• Banner boticário Malbec Magnetic
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Capote e Pinto animam o carnaval na zona Leste de Teresina

Os dois blocos são inspirados no Galo Da Madrugada, de Pernambuco, e garantiram a animação dos foliões ao som de frevo e marchinhas.

10/02/2018 17:19h - Atualizado em 10/02/2018 17:40h

Inspirados no Galo da Madrugada - que acontece em Pernambuco e é considerado pelo Guinness Book como o maior bloco de carnaval do mundo - o Pinto da Morada e o Capote da Madrugada deram início ao carnaval em Teresina na tarde deste sábado. Os dois blocos ocuparam as ruas na zona Leste e garantiram a animação dos foliões ao som de frevo e marchinhas.

Adriana Carvalho e Lucas Bonfim levaram os dois filhos para o meio da folia. “O que mais gosto do carnaval de Teresina é que podemos trazer as crianças e elas se divertem”, comentou a mãe, sendo logo interrompida pelo Gianluca, de seis anos. “Eu adoro!”, disse o menino.

Fotos: Moura Alves/ODIA

Capote

Neste carnaval, o Capote da Madrugada vem com uma novidade em comemoração aos 15 anos do bloco: a Arena Capote, onde é preciso pagar para entrar. No entanto, os organizadores garantem que a tradição do desfile de rua está garantida e o acesso a ele permanece gratuito.

Segundo Eli Iracema, umas das diretoras, a Arena só começa após terminado o desfile. “Somos o maior bloco de rua do Piauí e continuamos do mesmo jeito. Ninguém tem que pagar nada para seguir o Capote”, avisa.

Um dos motivos para manter a tradição é o respeito ao legado deixado por Mário Aragão. Ele foi presidente do Capote da Madrugada durante 14 anos. O pernambucano, que junto com Lacet Cavalcante, trouxe para o Piauí um pouco do carnaval daquele estado, morreu em fevereiro de 2017.

Para o atual presidente, o cearense João Furtado, essa fusão de culturas é a principal marca do Capote. “Mantivemos a orquestra de frevo, os bonecos gigantes, o trio e o desfile típico do carnaval de rua. Tudo isso em respeito aos grandes idealizadores do bloco, o Mário e o Lacet”, afirma Furtado.

Ao final do desfile, a estimativa é de que 100 mil pessoas tenham passado pelo Capote da Madrugada. Dentro da Arena, o espaço foi reservado para 3 mil foliões. No camarote, os 300 ingressos esgotaram logo de manhã.


Pinto

Outra opção para os filões na tarde de sábado foi o Pinto da Morada, que está em sua terceira edição. Este ano, o bloco ocupou um trecho da avenida Dom Severino, o mesmo espaço que antes era utilizado pelo Capote da Madrugada.

O presidente do Pinto da Morada é o pernambucano Alexandre Sá, que organiza o bloco junto com a esposa Isabel Fernanda Sá. “A nossa finalidade é promover, em Teresina, um carnaval com o melhor do frevo. Existe espaço para muitos blocos na cidade”, afirma Isabel.

O bloco vende apenas as camisas, mas parte da renda é destinada para o abrigo São Lucas. “Nosso carnaval é de rua, totalmente aberto ao público e gratuito”, reforça Isabel.

Os organizadores estimam que pelo menos 3 mil pessoas tenham participado pelo desfile.


Por: Nayara Felizardo

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas





Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado