• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Comunidade celebra Dia de Nossa Senhora Aparecida com missa campal

Segundo a crença católica, graças à misericórdia de Deus, Maria apareceu no Brasil na forma de uma imagem negra, na época da escravidão

12/10/2019 10:02h

O feriado deste sábado, dia 12 de outubro, tem uma razão religiosa para existir dentro da tradição católica brasileira: para a Igreja, a data é dedicada à Nossa Senhora Aparecida, santa considerada a padroeira do Brasil. Em Teresina, paróquias e diaconias em que a santa é padroeira celebram a data com ritos de fé e união.

Na Arquidiocese de Teresina, existem áreas pastorais, diaconias, comunidades e paróquias. No bairro Santa Maria da Codipi, extremo Norte de Teresina, a diaconia consagrada à Nossa Senhora Aparecida, por exemplo, termina os seus nove dias de festejo neste sábado, com a realização de procissão pelas ruas do bairro e uma missa campal.

O diácono Paulo Afonso explica a relevância de Nossa Senhora para as comunidades em Teresina e em todo o país. “Nossa Senhora tem uma devoção tão grande por parte dos fieis que, neste período, nós rezamos pedindo proteção e ternura advinda daquela que se colocou à disposição, servindo a sua prima Izabel e também aos mais necessitados. É uma referência de solidariedade e acolhimento para os católicos de todo o Brasil”, explica.

Não há um número consolidado sobre quantas igrejas dedicadas à Nossa Senhora Aparecida existem no Brasil, mas certamente se trata da santa de maior devoção popular. Em Teresina, além da diaconia no bairro Santa Maria da Codipi, a paróquia do bairro Renascença, na zona Sudeste, também tem como padroeira a “Mãe Negra”.

“A escolha de uma santa padroeira se dá de acordo com a devoção das primeiras pessoas que estabelecem os ritos religiosos de cada localidade. Aqui, os primeiros grupos começaram a construir a capela em forma de palhoça e destacavam a devoção pela figura de Nossa Senhora Aparecida. Assim, com a implementação da diaconia, a santa permaneceu como padroeira”, explica.

Segundo a crença católica, graças à misericórdia de Deus, Maria apareceu no Brasil na forma de uma imagem negra, na época em que a escravidão no país estava em alta. Maria foi proclamada Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha do Brasil, em 16 de julho de 1930 pelo papa Pio XI. Mas foi em 12 de outubro de 1980, que foi proclamado o feriado e consagração do Santuário Nacional de Aparecida pelo Papa João Paulo II.

Edição: Virgiane Passos
Por: Glenda Uchôa

Deixe seu comentário