Inscrições para 3 mil vagas na Universidade Aberta começam dia 26

As provas para o vestibular em Administração acontecem no dia 6 de agosto e as aulas já iniciam em setembro. Veja a lista dos municípios

14/06/2017 13:41h - Atualizado em 14/06/2017 14:52h

Compartilhar no

Foi lançado nesta quarta-feira (14) o edital do primeiro vestibular da Universidade Aberta, que vai disponibilizar 3 mil vagas para o curso de administração em 60 municípios do Piauí (veja aqui)As inscrições começam no dia 26 de junho e vão até 7 de julho. As provas acontecem no dia 6 de agosto e as aulas já iniciam em setembro.

A solenidade aconteceu no Palácio de Karnak, com a presença do governador Wellington Dias (PT). Segundo ele, a modalidade não é de ensino superior à distância, mas sim educação com mediação tecnológica. “O aluno vai assistir aula em um espaço físico, apenas o professor que será à distância”, disse Wellington.

A Universidade Aberta vai beneficiar a população de 147 municípios que ficam próximos aos polos presenciais a serem instalados. O governador informou que um novo vestibular deverá acontecer em dezembro, abrangendo então todo o estado do Piauí. “Estamos liberando R$ 26 milhões para equipar os cursos e contratar os professores”, informou o governador.

O reitor da Universidade Estadual do Piauí, Nouga Cardoso, disse que o dinheiro será destinado à produção e reprodução do material bibliográfico, como também para o pagamento da bolsa dos tutores à distância e presenciais. "Mais de 50% do curso é presencial. O restante terá auxílio de videoconferências, com mediação de professores", disse.

A Universidade Aberta já oferecia cursos anteriormente, mas apenas voltados para a formação de professores. Com o lançamento desse vestibular, todas as pessoas com ensino médio completo poderão concorrer.

Segundo Nouga Cardoso, após o curso de administração, serão ofertadas vagas para Ciências Contábeis, Turismo e Biblioteconomia. "Não podemos nos dar ao luxo de abrir um curso de ensino superior que não oferece empregabilidade. Por isso a escolha por essas áreas, porque há demanda no estado", explica o reitor.

Municípios beneficiados

Cajueiro da Praia; Cocal; Batalha; Brasileira; Domingos Mourão; Joaquim Pires; Lagoa de São Francisco; Matias Olímpio; Milton Brandão; São João do Arraial; Pedro II; Assunção do Piauí; Boa Hora; Buriti dos Montes; Cabeceiras; Capitão de Campos; Nossa Senhora do Nazaré; Juazeiro do Piauí; São João da Serra; São Miguel do Tapuio; Alto Longá; Altos; Barro Duro; Curralinhos; Jardim do Mulato; José de Freitas; Hugo Napoleão; Lagoa Alegre; Olho Água; Palmeirais; Teresina - zona Sul; Lagoa do Sítio; São Félix do Piauí; Santa Cruz dos Milagres; São Miguel da Baixa Grande; Belém do Piauí; Francisco Macedo;  Padre Marcos; Fronteiras; Santana do Piauí; Vila Nova do Piauí; São Francisco do Piauí; Conceição do Canindé; Guaribas; Capitão Gervásio de Oliveira; Nova Santa Rita; Nazaré do Piauí; Socorro do Piauí; Bertolínia; Jerumenha; Landri Sales; Ribeiro Gonçalves; Avelino Lopes; Colônia do Gurguéia; Cristalândia; Cristino Castro; Curimatá; Currais; Palmeira do Piauí e Santa Filomena.

Compartilhar no
Por: Nayara Felizardo e Ithyara Borges

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas