• show Legião Urbana
  • casa gourmet 2018
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Economista recomenda poupar 13° salário

Para quem não abre mão da confraternização com a família, Teresinha Ferreira pontua que é possível comprar presentes, desde que não comprometa muito o orçamento e não gere tantas dívidas.

29/11/2018 08:22h

Muitas empresas e órgãos públicos já começaram a fazer o pagamento da primeira parcela do 13° salário. Uma notícia boa para a população, que já começa a fazer planos com esse dinheiro extra. Mas, segundo a economista Teresinha Ferreira, este é um momento de poupar e evitar compras desnecessárias.

“Quem puder, deve fazer um investimento como forma de se precaver, já que ninguém sabe como será o próximo ano, devido à mudança de governo. Se as pessoas puderem fazer uma poupança, seria interessante, pois seria uma forma de se resguardar para que consiga superar crises que possam vir a acontecer mais forte do que já está acontecendo hoje”, comenta.

Foto: Reprodução
Para quem não abre mão da confraternização com a família, Teresinha Ferreira pontua que é possível comprar presentes, desde que não comprometa muito o orçamento e não gere tantas dívidas. De acordo com ela, a previsão é de que a movimentação no comércio seja mais intensa do que em relação ao mesmo período do ano passado.
“As pessoas trabalharam o ano inteiro e querem se confraternizar, usufruir um pouco daquilo que passou o ano trabalhando, mas claro que de maneira moderada, já que ainda estamos em crise e o dinheiro está escasso. Se possível, as pessoas devem se resguardar um pouco, comprar o essencial e comprar à vista. O cartão hoje é uma moeda muito utilizada, mas ele é perigoso, porque se você compra além do que ganha, a pessoa termina ficando endividada”, enfatiza.

Uma dica da economista é utilizar o 13° para quitar as dívidas, sobretudo as que estão em atraso e, em especial, as do cartão de crédito, que têm juros elevados. Contudo, Teresinha Ferreira explica que, de certa forma, o 13° salário é um valor ilusório e que, devido à conjuntura econômica do País, a população termina por utilizar esse valor em seu dia a dia e não fica caracterizado como uma renda extra. Mas, ela destaca que é possível destinar esta verba para o pagamento de contas comuns no início do ano.

“As pessoas acabam usando o 13° salário para aliviar as despesas diárias. Mas esse valor também pode ser uma forma das pessoas se resguardarem para as próximas despesas que estão por vir, como material escolar, impostos de imóveis e veículos, entre outros. Para quem é solteiro, pode usar esse valor para realizar algum sonho, como viajar ou cursos”, conta.

Por: Isabela Lopes

Deixe seu comentário






Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado