Flora Izabel

Conheça a deputada estadual Flora Izabel.

24/10/2020 16:36h

Compartilhar no

Flora Izabel Nobre Rodrigues atualmente é deputada estadual pelo Partido dos Trabalhadores e presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa do PiauíNasceu em Teresina em 29 de novembro de 1962, filha de José Rodrigues Alves e Clésia Batista Nobre Rodrigues Alves.

Foto: Divulgação/Alepi

Economista formada pela Universidade Federal do Piauí, instituição onde também cursou Letras e especializou-se em Políticas Públicas. Ingressou no serviço público em 1983, atuando na Delegacia Federal de Agricultura do Piauí, de onde licenciou-se em 1997 para o primeiro mandato eletivo como vereadora de Teresina.

Desde cedo revelou interesse pelo embate político. Teve sua vida acadêmica marcada pela militância no Movimento Estudantil do qual foi líder na década de 80, estando à frente na resistência à Ditadura  Militar no Piauí. 

Fundou o Sindicato dos Servidores Públicos Federais do Piauí e foi a primeira a presidi-lo. Foi também presidente do Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores no biênio 96 – 98. Nas eleições majoritárias de 1994 foi a primeira candidata a  deputada federal pelo Partido dos Trabalhadores em todo o Brasil, e àquela época mesmo sendo pequena a participação da mulher piauiense na política partidária, obteve a aprovação de cerca de 20 mil eleitores.

Ingressou na carreira político-partidária em 1996, quando foi eleita vereadora de Teresina .Em reconhecimento à sua atuação, foi considerada  a vereadora mais popular do Brasil pela Revista Isto É, e pelo Instituto Brasmarket de Pesquisa.

Em 2000, foi reeleita vereadora da capital piauiense com praticamente o dobro do número de votos conseguidos no pleito anterior. Exerceu esse segundo mandato somente até o ano de 2002 quando foi eleita deputada estadual. No primeiro mandato como deputada, foi a primeira mulher a exercer a liderança de um governo na Assembleia Legislativa do Piauí.

Reeleita deputada estadual nas eleições do ano de 2006.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Da Redação

Deixe seu comentário