• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Decoração sustentável é aposta para festas natalinas

Arquiteta dá dicas de como reutilizar peças usadas em anos anteriores, os tecidos que estão em alta e os itens que conquistam as crianças

30/11/2019 08:44h - Atualizado em 02/12/2019 10:25h

Decorar a casa para o Natal é um dos momentos que envolve toda a família. E para este fim de ano, a arquiteta de eventos, Karine Tito, revela que decorações de mesa monocráticas, ou seja, tudo em uma só cor, seja vermelho, azul ou verde, é a tendência. 

“Eu sou a favor que a pessoa use o que tem em casa porque, com o meio ambiente como está, a gente não pode estar comprando toda hora para decorar mesa de Natal. Então, acho interessante quando a gente consegue, com pequenos detalhes, deixar a mesa com cara natalina sem precisar fazer grandes investimentos, aproveitando o máximo possível com criatividade”, diz Karine Tito.

Karine Tito defende criatividade para montar mesa sem grandes investimentos (Foto: Assis Fernandes/ODIA)

De acordo com a arquiteta, outra opção para enfeitar a mesa é aproveitar um tecido xadrez ou com estampa natalina para fazer guardanapo, jogo de americano, toalha de mesa, caminho de mesa. Além disso, este ano, os tecidos naturais estão em alta, como linhos e algodões. Por outro lado, não são indicados tecidos adamascados. Há ainda a possibilidade de usar decorações de anos anteriores, como as bolas, para colocar no centro da mesa. 

“Para o centro da mesa, a pinha é sempre interessante, é algo que não envelhece, dá uma cara natalina a qualquer mesa, seja uma mesa sofistica ou descontraída, e acho superbacana. Se tiver criança em casa, vale muito à pena apostar nos personagens lúdicos de Natal, Papai Noel e rena; criança adora. E é uma coisa que as pessoas não colocam muito nas mesas. A Tuia, que é o pinheiro pequeno, se colocar em saquinho de estopa já dá uma super graça na mesa, uma coisa fácil de ser feita”, fala Karine Tito.

Talheres e taças 

Se você for servir vinho na ceia, Karine Tito destaca que deve ser em taças para que a pessoa possa ver o colorido da bebida. Os copos para água podem ser de algum modelo mais enfeitado. 

Já para os temidos talheres, Karine dá uma dica infalível. “É fácil: as coisas femininas (tipo taça e faca) são à direita e, à esquerda, o masculino (o garfo, o copo). Já a colher de sobremesa fica na parte de cima do prato, e pronto”, orienta Karine Tito. 

(Foto: Assis Fernandes/ODIA)

Para as louças, algumas opções são brincar com as estampas, e utilizar as cores azul e dourada. Na árvore de Natal, a arquiteta destaca que as fitas coloridas são uma opção com bom custo-benefício, ou ainda mudar a cor dos piscas, para dar cara nova para a árvore. 

“Eu gosto muito quando você coloca minis porta-retratos em árvore. As pessoas amam, é diferente e ainda podem levar de lembrancinha depois da ceia de Natal. Mas afinal, todo mundo que vai em nossa casa quer ser bem acolhido, independente do investimento que você faz na mesa de Natal. Tem a ver com o carinho que você recebe da pessoa. Às vezes, fazer uma hashtag para colocar no nome de cada um ou um docinho em cima do prato... Portanto, não é o luxo que está na mesa, e sim o cuidado”, conclui Karine Tito

Edição: Virgiane Passos
Por: Sandy Swamy

Deixe seu comentário