• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • Clínica Shirley Holanda
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Piauí acumula queda de 5% no setor de serviços em 2019, diz IBGE

Desempenho de maio em relação a abril foi negativo (-2,3%). Comparando-se maio de 2019 a maio de 2018, a retração é de 6,2% no setor de serviços no estado.

12/07/2019 18:49h

O Estado do Piauí vem apresentando um desempenho negativo no setor de serviços nos cinco primeiros meses de 2019. É o que aponta a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta sexta-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Os dados revelam que o estado apresenta uma retração no setor de serviços de 5% no acumulado do ano, ou seja, observando-se o desempenho geral mês a mês de janeiro a maio. 

Fazendo-se a média, é como se o volume de serviços no Piauí decrescesse cerca de um por cento por mês. Observando-se os demais meses do ano, percebe-se que a retração observada em maio só é menor que o observado em março, quando o acumulado do setor de serviços no ano chegou a uma taxa negativa de 5,4%.

A situação é considerada preocupante, porque não é só no acumulado do ano que o Piauí vem apresentando taxas negativas no setor de serviços. Segundo mostra o IBGE, o volume deste setor de atividade no Estado teve um desempenho de menos 2,3% em maio deste ano, em comparação com abril (série com ajuste sazonal), após ter avançado 1,3% em abril, 1,1% em março e 3,5% em janeiro. Maio já é o segundo mês do ano em que o setor de serviços no Piauí apresenta desempenho negativo em relação aos 30 dias anteriores: fevereiro também teve uma retração de menos 0,7% em relação a janeiro.

Brasil sobe e Piauí desce

Com a retração de 5% no acumulado do ano no setor de serviços, o Piauí vem seguindo na contramão do que se observa no Brasil. É que o país registrou um acréscimo de 1,4% no volume do setor de serviço ao longo de 2019, com ganho de dinamismo frente aos acumulados até março (1,1%) e abril (0,6%).

Em relação a maio de 2018, o volume de serviços no país aumentou 4,8%. No entanto, a nível estadual, o Piauí apresentou crescimento negativo neste indicador: em relação a maio de 2018, o volume de serviços no estado retraiu 6,2%. O Piauí já vem tendo um histórico de queda no desempenho do setor ao longo deste ano, se comparado com o ano passado: março, por exemplo, registrou uma diminuição no volume de serviços de 8,5% em relação ao mesmo mês de 2018.

Na comparação com maio de 2018, o avanço do volume de serviços no Brasil (4,8%) foi acompanhado por somente 18 das 27 unidades da federação. A principal contribuição positiva ficou com São Paulo (8,3%), que mostrou crescimento no volume de serviços, com destaque para: informação e comunicação (15,4%) e transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (4,4%). Vale citar ainda os avanços vindos de Minas Gerais (5,0%), de Santa Catarina (11,7%) e do Paraná (5,5%).

Por outro lado, a influência negativa mais importante veio do Rio de Janeiro (-3,0%), pressionado, exclusivamente, por apenas uma das cinco atividades investigadas: informação e comunicação (-13,7%).

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário