• Banner boticário Malbec Magnetic
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Comércio: Dia das Crianças deve aumentar vendas em até 5%

De acordo com o Sindilojas/PI, a projeção é otimista em relação a 2017, que foi um ano difícil para o varejo.

10/10/2018 08:10h

O Dia das Crianças, celebrado em 12 de outubro, está chegando e o teresinense já se movimenta para garantir a diversão dos pequenos. E para aproveitar o movimento, fortalecendo a data dentro do calendário de vendas, as lojas da Capital buscam atender à demanda neste setor. 

O presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas/PI), Tertulino Passos, afirma que a entidade tem uma expectativa de melhora nas vendas no período em relação a 2017. A projeção de crescimento gira em torno de 4% a 5%, quando comparado com o ano passado, que, segundo ele, foi um ano difícil para as vendas. 

“Os [produtos] que têm mais saída são os brinquedos mais baratos. Aquele brinquedo que tem um preço um pouco mais elevado já fica de fora. [Os mais procurados] são carrinhos e bonecas, [especialmente] nas lojas do Centro, que têm uma oferta maior”, afirma.

Mas para Evandro Cosme, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), o ano de 2017, como citado pelo Sindilojas/PI não é um bom parâmetro para fazer avaliação e meta de vendas. “Queremos focar em 2015 e 2016. 2017 foi um ano muito difícil para a economia”, destaca.

Foto: Elias Fontinele/ O DIA

Cosme pondera ainda que, seguindo a tendência nacional, o comércio piauiense tem utilizado com muita eficiência as datas nobres do calendário do varejo, como Dia das Mães, Natal e Dia dos Namorados. Estas datas motivam o consumo e, segundo Cosme, o Dia das Crianças tem sido uma data que tem crescido bastante.

“São oportunidades onde as lojas se enfeitam a caráter pra receber aquele público específico. As pessoas fazem eventos, compram-se presentes, desde roupas aos brinquedos e eletrônicos. É realmente uma data que tem esse apelo. Várias pessoas, como tios, pais e padrinhos querem presentear”, assinala.

Em uma loja do Centro de Teresina, por exemplo, a vendedora Jhosley Pires conta que o estabelecimento já está com os produtos organizados na campanha há cerca de três semanas. “Na primeira semana de outubro, já estava lotado, só que agora [nessa semana] já caiu. Na quinta-feira da semana passada, a venda foi ótima. Vendemos bastante”, confessa. 

Pais buscam opções que encaixem no orçamento 

O vigilante Bruno Alves conta que ele e a esposa foram às compras e aproveitaram para ver opções de brinquedos para o Dia das Crianças. A dona de casa Andreza Souza é esposa de Bruno e revela que já está pesquisando, mas, por conta dos preços, ainda não sabe se vai adquirir algum produto. 

“Eu acho que está quase a mesma coisa de antes, não aumentou muito não, porque brinquedo é sempre mais caro mesmo. Estava olhando uma boneca, que a Catarina gosta muito”, conta.

Já a auxiliar administrativa Larissa Nery resolveu se adiantar na compra dos brinquedos do Dia das Crianças. Ela se surpreendeu ao encontrar várias opções de dinossauros, o brinquedo preferido do filho de 4 anos. Nesse período, Larissa precisa comprar dois brinquedos, já que o Dia das Crianças e o aniversário do filho ocorrem bem próximos. 

“Esse ano está bem variado e nas lojas mais baratas têm todo tipo de brinquedo, com preço bem em conta. Tem brinquedo até de R$ 20. Venho comprar brinquedos todos os anos e gosto de vir cedo, porque na quinta-feira [véspera do feriado] fica lotado”, explica.

Edição: Ananda Oliveira e Virgiane Passos

Deixe seu comentário






Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado