Prédio da Boate Kiss será demolido e deve dar lugar a um memorial

Em 2013, ocorreu um incêndio na boate que deixou 242 mortos, e dezenas de feridos

08/06/2017 10:00h

Compartilhar no

O prédio da Boate Kiss em Santa Maria (RS) – palco do incêndio que deixou 242 mortos em 27 de janeiro de 2013 – será demolido e deve dar lugar, nos próximos dois anos, a um memorial. O Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) está organizando um concurso público nacional para transformar o imóvel em uma homenagem às vítimas.

 
O incêndio na Boate Kiss foi provocado por um sinalizador acionado por um dos integrantes da banda Gurizada Fandangueira, que se apresentava no local. Foto: Polícia Civil / Divulgação

O objetivo é lançar o edital até agosto e contar com a participação de profissionais de todo País. A estimativa é que todo processo custe R$ 250 mil – a ser pago por meio de financiamento – e dure até outubro. O vencedor será anunciado até janeiro de 2018, quinto ano da tragédia.

A data deve coincidir com o início da demolição do prédio. Ao menos é o que espera a prefeitura de Santa Maria, que diz estar em tratativas com a Econ Empreendimentos, dona do imóvel. Oficialmente não são citados valores, mas fontes afirmam que a construtora pede R$ 4 milhões pelo prédio. Três corretoras de imóveis farão as cotações para o imóvel. O plano da prefeitura é pagar a menor avaliação, depositando em juízo, adquirindo o espaço e começando sua demolição.

Compartilhar no
Fonte: Isto É

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário