clube uma vez esperou. Antes dono de 25% do zagueiro, o clube agora só arrecada 0,5% do valor da transferência via mecanismo de solidariedade da Fifa, o que equivale a 100 mil euros (R$ 437 mil na cotação atual).

É uma compensação bem menor do que poderia ter sido. Quando Felipe foi vendido ao Porto (POR), em 2016, o Corinthians pensou a longo prazo e manteve 25% dos direitos econômicos do jogador. Mas o plano logo caiu por terra: em momento de dificuldades financeiras do clube, o então presidente Roberto de Andrade vendeu a fatia ao próprio Porto, por 2 milhões de euros (R$ 9 mi à época).

Essa pressa fez o Corinthians deixar de ganhar quase R$ 20 milhões a mais. Felipe fez sucesso desde sua chegada no futebol português, valorizou-se e agora sai ao Atlético de Madri custando 25 milhões de euros (R$ 110 milhões). Se o Corinthians ainda tivesse os tais 25%, receberia agora cerca de R$ 28 milhões, três vezes mais do que o recebido por urgência em 2016.

Segundo apurou o UOL Esporte, o clube alvinegro não planeja investir tal valor em reforços. Nas palavras de um diretor influente, esta quantia deve ir para o caixa do clube para quitar "despesas correntes". Na prática, vai servir para quitar salários, pagar contas ou contratar terceiros para algum serviço necessário na sede do Parque São Jorge ou no CT Joaquim Grava. Mas isso só quando o Atlético de Madri fizer o depósito, o que ainda pode demorar semanas.

O destino dos R$ 440 mil ainda não está definido, mas é tão pouco na operação financeira do Corinthians que é tratado quase como um 'trocado". O dinheiro pode pagar, por exemplo, um mês e meio de "serviços de limpeza e conservação" ou quatro meses de "assessoria jurídica" no Corinthians -segundo valores do orçamento previsto para 2019.

Perto de estreia, Brasil tem pior público em cinco anos e decepciona Tite

Perto de estreia, Brasil tem pior público em cinco anos e decepciona Tite

O Beira-Rio, em Porto Alegre, recebeu neste domingo (9) a maior goleada da seleção brasileira desde 2012, o 7 a 0 sobre Honduras, mas pouca gente viu o jogo no estádio.

 Os 16.521 pagantes constituem o menor público em jogos do Brasil em casa desde a Copa do Mundo de 2014.

O público foi inferior ao de partida de janeiro de 2017, jogo em tributo aos mortos no acidente de avião da Chapecoense, contra a Colômbia no Engenhão e que teve apenas 18.695 torcedores presentes. Como não era uma data Fifa, esse confronto só teve atletas que atuavam no Brasil em campo.

"A minha expectativa era um público maior mesmo. Eu pensei que viesse mais gente. Mas não sei dizer o motivo de isso ter acontecido. A grana, talvez. Ou, se fosse o jogo valendo, teria um apelo maior. Ontem -treino aberto de sábado (8)-, eu até fiquei contente, os atletas contribuíram bastante para um ato solidário. Esperava mais para hoje", disse o técnico Tite.

Às vésperas da estreia na Copa América, na próxima sexta-feira (14) contra a Bolívia, no Morumbi, a seleção passou os amistosos preparatórios sem ser vaiada, tanto contra o Qatar, em Brasília (vitória por 2 a 0), quanto frente aos hondurenhos. Na capital federal, houve assédio digno do time da CBF, mas Neymar ainda estava no elenco, o que aumenta o interesse.

Em Porto Alegre, a recepção foi fria. Seis torcedores estavam no hotel quando a delegação chegou, na quinta (7) à noite. No sábado, cerca de 5 mil pessoas estiveram no treino aberto, a cujo acesso era garantido doando 2 kg de alimento. Isso aumentou a expectativa de Tite para um bom público no domingo, o que não se concretizou.

No estádio os espaços vazios faziam com que, em alguns momentos, os gritos de Tite e o som da batida na bola em um chute ou passe fossem escutados. O silêncio diminuía por questões locais, quando Allison, goleiro que iniciou a carreira no Inter, ou Everton, gremista que entrou no segundo tempo, tocavam a bola.

No caso de Everton, houve uma batalha de gritos, com colorados vaiando e gremistas vibrando quando ele recebia a bola. A facilidade com que o Brasil foi fazendo gols também parece ter feito com que a atenção dos torcedores se desviasse para o confronto clubístico com os atletas das equipes gaúchas.

Há, claro, o fato de que a Copa América, num contexto geral, ainda não empolgou os brasileiros. Muito porque o Campeonato Brasileiro está em andamento, com jogos ocorrendo até a véspera da abertura do torneio da Conmebol. No domingo, uma hora após o Brasil massacrar Honduras, um dos clássicos mais tradicionais do país, o Flamengo x Fluminense, ocorreu no Rio.

Depois da Copa do Mundo de 2014, o Brasil fez 14 jogos em casa, sob comando de Dunga e depois de Tite. O de maior público foi a vitória de 3 a 0 sobre a Argentina, no Mineirão, em novembro de 2016 já sob a batuta de Tite: 53.490 pagantes. A média de público do Brasil nesses 14 confrontos foi de 35,5 mil pagantes, bem acima do que esteve no Beira-Rio neste domingo.

Com Marta como inspiração, garotas falam em sonho de jogar futebol

Com Marta como inspiração, garotas falam em sonho de jogar futebol

“Eu comecei a jogar futebol por conta da Marta, ela é minha grande inspiração", conta Marina

A Copa do Mundo de Futebol Feminino teve inicio na sexta-feira (7), na França, mas a Seleção Brasileira entra em campo somente no domingo (9) quando encara a Jamaica, em Grenoble. Ainda na primeira fase encara a Austrália e Itália.  Em Teresina, tem uma turminha de garotas que está empolgada com a oportunidade de acompanhar pela primeira vez uma Copa e poder torcer por Marta & Cia.

“Eu comecei a jogar futebol por conta da Marta, ela é minha grande inspiração. Além da Formiga, que vai para sua ultima Copa e eu sei que é importante na historia do futebol feminino aqui (no Brasil)”, conta Marina Castelo Branco, 10 anos.

Com idade entre seis e dez anos, as meninas vivem a expectativa de assistir o mundial. Elas também usam Marta, Formiga e Cristiane como inspiração para o futuro, pois sonham em jogar futebol profissional e chegar a jogar na seleção. Yasla Vivian, 10 anos, é uma das mais habilidosas e empolgadas com a Copa, ela até brinca com o apelido “Martinha”.

“Todo lugar que eu chego para jogar o pessoal fala isso, a essa menina aí é a Martinha, toda vez. Até gente que eu não conheço fala, acho engraçado. Eu gosto muito de jogar aqui, treinar, finalizar e principalmente driblar as minhas amigas, é bom demais”, conta Yasla.

Mesmo pequenininhas, o discurso delas é de gente grande, inclusive tem garota com inspiração dentro de casa e fala em orgulhar os pais. “Eu sempre gostei de bola, ficava brincando sozinha em casa, e aí depois de um tempo pedi para o meu pai me trazer para uma escolinha de futebol e ele topou. Meu pai jogava, mas teve que largar por conta do trabalho e estudos, então é mais um motivo para que eu jogue”, conta a garota Emanuelle, de 6 anos.

Dentro de campo os treinos são diários e não falta disciplina e dedicação, algo que surpreende o ‘Tio Lyom’, que acompanha elas de perto. “Elas me cobram, querem treinar sempre mais e querem algo mais especifico, com nível profissional. Essas meninas veem o futebol com algo serio e para se dedicar e isso facilita muito até mesmo para passar conhecimento. Todas têm uma maturidade gigantesca”, comenta Lyom Martins. 

Altos vence, mas é eliminado do Brasileiro Série D

Altos vence, mas é eliminado do Brasileiro Série D

Com o resultado, o time encerra seus compromissos na temporada e começa a pensar em 2020.

Pela primeira vez em quatro anos a equipe do Altos não avança para segunda fase do Campeonato Brasileiro Série D. O time comandado por Leandro Campos, venceu o MAC, do Maranhão, por 2 a 1, gols de Manoel e Ancelmo Junior para o Jacaré. Marciano diminuiu para o Maranhão, mas o time entrou em campo sem depender somente de suas forças e a vitória do Central em cima do Atlético Cearense por 1 a 0 tirou o Altos da competição. Com o resultado, o time encerra seus compromissos na temporada e começa a pensar em 2020. O Altos tem Campeonato Piauiense, Copa do Brasil e Série D no calendário. 

O jogo 

O Altos começou pressionando bastante e logo aos 12 minutos, Manoel cabeceia forte, mas para fora. O MAC responde em chute cruzado, aos 21 minutos. O Altos ainda leva um susto aos 40 minutos do primeiro tempo, em recuo de bola do zagueiro Yuri que pega o goleiro Camilo para fora, mas bola vai para fora. 

Com 44 minutos, Dudu Gago cruza. Goleiro Rodrigo Ramos defende, mas dá o rebote, Manoel tenta de cabeça e bola cobre o goleiro, toca a trave e sai. Aos 45, mais chance do Altos com Dudu Gago acertando a trave, mas nada de gol. 

Inicio de segundo tempo e as duas equipes voltam sem mudanças. Aos 12, o tecnico do Jacaré tira Marcinho de campo e coloca Wesley. O Altos marca o primeiro gol aos 12 minutos, em chute despretensioso de Manoel, rasteiro, que morre no fundo do gol de Rodrigo Ramos. Depois disso, mas mudanças no Jacaré com a entrada de Ancelmo Junior, no lugar de Dos Santos. 


O time comandado por Leandro Campos venceu o MAC, do Maranhão, por 2 a 1 - Foto: Elias Fontinele/O Dia

Mas quem chega ao empate é o time do Maranhão. Com Marciano aproveitando falha do Jacaré, em contra-ataque, o atacante fica sozinho com Camilo e leva a melhor. 1 a 1 no Lindolfo Monteiro. Aos 41 minutos, Ancelmo consegue boa jogada, chuta forte e bola entra. O Altos fez sua parte que era vencer o jogo, mas o Central de Caruaru conseguiu a vitória mínima necessária para terminar entre os melhores segundos colocados e o time piauiense encerrou sua caminha com nove pontos; três vitorias, três derrotas e o terceiro lugar no Grupo A4. 

Agora, o Jacaré se planeja para temporada 2020. Como vice-campeão Piauiense o time tem Estadual, Copa do Brasil e Brasileiro Série D no próximo ano. 

River perde único jogo e fica fora da 2ª fase na Série D do Brasileiro 

A equipe do River foi até Belém, do Pará enfrentar o Bragantino (PA) e saiu de campo com uma derrota por 1 a 0. O time de Marcinho Guerreiro conheceu sua única derrota na competição, mas foi o suficiente para terminar em terceiro lugar do grupo e ficar de fora da segunda fase. O gol do Bragantino foi marcado por Edgar, aos 24 do segundo tempo. 

O Galo Carijó saiu da Série D do Brasileiro com nove pontos; Duas vitorias, três empates e uma derrota. Como campeão piauiense da temporada 2019, em 2020 o time tem no calendário a disputada do Campeonato Piauiense, Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Série D do Brasileiro 2020

Depois marcar 3 contra a Jamaica, Cristiane, 34, fala em recomeço

Depois marcar 3 contra a Jamaica, Cristiane, 34, fala em recomeço

Por causa de uma sequência de lesões, ela não era escalada para defender a equipe nacional desde a Copa América, em abril de 2018, quando as brasileiras conquistaram seu sétimo título.

A atacante Cristiane, 34, autora dos três gols do Brasil contra a Jamaica, na estreia da seleção na Copa do Mundo da França, disse que a partida marcou um recomeço e uma volta por cima.

Por causa de uma sequência de lesões, ela não era escalada para defender a equipe nacional desde a Copa América, em abril de 2018, quando as brasileiras conquistaram seu sétimo título. Antes, ela tinha chegado a anunciar sua aposentadoria da seleção, em protesto pela demissão da técnica Emily Lima -primeira mulher a comandar o time feminino, ela permaneceu menos de um ano no cargo.

Cristiane também se queixava da diferença entre o tratamento reservado pela CBF para suas equipes de homens e aquele conferido às de mulheres (diárias pagas a atletas, premiações, uniformes).

Em fevereiro deste ano, uma lesão no músculo sóleo, na região da panturrilha, tirou a centroavante da She Believes, preparatória para a Copa. Mais recentemente, ela foi cortada dos dois últimos amistosos às vésperas do Mundial porque ainda não tinha se recuperado.

"É uma vitória pessoal muito grande para mim", disse a jogadora, na saída do gramado do estágio dos Alpes, em Grenoble (sudeste da França). "Estou feliz demais por representar todas as meninas que estão acompanhando a Copa no Brasil e sonhando com isso [jogar futebol e defender a seleção]."


Cristiane do Brasil comemora seu terceiro gol - Foto: Folhapress

Vice-campeã do mundo em 2007 e vice olímpica por duas vezes (além de maior artilheira da história dos Jogos), Cristiane disputa sua quinta Copa. Já defendeu clubes na Alemanha, na China, nos Estados Unidos e na França. Em 2019, assinou contrato com o São Paulo.

"Sempre confiei muito nela", disse o técnico Vadão, também após o jogo. "Esperamos ela até o último momento. Em Portugal [onde a equipe fez uma aclimatação de 15 dias antes de seguir para a França], foi poupada duas ou três vezes. Dentro da área, ela é uma das maiores do mundo."

O treinador elogiou o desempenho do setor ofensivo da seleção, só lamentando a relativa ineficácia na finalização. Disse que a volta de Marta, no banco por causa de uma lesão na coxa esquerda, ainda depende do aval dso departamentos físico e médico.

O próximo adversário é a Austrália, sexta no ranking da Fifa (o Brasil é o décimo) e adversário que sempre cria dificuldades para o Brasil –ainda mais depois de perder em sua estreia, também neste domingo, para a Itália.

A partida da segunda rodada acontece na quinta (13), às 18h (13h no Brasil).

Brasil cumpre papel e atropela Honduras diante de estádio vazio

Brasil cumpre papel e atropela Honduras diante de estádio vazio

Depois de perder Neymar por toda a Copa América na vitória por 2 a 0 sobre o Qatar, na última quarta-feira (5), Tite viu Arthur sofrer uma forte pancada no joelho direito.

O clima não era exatamente de teste. O estádio Beira-Rio tinha boa parte de suas arquibancadas vazias, com apenas 16.521 torcedores presentes, e o adversário, extremamente frágil, ficou com um a menos ainda no primeiro tempo. Nesse cenário, a seleção brasileira fez o que dela se esperava em seu último amistoso preparatório para a Copa América, neste domingo (9), e derrotou Honduras por 7 a 0.

Com um público bem baixo para um jogo da equipe nacional, os favoritos se impuseram antes mesmo da expulsão de Quioto e rapidamente abriram dois gols de vantagem. Aqueles que se dispuseram a pagar de R$ 80 a R$ 450 em valores integrais dos bilhetes para ver um time sem Neymar assistiram a um bom jogo coletivo - diante, repita-se, de um adversário fraco.


Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Mais uma vez, a seleção não conseguiu terminar o amistoso sem feridas. Depois de perder Neymar por toda a Copa América na vitória por 2 a 0 sobre o Qatar, na última quarta-feira (5), Tite viu Arthur sofrer uma forte pancada no joelho direito. Foi essa jogada que gerou a expulsão de Quioto e fez o ex-jogador do Grêmio ser substituído em Porto Alegre.

Àquela altura, o triunfo já estava bem encaminhado. Logo aos sete minutos, jogada muito bem trabalhada por Daniel Alves e Richarlison foi concluída em cabeceio de Gabriel Jesus - gol anulado e depois confirmado pelo árbitro de vídeo. Seis minutos depois, Thiago Silva desviou cobrança de escanteio de Philippe Coutinho, arrancando vibração efusiva de Tite.

O treinador não se comportava como se estivesse em um jogo amistoso fácil. Além de comemorar bastante os gols, o gaúcho reclamou muito com a arbitragem, especialmente quando os jogadores de Honduras cometeram faltas duras em sequência. Aquela cometida por Quito, aos 29 minutos, deixou a possibilidade de goleada ainda mais escancarada.

09 de junho de 2019

Com show de Cristiane, o Brasil derrota a Jamaica por 3 a 0

Com show de Cristiane, o Brasil derrota a Jamaica por 3 a 0

A próxima partida do Brasil na Copa do Mundo de futebol feminino acontece na quinta-feira

Cristiane foi o grande nome da seleção brasileira na partida de estreia contra a Jamaica, na Copa do Mundo, realizada no Estádio dos Alpes, em Grenoble, na França. A camisa 11 marcou três gols, além de jogadas de velocidade que confundiram as defensoras jamaicanas.

O treinador Vadão, durante entrevista no gramado após o jogo, disse que ficou satisfeito com o desempenho da equipe, reconheceu alguns erros e lamentou alguns gols perdidos. Ele não confirmou a presença de Marta para a próxima partida da seleção contra a Austrália, na quinta-feira (13), às 13h, em Montpellier.


O jogo começou com a seleção brasileira pressionando a defesa da Jamaica, em ações de Tamires, Debinha e Cristiane. Aos seis minutos, em uma jogada pela esquerda, Cristiane cruzou para o gol e surpreendendo a goleira Schneider, com a passando perigosamente pela frente do gol. Logo depois, as jamaicanas vão para o ataque, após um lançamento longo para a atacante Matthews. A goleira Bárbara se antecipa e afasta o perigo.

Aos sete minutos, Debinha recebe um lançamento nas costas da zaga, avança livre e tenta driblar a goleira Schneider, que desvia a bola com a mão.

Com o time recuado, esperando que o Brasil oferecesse o contra-ataque, as jamaicanas, posicionadas na defesa, lutavam por uma bola, mas a pressão das brasileiras impedia os lançamentos para Matthews.

Foi na pressão que Andressa, aos 15 minutos, cruza pela esquerda do ataque brasileiro e encontra Cristiane livre na área, que só teve o trabalho de cabecear no canto esquerdo de Schneider, que nada pôde fazer: Brasil 1 a 0.

Após o gol, o time brasileiro passou a jogar com mais tranquilidade, mas sempre mantendo a marcação alta, em cima da zaga da Jamaica que, a todo momento, se confundia, errando os passes e devolvendo a bola de graça para as brasileiras.

A grande jogada da Jamaica só aconteceu aos 27 minutos do primeiro tempo. Um lançamento para o lado esquerda defensivo do Brasil encontrou Bond-Flasza, que colocou a bola na frente, venceu na corrida a lateral Tamires e, da entrada da área, bateu forte no canto esquerdo alto da goleira Bárbara, que fez uma grande defesa.

Aos 36 minutos, em uma jogada pela direita, Andressa recebe na entrada da área, espera a passagem de Letícia e passa a bola. A lateral recebe, tenta o cruzamento, a bola toca no braço de Swaby. O pênalti é marcado, mas Andressa desperdiça chutando fraco no lado direito de Schneider, que defendeu sem dificuldade.

O pênalti perdido diminuiu um pouco o ânimo das brasileiras, que recuaram um pouco e passaram a tocar a bola mais no meio de campo à espera de uma brecha na defesa da Jamaica, a fim de enfiar uma bola para Cristiane ou Debinha. O jogo permaneceu assim até que a árbitra apitasse o fim do jogo na primeira fase.

08 de junho de 2019

Mulheres relatam histórias de preconceito ao jogarem futebol

Mulheres relatam histórias de preconceito ao jogarem futebol

A seleção feminina brasileira entra em campo amanhã (9) contra a Jamaica pela Copa do Mundo da França e terá uma grande torcida aqui no Brasil.

No país do futebol, encontrar mulheres jogando bola nas ruas não é algo tão comum como se espera. A prática ainda é pouco valorizada e amplamente associada ao universo masculino. O cenário vem mudando ao longo do tempo, embora ainda sejam muitos os relatos de brasileiras que contam que, para jogar futebol, sempre tiveram que estar entre homens.

“Tenho 47 anos. Quando jogava bola, minha mãe voltava do serviço e me via jogando com os moleques. Ela ficava de cara feia, mas, mesmo assim, eu sempre joguei com o pessoal. Já joguei futebol, basquete, já fui federada em vôlei – já que não podia jogar futebol. Nem basquete direito eu podia jogar porque o pessoal já tinha preconceito”, contou a consultora de vendas Marcia Vieira.

A bancária Bruna Garcia, 29 anos, também começou a jogar futebol quando criança. “Comecei quando tinha 6 ou 7 anos. Ia pra casa da minha avó e meu primo fazia bolinha com meia. A gente ficava jogando na sala. Na minha infância, eu sempre joguei na rua. No colégio em que estudei, fazia treino junto com os meninos. Jogo no videogame também. E não parei. Sempre gostei”, contou. “Os meninos me chamavam de moleque porque eu jogava futebol e era a única menina no meio deles. Mas eu nunca dei ouvido a isso”.

Foto:Reprodução

Essa ausência de um time de mulheres jogando nas ruas também é uma lembrança comum entre os homens. “Pelo menos na minha infância, eu não lembro de ter um time só de meninas. Mas sempre tinha uma [menina jogando] no time [de meninos]. Não tinha com quem ela jogar e ela acabava jogando com os homens”, relembrou Marcos Vinicius Tonet Marcolin, 30 anos, advogado que dá aulas de futebol na escola Boleiras Futebol Feminino, em São Paulo.

Na capital paulista, um grupo de mulheres sai do trabalho e se reúne pra jogar futebol à noite. Algumas chegam a participar de campeonatos, como a designer Carolina Toledo, 29 anos. “É muito gostoso. O clima é bem amistoso. Todo mundo tem vontade de brincar um pouco aqui, descontrair. Tanto é que se formou um time, às quartas-feiras, para participar de campeonatos. Está sendo bem divertido. E é desafiador também. No campeonato, a gente tem que se desenvolver tecnicamente”, disse.

O cenário, apesar de ainda não ser considerado adequado, registra melhorias, na opinião delas. “Acho que, hoje, vai começar a abrir um pouco mais pra essas meninas mais novas poderem fazer carreira”, disse Marcia. “Teve muita luta aí, muita coisa antes disso. Outras jogadoras que abriram esse caminho pra essa seleção [feminina brasileira]. Hoje, está tendo maior visibilidade também”, falou.

Enquanto elas treinam e jogam em uma quadra em Pinheiros, Luiz Antonio de Souza, 38 anos, fica sentado na arquibancada observando. “Hoje eu vim prestigiar minha esposa que está jogando futebol. É o esporte predileto dela. Acho legal essa prática. É uma modalidade difícil, mas ela adora e eu venho prestigiar. Eu também jogo e ela me vê jogando. A gente faz essa troca. É gostoso ver ela dando os passes, fazendo os gols”, contou.

Torcida

A seleção feminina brasileira entra em campo amanhã (9) contra a Jamaica pela Copa do Mundo da França e terá uma grande torcida aqui no Brasil. Em São Paulo, o mesmo grupo de mulheres que se reúne toda semana pra jogar futebol já declarou que vai acompanhar os jogos da seleção e torcer muito pelo título.


Foto: Reprodução

“Com certeza vou torcer. Vou tomar cerveja com a mulherada para assistirmos aos jogos juntas”, disse a consultora de vendas Marcia Vieira, que aposta no título. “Elas [jogadoras da seleção brasileira de futebol] estão batendo na trave. Tomara que, dessa vez, vá de primeira. Elas têm o meu respeito”, acrescentou.

A bancária Bruna Garcia também promete torcer bastante pela seleção.  “Vou torcer muito. As meninas agora vão nos representar e vamos vibrar com elas”, contou, ao citar ser fã da jogadora Marta. “Ela é uma referência no esporte”.

A designer Carolina Toledo espera pela competição há muito tempo. “Estou extremamente ansiosa para assistir os jogos. Estamos com as três melhores jogadoras que se pode ter: Cristiane, Marta e Andressa. E a Formiga também, que vai se aposentar. Acho que é um momento muito importante para a seleção brasileira”, disse ela, que aponta Alemanha, Estados Unidos, Japão e Inglaterra como favoritas ao título.

07 de junho de 2019

Com o grupo completo, seleção feminina faz 1º treino em Grenoble

Com o grupo completo, seleção feminina faz 1º treino em Grenoble

A atacante Marta segue o processo de transição para o campo.

A dois dias de sua estreia contra a Jamaica na Copa do Mundo na França, a seleção brasileira de futebol feminino realizou treino nessa quinta-feira (6) com o grupo completo. A zagueira Poliana, que foi chamada para o lugar de Fabiana, desconvocada por causa de uma lesão, chegou de madrugada em Grenoble, na França, e participou do treinamento dirigido pelo técnico Oswaldo Fumeiro Alvarez, conhecido como Vadão.

“Para mim é sempre uma honra poder representar a seleção brasileira, poder vestir essa camisa. É claro que não é da forma que eu gostaria, porque é ruim ver uma companheira na véspera da viagem ser cortada por uma lesão, mas eu espero que ela possa se recuperar bem e voltar o quanto antes”, disse Poliana.

A jogadora Érika que passou 16 dias sem trabalhar com bola, apenas fazendo fisioterapia para se recuperar de um entorse no tornozelo esquerdo, voltou a participar das atividades em campo reduzido. Luana, que apresentou dor muscular na coxa esquerda há uma semana, retomou o trabalho com bola.

A atacante Marta segue o processo de transição para o campo. Nessa quinta-feira (6), ela realizou atividades separadamente das demais jogadoras sob a supervisão do preparador físico Fábio Guerreiro e do fisioterapeuta Flávio Bryk. Na parte da noite, a camisa dez da seleção continuou com o trabalho fisioterápico. A presença de Marta no jogo de estreia do Brasil contra a Jamaica, no próximo domingo (9), às 16h, ainda não foi definida.

Hoje (7), na parte da tarde, as jogadoras voltam a treinar no Stade Paul Bourgeat, em Grenoble.

Começa hoje na França a 8ª Copa do Mundo de Futebol Feminino

Começa hoje na França a 8ª Copa do Mundo de Futebol Feminino

A final ocorrerá no dia 7 de julho, às 17h, no Estádio de Lyon.

A França é a sede da 8ª Copa do Mundo de Futebol Feminino. A competição começa nesta sexta-feira (7) com o jogo de abertura entre França e Coreia do Sul, marcado para as 16h, no Parc des Princes. A final ocorrerá no dia 7 de julho, às 17h, no Estádio de Lyon. 

Ao todo 24 equipes estão divididas em seis grupos:

Grupo A – França, Coréia do Sul, Noruega e Nigéria

Grupo B – Alemanha, China, Espanha e África do Sul

Grupo C – Austrália, Itália, Brasil e Jamaica

Grupo D – Inglaterra, Escócia, Argentina e Japão

Grupo E – Canadá, Camarões, Nova Zelândia e Holanda

Grupo F – Estados Unidos, Tailândia, Chile e Suécia

Grupo A

França

Ocupa o 4º lugar no ranking da Fifa. Já participou de três Copas do Mundo. A melhor colocação foi em 2003, quando chegou a fase semifinal. A seleção não participou das eliminatórias por ser o país anfitrião. Se preparou para competição com uma série de amistosos. A técnica é a ex-jogadora Corinne Diacre, a primeira mulher a assumir o comando de uma equipe masculina profissional na França. A capitã da equipe é Amandine Henry, que atua no Olympique Lyonnais.

Coreia do Sul

Ocupa a 14ª posição no ranking da Fifa. Participou de duas Copas do Mundo. O melhor resultado alcançado foi em 2003 - as oitavas de final. O técnico e ex-jogador Yoon Deokyeo comanda a equipe desde 2012. O ponto forte da equipe é a defesa. A Coreia passou pela Copa Asiática sem levar gols e garantiu vaga na Copa da França. A estrela do time é Ji Soyun. A meiocampista atua pelo Chelsea e faz sucesso na liga inglesa.

Noruega

Ocupa a 12ª posição no ranking da Fifa. Participou de todas as edições da Copa do Mundo. Garantiu vaga na Copa da França ao liderar o grupo 3 nas eliminatórias europeia. O treinador sueco Martin Sjogren sucede Even Pellerud, o homem que levou a Noruega ao título mundial em 1995. A estrela do time é Maren Mjelde, jogadora do Chelsea.

Nigéria

Ocupa a 38ª posição do rancking da Fifa. Participou de todas as Copas do Mundo. O melhor resultado foi a classificação para as quartas de final em 1991.O título de campeã da Copa da África 2018 alcançado nos penaltis. A recompensa valeu vaga na Copa da França. O treinador da seleção nigeriana é o sueco Thomas Dennerby. O destaque da equipe é a atacante Asisat Oshoala, que joga no Barcelona e eleita melhor jogadora africana três vezes (2014, 2016 e 2017).


Grupo B

Alemanha 

Ocupa o 2º lugar no ranking da Fifa. Participou de todas as Copas do Mundo. É Bicampeã. Na campanha de classificação para Copa na França, sofreu apenas uma derrota contra a Islândia e venceu as outras sete partidas sem levar gols. A técnica é Martina Voss-Tecklenburg. A estrela do time é Dzsenifer Marozsan. A jogadora concorreu ao prêmio de melhor jogadora do mundo em 2018 e ficou na terceira colocação. Atualmente joga no Olympique Lyonnais.

China

Ocupa o 16º lugar no ranking da Fifa. Já participou seis vezes da Copa do Mundo de Futebol Feminino. O primeiro título quase foi alcançado em 1999, quando ficou com o vice-campeonato ao perder para Noruega. A equipe é comandada pelo ex-jogador Jia Xiuquan. A estrela do time é a atacante Li Ying.

Espanha

Ocupa a 13ª posição no ranking da Fifa. Participa do Mundial pela segunda vez. Foi a primeira equipe a confirmar participação na Copa da França de forma invicta nos oito jogos disputados. O técnico Jorge Vilda comanda a seleção espanhola desde 2015, quando iniciou uma renovação na equipe e mudanças táticas. A jogadora Irene Paredes é líder nata e considerada uma das melhores zagueiras do mundo. Apesar de jogar na defesa, a jogadora do Paris Saint-Germain foi a segunda artilheira nas eliminatórias para Copa da França 2019.

África do Sul

Ocupa a 49ª posição no ranking da Fifa. Depois de várias tentativas, conseguiu a oportunidade de participar pela primeira vez da Copa do Mundo. A técnica é Desiree Ellis, pioneira no futebol feminino na África do Sul. A zagueira Janine Van Wyk, que atua no time americano Houston Dash, soma 160 convocações para defender a seleção sul-africana.


Grupo C

Austrália

Ocupa a 6ª posição no ranking da Fifa. Disputou seis Copas do Mundo. O melhor resultado foi a classificação para as quartas de final em 1995. As Matildas são vice-campeãs da Copa da Ásia de Futebol Feminino. O técnico da equipe é o croata Ante Milicic e a estrela do time é atacante Sam Kerr.

Itália

Ocupa a 15ª posição do ranking da Fifa. Disputou duas Copas do Mundo. O melhor desempenho foi em 1991 quando foi eliminada nas quartas de final. A seleção italiana carimbou o passaporte para a França com uma atuação impecável. Registrou apenas uma derrota contra a seleção belga quando a classificação já estava garantida. As italianas são comandadas pela técnica Milena Bertolini há 15 anos. A estrela do time é Barbara Bonansea, que atua no meio de campo e ataque.

Brasil

Ocupa a 10ª posição no ranking da Fifa. Participou de todas as edições da Copa do Mundo. O melhor resultado foi o vice-campeonato em 2007. A seleção canarinho é campeã da Copa América 2018. A conquista levou a equipe à Copa da França. O treinador é Vadão. Ele já comandou a seleção feminina na Copa do Canadá (2015), venceu o Pan-Americano (2015), ficou em 4º lugar nas Olimpíadas 2016 e venceu a última Copa América. Dentro de campo, além de Marta (eleita a melhor jogadora do mundo seis vezes e a maior artilheira da história do Mundial), a seleção brasileira também conta com Formiga (a única jogadora que participou de todas as Copas do Mundo).

Jamaica

Ocupa o 53º lugar no ranking da Fifa. É o primeiro país caribenho a participar de uma Copa do Mundo de Futebol Feminino. Garantiu a vaga no Mundial da França ao eliminar o Panamá nos pênaltis. As estreantes são comandadas pelo experiente técnico Hue Menzies desde 2014. A estrela do time é a atacante Jody Brown.


Grupo D

Inglaterra

Ocupa o 3º lugar do ranking da Fifa. Já participou quatro vezes da Copa do Mundo. A melhor posição foi o 3º lugar em 2015. Confirmou participação na Copa da França ao terminar em primeiro lugar no Grupo 1 da Eurocopa. O técnico é Phil Neville, ex-jogador do Manchester United. A atacante Fran Kirby, que atua no Chelsea, é a principal aposta da equipe inglesa.

Escócia

Ocupa a 20ª posição no ranking da Fifa. Participa pela primeira vez da Copa do Mundo. A ex-capitã escocesa Shelley Kerr foi a primeira mulher a ser técnica de um time masculino sênior no Reino Unido. Assumiu o comando da seleção em 2017. Uma das principais jogadora da equipe é Kim Little. A atacante já representou a Grã-Bretanha nas Olimpíadas de 2012 e agora, pela primeira vez, participará de uma competição representando a Escócia.

Argentina

Ocupa a 37ª posição no ranking da Fifa. Participou de dois Mundiais. Nunca passou da fase de grupos. Garantiu vaga na Copa da França pela repescagem ao eliminar o Panamá. O treinador é Carlos Borrello. A capitã é a meio-campista Estefania Banini, que atua no time espanhol Levante.

Japão

Ocupa a 7ª posição do ranking da Fifa. Participou de todas as edições da Copa do Mundo. Disputou duas finais e conquistou o primeiro título em 2011. É o atual campeão asiático de futebol feminino. A técnica da seleção japonesa é a ex-jogadora Asako Takakura-Takemoto. A estrela do time é Mana Iwabuchi. Esta será a terceira participação em Copa do Mundo da atacante que despontou para o futebol mundial aos 15 anos.


Grupo E

Canadá 

Ocupa a 5ª posição do ranking da Fifa. Soma seis participações em Copas do Mundo. O melhor resultado conquistado foi o 4º lugar em 1995. As canadenses não encontraram dificuldades para chegar até a disputa na França. Sofreram apenas uma derrota contra as americanas na fase de classificação. O técnico da equipe é o dinamarquês Kenneth Heiner-Moller. A atacante e artilheira Christine Sinclair participa pela quinta vez do Mundial, joga no time americano Portland Thorns FC.

Camarões

Ocupa a 46ª posição do ranking da Fifa. Participa pela segunda vez Copa do Mundo de Futebol Feminino. O melhor resultado foi em 2015 quando avançou para as oitavas de final. A equipe é comandada pelo técnico Alain Djeumfa. A estrela do time é a atacante Gabrielle Onguene, que joga no PFC CSKA Moscow.

Nova Zelândia

Ocupa a 19ª posição no ranking da Fifa. Participou quatro vezes da Copa do Mundo, mas nunca passou da primeira fase. É a atual campeã da Copa da Oceania. Conquistou vaga no Mundial ao vencer o Peru na repescagem intercontinental. O técnico da Nova Zelândia é escocês o Tom Sermanni, que já disputou três copas. A equipe conta com a também veterana Ali Riley, que atua no Chelsea.

Holanda

Ocupa o 8º lugar do ranking da Fifa. Na única vez que participou da Copa do Mundo (2015), foi eliminada nas oitavas de final. Desta vez, garantiu vaga na Copa da França pela repescagem. A técnica da seleção holandesa é Sarina Wiegman, eleita a melhor treinadora da Europa em 2017. A atacante Lieke Martens, que joga no Barcelona, foi eleita a melhor jogadora da Europa em 2017.


Grupo F

Estados Unidos 

A líder do ranking da Fifa participou de todas as edições da Copa do Mundo. As americanas são campeãs da América do Norte, Central e Caribe de 2018. O título garantiu vaga na Copa da França 2018. A técnica é Jill Ellis. Em 2015, ela recebeu o título de melhor treinadora mundial feminina, mesmo ano em que conquistou o tricampeonato mundial. Julie Ertz é uma das principais jogadoras da equipe. Apesar de jogar na defesa já provou que é marcadora de gol também. Ela chega à Copa da França de 2019 no auge da sua carreira. Atualmente joga no Chicago Red Stars.

Tailândia

Ocupa a 34ª posição no ranking da Fifa. Participa pela segunda vez da Copa do Mundo. Confirmou vaga no mundial da França ao terminar em quarto lugar na Copa da Ásia, em uma disputa nos pênaltis contra a Austrália nas quartas de final. A equipe é comandada pela treinadora Nuengruethai Sathongwien. A seleção tailandesa conta com a atacante veterana Kanjana Sungngoen, jogadora veloz e forte do time.

Chile

Ocupa a 39ª posição no ranking da Fifa. A estreante na Copa da França 2019 é vice-campeã da Copa América de Futebol Feminina 2018. O técnico da equipe é o ex-goleiro Jose Letelier. Ele também soma títulos no futebol feminino desde 2010 e está a frente da seleção chilena desde 2015. A capitã do time é a goleira Christiane Endler, que atua no Paris Saint-Germain.

Suécia

Ocupa a 9ª posição no ranking da Fifa. Participou de todas as edições da Copa do Mundo. Confirmou a vaga no mundial ao terminar em primeiro lugar do grupo 4 na fase eliminatórias para França 2019. O experiente técnico Peter Gerhardsson já treinou também a seleção masculina e outras categorias. Uma das principais jogadoras é Stima Blackstenius, uma atacante rápida, ágil e com chute forte. Joga no time sueco Linköpings FC.

Em semana decisiva, torcedores do River vão até o CT apoiar equipe

Em semana decisiva, torcedores do River vão até o CT apoiar equipe

O time chega para essa partida dependendo somente de suas forças para se credenciar até a próxima fase do Campeonato Brasileiro.

O River vive os últimos treinos antes da partida decisiva contra o Bragantino, do Pará, que acontece no domingo (9), às 18h, no estádio Mangueirão, em Belém, do Pará. O jogo é válido pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro Série D. Uma vitória simples classifica o Galo Carijó.

Apesar disso, os torcedores do Galo estiveram presentes no CT Afrânio Nunes nessa quinta-feira (6). O discurso foi brando e apaziguador. “Nós acreditamos em cada um de vocês, pois são um grupo de vencedores e eu sempre estive ao lado para incentivar. Eles são bons e nos dá Esporão do Galo confiamos, esse é nosso primeiro mata mata”, disse o torcedor Edson Loiola.

O time chega para essa partida dependendo somente de suas forças para se credenciar até a próxima fase, porém, poderia estar em situação bem mais confortável, pois uma vitória em casa na última rodada teria deixado o Galo com classificação matemática.


O time do River nos últimos preparativos para a partida decisiva contra o Bragantino, do Pará, domingo - Foto: Djalma Lemos

“Sabemos que nosso grupo é capaz de conquistar essa vitória fora de casa. Temos um grupo experiente e vamos dar nosso máximo para conseguir essa classificação na casa deles, mesmo cientes de que será um jogo difícil”, conta Otacílio.

O River é o líder do grupo A4, com nove pontos, seguido de perto pelo Bragantino, que ganhou folego, após vencer o Santa Cruz de Natal fora de casa. O time paraense se vencer assume a liderança e se classifica de forma direta até a segunda fase da competição. Se o Galo vencer, mantem a liderança do Grupo, chega aos 12 pontos e garante classificação a preocupação é terminar entre os piores segundos colocados, já que somente 15 avançam.

O jogo entre Bragantino (PA) x River acontece no domingo (9), às 18h, no estádio Mangueirão, em Belém.

Piauí terá três representantes no Sul-Americano de Atletismo

Piauí terá três representantes no Sul-Americano de Atletismo

Foram convocados Luís Fábio, 18 anos; Aberto Sobrinho e Letícia Lima.

Saiu à lista definitiva dos representantes da seleção Brasileira Sub20 de atletismo, que acontece entre os dias 14 e 16 de junho, em Cali, na Colômbia. Luís Fábio, 18 anos, vai competir no arremesso de peso e lançamento de dardo e vai ter o treinador Alberto Sobrinho, também convocado por perto. Além deles, a piauiense Letícia Lima, velocista corre as provas dos 100m, 200m e 4x100m.

A convocação estava dentro do planejamento de Luís Fábio, que vivo um excelente momento em suas provas. É líder do ranking na categoria do arremesso de peso com marca de 18m88cm e no último final de semana conquistou o ouro na prova no Brasileiro Sub20 e de quebra garantiu vaga no Pan-Americano.


Letícia tem experiência internacional da temporada 2018 e chega com objetivo de brigar por pódio - Foto: Jailson Soares/O Dia

A prova na Columbia será também sua primeira competição internacional na carreira. “É um momento único e estou me preparando muito para isso. No Sula eu tenho expectativa de estar no pódio baseado nos números que tenho”, disse.

Letícia Lima tem experiência internacional da temporada 2018 e chega com objetivo de brigar por pódio. A piauiense que atualmente defende a UNIFOR (de Fortaleza) e competiu o Brasileiro Sub20 e subiu ao pódio em todas suas provas.

O Sul-Americano de Atletismo Sub20 acontece nos dias 15 e 16 de junho, em Cali, na Colômbia.

Marta não treina com bola em primeiro dia de seleção na França

Marta não treina com bola em primeiro dia de seleção na França

A atleta, que se recupera de uma lesão na coxa esquerda, ficou à margem do gramado, fazendo corrida leve e pulando em torno de obstáculos.

A atacante Marta não participou do treino com bola da seleção brasileira na tarde de ontem (6), o primeiro em Grenoble (sudeste da França), onde a equipe enfrenta a Jamaica no domingo (9), em sua estreia na Copa do Mundo.

Enquanto o resto da equipe trocava passes, fazia roda de bobinho e, depois, disputava um coletivo, a atleta, que se recupera de uma lesão na coxa esquerda, ficou à margem do gramado, fazendo corrida leve e pulando em torno de obstáculos.


A equipe trocou passes, fez roda de bobinho e, depois, disputou um coletivo - Foto: Folhapress

Antes do começo das atividades, ela chegou a fazer algumas embaixadinhas com bola e, em determinado momento, subiu o short e levou a mão à coxa.

Marta não entrou no coletivo, no qual o técnico Vadão testou um ataque com Andressa, Bia Zaneratto e Debinha. A zagueira Érika e a meia Luana também passaram parte do treino afastadas do grupo principal, mas participaram dos minutos finais do coletivo.

"A gente espera que ela esteja bem e pronta", disse a meia Andressinha, depois do treino, sobre Marta. "A recuperação está sendo excelente."

O Brasil vem de uma sequência de nove derrotas. O adversário da estreia, que faz sua primeira participação em Copas, é considerado o mais fraco do grupo, completado por Austrália e Itália. 

Me senti muito amado, afirma Neymar na saída da delegacia

Me senti muito amado, afirma Neymar na saída da delegacia

O jogador compareceu à polícia para prestar depoimento sobre o vazamento de imagens íntimas da modelo Najila Trindade.

Após depoimento que durou cerca de 1h40 na Cidade da Polícia, na zona norte do Rio, Neymar falou nesta quinta-feira (6) pela primeira vez à imprensa sobre a acusação de estupro feito pela modelo Najila Trindade Mendes de Souza. Mas disse pouco.

"Quero agradecer as mensagens que recebi dos fãs, dos meus amigos e de todos. Me senti muito amado. Só [quero] agradecer o carinho de todos", disse o jogador, antes de entrar no carro e ir embora.

Ele se referia às manifestações dos torcedores em Brasília antes do amistoso da seleção brasileira com o Qatar na última quarta (5). O atacante se contundiu ainda no primeiro tempo e foi cortado da delegação que vai jogar a Copa América.

Cerca de de 50 menores moradores da favela de Jacarezinho, nos arredores da delegacia, estavam à frente do local gritando mensagens de apoio a Neymar. Em algumas delas, os jovens berravam que o atleta é inocente.


Neymar Jr. - Foto: Reprodução/Instagram

"Meu cliente é inocente. Ele está absolutamente tranquilo. É a tranquilidade dos inocentes", disse na saída da delegacia a advogada Maíra Fernandes, uma das encarregadas da defesa do jogador, completando em seguida não poder comentar nada sobre o depoimento porque os autos do processo são sigilosos.

Neymar prestou depoimento sobre o suposto crime de divulgar, no último sábado (1º), em seu perfil no Instagram, uma gravação com diversas imagens íntimas de Najila Trindade. Pouco depois a própria rede social tirou a postagem do ar.

Neymar chegou em sua mansão em Mangaratiba, litoral fluminense, no início da tarde desta quinta e voltou para o local após o depoimento. 

Ele chegou em uma van, de onde saiu com proteção no tornozelo lesionado e usando muletas. Logo depois, cercado por cinegrafistas e repórteres, ele foi colocado em uma cadeira de rodas. Na saída, estava mancando.

Os quase 100 jornalistas que esperavam o jogador quase quebraram a porta da delegacia e tumultuaram a chegada e saída do jogador. O carro da polícia teve que entrar no DP para facilitar a retirada do atacante. 

Neymar ainda terá de depor na investigação do estupro, que acontece em São Paulo. Segundo sua advogada, não há data ainda para isso acontecer.

06 de junho de 2019

Com denúncia, lesão e corte, Neymar vive inferno na seleção

Com denúncia, lesão e corte, Neymar vive inferno na seleção

Neymar se juntou à seleção brasileira no dia 25 de maio, três dias adiantado

O corte de Neymar da seleção brasileira, na madrugada desta quinta-feira (6), após uma ruptura ligamentar no tornozelo direito  durante a partida contra o Qatar, em Brasília, foi o desfecho de 13 dias bastante turbulentos para o atacante da seleção.

No período, Neymar até recebeu apoio de torcedores brasileiros, como no amistoso desta quarta (5), mas o número de reveses foi bem maior e contemplou desde a perda da braçadeira de capitão a uma acusação de estupro em Paris, que lhe rendeu duas investigações no Brasil.

Uma delas é pela suposta violência sexual , e a outra, por crime de informática . Ao se defender da primeira, ele expôs conversas com a denunciante. Nelas, foram exibidas imagens da mulher nua e seminua -com o rosto e partes íntimas borradas.

Neymar se juntou à seleção brasileira no dia 25 de maio , com três dias de antecedência do que estava inicialmente previsto, após chegar de helicóptero à Granja Comary, em Teresópolis.

O adiantamento causou polêmica no PSG. O técnico da equipe, Thomas Tuchel, disse não ter sido avisado da liberação, que só foi informada à direção do time francês.

O atacante desembarcou no CT da CBF sob desconfiança. Algumas semanas antes, ele havia agredido um torcedor depois de derrota do PSG  contra o Rennes, na final da Copa da França. A expectativa era se, após o incidente, Tite iria lhe tirar a faixa de capitão da seleção.

No domingo, 26 de maio, o atleta foi informado pelo treinador da perda da braçadeira , conquistada logo depois do revés da equipe na Copa do Mundo da Rússia. Neymar encarou o fato com naturalidade e evitou comentar. O amigo Daniel Alves herdou a capitania.

Três dias depois, Neymar treinava normalmente com a seleção brasileira quando deu o primeiro susto: sentiu dores no joelho esquerdo e deixou a atividade . Antes disso, havia levado uma bola por entre as pernas de Weverton, lateral de 19 anos do Cruzeiro convidado para completar os treinos da seleção principal.

Mas a parte mais séria ainda estava por vir. Já recuperado do susto no joelho, Neymar estava de folga no dia 1º de junho quando veio à tona uma denúncia. Uma mulher registrara boletim de ocorrência em São Paulo acusando-o de estupro em Paris, no dia 15 de maio.

O caso se tornou público e tumultuou o ambiente da seleção brasileira. No mesmo dia, em resposta, Neymar postou um vídeo em seu perfil no Instagram para se defender da acusação.

No vídeo de sete minutos, o jogador divulgou imagens íntimas da mulher que o acusa, na época ainda desconhecida. No fim da gravação, ele expôs também o nome da denunciante e de seu filho de cinco anos. O teor da mensagem assustou seus patrocinadores.

Na segunda (3), a Nike divulgou comunicado  em que se dizia estar "profundamente preocupada" com as acusações. A Mastercard seguiu o mesmo caminho e, inclusive, interrompeu campanha publicitária que estava prevista com o jogador durante a Copa América. A Red Bull e a EA Sports também cobraram os representantes do atleta por uma posição.

Em meio ao turbilhão, Neymar ganhou o apoio dos torcedores brasileiros que o aguardavam na chegada da seleção em Brasília, na terça (4). O atleta foi o mais ovacionado no desembarque. O carinho continuou enquanto ele esteve em campo durante o amistoso contra o Qatar. Cada toque na bola do jogador resultava em aplausos e gritos.

Pouco antes da partida, contudo, a polêmica em torno das acusações havia aumentado. A modelo Najila Trindade falou publicamente sobre o caso pela primeira vez, em entrevista ao SBT, e reforçou a acusação de estupro contra o jogador. Segundo a denúncia dela, a agressão sexual começou após ele ter se recusado a utilizar preservativo.

Nesta quarta, também circulou em redes sociais um vídeo do dia seguinte ao suposto abuso, com confronto físico entre o atleta e a modelo. Quase simultaneamente, em Brasília, com menos de 20 minutos de partida, Neymar sentiu o tornozelo e deixou o gramado, às lágrimas. Teve a lesão no tornozelo confirmada e foi cortado da Copa América horas depois.

Na manhã desta quinta (7), ele entrou em uma van e deixou, acompanhado do pai, o hotel onde estava com a seleção.

Reunião na FFP sinaliza 2ª divisão do Piauiense com sete equipes

Reunião na FFP sinaliza 2ª divisão do Piauiense com sete equipes

A reunião contou com a presença de representantes dos times do Cori-Sabbá, Picos, Ferroviário, Oeirense, Fluminense e Comercial.

Uma reunião na sede da Federação de Futebol do Piauí (FFP) definiu os primeiros caminhos sobre a disputa da 2ª divisão do Campeonato Piauiense de futebol 2ª divisão. A reunião teve a presença de seis dirigentes: Cori-Sabbá, Picos, Ferroviário, Oeirense, Fluminense e Comercial, quem não teve representante foi o Timon, mas a equipe não descarta possibilidade de disputar a competição.

“Foi um primeiro passo gigante para tirar a competição do papel. A maioria dos times já estão com estrutura montada e bem organizados para disputar o torneio, sabemos que é importante acontecer, pois tem dois anos que não conseguimos realizar e acredito eu que será até mais disputada do que a primeira divisão do Estadual desse ano”, citou Robert Brown presidente da FFP.


A reunião contou com a presença de representantes dos times do  Cori-Sabbá, Picos, Ferroviário, Oeirense, Fluminense e Comercial - Foto: Elias Fontinele/O Dia

Entre os dirigentes se nota um bom nível de organização e também preocupação com a situação dos estádios, que acabou sendo principal empecilho da competição nos últimos anos. “Nosso estádio já passa por reformas e deve ser entregue nos próximos dias, estamos cuidando disso de forma previa. Além disso é pensar na montagem do time junto a própria prefeitura que será o principal apoiador”, disse o presidente do Picos, Rodrigo Lima.

“Estamos organizando para lançar nosso sócio torcedor nos próximos dias, como forma de atrair as pessoas da região de Floriano e, além disso, cuidando dessa questão do estádio, acredito que não será um problema esse ano, o Cori-Sabbá está se espelhando em grandes clubes para poder trabalhar melhor”, frisou Anderson Kamar presidente do Cori.

A competição pode se apresentar com restrição de idade, algo proposto pelo Fluminense. “Existe essa chance de ser um torneio com idade Sub23 e priorizando jogadores no estado, mas caso isso seja confirmado no arbitral vamos fazer uma regra de quantidade máxima de atletas de fora ou acima da idade”, explica Brown.

As inscrições para o Piauiense 2ª divisão iniciam no dia 24 de junho e vão até dia 1ª de julho. A competição está prevista para acontecer em setembro. 

Altos: técnico confirma mudanças na formação para jogo contra MAC

Altos: técnico confirma mudanças na formação para jogo contra MAC

O Jacaré não depende somente de suas forças para poder se classificar, mas precisa vencer seu jogo.

O Altos vive uma semana decisiva. O time comandado por Leandro Campos entra em campo no domingo (9), às 18h, quando recebe o Maranhão, no estádio Lindolfo Monteiro. O Jacaré não depende somente de suas forças para poder se classificar, mas precisa vencer seu jogo. Além disso, torcer por uma vitória ou pelo menos um empate entre Atlético Cearense x Central de Caruaru.

“É importante que haja essa combinação de resultados, para que em condições de vitória e condições de resultados possamos nos classificar. Agora não quero precipitar nada, pois o primeiro objetivo é a classificação”, cita Leandro Campos.


Treino do Altos no Lindolfo Monteiro para o jogo contra MAC - Foto: Elias Fontinele/O Dia

O treino da tarde de quarta-feira (5) aconteceu no palco da partida, o estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, e um dos focos foi a parte de finalização, pois marcar gols é algo fundamental nessa partida. “A gente tem que fazer nosso papel independente dos outros resultados e procurar vencer dentro de casa e depois que acabar o jogo é ver os outros resultados. Sabemos que a gente pode ganhar de 1 a 0 e se classificar, como pode ganhar de 8 a 0 e ficar de fora, mas o fato de chegar a ultima rodada com chances é o que nos dá a motivação”, acrescentou o atacante Reinaldo.

Entre as mudanças confirmadas na formação titular está a zaga, que pode ter o retorno de Leone ou Caíque, pois Ramo Baiano não se reapresentou as atividades por conta de problemas pessoais. O atacante Radsley Eduardo também é duvida, pois negocia com a diretoria seu desligamento da equipe.

O Altos precisa vencer seu jogo, torcer por vitória ou pelo menos empate do Atlético (CE) e ainda ficar de olho nos outros resultados das chaves, para não correr o risco de estar entre os dois piores segundos colocados geral. O jogo entre Altos x Mac acontece neste domingo (9), às 18h, no estádio Lindolfo Monteiro. O jogo é valido pela 6ª e última rodada da fase de grupos do Brasileiro Série D.

Após lesão em amistoso da seleção, Neymar é cortado da Copa América

Após lesão em amistoso da seleção, Neymar é cortado da Copa América

Não foi definido o nome de um substituto para o camisa 10

 A CBF anunciou o corte de Neymar, 27, da seleção brasileira. O jogador torceu o tornozelo direito na vitória por 2 a 0 da equipe sobre o Qatar, na noite de quarta-feira (5), em Brasília, e, de acordo com a confederação, não teria condições de se recuperar a tempo de disputar a Copa América, que será aberta no dia 14.

A lesão ocorreu no início da partida. Depois de ser avaliado pelo médico da seleção, Rodrigo Lasmar, ainda no estádio Mané Garrincha, ele foi encaminhado ao Hospital Home. Lá, informou a CBF já na madrugada de quinta, foi submetido a exames de imagem que "confirmaram a ruptura ligamentar no tornozelo".


Foto: Yahoo esportes

Não foi definido o nome de um substituto para o camisa 10. Tite chegou a ser questionado sobre o assunto na entrevista concedida após o jogo, mas se recusou a especular nesse sentido e mostrou otimismo na recuperação de seu principal atleta. "A gente vai contar com ele, tenho certeza. Mas é mais torcida do que diagnóstico", afirmou.

O corte se dá na mesma noite em que foi ao ar uma entrevista de Najila Trindade Mendes de Souza, a mulher que acusa o jogador de estupro. Ao SBT, ela deu detalhes sobre o suposto crime, que teria ocorrido em 15 de maio, em Paris. Além da investigação em torno disso, há um inquérito que apura se Neymar cometeu crime de informática ao divulgar fotos íntimas da mulher em sua defesa.

O inquérito do suposto crime de informática corre no Rio de Janeiro e tem depoimento do jogador marcado. A Delegacia de Repressão a Crimes de Informática da Polícia Civil do Rio de Janeiro agendou para sexta-feira (7) o testemunho do jogador.

05 de junho de 2019

“Vencer e crer”: elenco do Altos resume rodada decisiva na Série D

“Vencer e crer”: elenco do Altos resume rodada decisiva na Série D

A derrota por 1 a 0 contra o Atlético deixou o time em situação complicada precisando fazer contas para poder se classificar..

A equipe do Altos chega viva na 6ª e última rodada do Campeonato Brasileiro Série D, mas sem depender somente de suas forças. A equipe comandada por Leandro Campos enfrenta o Maranhão, no domingo (9), às 18h, no Lindolfo Monteiro, em Teresina. O Jacaré precisa vencer seu jogo para chegar aos nove pontos e torcer por uma vitória do Atlético Cearense ou pelo menos um empate entre Central de Caruaru x Atlético.

A derrota por 1 a 0 contra o Atlético deixou o time em situação complicada precisando fazer contas para poder se classificar. “Essa é pior parte, mas precisamos continuar acreditando. Mas é isso, precisamos levantar a cabeça, trabalhar e tentar essa classificação fazendo nossa parte que é vencer”, disse goleiro Camilo.


Foto: Jailson Soares/O Dia

Esse ano a competição chega nessa reta final com muitos times com pontuação parelha ou chances de se classificar caso vença seus confrontos. “Está difícil e nós precisamos ser bem realistas, mas a nossa esperança ainda existe. Então, enquanto houver esperança vamos aspirar”, disse Leandro Campos.

Na Série D, o Altos tem em cinco jogos, duas vitórias e três derrotas. O Jacaré precisa vencer sua partida para poder chegar aos nove pontos e brigar para entrar nas vagas dos 15 melhores segundos colocados. Na primeira fase do Brasileiro, 68 equipes brigam por classificação e apenas 32 avançam. Todos os líderes (17 equipes) e os 15 melhores segundos colocados. O jogo entre Altos x Maranhão acontece neste domingo (9), às 18h, no Lindolfo Monteiro, em Teresina. O árbitro da partida será Ricarle Batista, da Bahia.

04 de junho de 2019

Presidente da CBF diz ter 'plena confiança' em Neymar e nega corte

Presidente da CBF diz ter 'plena confiança' em Neymar e nega corte

"Não há expectativa que o Neymar não esteja na seleção brasileira", afirma presidente da CBF

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Rogério Caboclo, descartou a possibilidade de cortar Neymar da Copa América. Em entrevista ao SporTV nesta terça-feira (4), o dirigente afirmou ter plena confiança no atacante e na defesa que ele está produzindo.

"Não há expectativa que o Neymar não esteja na seleção brasileira. Estamos acompanhando com plena confiança no Neymar e na defesa que ele está produzindo [...] Eu tenho conversado com os advogados, com o pai e dado o apoio que a CBF tem que dar. Acho que ele está muito bem amparado", afirmou.

Caboclo também disse que trata com naturalidade o caso e que a ideia é manter o ambiente de competição na seleção brasileira.

"Tratando com naturalidade. O mais importante é manter o ambiente da seleção, dos jogadores, o clima de competição em alta. Que isso não afete o desempenho dos jogadores", disse.


O caso

Uma mulher registrou Boletim de Ocorrência acusando o atacante Neymar , do PSG e da seleção brasileira, de estupro. O documento foi averbado no dia 31 de maio, na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro, na capital paulista, referente a um fato que teria ocorrido no dia 15 de maio, em Paris. O inquérito policial segue em sigilo e o nome da mulher também é mantido em segredo.

A acusação da mulher é que Neymar chegou ao hotel no dia 15 de maio, por volta de 20h, e embriagado. Após trocas de carícias ele teria ficado agressivo e, mediante violência, praticou relação sexual sem o consentimento da vítima. Ela ainda disse que voltou ao Brasil no dia 17 de maio e que estava abalada emocionalmente e com medo de registrar a ocorrência.

Antes de Neymar se manifestar sobre o caso foi seu pai quem falou, em entrevista à TV Bandeirantes. Também empresário do atacante, Neymar disse que eles iriam "expor a situação para que a opinião pública pudesse enxergar" a partir de conversas guardadas pelo jogador. O pai de Neymar disse que o filho caiu em uma armadilha e acusou a mulher de extorsão.

A única manifestação pública de Neymar até agora foi na madrugada de sábado para domingo. Ele publicou um vídeo em sua conta pessoal do Instagram, negou ter cometido estupro e expôs a suposta conversa que teve com a mulher que o denunciou para dar sua versão sobre o caso. A ideia do post era tentar conquistar a opinião pública.

A assessoria de imprensa de Neymar ainda divulgou um comunicado dizendo que o estafe do jogador foi vítima de tentativa de extorsão praticada por um advogado da cidade de São Paulo que, segundo a sua versão, representava os interesses da suposta vítima.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro irá investigar Neymar por vazamento de fotos íntimas da mulher  que o acusa de estupro. O caso será apurado pela Delegacia de Repressão de Crimes de Informática junto com o inquérito que investiga o estupro. O crime de vazamento de fotos íntimas é previsto no artigo 218-C do Código Penal Brasileiro e, caso haja condenação, o crime prevê pena de um a cinco anos de reclusão.

O vídeo em que Neymar se defende das acusações e expõe as supostas conversas com a mulher foi removido da internet pelo próprio Instagram na madrugada de hoje. A rede social declarou que "o conteúdo foi removido por violar os padrões da comunidade". As imagens estavam na ferramenta IGTV. O pai de Neymar, aliás, disse à TV Bandeirantes que preferia que o filho fosse acusado de um crime de internet do que um estupro.

"Não tínhamos escolha. Eu prefiro um crime de internet a de estupro . Foi o Instagram que tirou do ar por saber que vai ter uma discussão em cima disso. Pelas regras do Instagram estava normal. Ele preservou a imagem, o nome. Ele precisava se defender rapidamente. É melhor ser verdadeiro e mostrar o que aconteceu. Sabíamos da chantagem, mas não da coragem de fazer um B.O. em cima de uma situação dessas."

A Polícia está investigando desde o momento da instauração do Boletim de Ocorrência. Inclusive, policiais foram à concentração da seleção brasileira no último sábado para buscar informações sobre a chegada de Neymar. Porém, o jogador estava de folga e não foi encontrado. Ele será ouvido em breve.

Lesão tira Fabiana da Copa do Mundo; Lesão de Marta melhora

Lesão tira Fabiana da Copa do Mundo; Lesão de Marta melhora

No treino de domingo (2), Fabiana disse ao departamento médico que sentiu dor na região posterior da coxa direita.

A lateral-direita Fabiana foi cortada da seleção feminina por causa de uma lesão muscular na coxa da perna direita. Imediatamente, o treinador Vadão (Oswaldo Fumeiro Alvarez) convocou a jogadora Poliana, atleta do São José, clube de São Paulo, que deverá se apresentar em Grenoble, na França.

No treino de domingo (2), em Portimão, cidade do litoral Sul de Portugal, onde a seleção faz a preparação para a Copa do Mundo, Fabiana disse ao departamento médico da seleção que sentiu dor na região posterior da coxa direita. Submetida a um exame de imagem, a jogadora foi diagnosticada com uma lesão do músculo semitendinoso, classificação grau 1, e sem tempo de recuperação para jogar a Copa do Mundo da França.

Marta melhora

Depois de 11 dias de tratamento na fisioterapia, a atacante Marta realizou, nessa segunda-feira (3), exame de imagem para verificar a evolução da cicatrização da lesão na coxa esquerda. A recuperação foi considerada bom pelo departamento médico.

Essa melhora permite que a atleta possa iniciar o processo de transição para o campo, mantendo o trabalho fisioterápico e os exercícios de fortalecimento muscular.

A seleção brasileira feminina estreia na Copa do Mundo da França, enfrentando a seleção da Jamaica, no próximo domingo, dia 9, às 10h30, na cidade de Grenoble.

O jogo de abertura da competição está marcado para sexta-feira, dia 7, às 16h, entre seleção francesa e as sul-coreanas, no Parque dos Príncipes, em Paris.

Piauiense retornam com 3 medalhas do Brasileiro de Atletismo

Piauiense retornam com 3 medalhas do Brasileiro de Atletismo

O Piauí classificou dez atletas para a competição em Bragança, mas somente quatro conseguiram passagens para poder competir.

O final de semana foi de competição em Bragança Paulista, São Paulo. O troféu Caixa de Atletismo Sub20 movimentou a cidade e o Piauí teve quatro atletas nas pistas. Luís Fábio, Carlos Eduardo, Gean Soares e João Vitor voltaram com três medalhas; um ouro, uma prata e um bronze. Luís Fábio foi o destaque do estado, pois conseguiu fazer índice necessário para disputar o Pan-Americano da modalidade.

Luís Fábio voltou com duas medalhas: Ouro no arremesso de peso e bronze no lançamento de dardo. A marca do arremesso de peso foi de 18cm88. O atleta que já estava classificado para o Sul-Americano, agora também garante vaga no Pan. “Foi complicado a gente chegar lá e creio que todo o investimento valeu a pena por conta da marca expressiva e índice para o Pan, na outra prova não me sai muito bem, mas consegui o índice para o Pan que era o principal objetivo”, explica.

O Piauí classificou dez atletas para a competição em Bragança, mas somente quatro conseguiram passagens, hospedagem e alimentação para poder competir. Baseado nisso, os garotos que viajaram falam do peso em representar o estado com tantas dificuldades.


Todos irão disputar o Norte Nordeste Adulto de atletismo que acontecerá dias 29 e 30 de junho, em Recife - Foto: Jailson Soares/O Dia

“Até dois dias antes a gente não tinha confirmação de praticamente nada. A ansiedade e o peso de tudo isso com certeza entrou junto com a gente nas provas, mas para minha primeira competição fora do estado eu acredito que me sai bem, mesmo sem subir ao pódio”, conta Gean Soares. “Dei meu máximo, esse era o objetivo, infelizmente fiquei em quarto no salto triplo e não medalhei, mas percebi evolução. Agora é trabalhar para conseguir marca para o Pan no Norte-Nordeste”, frisa João Vitor.

Carlos Eduardo, 18 anos, conseguiu a prata no lançamento de dardo com a marca de 63m02cm. “Fomos em condições financeira ruins, mas fui para competição bem focado principalmente em superar os nomes que eu vinha sempre perdendo e usei uma estratégia melhor garanti a medalha de prata”, cita Cadu.

Todos eles irão disputar o Norte Nordeste Adulto de atletismo que acontece no dia 29 e 30 de junho, em Recife. Será a última oportunidade de garantir índice para o Pan-Americano de atletismo.

Desafio das Opalas reúne mais de 200 ciclistas na competição

Desafio das Opalas reúne mais de 200 ciclistas na competição

A prova teve 87 Km de percurso cronometrado para as categorias oficiais e 45 Km para os participantes da Turismo.

A prova largou do Parque Nacional de Sete Cidades, que fica no entorno do município de Piripiri, no norte do Piauí, com chegada no Morro do Gritador, em Pedro II. A competição valeu pelo Campeonato Piauiense de Mountain Bike Maratona – prova única, 5ª etapa do Campeonato Piauiense de Mountain Bike Maratona e ranking nacional. Essa foi a primeira competição oficial de uma entidade federativa a percorrer trilhas dentro de algumas das cidades que compõem o parque, marcado por sua exuberância, mistérios e muitas belezas naturais.

A prova teve 87 Km de percurso cronometrado para as categorias oficiais e 45 Km para os participantes da Turismo. O comissário de mountain bike da Confederação Brasileira de Ciclismo, Denilson José Gomes, avaliou a prova como alto grau de dificuldade para os competidores, em um ambiente cheio de muitas pedras, altimetria elevada e travessias em riacho. “Para conseguir superar todos os obstáculos, os atletas teriam que ter muito conhecimento técnico, incluindo o uso de lubrificantes para uso nas passagens de água, necessário para evitar rompimento de correntes, por exemplo. Muito técnica, um bom desafio”.


Prova teve 87 Km de percurso para categorias oficiais e 45 KM da turismo - Foto: Divulgação  

O campeão geral do Desafio das Opalas foi Rogério Ferreira, categoria Master A2, da equipe Timon Bikers Adventure, da cidade de Timon, no Maranhão. “A prova foi muito dura, mas me preparei para ela com muito treino, principalmente para a subida do Gritador, o trecho de maior grau de dificuldade”. Esse trecho ao qual o atleta se refere foi um verdadeiro teste de superação e resistência, pois tratou-se de um percurso travado de cerca de sete quilômetros de subida e alguns pontos de grande perigo, com precipícios, pedras, trechos de calçadão, onde pedalar em alguns pontos era impossível, o jeito era empurrar”, disse Rogério.

Entre as mulheres, o menor tempo ficou com Maria do Socorro, de Teresina. Um dos atletas praticamente estreante em competições oficiais de mountain bike, Décio Rocha Rodrigues, de Teresina, categoria Master B1, avaliou a prova como dura e muito difícil.

O Desafio das Opalas é uma prova tradicional no calendário do ciclismo do estado e esse ano reuniu 190 atletas.

Polícia intima Neymar para depor na sexta-feira no Rio

Polícia intima Neymar para depor na sexta-feira no Rio

Membros da DRCI apuram a possibilidade de o atleta ter cometido crime ao divulgar imagens íntimas de uma mulher que o acusa de estupro

A Polícia Civil do Rio de Janeiro voltou à Granja Comary ontem (3), com o objetivo de falar com o atacante Neymar. O jogador da seleção foi intimado para prestar depoimento no Rio de Janeiro, na sexta-feira (7).

Membros da DRCI (Delegacia de Repressão a Crimes de Informática) apuram a possibilidade de o atleta ter cometido crime ao divulgar imagens íntimas de uma mulher que o acusa de estupro.

Ao fim do vídeo, ele exibiu o que seriam conversas por WhatsApp com a mulher anteriores e posteriores à data em ela afirma ter sido estuprada (15 de maio). Entre as frases, aparecem imagens dela nua ou seminua -com o rosto e partes íntimas borradas.

Nesta segunda, uma viatura entrou no centro de treinamento da seleção brasileira, em Teresópolis, por volta das 11h45, enquanto o técnico Tite dava uma entrevista coletiva. Os policiais ficaram por cerca de 50 minutos no local.


Jogador exibiu o que seriam conversas por WhatsApp com a mulher que o acusa de estupro - Foto: Folhapress

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) solicitou que o dia do depoimento de Neymar fosse alterado. Na sexta, o jogador estará com o restante do grupo da seleção em Porto Alegre, onde a equipe disputa um amistoso no domingo (9). A equipe se prepara para a disputa da Copa América, que começa no dia 14 de junho.

No domingo (2), um carro da Polícia Civil já havia ido até a Granja Comary. O delegado Bruno Gilaberte, do 110º Distrito Policial (Teresópolis), buscava informações sobre Neymar.

O jogador não se encontrava na concentração no momento da ida do delegado ao local. Ele estava no fim de um período de folga, concedido a todos os atletas da seleção, e retornou posteriormente, de helicóptero.

O delegado e um inspetor permaneceram na Granja Comary por cerca de uma hora no domingo. Eles foram recebidos pelo chefe da segurança da CBF e por um dos responsáveis pela administração da sede da confederação na região serrana do Rio.

Chegou-se à conclusão de que o atacante não estava em Teresópolis quando gravou o vídeo no sábado, motivo pelo qual o caso não ficou com o 110º DP. Os representantes da CBF que receberam a Polícia Civil não informaram onde estava o jogador, e o caso ficou com a DRCI.

As investigações no Rio de Janeiro e em São Paulo ocorrem de forma paralela. No Rio, é pela divulgação das imagens, enquanto o inquérito referente à acusação de estupro está em São Paulo.​

FLA avalia a contratação de volante Hernani, ex-Athletico Paranaense

FLA avalia a contratação de volante Hernani, ex-Athletico Paranaense

Não há ainda proposta ou negociação em curso, mas a cúpula de futebol rubro-negra tem o nome sob a mesa e avalia as possibilidades para a contratação do jogador, de 25 anos de idade.

Em busca de reforços para encorpar o seu elenco, o Flamengo analisa a contratação do volante Hernani, ex-Ahletico Paranaense. O jogador pertence ao Zenit, da Rússia, e teve passagem pelo francês Saint Étienne.

Não há ainda proposta ou negociação em curso, mas a cúpula de futebol rubro-negra tem o nome sob a mesa e avalia as possibilidades para a contratação do jogador, de 25 anos de idade.

Ainda que esta negociação não avance, a direção do futebol entende que o elenco precisa de um jogador que seja alternativa a Willian Arão, hoje praticamente soberano no setor.


Hernani - Foto: Folhapress

Nas conversas que selaram a sua contratação como novo comandante do Flamengo, o português Jorge Jesus foi informado de todas as negociações que estão em curso. No momento, o clube ainda tenta Filipe Luis para a lateral, além de trabalhar em duas frentes para a zaga: Jemerson, do Monaco, e o colombiano Zapata, do Milan, "disputam" essa vaga no mercado.

Já apalavrado com o Flamengo, o lateral-direito Rafinha tem contrato com o Bayern até o dia 30 de junho, e sua chegada após esse prazo já é considerada como líquida e certa na Gávea.

Ficou acordado ainda que novas chegadas ficarão condicionadas à avaliação do elenco por parte do novo treinador, mas a tendência é que as movimentações não fujam do que já está em curso.

Após a vitória por 2 a 0 sobre o Fortaleza, o Fla volta suas atenções para a disputa da Copa do Brasil. Amanhã, a equipe recebe o Corinthians, 21h30, no Maracanã. O rubro-negro precisa de um empate para avançar às quartas da competição nacional.