• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Notícias Concursos

22 de janeiro de 2020

FMS convoca 76 candidatos aprovados em processo seletivo

FMS convoca 76 candidatos aprovados em processo seletivo

Os novos convocados devem se apresentar na sede da FMS, a partir de segunda feira (27) para que sejam providenciados os trâmites da contratação.

Mais 76 candidatos aprovados no processo seletivo do edital 1/2019 foram convocados pela Fundação Municipal de Saúde hoje (22). Os novos convocados devem se apresentar na sede da FMS, a partir de segunda feira (27) para que sejam providenciados os trâmites da contratação.

As convocações são para os cargos de enfermeiro 30h, enfermeiro plantonista, enfermeiro ESF/PMAQ, educador físico, auxiliar de administração, técnico em enfermagem, técnico em patologia clínica, odontólogo ESF/PMAQ, auxiliar de saúde bucal, nutricionista e médicos nas áreas de anestesiologia, psiquiatria, médico ESF/PMAQ, médico intensivista plantonista, médico pediatra plantonista e clínico geral.

“Nós estamos neste instante chamando novos profissionais para que todos os nossos postos estejam ocupados e que não haja a falta de profissionais para atendimento na rede pública de saúde”, afirma o presidente da FMS, Charles Silveira.


FMS convoca 76 candidatos aprovados em processo seletivo. Reprodução

Até o momento 548 candidatos referentes ao edital 1/2019 já foram convocados.  Eles devem se dirigir ao Núcleo de Planejamento, Recrutamento e Seleção na sede da FMS, que fica na Rua Governador Artur de Vasconcelos, 3015, bairro Aeroporto. O atendimento acontece de segunda a quinta-feira das 8h às 12h30. O prazo para que os aprovados comparecerem à FMS é de 30 dias, improrrogáveis, a contar da publicação do Edital de Convocação no Diário Oficial do Município.

“Ressaltamos que os atendimentos para a entrega de documentação, perícia médica (a ser realizada no IPMT) e assinatura de contrato, serão agendados respeitando a quantidade de atendimentos estabelecida por dia”, informa João Luciano de Castro e Sousa, chefe do Núcleo de Planejamento, Recrutamento e Seleção de Pessoas.

19 de janeiro de 2020

No Brasil, 88% apoiam demissão de servidor com mau desempenho

No Brasil, 88% apoiam demissão de servidor com mau desempenho

91% afirmam que os servidores públicos precisam de apoio para se desenvolverem como profissionais e realizarem melhor seu trabalho.

Funcionários públicos deveriam ter seu trabalho avaliado constantemente e ser recompensados de acordo com o desempenho, como em empresas privadas.

Essa é a avaliação feita por 91% dos entrevistados na pesquisa "Os brasileiros e a percepção sobre a qualidade do gestor público", realizada pelo Datafolha e encomendada pela Aliança, formada pela Fundação Lemann, Fundação Brava, Instituto Humanize e República.org.

O mesmo percentual (91%) afirma que os servidores públicos precisam de apoio para se desenvolverem como profissionais e realizarem melhor seu trabalho. Para 88%, é importante demitir aqueles que, constantemente, não têm feito um bom trabalho.

O percentual dos que concordam que esses servidores precisam ter garantia de estabilidade é de 58%. Discordam da afirmação outros 39%.

Foto: Reprodução

A pesquisa foi realizada de 8 a 14 de maio de 2019, com 2.086 pessoas em todo território nacional, em todas as regiões do Brasil. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Questionados se gostariam de trabalhar em cargos de liderança no governo de suas cidades, 43% demonstraram interesse, percentual considerado relevante pela Aliança, responsável por ações com o governo federal, estados e municípios na área de gestão pública. Entre elas estão programas de atração, pré-seleção, avaliação de desempenho e apoio para desenvolvimento.

Para 39% dos entrevistados, as vagas para cargos de confiança no serviço público não são bem divulgadas. Ainda segundo a pesquisa, 72% concordam que pessoas bem preparadas em cargos importantes do governo podem melhorar suas vidas, independente da simpatia dos entrevistados pelas ações do governante.

"Todas as grandes transformações no serviço público ao redor do mundo se deram a partir de você estabelecer um grupo bem preparado de liderança e com capacidade de transformação. A gente queria ver como as pessoas percebiam isso, independentemente das afinidades com o governo. Elas acreditam que avaliação constante é fundamental", afirma Weber Sutti, diretor de projetos da Fundação Lemann.

"Nosso trabalho está muito focado em cargos de liderança, de livre nomeação. Você tem de ter uma avaliação constante a partir de resultados pactuados, e ela tem de ser feita sempre levando em conta o apoio necessário ao cumprimento desses objetivos", afirma Weber.

Em geral, cargos de liderança em governos não têm avaliação de desempenho. Ou essa avaliação tem como objetivo apenas a bonificação, sem resultar em perda do cargo.

Weber Sutti dá como exemplo as vagas de livre nomeação no governo federal, como os chamados DAS (Grupo-Direção e Assessoramento Superiores), nas quais os ocupantes têm avaliação 100%, independentemente dos resultados.

"É [necessária] uma avaliação das competências frente aos desafios. Você mede resultado e potencial. Há pessoas que têm muito potencial, mas não conseguem entregar, e também o contrário. A questão das competências não é uma questão de opinião. Você tem índices e critérios que ajudam a medir."

O sistema de pré-seleção, com elaboração de uma lista que será submetida a um prefeito ou secretário, por exemplo, tem como base sistemas desenvolvidos em países como Austrália, Inglaterra e Chile. No país latino-americano, o modelo foi desenvolvido a partir de 2003, com apoio de partidos de governo e oposição, e mantido mesmo com a alternância de poder.

"O Chile passou o Brasil no ranking de qualidade do serviço público. Uma das transformações foi um sistema de seleção para a alta direção pública, que tem processo seletivo por competência", diz Weber.

"Essa lógica de que para cargos de confiança você precisa atrair pessoas com mais aptidão é realidade na maior parte dos países, não só da OCDE. No Brasil, há experiências desde o início de 2000 nesse sentindo, mas como iniciativa de governos específicos, não como política pública. A gente está longe de disso."

SP e Minas testam processo de seleção por competência

Um em cada quatro dirigentes regionais de Educação do estado de São Paulo foram escolhidos a partir da metodologia de seleção por competência desenvolvida pela Aliança.

Em 2019, a Secretaria de Educação do Estado iniciou o processo para selecionar 34 dos 91 profissionais responsáveis por uma rede de mais de 5.000 escolas. 25 já estão trabalhando.

Mais de 1.000 servidores da rede paulista de ensino se candidataram. Para participar do processo é necessário ser profissional concursado da rede.

Após as etapas iniciais, foram selecionados três profissionais por vaga, posteriormente entrevistados pelo secretário e secretários executivos da pasta.

Os responsáveis pela área de recursos humanos da secretaria também receberam treinamento para aplicar a metodologia. Nas novas seleções, a ideia é que a participação dos profissionais da secretaria ganhe espaço, com acompanhamento à distância da Aliança.

Está previsto novo processo seletivo para outras regionais. Supervisores e diretores das escolas também serão escolhidos dessa forma.

"Ter bons líderes é essencial quando a gente pensa em melhorar o resultado. Se fossemos uma empresa, seríamos a maior do Brasil [em funcionários]. São 250 mil. É claro que vou encontrar [entre eles] 91 bons dirigentes, 5.100 bons diretores", diz Haroldo Corrêa Rocha, secretário-executivo da Educação do governo de São Paulo.

Ele afirma que a educação brasileira necessita de recursos, mas precisa também melhorar a gestão, principalmente nos cargos de alto escalão.

"A gente aposta nessa metodologia de dar oportunidade a todos. Os que chegaram ao final chegaram por mérito, não tiveram de pedir a político nenhum. Os liderados sabem que eles vieram por mérito. Faz uma enorme diferença. É uma turma com alto estima, respeitada pelos colegas."

Passada a fase de seleção, a secretaria trabalha agora na metodologia para avaliação de desempenho e desenvolvimento dos profissionais. Muitos são professores que, embora tenham demonstrado aptidão para cargos de liderança, não estão acostumados com todas as obrigações burocráticas das novas funções, como a necessidade de realizar compras e executar outras despesas públicas.

A Aliança também trabalha no programa Transforma Minas, que selecionou 165 profissionais, entre 9.000 inscritos, para vagas em várias secretarias e órgãos de governo, incluindo subsecretários.

Entre os selecionados, 80% são servidores de carreira e 20% vieram do setor privado, de acordo com o Secretário de Planejamento e Gestão de Minas, Otto Levy. "Do ponto de vista do funcionário público, isso mostra que estamos reconhecendo o talento."

O secretário afirma que muitos desses cargos de confiança eram normalmente ocupados por funcionários não-concursados. Diz ainda que, com o sistema consolidado, poderá haver indicações políticas, desde que o indicado consiga passar pelo processo seletivo.

"O objetivo é fazer uma mudança de cultura no serviço público, caminhar para a profissionalização, para que cargos de chefia sejam ocupados baseados na meritocracia. O que a gente espera é uma melhora na gestão do estado e que isso se reflita em melhores resultados e serviços."

Em novembro, foi iniciada a segunda etapa do programa, de desenvolvimento de habilidades de liderança, aplicada a subsecretários e outros gestores com cargos equivalentes.

Entre os cargos de maior nível hierárquico está o de subsecretário de Planejamento e Orçamento, que passou a ser ocupado por Felipe Magno, 32, funcionário de carreira desde 2010, que irá liderar uma equipe de cerca de 50 servidores.

Ele passou pelo processo de seleção e, posteriormente, definição de metas junto ao secretário e ao governador Participa agora da fase de desenvolvimento de competências e identificação de necessidades de aprimoramento, junto aos demais gestores.

"É um processo que dá oportunidade para que todos possam participar. Na seleção é feita entrevista técnica, análise de currículo, de competência e isso possibilita uma escolha mais alinhada com a vaga", afirma Magno.

A previsão é que o Transforma Minas preencha 325 vagas até 2022, em processo realizado pela própria secretaria com a metodologia do programa.

Segundo estimativas da Fundação Lemann, há mais de 23 mil cargos de livre nomeação no governo federal e 120 mil em governos estaduais.

01 de janeiro de 2020

Carreira policial é uma boa aposta para concurseiros em 2020

Carreira policial é uma boa aposta para concurseiros em 2020

Oportunidade marcam o início do ano novo em todo o Piauí

O ano de 2020 acabou de começar, mas muita gente está de olho nas previsões de concursos públicos , bem como editais que ainda poderão ser publicados em 2019. No Piauí, duas prefeituras estão com editais abertos para 109 profissionais de nível fundamental, médio e superior com salários que chegam até R$ 5 mil dependendo do cargo.

 A Prefeitura de Boqueirão do Piauí, distante a 135 km de Teresina, lançou no dia 20 deste mês um concurso público para preenchimento de 64 vagas do quadro permanente da Carreira policial é uma boa aposta para concurseiros Os concursos de prefeituras também estão em alta no próximo ano administração municipal e formação de reservas. Segundo o edital, os salários variam de R$ 998 a R$ 4.500. As inscrições seguem até o dia 20 de janeiro de 2020.

 Ao todo, são ofertadas pelo certame vagas para: médico (2), enfermeiro (2), fisioterapeuta (2), psicólogo (1), assistente social (2), educador físico (1), nutricionista (2), controlador geral (1), técnico em higiene bucal (3), técnico em enfermagem (3), agente de saúde (3), odontólogo (2), operador de máquinas (2), agente de endemias (4), auxiliar administrativo (4), cadastrador/visitador (2), digitador (1), vigia (7), serviços gerais (6), pedagogo (1), professor de educação infantil (5), professor polivalência (3), professor de letras português (2) e professor de ensino religioso (2). 

O exame acontece no dia 8 de março de 2020, no município de Boqueirão do Piauí. A prova começa às 8h com término previsto para às 12h. 

Já a prefeitura de Pau d’Arco do Piauí, a 49 km de Teresina, mantém as inscrições abertas até o dia 10 de janeiro de 2020, segundo o edital. Para o município, são ofertadas 45 vagas.

 As vagas em aberto são para: médico ESF, dentista ESF, médico veterinário, fisioterapeuta, farmacêutico/bioquímico, fonoaudiólogo, psicólogo, nutricionista, enfermeiro, técnico de enfermagem, atendente de farmácia, agente administrativo, auxiliar de saúde bucal, agente de controle de endemias, motorista de ambulância, motorista, vigia, assistente social, agente administrativo, operador de sistemas, bibliotecário, motorista para ônibus escolar, fiscal de tributos, operador de máquinas pesadas e gari.

De acordo com o edital, os salários variam de R$ 998 a R$ 5 mil também dependendo do cargo e horas trabalhadas. A prova objetiva acontece no dia 2 de fevereiro de 2020. 

De olho nas oportunidades 

O professor e Coah para concursos, Márcio Lima, explica que apesar do Ministério da Economia ter anunciado regras mais rígidas para a autorização de concursos públicos, há a previsão de bons concursos públicos para órgãos federais para 2020. Entre eles, estão os certames de Agente Penitenciário Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, INSS, IBAMA e para o Senador Federal, com salário de nível médio chegando a R$ 20 mil, e com provas aplicadas em Teresina.

 Outra aposta são os concursos estaduais. A carreira policial é uma das melhores opções. Estados como o Ceará e Maranhão estão com concursos previstos para Polícia Militar e Polícia Civil. Os concursos de prefeituras também estão em alta em 2020, já que é período eleitoral e o prazo para homologação ficam mais curtos.

O ano de 2020 deve ser marcado por oportunidades na área policial (Foto: Arquivo/O Dia)

 O professor Márcio Lima, com 21 anos de experiência com concursos, apontas todas essas oportunidades para explicar que o estudo para os certames é essencial mesmo sem os editais estarem lançados.

 “Não se estuda com edital aberto. É uma tentativa de um milagre na aprovação. O estudo é antecipado, porque tem que ser lento, com calma. Quando se vai estudar para concurso é preciso ter uma organização, técnicas, um processão de revisão”, orienta. 

Em nota, a Secretaria de Administração do Governo do Piauí informou que está atenta à necessidade de profissionais no âmbito das secretarias contratados por meio de concursos públicos. O Governo, segundo a nota, adotará providências para a contratação de profissionais, seja através de teste seletivo, terceirização ou concurso público sem que este afete a Lei de Responsabilidade Fiscal.

 Em relação ao Governo do Piauí, o Estado fará apenas a recomposição do quadro de pessoal em casos de substituição de servidores, conforme estabelecido na LRF. 

19 de dezembro de 2019

FMS convoca mais 84 aprovados em teste seletivo para contratação

FMS convoca mais 84 aprovados em teste seletivo para contratação

Este ano já foram chamados 471 candidatos referentes ao edital 1/2019.

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) convoca 84 novos candidatos aprovados no processo seletivo do edital 1/2019.Os novos convocados devem se apresentar na sede da FMS, a partir de segunda feira (23) para que sejam providenciados os trâmites da contratação. Confira a lista dos convocados. 

As convocações são para os cargos de enfermeiro 30h, enfermeiro plantão 24h, enfermeiro ESF/PMAQ e técnico em enfermagem 30 h. Também estão sendo convocados médicos ESF/PMAQ, médico pediatra plantão/24h, psiquiatra 20h, odontólogo PMAQ/40h e auxiliar saúde bucal ESF/PMAQ 40h. A FMS também está chamando para assumir cargos de auxiliar administrativo 40h e de técnico de patologia clínica 30h.

Até o momento 471 candidatos referentes ao edital 1/2019 já foram convocados.  Eles devem se dirigir ao Núcleo de Planejamento, Recrutamento e Seleção na sede da FMS, que fica na Rua Governador Artur de Vasconcelos, 3015, bairro Aeroporto, na segunda (23), quinta (26) e no dia   30 (segunda) de dezembro de 2019. O atendimento segue de segunda a quinta-feira à partir de janeiro de 2020. O prazo para que os aprovados comparecerem à FMS é de 30 dias, improrrogáveis, a contar da publicação do Edital de Convocação no Diário Oficial do Município.

“Ressaltamos que os atendimentos para a entrega de documentação, perícia médica (a ser realizada no IPMT) e assinatura de contrato, serão agendados respeitando a quantidade de atendimentos estabelecida por dia”, informa João Luciano de Castro e Sousa, chefe do Núcleo de Planejamento, Recrutamento e Seleção de Pessoas.

 “Nós estamos neste instante chamando novos profissionais para que todos os nossos postos estejam ocupados e que não haja a falta de profissionais para atendimento na rede pública de saúde”, afirma o presidente da FMS, Charles Silveira.

10 de dezembro de 2019

Timon abre concurso público com 168 vagas para professor

Timon abre concurso público com 168 vagas para professor

As inscrições para o certame vão de 12 de dezembro de 2019 a 5 de janeiro de 2020 e são feitas somente via internet.

A Prefeitura Municipal de Timon, vizinha cidade maranhense, lançou quarta-feira (4) o edital de concurso público para preenchimento de 168 vagas para o cargo de Professor do Ensino Infantil e Fundamental, com salários de até R$ 2.431,25. Ao todo, serão 70 vagas para o cargo de professor de 1º Ciclo (1º ao 5º ano) e 98 vagas para o cargo de professor de 2º Ciclo (6º ao 9º ano) ambos com carga horária de 20 horas semanais.

As inscrições para o certame vão de 12 de dezembro de 2019 a 5 de janeiro de 2020 e são feitas somente via internet, no endereço eletrônico nucepe.uespi.br/conc_semedtimon2019.php. O valor da taxa é de R$ 120,00 e deverá ser recolhido, através de boleto bancário junto a qualquer instituição financeira ou aos seus correspondentes bancários, casas lotéricas e Correios.

O concurso público será constituído de prova escrita objetiva e prova de título. A prova objetiva será realizada no dia 19 de janeiro de 2020, com divulgação do gabarito no mesmo dia. O resultado será divulgado dia 30 de janeiro de 2020 com a publicação nessa data do Edital de convocação para a 2ª etapa, da prova de títulos cujo resultado será divulgado dia 12 de fevereiro de 2020. O resultado final será anunciado dia 28 de fevereiro de 2020. 

A aplicação da prova escrita objetiva será realizada, exclusivamente, em Timon-MA, conforme data estabelecida no cronograma de execução.

Para os cargos de professor de 1º ciclo, os candidatos deverão ter diploma em licenciatura plena em magistério cursado em instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC. Já para professor de 2º ciclo, os candidatos devem possuir graduação nos seguintes cursos: licenciatura plena em letras com habilitação em português; licenciatura em matemática; licenciatura em ciências, em química ou licenciatura em física, licenciatura em história e licenciatura em geografia, licenciatura em educação física, licenciatura em língua estrangeira Inglês.

A carga horária é de 20h semanais. Além disso, será reservado 5% do total de vagas oferecidas por cargo a pessoas com deficiências. No caso da aplicação do percentual previsto resulte em número fracionado, este deverá ser elevado até o primeiro número inteiro subsequente, respeitando o limite do percentual máximo. Na falta de candidatos aprovados para as vagas reservadas a pessoas com deficiências, estas serão preenchidas pelos demais candidatos aprovados nas vagas de concorrência ampla, observando-se a ordem de classificação final.

Aos candidatos com Deficiência Física fica assegurada a adequação de critérios para a realização da prova escrita objetiva à deficiência, a ser efetivada por meio do acesso a tecnologias assistivas e a adaptações razoáveis. 

Os aprovados no concurso irão atuar nas unidades de ensino da Rede Pública Municipal de Ensino de Timon, ambos do Quadro Permanente de Pessoal do Poder Executivo do Município de Timon, sob o regime estatutário, observando o disposto no inciso II, art. 37 da Constituição  Federal, nos termos da Lei Orgânica Municipal, e suas alterações, na Lei Municipal nº 1.299 (Estatuto dos  Servidores Municipais do Município de Timon), de 28/12/2004, na Lei Municipal nº 2.181, de 21/10/2019.

18 de novembro de 2019

Três prefeituras encerram inscrição de concurso essa semana

Três prefeituras encerram inscrição de concurso essa semana

São ofertadas vagas para todos os níveis de escolaridade e os salários podem chegar a R$ 7.300,00.

As prefeituras de Oeiras, Nazaré do Piauí e Cajueiro da Praia encerram essa semana inscrição para concursos e processo seletivo. São ofertadas vagas para todos os níveis de escolaridade e os salários podem chegar a R$ 7.300,00.

A prefeitura de Oeiras oferece 93 vagas, com salários que varia de R$ 998,00 a R$ 7.000,00. A inscrição encerra nesta TERÇA-FEIRA (19) e deve ser feita no site da Crescer Consultorias, empresa responsável pelo certame. O concurso conta com prova objetiva e prova de título e tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado por mais 24 meses. Na prova objetiva serão cobrados conteúdos de língua portuguesa, matemática, noções de informática, Legislação do SUS, conhecimentos pedagógicos e/ou conhecimentos específicos. A seleção será por meio de prova objetiva, para todos os cargos, agendada para 8 de dezembro de 2019, e por prova de títulos para os cargos de Professor.

Já a Prefeitura de Nazaré do Piauí está com inscrição aberta até o QUARTA-FEIRA (20) para edital que oferece 34 vagas. As oportunidades são para Auxiliar de Serviços Gerais, Agente Comunitário de Saúde, Motorista, Técnico em Enfermagem, Técnico em Saúde Bucal, Orientador Social, Técnico em Vigilância de Saúde, Enfermeiro, Fisioterapeuta NASF, Farmacêutico, Médico, Psicólogo, Nutricionista, Odontólogo, Assistente Social e Educador Físico CRAS. Os salários vão de R$ 998,00 a R$ 2.400,00, mais gratificação, em regimes de trabalho de 20 a 40 horas por semana. A prova objetiva está agendada para 1 de dezembro de 2019.

Processo seletivo

A Prefeitura de Cajueiro da Praia está com inscrições abertas até SEGUNDA-FEIRA (18) para 85 vagas em cargos de níveis fundamental, médio e superior. As oportunidades são para: operador de máquina pesada, técnico em construção civil ou técnico em edificações, fiscal de obras e posturas municipais, fiscal de tributos, médico, técnico de enfermagem, agente de controle de endemias, fiscal de vigilância sanitária, cirurgião dentista, auxiliar de saúde bucal, técnico em saúde bucal, educador físico, nutricionista, técnico de enfermagem, digitador, motorista categoria B-, motorista categoria AB, motorista categoria D, serviços gerais, auxiliar administrativo, professor da educação infantil e ensino fundamental, professor docência de educação física, auxiliar de turma (sala de aula), assistente social, psicólogo, orientador social, visitador do programa criança feliz, entrevistador do cadastro único e programa bolsa família e agente comunitário de saúde. Os salários variam entre R$ 998,00 a R$ 7.300,00, em jornadas de 20 a 40 horas por semana.

O certame valerá por um (1) ano, a contar da data de publicação da homologação do resultado final, sendo renovável por mais 12 meses, a critério da administração.

14 de novembro de 2019

Após ação do MP, Justiça determina que CMT realize concurso

Após ação do MP, Justiça determina que CMT realize concurso

O Poder Legislativo Municipal tem 90 dias para publicar um edital de concurso público para o provimento dos cargos efetivos.

O juiz da 2ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública de Teresina acatou o pedido feito pelo Ministério Público do Piauí, por meio da 44ª Promotoria de Justiça da capital, e determinou que a Câmara Municipal de Teresina realize concurso público para contratação de servidores efetivos.

De acordo com levantamento feito pelo promotor de Justiça Fernando Santos, a Câmara Municipal de Teresina possui 857 servidores comissionados, o que representa mais de 80% dos cargos do órgão, enquanto o número de servidores efetivos é de 180. Diante disso, a ação tem como objetivo fazer com que a quantidade de cargos comissionados e efetivos seja proporcional na Casa.

Foto: Arquivo O Dia

Segundo a Lei Municipal nº 2.138/92., a administração pública municipal deve assegurar que, pelo menos, 50% do quadro de pessoal seja ocupado por servidores efetivos. O promotor explicou ainda que em 2018, a Câmara Municipal de Teresina tentou regularizar os cargos comissionados, por meio de uma resolução atribuindo funções técnicas ou operacionais para os mesmos, não possuindo caráter de chefia, assessoramento ou direção, como prevê a Constituição Federal de 88.  

Com a decisão, o Poder Legislativo Municipal deve publicar em 90 dias um edital de concurso público para o provimento dos cargos efetivos, com as vagas indicadas na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2019. Foi fixada, ainda, multa diária no valor de R$ 5 mil reais a ser paga pela presidência da CMT, em caso de descumprimento da decisão judicial. 

Contraponto

A reportagem do O Dia entrou em contato com o presidente da Câmara de Teresina, Jeová Alencar, mas as ligações não foram atendidas. O O Dia reitera que o espaço continua aberto para quaisquer esclarecimentos sobre o fato.

06 de novembro de 2019

Inscrições para concurso público da Alepi encerram nesta quarta (06)

Inscrições para concurso público da Alepi encerram nesta quarta (06)

O concurso prevê o preenchimento de 41 vagas de nível médio e superior, com salários que variam entre R$ 2.030,14 e R$ 4068,39, respectivamente.

As inscrições para o concurso público da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) encerram nesta quarta-feira (06). O concurso prevê o preenchimento de 41 vagas de nível médio e superior, com salários que variam entre R$ 2.030,14 e R$ 4068,39, respectivamente. Clique aqui para fazer a sua inscrição. O concurso será realizado pela Comissão Permanente de Seleção (Copese) da Universidade Federal do Piauí. 

Inscrições para concurso público da Alepi encerram hoje (06). (Foto: Arquivo O Dia)

Na semana passada, a Associação Nacional da Advocacia Negra (ANAN) entrou com uma representação junto ao Ministério Público do Piauí pedindo a reformulação do edital do concurso, publicado no mês passado. Segundo a entidade, o certame não destina os 20% das vagas para a população negra, conforme prevê a lei federal 12.990/2014. O concurso será realizado pela Comissão Permanente de Seleção (Copese) da Universidade Federal do Piauí. 

Quatro dias antes do lançamento do edital, no dia 20 de setembro, a Coordenadoria Permanente de Seleção (Copese) da Universidade Federal do Piauí (UFPI) havia divulgado mudanças no edital do concurso, após a contestação da União Nacional dos Taquígrafos (Unaqi) e do pedido de impugnação feita pelo público.

A Unaqui questionou a ausência de prova prática para o preenchimento das vagas. Já o publicou pediu a exclusão do tempo de serviço público como prova de título. As contestações foram acatadas e as mudanças foram publicas no edital.

A prova escrita objetiva do concurso está prevista para acontecer no dia 17 de janeiro do próximo ano e o resultado final deve ser divulgado até o dia 17 de março. Os aprovados devem ser empossado até julho de 2020.

04 de novembro de 2019

Entidade contesta edital da Alepi por falta de cotas para negros

Entidade contesta edital da Alepi por falta de cotas para negros

A Associação Nacional da Advocacia Negra informou que vai representar no Ministério Público por revisão no documento. Concurso está com inscrições abertas.

A Associação Nacional da Advocacia Negra (ANAN) entrará com uma representação junto ao Ministério Público do Piauí pedindo a reformulação do edital do concurso da Assembleia Legislativa (Alepi), publicado no mês passado. O certame é para preenchimento de 41 postos de trabalho no funcionalismo público, mas segundo a entidade, não destina os 20% das vagas para a população negra, conforme prevê a lei federal 12.990/2014. O concurso será realizado pela Comissão Permanente de Seleção (Copese) da Universidade Federal do Piauí. Confira o edital aqui.



Leia também: UFPI divulga alterações no edital do concurso da Alepi 


A informação foi repassada pela representante da ANAM no Piauí, a advogada Carmem Lúcia. De acordo com ela, destinar 20% das vagas para a população negra é mais do que uma garantia constitucional: é também garantir a igualdade racial. 

“Existe uma disparidade muito grande. Apenas 27% da população negra consegue adentrar no serviço público e essa ação afirmativa de cotas é reparação histórica por todas as atrocidades cometidas contra os negros na história do Brasiil, por toda a invisibilidade e a falta de políticas públicas que deixem a população negra em situação de igualdade”, afirma Carmem Lúcia.


Concurso é para preenchimento de 41 vagas para nível médio e superior - Foto: Assis Fernandes/O Dia

Para a advogada, a lei federal de cotas sozinha não garante a inclusão da população negra no mercado de trabalho: é preciso uma normativa tanto a nível estadual quanto municipal que também faça essa reserva de vagas. Carmem Lúcia cita como exemplo o que se observa nos Estados da Bahia, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Piauí, que possuem atos normativos prevendo 30% das vagas para a população negra em concursos públicos. Segundo ela, o Piauí “está na contramão e inerte nessa situação”.

A Associação Nacional da Advocacia Negra no momento está articulando a ação que irá mover com a OAB-PI e a demais órgão competentes. O concurso da Alepi cujo edital está sendo contestado pela entidade encerra suas inscrições na próxima quarta-feira (06) e a prova será realizada em 12 de janeiro de 2020. Foram abertas vagas para as áreas do Direito, Contabilidade, Tecnologia da Informação, Comunicação Social, Biblioteconomia, Taquigrafia, Informática, Cerimonial Público, Radiodifusão e Área Administrativa.

As remunerações iniciais são de R$ 4,068,39 para cargos de nível superior e de R$ 2.310 para os cargos de nível médio.

25 de outubro de 2019

Semec lança edital de concurso com 140 vagas para professor

Semec lança edital de concurso com 140 vagas para professor

Concurso será destinado ao preenchimento de vagas de professor do ensino fundamental com salários de até R$ 3,7 mil.

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) lançou nesta quinta-feira (24) o edital de concurso público para preenchimento de 140 vagas para o cargo de professor do ensino fundamental, com salários de até R$ 3.782,29. Ao todo, serão 30 vagas para o cargo de professor de 1º Ciclo (1º ao 5º ano) e 110 vagas para o cargo de professor de 2º Ciclo (6º ao 9º ano).


Leia também:

As inscrições para o certame vão de 1º a 30 de novembro de 2019. O concurso público será constituído de prova escrita objetiva, a ser realizada no dia 15 de dezembro de 2019, e prova didática, cuja data será definida em edital de convocação. Todas as etapas serão realizadas, exclusivamente, em Teresina. O resultado final será divulgado até 28 de janeiro de 2020.

Aprovados irão atuar no ensino fundamental. (Foto: Arquivo O Dia)

Para os cargos de professor de 1º ciclo, os candidatos deverão ter diploma em licenciatura plena em pedagogia ou normal superior cursado em instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, ou ainda licenciatura plena em qualquer área e curso de nível médio na modalidade normal (antigo pedagógico).

Já para professor de 2º ciclo, os candidatos devem possuir graduação nos seguintes cursos: licenciatura em letras com habilitação em português; licenciatura em matemática; licenciatura em artes em quaisquer das linguagens ou em educação artística; licenciatura em ciências naturais e/ou ciências biológicas e/ou física e/ou química ou licenciatura em ciências com habilitação em biologia, física ou química; licenciatura em teologia ou em ciências da religião; licenciatura em história e licenciatura em geografia.

A carga horária é de 20h a 40h semanais, a depender do cargo. Além disso, será reservado 5% do total de vagas oferecidas por cargo a pessoas com deficiências.

Os aprovados no concurso irão atuar nas unidades de ensino da Rede Pública Municipal de Ensino de Teresina, compondo o A Secretaria Municipal de Educação (Semec) lançou nesta quinta-feira (24) edital de concurso público para preenchimento de 140 vagas para o cargo de professor do ensino básico e fundamental, com salários de até R$ 3.782,29. Ao todo, serão 30 vagas para o cargo de professor de 1º Ciclo (1º ao 5º ano) e 110 vagas para o cargo de professor de 2º Ciclo (6º ao 9º ano).

As inscrições para o certame vão de 1º a 30 de novembro de 2019. O concurso público será constituído de prova escrita objetiva, a ser realizada no dia 15 de dezembro de 2019,  e prova didática, cuja data será definida em edital de convocação. Todas as etapas serão realizadas, exclusivamente, em Teresina. O resultado final será divulgado até 28 de janeiro de 2020.

Para os cargos de professor de 1º ciclo, os candidatos deverão ter diploma em licenciatura plena em pedagogia ou normal superior cursado em instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, ou ainda licenciatura plena em qualquer área e curso de nível médio na modalidade normal (antigo Pedagógico).

Já para professor de 2º ciclo, os candidatos devem possuir graduação nos seguintes cursos: licenciatura em letras com habilitação em português; licenciatura em matemática; licenciatura em artes em quaisquer das linguagens ou em educação artística; licenciatura em ciências naturais e/ou ciências biológicas e/ou física e/ou química ou licenciatura em ciências com habilitação em biologia, física ou química; licenciatura em teologia ou em ciências da religião; licenciatura em história e licenciatura em geografia.

A carga horária é de 20h a 40h semanais, a depender do cargo. Além disso, será reservado 5% do total de vagas oferecidas por cargo a pessoas com deficiências

Os aprovados no concurso irão atuar nas unidades de ensino da Rede Pública Municipal de Ensino de Teresina, compondo o quadro permanente da Secretaria Municipal de Educação. A execução do edital é de competência do Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) da Universidade Estadual do Piauí (Uespi). da Secretaria Municipal de Educação. A execução do edital é de competência do Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) da Universidade Estadual do Piauí (Uespi).

22 de outubro de 2019

21 de outubro de 2019

15 de outubro de 2019

PI: Prefeituras abrem concurso para preenchimento de 125 vagas

PI: Prefeituras abrem concurso para preenchimento de 125 vagas

Em Oeiras e Milton Brandão, as vagas são ofertadas para diversos cargos, incluindo médicos, psicólogos, assistentes sociais, professores, motoristas e digitadores.

As prefeituras de Oeiras e Milton Brandão, ambos municípios do Piauí, lançaram edital de concurso público para preenchimento de 125 vagas ofertadas para diversos cargos. Os salários vão de R$ 998,00 a R$ 7.000,00 em Oeiras e R$ 998,00 a R$ 6.300,00 em Milton Brandão. A instituição Crescer Consultorias (crescerconcursos.com.br) ficará responsável pela realização dos dois certames.

Clique aqui para acessar o edital de Oeiras. 

Clique aqui para acessar o edital de Milton Brandão. 

As 32 vagas ofertadas pelo município de Milton Brandão tem como objetivo preencher os cargos de fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo, médico PSF, dentista PSF, técnico de saúde bucal, enfermeiro, técnico de enfermagem, agente comunitário de saúde, agente de endemias, digitador, motorista , assistente social e orientador social.

Prefeituras abrem concurso para preenchimento de 125 vagas. (Foto: Reprodução)

Já as 93 vagas ofertadas pelo município de Oeiras visam o preenchimento dos cargos de assistente social, psicólogo, educador físico, agente municipal de saúde/ combate às endemias, motorista categoria “D”, técnico em enfermagem, técnico em laboratório, médico psiquiatra, médico especialista em saúde mental.

Além destas vagas, o certame de Oeiras também selecionará candidatos para os cargos de técnico em saúde bucal, cirurgião-dentista para atendimento de pessoas portadoras de necessidades especiais, agente comunitário de saúde, agente municipal de trânsito, auditor fiscal de tributos municipais, fiscal de meio ambiente e professor de diversas áreas.

As taxas de inscrição variam entre R$ 60 para nível fundamental, R$ 80 para nível médio e R$ 100 para nível superior. Em Oeiras, as inscrições acontecem de 14 de outubro a 19 de novembro. As provas serão realizadas no dia 08 de dezembro.

No concurso de Milton Brandão, o período de inscrição vai de 11 de outubro de 2019 a 11 de novembro de 2019. A prova objetiva está prevista para o dia 1º de dezembro de 2019.