• TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Notícias Esporte

13 de agosto de 2018

Aos 32 anos, David Silva anuncia aposentadoria da seleção espanhola

O meia-atacante do Manchester City divulgou uma mensagem nas redes sociais para comunicar o fim de sua trajetória com a equipe nacional.

David Silva anunciou nesta segunda-feira (13) seu adeus à seleção espanhola. Aos 32 anos, o meia-atacante do Manchester City divulgou uma mensagem nas redes sociais para comunicar o fim de sua trajetória com a equipe nacional.

"Não é fácil, depois de tudo que vivi, sentar e escrever estas linhas. Foram dias e semanas de reflexão e análise para tomar a decisão de encerrar minha passagem pela seleção espanhola de futebol. Sem dúvida, é uma das escolhas mais difíceis de minha carreira que comunico com gratidão e humildade", disse David Silva.

David Silva é meia-atacante do Manchester City. (Foto: Reprodução/Instagram)

"A seleção me deu tudo e me permitiu crescer como jogador e como pessoa desde as categorias de base. Vou-me orgulhoso depois de ter disputado 125 partidas e ter marcado 35 gols com a seleção principal ao longo de uma etapa de 12 anos, onde pudemos levantar uma Copa do Mundo e duas Eurocopas", acrescentou.

Ao longo de quase 12 anos como atleta da seleção principal da Espanha, David Silva conquistou o título da Copa do Mundo de 2010 e o da Eurocopa nas edições de 2008 e 2012. Além disso, participou da Copa das Confederações de 2009 e 2013, da Euro de 2016 e das Copas do Mundo de 2014 e 2018. Em sua carta, fez questão de homenagear o técnico Luis Aragonés, campeão da Euro 2008, que morreu em 2014 aos 75 anos.

"Vou-me feliz por tudo que consegui, que vivi e que sonhei com uma equipe que será lembrada para sempre, e ponho fim a uma etapa carregado de emoção por todos os momentos que me vêm à memória, como a figura de Luis Aragonés, um maestro a quem jamais esqueceremos", escreveu o jogador.

"Não posso ir sem ter algumas palavras de gratidão com todos meus companheiros, com os técnicos que confiaram em mim e com os empregados da RFEF (Real Federação Espanhola de Futebol), que se dedicam a fazermos a vida mais simples. Quero agradecer também à toda minha família pelo apoio durante todos estes anos. Sem sua ajuda, nunca teria sido possível fazer parte da grande história da seleção. E, é claro, à torcida que sempre me ofereceu seu apoio e seu respeito cada vez que vesti a camisa da Espanha", concluiu.

Desempenho contra o Cruzeiro vira espelho do FLA para Copa do Brasil

O espírito é esse. Tem que correr um pelo outro e criar as jogadas de situação de gol para estar sempre em vantagem", destacou o atacante Vitinho.

O Flamengo se manteve na cola do São Paulo na briga pela liderança do Campeonato Brasileiro ao vencer o Cruzeiro no último domingo, no Maracanã. Agora, os Rubro-Negros voltam a focar na Copa do Brasil, onde enfrentam nesta quarta-feira o Grêmio pelo duelo de volta válido pelas quartas de final.

No jogo de ida, em Porto Alegre, o Flamengo empatou por 1 a 1 com os gaúchos. Como não existe a regra do gol qualificado na Copa do Brasil, somente a vitória garante os rubro-negros na semifinal da competição.


Flamengo venceu o Cruzeiro no último domingo por 1 a 0 (Gilvan de Souza / Flamengo)

O bom desempenho contra o Cruzeiro, neste fim de semana, pelo Brasileiro, é visto como exemplo para o confronto desta quarta-feira, no Maracanã. “O espírito é esse. Tem que correr um pelo outro e criar as jogadas de situação de gol para estar sempre em vantagem. Acho que a equipe está no caminho certo e agora na quarta-feira temos que impor esse mesmo espírito de jogo”, disse o atacante Vitinho.

O zagueiro Léo Duarte seguiu o discurso do seu companheiro e corroborou a importância de manter o alto nível de atuação a fim de buscar a classificação. “É manter este nível de concentração para quarta-feira. Teremos mais uma partida importante”, declarou.

Com o gol marcado contra os mineiros, Henrique Dourado virou opção para Maurício Barbieri no ataque flamenguista, que tem sofrido com os poucos gols nos últimos jogos.

Aguirre ‘esquece’ Brasileiro e quer a vaga para as oitavas da Sul-Americana

Diante da possibilidade de voltar a erguer o título brasileiro após nove anos, o São Paulo não quer saber de priorizar a competição nacional e espera desta vez confirmar o favoritismo contra o Colón.

Diego Aguirre terá de deixar de lado a ótima campanha que sua equipe vem realizando no Campeonato Brasileiro para voltar o foco na Copa Sul-Americana. Depois de perder o jogo de ida da segunda fase do torneio, em pleno Morumbi, por 1 a 0, o Tricolor terá de garantir a vaga em Santa Fé, na Argentina, casa do Colón, que novamente deverá adotar uma postura extremamente defensiva.

Diante da possibilidade de voltar a erguer o título brasileiro após nove anos, o São Paulo não quer saber de priorizar a competição nacional e espera desta vez confirmar o favoritismo contra o Colón, assegurando sua presença nas oitavas de final da Sul-Americana embora muitos acreditem que uma eliminação no torneio continental seria até bom para que a equipe pudesse se dedicar exclusivamente à competição por pontos corridos.


Diego Aguirre não faz distinção entre as duas competições que restaram ao São Paulo em 2018 (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

“Temos que tentar ganhar, tentar classificar. Para mim, são duas competições muito importantes e temos que tentar classificar na quinta-feira. Força máxima para mim é quem irá jogar, todos os jogadores são importantes. Isso faz parte do planejamento e vamos para a Argentina com um time muito forte”, disse Diego Aguirre.

Apesar de somar sete vitórias nos últimos oito jogos pelo Brasileiro, o São Paulo ainda mostra certa dificuldade quando enfrenta adversários com propostas mais defensivas. Foi assim contra o Colón, e, posteriormente, contra o Vasco, ambas as partidas disputadas no Morumbi. Agora, o time comandado pelo treinador uruguaio terá o grande desafio de provar que consegue, enfim, vencer as retrancas rivais.

Não bastasse a proposta defensiva do Colón e a vantagem dos adversários, que venceram em plena casa são-paulina, o Tricolor também terá de lidar com a fama do estádio Brigadier General Estanislao López, conhecido como “Cemitério de Elefantes” pelo fato de grandes clubes já terem perdido no local, como o Santos de Pelé e todas as mais tradicionais equipes do futebol argentino entre as décadas de 1960 e 1970.

Neymar joga calado e vê Buffon ser a estrela do PSG

O craque também saiu ileso tendo sofrido apenas uma falta e sem ir ao chão insinuando dores, algo que lhe marcou negativamente na Copa do Mundo.

Neymar jogou calado na vitória por 3 a 0 do Paris Saint-Germain diante do Caen, na estreia do Campeonato Francês. Sem reclamações com o árbitro e com os marcadores, demonstrou tranquilidade. O craque também saiu ileso tendo sofrido apenas uma falta e sem ir ao chão insinuando dores, algo que lhe marcou negativamente na Copa do Mundo. Só que nem mesmo o gol marcado logo no início deixou em evidência uma atuação cheia de erros e pouca participação. No Parque dos Príncipes, a estrela principal foi o goleiro Buffon.
O veterano italiano foi apresentado aos torcedores do PSG minutos antes do jogo. Com muita festa, e ainda dificuldade de falar o idioma francês, comentou estar entusiasmado com a oportunidade e foi ovacionado. Durante o jogo, a cada toque na bola, aplausos eram ouvidos.
O cenário de apoio da torcida também foi vivido por Neymar. O brasileiro foi ovacionado após marcar o gol e bastante aplaudido ao ser substituído aos 35 minutos do segundo tempo. O problema foi o nível técnico da atuação, marcada por um posicionamento de centroavante e com pouca participação.
Entre os titulares do PSG, Neymar foi o jogador que menos toques deu na bola. Foram 51 no total, sendo que o líder no quesito foi Marquinhos, com 99 toques. Ser pouco acionado é uma característica da posicão de centroavante, mas o grande problema é que mesmo com a baixa participação, o camisa 10 foi quem mais perdeu a bola no time, com 24 no total.


Foto: Reprodução/Instagram

Os erros de passes de Neymar também foram marcantes. O aproveitamento de 73% foi o pior do PSG entre os titulares.
O posicionamento do jogador é uma estratégia do treinador Thomas Tuchel para o início de temporada. A avaliação é de que o brasileiro está debilitado fisicamente e não pode atuar na posição de origem aberto pelo lado esquerdo do campo, local em que exige mais ações de mano a mano e, consequentemente, velocidade.
Sem o combate direto com o marcador, Neymar sofreu somente uma falta no jogo ao tentar um drible e levar um tapa involuntário. O lance ocorreu logo aos 7 minutos de jogo e levou ao chão com a mão no rosto, em cenário que lembrou criticas recebidas na Copa do Mundo. No entanto, a ação foi isolada, não sendo repetida outra vez durante o jogo.
No jogo, Neymar deu três finalizações, contabilizando a do gol de perna esquerda e uma falta na entrada da área cobrada para fora. A exibição, por conta dos erros e da baixa participação, é algo raro na carreira.
"O desafio dele é de sempre querer jogar melhor. Hoje ele demonstrou um entrosamento perfeito com a equipe, jogando fora de posição, uma inteligência incrível pra procurar os espaços. Então, a gente está feliz com esse retorno dele ao Parque, na frente dos nossos torcedores, de ser ovacionado, de marcar depois de algum tempo. A gente está feliz e espera que a gente possa dar esse suporte para ele melhorar a cada dia", comentou Thiago Silva após o jogo.
BUFFON
A idolatria a Buffon demonstrada foi o pano de fundo de uma boa atuação do goleiro. Sem cometer falhas, ainda se destacou com uma linda defesa evitando gol contra de Thiago Silva no primeiro tempo.
O goleiro deu 13 toques na bola, sem errar nenhum passe e lançamento. A titularidade no PSG pareceu bem justificada, e comemorada mesmo sendo o francês Areola, campeão da Copa do Mundo, o camisa 1 da temporada passada.
"Tem uma energia peculiar aqui no Parque (dos Principes). Estou bem entusiasmado, empolgado em fazer uma bela temporada. Gostei da estreia e ainda tenho muito a melhorar", destacou o italiano.

Felipão é reverenciado em volta ao Palestra e já tem Deyverson como xodó

Neste domingo, o retorno do treinador ao Palestra Itália após 18 anos se tornou o principal ingrediente em noite fria, com time reserva contra o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro.

No mesmo local onde teve vitórias memoráveis como treinador do Palmeiras, e no qual não conseguiu treinar o clube em sua segunda passagem em função da reforma que era realizada, Luiz Felipe Scolari voltou a sentir o calor dos fãs alviverdes. Neste domingo, o retorno do treinador ao Palestra Itália após 18 anos se tornou o principal ingrediente em noite fria, com time reserva contra o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro. E, como ele certamente esperava, uma noite de vitória, que começou com reverência dos palmeirenses.

O placar de 1 a 0, com gol de Deyverson, foi magro, mas suficiente para manter a equipe entre as seis primeiras colocadas do Brasileirão e se juntar às partidas que marcaram a história de Felipão no estádio, hoje rebatizado Allianz. De quebra, o centroavante que desponta como uma das apostas do treinador já mostrou que tem tudo para ser um dos xodós de Scolari.

Posicionado à beira do gramado por praticamente todos os 90 minutos, Felipão escolheu o camisa 16 como um dos jogadores para orientar sempre que possível. Bastante lutador, como o treinador costuma apreciar, Deyverson ouviu muitas instruções durante o jogo, sempre em relação ao melhor posicionamento e melhores escolhas possíveis.

Abraçado por Felipão, o jogador que chegou ao Palmeiras há um ano como pedido de Cuca e jogou pouco com Roger Machado, teve um de seus melhores jogos em uma passagem difícil depois de deixar o futebol espanhol. Deyverson conseguiu bons lances, deu trabalho para Leandro Castán, anotou um gol simples, mas de oportunismo, e ainda ajudou muito a equipe sem a bola. Ao marcar, correu para o banco de reservas, cumprimentou os colegas e, claro, o novo chefe.

Diante de 30.012 torcedores, Felipão teve atitude discreta durante o jogo. "Orquestrou" o time, abriu os braços após uma falta dura em Deyverson, teve só uma substituição para fazer [Scarpa e Weverton se lesionaram] e cerrou o punho para celebrar o gol da noite e também a vitória. Lucas Lima, que teve uma noite de destaque, ganhou um abraço dele ao apito final. E a torcida saudou com o velho grito "au au au, Felipão é genial"

12 de agosto de 2018

Thales Leites anuncia aposentadoria após luta no UFC São Paulo em setembro

Na luta após perder para Anderson Silva, Leites foi derrotado pelo italiano Alessio Sakara e foi demitido do UFC.

O lutador brasileiro Thales Leites, 37, anunciou, durante uma entrevista ao canal "Combate", que vai se aposentar após enfrentar Hector Lombard, no UFC São Paulo, no dia 22 de setembro, no Ginásio do Ibirapuera.
O brasileiro tem em sua carreira 27 vitórias e nove derrotas. A sua primeira luta pelo UFC aconteceu entre 2006 e 2009. Em confronto de destaque, Leites disputou o título dos pesos-médios (84 kg) com Anderson Silva, na qual Spider venceu em decisão unânime dos juízes.
Na luta após perder para Anderson Silva, Leites foi derrotado pelo italiano Alessio Sakara e foi demitido do UFC.
Em seu retorno a categoria, em 2013, venceu o inglês Tom Watson no UFC Rio 4 por decisão unânime dos juízes.

Lutas do UFC São Paulo
Meio-pesado (93 kg) | Glover Teixeira vs. Jimi Manuwa
Galo feminino (61 kg) | Ketlen Vieira vs. Tonya Evinger
Meio-pesado (93 kg) | Rogério 'Minotouro' vs. Sam Alvey
Meio-médio (77 kg) | Neil Magny vs. Alex Oliveira
Médio (84 kg) | Antônio 'Cara de Sapato' Júnior vs. Elias Theodorou
Leve (70 kg) | Francisco 'Massaranduba' vs. Evan Dunham
Meio-pesado (93 kg) | Luis Henrique KLB vs. Ryan Spann
Galo (61 kg) | Renan Barão vs. Andre Ewell
Meio-médio (77 kg) | Sérgio Moraes vs. Ben Saunders
Médio (84 kg) | Thales Leites vs. Hector Lombard
Meio-médio (77 kg) | Elizeu 'Capoeira' vs. Belal Muhammad
Palha feminino (52 kg) | Livia Renata Souza vs. Alex Chambers

11 de agosto de 2018

Flamengo vê mais chances de título, mas evita falar em prioridade

O alto investimento e a possibilidade de encerrar agosto longe dos objetivos propostos cobram o seu preço.

Deixar a liderança do Campeonato Brasileiro e perder para o Cruzeiro a primeira partida das oitavas de final da Libertadores foram golpes duros demais no Flamengo. Em poucos dias, o time rubro-negro viu os elogios se transformarem em críticas por não eleger uma prioridade clara no segundo semestre. O alto investimento e a possibilidade de encerrar agosto longe dos objetivos propostos cobram o seu preço.

Integrantes do departamento de futebol, jogadores e dirigentes evitam falar abertamente, mas é denominador comum nos bastidores que o Campeonato Brasileiro envolve a maior possibilidade de título em 2018. Por ainda ter 21 rodadas pela frente, a competição proporciona uma margem de erro consideravelmente maior do que Libertadores e Copa do Brasil.

No mata-mata, uma bola e um dia ruim podem eliminar o clube de maior investimento, folha salarial ou melhores jogadores. Por essa análise, apostar as fichas nesse tipo de torneio é arriscado. No Brasileirão, o Flamengo tem mais chances de rodar atletas por suspensões ou lesões e ainda assim superar boa parte dos rivais. O clube investiu pesado no mercado e tem uma folha superior a R$ 10 milhões por mês para isso.

As possibilidades são debatidas. Com a situação absolutamente complicada na Copa Libertadores -será necessário vencer o Cruzeiro, fora de casa, por três gols de diferença-, o time ainda tenta chegar às semifinais da Copa do Brasil. No primeiro jogo, empatou com o Grêmio por 1 a 1, em Porto Alegre. Em meio ao delicado processo, o Campeonato Brasileiro ganha cada vez mais força.

É natural também que o Flamengo não abra mão de uma Copa do Brasil caso garanta a vaga nas semifinais. A premiação milionária e os poucos jogos para uma possível conquista não permitem tal luxo. No entanto, poupar jogadores pelo Campeonato Brasileiro nos intervalos já não é alternativa tão bem vista assim. O temor é o de perder contato com o São Paulo e ainda acompanhar a aproximação de concorrentes que estão atrás na tabela, casos de Internacional e Grêmio no momento.

O certo é que a diretoria rubro-negra reconhece a necessidade de uma conquista de peso. Errar agora será decisivo e algo traumático para a sequência do ano. Ainda assim, a briga em todas as frentes permanece no discurso oficial.

"A minha opinião é a mesma do treinador [Maurício Barbieri]. Não temos que priorizar. Se escolher e fracassar, deixamos boas oportunidades escaparem. O Flamengo tem elenco para isso e pode se dar ao luxo. Muitos jogadores gostariam de estar em nossa condição", afirmou o capitão Réver.

"Prioridade são todos os jogos", completou o goleiro Diego Alves.

Técnico revela insistência de Neymar para jogar em decisão pelo PSG

O alemão preferia poupar o brasileiro da final da Supercopa da França.

A ansiedade de Neymar para voltar a jogar após a Copa do Mundo foi destacada pelo treinador do Paris Saint-Germain, Thomas Tuchel. O alemão preferia poupar o brasileiro da final da Supercopa da França, na semana passada, diante do Monaco -PSG venceu por 4 a 0, em jogo disputado na China-, mas foi convencido pelo brasileiro a colocá-lo em campo.

"O Neymar ficou o tempo inteiro (durante a partida) me pedindo: "deixa eu jogar, deixar eu jogar". Eu pedia tranquilidade, mas teve uma hora que falei: "Ok, você vai entrar, mas joga pelo meio-campo para não se cansar muito", contou Tuchel em entrevista coletiva concedida no PSG na véspera da estreia do Campeonato Francês, diante do Caen, no Parque dos Príncipes.

No confronto, Neymar foi colocado em campo aos 30 minutos do segundo tempo no lugar de Verratti. O PSG vencia o adversário por 3 a 0, e chamou a atenção o fato do brasileiro atuar no meio-campo estando atrás dos três atacantes.

"Foi uma medida pontual por conta da necessidade de preservar o Neymar. Aberto pela esquerda requer uma intensidade maior, com mano a mano, e falei para que iria jogar por ali (meio campo) para não se cansar tanto", explicou.

Em outro momento da entrevista, Tuchel ainda foi perguntado sobre a influência de Neymar no time do PSG. Em resposta carregada de elogios, o treinador colocou o brasileiro com um líder do time.

"Vou te dizer claramente que o Neymar é meu jogador chave. Um dos melhores do mundo, artista da bola, criativo e não podemos colocar muita pressão nele. Ele é um líder, e na minha visão quando ele está contente, contagia todo mundo, controla o jogo é inspira os outros", destacou.

A entrevista de Tuchel foi leve, e o treinador preservou o PSG de críticas pela falta de reforços para a temporada -somente o goleiro Buffon foi contratado-. Embora ainda lembre de discurso passado em que cobrou a vinda de um zagueiro, um lateral direito, um lateral esquerdo e um volante.

"Não posso falar nada de mercado. Temos um último treino antes da estreia. Mas o que posso te dizer é que minha posição de mercado não mudou em nada" finalizou Tuchel.

10 de agosto de 2018

Santos avança em negociação por centroavante e aguarda por ‘sim’ de Cuca

Treinador gostaria de contar com um camisa 9 brasileiro ou com passagem pelo Brasil por causa da adaptação em meio a vários jogos do Campeonato Brasileiro

O Santos tem negociação encaminhada com o centroavante Nicolás Blandi, do San Lorenzo-ARG. E para concluir as tratativas, o Peixe busca convencer o técnico Cuca sobre a opção. O interesse no argentino foi antecipado pela Gazeta Esportiva e o avanço nas conversas foi publicado pelo Diário do Peixe nesta quarta-feira.

Cuca gostaria de contar com um camisa 9 brasileiro ou com passagem pelo Brasil por causa da adaptação em meio a vários jogos do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores da América. O treinador prefere Jô, do Nagoya Grampus-JAP, e Diego Tardelli, do Shandong Luneng-CHI, mas a dupla está fora da realidade financeira do alvinegro, assim como outros atletas tentados: Guerrero, Jô, Marcelo Moreno, Calleri, Elkeson.


Nicolas Blandi é a bola da vez no Santos (AFP PHOTO / FEDERICO PARRA)

Com poucas alternativas e pressa para resolver a carência no elenco, o Santos quase contratou Marco Ruben, do Rosario Central-ARG, porém, Cuca disse publicamente que era contra o negócio e a transação foi cancelada. O argumento sobre a adaptação não muda com Blandi, mas o técnico gosta mais das características dele e o convencimento não será tão difícil.

Nicolás Blandi tem 28 anos e nunca atuou no Brasil. Ele jogou pelo Boca Juniors e Argentinos Junior antes de chegar ao San Lorenzo. Na Europa, defendeu o Évian-FRA. O título de maior expressão na carreira foi a Libertadores de 2014, pelo atual clube.

Palmeiras alcança marca de quatro jogos sem sofrer gols

A vitória diante do Cerro Porteño no Paraguai manteve os 100% de aproveitamento do time alviverde na Libertadores.

Com a vitória diante do Cerro Porteño no Paraguai, o Palmeiras alcançou uma série de marcar importantes. O triunfo por 2 a 0 garantiu a manutenção da invencibilidade alviverde na Libertadores e dos 100% de aproveitamento da equipe fora de casa na competição. Além disso o Maior Campeão do Brasil se manteve sem sofrer gols há quatro jogos.

“Se a gente conseguir manter nosso gol zerado, a chance de vencermos a partida é maior. Temos que nos manter concentrados o máximo possível. A dupla de zaga mudou nesses jogos, mas conseguimos manter o padrão e isso mostra que o sistema defensivo tem sido forte. É um bom começo para termos sucesso”, afirmou o goleiro Weverton.


Foto: Norberto Duarte/AFP

Nas quatro partidas, o Palmeiras teve sua zaga formada por Luan e Thiago Martins, Thiago Martins e Antônio Carlos, e Antônio Carlos e Edu Dracena (2x). No período, foram duas vitórias, contra Paraná e o próprio Cerro Porteño, além de empates sem gols contra Bahia e América-MG.

Neste ano, a equipe ainda comandada por Roger Machado conseguiu alcançar a marca de cinco duelos sem ter as redes balançadas, ainda durante o Campeonato Paulista. O feito também foi repetido em 2008 com Vanderlei Luzemburgo no comando.

Para igualar as marcas, o time de Felipão encara o Vasco neste domingo, às 19h30 (de Brasília), no Allianz Parque, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo vai marcar a estreia do treinador na Arena e do novo uniforme III do Maior Campeão do Brasil.

Inter prepara 'ambiente perfeito' para Guerrero com união e time encaixado

O clube gaúcho acredita que poderá dar ao peruano totais condições de desempenhar seu melhor futebol.

Se Paolo Guerrero não tem demonstrado o mesmo rendimento de outros tempos (fez apenas sete jogos e marcou um gol pelo Fla em 2018), o Internacional prepara o melhor ambiente possível para recuperação. Com elenco unido, ambiente positivo, time encaixado e superando as expectativas, o clube gaúcho acredita que poderá dar ao peruano totais condições de desempenhar seu melhor futebol.
O Inter fechou com Guerrero após reunião na tarde de quarta-feira (8). O jogador assina por três temporadas com o clube gaúcho e a oficialização não ultrapassará o começo da próxima semana.
A parceria criada entre os jogadores do Inter não é nova. Repetidamente, o comando técnico e a direção do clube elogiam o ambiente criado pelos atletas. Não é raro vê-los interagindo em rede social ou marcando eventos fora de campo entre as famílias.
Por exemplo, muitos dos atletas do elenco principal estiveram no evento beneficente de aniversário de dez anos de D'Alessandro no clube. Mesmo sem qualquer participação da instituição no jantar e leilão cujos fundos foram repassados a ONG's de auxílio ao próximo, jogadores do time levaram objetos pessoais para as ações de caridade e participaram com doações. O próprio técnico Odair Hellmann esteve presente.


Paolo Guerrero (Foto: Reprodução/Instagram)

"Nosso grupo é muito unido dentro e fora de campo. Isso é algo muito importante. Você nota que não há vaidades. Entra Rossi, Lucca, D'Alessandro, ou outros, o mais importante é a unidade e tem sido nossa melhor característica", disse o goleiro Marcelo Lomba.
E não são apenas aspectos extra-campo que deixam o Colorado otimista no melhor rendimento de Guerrero. O encaixe obtido pelo comando técnico com os jogadores na formação que aproveita as melhores características de conclusão e pivô do centroavante também pode ser alavanca para o peruano de 34 anos reaver o caminho.
"O clube tem investido muito em estrutura, tem nos propiciado o melhor em academia, descanso, logística, é mérito do clube. Tem uma parte nossa, jogadores empenhados, vendo que podemos fazer um grande ano, colocar o Inter entre os melhores do Brasil. E o Odair, que tem montado a parte tática impecável, tem nos passado essa segurança, e este tripé tem sido muito importante. É fundamental nas substituições", explicou Lomba.
O Internacional firma sua construção de jogo utilizando repetidamente o centroavante. Seja com profundidade ou participação ao segurar a bola para dar tempo de avanço a centrais e extremas. Damião era quem fazia esta função. Em razão de sua lesão na cervical, que o afastará por tempo indeterminado, resta Alvez. Guerrero encaixa-se no mesmo perfil técnico.
O ambiente se torna ainda mais positivo, na avaliação vermelha, ao considerar a liderança já presente no grupo. D'Alessandro será responsável por ambientar Guerrero e mostrá-lo às peculiaridades do clube. A torcida vive fase de boa relação com o time, reflexo da campanha surpreendente no Brasileiro. Ou seja, a cobrança vai demorar a acontecer.
Por fim, Rodrigo Caetano. O diretor executivo de futebol do Inter possui boa relação com o jogador e seus empresários. Foi Caetano que levou Guerrero para o Fla em 2015, num contrato semelhante ao oferecido pelo Inter neste momento.
O Internacional irá oficializar nos próximos dias a data de chegada de Paolo Guerrero. Através das redes sociais, a torcida já se organiza para recepcionar o peruano no aeroporto da capital gaúcha.

Inter prepara 'ambiente perfeito' para Guerrero com união e time encaixado

O clube gaúcho acredita que poderá dar ao peruano totais condições de desempenhar seu melhor futebol.

Se Paolo Guerrero não tem demonstrado o mesmo rendimento de outros tempos (fez apenas sete jogos e marcou um gol pelo Fla em 2018), o Internacional prepara o melhor ambiente possível para recuperação. Com elenco unido, ambiente positivo, time encaixado e superando as expectativas, o clube gaúcho acredita que poderá dar ao peruano totais condições de desempenhar seu melhor futebol.
O Inter fechou com Guerrero após reunião na tarde de quarta-feira (8). O jogador assina por três temporadas com o clube gaúcho e a oficialização não ultrapassará o começo da próxima semana.
A parceria criada entre os jogadores do Inter não é nova. Repetidamente, o comando técnico e a direção do clube elogiam o ambiente criado pelos atletas. Não é raro vê-los interagindo em rede social ou marcando eventos fora de campo entre as famílias.
Por exemplo, muitos dos atletas do elenco principal estiveram no evento beneficente de aniversário de dez anos de D'Alessandro no clube. Mesmo sem qualquer participação da instituição no jantar e leilão cujos fundos foram repassados a ONG's de auxílio ao próximo, jogadores do time levaram objetos pessoais para as ações de caridade e participaram com doações. O próprio técnico Odair Hellmann esteve presente.


Paolo Guerrero (Foto: Reprodução/Instagram)

"Nosso grupo é muito unido dentro e fora de campo. Isso é algo muito importante. Você nota que não há vaidades. Entra Rossi, Lucca, D'Alessandro, ou outros, o mais importante é a unidade e tem sido nossa melhor característica", disse o goleiro Marcelo Lomba.
E não são apenas aspectos extra-campo que deixam o Colorado otimista no melhor rendimento de Guerrero. O encaixe obtido pelo comando técnico com os jogadores na formação que aproveita as melhores características de conclusão e pivô do centroavante também pode ser alavanca para o peruano de 34 anos reaver o caminho.
"O clube tem investido muito em estrutura, tem nos propiciado o melhor em academia, descanso, logística, é mérito do clube. Tem uma parte nossa, jogadores empenhados, vendo que podemos fazer um grande ano, colocar o Inter entre os melhores do Brasil. E o Odair, que tem montado a parte tática impecável, tem nos passado essa segurança, e este tripé tem sido muito importante. É fundamental nas substituições", explicou Lomba.
O Internacional firma sua construção de jogo utilizando repetidamente o centroavante. Seja com profundidade ou participação ao segurar a bola para dar tempo de avanço a centrais e extremas. Damião era quem fazia esta função. Em razão de sua lesão na cervical, que o afastará por tempo indeterminado, resta Alvez. Guerrero encaixa-se no mesmo perfil técnico.
O ambiente se torna ainda mais positivo, na avaliação vermelha, ao considerar a liderança já presente no grupo. D'Alessandro será responsável por ambientar Guerrero e mostrá-lo às peculiaridades do clube. A torcida vive fase de boa relação com o time, reflexo da campanha surpreendente no Brasileiro. Ou seja, a cobrança vai demorar a acontecer.
Por fim, Rodrigo Caetano. O diretor executivo de futebol do Inter possui boa relação com o jogador e seus empresários. Foi Caetano que levou Guerrero para o Fla em 2015, num contrato semelhante ao oferecido pelo Inter neste momento.
O Internacional irá oficializar nos próximos dias a data de chegada de Paolo Guerrero. Através das redes sociais, a torcida já se organiza para recepcionar o peruano no aeroporto da capital gaúcha.

Juninho processará Corinthians por cancelar contratação

O jogador de 19 anos é acusado de violência doméstica contra a ex-namorada e o clube desistiu de tê-lo.

A defesa do atacante Juninho entrará com um pedido de ação indenizatória contra o Corinthians depois que o clube desistiu de contratar o jogador de 19 anos. Ele é acusado de violência doméstica contra a ex-namorada.
Em entrevista nesta quinta-feira (10) à Rádio Jornal, de Pernambuco, o defensor do atleta, Ernesto Cavalcanti,  classificou como "absurda" a decisão do time paulista.
"Estão execrando o rapaz, estão colocando o rapaz na sarjeta. Estão tentando, mas não vão conseguir transformar esse rapaz em um bandido. Esse rapaz não é um bandido, é um jovem que cometeu um erro e está tentando se recuperar", disse a defesa.
O jogador pertence ao Sport e responde desde novembro de 2017 a um processo sob acusação de violência doméstica, injúria e ameaça, movido por uma ex-namorada. Ele também possui um histórico de indisciplina pelos clubes que atuou.
O anúncio da contratação do atacante para as categorias de base foi repudiado por torcedores do Corinthians nas redes sociais. Diante das reações, a direção cancelou a transferência. A contratação ainda não havia sido oficializada.


Foto: Reprodução/Instagram

Em nota oficial, o presidente corintiano Andrés Sanchez afirmou que a intenção do clube ao negociar a contratação do atleta era ajudar na recuperação dele.
"O Corinthians visava não só atrair um promissor talento futebolístico, mas também encetar um processo de ressocialização dele. Sabedor de antecedentes desabonadores no seu passado, acreditamos que um jovem devidamente orientado teria condições de mudar", diz a nota.
Assim que a possibilidade da contratação foi discutida pelo clube, torcedores criaram nas redes sociais uma campanha virtual para fazer o Corinthians desistir do negócio. 
Alguns corintianos, inclusive, criticaram o fato de o time alvinegro discutir a contratação de Juninho no mesmo dia em que lançava mais um manifesto sobre a violência contra as mulheres.
Na quarta (8), o jogador chegou a desembarcar em São Paulo para se dirigir ao centro de treinamento do Corinthians, onde faria exames antes de assinar o contrato.
Juninho se defendeu das críticas que vem sofrendo. "Eu não gosto nem de tocar no assunto, a gente sabe que tem mentiras e tem verdades, né? A verdade é que eu estou pagando por uma coisa que eu não fiz, entendeu?", afirmou o atleta ao site do Globo Esporte.

Inter prepara 'ambiente perfeito' para Guerrero com união e time encaixado

A parceria criada entre os jogadores do Inter não é nova. Repetidamente, o comando técnico e a direção do clube elogiam o ambiente criado pelos atletas.

Se Paolo Guerrero não tem demonstrado o mesmo rendimento de outros tempos (fez apenas sete jogos e marcou um gol pelo Fla em 2018), o Internacional prepara o melhor ambiente possível para recuperação. Com elenco unido, ambiente positivo, time encaixado e superando as expectativas, o clube gaúcho acredita que poderá dar ao peruano totais condições de desempenhar seu melhor futebol. O Inter fechou com Guerrero após reunião na tarde de quarta-feira (8). O jogador assina por três temporadas com o clube gaúcho e a oficialização não ultrapassará o começo da próxima semana.

A parceria criada entre os jogadores do Inter não é nova. Repetidamente, o comando técnico e a direção do clube elogiam o ambiente criado pelos atletas. Não é raro vê-los interagindo em rede social ou marcando eventos fora de campo entre as famílias.

Por exemplo, muitos dos atletas do elenco principal estiveram no evento beneficente de aniversário de dez anos de D'Alessandro no clube. Mesmo sem qualquer participação da instituição no jantar e leilão cujos fundos foram repassados a ONG's de auxílio ao próximo, jogadores do time levaram objetos pessoais para as ações de caridade e participaram com doações. O próprio técnico Odair Hellmann esteve presente.

"Nosso grupo é muito unido dentro e fora de campo. Isso é algo muito importante. Você nota que não há vaidades. Entra Rossi, Lucca, D'Alessandro, ou outros, o mais importante é a unidade e tem sido nossa melhor característica", disse o goleiro Marcelo Lomba.


Foto: Reprodução

E não são apenas aspectos extra-campo que deixam o Colorado otimista no melhor rendimento de Guerrero. O encaixe obtido pelo comando técnico com os jogadores na formação que aproveita as melhores características de conclusão e pivô do centroavante também pode ser alavanca para o peruano de 34 anos reaver o caminho. "O clube tem investido muito em estrutura, tem nos propiciado o melhor em academia, descanso, logística, é mérito do clube. Tem uma parte nossa, jogadores empenhados, vendo que podemos fazer um grande ano, colocar o Inter entre os melhores do Brasil. E o Odair, que tem montado a parte tática impecável, tem nos passado essa segurança, e este tripé tem sido muito importante. É fundamental nas substituições", explicou Lomba.

O Internacional firma sua construção de jogo utilizando repetidamente o centroavante. Seja com profundidade ou participação ao segurar a bola para dar tempo de avanço a centrais e extremas. Damião era quem fazia esta função. Em razão de sua lesão na cervical, que o afastará por tempo indeterminado, resta Alvez. Guerrero encaixa-se no mesmo perfil técnico. O ambiente se torna ainda mais positivo, na avaliação vermelha, ao considerar a liderança já presente no grupo. D'Alessandro será responsável por ambientar Guerrero e mostrá-lo às peculiaridades do clube. A torcida vive fase de boa relação com o time, reflexo da campanha surpreendente no Brasileiro. Ou seja, a cobrança vai demorar a acontecer.

Por fim, Rodrigo Caetano. O diretor executivo de futebol do Inter possui boa relação com o jogador e seus empresários. Foi Caetano que levou Guerrero para o Fla em 2015, num contrato semelhante ao oferecido pelo Inter neste momento. O Internacional irá oficializar nos próximos dias a data de chegada de Paolo Guerrero. Através das redes sociais, a torcida já se organiza para recepcionar o peruano no aeroporto da capital gaúcha.

Campeonato Piauiense de atletismo acontece neste final de semana

O Campeonato Piauiense Sub16 acontece neste final de semana, na pista de atletismo da UFPI. A competição serve como seletiva para definir quais nomes irão representar o estado no Norte-Nordeste Sub16.

Neste final de semana acontece o Campeonato Piauiense Sub 16 de atletismo. A competição deve reunir quase 200 atletas divididos em diversas provas e uma das principais equipes é a da AMCOJAC, com 30 inscritos. A competição será na pista de atletismo da UFPI e serve como seletiva para o Norte-Nordeste Sub16, que acontece em Fortaleza, nos dias 1ª e 2 de setembro.

A escolinha hoje é a maior do estado e tem atletas treinando no parque Lagoas do Norte e também na pista de atletismo da UESPI. "Nós estamos com uma boa quantidade de atletas e essa competição serve como uma espécie de seletiva para o Norte-Nordeste. A intenção é fazer boas provas e conseguir usar o Piauiense para dar ritmo aos atletas”, frisou Sebastião.

A atleta Vitoria Ellen está entre os fortes nomes da AMCOJAC, que compete provas longas. (Foto: Jailson Soares/O Dia)

A competição será uma espécie de seletiva, pois alguns dos atletas visam vaga no Norte-Nordeste Sub16, que acontece em Fortaleza, no Ceará, daqui 15 dias. "A intenção é estar na prova regional e dar meu melhor. Participar pela primeira vez da prova", afirma Geysa, 15 anos, corredora dos 4x75m e dos 250m. 

Entre os fortes nomes da AMCOJAC está Vitoria Ellen, de 15 anos, que compete provas longas como os 1000m rasos e 1000m com barreiras. “Eu fui campeã da prova dos 1000m com barreiras no Norte-Nordeste ano passado e a intenção é repetir isso ou até conseguir pódio nas duas provas”, conta a garota.

O Campeonato Piauiense Sub16 acontece neste final de semana, na pista de atletismo da UFPI. A competição serve como seletiva para definir quais nomes irão representar o estado no Norte-Nordeste Sub16, que acontece no mês de setembro, em Fortaleza (CE).

09 de agosto de 2018

Galiotte diz dialogar com Flu para resolver caso Scarpa

O jogador atua com base em um habeas corpus concedido pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho) em junho que rescindiu indiretamente o contrato com o Fluminense.

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, disse em entrevista à ESPN Brasil que mantém diálogo com o Fluminense e espera resolver o caso de Gustavo Scarpa longe dos tribunais, embora mantenha a postura de que o assunto que corre na Justiça não está diretamente relacionado ao clube.

O jogador atua com base em um habeas corpus concedido pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho) em junho que rescindiu indiretamente o contrato com o Fluminense. Nesta semana, porém, o clube carioca conseguiu o bloqueio de R$ 200 milhões de Scarpa e do Palmeiras como forma de garantia em caso de vitória definitiva do Flu no caso.

"O assunto agora está com departamento jurídico, a princípio esse tema é do Fluminense e Scarpa. O Palmeiras também foi envolvido. O departamento jurídico está absolutamente tranquilo. Nós fomos nos defender, os advogados do Scarpa também. Ao longo do tempo esperamos resolver essa situação", disse Galiotte.

"Temos também o contato com o Fluminense. Existe o diálogo com o Fluminense. É nosso objetivo e em mais algum tempo esperamos chegar a um acordo se conseguirmos resolver. Se não, vamos discutir juridicamente, mas acho que todos perdem neste caminho. Através do diálogo entre todos, esperamos resolver. Hoje está no departamento jurídico. Mas nossa expectativa é resolvermos da melhor maneira", completou.

Contratado pelo Palmeiras no começo deste ano depois de buscar na Justiça o rompimento unilateral com o Fluminense, Scarpa ficou impedido de jogar em grande parte da temporada por causa de uma decisão da decisão da Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro. O caso ainda não está encerrado, mas o habeas corpus garante que ele possa jogar pelo Palmeiras até uma decisão definitiva.

Scarpa pediu liberação do time carioca alegando uma dívida de seis meses de FGTS e de três meses de direito de imagem. A defesa do atleta também uma defendia que trabalhar para um empregador contra a sua vontade se trata de uma violência psicológica.

Depois que o processo foi aberto, o Fluminense informou ter quitado o FGTS, as férias de 2016 e 2017, salários de novembro e dezembro de 2017 e até mesmo a gratificação natalina de 2017.

A Justiça tinha acatado o pedido dos cariocas porque, no seu entender naquela instância, o jogador aceitou renovar o seu contrato com o clube carioca em março de 2017, mesmo ciente de que o Fluminense não estava em dia com suas obrigações.

Por isso, o pedido de rescisão serviria, entre outras coisas, para liberar o Palmeiras da multa rescisória, em R$ 200 milhões.

Chefe da Red Bull descarta contratação de Alonso para vaga de Ricciardo

Um dos nomes apontados era o de Fernando Alonso, mas o chefão da equipe, Christian Horner, já descartou completamente.

Com o anúncio da saída de Daniel Ricciardo da Red Bull, as especulações sobre o futuro piloto da escuderia começaram a pintar. Um dos nomes apontados era o de Fernando Alonso, mas o chefão da equipe, Christian Horner, já descartou completamente.

"Tenho um grande respeito por Fernando. É um grande piloto, fantástico. Mas creio que isso é muito difícil de acontecer. Ele causa o caos em qualquer lugar que chega. Não estou seguro que seja o mais saudável para a equipe que Fernando se junte a nós", disse o chefe da Red Bull a página oficial da Fórmula 1.

Horner ainda comentou que a escuderia tem muito a conversar sobre o futuro. Daniel Ricciardo vai deixar a equipe apenas no final desta temporada.

"Felizmente, temos pilotos sob contrato que têm muito talento. Vamos sentar e ver qual a melhor decisão para o time. Preferimos investir em um talento como fizemos com Vettel, Ricciardo, Verstappen, Sainz. Todos vieram do programa Red Bull", acrescentou Horner.

Ele ainda revelou ter ficado surpreso quando comunicado da saída de Ricciardo. "Eu pensei que ele estava me enrolando, para ser honesto. Ele me ligou para dizer que ia para a Renault. E eu disse: 'você o que?'. Mas ficou muito claro que era uma escolha dele e temos que respeitar isso. Ele decidiu que queria uma mudança. É difícil de entender, mas ele, obviamente, tinha suas razões", completou.

Fim do Esporte Interativo surpreende clubes, e Bahia quer romper contrato

O Atlético-PR, outro time fechado com o Esporte Interativo a partir de 2019, também foi pego de surpresa.

O anúncio do fim do Esporte Interativo na grade da televisão por assinatura brasileira surpreendeu os clubes que fecharam acordo de transmissão com o canal na TV fechada para a próxima temporada. Um dos sete times da Série A que faz parte do grupo, o Bahia já cogita pedir a rescisão do contrato na Justiça.

"Se forem confirmadas as informações prévias que temos, somados aos problemas contratuais que já estavam identificados, o Bahia vai buscar a rescisão do contrato via arbitragem e até via judicial. Entendemos que virou muito diferente do que foi proposto inicialmente e vamos buscar rescisão", disse o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, à reportagem.

"Fomos pegos totalmente de surpresa. Não tínhamos essa noção. É mais um problema relativo ao Esporte Interativo. Temos alguns problemas contratuais e agora comercial, pois a mudança de canal afeta muito nossa estratégia e divulgação de marca", continuou o dirigente.

O Atlético-PR, outro time fechado com o Esporte Interativo a partir de 2019, também foi pego de surpresa.

"Fui tão surpreendido quanto os outros clubes. Primeiro, preciso me informar. Vamos analisar o contrato", disse Mário Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do Atlético-PR e homem-forte da política do clube. 

Além de Atlético-PR e Bahia, outros cinco times atualmente na Série A fecharam contratos em TV fechada com a empresa do grupo Turner: Ceará, Internacional, Palmeiras, Paraná e Santos. O time da Vila Belmiro é outro que mandou o jurídico analisar o contrato com o Esporte Interativo e suas implicações.

"Estou aguardando uma posição do jurídico. Todo mundo foi surpreendido com a notícia. Todos pegos absolutamente de surpresa, lamentamos muito, era um canal importante na cobertura esportiva e é uma notícia muito ruim para o mercado ter um veículo a menos. Agora, em termos práticos, vamos analisar o contrato e entender melhor as implicações", disse Marcello Frazão, diretor de marketing do Santos.

O Esporte Interativo foi procurado para comentar a reação dos clubes, mas não respondeu até o momento.

A emissora anunciou nesta quinta-feira (9) o fechamento de seus canais no Brasil, encerrando sua participação na TV por assinatura brasileira.

Segundo comunicado do grupo, parte da programação será migrada para os canais TNT e Space, que fazem parte do Grupo Turner, dono da emissora esportiva. Este procedimento já era utilizado com jogos da Liga dos Campeões. O fato desagradou aos clubes, como o Bahia.

"Vamos analisar o contrato e a nossa posição é de buscar o cumprimento pleno do contrato, inclusive no que diz respeito aos canais originais [Esporte Interativo] que transmitiriam os jogos", acrescentou Guilherme Bellintani, presidente do Bahia.

Com o movimento de migração dos eventos e programas esportivos para TNT e Space, a Turner quer criar os chamados "superstations", canais que contemplam vários gêneros em sua programação.

"Ao integrar o melhor do Esporte Interativo com a TNT e o Space teremos os primeiros superstations para o público brasileiro, com o melhor de todos os gêneros, atendendo aos desejos dos nossos fãs, incluindo futebol ao vivo, séries originais, programas de variedades, blockbusters de Hollywood e eventos exclusivos ao vivo", diz Antonio Barreto, gerente geral da Turner Brasil.

O canal seguirá produzindo conteúdo e atualizando seus perfis nas redes sociais.

A respeito dos torneios os quais tem direitos de transmissão, o Esporte Interativo diz que seguirá com seus compromissos em relação à transmissão da Liga dos Campeões pelos próximos três anos e do Campeonato Brasileiro a partir de 2019.

A assessoria do Esporte Interativo divulgou um comunicado no qual explica parte das mudanças pelas quais passará a marca a partir do fechamento dos canais. Confira o texto na íntegra abaixo.

"A Turner, agora uma afiliada AT&T, anunciou hoje que migrará a sua principal programação de futebol para as marcas TNT e Space, criando os primeiros superstations para o Brasil. A Turner transmitirá a Série A do Campeonato Brasileiro, a partir de 2019 e pelos próximos seis anos; e continuará comprometida com a Liga dos Campeões da UEFA por mais três temporadas, a partir de agosto de 2018. 

Os canais Esporte Interativo, bem como suas atividades de produção, serão desativados nos próximos 40 dias. A Turner se concentrará em reforçar ainda mais as marcas já estabelecidas TNT e Space. O superstation é um modelo de sucesso nos Estados Unidos e a Turner está confiante de que o mesmo acontecerá no Brasil. 

'Ao integrar o melhor do Esporte Interativo com a TNT e o Space teremos os primeiros superstations para o público brasileiro, com o melhor de todos os gêneros, atendendo aos desejos dos nossos fãs, incluindo futebol ao vivo, séries originais, programas de variedades, blockbusters de Hollywood e eventos exclusivos ao vivo', diz Antonio Barreto, gerente geral da Turner Brasil.

Raí fala em elenco fechado com Everton Felipe

Durante a apresentação do meia-atacante Everton Felipe nesta quinta-feira (9), o dirigente e ídolo são-paulino avisou que novas contratações dificilmente serão feitas.

 Não espere por mais mudanças no elenco do São Paulo. Pelo menos é o que sinaliza o diretor-executivo de futebol Raí.

Durante a apresentação do meia-atacante Everton Felipe nesta quinta-feira (9), o dirigente e ídolo são-paulino avisou que novas contratações dificilmente serão feitas e que até mesmo Rodrigo Caio, sempre cotado para ser vendido, pode seguir no grupo.

"Tivemos a saída do Morato e a chegada do Everton. A gente não pensa em mexer em outra peça. Temos que pensar também no aspecto financeiro. Estamos satisfeitos com esse grupo", avisou Raí, citando o negócio com o Sport para ter Everton Felipe. Além de emprestar Morato, o clube tricolor vai pagar R$ 6 milhões em duas parcelas e, após período de empréstimo, assinará com o meia em definitivo até o fim de 2022.

Já Rodrigo Caio está voltando aos poucos à rotina do grupo depois de operar o pé esquerdo, lesionado na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Ceará. Havia novamente a expectativa de que o zagueiro fosse vendido nesta janela de transferências, mas nenhum movimento do mercado indica a chegada de uma proposta para o São Paulo.

"Já era esperada essa volta dele. Vê-lo bem nos deixa muito felizes. Pela história que ele tem, pela postura, por ser um jogador de seleção, obviamente qualquer elenco do mundo gostaria de contar com ele. Ele teve várias propostas, de clubes de médio para grande nos últimos anos, propostas importantes, mas que não condiziam com a ideia dele e do clube. A gente, agora, pensa nele com o São Paulo. É mais um jogador de seleção no São Paulo", argumentou Raí.

Para o segundo semestre, o clube do Morumbi perdeu Marcos Guilherme, Valdivia, Júnior Tavares, Cueva, Militão, Petros e Bruno. Por outro lado, contratou Bruno Peres, Joao Rojas e, agora, Everton Felipe. Além disso, o volante Luan foi promovido ao elenco profissional.

Cruzeiro vence Flamengo e encaminha classificação na Libertadores

O Flamengo esteve longe de fazer uma partida de encher os olhos, seja pelos méritos do adversário e também deméritos da própria equipe, que apresentou nervosismo e falta de objetividade diante de sua torcida.

Arrascaeta já havia marcado na final da Copa do Brasil do ano passado e voltou a assombrar o Flamengo no Maracanã, desta vez pela Libertadores. Com gols do uruguaio e de Thiago Neves, o Cruzeiro venceu o time rubro-negro por 2 a 0 e abriu uma ótima vantagem para seguir adiante e se classificar para as quartas de final do torneio sul-americano. O Flamengo esteve longe de fazer uma partida de encher os olhos, seja pelos méritos do adversário e também deméritos da própria equipe, que apresentou nervosismo e falta de objetividade diante de sua torcida. Do lado mineiro, o Cruzeiro pouco criou, mas soube ser eficiente na hora certa e sai do Rio de Janeiro com um excelente resultado.

O classificado deste duelo pegará o vencedor do confronto entre Boca Juniors e Libertad. O time argentino venceu o primeiro jogo por 2 a 0. A partida de volta, marcada para o Mineirão, será realizada no dia 29. Antes disso, Flamengo e Cruzeiro voltam a se encontrar, desta vez pelo Brasileirão, neste domingo, às 16h, no Maracanã.

Ambas as equipes adotaram uma postura cautelosa até os sete minutos, quando o Flamengo chegou pela primeira vez com Marlos Moreno e com Diego, quase marcando um gol olímpico. Mas no primeiro bom ataque mineiro, o Cruzeiro saiu na frente. A marcação em Robinho não encaixou dentro da área, e Arrascaeta recebeu livre dentro da área. Frio, o uruguaio teve tempo suficiente para escolher o canto e tirar de Diego Alves. 1 a 0, aos 9 min.

O Cruzeiro conseguiu o que queria. O gol de Arrascaeta obrigou o Flamengo a se soltar e lhe deu mais espaço para aproveitar os erros e descer em velocidade. Questionado nos últimos jogos, Thiago Neves teve uma oportunidade de ouro ao receber de Robinho, mas cabeceou no travessão mesmo sem marcação e debaixo da trave. Além de perder o segundo gol, o meia deu sorte minutos antes e só foi amarelado em uma entrada perigosíssima de carrinho em Jean Lucas.

Foto: Reprodução/Cruzeiro 

O Flamengo demorou para colocar os nervos no lugar e começar a construir boas ações ofensivas. Até se encontrar em campo, o time errou muitos passes bobos e mostrou falta de atenção em várias ocasiões, além de pouca objetividade. Com o Cruzeiro impecável na marcação por terra, o rubro-negro não conseguiu imprimir velocidade e só chegava pelo alto, todas pela direita e procurando Uribe dentro da área. Na última delas, Fábio fez uma defesa de cinema e tirou o empate. Ainda antes do intervalo, Rodinei (que falhou no gol e foi vaiado) teve duas chances, mas finalizou em cima do goleiro.

Com exceção da cabeçada de Uribe, que exigiu outra ótima defesa de Fábio, o Flamengo não empolgou tanto na etapa final. A posse de bola continuava absoluta e o Cruzeiro mal saía para o ataque, mas o time permanecia sem empolgar em campo e nas arquibancadas, mal finalizando e sem conseguir penetrar na área. Do outro lado, quem assustou foi Raniel, que substituiu Barcos e chutou de fora da área a pontos centímetros da trave de Diego.

O Cruzeiro ainda não tinha finalizado ao gol quando Lucas Silva chutou de fora da área, e Thiago Neves, sumido em campo, desviou para matar o goleiro Diego Alves. O gol aos 35min do segundo tempo presenteou um Cruzeiro que foi cirúrgico o jogo inteiro.

Com um jogo coletivo impecável e recomposição exemplar de praticamente todos os jogadores, o Cruzeiro soube passar o tempo sem sofrer tanto atrás. Quando subiu ao ataque, foi letal mais uma vez e deixou a vaga muito encaminhada para as quartas de final.

Cássio diz que Corinthians tem condições de virar contra o Colo-Colo

"É um placar simples, onde na nossa casa, com estádio lotado, vamos em busca de reverter o resultado", disse o goleiro.

O Corinthians terá de reverter mais um placar na temporada depois de perder para o Colo-Colo por 1 a 0 na partida de ida das oitavas da Libertadores. Mesmo com o revés, o goleiro Cássio, maior destaque corintiano na partida, disse que a equipe tem condições de superar os chilenos em Itaquera.
"É uma equipe experiente, com jogadores rodados e levamos o gol. Nós começamos o jogo melhor, mas saímos derrotados. É um placar simples, onde na nossa casa, com estádio lotado, vamos em busca de reverter o resultado. Tenho certeza que estará lotado, a torcida nos empurrando, a torcida vai lotar e vamos fazer o melhor", disse o camisa 12 em entrevista à Fox Sports.
"Valeu pela luta, pelo empenho. Agora é convocar a torcida. Temos total condição de reverter esse resultado e conseguir a classificação", completou o goleiro em declaração à Rede Globo.


Cássio acredita que o Corinthians possa se superar (Foto: Reprodução/Instagram)

O gol do Colo-Colo foi marcado por Carmona, na reta final do primeiro tempo. Cássio ainda salvou o Corinthians duas vezes no final do segundo tempo. A partida de volta será disputada no próximo dia 29, na Arena Corinthians.
Valdivia
O ex-palmeirense Valdivia se rendeu ao bom momento de Cássio e vê o goleiro alvinegro como responsável pelo placar magro em Santiago. "Cássio é um grande goleiro e, apesar da altura que tem, ele vai muito bem por baixo. As duas defesas que fez foram por baixo", disse o meia.
Valdivia admite que gostaria de um placar maior a favor do Colo-Colo, mas pensa que também foi importante não levar gols. "Tínhamos que ganhar, a meta era esta e sem tomar gols. Merecíamos um pouquinho mais, mas esperemos que este 1 a 0 seja uma mensagem que a equipe está passando, de deixar a vida por esta camiseta, por nós mesmo e por nossas famílias. Esperamos que vá tudo bem no Brasil."

Thiago Neves marca após 12 jogos: 'vantagem do Cruzeiro é gigantesca'

O resultado deixou o time mineiro com um pé nas quartas de final, podendo até perder por um gol de diferença no Mineirão.

Thiago Neves não está em sua melhores fases, mas nem por isso deixou de ser decisivo mais uma vez. O meia foi autor do segundo gol celeste na vitória por 2 a 0 diante do Flamengo em pleno Maracanã. O resultado deixou o time mineiro com um pé nas quartas de final, podendo até perder por um gol de diferença no Mineirão. De quebra, Thiago ainda deu fim à seca que já durava 12 partidas sem marcar.
"Vantagem gigantesca. O Flamengo aqui dentro é complicado. A gente tem um time cascudo, acostumado a jogar partidas decisivas. Foi um jogo perfeito tecnicamente. Merecemos o resultado, e ainda fico feliz por ter quebrado o jejum", comentou.


Thiago Neves (Foto: Reprodução/Instagram)

Para se ter uma ideia, o último gol de Thiago com a camisa celeste havia acontecido na partida contra o Racing, no Mineirão, fechando a fase de grupos, ainda antes da pausa para a Copa do Mundo. Com o gol, o meia volta a marcar e segue como vice-artilheiro do time na temporada, com dez gol, atrás somente de Arrascaeta, que tem 11.
"Sou muito cobrado no Cruzeiro, pela contratação do ano passado, pelos títulos, a cobrança só vai aumentando. Fiquei chateado quando recebi as vaias no Mineirão, mas nunca deixei de treinar, me fortaleci. Estou bem fisicamente hoje, agradeço ao pessoal da comissão técnica e aos torcedores. Esse gol foi pra torcida que veio apoiar. Conseguimos fazer uma grande apresentação para eles", encerrou.

Nadal passa fácil por francês e encontra Wawrinka nas oitavas em Toronto

Tricampeão do torneio, Nadal precisou de apenas 1h14min para se classificar.

O espanhol Rafael Nadal passou com facilidade pela estreia no Masters 1.000 de Toronto. Nesta quarta-feira (8), o tenista número 1 do ranking mundial derrotou o francês Benoit Paire por 2 sets a 0, com parciais de 6-2 e 6-3.
Tricampeão do torneio, Nadal precisou de apenas 1h14min para se classificar. O espanhol, que é cabeça-de-chave número 1, enfrentará nas oitavas de final o suíço Stanislas Wawrinka, que já foi top 3 do ranking e hoje é apenas o número 195 do mundo.
Wawrinka avançou em mais uma batalha. Depois de virar o jogo contra o australiano Nick Kyrgios na estreia, ele bateu o húngaro Marton Fucsovics por 2 sets a 1, com parciais de 1-6, 7-6 (7-2) e 7-6 (12-10), em 2h46min.
O segundo principal favorito também passou com facilidade. O alemão Alexander Zverev venceu o norte-americano Bradley Kahn por 2 a 0, com duplo 6-4. Na próxima rodada, ele enfrentará o russo Daniil Medvedev, que fez 2 a 1 no canadense Felix Aliassime.


Rafael Nadal (Foto: Reprodução/Instagram)

Novak Djokovic
O sérvio Novak Djokovic venceu mais uma no Masters 1.000 de Toronto. Nesta quarta-feira (8), o tenista derrotou o canadense Peter Polansky por 2 sets a 0, com parciais de 6-3 e 6-4, e avançou às oitavas de final.
Número 10 do ranking mundial, Djokovic voltou a se destacar no circuito internacional da ATP. Há menos de um mês, ele conquistou o tetracampeonato de Wimbledon e, agora, já soma nove vitórias consecutivas.
Na próxima rodada, ele enfrentará o grego Stefano Tsitsipas, número 27 do ranking mundial. Ele se classificou com uma surpreendente vitória sobre o austríaco Dominic Thiem, cabeça-de-chave número 7, por 2 a 0, com parciais de 6-3 e 7-6.
Outro cabeça-de-chave a avançar foi o John Isner. O norte-americano, que é o oitavo pré-classificado, derrotou o francês Pierre Hughes-Herbert por 2 sets a 0. Na próxima fase, ele enfrentará o russo Karen Khachanov, que aplicou o mesmo placar sobre o espanhol Pablo Carreno-Busta.

Piauiense sai do banco e conquista empate heroico com Seleção sub20

Brasil tem apenas um ponto na competição em dois jogos. As atletas voltam a campo no domingo quando enfrentam a Coréia do Norte, bicampeã.

A Seleção Brasileira de Futebol Feminino esteve em campo ontem (8) na disputa do Mundial Sub-20 e ficou no empate em 1 a 1 diante da seleção da Inglaterra. O gol do Brasil foi marcado por Ariadina, nos acréscimos do segundo tempo. O Brasil tem apenas um ponto na competição em dois jogos. As atletas voltam a campo no domingo (12), às 8h30, quando enfrentam a Coreia do Norte, bicampeã da competição.

A piauiense Valéria mais uma vez esteve em campo, mas foi utilizada somente no segundo tempo. A atacante foi bastante acionada no jogo e chegou a ter oportunidade de marcar. O Brasil sofreu na partida, pois tomou gol de forma precoce, com Stanway marcando de pênalti para as inglesas.


A piauiense Valéria mais uma vez esteve em campo, durante o segundo tempo. (Foto: Arquivo/O Dia)

Depois disso, a seleção canarinho apertou a marcação e buscou o ataque de forma intensa e chegou a ter oportunidades de marcar com a atacante Kerolin, mas a pecava nas finalizações.

Na estreia, o Brasil perdeu para o México por 3 a 2, com gols do Kerolin e nessa partida também abusou das chances perdidas. Agora, o time de Doriva Bueno precisa vencer o jogo e torcer por alguns tropeços. A Seleçao entra em campo novamente pelo Mundial Sub-20 no domingo (12), às 8h30, para enfrentar a Coreia do Norte. O Mundial acontece na França.

08 de agosto de 2018

Grêmio faz jogo apático e perde para o Estudiantes

Partida valia pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América. Apaloaza e Campi fizeram os gols para os argentinos.

O Grêmio fez um jogo apático e perdeu para o Estudiantes, nesta terça-feira (7), por 2 a 1, pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América. A derrota em Quilmes, na grande Buenos Aires, passa pela atitude distinta dos dois times, mas também pelo golaço no início do primeiro tempo e erros em série do time gaúcho. O revés até poderia ser pior, mas foi minimizado pelo gol de Kannemann.
Apaloaza e Campi fizeram para os argentinos. O Grêmio descontou ainda no primeiro tempo. Com este placar, o time gaúcho precisa vencer na Arena para se classificar. O placar de 1 a 0 basta pelo gol qualificado. Já o Estudiantes pode jogar pelo empate no Brasil.
A partida de volta está marcada para o dia 28. Quem passar encara nas quartas de final o ganhador do confronto entre Atlético Tucumán (ARG) e Atlético Nacional (COL).
A escalação do Grêmio teve duas novidades: Marcelo Oliveira e Pepê. Mas a jornada ruim não passou por eles. Devorado por um começo elétrico do Estudiantes, o time gaúcho até melhorou depois do intervalo. Mas não foi suficiente para buscar o empate.
O destaque da vitória argentina foi Apaloaza. Ele foi um dos cinco jogadores inscritos pelo Estudiantes para as oitavas de final e teve registro confirmado no dia do jogo contra o Grêmio. Aos 21 anos, ele marcou um golaço no quarto jogo como profissional.


Foto: Divulgação/Grêmio

A decepção foi Luan. O meia-atacante fez jogo para lá de discreto. Sem Luan, o ataque ficou isolado. A falta de criatividade e movimentação dele ajudou a levar o time gaúcho a uma atuação sem brilho.
O Estudiantes entrou em campo com marcação alta e tirou o Grêmio de sua zona de conforto. Com o Estudiantes apertando a saída, o time gaúcho errou troca de passes do lado direito da área e assistiu Apaloaza acertar um lindo chute. Com efeito, a batida botou a bola no ângulo esquerdo de Marcelo Grohe, aos 8min.
A desvantagem fez o Grêmio sucumbir rápido. O jogo de posse de bola se transformou em estratégia inócua, com muitos passes laterais e ausência no campo de ataque. A atuação foi definhando a medida que o Estudiantes se jogava mais à frente. Sempre criativo e dinâmico, o ataque do time gaúcho não levou perigo algum com bola rolando.
O pior momento do jogo ocorreu pouco antes de o Estudiantes abrir 2 a 0. Ansioso, o Grêmio acumulou erros técnicos e de tomada de decisão. Maicon, no meio disso tudo, discutiu e partiu para cima de Zuqui em busca da bola para cobrança rápida de falta. No bate-boca, o capitão escapou de um cartão vermelho e foi apenas advertido com amarelo.
Veio, então, o segundo gol do Estudiantes, marcado por Campi, aos 37min, de cabeça, após cobrança de escanteio da esquerda.
Dentre tantas atuações decepcionantes, a de Geromel não passa em branco. O zagueiro errou o passe que originou o primeiro gol do Estudiantes e ainda foi facilmente driblado em outra jogada de ataque dos donos da casa. Também houve lance em que o camisa 3 toca com a mão na bola dentro da área, mas a arbitragem não entende como pênalti e manda seguir.
Pouco antes do intervalo, Kannemann deu um fio de esperança. O zagueiro aproveitou rebote de Andújar e marcou aos 43min o gol que devolveu o Grêmio ao jogo. A jogada nasceu de escanteio cobrado por Luan, com desvio de André e defesa do goleiro argentino.
Com uma dose maior de atitude, o Grêmio fez um jogo mais próximo do seu nível na etapa final. André perdeu grande chance logo no começo e antes dos 20 minutos Renato passou a mudar no time. Primeiro botou Jael na vaga de André. Depois mandou Marinho no lugar de Pepê e puxou Ramiro para esquerda. Por fim, sacou Luan e lançou Douglas.
A expulsão de Zuqui fez o Estudiantes se fechar ainda mais. Antes, o time da casa já dava sinais de que administrava o escore favorável e esperava por uma brecha em contra-ataque. Ainda assim, a posse não teve profundidade e o empate ficou apenas no sonho.

Em Teresina, Fabrício “Negão” fala sobre nova luta no Shooto Brasil

Com a nova oportunidade de lutar o Shooto Brasil e conseguindo transformar isso em um novo cinturão, agora na categoria até 70kg o atleta bate a porta do UFC, principal evento de MMA do mundo.

O lutador de MMA Fabrício Jonas “Negão” está em Teresina depois de quase dois anos. O piauiense, 29 anos, é um dos principais nomes do estado no MMA e no dia 28 de maio conquistou o cinturão do Shooto Brasil, na categoria até 70kg, após derrotar o ex-UFC Valdir Bidu. Agora, Negão se prepara para o novo desafio pelo evento, que deve acontecer no final de agosto.

Em Teresina, o atleta fala sobre a felicidade de estar em casa depois de tantos anos e também do salto que deu na carreira. “A sensação de estar de volta é uma das melhores, pois foi aqui onde tudo começou, no Projeto Social QG da Luta. Estou feliz em ter visto minha filha, pois estava com dois anos sem ver ela, então, esse retorno está sendo importante para matar a saudade”, disse Fabrício.

Foto: Jailson Soares/ O Dia

Hoje aos 29 anos, Fabrício conquistou um cinturão importante em sua carreira e que lhe abriu portas. Com a nova oportunidade de lutar o Shooto Brasil e conseguindo transformar isso em um novo cinturão, agora na categoria até 70kg o atleta bate a porta do UFC, principal evento de MMA do mundo.

“Essa luta foi uma das melhores que eu fiz e uma das mais difíceis. Essa vitória me abriu muitas portas, me fez conhecer muita gente boa e principalmente conseguir patrocinadores, que era o mais difícil”, explica Fabricio Jonas “Negão”.

Atualmente, o piauiense mora na cidade de Varginha, em Minas Gerais, está lá há dois anos. Para o mentor do projeto QG da Luta e técnico, Major Luiz Oliveira, o pouco espaço do MMA no estado obriga os atletas a buscar oportunidades fora. “Com relação ao esporte em si a falta de apoio é o grande empecilho para que os atletas consigam seus espaços e com Fabrício não foi diferente. A gente via nele um talento para modalidade, mas não tinha como colocar ele no cenário, e depois de um tempo conseguimos essa parceria com o Marcelo (ribas, técnico) e hoje ele cresceu no MMA”, conta.

Fabrício “Negão” retorna para Varginha, em Minas, e retornar aos treinos na segunda-feira (13) o atleta está aguardando a confirmação do Shooto Brasil para a disputa do novo cinturão na categoria até 70kg.

07 de agosto de 2018

Raikkonen anuncia lançamento de livro autobiográfico

Estreante na modalidade em 2001, pela Sauber, Raikkonen busca em seu livro mostrar como foi o seu início nas pistas, seus bons e maus momentos e como foi percorrido o caminho para se tornar um dos pilotos mais reconhecidos do mundo

Campeão da Fórmula 1 em 2007, Kimi Raikkonen fará com que seu nome fique ainda mais na história da modalidade. O piloto filandês anunciou, através da editora finlandesa Siltala em uma publicação no Facebook. que lançará um livro autobiográfico, que contará com detalhes suas experiências e momentos marcantes no automobilismo.

Estreante na modalidade em 2001, pela Sauber, Raikkonen busca em seu livro mostrar como foi o seu início nas pistas, seus bons e maus momentos e como foi percorrido o caminho para se tornar um dos pilotos mais reconhecidos do mundo. Há algumas semanas, o finlandês publicou em sua conta oficial do Instagram uma conversa com o autor do livro, Kari Hotakainen.


Foto: AFP

Atualmente companheiro de Sebastian Vettel na Ferrari, o finlandês é o terceiro colocado na classificação geral da Fórmula 1 e corre por fora na briga pelo título da temporada. Com 146 pontos, o piloto está 67 pontos atrás do líder Lewis Hamilton, campeão no ano passado e que, cada vez mais, mostra que ainda tem capacidade de ficar na ponta por mais algumas edições da modalidade.

O grande momento da carreira de Raikkonen aconteceu em 2007, quando se sagrou campeão mesmo sem estar entre os favoritos durante toda a temporada. O título veio justamente no GP do Brasil, quando o finlandês terminou em primeiro lugar e, mesmo sendo o competidor com menos chances de vencer a F1 antes da prova, ultrapassou por um ponto tanto Fernando Alonso como o próprio Hamilton, que estreava naquela temporada.

Com chuva de granizo e apagão, Inter vence o Atlético-MG no Horto

A partida valia o terceiro lugar na tabela e fechou a 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Fechando a 17ª rodada do Brasileirão, Atlético-MG e Internacional se enfrentaram no Independência em jogo mais do que inusitado. Com direito a chuva de granizo e apagão dos refletores, a partida precisou ser interrompida duas vezes, totalizando quase 25 minutos de paralisação. Após o reinício, o time gaúcho aproveitou um cochilo dos anfitriões e construiu sua vitória por 1 a 0, com Edenílson, autor do gol da vitória, aos 56 minutos da etapa final.

A partida valia o terceiro lugar na tabela. Desta forma, o Inter vai aos 32 pontos, ultrapassa o arquirrival Grêmio e retoma seu posto do início da rodada. Já o Atlético-MG perde a chance de se reaproximar dos líderes, permanece com 27 e cai para a quinta colocação.

No próximo final de semana, o time mineiro recebe o Santos, novamente no Independência. Já o Colorado visita o Fluminense, no Maracanã, na noite da próxima segunda-feira.


Foto: Divulgação/Sport Club Internacional

Apesar de um Atlético-MG levemente superior na primeira metade da partida, a etapa inicial foi marcada pelo equilíbrio, cada um ao seu estilo. Os donos da casa ficaram mais com a bola e ameaçaram mais a meta de Marcelo Lomba. Com boas tramas entre seus jogadores do ataque, o Galo sentiu falta de um último passe mais qualificado para quebrar as linhas adversárias. Sua melhor chance surgiu com Ricardo Oliveira, em chute rasteiro que exigiu boa defesa de Lomba.

Bem organizado, o Inter priorizou a marcação e preferiu não se expor tanto. A oportunidade mais próxima de gol foi a única antes do intervalo, no chute de Pottker, aos 34 minutos.

O segundo tempo mal começou e precisou ser paralisado. Uma tempestade despencou sobre o campo. Em poucos minutos, o que era apenas água virou granizo. Aos sete minutos de jogo, o árbitro Jailson Macedo Freitas, da Bahia, interrompeu a partida, que retornou após dez minutos.

Segundos após a bola voltar a rolar, os refletores do estádio apagaram, e a partida precisou ser novamente interrompida, desta vez por 13 minutos. Juntando a chuva de granizo e o apagão, a partida ficou paralisada dos 7 aos 31 minutos do segundo tempo, totalizando 24 minutos sem futebol.

Finalmente com a bola rolando, Atlético e Inter praticamente começaram uma outra partida, agora com o gramado jogando contra os dois times. Apesar do novo jogo truncado e mais físico do que técnico, os clubes superaram o palco alagado e até criaram boas oportunidades, dando ares de emoção não vistos nos primeiros 45 minutos. O Galo chegou bem nos chutes de Chará, Maidana e Terans, enquanto o Inter ameaçou com Nico López, duas vezes, e Rossi.


Foto: Divulgação/Sport Club Internacional

A partida estava aberta quando o Inter aproveitou um cochilo da defesa atleticana para abrir o marcador. A cobrança de falta saiu rápida, Patrick escorou com o peito e deixou Edenílson de frente para Victor. O jogador bateu rasteiro sem chances para o goleiro e colocou o Colorado em vantagem

Atrás do marcador e precisando dar uma resposta para seu torcedor, o Atlético não digeriu bem o tento sofrido e piorou em campo, buscando alternativas na base do abafa e do desespero. Conseguiu apenas uma bola na trave, mas, sem sucesso, acabou amargando a derrota dentro de casa.

Com Felipão, Palmeiras muda métodos de treinamento

Com o ex-comandante palestrino, a maioria dos treinos eram conceituais. Nos exercícios, Roger Machado organizava os atletas de acordo com suas propostas de jogo em suas diferentes fases.

Felipão comandou apenas um treino do Palmeiras na Academia de Futebol, mas já foi o suficiente para notar uma alteração no sistema de trabalho da equipe. Em comparação ao que ocorria com Roger Machado, as atividades dirigidas por Scolari são muito mais ‘práticas’.

Com o ex-comandante palestrino, a maioria dos treinos eram conceituais. Nos exercícios, Roger Machado organizava os atletas de acordo com suas propostas de jogo em suas diferentes fases.

Um dos casos mais marcantes de e que exemplifica o pensamento de Roger para montar suas atividades aconteceu ainda na pré-temporada. “Na briga do urso com o jacaré, quem ganha?”, perguntou o técnico do Palmeiras aos seus comandados. “Na água, eu aposto no jacaré. Fora, no urso”.

A metáfora chamou a atenção dos jornalistas, e, após a atividade, Roger explicou: “A não ser que o zagueiro seja muito preciso ou tenha uma boa cobertura, a tendência em disputas com atacantes de velocidade é ele levar a pior e deixar a defesa desprotegida”. A orientação era para que os zagueiros não avançassem com a bola durante o exercício, mas mantivessem seu posicionamento ao tocar para os companheiros.


Foto: Getty

No treinamento de Felipão, os conceitos são específicos e aproximam o jogador das situações reais das partidas. Na atividade de segunda-feira, com Paulo Turra dando a maior parte das instruções, os palmeirenses fizeram exercícios de dois contra dois, e, na sequência, quatro contra quatro, tudo com o intuito de simular a necessidade de abrir espaços no ataque.

Em separado, Deyverson chegou inclusive a praticar jogadas de pivô com a marcação do argentino Nicolás Freire. Nelas, o centroavante apenas protegia com o corpo e devolvia o passe para o auxiliar Carlos Pracidelli, algo inimaginável com Roger Machado.

Tentando aplicar os conceitos de Felipão, o Maior Campeão do Brasil encara o Cerro Porteño nesta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Paraguai. A equipe viaja para o país na tarde desta terça-feira.

Sarah Menezes fala de recuperação após cirurgia; “Muito boa”

A atleta se mostra contente com a recuperação e afirma que os avanos são positivos.

A judoca piauiense Sarah Menezes segue em recuperação após a cirurgia no cotovelo direito realizada no dia 26 de junho. Passados mais de 40 dias da cirurgia, a campeã olímpica Londres - 12 mantém o ritmo com fisioterapias, musculação e poucas atividades nos tatames. A última participação de Sarah em competições internacionais aconteceu no mês de maio, quando ela disputou o Grand Prix de Hohhot, na China.

Sarah se mostra contente com a recuperação e afirma que os avanços são positivos. “Minha recuperação está sendo muito boa, já estou fazendo fortalecimento e musculação e já voltei também aos treinos técnicos no tatame. No final desse mês de agosto vou está fazendo a parte do randori (treino de judô) e devo voltar a competir em outubro, pois em setembro não tem nenhuma a vista”, explica a judoca.

A judoca se machucou em um treino no dia 13 de março, no clube do Flamengo (RJ). Depois disso, Sarah Menezes competiu e inclusive subiu ao pódio nos dois torneios internacionais. No Grand Prix na Turquia e o GP da Geórgia quando conquistou dois bronzes. Na competição na China, a piauiense acabou sendo eliminada na primeira luta e depois disso a comissão multidisciplinar da CBJ decidiu marcar a cirurgia.

Foto: Jailson Soares/O Dia

Essa lesão perseguia Sarah desde os jogos olímpicos do Rio – 16, quando a piauiense foi derrotada na repescagem pela mongol Urantsetseg Munkhbat, por ippon e ao longo da luta teve o braço atacado por duas vezes e precisou de atendimento médico. Na época, a judoca apenas fez fisioterapia e tratamento externo. Em 15 anos de dedicação ao judô essa foi a primeira vez que a piauiense precisou passar por uma intervenção cirúrgica.

“Agora é manter esse ritmo, seguir os tratamentos e cuidados necessários e fechar a recuperação de forma completa”, acrescentou Sarah Menezes. A judoca segue no Rio de Janeiro, e a recuperação sendo acompanhada de perto pelo clube do Flamengo (RJ). Essa semana a judoca recebe o também piauiense Émerson Silva (-55kg) que se prepara para disputar o Troféu Brasil de judô e também Mundial Sub-21 com a seleção.

A previsão de retorno as competições com a seleção brasileira para Sarah Menezes será no Grand Slam de Abu Dhabi, nos dias 25 a 27 de outubro.

06 de agosto de 2018

Justiça exige apreensão de R$ 200 milhões de Palmeiras e Scarpa

Na última sexta-feira (3), a magistrada concedeu a tutela de urgência requerida pelo Fluminense e estipulou em cinco dias o prazo para o depósito.

O imbróglio envolvendo Gustavo Scarpa, Fluminense e Palmeiras teve um novo capítulo na última semana. Por decisão da juíza Dalva Macedo, da 70ª Vara do Trabalho do Rio, ficou determinado o arresto (apreensão de bens) de R$ 200 milhões do jogador e do clube paulista.

Na última sexta-feira (3), a magistrada concedeu a tutela de urgência requerida pelo Fluminense e estipulou em cinco dias o prazo para o depósito, que é uma espécie de garantia em caso de vitória definitiva do time no caso.

"Ao se autorizar que determinado jogador, em caráter precário, defenda outra agremiação, faz surgir um desequilíbrio na relação contratual com o antigo clube, passando este não mais a contar com a força de trabalho do seu empregado, tampouco com o valor relativo à multa rescisória pela extinção abrupta do pacto laboral", destacou Dalva Macedo em seu despacho.

O novo andamento não é definitivo, e o caso corre em paralelo no TST (Tribunal Superior do Trabalho), em Brasília.

Em junho deste ano, o ministro Alexandre Agra Belmonte, do TST, havia concedido um habeas corpus que liberava o jogador a atuar pelo time alviverde.

A decisão desta segunda-feira não tem interferência na questão esportiva, com Scarpa continuando apto a defender o Palmeiras enquanto o caso corre no TST.

Procurado, o departamento jurídico do Palmeiras disse ainda não ter sido comunicado a respeito da ordem judicial. Segundo o clube, o próprio atleta ainda não tomou conhecimento da decisão do processo.

"O processo corre em segredo de justiça. A ordem judicial ainda não chegou ao conhecimento do Palmeiras, mas admira a ordem ter chegado ao conhecimento da imprensa antes de chegar ao conhecimento do próprio Scarpa. É preciso que fique claro que o Palmeiras não é parte nesse processo. O Palmeiras nunca se manifestou nem nunca chegou a discutir ou exercer qualquer ato de defesa nesse processo. Portanto, qualquer ordem em relação ao Palmeiras é claramente abusiva, excede completamente os limites processuais e não deve subsistir", comunicou o Palmeiras em nota.

Líder após três anos, São Paulo busca regularidade que faltou no passado

Como o clube não ganha nada desde a Sul-Americana de 2012, a pressão por um troféu importante existe.

Desde a sétima rodada do Brasileiro de 2015, o São Paulo não aparecia no topo da tabela do campeonato nacional. No ano passado, após a 17ª rodada, o time do Morumbi estava na 16ª posição, brigando para não cair.
Há três anos, o São Paulo acabou a competição na quarta colocação e ficou com uma vaga na Libertadores. Depois disso, esteve bem abaixo da expectativa da torcida.
Em 2018, o técnico são-paulino Diego Aguirre tem dito que não gosta de falar sobre quem são os candidatos ao título. Mas como o clube não ganha nada desde a Sul-Americana de 2012, a pressão por um troféu importante existe.
Aguirre sabe disso e mudou o discurso neste domingo (5), após a vitória por 2 a 1 contra o Vasco no Morumbi, com gols de Rojas e Tréllez. "Estamos na briga. Não falo sobre a liderança porque ainda falta muita coisa", disse.
O técnico do time tricolor afirmou que o São Paulo voltou a ter protagonismo, o que, segundo ele, precisa ter sempre. "Estamos no bom momento, mas precisamos agora trabalhar para continuar".


Diego Aguirre (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O bom primeiro turno do São Paulo, que termina daqui a duas rodadas, não é garantia de nada, como disseram os atletas após o jogo. "Sabemos que é algo que pode ser provisório", disse o meia Nenê.
Nas campanhas ruins do clube em 2016 e 2017 havia um fato em comum. O São Paulo não conseguiu ser regular. Oscilou nos dois turnos.
Há dois anos, Edgardo Bauza dirigiu o time no primeiro turno, mas deixou o país para dirigir a Argentina na 18ª rodada do campeonato. A campanha, que era regular, piorou. 
Ricardo Gomes assumiu e não conseguiu fazer o time jogar. Durante o returno, o São Paulo ficou 18 rodadas abaixo do 11º lugar. O clube acabou a competição na 10ª posição.
No ano passado, a turbulência maior foi no primeiro turno. O então ídolo Rogério Ceni, que ainda jogava em 2016, era o técnico desde o início da temporada de 2017.


Foto: Divulgação/SPFC

O ex-goleiro, que hoje lidera a Série B no comando do Fortaleza, não resistiu aos maus resultados. A falta de experiência e o excesso de confiança derrubaram o então treinador na 11ª rodada. O time tricolor já estava na zona do rebaixamento, onde ficou, somando toda a competição, por 14 rodadas.
Coube ao treinador Dorival Júnior melhorar o padrão do futebol da equipe no returno. Dentro de campo, o meia Hernanes teve papel primordial para a retomada.
Agora, a boa posição na tabela faz a torcida relembrar os resultados de 2015, quando Juan Carlos Osorio saiu antes do fim do campeonato para dirigir a seleção do México.
Desta vez, a liderança veio após mudanças na direção de futebol e no comando técnico.
No final de 2017, o ex-jogador e ídolo são-paulino Raí assumiu a direção esportiva e trouxe para trabalhar com ele Ricardo Rocha e Lugano.
O executivo, assim que teve oportunidade, escolheu o treinador que ele achava ser o mais indicado para o time. Em março, veio Diego Aguirre.
Com um elenco sem grandes nomes, o técnico uruguaio tem feito, como ele diz, o time atuar com "espírito de luta".
Fora da Copa do Brasil e após sofrer derrota por 1 a 0 em casa para o Colón na Copa Sul-Americana, Aguirre montou contra o Vasco um time que joga só de uma forma: oferece a bola para o adversário e tenta vencer na base de ataques rápidos.
Para Aguirre, o gol da vitória contra os vascaínos, após Nenê e Diego Souza saírem para as entradas de Carneiro e Tréllez, indica que ele consegue mudar o sistema tático.
A equipe tentará manter a ponta no domingo (12), contra o Sport, fora de casa.

05 de agosto de 2018

Com parada estratégica, Barrichello vence Corrida do Milhão

Essa é a segunda vez na carreira que Rubinho vence a Corrida do Milhão da Stock Car

Rubens Barrichello venceu neste domingo a Corrida do Milhão da Stock Car pela segunda vez na carreira - a outra foi em 2014. A vitória em Goiânia veio graças ao rápido trabalho de sua equipe nos boxes na parte final da prova. O ex-piloto da Fórmula 1 esperou um pouco mais do que os principais concorrentes para ir aos boxes e, depois de fazer o reabastecimento, retornou em primeiro lugar a duas voltas do término.

A disputa foi emocionante pelas primeiras colocações e não teve a presença dos favoritos, como Daniel Serra, que havia feito a pole, mas que deixou o carro morrer e perdeu posições. A parte final da prova contou com uma disputa acirrada entre Max Wilson, Antonio Felix da Costa e Rubinho.

Max foi o primeiro a ir para os boxes para fazer o segundo pit-stop. Foi quando Felipe Masse se envolveu em um incidente e teve o pneu traseiro furado. O safety-car não precisou entrar. Parecia que tudo daria certo para Max Wilson. Felix da Costa fez a parada e retornou em segundo lugar.

Barrichello teve estratégia perfeita durante a corrida (Foto: Fernanda Freixosa / Stock Car)

Barrichello seguiu por mais algumas voltas na pista, conseguiu fazer ótimas voltas por estar com pouco combustível e então entrou nos boxes. Saiu na liderança da corrida, na penúltima volta. Depois foi só manter a tranquilidade e cruzar a linha de chegada em primeiro lugar.

A prova foi marcada por alguns acidentes e a presença do safety-car na pista. Logo na volta de apresentação, Antonio Pizzonia e Átila Abreu tiveram problemas e o carro de apoio teve que entrar no circuito. Na largada, Daniel Serra manteve a ponta e Félix da Costa deixou Rubinho para trás. Felipe Massa, que havia largado em 28º lugar, subiu para o 22º.

O safety-car, no entanto, voltou para a pista antes de segunda volta, por conta do acidente de Gary Osman, que se chocou no muro de proteção. Algumas voltas depois com bandeira verde, Júlio Campos se chocou contra o muro também e a prova foi mais uma vez interrompida.

Daniel Serra perdeu a liderança após a primeira parada nos boxes Seu carro morreu e ele ficou para trás. Foi quando aconteceu o acidente mais grave da etapa. Thiago Camilo rodou e se chocou com Cacá Bueno, que chegou a perder uma de suas portas. Ninguém se feriu. Na reta final vieram as segundas paradas para abastecimento e foi quando a corrida se decidiu. Max Wilson terminou em segundo lugar, com Félix da Costa completando o pódio.

03 de agosto de 2018

Buda se prepara para novo combate e mira lutas fora do país

O lutador já participou do Shooto Brasil e também do Jungle Fight.

O piauiense Luís Felipe “Buda” já tem novo desafio no octógono. O lutador encara neste sábado (11) Pantera Junior, na decima edição do Fight Show, em Coroatá, no Maranhão. Buda lutou no último final de semana o evento do lutador do UFC e piauiense Massaranduba e anotou mais uma vitória no currículo.

A intenção de Buda é chegar longe dentro do MMA e por isso ritmo intenso de treinos, dedicação e confiança não estão faltando em sua rotina. O atleta tem nomes do estado que estão crescendo ou já chegaram longe através da modalidade, caso de, Fabrício Jonas “Negão”, que foi campeão do Shooto Brasil em maio e tem nova luta do evento para disputar no mês de agosto, dia 26 e também tem Francisco Massaranduba como exemplo, lutador natural de Amarante, que está no UFC há anos.

Foto: Arquivo/O Dia

“Eu estou fazendo muitas lutas esse ano para melhorar meu sherdog e assim conseguir fazer lutas em eventos maiores. Também estou vendo com meu empresário a possibilidade de fazer lutas fora do país como na Argentina e Uruguai”, conta Luís Felipe “Buda”.

O lutador piauiense é bastante conhecido e nós últimos anos se aprimorou bastante na parte de chão, com os treinos de jiu-jitsu. Agregando a trocação vinda do boxe e muay thai. O lutador já participou do Shooto Brasil e também do Jungle Fight, eventos bem conhecidos no Brasil e que costumam ser trampolim para o UFC.

“Estou a três meses treinando bem pesado pensando nessa sequência de lutas. O mais complicado mesmo é achar adversários e eventos, pois aqui (no Piauí) ainda é muito fraco, mas as coisas estão aparecendo”, conta Buda.

A decima edição do Fight Show acontece neste sábado (11), em Coroatá, no Maranhão. Luís “Buda” enfrenta o Pantera Junior, na categoria até 57kg.

02 de agosto de 2018

Com retorno do Cajuína, Campeonato Piauiense começa neste mês

O Campeonato Piauiense é importante para os clubes do estado, pois dá ao campeão uma vaga na Taça Brasil de futsal 2019, competição nacional.

O Campeonato Piauiense de Futsal já tem data para começar – dia 24 de agosto e boa parte das partidas terão o Ginásio Verdão como palco. A competição tem inscrições abertas até o dia 10 de agosto e até então seis equipes confirmaram presença; JES, Cobra D’Água, AABB, Boleiros de Cristo, Sampaio e Cajuína, que já é a grande novidade do torneio. O time volta as quadras após quatro anos desativado. 

“Vamos montar um time bem regional. Com todos atletas basicamente da região de Timon, mas a intenção é representar bem e já estamos organizados para isso. A preparação começou cedo”, disse Assis. 

O Campeonato Piauiense é importante para os clubes do estado, pois dá ao campeão uma vaga na Taça Brasil de futsal 2019, competição nacional, uma das poucas que os times piauienses tem acesso. A má noticia fica por conta da desistência do Campo Largo, equipe que inclusive foi campeã Metropolitana há alguns meses, mas decidiu não disputar o Piauiense por conta da falta de recursos. 

Entre os times que estão se organizando visando à disputa estão JES e Cobra D’Água, que é atual campeão da competição. As inscrições vão até o dia 10 de agosto e no dia 24 de agosto acontece a primeira rodada da competição. Os jogos também irão acontecer no Iate Club e na cidade de Timon. (

01 de agosto de 2018

Corinthians lidera ranking dos clubes mais valiosos da América Latina

O atual campeão brasileiro vive uma crie financeira, mas mesmo assim aparece com o time mais valioso pela quinta vez consecutiva.

Evidenciada com a falta de poderio para manter suas principais peças do elenco, a crise financeira vivida pelo Corinthians nos últimos anos não parece ter afetado a imagem da marca do clube paulista no cenário internacional. Isso porque, em uma lista divulgada pela Forbes com os clubes mais valiosos da América Latina, o atual campeão brasileiro aparece na liderança pela quinta vez consecutiva.

A elaboração do ranking pela edição mexicana da revista leva em consideração três aspectos: o valor do plantel, levando em consideração apenas os jogadores com contrato definitivo, o valor da marca do clube, a incluir rendimentos a partir de patrocínios e direitos de televisão, e o custo do estádio, caso o clube seja dono da propriedade.

Dessa forma, o o estudo coloca o Corinthians na liderança da lista com um valor total de 462,2 milhões de dólares (cerca de R$ 1,73 bilhão), seguido por seu arquirrival Palmeiras, segundo colocado, com 424,1 milhões de dólares (cerca de R$ 1,59 bilhão), boa parte da quantia impulsionada pelo Allianz Parque. A diferença entre os dois times é de 38,1 milhões (R$ 142,82 milhões).


Corinthians é o atual campeão brasileiro (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Além do alvinegro e do alviverde, um time da Liga de Futebol dos Estados Unidos (MLS) completa o pódio dos três primeiros colocados. Trata-se do Los Angeles FC, com um valor total de 406 milhões milhões de dólares (cerca de R$ 1,52 bilhão).

O único brasileiro além dos dois times paulistas no Top 10 é o Grêmio, ocupando a quinta posição. O atual campeão da Copa Libertadores possui um valor de mercado de 313 milhões de dólares (cerca de R$ 1,17 bilhão). Dos outros clubes entre os 20 mais valiosos, três disputam o Brasileirão: Flamengo, 14º com R$ 659,39 milhões, o São Paulo, 17º, com R$ 586,63 milhões e, por fim, o Atlético Paranaense, 20º com rendimentos de R$ 413,71 milhões.

A publicação ainda revela que o valor somado dos 50 times mais valiosos da América Latina chega aos 7,32 bilhões de dólares (cerca de R$ 27,44 bilhões), ou seja, um crescimento de 21% em relação ao ano passado. Ainda sobre a publicação do último ano, três times deixaram os 10 primeiros: Orlando City e Galaxy, dos Estados Unidos, e o Santos, do México. Em seus lugares estão Los Angeles FC e New England Revolutions, ambos da MLS, e o Boca Júniors, da Argentina.

Neymar embarca para a China para se apresentar ao PSG

O time francês começou a temporada com o elenco desfigurado, sem as suas principais estrelas. O PSG disputa a Supercopa da França contra o Mônaco no país asiático.

Depois de um início de pré-temporada com o elenco desfigurado e sem suas principais estrelas, o treinador do Paris Saint-Germain, Thomas Tuchel, terá até o fim da semana praticamente todos seus jogadores à disposição. Um deles, inclusive, seu camisa 10. Nesta terça-feira, chegaram ao fim as férias de Neymar, que embarcou rumo a China para se reapresentar ao clube francês.

Em suas redes sociais, o atacante brasileiro publicou uma foto, acompanhado de seus “parças”, dentro do avião com destino ao país asiático, local onde no próximo sábado o PSG disputa a Supercopa da França contra o Monaco. A presença de Neymar na decisão, porém, é ainda incerta, mas com poucas chances de acontecer pela necessidade de aprimoramento de sua parte física.


Neymar postou uma foto embarcando para a China (Foto: Reprodução)

Sem jogar desde a eliminação da Seleção Brasileira para a Bélgica na Copa do Mundo, no dia 6 de julho, o camisa 10 será submetido a exames e posteriormente testes físicos antes da presença em campo, seguindo o cronograma do clube para estar apto a entrar em campo na estreia do Campeonato Francês contra o Caen, no Parque dos Princípes.

Na última segunda-feira, em entrevista coletiva, Thomas Tuchel confirmou que o brasileiro encontraria o elenco parisiense ainda nesta semana. A última partida de Neymar pelo PSG aconteceu há mais de 150 dias, dia 25 de fevereiro, data da vitória de seu clube sobre o Olympique de Marselha que marcou, entretanto, sua lesão tratada a tempo da disputa do mundial.

Marquinhos se reapresenta antes de viagem

Depois de Thiago Silva, Marquinhos também já está com a delegação do Paris Saint-Germain. Nesta quarta-feira, o defensor se reapresentou em Singapura para viajar junto com o restante do elenco para a China e foi muito bem recebido pelo compatriota, além de um cumprimento carinhoso do treinador Tuchel. Assim como Neymar, o zagueiro não deve estar em campo no próximo sábado.

Em lista com quatro brasileiros, Mbappé é o jovem mais valioso do mundo

Os quatro brasileiros que fazem parte do grupo são Gabriel Jesus, Malcom, Vinícius e Rodrygo.

Nesta quarta-feira, o relatório “Soccerex 20 Sub-21” de 2018, promovido pela Prime Time Sport, divulgou um estudo que lista os 20 jogadores “jovens” mais valioso do mundo em 2018. Vencedor do prêmio de revelação da Copa do mundo e dono de grandes atuações em solo russo, o francês Kylian Mbappé lidera a lista, que possui quatro brasileiros: Gabriel Jesus, Malcom, Vinícius Júnior e Rodrygo.

Novo camisa sete do Paris Saint-Germain, Mbappé acabou melhor colocado em relação ao estudo divulgado no ano passado, quando foi o segundo atleta nascido depois de 1º de janeiro de 1997 mais caro do mundo. Valorizado mais de 300% pelas ótimas atuações no Mundial e pela transferência para o clube francês, o atacante de 19 anos possui valor de mercado de 192,3 milhões de euros (cerca de R$ 841,6 milhões).

Depois do inglês Marcus Rashford, do Manchester United, aparece o primeiro brasileiro da lista. Gabriel Jesus, formado no Palmeiras e atualmente no Manchester City, superou as atuações apagadas na Copa, assumiu o terceiro lugar e chegou a um valor de mercado de 88 milhões de euros (aproximadamente R$ 387,2 milhões).


Foto: Divulgação/Fifa

Entre os cinco primeiros colocados aparece o recém-contratado do Barcelona, Malcom. O atacante com passagem pelo Corinthians, anunciado recentemente pelo clube catalão depois de um chapéu na Roma, é o quinto com cifras de 64,6 milhões de euros (cerca de R$ 284,2 milhões).

Ainda fazem parte da lista outros dois jogadores brasileiros. Os atacantes Vinícius Júnior, do Real Madrid, e Rodrygo, do Santos tiveram valor de mercado estimado em 45,1 (R$ 198,6 milhões) e 40 milhões de euros (R$ 176,1 milhões), respectivamente. O país pentacampeão do mundo perde em número de representantes apenas para a França, que possui ao todo cinco atletas.

O relatório realizado pela Prime Time Sport utiliza uma metodologia que se baseia nos clubes e nas empresas para avaliar o preço a ser pago em determinado atleta. Nesse estudo, são analisados os atributos pessoais, a performance no campo nas duas temporadas mais recentes, convocações para seleções, minutos em campo, além de gols feitos, lesões e repercussão na mídia, entre outros.

Felipão chega ao Brasil na sexta e já comanda o Palmeiras no domingo

O jogo será contra o Atlético-MG pelo Campeonato Brasileiro. Scolari está sem trabalhar desde o fim do ano passado, quando deixou o Guangzhou Evergrande.

O Palmeiras definiu a data para a chegada de Luiz Felipe Scolari ao Brasil. O treinador desembarca em São Paulo na sexta-feira (3) pela manhã, é apresentado na Academia de Futebol às 15h do mesmo dia e depois segue para Belo Horizonte, onde comandará o time pela primeira vez diante do América-MG, domingo (5), pelo Campeonato Brasileiro.
O técnico passou os últimos dias em Portugal, onde tem residência, resolvendo questões pessoais de moradia e logística. Enquanto isso, os treinamentos foram comandados nesta semana por seu auxiliar Paulo Turra, que já promoveu mudanças no time com a entrada de Deyverson entre os titulares.


Foto: Getty

No dia da apresentação de Felipão no Palmeiras, a delegação alviverde não estará em São Paulo, pois vai direto de Salvador, onde o time enfrenta o Bahia nesta quinta (2) pela Copa do Brasil, para Belo Horizonte. O primeiro contato do técnico com os jogadores, portanto, será na capital mineira, na véspera da partida contra o América.
Scolari estava sem trabalhar desde o final do ano passado, quando deixou o Guangzhou Evergrande. A passagem pelo clube chinês foi de muito sucesso, com a conquista de três campeonatos nacionais e uma Liga dos Campeões da Ásia. Ele chega para sua terceira passagem no Palmeiras para substituir Roger Machado, demitido na semana passada após derrota para o Fluminense.

31 de julho de 2018

Palmeiras volta a negociar com o Milan por zagueiro paraguaio

O contrato do paraguaio com o Milan vai até o dia 30 de junho de 2021.

 A diretoria palmeirense voltou a negociar a contratação do zagueiro paraguaio Gustavo Gómez, jogador do Milan, da Itália. O defensor de 25 anos deverá ser emprestado por uma temporada. O clube terá a opção de compra ao fim do contrato. O Palmeiras já havia tentado a contratação de Gómez no início do ano, após vender o beque colombiano Mina para o Barcelona. Como o Milan não tinha interesse em emprestar o paraguaio daquela vez -esperava recuperar ao menos parte dos R$ 15,8 milhões investidos-, o negócio não prosperou.

Revelado no Libertad, do Paraguai, e com uma passagem de destaque pelo argentino Lanús antes de se transferir para a Itália, em 2016, o beque havia despertado também o interesse do Boca Juniors -e quase se transferiu para lá por empréstimo. Até exames em Buenos Aires Gómez realizou. O contrato do paraguaio com o Milan vai até o dia 30 de junho de 2021.

Em seu primeiro ano, o beque disputou 18 jogos pelo Campeonato Italiano, mas perdeu espaço na última temporada, em que só jogou dez minutos de uma partida. No entanto, é titular da seleção de seu país, ao lado do ex-corintiano Balbuena.

Atualmente, o alviverde conta com seis opções para zaga, sendo Antônio Carlos e Edu Dracena os titulares. Além deles, Thiago Martins, Luan, Pedrão e Nico Freire, argentino recém-contratado, também estão à disposição da comissão técnica que será comandada por Felipão.

Romero celebra mudança de posição e fase artilheira

O camisa 11 não esconde que está feliz por ser escalado no comando do ataque em vez de aberto na direita.

Em dois jogos atuando como centroavante, Romero marcou cinco gols. Ele foi o grande nome das vitórias sobre o Cruzeiro, por 2 a 0, com dois gols dele, e contra o Vasco, 4 a 1, no jogo em que marcou três tentos pela primeira vez pelo Corinthians. O camisa 11 não esconde que está feliz por ser escalado no comando do ataque em vez de aberto na direita.

"Hoje jogo mais centralizado, fico mais à vontade. Tenho compromisso com a marcação, mas é um pouco menos do que quando jogo na direita. Estou feliz, fazendo gols e ajudando meu time", disse o paraguaio, após a goleada sobre o Vasco.

Com moral, o jogador teve a honra de anunciar a contratação de seu compatriota Sergio Díaz pelo Corinthians. A atuação de Romero contra os cariocas, aliás, rendeu vários memes na internet. Alguns exaltavam o fato de ele ter passado Ronaldo no ranking de maiores artilheiros do Corinthians -ele agora soma 37 gols contra 35 do Fenômeno. Outros o comparavam ao argentino Messi.

Até o jornal catalão Sport entrou na brincadeira: "Messi tem um sucessor" escreveu a publicação abaixo de uma montagem na qual Romero aparece recebendo o prêmio de melhor do mundo. O próprio jogador já tinha brincado com sua atuação de gala. Na comemoração do segundo gol diante do Vasco, ele fez um gesto simulando a barriga de um gordo, em referência a Ronaldo. Uma referência carinhosa, jura.

"Eu estava sabendo que passei o Fenômeno, por isso comemorei o segundo gol assim. É um ídolo para mim. Sempre tive motivação olhando ele jogando."

Português de 19 anos é chamado de ‘novo Cristiano Ronaldo’ no país

Dividindo a artilharia da competição com seu companheiro de seleção Francisco Trincão, ambos com cinco gols, Jota teve uma atuação consistente ao longo do europeu.

Um dos destaques do time que garantiu a vitória de Portugal na Eurocopa sub-19 -conquistada neste fim de semana na Finlândia- o atacante João Filipe, mais conhecido simplesmente como Jota, tem sido apontado em seu país como "o novo Cristiano Ronaldo" em diversas reportagens. O jovem de 19 anos, que assim como Ronaldo também ostenta o número sete no uniforme, foi decisivo na recente conquista portuguesa.

Dividindo a artilharia da competição com seu companheiro de seleção Francisco Trincão, ambos com cinco gols, Jota teve uma atuação consistente ao longo do europeu. O destaque certamente foi na semifinal, quando marcou dois gols em dois minutos, deixando registrado seu nome na goleada de 5 a 0 sobre a Ucrânia.

João Filipe, conhecido como Jota, é apontado como o novo CR7 em Portugal | Foto: Reprodução Instagram


Apesar de não esconder a admiração por Cristiano Ronaldo, em entrevista na chegada ao aeroporto de Lisboa após a conquista da Eurocopa, onde o time foi recebido com festa por dezenas de torcedores, Jota tentou se distanciar das comparações: "Quero atingir o meu patamar. Os meus ídolos são Ronaldo, Messi e Neymar, mas eu sou o Jota, não sou outro", disse.

Após curtir alguns dias de folga, o craque deve se reapresentar na próxima semana ao Benfica, clube de Lisboa onde ainda defende a divisão de base. Nas redes sociais, já há muitos torcedores pedindo uma "promoção" de Jota ao time principal.

Contrato que garantiu comercial de Neymar rendeu US$ 7 milhões ao atacante

O acordo, que existe desde 2015 e foi renovado no ano passado, estabelece que a empresa tem direito, por dois anos, a quatro diárias de gravação com Neymar .

Neymar, 26, recebeu pelo menos US$ 7,1 milhões (R$ 26,5 milhões, em valores atuais) da Gillette, do grupo americano Procter & Gamble, por dois anos para ser embaixador global da marca. No último domingo, o jogador e a empresa divulgaram um comercial usado como uma resposta do atleta às críticas que recebeu na Copa. Nele, Neymar narra um depoimento que dura 1min30. No texto gravado, o atacante pede a ajuda da torcida para se reerguer na carreira. O comercial foi ao ar na TV Globo durante o intervalo do programa Fantástico, no horário mais nobre da emissora.

 O atacante deixou a Copa do Mundo na Rússia alvo de piadas por simular faltas. "Você pode achar que eu caí demais, mas a verdade é que eu não caí. Eu desmoronei', diz o texto, que encerra com com um pedido: "Você pode continuar jogando pedra, ou pode jogar essas pedras fora e me ajudar a ficar de pé. E quando eu fico de pé, parça, o Brasil inteiro levanta comigo".

O contrato com a Gillette ao qual a Folha teve acesso prevê que Neymar receba US$ 7,1 milhões por dois anos, além de US$ 250 mil (R$ 930 mil) por hora extra em evento e US$ 500 mil (R$ 1,86 milhão) por diária extra de gravação não prevista em contrato. O acordo, que existe desde 2015 e foi renovado no ano passado, estabelece que a empresa tem direito, por dois anos, a quatro diárias de gravação com Neymar de até quatro horas de duração, mais cinco diárias de uma hora para eventos ou ações comerciais.


Foto: Divulgação

O vínculo garante a utilização de fotografias e vídeos motivacionais de Neymar, casos do comercial do último domingo. A empresa também pode utilizar 20 postagens por ano em suas redes sociais e pedir que o jogador autografe 50 itens por trimestre.

No contrato, a Gillette impõe exigências a Neymar. Uma delas é sobre a aparência pública. "Durante a vigência do contrato, [Neymar] não poderá ter nenhuma aparição pública (presencial ou através das redes sociais) com a barba no rosto, peitoral não raspado e/ou aparado, bigode ou cavanhaque, sob pena de multa de 5% (cinco) por cento do valor total do contrato. A exceção a esses casos são campanhas já produzidas", diz o documento.

O vínculo ainda estipula que a Gillette precisa indicar com 15 dias de antecedência o nome de três cabeleireiros, maquiadores e figurinistas para Neymar aprovar antes da gravação de qualquer comercial. Caso a patrocinadora solicite, Neymar precisa conceder entrevista a um veículo de imprensa, desde que o mesmo –e também o jornalista que fará o contato– sejam aprovados pelos pais do jogador.

O contrato entre Neymar e Gillette pode ser rescindido pela empresa se existir qualquer envolvimento do jogador em doping, casos de drogas ou violência. A empresa detém desde 2006, quando Neymar tinha 14 anos, o direito de usar e licenciar mundialmente a marca do atacante.

Todo material publicitário feito pela Gillette precisa ser aprovado pela empresa Neymar Sports Marketing, que tem como sócios a mãe, Nadine Gonçalves, e o pai, Neymar da Silva Santos. O empresário foi quem deu a aprovação final para o texto lido pelo atacante. A Folha apurou que a Grey Brasil, agência da contratada pela Procter & Gamble, juntou fotos e imagens de Neymar entre a noite de sexta (27) e a tarde de sábado (28). Nem Gillette nem Neymar quiseram comentar os detalhes contratuais.

Sobre o comercial, Grey Brasil e Gillette disseram: "A nova campanha de Gillette convida todos os homens, começando pelo seu embaixador, a refletirem sobre as novas chances que cada dia oferece para se tornarem melhores do que ontem. Assim como muitos outros, Neymar Jr. encara desafios, lesões e derrotas, e o objetivo de Gillette é encorajar todos os homens, sem distinção, a refletirem sobre a oportunidade de se tornarem 'um novo homem todo dia'", disseram.

A Gillette faz parte do grupo Procter & Gamble, empresa que reúne diversas marcas de alimentos, higiene e limpeza. Neymar estrelou duas campanhas publicitárias para a Gillette nos meses que antecederam o Mundial da Rússia. Em abril, o jogador foi coadjuvante em uma peça protagonizada pelo francês Antoine Griezmann, com o mote "melhorar constantemente."


Foto: Divulgação

O jogador voltou a divulgar a marca na ação #CaraDoNeymar, lançada em 15 de junho. A campanha fornecia um copo com o desenho do rosto do atacante a cada R$ 20 reais consumidos em produtos da marca. Alguns de seus amigos, chamados "parças", também fizeram ações publicitárias para a Gillette durante o Mundial. O comercial de domingo não foi o primeiro em que Neymar recorreu a publicidade para responder a críticas ou externar uma situação delicada na carreira.

Em 2011, o jogador estreou uma campanha da empresa de telecomunicação Nextel. Na peça, em tom de desabafo sobre críticas e cobranças, o jogador caminhava e lia um texto olhando para a câmera até se encontrar com o pai. "Você me xingou quando eu errei e gritou quando eu não escutei. Você me deu carinho, me deu amor, me deu a noção de felicidade, e só ela é o que importa", disse o atacante.

O vídeo foi veiculado meses depois de uma briga entre Neymar e o treinador do Santos, Dorival Júnior. O técnico indicou outro jogador para cobrar um pênalti, o que irritou o atacante. O episódio culminou com a demissão de Dorival, em setembro de 2010. O tom de desabafo num comercial foi retomado após a lesão e despedida precoce do jogador no Mundial no Brasil, em 2014. O jogador foi cortado do time depois de ser acertado por uma joelhada nas costas pelo colombiano Camilo Zuñiga, nas quartas de final.

Uma propaganda da Claro, na época patrocinadora do atacante, mostrava imagens de Neymar, com a narração da crônica "A Grande Substituição", de Nelson Rodrigues. O texto original era sobre a saída de Pelé, após lesão, da seleção na Copa de 1962, quando o Brasil ganhou o título. Sem Neymar em 2014, a seleção levou 7 a 1 da Alemanha.

Piauienses conquistam 19 medalhas no Norte-Nordeste

O Piauí ficou com o vice- campeonato geral na competição. No feminino, o Estado ficou com o primeiro lugar e no masculino terminou em segundo lugar

No final de semana aconteceu o Campeonato Norte-Nordeste Adulto de Atletismo, em Recife, Pernambuco. O Piauí voltou da competição com 11 ouros, três pratas e cinco bronzes, totalizando 19 medalhas, e de quebra ainda teve os dois melhores atletas do torneio com destaque para velocista Letícia Nonato e Luís Fábio. Letícia ainda quebrou o recorde que perdura 20 anos na prova dos 200m.

“Ela escreveu o nome dela no atletismo Norte-Nordeste é uma marca impressionante e que tem um peso”, disse o técnico Antônio Nilson.

Letícia Nonato conquistou quatro medalhas de ouro. Duas no revezamento, nas provas dos 4x400m e 4x100m. No individual, Letícia garantiu não só o primeiro lugar, como também o novo recorde nas duas provas de velocidade (100m e 200m), com destaque para prova dos 200m, em que ela baixou o tempo de 23s93 para 23s85. A atleta quebrou o recorde que pertencia a Maria Magnólia Souza, velocista potiguar que disputou dois jogos olímpicos e alguns mundiais e tem uma grande história no atletismo.


Letícia levou o primeiro lugar e o recorde nas provas de velocidade (Foto: Divulgação)

Outro nome que se destacou na competição foi o jovem Luís Fábio, 17 anos, o atleta do lançamento de dardo e arremesso de peso e disco teve 100% de aproveitamento e volta com três ouros. No lançamento de dardo o pódio teve dobradinha piauiense com Luís Fabio e Francisco Kaio conquistando ouro e prata.

O Piauí ficou com o vice-campeonato geral na competição. No feminino, o Estado ficou com o primeiro lugar e no masculino ficou com o segundo lugar. O resultado mostra evolução, pois o estado teve apenas 16 atletas na delegação.

30 de julho de 2018

"Sempre disse à família que iria jogar no Flamengo", diz Vitinho

Questionado sobre o sentimento que teve no primeiro contato com os mais de 58 mil rubro-negros no Maracanã, Vitinho confessou emoção.

 Após ser apresentado à torcida do Flamengo neste domingo, no intervalo da partida contra o Sport no Maracanã, o atacante Vitinho concedeu uma entrevista coletiva no Ninho do Urubu no início da tarde desta segunda-feira. Sorridente, o jovem de 24 anos vestiu a camisa rubro-negra e falou sobre o sonho de infância em defender o clube.

"É um sonho de moleque de verdade. Sempre dizia para a família que um dia iria jogar no Flamengo e, graças a Deus, esse dia chegou. Estou podendo realizar esse sonho e sei o que a torcida sente por ser flamenguista. Estou louco para estrear e extravasar", disse em suas primeiras palavras.

Questionado sobre o sentimento que teve no primeiro contato com os mais de 58 mil rubro-negros no Maracanã, Vitinho confessou emoção:

"Foi incrível a recepção. Não tive nem palavras. Não conseguia nem chorar mais, pois já tinha chorado tudo que tinha para chorar. Não tenho palavras para explicar a sensação que eu tive".

Vitinho também lembrou do posicionamento que teve que adotar com o CSKA (RUS) para ser liberado. Ele fez um pedido pessoal à diretoria pois os russos, a princípio, não queriam cedê-lo mesmo com uma proposta de R$ 43 milhões em mãos.

"No momento final da negociação, me posicionei para o CSKA sobre a importância deste momento, que era um sonho de criança. Eles ficaram um pouquinho chateados, mas entenderam o sentimento e a realização do que isso era para mim", disse.

O Flamengo já o regularizou e ele pode ficar a disposição do técnico Mauricio Barbieri para o jogo desta quarta-feira, contra o Grêmio, em Porto Alegre (RS), pelas quartas de final da Copa do Brasil. O atacante está em forma e vinha atuando na Rússia.

"Tem a dificuldade de um jogo de mata-mata, um jogo de campeonato, mas estou com tanta vontade de jogar que, por mim, entrava logo", declarou.

Alvo do Santos, Osorio cita várias ofertas e diz: Colômbia “é prioridade”

Mesmo sem citar nomes, o treinador disse que federações de vários países o procuraram para dirigir outras seleções.

Juan Carlos Osorio recebeu proposta para assumir o comando do Santos nos últimos dias, mas seu objetivo é outro. Em entrevista à Rádio Caracol neste domingo (29), o treinador colombiano, que recentemente deixou a seleção do México, afirmou que deseja treinar a seleção de seu país.

"Obviamente como colombiano, e homem de futebol, aspiro a algum dia competir pelo posto de treinador da seleção. Qualquer treinador colombiano se sente da mesma maneira. O que está claro é que há 25, 30 anos era um sonho e agora é um objetivo. A grande diferença entre sonho e objetivo é que o sonho tem um plano, há um plano de ação. Continuarei me preparando e quando tiver a oportunidade de competir por esse posto, claro que será uma prioridade. É uma prioridade para mim e seguirá sendo e me prepararei da melhor maneira para ser", afirmou.

Apesar de admitir ter recebido outras propostas, Osorio disse que não foi procurado pela Federação Colombiana de Futebol. "Não (falei com ninguém da federação colombiana). Creio que o primeiro (objetivo) era terminar bem como terminamos no México, reitero estar muito agradecido com a federação mexicana por tudo que aprendi. A partir de hoje já estamos em um processo de escutar, há vários que estamos escutando, mas da seleção colombiana, não."

Mesmo sem citar nomes, o treinador disse que federações de vários países o procuraram para dirigir outras seleções. "Há outras federações que entraram em contato comigo, estamos falando com eles e creio que por respeito com todos e com prudência, não vou me manifestar publicamente, mas sim, há várias oportunidades de trabalho."

Juan Carlos Osorio é visto na imprensa colombiana como um dos principais nomes que podem assumir a seleção caso José Pékerman saia. O argentino, que está à frente da Colômbia desde 2012, terá seu vínculo encerrado no próximo mês com a federação. A entidade ainda não confirmou se Pékerman sairá ou renovará para o próximo ciclo até a Copa de 2022.

Procurado pelo Santos na última semana após a demissão de Jair Ventura, Osorio dará sua resposta até a próxima segunda-feira. O clube brasileiro ofereceu um salário de R$ 550 mil e contrato de duas temporadas ao colombiano, que dirigiu o São Paulo em 2015.

Muro de vidro da USP é quebrado pela 15ª vez em São Paulo

ara a Guarda, não é possível dizer que a peça foi depredada ou o se vidro quebrou devido ao impacto causado pelo fluxo de veículos na marginal.

Mais um painel de vidro do muro que separa a marginal Pinheiros da raia olímpica da USP (Universidade de São Paulo) foi encontrado quebrado. Com mais essa ocorrência, subiu para 15 o número de danos registrados à estrutura pela Polícia Civil. Cada placa quebrada é avaliada em R$ 4.000. A promessa de monitoramento da área por câmeras segue sem previsão.

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, a estrutura foi encontrada danificada na madrugada deste último domingo (29) por agentes da Guarda Civil Metropolitana, órgão responsável por fazer rondas diárias pelo espaço. Para a Guarda, não é possível dizer que a peça foi depredada ou o se vidro quebrou devido ao impacto causado pelo fluxo de veículos na marginal. O caso foi registrado no 91º DP (Vila Leopoldina) como dano ao patrimônio público. A Polícia Civil solicitou perícia e prossegue com as investigações sobre os casos registrados anteriormente.

Suspeita

A polícia e a gestão Bruno Covas (PSDB) passaram a desconfiar da existência de um padrão nos dias em que as quebras foram registradas. A suspeita é que tenha relação com as escalas de trabalho de algum funcionário, devido à sequência de dias ímpares ou pares dependendo do mês, além de os casos ocorrerem sempre de madrugada.

O muro de vidro da raia da USP teve um trecho inaugurado pelo então prefeito João Doria (PSDB) em 4 de abril, poucos dias antes de ele sair da prefeitura para se candidatar ao governo do estado. O projeto de implantação das placas, financiado por empresas parceiras, está estimado em R$ 15 milhões. O custo futuro de manutenção, porém, deve ficar com a USP.

No pacote, a prefeitura prometia haver monitoramento do chamado sistema "city câmeras". Elas até chegaram a ser colocadas, mas, para funcionarem, precisam que a USP implante uma conexão.

A USP, por sua vez, diz que "está trabalhando para interligar as novas câmeras ao sistema de monitoramento já implantado na Cidade Universitária". "Esse processo está em desenvolvimento", afirma, embora diga não haver prazo. Sem as câmeras, a continuidade do muro segue devagar, também sem data para que toda a estrutura seja concluída. Dos 2,2 km do muro de alvenaria construído há 21 anos, cerca de 500 metros foram inicialmente substituídos por vidros. Ao fim do projeto, terão sido colocados 1.222 vidros.

Muro de vidro da raia olímpica da USP é depredado; caso foi descoberto na manhã desta quarta (18). Foto: Reprodução/Ronaldo Silva/Futura Press/Folhapress

A quebra mais recente de placas foi registrada pela polícia no dia 13 de julho, uma sexta-feira. Todos os outros episódios registrados em junho também ocorreram de forma alternada, em dias ímpares: 5, 7, 11, 13, 15, 17. Na avaliação de policiais, é improvável que a coincidência seja acidental, de casos espontâneos, como motivados por trepidações de veículos que passam pela marginal.

Já em abril, todos os casos registrados foram em dias pares: 18, 20, 24 e 28. E não houve nenhum no mês de maio. Pela hipótese em apuração, de envolvimento de funcionário que trabalhe nas imediações, ligado à USP, à prefeitura ou mesmo a alguma empresa, isso seria explicado por motivo de férias de alguém na escala de 12 horas por 36 horas -típica de vigilantes noturnos.

A quebra de placas tem ocorrido mesmo com a presença de agentes destacados para a vigilância na área. A prefeitura chega a colocar até três carros da guarda no período noturno, além de haver vigilantes contratados que ficam no lado interno. Um suspeito foi preso furtando uma barra de alumínio em 28 de abril, mas não há indicações de que seja a mesma pessoa que quebrou as placas.

Na avaliação da prefeitura, não houve nenhuma mudança no trânsito ou climática que pudesse explicar um longo intervalo sem danos em maio -e episódios seguidos nos meses de abril e junho. Em testes realizados na prefeitura, os vidros (que seriam cinco vezes mais resistentes que os comuns) suportaram até batidas de martelo. A dúvida é se foi colocado na raia material idêntico ao do teste.

O que dificulta a apuração da polícia para indicar uma linha de investigação é não ter sido encontrado nenhum material que poderia ter sido utilizado na quebra de vidros -como barra de ferro ou pedra. Também não foram localizados pássaros, outra possibilidade aventada, e uma testemunha de um dos casos (último dia 15) disse ter visto um vidro estourar sozinho.

A Polícia Civil diz ter ouvido uma série de guardas universitários da USP, assim com também pediu para a Polícia Científica realizar exames no local para dizer "se os vidros foram danificados de dentro para fora ou vice-versa". Como não há previsão de quado os laudos ficarão prontos, também não há previsão de quando terão resposta. Construída em 1973 paralelamente à marginal, a raia olímpica é um conjunto esportivo destinado à prática do remo e da canoagem. Também costuma ser ponto de treinamento de atletas amadores.

Fluminense fará alteração na lista da Sul-Americana e incluirá reforços

De acordo com o regulamento da Conmebol, os clubes ainda têm direito a mais uma modificação, e os outros três novos reforços disputam a última vaga.

Com um compromisso pela segunda fase da Copa Sul-Americana nesta quinta-feira, no Maracanã, contra o Defensor (URU), o Fluminense entregará nesta segunda a lista de relacionados e terá ao menos duas novidades em comparação aos nomes inscritos na primeira fase: o zagueiro Digão e o atacante Júnior Dutra, ambos contratados recentemente.

De acordo com o regulamento da Conmebol, os clubes ainda têm direito a mais uma modificação, e os outros três novos reforços disputam a última vaga. Os favoritos são os atacantes Luciano ou Everaldo. O equatoriano Bryan Cabezas ainda não está regularizado e deverá ficar de fora já que chegou de férias e ainda precisará se condicionar fisicamente.

Neste sábado (28), o Fluminense foi derrotado por 1 a 0 para o Ceará e interrompeu uma sequência de três jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro. O técnico Marcelo Oliveira, porém, não demonstrou desânimo e falou em "virar a chave" para a Copa Sul-Americana.

"Da mesma forma que não perdemos três jogos, não vamos agora achar que está tudo errado. Vamos mudar a chave para o jogo de quinta-feira e esperar o apoio da torcida", declarou.

Para contar com o apoio da torcida a diretoria promoverá uma promoção de ingressos e é esperado um bom público no Maracanã. No domingo, no mesmo estádio, o Tricolor recebe o Bahia pelo Campeonato Brasileiro.

Em propaganda, Neymar diz que desmoronou na Copa do Mundo da Rússia

No depoimento, o atacante disse que sentiu as críticas e pediu ajuda da torcida para se reerguer.

Em um depoimento com tons de desabafo, Neymar usou o novo comercial de um de seus patrocinadores, a Gillette, para se defender das críticas sofridas pelo desempenho na Copa do Mundo da Rússia.

O camisa 10 da seleção brasileira foi alvo de piadas que viralizaram mundialmente pelos excessos nos lances em que reclamava de faltas dos rivais, além de criticado pelo silêncio após a derrota por 2 a 1 para a Bélgica, nas quartas de final, que eliminou o Brasil da competição.

O desabafo foi ao ar na noite deste domingo (29), durante o intervalo do programa "Fantástico", da Rede Globo. No depoimento, o atacante disse que sentiu as críticas e pediu ajuda da torcida para se reerguer.

"Você pode achar que eu caí demais, mas a verdade é que eu não caí. Eu desmoronei. Isso dói muito mais do que qualquer pisão ou tornozelo operado", disse o jogador. "Eu demorei para aceitar as suas críticas, eu demorei para me olhar no espelho e me transformar em um novo homem, mas hoje eu estou aqui, de cara limpa e de peito aberto."

Foto: Reprodução/Instagram

"Você pode continuar jogando pedra ou pode jogar essas pedras fora e me ajudar a ficar de pé, porque quando fico de pé, o Brasil inteiro levanta comigo", finalizou o jogador do PSG no vídeo, que também foi divulgado nos perfis de Neymar nas redes sociais.

No comercial, Neymar se defendeu das acusações de ser mimado. "Podem achar que exagero, mas o real é que sofro dentro de campo. Na boa, você não imagina o que passo fora dele. Quando pareço malcriado, não é porque sou mimado. É que não aprendi a me frustrar."

Leia na íntegra o texto narrado por Neymar no comercial

"Trava de chuteira na panturrilha, joelhada na coluna, pisão no pé. Você pode achar que eu exagero, e às vezes eu exagero mesmo. Mas a real é que eu sofro dentro de campo. Agora, na boa, você não imagina o que eu passo fora dele. Quando eu saio sem dar entrevista, não é porque eu só quero os louros da vitória, mas porque eu ainda não aprendi a te decepcionar. Quando eu pareço malcriado, não é porque eu sou um moleque mimado, mas é porque eu não ainda não aprendi a me frustrar. Dentro de mim ainda existe um menino. Às vezes ele encanta o mundo, e às vezes ele irrita todo mundo. E minha luta é para manter esse menino vivo, mas dentro de mim, e não dentro e campo. Você pode achar que eu caí demais, mas a verdade é que eu não caí. Eu desmoronei. Isso dói muito mais do que qualquer pisão ou tornozelo operado. Eu demorei para aceitar as suas críticas, eu demorei para me olhar no espelho e me transformar em um novo homem, mas hoje eu estou aqui, de cara limpa e de peito aberto. Eu caí, mas só quem cai pode se levantar. Você pode continuar jogando pedra, ou pode jogar essas pedras fora e me ajudar a ficar de pé. E quando eu fico de pé, parça, o Brasil inteiro levanta comigo."

Piauiense leva prata em Campeonato Brasileiro de ciclismo

O campeonato reuniu mais de 300 atletas de todo o país em três dias de provas em Teresina.

Teresina foi a casa do ciclismo durante três dias. O Campeonato Brasileiro Sub30 e Master reuniu mais de 300 atletas de todas as capitais do país além do Distrito Federal em provas de contra relógio e resistência, que ocorreram no Rodoanel e na Ponte Estaiada. No domingo (29), aconteceram as últimas provas de resistência e a piauiense melhor colocada foi Socorro Vasconcelos, garantindo uma prata na categoria máster B. Mas a prova também consagrou grandes nomes, como o carioca Márcio Pinto Machado, na categoria Máster C1, que, com o ouro em Teresina, chegou ao nono título Brasileiro na carreira.

As provas das categorias Master A1 e Master C1 abriram a competição ontem, quando os atletas tiveram que percorrer um circuito 10,2 km. O atleta de Minas Gerais, Fabrício Fonseca, volta para casa com 100% de aproveitamento na competição, pois esteve no lugar mais alto do pódio nas provas contra relógio e também de resistência, na categoria A1 (nove voltas). “Me preparei muito, tenho um ano de preparação e já tinha participado ano passado em que fui campeão contra relógio e vice na resistência, agora volto com dois ouros”, disse Fabrício.

Na categoria Master C1, Márcio Pinto garantiu o ouro e mostrou que técnica, físico e principalmente a organização fazem toda a diferença em provas como essa. “Foi um circuito técnico e seletivo que privilegia quem está preparado, então vejo como uma vitória por méritos. Normalmente, a gente faz uma prévia de como é o circuito, altimetria, a gente treina para isso, treinei mais tarde para poder me adaptar ao sol do Piauí”, explica o atleta carioca nove vezes campeão Brasileira de Ciclismo de Estrada.


As altas temperaturas e o tempo seco desafiaram os competidores que ainda colocaram à prova seu preparo físico (Foto: Elias Fontinele/O Dia)

Mulheres no pódio

Entre as mulheres, a maranhense Lorena Pedrosa foi a campeã na categoria Master A. Já a piauiense Socorro Vasconcelos se destacou também e ficou com o vice-campeonato na categoria. “Como valeu! Eu representei bem o Piauí, sendo que eu não iria participar porque não estava conseguindo treinar direito, mas acho que representei bem, principalmente as mulheres bikers de Teresina”, comemorou Socorro.

Condições climáticas

Durante os dias de prova, o sol não deu trégua e os atletas precisaram enfrentar as temperaturas altas e o clima seco da capital piauiense. O ciclista de Santa Catarina, Anderson Zomer, garantiu o título na Master B1 e falou sobre o tempo e também dos trechos mais complicados da prova. “Eu corro há 30 anos e esse consegui encaixar uns treinos e vim bem focado e cheguei preparado. A prova era seletiva, mais técnica e o calor em primeiro lugar e a subida, né? Que é um pouco da minha característica e os velocistas sofrem, foi ali onde eu decidi a prova”, conta o atleta, agora com seis títulos brasileiros.

29 de julho de 2018

Hamilton vence GP da Hungria de ponta a ponta e abre vantagem sobre Vettel

Bottas se manteve à frente de Vettel durante 65 voltas, permitindo que Hamilton aumentasse a distância na ponta da corrida.

O inglês Lewis Hamilton liderou praticamente de ponta a ponta e venceu o Grande Prêmio da Hungria de Fórmula 1, neste domingo (29). Depois de conquistar a pole position em um treino classificatório sob chuva, Hamilton contou com a ajuda do companheiro de Mercedes Valteri Bottas, que segurou o avanço de Sebastian Vettel, da Ferrari, durante boa parte da corrida e permitiu uma vitória relativamente tranquila do inglês.


Lewis Hamilton foi o grande vencedor do GP da Hungria (Foto: Divulgação)


Bottas se manteve à frente de Vettel durante 65 voltas, permitindo que Hamilton aumentasse a distância na ponta da corrida. Vettel só conseguiu ultrapassar o finlandês da Mercedes no final da corrida mas, sem tempo, não conseguiu tirar a vitória do inglês. Na ultrapassagem, Vettel e Bottas se tocaram, e o finlandês levou a pior. Kimi Raikonnen, da Ferrari, completou o pódio ao também ultrapassar Bottas.

A vitória de Hamilton, em uma pista em que a Ferrari era considerada favorita, consolida ainda mais sua liderança no campeonato mundial. O inglês tem agora 213 pontos contra 189 de Vettel.

Toda a estratégia de Vettel para atacar Hamilton ficou prejudicada por causa de um pit stop mal feito pela Ferrari. Depois que os líderes Hamilton e Bottas pararam, o alemão assumiu a ponta e retardou sua troca de pneus tentando ganhar tempo e voltar na segunda posição, na frente de Bottas, em condição de atacar o atual líder do campeonato.

A estratégia parecia promissora, mas a parada de Vettel foi de 5,2 segundos, bem maior do que se esperava, graças a um erro na troca do pneu dianteiro esquerdo. O alemão acabou voltando atrás de Bottas, que segurou a posição e permitiu que seu companheiro de equipe consolidasse a liderança na ponta. Pelo rádio, a Ferrari disse que Vettel não tinha alternativa a não ser atacar Bottas para tentar ultrapassá-lo.

Pressionando Bottas para chegar à segunda posição, Vettel precisou ser arrojado. No momento da ultrapassagem, os dois carros se tocaram, mas o alemão deu sorte: além de ganhar a segunda posição no pódio, ainda manteve o carro intacto para o final da corrida. Bottas, por outro lado, que já estava com os pneus muito desgastados, perdeu a chance de entrar no pódio ao ser ultrapassado também por Raikonnen. Na última volta, ele também perderia o quarto lugar para Daniel Ricciardo.

Depois da prova, a FIA anunciou que Bottas acabou punido pelo toque em Vettel. Ele perdeu 10 segundos na classificação final, mas se manteve em quinto.

ANIVERSÁRIO DE ALONSO

Fernando Alonso completou 37 anos neste domingo e ganhou uma festinha da McLaren. A equipe preparou um emoji com o rosto do bicampeão mundial e lhe entregou um bolo na garagem, antes da largada.

Na pista, o espanhol esteve sempre em posições no meio do grid, sem grande destaque e abriu passagem para Bottas e Vettel quando se tornou retardatário. Acabou a corrida em oitavo.

Resultado final do GP da Hungria de Fórmula 1 (com tempo)

1º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 1:37:16.427

2º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) +17.123s

3º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) +20.101s

4º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull Racing) +46.419s

5º - Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) +50.000s

6º - Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso) +73.273s

7º - Kevin Magnussen (DIN/Haas) +1 volta

8º - Fernando Alonso (ESP/McLaren) +1 volta

9º - Carlos Sainz (ESP/Renault) +1 volta

10º - Romain Grosjean (FRA/Haas) +1 volta

11º - Brendon Hartley (NZE/Toro Rosso) +1 volta

12º - Nico Hulkenberg (ALE/Renault) +1 volta

13º - Esteban Ocon (FRA/Force India) +1 volta

14º - Sergio Perez (MEX/Force India) +1 volta

15º - Marcus Ericsson (SUE/Sauber) +2 voltas

16º - Sergey Sirotkin (RUS/Williams) +2 voltas

17º - Lance Stroll (CAN/Williams) +2 voltas

Abandonaram

Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren) volta 49

Max Verstappen (HOL/Red Bull Racing) volta 5

Charles Leclerc (MON/Sauber) volta 0





Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado