• TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Notícias Esporte

15 de fevereiro de 2019

Flávio Araújo: a volta do rei do acesso ao River

Flávio Araújo: a volta do rei do acesso ao River

O nome de Flávio Araújo vem com peso, responsabilidades e o técnico sabe disso, mas além de tudo isso, como forma de tranquilizar o torcedor Riverino que cobra resultados do elenco 2019.

O rei do acesso está de volta ao River. Flávio Araújo se apresentou oficialmente na tarde desta quinta-feira (14). O treinador destacou o momento que o clube vive, com falta de títulos estaduais, de vitórias e a pressão dos torcedores. Flávio conseguiu junto ao Galo o único acesso de divisão na historia do estado do Piauí, em 2015. O time esteve em campo nesta quinta-feira (14) pelo Estadual, mas Flávio apenas assistiu. O treinador comanda o elenco no domingo (17) quando enfrenta o Parnahyba, às 17h, no Albertão.

“Quando eu fiz o acerto com o presidente eu fui para estatística e contra números não há contestação e nossos números não são bons com relação ao Campeonato Estadual. Um ponto conquistado em três jogos e um gol marcado em três jogos o que causa preocupação, mas veja bem, estou assumindo o River hoje no dia 14 de fevereiro e o que a diretoria e torcida espera de mim é daqui para frente. O que aconteceu para traz a gente olha e analisa, mas não pode ser concertado”, disse Flávio.

Flávio Araújo se reúne com o elenco hoje (15) e conversa com o grupo. Foto: Jailson Soares/ODIA

O nome de Flávio Araújo vem com peso, responsabilidades e o técnico sabe disso, mas além de tudo isso, como forma de tranquilizar o torcedor Riverino que cobra resultados do elenco 2019. “É a pura realidade. A situação de hoje é totalmente diferente de 2015 em que montamos a equipe em novembro e demos sequencia desenvolvendo e aprimorando e agora eu não vou ter, pois o grupo já está montado. Preocupado com as noticias? Sim, mas no futebol nada é fixo e o River pode começar dar volta por cima. Logico que precisamos analisar bem jogador por posição”, explica Flávio.

De acordo com o técnico a possibilidade de contratar existe, mas ele frisou a data de fechamento para contratações no Piauiense, no caso próxima sexta-feira (22), e também o fato de que os melhores nomes do mercado estão empregados. No discurso, o treinador citou a necessidade de motivar e fortalecer seus guerreiros, no caso, os jogadores.

“Precisamos fazer com que o time reaja na competição. O que eu quero é colocar o River no cenário nacional novamente, conquistando primeiramente o titulo Estadual e depois o novo acesso. Eu sei desse peso por parte do torcedor e quero conseguir corresponder essa expectativa”, disse Flávio.

Flávio Araújo se reúne com o elenco hoje (15) e conversa com o grupo. No sábado (16) realiza o primeiro trabalho tático e no domingo (17) enfrenta o Parnahyba, ás 17h, no Albertão.

Altos contrata Fernando Henrique, ex-Atlético-PB; goleiro já treina com time

Altos contrata Fernando Henrique, ex-Atlético-PB; goleiro já treina com time

Com a chegada de Fernando, o Altos agora tem quatro opções para o setor – o Camisa 1 Andrade, titular na temporada e Marquinhos e Neto.

Assim como havia prometido o Altos segue se reforçando em setores específicos. Após a chegada de Ray Gol, o time ganhou hoje (14) mais uma opção defensiva, o goleiro Fernando Henrique, de 34 anos, que estava no Atlético (PB). O atleta já participa do primeiro treino com os novos companheiros na cidade de Campo Maior, local onde o Altos está realizando suas atividades essa semana.

Natural de Blumenau, em Santa Catarina, Fernando Henrique tem passagens pelo Vitória da Conquista (BA), Bahia de Feira, Vilhena, URT, Juventus (SP), Santa Cruz (PE) e Penapolense (SP).

Com a chegada de Fernando, o Altos agora tem quatro opções para o setor – o Camisa 1 Andrade, titular na temporada e Marquinhos e Neto. Segundo o presidente do Jacaré, Warton Lacerda, mais reforços devem se apresentar até o final da semana, provavelmente mais dois atacantes de velocidade.


O atleta já participa do primeiro treino com os novos companheiros na cidade de Campo Maior. Foto: Divulgação

Essa semana o Altos anunciou três jogadores. O goleiro Fernando Henrique, 34 anos, o atacante Wesley, 22 anos, que estava no Fortaleza e o atacante Ray Gol, 22 anos. Dos três nomes, o único que vai estar a disposição de Leandro Campos é Ray, pois está regularizado e com ritmo de jogo.

Porem junto com a chegada de mais jogadores o mandatário não descarta a possibilidade de algumas dispensas. “Após fechar essas contratações todas vamos sentar e rever isso”, disse Warton.

O Altos tem compromisso no sábado (16) quando encara o Confiança (SE) pela Copa do Nordeste, às 18h30min, no Lindolfo Monteiro, em Teresina. Pelo Estadual, o time entra em campo novamente na quarta-feira (20) quando recebe o River, no estádio Felipão. O jogo será o primeiro do Altos diante sua torcida na temporada 2019.

Sem fiscalizar, CBF ignorou lei e não exigiu itens de segurança em CT do Fla

Sem fiscalizar, CBF ignorou lei e não exigiu itens de segurança em CT do Fla

A Lei Pelé estabelece que para ser considerada formadora, a entidade precisa manter alojamento e instalações desportivas adequados, sobretudo em matéria de alimentação, higiene, segurança e salubridade.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) descumpriu a Lei Pelé e não exigiu itens de segurança nos alojamentos da base do Flamengo antes de dar o certificado de clube formador. Com esse documento, o clube ganhou aval da entidade para o funcionamento de seu centro de treinamento, que pegou fogo na última sexta-feira (9) e matou dez jovens.

Em seu artigo 29, parágrafo 2, item D, a Lei Pelé estabelece que para ser considerada formadora, a entidade precisa manter alojamento e instalações desportivas adequados, sobretudo em matéria de alimentação, higiene, segurança e salubridade. Segundo a Lei, essa responsabilidade é da entidade nacional, no caso, a CBF.

Advogados ouvidos pela reportagem dizem haver omissão da CBF no caso. A confederação concedeu ao Flamengo o certificado de clube formador, garantindo assim o funcionamento de seu CT, que não possuía permissão da prefeitura para ter alojamentos no local incendiado, previsto para funcionar como estacionamento.

O coronel da reserva dos Bombeiros, Sergio Athayde, afirma que era obrigatória a apresentação de um auto de vistoria do Corpo de Bombeiros ou um laudo com anotação de responsabilidade técnica de um engenheiro certificando que os equipamentos de incêndio tem de seguir o código de proteção contra incêndio. "Não tinha detecção de fumaça, planejamento de rota de fuga, planejamento de abandono. Fácil querer responsabilizar o corpo de bombeiros do Rio", disse Athayde.

Nem todos os especialistas acreditam que a responsabilidade seja confederação. "Se a CBF disser que os clubes devem colocar os jogadores em uma moradia, está subentendido que estará em condições legais. O primeiro responsável é sempre o Flamengo, dono do imóvel. Mas o Estado tem sempre se mostrado ruim para fazer fiscalizações. Enquanto as pessoas físicas não responderem por isso, nada vai mudar. Pessoas jurídicas não vão para a cadeia. Acho que esse tem de ser o caso, com uma investigação precisa", afirma Fernando Fleider, sócio-diretor e especialista em segurança ICTS Security.

Cueva veste a 8 de Renato e se diz em casa no Santos

Cueva veste a 8 de Renato e se diz em casa no Santos

De acordo com o meia, a imagem que ele carrega no ex-clube, independente dos problemas que aconteceram, ainda é positiva.

Depois de estrear pelo Santos na vitória sobre o Mirassol, no último sábado, Cueva enfim foi apresentado no clube da Vila Belmiro. Extremamente bem-humorado ao longo da entrevista coletiva no CT Rei Pelé, o jogador -que vestirá a camisa 8, usada pelo hoje diretor Renato até o ano passado- preferiu deixar para trás a passagem pelo São Paulo e disse que só pensa em ser feliz no Santos, onde já se sente bem à vontade.

"Estou muito tranquilo, muito feliz, sei que tive muitos momentos de alegria no São Paulo e, hoje em dia, não é bom falar do São Paulo. Tenho respeito, mas agora estou no Santos. Quero jogar e dar meu melhor para o Santos. Qualquer outra coisa não me importa. Me senti identificado desde o primeiro dia que entrei aqui", afirmou o novo camisa 8 do Santos.

Questionado sobre os problemas disciplinares que marcaram a sua passagem pelo São Paulo, Cueva ressaltou que tudo serviu de aprendizagem para a sua carreira e a sua vida. "Me fez muito bem, tive muitos aprendizados, muitos positivos, alguns negativos também, mas dentro de tudo isso eu quero é ser feliz, jogar futebol, estar numa equipe grande como o Santos e tirar o melhor de mim e deixar minha marca aqui da melhor maneira possível", acrescentou.


O peruano Cueva foi apresentado oficialmente pela diretoria. Foto: Divulgação

De acordo com o meia, a imagem que ele carrega no ex-clube, independente dos problemas que aconteceram, ainda é positiva. "Fui feliz no São Paulo, tive bons momentos. Aprendi muito no São Paulo, no Brasil, e depois, como qualquer ser humano, nos equivocamos, cometemos erros, mas não tive problema com o São Paulo. Se perguntarem lá, vão falar bem de mim", afirmou.

Concorrência

Em sua estreia pelo Santos, Cueva dividiu a armação das jogadas com Jean Mota, um dos jogadores que mais vem se destacando com Sampaoli. Em um elenco que ainda conta com Sánchez e Soteldo, o camisa 8 disse que não terá problemas quanto à concorrência.

"Todos podemos buscar um espaço, dois da mesma posição podem jogar juntos, mas isso depende do treinador. Quem estiver bem, vai jogar. Quando cheguei ao clube foi uma das primeiras pessoas que comecei a conversar e fico feliz que esteja indo tão bem", completou.

Altos contrata Fernando Henrique, ex-Atlético-PB, para reforçar o time

Altos contrata Fernando Henrique, ex-Atlético-PB, para reforçar o time

Assim como havia prometido o Altos segue se reforçando em setores específicos.

Após a chegada de Ray Gol, o time ganhou ontem (14) mais uma opção defensiva, o goleiro Fernando Henrique, de 34 anos, que estava no Atlético (PB). O atleta já participa do primeiro treino com os novos companheiros na cidade de Campo Maior, local onde o Altos está realizando suas atividades essa semana.

Natural de Blumenau, em Santa Catarina, Fernando Henrique tem passagens pelo Vitória da Conquista (BA), Bahia de Feira, Vilhena, URT, Juventus (SP), Santa Cruz (PE) e Penapolense (SP).

Com a chegada de Fernando, o Altos agora tem quatro opções para o setor – o Camisa 1 Andrade, titular na temporada e Marquinhos e Neto. Segundo o presidente do Jacaré, Warton Lacerda, mais reforços devem se apresentar até o final da semana, provavelmente mais dois atacantes de velocidade.

Essa semana o Altos anunciou três jogadores. O goleiro Fernando Henrique, 34 anos, o atacante Wesley, 22 anos, que estava no Fortaleza e o atacante Ray Gol, 22 anos. Dos três nomes, o único que vai estar a disposição de Leandro Campos é Ray, pois está regularizado e com ritmo de jogo.

Porem junto com a chegada de mais jogadores o mandatário não descarta a possibilidade de algumas dispensas. “Após fechar essas contratações todas vamos sentar e rever isso”, disse Warton.

O Altos tem compromisso no sábado (16) quando encara o Confiança (SE) pela Copa do Nordeste, às 18h30min, no Lindolfo Monteiro, em Teresina. Pelo Estadual, o time entra em campo novamente na quarta-feira (20) quando recebe o River, no estádio Felipão. O jogo será o primeiro do Altos diante sua torcida na temporada 2019. (Pammela Maranhão)

14 de fevereiro de 2019

Flávio Araújo, o rei do acesso, assume oficialmente o comando do River

Flávio Araújo, o rei do acesso, assume oficialmente o comando do River

A ‘sombra’ do acesso e a busca por título Estadual: o retorno de Flávio Araújo ao River

O rei do acesso está de volta ao River. Flávio Araújo se apresentou oficialmente na tarde desta quinta-feira (14). O treinador destacou o momento que o clube vive, com falta de títulos estaduais, de vitórias e a pressão dos torcedores. Flávio conseguiu junto ao Galo o único acesso de divisão na historia do estado do Piauí, em 2015. O time esteve em campo nesta quinta-feira (14) pelo Estadual, mas Flávio apenas assistiu. O treinador comanda o elenco no domingo (17) quando enfrenta o Parnahyba, às 17h, no Albertão.

Fotos: Jailson Soares/ODIA

“Quando eu fiz o acerto com o presidente eu fui para estatística e contra números não há contestação e nossos números não são bons com relação ao Campeonato Estadual. Um ponto conquistado em três jogos e um gol marcado em três jogos o que causa preocupação, mas veja bem, estou assumindo o River hoje no dia 14 de fevereiro e o que a diretoria e torcida espera de mim é daqui para frente. O que aconteceu para traz a gente olha e analisa, mas não pode ser concertado”, disse Flávio.

O nome de Flávio Araújo vem com peso, responsabilidades e o técnico sabe disso, mas além de tudo isso, como forma de tranquilizar o torcedor Riverino que cobra resultados do elenco 2019. “É a pura realidade. A situação de hoje é totalmente diferente de 2015 em que montamos a equipe em novembro e demos sequencia desenvolvendo e aprimorando e agora eu não vou ter, pois o grupo já está montado. Preocupado com as noticias? Sim, mas no futebol nada é fixo e o River pode começar dar volta por cima. Logico que precisamos analisar bem jogador por posição”, explica Flávio.

De acordo com o técnico a possibilidade de contratar existe, mas ele frisou a data de fechamento para contratações no Piauiense, no caso próxima sexta-feira (22) e também o fato de que os melhores nomes do mercado estão empregados. No discurso o treinador citou a necessidade de motivar e fortalezar seus guerreiros, no caso, os jogadores.

“Precisamos fazer com que o time reaja na competição. O que eu quero é colocar o River no cenário nacional novamente, conquistando primeiramente o titulo Estadual e depois o novo acesso. Eu sei desse peso por parte do torcedor e quero conseguir corresponder essa expectativa”, disse Flávio.

Flávio Araújo se reúne com o elenco hoje (15) e conversa com o grupo. No sábado (16) realiza o primeiro trabalho tático e no domingo (17) enfrenta o Parnahyba, ás 17h, no Albertão.

Cueva veste a 8 de Renato e se diz em casa no Santos

Cueva veste a 8 de Renato e se diz em casa no Santos

O peruano Cueva é apresentado oficialmente pela diretoria do Santos como novo reforço para temporada

Depois de estrear pelo Santos na vitória sobre o Mirassol, no último sábado, Cueva enfim foi apresentado no clube da Vila Belmiro. Extremamente bem-humorado ao longo da entrevista coletiva no CT Rei Pelé, o jogador -que vestirá a camisa 8, usada pelo hoje diretor Renato até o ano passado- preferiu deixar para trás a passagem pelo São Paulo e disse que só pensa em ser feliz no Santos, onde já se sente bem à vontade.

"Estou muito tranquilo, muito feliz, sei que tive muitos momentos de alegria no São Paulo e, hoje em dia, não é bom falar do São Paulo. Tenho respeito, mas agora estou no Santos. Quero jogar e dar meu melhor para o Santos. Qualquer outra coisa não me importa. Me senti identificado desde o primeiro dia que entrei aqui", afirmou o novo camisa 8 do Santos.

Questionado sobre os problemas disciplinares que marcaram a sua passagem pelo São Paulo, Cueva ressaltou que tudo serviu de aprendizagem para a sua carreira e a sua vida.

"Me fez muito bem, tive muitos aprendizados, muitos positivos, alguns negativos também, mas dentro de tudo isso eu quero é ser feliz, jogar futebol, estar numa equipe grande como o Santos e tirar o melhor de mim e deixar minha marca aqui da melhor maneira possível", acrescentou.

De acordo com o meia, a imagem que ele carrega no ex-clube, independente dos problemas que aconteceram, ainda é positiva.

"Fui feliz no São Paulo, tive bons momentos. Aprendi muito no São Paulo, no Brasil, e depois, como qualquer ser humano, nos equivocamos, cometemos erros, mas não tive problema com o São Paulo. Se perguntarem lá, vão falar bem de mim", afirmou.

CONCORRÊNCIA

Em sua estreia pelo Santos, Cueva dividiu a armação das jogadas com Jean Mota, um dos jogadores que mais vem se destacando com Sampaoli. Em um elenco que ainda conta com Sánchez e Soteldo, o camisa 8 disse que não terá problemas quanto à concorrência.

"Todos podemos buscar um espaço, dois da mesma posição podem jogar juntos, mas isso depende do treinador. Quem estiver bem, vai jogar. Quando cheguei ao clube foi uma das primeiras pessoas que comecei a conversar e fico feliz que esteja indo tão bem", completou. 

RedeTV! transmite ao vivo Corinthians x Racing pela Copa Sul-Americana

RedeTV! transmite ao vivo Corinthians x Racing pela Copa Sul-Americana

O Timão tenta se recuperar após empate contra o Ferroviário, do Ceará, pela Copa do Brasil, e derrota para o Novorizontino pelo Campeonato Paulista.

A RedeTV! transmite ao vivo o jogo entre Corinthians e Racing, da Argentina, direto da Arena Corinthians, pela primeira fase da Copa Sul-Americana, às 21h30 desta quinta-feira (14). A narração será de Dudu Monsanto e comentários de Christian Dionísio, ex-atacante do São Paulo, Grêmio, Internacional e Corinthians.

Foto: Daniel Augusto Jr. /Agência Corinthians

O Timão tenta se recuperar após empate contra o Ferroviário, do Ceará, pela Copa do Brasil, e derrota para o Novorizontino pelo Campeonato Paulista. Na atual temporada, o time treinado por Fábio Carille disputou oito partidas, com três empates, três derrotas e duas vitórias. 


"Isso tem incomodado o grupo todo, comissão e torcedores. Oito jogos e a equipe ainda não encaminhou. Mas estamos trabalhando para melhorar. Acho que é questão de entrosamento. A torcida tem que ter um pouquinho de paciência. Temos que encontrar o caminho das vitórias, jogando bem, o mais rápido possível", disse Jadson em entrevista coletiva nesta quarta-feira (13). 

Por outro lado, o Racing lidera o Campeonato Argentino e tem o atacante Cristaldo, ex-Palmeiras, como um dos destaques da equipe. "Eles devem ter nos estudado muito. Acho que, com os minutos passando e a gente ficando com a bola, eles vão se desesperar. Aí teremos que aproveitar para incomodá-los. Nós podemos fazer um ótimo jogo", afirmou Cristaldo.

"Vai ser uma partida incômoda", sentenciou o técnico do Ciclón, Eduardo Coudet, que foi empurrado por Centurión no último domingo (9) em jogo contra o River Plate pelo Campeonato Argentino. O atacante ex-São Paulo foi afastado do elenco e não viajou para São Paulo.

FICHA TÉCNICA

Provável escalação do Corinthians: Cássio; Fágner, Manuel, Henrique e Carlos Augusto; Ralf; Jadson, Sornoza, Ramiro e Vágner Love; Gustavo. Técnico: Fábio Carille

Provável escalação do Racing: Arias; Pillud, Sigali, Donatti, Mena; Solari, Díaz (Domínguez), Cardozo (Zaracho); Cristaldo, Fernández, Cvitanich. Técnico: Eduardo Coudet

Árbitro: Víctor Carrillo 

A partida de volta será realizada no dia 27 de fevereiro, em Avellaneda, na Argentina.

4 de Julho vence Flamengo e se isola na liderança do Piauiense

4 de Julho vence Flamengo e se isola na liderança do Piauiense

A noite quarta-feira (13) foi de rodada dupla no Lindolfo Monteiro e logo em seguida teve início o jogo entre Flamengo e 4 de Julho

Aos cinco minutos, Ted Love tem boa chance de abrir o placar para o Colorado, o atacante avança pela esquerda livre, mas bate forte demais. Aos 19, Polho cruza, mas Douglas não alcança o lance e Flamengo perde boa chance. Porém aos 34, o camisa nove compensa e marca. Bate rebate na pequena área e ele empurra para dentro. 1 a 0 para o Rubro-Negro. 

Com 38, o Flamengo tem chance de ampliar com Levi. O jogador faz o mais difícil, se livra da marcação, mas toca para o companheiro que não finaliza. Início do segundo tempo, o 4 de Julho mexe e coloca Edinaldo no lugar de Ronaldinho. O time cresce na partida, mas esbarra nas falhas de finalização. 

Com dois minutos, Josy perde chance claríssima de marcar. Cruzamento, Josy erra o chute, a bola sobra viva na área, mas ninguém aproveita. Dois minutos depois foi a vez de Chapinha aproveitar chance clara. O time de Piripiri se mostra superior em campo e depois de muito tentar, aos 19 minutos chega ao empate. O 4 de Julho coloca Maicon no jogo, e mal sabe ele que iria marcar o gol de empate e, um senhor golaço. Cobrança de falta, ele calibrar o pé e acerta um chutaço. Tudo igual. 

O Flamengo quase volta a ficar à frente no placar. Aos 30, Polho arrisca chute de longe, a bola bate no travessão e sai. Mas quem marca e chega a virada é o Colorado, aos 38, com Ítalo Picapau. Ted Love bate e a bola toca a trave e volta, Ítalo aproveita a sobra e coloca para dentro de cabeça. 

O 4 De Julho só volta a campo na próxima quarta-feira (20) quando recebe o Altos, em Piripiri.  O Flamengo enfrenta o Piauí na segunda-feira (18), às 20h, no Lindolfo.

13 de fevereiro de 2019

Altos vence o Parnahyba e conquista primeira vitória no campeonato Estadual

Altos vence o Parnahyba e conquista primeira vitória no campeonato Estadual

A Vitória por por 3 a 0 foi construída por Raphael Freitas, Thiaguinho e Éder Guerreiro

O Altos venceu o Parnahyba, na noite desta quinta-feira (13) pelo Campeonato Piauiense. A Vitória por por 3 a 0 foi construída por Raphael Freitas, Thiaguinho e Éder Guerreiro. Com o resultado, o Altos somou os primeiros três pontos no Piauiense e, também, a primeira vitória na temporada 2019. O Altos agora joga pela Copa do Nordeste no sábado (16), quando recebe o Confiança (SE). O Tubarão visita o River no domingo (17). 

Logo no início do jogo, o Altos domina a partida. Tem maior posse de bola e todas as melhores ações do jogo. Aos cinco minutos, Jorginho dá o primeiro susto, bate da entrada da pequena área e assusta Alberto. Com nove minutos, o Altos marca com Raphael Freitas, de cabeça, após cruzamento de Ademir. 

Aos 22 minutos, cartão amarelo para Romão, aos 31 minutos é a vez de Leone e de Ramon Baiano também receberem um amarelo, deixando a zaga pendurada. O lance de maior perigo do time do Litoral aconteceu aos 33 minutos do primeiro tempo, com falta batida por Toninho Bahia.

Na segunda etapa ambos os times mexem. O Altos coloca Caíque para saída de Leone. O Parnahyba, põe Alan e tira Romão. E o Tubarão começa melhor, quase marca com Nilsinho, de cabeça, bola passa tirando tinta da trave. Aos 10, Thiaguinho arrisca chute da entrada da pequena área, a bola desvia e entra. O placar marca 2 a 0 para o Jacaré. 

Aos 25, Éder Guerreiro marca um golaço, uma verdadeira pintura. Bate colocado, na gaveta. 3 a 0 para o Altos. Com 34, Pit Bull chega até a linha de fundo, tira o goleiro Andrade e bate, a bola passa em cima da linha, mas não entra. Foi a melhor chance do Parnahyba no segundo tempo. 

O próximo compromisso do Altos é pela Copa do Nordeste. No sábado (16), o time enfrenta o Confiança (SE). O Parnahyba volta a Teresina para enfrentar o River, no domingo (17), às 17h, no Estádio Albertão.

Altos encara o Parnahyba no Lindolfo Monteiro, pelo Piauiense

Altos encara o Parnahyba no Lindolfo Monteiro, pelo Piauiense

No sábado (16), às 17h30, será a vez de medir forças contra o Confiança (SE) pelo Nordestão

Foram cinco jogos, distribuídos em três empates e duas derrotas – entre Campeonato Piauiense, Copa do Brasil e Copa do Nordeste. Nesta semana, o time tem mais dois jogos pela frente, e por consequência duas novas chances de conquistar as esperadas vitórias da temporada. Na quarta-feira (13), o Altos encara o Parnahyba, às 18h. No sábado (16), às 17h30, será a vez de medir forças contra o Confiança (SE) pelo Nordestão. Ambos os jogos acontecem no Lindolfo Monteiro.

Algo que muitos não notaram é que talvez a última semana tenha sido uma das mais importantes na vida do clube ‘caçula’ do Piauí. Baseado no nível dos confrontos. No sábado (9) a equipe visitou o Ceará, de Lisca, saiu de campo com uma derrota (2 a 1), mas teve uma atuação equilibrada. Depois da goleada que sofreu pela Copa do Brasil diante o Santos (7 a 1) a intenção era vencer, mas a boa atuação seria uma obrigação aos olhos do comandante Leandro.

“Nosso objetivo por incrível que pareça era assumir a liderança da Copa do Nordeste. Se ganhássemos o jogo contra o Ceará por 1 a 0, 2 a 1 nos erramos o líder. Aí você me pergunta, poxa professor a equipe sofreu uma derrota de 7 a 1, será que não seria ambição demais? Não. Eu acreditava que nós teríamos condições, pois o que aconteceu no jogo do Santos não vai acontecer nunca mais, pois aquilo ali foi um acidente de percurso e nossos jogadores deram uma resposta muito positiva”, explicou Leandro Campos. 

Passado a semana de ‘pedreiras’, o treinador tem dois jogos para buscar se reabilitar no Estadual, em que o time tem apenas um jogo e um ponto. E no final semana busca vencer pela Copa do Nordeste, competição na qual em três jogos somou apenas dois pontos, mas se vencer pode terminar a rodada entre os líderes.

“De qualquer forma temos pegado jogos muito difíceis e essa é a grande verdade e isso logico vai acabar desenvolvendo muito mais a equipe, vai estabilizar mais. Porem eu tenho certeza absoluta que a vitória ainda não veio, mas com certeza nas próximas partidas ela vai ter que chegar até por necessidade que nós temos de resultados” acrescentou Leandro Campos. (Pamella Maranhão)


Time preenche desfalques e contrata atacantes Raygol e Wesley, ex-Fortaleza

Os pedidos de Leandro Campos finalmente foram atendidos. A equipe do Altos contratou duas peças para o setor ofensivo: os atacantes de velocidade Wesley, ex-Fortaleza, e Raygol, que estava no futebol do Norte, no Independente de Tucuruí, do Pará. Os dois jogadores chegam nesta quarta-feira (13) e treinam a primeira vez com o Jacaré. 

Raygol estava no Independente-PA na disputa do Campeonato Estadual, foi titular absoluto do Galo Elétrico nos três jogos e marcou dois gols. 

O atacante Wesley, de 22 anos, se profissionalizou em 2011 e só passou pelas categorias de base do Fortaleza. Os atletas chegam para suprir a ausência de jogadores de velocidade no clube, que hoje vive a dependência de Manoel, entregue ao departamento médico com problema de menisco e deve estar à disposição somente daqui a 4 ou 5 semanas. 

Nas últimas partidas, o treinador Leandro Campos precisou improvisar meio-campistas na posição. Os dois atletas não estarão à disposição para o jogo desta quarta-feira (13) contra o Parnahyba, mas a diretoria tenta regularizar os nomes a tempo do jogo de sábado (16), às 17h30, pela Copa do Nordeste contra o Confiança (SE). 


Sob comando de Maradona, River foca no confronto contra o Piauí

Sob comando de Maradona, River foca no confronto contra o Piauí

Elenco tenta esquecer o tumulto causado pelas mudanças de técnico

A semana no Poleiro do Galo está sendo tumultuada, mas aos poucos os jogadores tentam se esquecer da saída precoce do técnico Rodrigo Fonseca, demitido após três dias, e pensar no jogo contra o Piauí, que acontece amanhã (14), às 20h, no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina. 

Experiente, o atacante Eduardo, fala sobre a necessidade de resposta do elenco. "Todo jogador que quer chegar, quer vencer tem que pegar esse momento para se motivar e não para se abater. Realmente o momento é conturbado por se tratar de uma grande equipe existe a pressão por vitória, agora precisamos entender que isso é algo normal dentro do futebol. Precisamos trabalhar concentrados para tentar a primeira vitória na quinta”, disse Eduardo.

O objetivo da diretoria é anunciar o novo treinador ainda hoje (13). Porém o presidente Genivaldo Campelo prefere manter sigilo nas negociações. Com isso, Maradona, auxiliar técnico pode comandar o time. "Realmente é um comando inesperado, mas acredito que o grupo já superou isso depois de toda a conversa que teve nesses últimos dois dias. Algumas peças estão sendo fundamentais para que isso acontece que é o caso do Eduardo e Mondragon, agora só resta vencer, com todo respeito ao nosso adversário”, disse.

O time tem algumas baixas para esse jogo contra o Piauí. O zagueiro Audálio, o meia Bismark e talvez o lateral Tote, todos entregues ao departamento médico. A novidade pode ser o atacante Erinaldo Junior, que foi regularizado e pode fazer sua estreia no Galo contra seu ex-clube. 

“Tenho uma história que ainda hoje me rende bons frutos no Piauí, sou grato, mas não tenho problemas nenhum de jogar contra eles. Agora estou vestindo outra camisa, isso faz parte do futebol e espero conseguir estar em campo logo”, declarou o atacante.

12 de fevereiro de 2019

Diego chora em primeira entrevista de um jogador do Flamengo após incêndio

Diego chora em primeira entrevista de um jogador do Flamengo após incêndio

O jogador se emocionou ao atender os jornalistas nesta terça (12) e, em lágrimas, precisou interromper a coletiva por mais de um minuto


O meia Diego foi o primeiro jogador do Flamengo a conceder entrevista desde o incêndio ocorrido no alojamento do Ninho do Urubu, centro de treinamentos do clube, na última sexta-feira (8), que deixou dez mortos e três feridos.

O jogador se emocionou ao atender os jornalistas nesta terça (12) e, em lágrimas, precisou interromper a coletiva por mais de um minuto. Ele pediu desculpas quando falava sobre os contatos com Cauan Emanuel, um dos feridos na tragédia e que foi visitado pelos atletas no hospital. 

"Ele me mandou uma foto comemorando gol e perguntou: 'Conhece essa comemoração? Eu me inspiro em você'. Temos que seguir. Seremos inspirações", afirmou o camisa 10 flamenguista.

"Temos procurado enfrentar a situação da melhor forma possível. Não temos respostas para tudo, mas precisamos seguir de alguma forma. Acredito que precisamos honrar e dignificar esses garotos. Precisamos manter o sonho deles vivo. Fazer o que fizeram. Competir e ser feliz. Vou completar 34 anos e estou vivendo esse sonho. Nos sentimos nessa obrigação", completou.

O meia também elogiou a estrutura do Flamengo e as melhorias que o clube realizou ao longo do tempo. Por fim, declarou que será preciso superar o episódio e seguir. "A emoção virá. Carregaremos essa situação. As pessoas não podem confundir quando estivermos no treinamento, um jogo, competindo, sorrindo, que deixaremos de lembrar em algum momento. Carregaremos isso conosco", disse.


Confira outros trechos da entrevista

Recebimento da notícia

Estava entrando no meu carro, e um funcionário de casa me avisou, aí fui me informar. Meu sobrinho faz parte do sub-14, treina na parte da manhã, primeira coisa que pensei foi sobre isso. Depois que soube que o treino tinha sido cancelado. Foi muito duro porque nós vivemos isso, nós somos os garotos da base. Morei em alojamento, tenho amigos que moravam em alojamento e frequentam minha casa. 

Reunião do grupo

Esses garotos carregam a alma do brasileiro. Isso está em nós, todos sentimos essa situação. Quando aconteceu ficamos desnorteados, esse encontro que tivemos um dia após foi para nos reunir, orar, entender para nós como um grupo, direcionarmos o caminho que vamos seguir e de que forma enfrentar isso da melhor forma possível. Abel foi muito feliz no discurso, todos nós sabemos o que passou, dá a ele certa propriedade para falar nesse momento. Em respeito ao acontecido, não fomos a campo naquela manhã para começar a absorver essa situação e, como um grupo, tomar as melhores decisões.

Sentimento para o próximo jogo

A emoção é clara, vai vir, vamos carregar essa situação junto com a gente. As pessoas não podem confundir quando estivermos em treino ou jogo, sorrindo em alguns momentos, que vamos deixar de lembrar dessa situação. Vai fazer parte, vamos carregar conosco. Mas temos que encontrar forças para que isso possa de alguma forma servir de inspiração para nós. É nosso trabalho competir, quinta tem jogo muito importante e temos que estar prontos para vencer. E até por esses garotos, que de alguma forma sirva de inspiração para a gente seguir em frente. Está sendo difícil para nós e todos os brasileiros, mas quando chegar a hora de entrar em campo, é fazer o que eles faziam, que é honrar a camisa.

Estrutura do CT

É nítido e claro para todos que clube busca evoluir constantemente, diariamente, tem demonstrado isso, não só para profissionais mas para toda base. Acompanhei essa evolução, cheguei 2016 estrutura era toda de contêiner, utilizei essa estrutura e acompanhei a evolução do clube. Sobre questão técnica e burocrática, não estou aqui para falar sobre isso. Mas existe a preocupação que acompanhei de evoluir da diretoria passada e atual. Se evoluiu ou não, não cabe a mim dizer. É uma tragédia, a maior do clube, quem está aqui vai levar para sempre e está vivendo intensamente. É um momento de muita tristeza e reflexão.

11 de fevereiro de 2019

Após folga na tabela, Flamengo se prepara para enfrentar o líder 4 de Julho

Após folga na tabela, Flamengo se prepara para enfrentar o líder 4 de Julho

A partida entre os times acontece nesta quarta-feira (13), às 20h, no Estádio Lindolfo Monteiro

O Flamengo teve uma boa folga na tabela, após o clássico Rivengo, que terminou no empate em 1 a 1. O time comandado por Paulo Júnior agora vai encarar o 4 de Julho, líder da competição, com oito pontos somados em quatro. O Flamengo é o terceiro colocado, com quatro pontos em três jogos, e o grande objetivo é não deixar o time de Piripiri se isolar na liderança. A partida entre Flamengo x 4 de Julho acontece nesta quarta-feira (13), às 20h, no Lindolfo.

“A folga na tabela foi crucial para que pudéssemos trabalhar algumas coisas em especifico no elenco e melhorar a parte física. Temos um grande adversário pela frente, mas analisei alguns jogos deles e queremos surpreender jogando em casa”, disse Paulo Junior técnico do Flamengo.

Foto: Elias Fontinele/ODIA

Porém, a equipe chega com algumas baixas para esse jogo. Não conta com o lateral Romarinho expulso no clássico Rivengo e com Jhonata e o volante Arúa, ambos entregues ao departamento medico. “Voltei a trabalhar esses dias, mas senti novamente a posterior então para esse jogo fico de fora, mas creio que contra o Piauí estarei de volta. Tive uma boa estreia, apesar de ter ficado somente 20 minutos em campo, porem vivi essa infelicidade da lesão”, lembra o jogador.

Visto como o patinho feio da competição, o Flamengo vem conseguindo surpreender um pouco, e o objetivo segundo os jogadores é brigar pelo título, mesmo correndo pelas beiradas. “Estamos aqui com esse foco que é o titulo. Nosso grupo é unido e está crescendo jogo a jogo. Nosso técnico vem analisando bem cada rival e a gente tenta obedecer em campo”, declarou o atacante Douglas.

O jogo entre Flamengo e 4 de Julho acontece nesta quarta-feira (13), às 20h, no Lindolfo. O dia será de rodada dupla, pois antes disso acontece o jogo entre Altos x Parnahyba também pelo Estadual. 

Renato Gaúcho comanda festa do título e se anima com Grêmio

Renato Gaúcho comanda festa do título e se anima com Grêmio

A partida em Porto Alegre tinha peso duplo, válida pela sexta rodada do Gauchão, e como final da Recopa estadual.

Renato Gaúcho foi o comandante da festa do Grêmio após goleada em cima do Avenida, por 6 a 0, e título da Recopa Gaúcha. O treinador levou a taça até a torcida e puxou volta olímpica. Em meio aos festejos, ele abraçou dirigentes e se mostrou animado com o futuro do time. Nas palavras do técnico, a conquista estadual foi apenas a primeira da temporada.
A partida em Porto Alegre tinha peso duplo, válida pela sexta rodada do Gauchão, e como final da Recopa estadual - criada em 2014. O Grêmio venceu com sobras, desde o primeiro minuto.
"É só o primeiro, a gente trabalha sempre para ganhar. Vale taça, vamos dar volta olímpica. É o primeiro do ano, a gente espera ganhar mais", disse Renato Gaúcho em meio à festa.


Renato Gaúcho - Foto: Reprodução/Instagram

Em 2019, o Grêmio joga também Libertadores, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. Até agora, o clube não definiu qual será a disputa prioritária, mas nos últimos anos sempre houve escolha entre um dos campeonatos para buscar o título.
A goleada em cima do Avenida mantém retrospecto recente do Grêmio. Em seis rodadas, o time tem cinco vitórias e quatro delas foram por goleada.
"A gente sabe que o início é complicado, mas o entrosamento nos favorece. Chegaram jogadores que se adaptaram muito rápido. É o início, mas é um ano promissor", comentou Maicon, capitão do time.
Campeão da Recopa Gaúcha, o Grêmio volta a campo no próximo final de semana diante do Brasil de Pelotas. A estreia na Libertadores será contra o Rosario Central, em 6 de março.

Seleção brasileira sub-20 não consegue classificação para o Mundial

Seleção brasileira sub-20 não consegue classificação para o Mundial

A equipe comandada pelo técnico Carlos Amadeu terminou o hexagonal final na quinta colocação -só os quatro primeiros ficaram com uma vaga.

A seleção brasileira derrotou a Argentina por 1 a 0 na noite deste domingo (10), pelo Sul-Americano sub-20, no Chile, mas não conseguiu a classificação para o Mundial da categoria, que será disputado na Polônia, em maio deste ano.
A equipe comandada pelo técnico Carlos Amadeu terminou o hexagonal final na quinta colocação -só os quatro primeiros ficaram com uma vaga.
O gol brasileiro foi marcado pelo flamenguista Lincoln, no fim do primeiro tempo. O resultado serviu para tirar o título dos argentinos, que viram o Equador vencer a competição pela primeira vez na história.
Uruguai e Colômbia também conquistam uma vaga no Mundial. Os três primeiros colocados ainda disputarão o Pan-Americano em julho e agosto deste ano, no Peru.


Foto: Divulgação/CBF

Para conseguir a vaga no Mundial da Polônia, o Brasil tinha de torcer contra Venezuela e Colômbia neste domingo, além de vencer a seleção argentina por três gols de diferença. Só assim o time brasileiro conseguiria superar a seleção colombiana na tabela de classificação.
Mais cedo, os colombianos empataram sem gols com os uruguaios e os venezuelanos perderam por 3 a 0 dos equatorianos. Assim, o Brasil precisava fazer a sua parte.
A vitória brasileira por 1 a 0 sobre a Argentina, porém, deixou Brasil e Colômbia empatados com cinco pontos ao fim do hexagonal -os colombianos fecharam a participação com dois gols a mais de saldo e ficaram na quarta posição.
Ao contrário das outras partidas do hexagonal- o time só conquistou dois pontos em quatro jogos-, o Brasil fez uma boa apresentação diante dos argentinos, especialmente no primeiro tempo.
A equipe abriu o placar de pênalti nos últimos minutos da etapa inicial, depois que Sosa desviou a bola com a mão. Lincoln bateu fraco, viu o goleiro tocar na bola, mas conseguiu balançar a rede.
O Brasil voltou com uma postura ofensiva no segundo tempo e quase ampliou com Lincoln, que recebeu com liberdade aos quatro minutos e bateu forte no meio do gol. O goleiro Roffo, bem colocado, fez a defesa. A seleção brasileira manteve a posse de bola, mas criou poucas oportunidades de chute a gol.
Ao ficar fora do Mundial da Polônia, o Brasil repetiu o desempenho das edições de 2017 e 2013. Há quatro anos, a seleção obteve a classificação ao terminar o hexagonal em quarto lugar. No Mundial disputado na Nova Zelândia, a equipe perdeu a final para a Sérvia por 2 a 1, com um gol na prorrogação.
O último dos cinco títulos mundiais do Brasil foi conquistado em 2011, na Colômbia, com um triunfo por 3 a 2 sobre Portugal -Oscar marcou três gols na partida.
A Argentina, com seis conquistas, tem a hegemonia da competição. No Sul-Americano, a seleção brasileira soma 11 taças, contra oito do Uruguai e cinco da Argentina. A Colômbia é dona de três troféus, enquanto Paraguai e agora Equador têm um.

09 de fevereiro de 2019

Pedro Antonio afirma que obras no CT do Fluminense foram licenciadas

Pedro Antonio afirma que obras no CT do Fluminense foram licenciadas

Ex-vice de projetos especiais se manifestou pela primeira vez após a prefeitura afirmar que o local não tem alvará.

Depois do incêndio no alojamento da base do Flamengo no Ninho do Urubu, a prefeitura do Rio de Janeiro se manifestou afirmando que Fluminense e Vasco não tinham alvarás em seus Centros de Treinamentos. Ex-vice de Projetos Especiais e responsável pela construção do local, Pedro Antonio Ribeiro da Silva decidiu se manifestar sobre a situação.

O ex-dirigente garantiu que toda obra foi licenciada. O CTPA, inaugurado em julho de 2016, teve seu primeiro treinamento em outubro do mesmo ano, apenas do elenco principal. Pedro Antonio alegou que o processo não foi concluído pela atual gestão do Flu.

"A poucos dias encontrei com o Presidente Abad e questionei sobre os acompanhamentos e processos junto à prefeitura e ele me informou que estava tudo em dia, conforme informavam a ele. Infelizmente, pelo que vi nesta manhã no noticiário, apesar de não me encontrar no Brasil, nada foi concluído tanto de habite-se e o alvará", diz na nota.

O Fluminense ainda não se manifestou oficialmente. Outro citado pela prefeitura, o Vasco respondeu uma matéria do 'Globoesporte' dizendo apenas que "O Club de Regatas Vasco da Gama informa que seu CT funciona apenas como local de treinamento e não tem alojamentos".Confira a nota de Pedro Antônio na íntegra:

"Prezados

A respeito dos comentários sobre as licenças do CT do Fluminense, tenho alguns esclarecimentos:

1) todas as obras no CT foram previamente licenciadas.

2) ao final da primeira fase que era a construção da academia, vestiários, piscina, 2 campos entre outros, demos início aos documentos finais para o habite-se parcial desta área. 

3) para tal habite-se e a seguir o alvará, tudo deveria estar aprovado junto ao corpo de bombeiros e todos os equipamentos instalados. Todos os equipamentos tais como mangueiras, extintores etc foram devidamente instalados.

O processo de vistoria e aprovação nos bombeiros, foi dado entrada em 26/06/2017, com a devida taxa paga.

Os projetos de ar condicionado e exaustão mecânica também foram aprovados na Prefeitura.

Rafaela Silva não supera sul-coreana e perde bronze no Grand Slam

Rafaela Silva não supera sul-coreana e perde bronze no Grand Slam

Campeã olímpica chegou a estar em vantagem na disputa pela medalha, mas sofreu o revés diante da sul-coreana Jisu Kim, neste sábado, em Paris (FRA).

A campeã olímpica Rafaela Silva disputou, neste sábado, a medalha de bronze do Grand Slam de Paris, mas terminou em quinto lugar ao ser surpreendida pela sul-coreana Jisu Kim. A brasileira chegou a estar em vantagem de um waza-ari no início da luta, mas cedeu às investidas de Kim, que conseguiu dois waza-ari para ficar com a medalha. Esse foi o melhor resultado da seleção brasileira no primeiro dia do Grand Slam.

Rafa chegou como uma das cabeças-de-chave na competição e fez valer o favoritismo nos primeiros combates, superando Wen Zhang, da China, e Diana Dzhigaros, da Rússia, por ippon nas preliminares.

O único revés veio nas quartas-de-final diante da mongol Enkhriilen Lkhagvatogoo. A brasileira chegou a colocar duas punições de vantagem, mas sofreu um waza-ari no golden score e foi para a repescagem.

Para continuar na briga por medalha, ela precisou encarar a pressão da torcida francesa por Automne Pavia, bronze em Londres 2012, e não decepcionou. Pontuou com um waza-ari e administrou a vantagem até o fim para garantir seu lugar no bloco final.

Brasil 

Além de Rafaela, outras duas brasileiras chegaram às repescagens de suas categorias, ambas no meio-leve (52kg). Estreante em etapas de Grand Slam e caçula da equipe, Larissa Pimenta, de 19 anos, não se intimidou diante de adversárias mais experientes e estreou em Paris com duas vitórias por ippon nas preliminares, derrotando Evelyne Tschopp, da Suíça, e Yangying Wu, da China. Caiu nas quartas imobilizada por Nina Esteo Linne, da Espanha, e na repescagem contra Astride Gneto, da França, nas punições (3-1).

"Nem Jesus agradou a todos", diz Léo Meindl sobre vaias

Por outro lado, ele reconheceu que tudo isso faz parte e que o importante era o clima festivo do evento.

No começo da temporada, uma das transferências mais polêmicas foi a de Léo Meindl, que trocou o Franca pelo Paulistano. Neste sábado, o ala retornou ao Ginásio Pedrocão, em Franca, para participar do Jogo das Estrelas do NBB. Por conta do seu passado, ele foi vaiado em grande parte do duelo, mas afirma que isso não atrapalha seu desempenho em quadra.

"É uma coisa que eu falo: o amor e o ódio andam lado a lado. Tem muitas pessoas que não aceitam a minha saída daqui, eu sou profissional, tento fazer meu melhor onde quer que eu esteja.. Enfim, nem Jesus Cristo agradou a todo mundo e não serei eu que vou conseguir isso. Isso vai existir no basquete, é normal. Me sinto bem, fico feliz de estar aqui, ninguém vaia quem não tá bem. O mais importante é a festa, fiquei feliz de ter jogado na minha cidade ao lado de amigos", afirmou.

Ainda sobre o assunto referente à torcida no Ginásio Pedrocão, o atleta do Paulistano afirmou que prefere jogar sob vaias do que sendo aplaudido. Por outro lado, ele reconheceu que tudo isso faz parte e que o importante era o clima festivo do evento. "Cada pessoa leva para um lado. Eu prefiro até jogar com vaia do que com incentivo, mas o evento sobressaiu tudo, a festa foi grande e essas coisas acontecem", confessou.

Léo Meindl chegou a liderar a equipe do NBB Brasil em pontos, assistências e rebotes ao mesmo tempo, mas deixou a quadra na metade do último período e não voltou mais. Nesse período, o ala viu Jefferson se sobressair e garantir o prêmio de melhor jogador, mas reconhece o merecimento do companheiro. "É um prêmio individual, todo mundo queria ter ganho, mas é algo dificílimo, o Jefferson fez uma ótima partida também e mereceu. É isso, o basquete é assim", finalizou.

Anderson Silva mira em título e UFC tenta salvar audiência

Anderson Silva mira em título e UFC tenta salvar audiência

O brasileiro tem repetido a pessoas próximas que deseja voltar a ser campeão

Anderson "Spider" Silva retorna ao octógono do UFC neste sábado (9), na Austrália, contra o invicto nigeriano Israel Adesanya, 29, em uma eliminatória pelo título dos médios (83,9 kg). O brasileiro tem repetido a pessoas próximas que deseja voltar a ser campeão. Para o UFC, especialmente no mercado brasileiro, é um bom negócio o "Spider" voltar a vestir o cinturão.
A luta será transmitida pelo canal Combate, em pay-per-view, e no SporTV 3, às 21h20.
O rival, cujo forte é o kickboxing (mistura de boxe e caratê), se define clone do brasileiro.
"O Adesanya lembra o Anderson do Pride [torneio disputado por Anderson no início da carreira], é mais jovem, mais ágil, mais magro, abaixa a guarda, tem aquela coisa como o Anderson de 'sair' dos golpes puxando a cabeça para trás", compara o amigo, contemporâneo de Anderson e diretor do UFC, Rodrigo "Minotauro" Nogueira. "O Dana White foi muito feliz ao casar essa luta e, para motivar os dois, prometer uma disputa pelo título ao vencedor."
Anderson repete a integrantes da equipe que o objetivo é voltar a ser campeão, e para isso não ficou apenas nas palavras. Ele integrou à equipe Alex "Poatan" Pereira campeão dos médios (85 kg) de kickboxing pelo Glory, que já venceu Adesanya duas vezes, uma delas por nocaute.
"Ele também chamou para ajudar o Cosmo Alexandre, brasileiro que foi campeão de um prestigioso torneio em Bangkok, na Tailândia, e o Edelson Silva, técnico e atleta do boxe, menor do que ele, o que ajuda na velocidade", analisa Rogério "Minotouro", irmão de Rodrigo e um dos derradeiros contemporâneos de Anderson ainda em atividade dentro do MMA.
O ex-campeão, que completa 44 anos em abril e está há cerca de um ano sem lutar, não deixou brechas em sua preparação, e levou inclusive sua fisioterapeuta, Angela Cortes, para a Austrália. O trabalho foi preventivo, com o objetivo de diminuir as altas cargas de estresse nas estruturas corporais para manter uma boa estabilidade e a mobilidade.
A arma do "Spider" nesta fase da carreira, segundo Minotauro, é duplicar o norte-americano Bernard "O Alien" Hopkins, que foi campeão mundial dos meio-pesados de boxe aos 48 e 49 anos.
"O Anderson fez algo que nem todo mundo consegue, ele aprendeu a lutar [no estilo] 'mais velho'. O Bernard Hopkins faz isso muito bem", explica Minotauro. "Como é isso? O Anderson vai enrolar o Adesanya, segurar o gás até o final."
Uma vitória de Anderson beneficiaria toda a cadeia do mercado de MMA no Brasil.
"Colocar o Anderson em um card dispara vendas de pay-per-view no Brasil e no exterior, já que lutou e é conhecido na Coréia, Japão, Inglaterra, Estados Unidos", define Minotauro. "No Brasil, estamos em uma entressafra de talentos, e ter um ídolo, um embaixador do esporte como o Anderson, campeão do UFC seria importante para atrair praticantes."
Um eventual retorno de Anderson ao posto de campeão também seria motivo de festa no Grupo Globo, sócio do UFC no canal Combate, que viu a base de assinantes diminuir nos últimos anos. Tal é a atração do público por Anderson, que por muitos anos um card do UFC com participação do "Spider" valia por dois no acordo de exibição na TV aberta, o blog apurou. Ou seja, se a Globo tivesse o direito de transmitir três cards no ano, se exibisse um de Anderson, teria direito de transmitir apenas mais um.
"Quando o Anderson sofreu aquele acidente na perna [ao quebrá-la na revanche com Chris Weidman, em dezembro de 2013] nós sentimos... O número de alunos que era de 11 mil baixou para 9 mil", revela Rogério "Minotouro", referindo-se à sua franquia de academias Team Nogueira.
Na promoção da luta deste sábado, Anderson indicou que faria só mais as três lutas que restam em seu contrato com o UFC. Porém depois deixou em dúvida se poderia seguir lutando.
"Se ele conseguisse recuperar o título, nem precisaria fazer as três lutas do contrato, acho que poderia parar na hora", brinca Minotauro. "Mas ele é imprevisível. Ele está jovem fisicamente, ao contrário de mim, que quando parei estava sentindo dores. O Anderson é hiperativo, joga basquete com os filhos, capricha nos treinos. Se vai parar ou continuar é uma incógnita..."

08 de fevereiro de 2019

Anderson Silva em Israel Adesanya no domingo, em Melbourne

Anderson Silva em Israel Adesanya no domingo, em Melbourne

Anderson luta com o Israel Adesanya na madrugada desde domingo (10)

Anderson Silva fará seu retorno ao UFC, na madrugada deste domingo (10), depois de quase dois anos desde sua última luta. O ex-campeão do Ultimate terá pela frente Israel Adesanya em duelo do peso médio no UFC 234, em Melbourne, na Austrália. Apesar das comparações, o veterano brasileiro de 43 anos não vê a promessa nigeriana de 29 como sua "versão melhorada".

"Porque ele não é o Anderson. Cada um tem seu estilo, tem sua história. Ele tem a dele, e eu tenho a minha. Não tem como comparar uma coisa com a outra. É como você comparar Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo. Não tem comparação", disse em entrevista por telefone à reportagem.

Adesanya já declarou publicamente que é um grande admirador de Spider, e o brasileiro não deixou de elogiar o adversário. "É uma grande honra poder lutar contra um garoto talentoso que tem um futuro enorme nesse esporte, principalmente dentro do UFC. Estou bastante honrado com essa oportunidade", afirmou.

Anderson voltará a entrar no octógono pela primeira vez desde fevereiro de 2017, quando venceu Derek Brunson por decisão unânime. Depois disso, ele testou positivo para testosterona sintética (metiltestosterona) e diurético e agente mascarante (hidroclorotiazida) e ficou suspenso de novembro de 2017 a novembro de 2018. Apesar da punição, a USADA (Agência Antidoping dos EUA) disse em julho do ano passado que o brasileiro usou um suplemento contaminado por substância proibidas vindas de uma farmácia de manipulação.

"Passado é passado. Foi tudo esclarecido, e o mais importante é que descobriram que eu sou inocente. Isso é o que importa para mim", declarou Anderson.

O Spider já disse que Dana White, presidente do UFC, garantiu a ele que o brasileiro disputará o cinturão da categoria caso vença Adesanya. Se isso realmente acontecer, Anderson terá a chance de ser campeão dos médios antes de se aposentar, mas o foco está na próxima luta.

"Estou muito feliz de poder voltar a lutar e estou super contente com essa oportunidade. Vamos dar o máximo para poder levar essa vitória para o Brasil. Mesma expectativa, foco na luta de domingo, e o resto a gente vai pensar depois", afirmou Spider.

Apesar de ainda não colocar uma data para pendurar as luvas, ele também já vem trabalhando há anos fora do MMA. Nesta semana, inclusive, estreou como jurado em um show de talentos na TV nos Estados Unidos, e os projetos não param por aí. 

"Tem muita coisa que a gente já fez e que vai começar a aparecer agora. Vou seguir trabalhando e aproveitando as oportunidades que estão me dando no país onde eu moro, que é os EUA. Venho desenvolvendo coisas com a Netflix, outros canais de internet, YouTube, etc. A gente está trabalhando, isso enobrece o homem", finalizou Anderson Silva.

Flamengo só pode usar área incendiada como estacionamento

Flamengo só pode usar área incendiada como estacionamento

A Prefeitura do Rio divulgou em nota que a atual licença do CT tem validade até oito de março de 2019.

A área em que o Flamengo construiu o alojamento de suas categorias de base que pegou fogo na manhã desta sexta (8) tinha permissão da prefeitura para funcionar apenas como estacionamento. A reportagem apurou que a autorização foi concedida no ano passado. Pelo menos 10 pessoas morreram no incêndio.

O Flamengo ainda não se manifestou sobre o assunto. A Prefeitura do Rio divulgou em nota que a atual licença do CT tem validade até oito de março de 2019.

"A área de alojamento atingida pelo incêndio, não consta do último projeto aprovado pela área de licenciamento, em 05/04/18, como edificada. No projeto protocolado, a área está descrita como um estacionamento. Não há registros de novo pedido de licenciamento da área para uso como dormitórios", diz a prefeitura, que informou também que irá abrir " um processo de investigação para apurar as responsabilidades".

Segundo informações iniciais, entre as vítimas estão funcionários do clube e jogadores das categorias de base. O Corpo de Bombeiros foi acionado para conter o incêndio às 5h17 e atingiu a ala mais velha do CT, que servia de alojamento para as categorias de base e recebia jogadores de 14 a 17 anos de idade. As chamas foram controladas às 6h.

O primeiro atendimento aos feridos foi feito no Hospital Municipal Lourenço Jorge. Segundo a secretaria de saúde do Rio, a vítima em situação mais grave é Jonathan Cruz Ventura, 15, que tem cerca de 30% do corpo com queimaduras de terceiro grau. Ele será transferido para o Hospital Municipal Pedro 2º. 

Os outros feridos, Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14, e Francisco Diogo Alves, 15, estão em situação estável e, a pedido do Flamengo, serão transferidos para um hospital particular.

O vice-governador do Rio, Cláudio Castro, esteve no Ninho do Urubu na manhã desta sexta e afirmou que a principal suspeita no momento é de que uma pane no aparelho de ar-condicionado do alojamento tenha causado o incêndio.

Às 10h20, um carro da perícia da Polícia Civil chegou ao local para apurar as causas do incêndio.

O Ninho do Urubu fica localizado no bairro de Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e é utilizado para treinamentos do elenco profissional e das categorias de base. O alojamento incendiado abriga atletas de fora do Rio que treinam no clube. 

O local passou por reformas recentemente, com a inauguração de um novo módulo para os profissionais em novembro de 2018. Era previsto, inclusive, que a ala atingida pelo incêndio fosse demolida após a inauguração do novo espaço.

O elenco principal do Flamengo tinha trabalho programado para o Ninho do Urubu na manhã desta sexta-feira. A equipe faria, a partir das 9h30, seu último treinamento antes do clássico contra o Fluminense - adiado pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro - pela Taça Guanabara. A atividade foi transferida para o período da tarde.

Nota da Prefeitura do Rio de Janeiro:

Sobre o processo de licenciamento do Centro de Treinamento Presidente George Helal, conhecido como Ninho do Urubu, a Prefeitura vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

1) A atual licença do CT tem validade até 08/03/2019;

2) A área de alojamento atingida pelo incêndio, não consta do último projeto aprovado pela área de licenciamento, em 05/04/18, como edificada.

3) No projeto protocolado, a área esta descrita como um estacionamento;

4) Não há registros de novo pedido de licenciamento da área para uso como dormitórios;

5) Por determinação da legislação em vigor, a coordenação de licenciamento informa que só há inspeção neste tipo de edificação em casos de  denúncia;

6) A Prefeitura vai determinar a abertura de um processo de investigação para apurar as responsabilidades.

Técnico do Altos fala em momento de ‘alerta’ para o futebol

Técnico do Altos fala em momento de ‘alerta’ para o futebol

O River perdeu para o Fluminense por 5x0 e o Altos foi goleado por 7x1.

A participação das equipes do River e Altos na Copa do Brasil desse ano chamaram atenção, mas não dá forma como torcedores ou mesmo os amantes do esporte no estado gostariam. Os resultados trazem a tona discussões em torno de como está sendo trabalhado o futebol do estado.

“Neste momento é preciso ter estabilidade emocional. É logico que nos temos que alertar para o nosso nível, esse nível do futebol piauiense tem que melhorar, pois isso aí é um sinal real de que nós estamos precisando fortificar mais o nosso nível de atletas, de trabalho, para que o futebol piauiense possa evoluir”, declarou o treinador.

No River, a primeira decisão foi pela demissão do treinador Oliveira Canindé, algo avaliado como precipitado pelo técnico do Altos. “Sinceramente acredito que foi um erro muito grande da direção do River, com todo o respeito. Canindé é excelente treinador, talvez o Canindé não tenha tido a estrutura e condição melhor de atletas e muitas vezes o treinador acaba pagando o pato”, afirmou Leandro Campos.

A derrota elástica por 7 a 1 diante o Santos era inesperada, mas agora o elenco do Altos tenta lidar com o resultado e segundo técnico Leandro Campos o momento não é de apontar as falhas individuais e sim trabalhar o elenco visando Copa do Nordeste e Campeonato Piauiense.

“Após um resultado como esse é preciso ter muita tranquilidade para tentar proteger os jogadores. Não podemos ficar atirando contra ninguém e isso foge do meu perfil, eu estou aqui exatamente para proteger eles (jogadores)”, afirmou Leandro.

As duas equipes ainda não venceram na temporada 2019. O Altos acumula em quatro jogos, três empates e a derrota vexatória por 7 a 1. O River em três jogos soma dois empates e a derrota para o Fluminense.

O River agora foca somente na disputa do Campeonato Piauiense. No domingo (10) o time entra em campo contra 4 de Julho em jogo que marca a estreia do novo técnico Rodrigo Fonseca. O Altos vai até Fortaleza enfrentar o Ceará, no sábado (9), pela Copa do Nordeste. 

07 de fevereiro de 2019

Neymar lamenta lesões e esquece Copa em balanço do último ano

Neymar lamenta lesões e esquece Copa em balanço do último ano

Camisa 10 da seleção, Neymar fez dois gols na Copa do Mundo da Rússia, mas não conseguiu evitar a eliminação da equipe nas quartas de final diante da Bélgica.

Dois dias após completar 27 anos, Neymar fez retrospectiva do último ano e preferiu ignorar a Copa do Mundo da Rússia.

Em entrevista ao site RedBull.com, da bebida energética que o patrocina, o jogador da seleção brasileira citou as principais lembranças que a última temporada lhe deixou. A reportagem teve acesso às declarações do jogador antes da publicação.

"Tive muitos bons momentos, mas infelizmente este ano, pra mim, ficou marcado pelas lesões. Agora é trabalhar para voltar bem", resumiu o atacante, que deve voltar a jogar pelo Paris Saint-Germain (FRA), em abril.

No mês passado, ele sofreu fratura no quinto metatarso do pé direito.

Camisa 10 da seleção, Neymar fez dois gols na Copa do Mundo da Rússia, mas não conseguiu evitar a eliminação da equipe nas quartas de final diante da Bélgica. No torneio, ele foi ironizado pelos adversários pelas quedas em campo, mas os companheiros de elenco e o técnico Tite saíram em sua defesa. Ele mesmo brincou com a acusação e não deu importância à polêmica. 

Antes do Mundial ele já havia sofrido contusão semelhante no mesmo pé e passou por cirurgia.

"O tratamento ainda está no início, será um longo período em que terei conquistas a cada dia, um dia de cada vez. Graças a Deus tenho bons profissionais me acompanhando e o suporte do clube. Sem falar no apoio dos fãs do mundo inteiro. Desde que eu me conheço por gente estou jogando futebol. Então sim, é muito difícil ficar afastado dos gramados, vestiário, do dia a dia do clube, do calor dos torcedores. Em 2018, passei pela mesma situação e sei o quão foi difícil. Mas aquela experiência me deixou mais forte e mais preparado para enfrentar o que vem pela frente", afirma o jogador. 

Na última segunda (4), Neymar deu uma festa de aniversário para 500 pessoas em Paris. De acordo com o UOL Esporte, a comemoração é uma obrigação contratual do jogador com seus patrocinadores, que financiam a celebração. O jogador compareceu de muletas. Entre elas, a Red Bull, que também patrocina torneio de futebol de rua em que a final acontece na sede do Instituto Neymar Júnior, em Praia Grande, litoral de São Paulo.

A lesão do brasileiro foi um golpe nas pretensões do PSG de conquistar a Champions League. Ele poderá voltar a tempo de disputar às semifinais, se o time chegar a esta fase. Nas oitavas, o adversário será o Manchester United (ING).

"O PSG não é apenas eu, mas tem um excelente elenco, com grandes atletas e um treinador genial. Isso sem falar na torcida que é um 12º jogador quando jogamos em Paris. Eu não tenho dúvidas que seremos campeões e que estarei em campo."

06 de fevereiro de 2019

Altos é atropelado pelo Santos e sai de campo com derrota histórica

Altos é atropelado pelo Santos e sai de campo com derrota histórica

Altos sofreu maior goleada de sua história na noite de ontem (6).

O Jacaré perdeu para o Santos, do técnico Sampaoli por 7x1. A frase final do técnico Leandro Campos foi: lembrei do 7 a 1 da Copa, infelizmente. 

O jogo

O Altos começou bem a partida e foi quem abriu o placar. Aos seis minutos, gol de Luizão. Ele aproveita escanteio batido por Ancelmo, a bola passa por todo mundo e Luizão empurra para dentro. Mas o Altos teve pouco tempo para comemorar. Aos 12, o Santos chegou ao empate com Luiz Felipe, bola levantada na área e ele marca de cabeça. 

Com 24 minutos, a virada do Santos saiu com Derliz. O time bate o centro e já marca o terceiro, com Alison. Cruzamento na pequena área o atacante aparece sozinho. 28 minutos e mais gol do Peixe, agora com Carlos Sánchez, acerta um belo chute da entrada da pequena área. 4 a 1 para o Santos, e ainda no primeiro tempo o time chegou ao quinto gol, com Carlos Sanches novamente. 

Início de segundo tempo e o técnico Leandro Campos mexe na equipe e coloca Wesley e Freitas em campo. O time melhora, mas não o suficiente para tentar equilibrar o placar. Com nove minutos, Júnior Paraíba perde a melhor chance do Altos na segunda etapa, de cara com o goleiro, ele tira o Camisa 1 da jogada, mas finaliza para fora.

Solteldo marca o 6 a 1, acertando um chute despretensioso. Aos 37, Diego Bituca marca o sétimo e encerra o maior chocolate da historia do clube do Altos. 

Com o resultado o Altos está fora da Copa do Brasil. O time volta a campo no sábado (9), às 16h, quando enfrenta o Ceara pela Copa do Nordeste. 

River é goleado por Fluminense e dá adeus a Copa do Brasil

River é goleado por Fluminense e dá adeus a Copa do Brasil

O River foi goleado pelo Fluminense por 5 a 0.

Os gols foram de Luciano (2x), Everaldo,  Bruno Silva e Marlon. Com o resultado o time está fora da competição e sofre uma das maiores goleadas dos últimos anos. 

Os primeiros dez minutos do River até convenceram o torcedor de que o resultado poderia ser melhor, mas aos 13 minutos o time mostrou suas limitações e se perdeu em campo. Pênalti de Carlos Henrique, no agravante Tricolor. Luciano vai para bola e não desperdiça, abrindo a contagem para o Fluminense. Cinco minutos depois, aos 18, Everaldo amplia. O atacante bate e coloca no canto do goleiro Mondragon. 

Depois disso, o River apenas tenta se defender desesperadamente, mas o setor tem noite infeliz. Aos 24, Victor Hugo salva o que seria claramente o terceiro gol do time Carioca. Com 31 minutos, Marlon bate falta e Mondragon faz a defesa. Ainda com o placar de 2 a 0, o adversário se empolga e decide trocar bola com goleiro e zagueiros. 

Ainda no primeiro tempo, o Fluminense chega ao terceiro gol com Bruno Silva. Everaldo bate pênalti, Mordragon defende, mas Bruno aproveita o rebote. 

Inicio de segundo tempo e o River faz três mudanças. Tira Eduardo, Carlos Henrique e Jonas para entrada de Rhuann, Tote e Kaio. As mudanças não surtem efeito e aos 10 minutos o Foi marca de novo, Luciano faz seu segundo na partida. A melhor chance do River de diminuir aconteceu aos 30 minutos, com Rhuann. O atacante recebe bola sozinho, entra na pequena área e se enrola todo, finaliza para fora. 

Com o resultado, o River está eliminado da competição. Hoje (6), o outro representante do Estado entra em campo. O Altos recebe o Santos, às 18h15min, no Albertão, em Teresina. 

Altos recebe Santos-SP no estádio Albertão pela Copa do Brasil

Altos recebe Santos-SP no estádio Albertão pela Copa do Brasil

A equipe piauiense precisa vencer para garantir vaga na 2ª fase

Hoje será a vez do Altos entrar em campo pela Copa do Brasil. O adversário será o Santos (SP) a partida acontece às 18h15min, no estádio Albertão, em Teresina. A equipe piauiense precisa vencer para avançar até a segunda fase, mas o time paulista tem a vantagem de jogar pelo empate. A principal baixa será do atacante Manoel, com lesão de menisco, mas deve ir compor o banco como forma de apoiar seus companheiros.

O técnico do Altos, Leandro Campos, destaca a importância da competição e as dificuldades que irá encontrar. “É logico que tecnicamente nos sabemos do potencial da equipe do Santos uma equipe de 1ª divisão de campeonato brasileiro, com grandes jogadores e grande treinador, mas ao mesmo tempo temos que ambicionar também e estamos trabalhando para isso”, explica.

Um ponto que o treinador Leandro Campos cita como a favor do Altos é a questão do desgaste do Santos, pois o time fez uma sequencia de jogos três jogos fora na última semana. “Naturalmente vamos usar a questão do desgaste contra eles, mas independente de qualquer situação sabemos é um campo mais rápido, porem em condições piores e isso pode prejudicar nossa equipe, mas também a equipe do Santos”, frisou Leandro Campos.

A equipe comandada por Sampaoli vem de um resultado negativo no Campeonato Carioca diante o Ituano, derrota por 5x1, que além de ter sido por um placar elástico foi também a primeira da temporada 2019. O Santos não treinou em Teresina. O time desembarcou às 1h da manhã desta quarta-feira (6). 

O jogo entre Altos x Santos acontece hoje (6), às 18h15min, no estádio Albertão. O jogo é valido pela 1ª fase da Copa do Brasil. Os ingressos são encontrados no palco da partida, com valores de R$ 50, 30 e 20 reais. Todos com direito à meia entrada. 


Ganso descarta estreia no Fla-Flu e alfineta Sampaoli em apresentação

Reforço mais badalado do Fluminense nos últimos anos, o meia Paulo Henrique Ganso foi apresentado com pompa e ação de marketing nesta terça-feira (5). Ao lado do presidente Pedro Abad, ele falou de sua expectativa em atuar pelo novo clube.

"Prazer enorme vestir essa camisa. Espero fazer muitas coisas boas e dar muitas alegrias. As coisas já deram certo. Dentro de campo é consequência do que farei nos treinos", afirmou o jogador, que recebeu a camisa 10 tricolor na entrevista coletiva por meio de uma "entrega" da patrocinadora do Flu, uma empresa de delivery.

O meia prometeu sua estreia para o mais breve possível, mas já descartou que possa entrar em campo para o Fla-Flu deste sábado (9), válido pelas semifinais da Taça Guanabara. Ele disse ainda aguardar as decisões do técnico Fernando Diniz sobre seu posicionamento e demonstrou empolgação com sua chegada ao Rio.

"Acho que uma semana ou dez dias (de preparação) serão suficientes. É mais se entrosar com o grupo. Por mim, estaria pegando um avião para Teresina (local do jogo contra o River-PI, nesta terça) agora. A motivação é gigantesca. Nunca havia sentido esse momento com o torcedor para me receber no aeroporto", disse.

Antes de acertar com o Flu, o meia chegou a ser sondado pelo Santos, clube pelo qual foi revelado para o futebol. No entanto, ele indicou ter negado retorno à equipe paulista devido a presença no comando técnico de Jorge Sampaoli, que se tornou seu desafeto no período no Sevilla. (Folhapress)

05 de fevereiro de 2019

Ganso descarta estreia no Fla-Flu e alfineta Sampaoli em apresentação

Ganso descarta estreia no Fla-Flu e alfineta Sampaoli em apresentação

O meia foi apresentado com pompa e ação de marketing nesta terça (05).

Reforço mais badalado do Fluminense nos últimos anos, o meia Paulo Henrique Ganso foi apresentado com pompa e ação de marketing nesta terça-feira (5). Ao lado do presidente Pedro Abad, ele falou de sua expectativa em atuar pelo novo clube.
"Prazer enorme vestir essa camisa. Espero fazer muitas coisas boas e dar muitas alegrias. As coisas já deram certo. Dentro de campo é consequência do que farei nos treinos", afirmou o jogador, que recebeu a camisa 10 tricolor na entrevista coletiva por meio de uma "entrega" da patrocinadora do Flu, uma empresa de delivery.
O meia prometeu sua estreia para o mais breve possível, mas já descartou que possa entrar em campo para o Fla-Flu deste sábado (9), válido pelas semifinais da Taça Guanabara. Ele disse ainda aguardar as decisões do técnico Fernando Diniz sobre seu posicionamento e demonstrou empolgação com sua chegada ao Rio.
"Acho que uma semana ou dez dias (de preparação) serão suficientes. É mais se entrosar com o grupo. Por mim, estaria pegando um avião para Teresina (local do jogo contra o River-PI, nesta terça) agora. A motivação é gigantesca. Nunca havia sentido esse momento com o torcedor para me receber no aeroporto", disse.


Paulo Henrique Ganso - Foto: Reprodução/Instagram

Antes de acertar com o Flu, o meia chegou a ser sondado pelo Santos, clube pelo qual foi revelado para o futebol. No entanto, ele indicou ter negado retorno à equipe paulista devido a presença no comando técnico de Jorge Sampaoli, que se tornou seu desafeto no período no Sevilla.
O treinador argentino indicou a compra de Ganso em 2016, quando ele atuava pelo São Paulo, mas pouco utilizou o jogador no time espanhol. "Quando uma pessoa te pede em um clube e não te coloca para jogar, algo está errado. Mas vida que segue", disse o meia sobre Sampaoli.
O jogador ainda ironizou a recente derrota do Santos por 5 a 1 para o Ituano, no domingo (3). Um repórter lembrou que Sampaoli pretendia usá-lo como volante no Sevilla, uma espécie de camisa 5, ao que Ganso rebateu em tom de brincadeira: "Cinco? Cuidado com o que você está falando. De cinco, ele não quer nem ouvir".

Manoel desiste de cirurgia, opta por fisioterapia e deve voltar em 40 dias

Manoel desiste de cirurgia, opta por fisioterapia e deve voltar em 40 dias

O jogador inicia o trabalho de fisioterapia hoje (05) com o fisioterapeuta Tiago Neri

Após a confirmação da lesão de menisco, no joelho esquerdo, o atacante Manoel ficou dura missão de decidir se iria passar por cirurgia ou optar pelo tratamento com medicamentos e sessões de fisioterapia, que tem menor chance de recuperação, mas é possível. Passado alguns dias Manoel decidiu que não vai operar e nesta terça-feira (5) inicia o tratamento com o fisioterapeuta Tiago Neri.

“Serão dez dias de inicio. Dependendo de como eu responder a essa fase do tratamento a gente decide se dá sequencia ou não. A tendência é que eu consiga voltar ao time mais rápido”, conta o atacante.


Após exames, foi descoberto que o atleta tem uma lesão no menisco medial e também ruptura parcial do ligamento cruzado posterior. A lesão aconteceu no jogo entre Altos x ABC (RN), no Lindolfo Monteiro. Partida valida pela 2ª rodada da Copa do Nordeste.

O que motivou o jogador a não fazer a cirurgia foi o fato de ter conversado com médicos e achou melhor não passar por mesa cirúrgica. Além disso, o tratamento dando certo retorno aos gramados será mais rápido, pois a cirurgia o deixaria fora dos jogos por pelo menos 60 dias. Com medicação e fisioterapia funcionando Manoel deve retornar em quatro semanas.

Por enquanto, o atleta apenas acompanha os próximos compromissos do Jacaré, de fora. Na quarta-feira (6) o Altos enfrenta o Santos pela Copa do Brasil, no Albertão. No sábado (9) o time entra em campo pela Copa do Nordeste, quando encara o Ceará, em Fortaleza.

Sarah fala sobre mudança de categoria na seleção

Sarah fala sobre mudança de categoria na seleção

Esse começo de temporada Sarah estava em treinamentos junto com a seleção Brasileira em Pindamonhangaba, em São Paulo

A judoca Sarah Menezes confirmou junto Confederação Brasileira de Judô (CBJ) a mudança para categoria leve (-52kg). Essa será a terceira mudança em dois anos. De inicio, o fato da piauiense subir de categoria foi atribuído ao doping da atleta Jessica Pereira, atual titular, mas Sarah explicou que a mudança iria acontecer devido aos exames recentes realizados junto ao COB.

“No inicio do ano passei por mudança de categoria porque fiz alguns testes com o Comitê Olímpico e o teste não me aprovou a permanecer na ligeiro (48kg), pois eu iria ficar muito debilitada. Poderia até bater o peso nas competições, mas minha performance não seria das melhores”, explicou Sarah Menezes.

De acordo com Sarah, a desidratação e o processo de perca de peso chegou a ser prejudicial a saúde da atleta. “Minha massa magra deu 48kg, que é o peso da categoria ligeiro. Por isso, eu e com toda comissão e eles me explicarem isso, como meu corpo estava agindo quando baixava para 48kg e depois hidratava meu corpo inchava muito. Para que eu não tenha problemas futuros eles acharam melhor eu competir nos 52kg e eu aceitei a proposta”, disse Sarah.

Esse começo de temporada Sarah estava em treinamentos junto com a seleção Brasileira em Pindamonhangaba, em São Paulo. Por enquanto a judoca não tem competições em vista, mas às vésperas do ano olímpico a piauiense corre contra o tempo para poder somar pontos no ranking internacional da FIJ (Federação Internacional de Judô), pois com a mudança de categoria Sarah perde os pontos que tem. 

River recebe Fluminense hoje pela Copa do Brasil

River recebe Fluminense hoje pela Copa do Brasil

O Tricolor das Laranjeiras treinou na tarde de ontem (4) no palco da partida

Inicio de Copa do Brasil. Entre as competições nacionais podemos dizer que essa é uma das mais importantes, pois envolve os maiores clubes do país e principalmente grandes cifras.  No Piauí, os representantes são Altos e River.

Perante as câmeras somente o aquecimento do elenco foi liberado e treinador Fernando Diniz faz mistério quando a formação, já que o time vem de uma grande quantidade de jogos nas ultimas semanas. O regulamento da Copa do Brasil da à vantagem do empate para o Fluminense, mas o discurso do elenco e por vitória.

“Com todo o respeito ao River, mas nós viemos aqui para jogar pela vitória e voltar para o Rio de Janeiro classificados. Não conhecemos muito o elenco deles, ou estilo de jogo, mas acredito que antes da partida o professor vai passar isso para a gente. É buscar fazer um grande jogo”, conta o volante Airton.

O River também fez seu último treino antes do confronto, visto por muitos como um encontre de David versus Golias. Apesar disso, o discurso de Oliveira Canindé é otimista, mas sem tirar os pés do chão. “Estavamos parados quase 12 dias até antes do jogo contra o Flamengo e isso também pesa. Contra o Fluminense não sabemos o que vai acontecer, mas temos necessidade de que precisamos de equilíbrio”, afirmou.

O River precisa vencer para avançar de fase. Para o Fluminense um simples empate decide a classificação. O jogo entre River x Fluminense acontece hoje (5), às 20h30min, no estádio Albertão.

04 de fevereiro de 2019

Ganso desembarca no Rio e cai nos braços da torcida do Fluminense

Ganso desembarca no Rio e cai nos braços da torcida do Fluminense

Contratação mais badalada do Fluminense nos últimos tempos

O meia Paulo Henrique Ganso chegou ao Rio de Janeiro, e fez a festa da torcida que foi recepcioná-lo. Vestido com uma camisa branca do clube, o jogador deixou a timidez habitual de lado e cantou junto com os torcedores que foram ao Santos Dumont.

O novo camisa 10 será apresentado em cerimônia no Maracanã, na terça-feira. O horário e outras ações ainda estão sendo ajustadas pelas partes. No mesmo dia, o Flu encara o River, às 21h30, em Teresina, em jogo válido pela sua estreia na Copa do Brasil. 

O primeiro contato com seus novos companheiros deve ocorrer apenas na quinta, quando o elenco retoma os seus trabalhos no centro de treinamento.

O atleta terá aumentos progressivos em seus vencimentos e o total do contrato de cinco anos renderá a ele cerca de R$ 22,3 milhões, quantia esta que não leva em consideração benefícios como férias e 13º salário, por exemplo.

O ex-santista receberá um valor menor de agora até o meio do ano e terá um reajuste com duração até dezembro de 2020. A partir da temporada seguinte, um novo acréscimo será feito e este montante será pago até o último mês de vigência do trato

Entre as suas passagens por Sevilla e Amiens, o camisa 10 atuou por 90 minutos em apenas nove partidas (entre agosto de 2016 e dezembro de 2018). Pelo clube espanhol, Ganso foi titular do início ao fim em sete ocasiões. Na equipe francesa foram dois jogos inteiros apenas. Foram sete gols marcados durante sua passagem pelo Velho Continente.

Patriots se igualam Steelers como maiores vencedores do Super Bowl

Patriots se igualam Steelers como maiores vencedores do Super Bowl

O New England Patriots venceu o Super Bowl pela sexta vez em sua história.

Na noite deste domingo (3) —já início da madrugada de segunda (4) no horário de Brasília—, a equipe da Nova Inglaterra derrotou o Los Angeles Rams por 13 a 3, em final equilibrada e decidida apenas no último período.

Com a conquista da temporada 2018, os Patriots igualam o Pittsburgh Steelers como os maiores vencedores do jogo que decide o ano, disputado desde a temporada 1966. Os Steelers venceram em 1974, 1975, 1978, 1979, 2005 e 2008; já os Patriots venceram em 2001, 2003, 2004, 2014, 2016 e 2018.

O New England começou com a bola, mas com um susto: em uma tentativa de passe para Chris Hogan, Tom Brady foi interceptado pela defesa dos Rams. No entanto, quando os Rams tinham a posse, Jared Goff fez um lançamento baixo, que Josh Reynolds não conseguiu receber. Assim, a bola voltou para o time da Nova Inglaterra.

Recuperados, os Patriots passaram a conquistar jardas. Primeiro, Julian Edelman avançou na linha de 25 jardas. Depois, Rex Burkhead foi à linha de 50 jardas. Só que, ao tentar um field goal, Stephen Gostkowski erro o chute de 45 jardas, desperdiçando a chance de colocar os Patriots à frente no placar. Foi o primeiro field goal errado na Mercedes-Benz Arena nesta temporada.

O primeiro quarto terminou no 0 a 0, mas os Patriots deram uma primeira empolgada na descida de Julian Edelman, que avançou 20 jardas. Na sequência, Rob Gronkowski foi derrubado na linha de 42 jardas e garantiu mais um field goal - desta vez, Stephen Gostkowski acertou e fez 3 a 0.

Os Rams tentaram reagir, mas depois de uma boa descida de Robert Woods, o time tomou o troco com o tackle de Danny Shelton. Com uma partida equilibrada, a equipe da Califórnia chegou ao intervalo sem conseguir converter nenhuma terceira descida.

Após o intervalo, os Patriots de novo deram a impressão de que poderiam crescer no jogo. Após belo passe de Tom Brady, Julian Edelman recebeu, gingou para cima do marcador e conquistou 27 jardas. Só que, no momento de pressão do time de Brady, Marcus Peters desviou um passe longo do quarterback e forçou o punt.

Na resposta, Brandin Cooks aproveitou a defesa adversária aberta e correu para a end zone, abrindo para receber o passe - em cima da hora, Jason McCourty apareceu para atrapalhar e evitou a reação dos Rams. No entanto, no sack sofrido por Jared Goffs logo na sequência, Greg Zuerlein acertou o field goal e empatou: 3 a 3.

As duas equipes foram para o quarto período sem um touch down, feito inédito na história do Super Bowl. Só que o jejum caiu a 7 minutos do fim, após lançamento de Tom Brady para Rob Gronkowski a duas jardas da end zone. Aí, não teve mais jeito: Sony Michel invadiu a end zone e conquistou o primeiro TD: 10 a 3.

No fim, os californianos pressionaram. Primeiro, os Patriots cortaram um lançamento para Brandin Cooks às portas da end zone. Depois, Jared Goff tentou lançar, mas Stephon Gilmore apareceu para interceptar. Pior: em mais um field goal, Stephen Gostkowski garantiu mais três pontos e deu números finais à decisão. Greg Zuerlein ainda teve um último field goal para o time de Los Angeles, mas desperdiçou.

Atrações músicais

Embora as semanas anteriores ao jogo tenham sido marcadas por polêmicas, especialmente referentes às manifestações solidárias a Colin Kaepernick, o espetáculo teve uma abertura pacífica. Gladys Knight cantou o hino nacional dos EUA, enquanto o duo de R&B Chloe x Halle interpretou o clássico America the Beautiful no Mercedes-Benz Stadium, em Atlanta.

Os últimos meses criaram uma expectativa considerável a respeito do show do intervalo. Rihanna foi cotada para a apresentação, mas teria recusado também em solidariedade a Kaepernick. O Maroon 5 foi escalado, ao lado dos rappers Travis Scott e Big Boi.

Roger Waters, ex-baixista do Pink Floyd, chegou a pedir que as atrações repetissem a ajoelhada do ex-quarterback do San Francisco 49ers. No entanto, o que se viu em Atlanta foi um show comportado, que teve como principal surpresa uma breve animação estrelada por Bob Esponja.

Justiça nega recurso, e Neymar será julgado na Espanha

Justiça nega recurso, e Neymar será julgado na Espanha

As partes são acusadas de corrupção privada e estelionato em razão de contratos simulados

A Justiça Espanhola negou recurso movido pelos advogados de Neymar e concluiu que o atleta e seus pais devem ser julgados criminalmente por supostas irregularidades em sua transferência ao Barcelona, em 2013.

A decisão foi dada pela Quarta Seção da Audiência Nacional da Espanha, pelos juízes Teresa Criado, Juan Rivero e Fermin Echarri, em despacho que foi divulgado na última sexta-feira (1) e ao qual a reportagem teve acesso.

"O Neymar e seus familiares não são acusados da mesma situação que o Barcelona, seus dirigentes e o Santos, pois esses são acusados de fraude fiscal e corrupção, e a acusação sobre o Neymar e família é o que chamam de 'conflito de interesse'. São acusações diferentes dentro do mesmo processo", explicou Altamiro Bezerra, que cuida dos interesses do jogador e de suas empresas. 

"O tribunal afastou as alegações de que Neymar não poderia ser julgado na Espanha. Isso agora permite que finalmente o jogador sente-se no banco dos réus. As penas pedidas pela DIS são de prisão, multa e inabilitação profissional", disse Paulo Magalhães Nasser, advogado do grupo DIS, em contato com a reportagem.

O recurso foi negado por unanimidade pela Audiência Nacional, ao qual Neymar alegava incompetência para julgar o caso.

As partes são acusadas de corrupção privada e estelionato em razão de contratos simulados. Autora da acusação, a DIS detinha parte dos direitos econômicos do atacante na época em que ele defendia o Santos.

A Justiça espanhola vê indícios de irregularidade no contrato firmado entre Santos e Barcelona, divulgado na ocasião como sendo de 17 milhões de euros (R$ 73 milhões).

Documentos mostram que o valor da negociação do atleta, feita em 2013, já bateu a casa dos 90 milhões de euros (R$ 385 milhões), segundo advogados que cuidam do caso.

Há no processo uma ação criminal e outra cível. Na ação criminal, se for julgado procedente, os envolvidos no processo podem ser condenados de três a oito anos de prisão. Na cível, a DIS cobra cerca de R$ 30 milhões sobre o negócio.

No Brasil, o atleta também enfrenta problemas com as autoridades. A Receita Federal cobra R$ 69 milhões em impostos e multas de Neymar por sonegar tributos no Brasil quando se transferiu do Santos para o Barcelona, em 2013. 

Investigadores encontram corpo em fuselagem do avião de Emiliano Sala

Investigadores encontram corpo em fuselagem do avião de Emiliano Sala

O avião que transportava o atacante da França à Inglaterra desapareceu no último dia 21 de janeiro. Neste domingo (3), foram encontrados destroços do avião no fundo do Canal da Mancha.

Autoridades inglesas que investigam o desaparecimento do avião que levava o jogador argentino Emiliano Sala informaram nesta segunda-feira (4) que encontraram um corpo em meio aos destroços.
A AAIB, órgão de investigações aéreas do governo inglês, ainda não identificou a vítima. 
Os próximos passos da busca serão discutidos entre os familiares de Sala, os do piloto David Ibbotson e a polícia inglesa.
O avião que transportava o atacante da França à Inglaterra desapareceu no último dia 21 de janeiro. Neste domingo (3), foram encontrados destroços do avião, que pertencia à empresa Piper Malibu.


Emiliano Sala - Foto: Reprodução/Instagram

Um veículo submarino de operação remota utilizado para as buscas conseguiu identificar a aeronave por meio do número de registro (N264DB) que aparece nas imagens. O corpo foi visualizado pelo mesmo dispositivo.
Uma onda de comoção tomou o futebol desde o desaparecimento do avião de Emiliano Sala. O atleta, então com 28 anos, tinha acabado de ser comprado pelo Cardiff junto ao Nantes, da França, e se mostrava feliz com a mudança para a Premier League -apesar de ser do País de Gales, o Cardiff disputa a liga inglesa.
As buscas chegaram a ser interrompidas três dias depois da tragédia, mas uma campanha arrecadou R$ 1 milhão em menos de 24 horas e conseguiu dar reinício ao trabalho de procura do atacante. Ao redor do mundo, jogadores e torcedores prestaram homenagens ao argentino.
Sala defendia o Nantes desde a temporada 2015/16 e marcou 12 gols no campeonato nacional de 2018/19, um a menos do que Neymar até agora. Ele custou ao Cardiff 17 milhões de euros (R$ 72,5 milhões) e assinou um contrato de três anos e meio.

02 de fevereiro de 2019

Receita cobra R$ 17 mi do Cruzeiro em impostos não pagos após Profut

O Cruzeiro ofereceu um imóvel, que não é informado na ação, como garantia para o parcelamento do débito

A Receita Federal tem uma ação de cobrança judicial contra o Cruzeiro de R$ 17 milhões por impostos não pagos após a implantação do programa Profut que inclui todos os débitos fiscais dos clubes. O processo foi iniciado pela Procuradoria Geral da Fazenda em janeiro deste ano e o valor consta como dívida ativa do cruzeirense. Houve tentativa de bloqueio do pagamento por Arrascaeta o que foi rejeitado pela Justiça Federal.

Outra ação na Justiça Federal, em que o Cruzeiro buscou obter a Certidão Negativa de Débito, mostra que havia dívidas referentes a dois meses meses de impostos de 2017 e um de 2018. São, portanto, débitos posteriores à inclusão do Cruzeiro no Profut em que parcelou seus débitos tributários antigos.

Em 2018, o Cruzeiro pagou um valor de R$ 2,3 milhões de uma primeira parcela e conseguiu obter a CND no meio do ano para receber o dinheiro da Caixa Econômica Federal. Só que, em janeiro de 2019, a Procuradoria da Fazenda Nacional entrou com ação fiscal contra o clube cobrando o valor integral. No site da Receita, o valor descrito como referente a essa ação é de R$ 17 milhões.

O Cruzeiro ofereceu um imóvel, que não é informado na ação, como garantia para o parcelamento do débito. A Receita até aceitou administrativamente, mas a Justiça não homologou por falta de um documento.

Assim, a procuradoria tentou bloquear o valor que seria pago pelo Flamengo pela transferência de Arrascaeta. A 27ª Vara Federal negou o pedido com a argumentação de que não havia ''uma situação concreta de urgência''.''

''O fato de se tratar de crédito líquido, certo e exigível, mas não quitado, é fundamento para ajuizamento da execução, mas não é fundamento, em si mesmo, para realização de medidas cautelares. Ademais, não há nos autos quaisquer indícios de que o executado tentou ou tentaria se furtar ao pagamento do débito. Antes, pelo contrário, há indícios claros de que o executado tentou regularizar o débito através do parcelamento e garantiu este mesmo parcelamento através do oferecimento de um bem imóvel'', afirmou o juiz Felipe Eugênio de Almeida Aguiar, no dia 24 de janeiro.

A falta de pagamento de impostos pode excluir um clube do Profut se persistir e se a Apfut (órgão do governo) entender que não há cumprimento da lei. Outros clubes também acumularam dívidas tributárias após o Profut como é o caso do Vasco.

O blog procurou a assessoria do Cruzeiro para falar sobre o assunto, mas esta alegou que não havia nenhum dirigente disponível para comentar o caso pelos últimos dois dias. Ao programa ''Bola da Vez'', da ESPN, o vice-presidente de Futebol do clube, Itair Machado, afirmara que todos os débitos do Cruzeiro estavam parcelados e em dia:

''Hoje o Cruzeiro, vai sair o balanço agora, diminuiu uns R$ 100 milhões a dívida de dinheiro que seria de R$ 280 milhões e deve ter caído para R$ 180, R$ 170. E o Cruzeiro deve uns R$ 200 milhões de impostos, mas que estão parcelados e em dia.''

Messi marca duas vezes, mas Barcelona tropeça e empata com Valencia

O Barcelona empatou com o Valencia por 2 a 2 no Camp Nou, neste sábado (2), em jogo válido pelo Campeonato Espanhol

O Barcelona empatou com o Valencia por 2 a 2 no Camp Nou, neste sábado (2), em jogo válido pelo Campeonato Espanhol, e pode ver o Atlético de Madri se aproximar na tabela do campeonato. O resultado deixou o Barcelona com 50 pontos, seis a mais que o time da capital. O Valencia chegou aos 30 pontos na sétima posição. Na próxima rodada, o Barcelona enfrenta o Athletic Bilbao fora de casa, dia 10. Na mesta data, o Valencia recebe a Real Sociedad.

O melhor: Messi

O argentino desequilibrou a partida e foi responsável direto pelo empate. Após o Barcelona sair atrás no placar, Messi diminuiu de pênalti e depois empatou.

O pior:  Sergi Roberto

Foi bem no apoio, mas cometeu um pênalti infantil ao empurrar Wass dentro da área. O gol foi determinante no resultado final da partida.

Ter Stegen e trave salvam o Barça

Líder do Campeonato Espanhol, o Barcelona demorou para conseguir impor seu ritmo de jogo e levou um susto do Valencia logo aos dois minutos. Ter Stegen espalmou chute forte de Daniel Parejo e, no rebote, Cheryshev acertou a trave.

Depois dos dez minutos iniciais, o time catalão já jogava no campo de ataque, e o Valencia apostava no contra-ataque. Messi bateu falta no canto esquerdo, e o goleiro Neto defendeu.

Barcelona pede pênalti

Semedo chutou, a bola bateu no corpo do zagueiro brasileiro Gabriel Paulista e voltou no braço do jogador do Valencia. Os jogadores do Barcelona pediram pênalti, mas o árbitro Undiano Mallenco marcou apenas escanteio.

Neto salva duas vezes

Coutinho cortou o defensor do Valencia e chutou de fora para defesa de Neto. Dois minutos depois, Sergi Roberto cruzou da esquerda e quase marcou, mas Neto desviou para escanteio.

Valencia abre o placar com Gameiro

Kevin Gameiro abriu o placar aos 24 minutos após passe de Rodrigo Moreno. O francês recebeu nas costas da defesa e chutou forte, sem chances para o alemão Ter Stegen. Os jogadores do Barcelona reclamaram de falta sobre Messi no início da jogada, mas não foram atendidos.

Pênalti para o Valencia

O Valencia puxou um rápido contra-ataque, e Sergi Roberto empurrou o dinamarquês Wass dentro da área. Parejo cobrou forte e ampliou para os visitantes aos 32 minutos do primeiro tempo. Foi o sexto gol dele no Espanhol.

Pênalti para o Barcelona

Semedo recebeu a bola dentro da área de foi derrubado por Lato. Na sobra, Messi mandou no ângulo, mas o juiz apitou e marcou pênalti. O argentino bateu e fez o seu vigésimo gol no Espanhol, se isolando como artilheiro da competição. Sergi Roberto quase empatou no fim no primeiro tempo, mas parou na trave. No rebote, Messi cruzou para a área, mas a defesa do Valencia salvou.

Dia de Rivengo: Flamengo x River medem forças

Dia de Rivengo: Flamengo x River medem forças

O Flamengo tenta se recuperar na competição, pois vem de derrota diante o Parnahyba

O maior clássico do futebol piauiense acontece neste sábado (2). River e Flamengo medem forças, às 17h, no estádio Lindolfo Monteiro. O jogo é valido pela 3ª rodada do Campeonato Piauiense. O Flamengo tenta se recuperar na competição, pois vem de derrota diante o Parnahyba (2x0). O River quer conseguir a primeira vitória no Estadual.

“Vou fazer de tudo para que o River saia vencedor desse clássico. Tenho minha historia com o Flamengo, mas hoje eu defendo o River e sou River totalmente”, afirma Eduardo atacante do Galo.


O River anunciou na quinta-feira (31) o meia Bismark e o volante Liniker (Foto: Jailson Soares/O Dia)

O Rivengo é um clássico, mas o favoritismo todo pesa para o lado do Tricolor Piauiense. Além das campanhas ruins nos últimos anos no Estadual o time vem de derrota recente. Porém o experiente atacante afirma que esse favoritismo fica fora de campo. “Eu não acredito que vai ser um jogo fácil, pois todo clássico é difícil e definido no detalhe e quem errar menos com certeza vai ganhar o jogo”, disse Eduardo.

Ambas as equipes devem vir com novidades, pois o Flamengo contratou José Guilherme, goleiro, de 22 anos, e o River anunciou na quinta-feira (31) o meia Bismark e o volante Liniker, todos regularizados a tempo da partida, porem treinando a somente dois dias.

O Flamengo comandado pelo técnico Paulo Junior fez dois jogos na competição. Venceu o Piauí na rodada de estreia por 1x0, gol de João e perdeu para o Parnahyba por 2x0.

O jogo entre River x Flamengo acontece sábado (2), às 17h, no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina. O Rubro-Negro tem três pontos na tabela e o River tem apenas um, mas com um jogo a menos.

01 de fevereiro de 2019

Torcedores já podem comprar ingressos para o Rivengo

Torcedores já podem comprar ingressos para o Rivengo

Os ingressos para o clássico do futebol piauense já estão à venda

O primeiro Rivengo acontece neste sábado (2), às 17h, no Lindolfo Monteiro. Os ingressos começam a ser vendidos a partir desta sexta-feira (1) nas Lojas Noroeste e na Federação de Futebol do Piauí. No sábado, dia do jogo, os ingressos serão vendidos nas bilheterias do estádio Lindolfo Monteiro, a partir das 9h. O valor é de R$ 50,00 nas cadeiras, R$ 30,00 nas arquibancadas e R$ 20,00 na geral.

O River divulgou no seu perfil no Instagram a disposição dos ingressos para a partida.

Além dos três pontos na tabela, estará em disputa o Troféu Arimatéia Moreira, destinado ao vencedor do primeiro Rivengo do ano. O troféu – criando em 2013 pela FFP – é uma homenagem ao jornalista José de Arimatéia Moreira, que criou o termo Rivengo, ainda em 1969. 

Em 2019, o clube que ganhar o clássico leva o troféu. Em caso de empate, a taça ficará com o clube mandante do jogo.

Também durante o Rivengo, a FFP vai homenagear alguns dos personagens que fizeram parte do maior clássico do futebol estadual.

 

RIVER X FLAMENGO 

Sábado, 5/2, 17h, Lindolfo Monteiro

Ingressos:

Cadeiras – R$ 50,00

Arquibancada – R$ 30,00

Geral – R$ 20,00

Postos de venda:

Sexta-feira, 1/2 - Lojas Noroeste e FFP

Sábado, 2/2 – Lindolfo Monteiro


Homenageados

Joniel - Jonny da Cunha Lopes

Zuega - Josué Laurentino de Paula

Zezé - Francisco José Teixeira Lopes

Luis Eduardo Vicente

Técnico mostra preocupação com ataque do Altos

Técnico mostra preocupação com ataque do Altos

Sem os atacantes Manoel e Marcinho o time terá que mexer em sua formação

O Altos teve a semana completa de trabalho, sem jogos. O próximo compromisso do time será no dia 6 de fevereiro pela Copa do Brasil quando o Jacaré recebe o Santos-SP, no estádio Albertão. Depois disso, no sábado (8) encara o Ceará, em Fortaleza, pela Copa do Nordeste. Dois times que disputam o Brasileiro Série A e o elenco se prepara para confrontos complicados.

Porém, no momento o maior problema não são os adversários, e sim como o Altos irá se apresentar para essas partidas. O time comandado por Leandro Campos perdeu o atacante Manoel, referencia no ataque por até dois meses, lesão no menisco e o jogador Marcinho, dispensado do elenco. “Tivemos alguns percalços. Saída do Manoel com a lesão de menisco e deve ficar de fora aproximadamente 40 dias e nos também tivemos um problema com relação ao Marcinho, que infelizmente se desligou do grupo por uma lesão antiga e nos hoje não temos uma opção especifica de atacantes pelos lados”, disse o técnico.

De acordo com o técnico a saída será trabalhar outros jogadores nessas funções. Leandro também tem um discurso ambicioso quanto a Copa do Brasil, competição em que encara o Santos, do badalado técnico Sampaoli. Na temporada, o Altos tem três empates, em três jogos, mas nessa partida somente a vitória classifica o time piauiense até a segunda fase do torneio nacional. 

“Nos temos que nos concentrar nessa tentativa de passagem de fase. Nos somos praticamente uma zebra, mas é em cima dessa pequena porcentagem que nos temos que nos prender. Vamos encontrar uma equipe muito forte, mas que nossa equipe talvez fisicamente, estrategicamente possa superar as dificuldades”, explica Leandro Campos.

Piauí quer aproveitar folga na tabela do Estadual; time apresenta reforço

Piauí quer aproveitar folga na tabela do Estadual; time apresenta reforço

O início de Campeonato Piauiense para o Enxuga-Rato andou longe dos melhores.

Em duas rodadas, duas derrotas e agora só volta a campo no dia 10 de fevereiro, quando enfrenta o Parnahyba, às 16h, no estádio Pedro Alelaf, em Parnaíba. Na semana o time apresentou um novo reforço, o atacante Denis, 21 anos, com passagens pelo Flamengo-RJ e Sabiá-MA.

Dennis, 21 anos, é natural do Piauí e passou pelas categorias de base do River. Fora isso, o atacante vestiu a camisa da equipe do Flamengo, do Rio de Janeiro ainda na fase de categorias de base. O maior destaque na carreira foi em sua passagem no time maranhense em que foi artilheiro da Copa São Paulo de Futebol Junior, em 2016, com seis gols.

O atleta conta que gostou dos seus companheiros e espera conseguir contribuir dentro do grupo. “Achei uma turma bastante unida. O fato dos resultados ruins no começo do campeonato acredito que não provam o que realmente é o elenco e nós temos condições de reverter isso”, disse Denis.

O jogador terá tempo para se adaptar ao grupo, pois o Piauí tem uma folga na tabela. Folga essa, que segundo o treinador é bem vinda. “Nós tivemos uma pré-temporada curta, não foram sequer 20 dias ao total, então agora nós vamos ter condições de trabalhar melhor esse grupo e corrigir o que precisa ser corrido para o decorrer da competição, então é uma folga bem vinda”, disse Lucas Andrade.

O Piauí perdeu na estreia para o Flamengo (1x0) e logo na sequencia perdeu para o 4 de Julho (2x1), fora de casa, em Piripiri. Agora, o time se prepara para visitar o Parnanhyba, no dia 10 de fevereiro, no Litoral. O jogo é válido pela 3ª rodada do Campeonato Piauiense. 


Foto: Jailson Soares/ODIA

30 de janeiro de 2019

Com lesão, Manoel passará por cirurgia e fica fora do Altos por três meses

Com lesão, Manoel passará por cirurgia e fica fora do Altos por três meses

O atacante Manoel vive dias difíceis em sua carreira

O jogador saiu de campo no final do segundo tempo da partida entre Altos x ABC (RN) por conta de dores no joelho, após dividir uma bola. Após exames, o atleta tem uma lesão no menisco medial e também ruptura parcial do ligamento cruzado posterior.

O fisioterapeuta Tiago Nery chegou a analisar os exames do atacante do Jacaré e explica que das duas lesões apenas uma tem a necessidade de intervenção cirúrgica. “Ele tem uma lesão no menisco medial. É uma lesão que a gente chama de lesão em menisco em alça de balde, é como se o menisco rasgasse e ficasse tipo uma alça de balde mesmo. O menisco é como se fosse o amortecedor do joelho, com essa lesão ele vai sentir muita dor”, explica Nery.

O jogador também sofreu uma ruptura parcial do ligamento cruzado posterior, mas por ser uma lesão parcial não existe necessidade de passar por intervenção cirúrgica. “Ele tem como jogar sem ele”, acrescenta Tiago Nery.

De acordo com Manoel, a decisão de quando será feita a cirurgia ainda será tomada junto a diretoria do clube, mas ainda essa semana pode ser realizada para que o jogador retorne as atividades o mais rápido possível.

A cirurgia de menisco é dita como simples e muito comum entre os jogadores de futebol. Segundo o fisioterapeuta Tiago Nery, Manoel deve retornar aos gramados em no máximo três meses. A certeza é que com isso o time Altoense não conta com o atleta para o decorrer da Copa do Nordeste, Copa do Brasil e boa parte do Estadual. 

Mais experiente, Emerson lidera judocas que irão disputar seletiva nacional

Mais experiente, Emerson lidera judocas que irão disputar seletiva nacional

A competição forma as seleções para os primeiros estágios internacionais Sub-18 e Sub-21 deste ano.

Os piauienses Emerson Silva, Felipe Silva e Alisson Viana embarcaram para a disputa do Meeting Nacional das Equipes de Base, que acontecerá no Clube Paineiras do Morumby, em São Paulo, nos dias 01 e 02 de fevereir. A competição forma as seleções para os primeiros estágios internacionais Sub-18 e Sub-21 deste ano.

Émerson faz a frente entre os atletas do estado. O judoca é o mais experiente e parte para um terceiro meeting. Em 2018, venceu competição e encerrou o ano como o atleta fixo da categoria super-ligeiro (-55kg). “A preparação foi bem forte. Estava até alguns dias atrás em treinamento com a seleção brasileira em São Paulo, voltei e segui com a preparação em Teresina e agora viajo com a responsabilidade de garantir esse titulo”, destacou o judoca.

Além de Émerson, o Piauí terá Felipe Silva e Alisson Viana, os dois atletas foram convocados baseado no desempenho nos Jogos Escolares da Juventude. Competição vista por quem está dentro do judô como mais complicada do que a seletiva de base.

Alisson, 14 anos, ficou em 5ª lugar nos jogos e conheceu o judô atrás do projeto da Fundação Vila da Paz e tem o exemplo Emerson e presença dele na seletiva como fator motivador. “Expectativa estão boas e me dediquei bastante nos últimos meses. Emerson me ajuda muito e procuro aprender com ele, pois tem muita experiência”, disse o garoto.

O judoca Emerson Silva teve o ano de 2018 marcado por pódios e vitórias. Com a seleção (sub-21) fez vários estágios internacionais e se vê na temporada 2019 como um alvo a ser batido, porém mais experiente. “Todos os atletas estão me estudando e tentando aprender como eu luto para conseguir me vencer e eu sei disso, mas o Emerson que disputa essa seletiva é mais experiente e maduro”, acrescentou.

O meeting de base acontece nesta sexta-feira (1º) e sábado (2), em São Paulo. Quase 200 atletas divididos em diversas categorias irão disputar a competição. 


Foto: Jailson Soares/ODIA

Lesão pode fazer Neymar ter temporada com menos jogos na carreira

Se a programação estabelecida pelo PSG for seguida à risca, o camisa 10 ficará novamente à disposição na segunda semana de abril.

Mesmo com nova cirurgia descartada neste momento, Neymar ficará afastado do futebol por dez semanas, prazo de recuperação estimado pelo Paris Saint-Germain. Com isso, é possível que a fratura no pé direito faça o atacante ter o ano com menos jogos de toda a sua carreira até aqui.

Na temporada passada, quando quebrou o quinto metatarso pela primeira vez, o atleta esteve em campo 37 vezes. Ele acumula 29 partidas em 2018/19 e precisará de uma recuperação sem maiores retrocessos para superar a marca de 2017/18 -a pior do brasileiro, distante de lesões graves em seus tempos de Santos.

Se a programação estabelecida pelo PSG for seguida à risca, o camisa 10 ficará novamente à disposição na segunda semana de abril. É nessa semana que começarão as quartas de final da Liga dos Campeões, mas, para atuar, além de cumprir o cronograma, ele terá de torcer para seus companheiros derrubarem o Manchester United nas oitavas.

Neymar, que completará 27 anos na próxima terça-feira (5), poderia voltar a jogar no Campeonato Francês no dia 13 de abril, contra o Lille, pela 32ª rodada. Restariam-lhe, portanto, sete jogos.

"Típico filme de super-herói. Começa a parecer que vai dar tudo errado, né, aí vem o final e nos mostra que, lutando por seus objetivos, vem a vitória", escreveu Neymar em suas redes sociais. Desde que foi constatada a lesão, ele não deu entrevistas.

Em um cenário no qual o PSG vai à final da Liga dos Campeões e da Copa da França e o Brasil avança à decisão da Copa América, o atacante teria mais 20 oportunidades para jogar. Mesmo atuando em todos os compromissos, uma possibilidade pouco realista, chegaria a 49 participações na temporada, abaixo da marca de 50 que atingiu em seus quatro primeiros anos na Europa.

Até 2018, quando o atacante quebrou o pé direito pela primeira vez, só sua primeira temporada como profissional teve menos de 50 jogos. Em 2009, ainda um garoto de 17 anos que ganhava espaço no Santos, entrou em campo 48 vezes.

A sequência acima das 50 partidas anuais só foi quebrada com a fratura do ano passado. Antes dela, o atleta havia passado mais de três anos e meio sem problemas físicos mais sérios.

A lesão grave anterior ocorreu na Copa do Mundo de 2014. Atingido nas costas pelo colombiano Zuñiga, ele ficou fora da derrota por 7 a 1 do Brasil para a Alemanha, nas semifinais, e também da disputa pelo terceiro lugar, vencida pela Holanda por 3 a 0.

Depois disso, Neymar viveu um período de estabilidade. Ficou fora de alguns jogos em 2015/16 por uma caxumba e um pequeno problema muscular na coxa esquerda, mas não teve a temporada com um período lesionado como ocorreu em 2017/18 e em 2018/19.

Técnico do Parnahyba, Adelmo Soares, pede ‘pé no chão’

Técnico do Parnahyba, Adelmo Soares, pede ‘pé no chão’

A equipe Azulina anotou a primeira vitória no Campeonato Piauiense 2019

Na noite de segunda-feira (28) o Parnahyba venceu o Flamengo por 2x0, no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina. Os gols foram marcados por Renan e Thiago Granja. Com o resultado, o time do Litoral é líder provisório da competição com quatro pontos e agora se prepara para receber o 4 de Julho no próximo domingo (3).

“Como a competição só tem seis equipes precisamos entender que todo mundo está bem pertinho um do outro na pontuação. Temos outro desafio no próximo domingo e precisamos vencer, até mesmo como forma de convencer o nosso torcedor que tanto merece”, disse Adelmo Soares.

A fala do técnico tem a ver com o fato de que jogando em seus domínios e diante sua torcida o Parnahyba ainda não venceu. Na estreia o time recebeu o River, mas não saiu do empate sem gols. Porém o segundo jogo o elenco nitidamente mostrou evolução diante o desorganizado Flamengo.

“Nós estamos jogo a jogo tentando evoluir. Mas isso é fruto de trabalho. O futebol tem mudado nos últimos tempos e nós temos tentado colocar nossas linhas táticas ofensivas e defensivas, as transições e aos poucos a gente vem melhorando”, explicou o treinador do Tubarão.

Apesar disso, Adelmo Soares lembra que é muito fácil comemorar é enaltecer o grupo após uma vitória e pede pé no chão, pois o Piauiense está apenas começando. “É preciso manter os pés no chão. Muitas das equipes só vão realmente aparecer bem na competição a partir da 3ª rodada, os times ainda estão muito presos”, acrescentou.

O próximo compromisso do Parnahyba será no domingo (3). A equipe recebe o 4 de Julho, às 17h, no estádio Pedro Alelaf, em Parnaíba. No sábado (2), acontece o clássico Rivengo, em Teresina. (Pammela Maranhão)

River treina no Lindolfo, visando clássico contra o Flamengo

River treina no Lindolfo, visando clássico contra o Flamengo

Esse será o primeiro Rivengo da temporada e o objetivo do River é vencer

Após a longa folga na tabela a equipe do River volta a campo pelo Campeonato Piauiense e tem pela frente o clássico contra o Flamengo. Esse será o primeiro Rivengo da temporada e o objetivo do River é vencer, garantir uma tranquilidade na tabela e de quebra ter uma noção de como o time vai enfrentar o Fluminense pela Copa do Brasil, no dia 5 de fevereiro.

A folga de 10 dias na tabela não agradou tanto o técnico do Galo, mas ele fala em motivação por ter um Rivengo pela frente. “Seria melhor nós termos jogado na segunda-feira, pois o Parnahyba não tem um jogo contra um Fluminense pela, mas já que não aconteceu nos respeitamos a tabela e estamos pensando nesse clássico primeiro, pois precisamos vencer para ter continuidade no decorrer do trabalho”, disse Canindé.

Boa parte do elenco não jogou clássico, que é dito como o maior do Piauí, mas segundo eles a responsabilidade em torno da partida é grande. E o peso é maior porque o favoritismo está todo ao lado do Galo, pois há muito tempo o River não vence o Flamengo. “Clássico é aquele jogo que motiva e empolgada todo atleta, estamos pensando isso”, disse goleiro Mondragon.

O Flamengo vem ferido, pois perdeu na segunda-feira (28) para o Parnahyba e precisa se recuperar na competição. Mas o discurso do treinador é que essa recuperação não vai acontecer agora. “Queremos ser mais uma pedra no caminho do Flamengo e não o respiro deles na competição”, acrescentou Oliveira.

O Galo treinou na tarde de ontem (29) no estádio Lindolfo Monteiro, como forma de se adaptar ao gramado e as dimensões. A estreia foi com empate diante o Parnahyba, fora de casa e por enquanto o River tem apenas um ponto na tabela e ocupa a 5ª colocação. O clássico Rivengo acontece no sábado (2), às 17h, no Lindolfo.

Sede da Copa-2022, Qatar se empolga com campanha na Copa da Ásia

Sede da Copa-2022, Qatar se empolga com campanha na Copa da Ásia

Muito longe de ser considerada favorita, a seleção qatariana ganhou todos os seis jogos que fez, os três da primeira fase, o das oitavas de final, o das quartas de final e a semifinal.

Sede da Copa do Mundo de 2022, na qual estreará em um Mundial, e um dos convidados da Copa América deste ano, no Brasil, o Qatar faz bonito na Copa da Ásia. Muito longe de ser considerada favorita, a seleção qatariana ganhou todos os seis jogos que fez, os três da primeira fase, o das oitavas de final, o das quartas de final e a semifinal. Derrubou, nesta ordem, Líbano (2 a 0), Coreia do Norte (6 a 0), Arábia Saudita (2 a 0), Iraque (1 a 0), Coreia do Sul (1 a 0) e Emirados Árabes Unidos (4 a 0), país-anfitrião do torneio. Sauditas e sul-coreranos, ressalte-se, estiveram na Copa do Mundo da Rússia, no ano passado.

A passagem à decisão é uma façanha. Jamais o Qatar tinha ido além do quinto lugar (em 1984 e em 1988) em suas nove participações na mais importante competição do continente. Mais que isso, detém o melhor ataque (16 gols marcados) e a melhor defesa (nenhum gol sofrido).

Pelo que fez até agora, chegará à final desta sexta-feira (1º), ao meio-dia no horário de Brasília, não como azarão, mas em condições de fazer uma partida de igual para igual com o Japão, nação mais vezes campeã da Copa da Ásia, quatro vezes (1992, 2000, 2004 e 2011).

Na semifinal, diante da seleção local, os qatarianos tiveram mais problemas com a ira da torcida (38.646 torcedores estiveram no estádio Mohammed Bin Sayed) do que com o oponente. Houve sonora vaia ao hino do Qatar, antes do início da partida desta terça (29), em Abu Dhabi. Motivo: os países não têm boas relações diplomáticas. Desde 2017, os Emirados Árabes boicotam comercialmente o Qatar, acusado de dar suporte a ações terroristas.


Foto: Reprodução

Os visitantes, entretanto, não se abalaram e abriram 2 a 0 no primeiro tempo, gols de Boualem Khoukhi, em falha do goleiro Khalid Eisa, e do artilheiro Almoez Ali (seu oitavo na competição). Na celebração, Ali se dirigiu à torcida emiradense e fez um gesto pedindo silêncio. Relato da agência de notícias Reuters diz que houve uma chuva de sandálias na direção dele, atiradas pelos revoltados torcedores.

O lançamento de objetos no gramado (além de calçados, garrafas e copos), com intuito de atingir os atletas do Qatar, repetiu-se no segundo tempo, depois dos gols do capitão Hassan Al-Haydos, aos 35 minutos, e de Hamid Ismail, nos acréscimos -ambos festejaram batendo no peito e exibindo o escudo da seleção. Uma imagem mostra o volante Salem Al Hajri no chão, depois de ter sido supostamente atingido por uma garrafa.

A provocação dos jogadores do Qatar e a tentativa de agressão dos torcedores deverão ser analisadas pela Confederação Asiática de Futebol, e os Emirados Árabes provavelmente sofrerão alguma sanção. A goleada ante os anfitriões do torneio levou centenas de pessoas à noite às ruas de Doha, capital do país, para festejar a classificação à final, como se fosse um título.

A verdade é que o Qatar, mesmo que não supere o Japão (que é o outro convidado da Copa América, que começa em junho), a não ser que sofra uma goleada vexatória, algo improvável, sairá muito por cima da Copa da Ásia.

Pois até o vice-campeonato será considerado o melhor resultado da história da seleção de futebol do país, cujas maiores conquistas são três Copas do Golfo (1992, 2004 e 2014), torneio de relevância limitada disputado pelos países do Golfo Pérsico.

Atletas podem fazer inscrição para bolsas até sexta-feira (1)

Atletas podem fazer inscrição para bolsas até sexta-feira (1)

A Prefeitura de Teresina vai conceder 34 bolsas e os candidatos devem obedecer os critérios previstos no edital

Estão abertas as inscrições até a próxima sexta-feira (1) para os atletas residentes em Teresina que queiram concorrer a uma bolsa do programa Bolsa Atleta. 

As inscrições devem ser feitas na sede da Secretaria de Esportes e Lazer – SEMEL, na avenida Campos Sales, 1292, Centro, das das 8h às 13h.

Os valores das bolsas variam de R$ 600,00 a R$ 150,00 e são regulamentados nos dispostos na Lei nº 4.049, de 05 de outubro de 2010. Serão concedidas pelo prazo de 12 meses, período compreendido entre março deste ano e fevereiro de 2020.

O secretário da Semel, Renato Berger, explica que a concessão do benefício Bolsa-Atleta é individual e os candidatos para se inscrever devem obedecer todos os critérios do edital. “Essa ação da Prefeitura de Teresina é muito criteriosa e tem contribuído muito no apoio ao atleta que pode fazer uso do recurso para adquirir equipamentos para a prática do esporte, melhorar a alimentação e para participar de competições fora da cidade”, diz.

A Bolsa Atleta é dividida em duas categorias: Bolsa Mérito Esportivo e Bolsa Revelação.

A Bolsa Mérito Esportivo é concedida ao atleta que tenha obtido destaque em competições estaduais, nacionais e internacionais.

A Bolsa Revelação é concedida ao atleta que tenha obtido destaque em competições municipais organizadas pela SEMEL, SEMEC e Federações Esportivas.

Os valores das bolsas variam de R$ 600,00 a R$ 150,00 e são regulamentados nos dispostos na Lei nº 4.049, de 05 de outubro de 2010 e respectivos reajustes.

As bolsas serão distribuídas no mérito Desportivo, sendo mérito internacional 2 bolsas, mérito nacional 2 bolsas, mérito regional 4 bolsas e mérito estadual 5 bolsas. Na categoria revelação são 21 bolsas.


Foto: Jailson Soares/ODIA