• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Procura por academias cresce 5% nos meses que antecedem o Carnaval

As demandas são variadas, mas é importante levar em consideração a adaptação do próprio corpo para não cometer exageros.

08/01/2019 08:25h

O início do ano é um período em que muita gente começa o chamado “projeto verão” para se preparar para o Carnaval. Diante disso, a procura por academias cresce entre 2% e 5% nos meses que antecedem a festa. É o que informa Max Dourado, gerente e professor de ginástica em uma academia na zona Leste de Teresina. “Aumenta a procura não só na nossa instituição, mas para todas as outras. Em todo esse movimento fitness, as pessoas procuram mais fazer atividade e procuram mais se preparar mesmo para o Carnaval”, afirma.

O funcionário público César Albuquerque costuma passar o Carnaval em Salvador. Para isso, ele considera fundamental se exercitar, de modo a garantir o fôlego para subir as ladeiras e pular nos blocos de ruas. “Como eu vou de bloco normalmente, a gente tem um pique de, mais ou menos, quatro, cinco horas de percurso. Baseado nisso, eu preciso estar preparado, porque senão nem aguento, as panturrilhas, o corpo mesmo, a respiração. A gente trabalha tudo isso com os profissionais da academia”, salienta.

Max explica que, para o folião alcançar tal preparo, é preciso propor atividades e modalidades da maneira mais diversificada possível. Isto envolve tanto a musculação como atividades que aumentam a resistência e o condicionamento físico. “Muitas pessoas passam três, quatro dias dançando, pulando e precisam desse momento [de cuidado] cardiovascular”, diz.

Max Dourado explica os cuidados ao começar um treino e sobre suplementação. Foto: Poliana Oliveira/ODIA

Outro ponto que Max também faz questão de enfatizar nas aulas é a parte lúdica desse momento. “Nas minhas aulas, sempre friso para que se divirtam mesmo, mas tudo com a devida cautela”, destaca.

Além disso, o educador físico aconselha a proposição de metas reais, devido o curto período de tempo até o Carnaval. Segundo ele, é possível alcançar bons resultados até o início da Folia de Momo, mas nada muito grandioso. “Cada organismo é um organismo, mas se tivermos um foco na alimentação, é possível ter um ganho legal”, incentiva.

Planejamento dos treinos começa por fase adaptativa

O professor Max Dourado explica ainda que, quando um novo aluno chega à academia, ele começa com um treino adaptativo. “Como temos dois meses até o Carnaval, eu faço nos primeiros quinze dias um treino para adaptar o seu corpo, para aprender a organizar o seu corpo para a atividade física [especialmente de quem está sedentário]. Não dá pra começar ‘valendo’, tenho que fazer o momento de adaptação do seu corpo para essa atividade”, esclarece.

Levando em consideração esse período, Max explica que não é possível já iniciar também com a suplementação, caso o aluno deseje. Isto acontece porque é uma segunda adaptação e que podem se chocar. “Eu me adapto primeiro à atividade física, pra depois me adaptar à suplementação. Pra quem quer suplementar, fazer uma coisa mais rápida, precisa procurar um profissional, um nutrólogo ou o próprio nutricionista”, afirma.

Após esse primeiro momento, o aluno pode escolher entre as diversas modalidades de atividades físicas, como dança e treino funcional. “Atividades funcionais são maravilhosas porque movimentam o corpo por inteiro e isso vai dar um gasto muito mais completo e mais homogêneo para esse foco que você quer”, completa.

Edição: Virgiane Passos
Por: Ananda Oliveira

Deixe seu comentário