Eike quer vender carros e embarcações de luxo para pagar fiança

Em prisão domiciliar, empresário tenta vender lanchas e Lamborghini

23/07/2017 08:54h

Compartilhar no

Ex-membro da lista de bilionários da revista Forbes, Eike Batista quer vender seus carros e lanchas de luxo para pagar sua fiança estipulada em R$ 52 milhões. Em prisão domiciliar e afastado de seus negócios, o fundador do Grupo X está com os bens bloqueados por decisão judicial. 

Eike precisou solicitar autorização para fazer as negociações e já anexou propostas de interessados em seus produtos, de acordo com o jornal Estado de S. Paulo. "Além da questão da deterioração, Eike está com os bens bloqueados, impossibilitado de arcar com as despesas deles" afirmou seu advogado, Fernando Martins.


Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

Carros e embarcações, como o Lamborghini Aventador branco que enfeitava a sala de sua casa, estão na lista dos bens que o empresário tenta vender. Além da Lamborghini, o empresário, que é apaixonado pelos esportes náuticos, também tenta vender lanchas e jet skis. Ainda segundo o jornal, ao menos quatro deles já foram avaliados, em um total de R$ 3,6 milhões. Em 2013, quando teve início o declínio do seu império, Eike precisou se desfazer do barco Pink Fleet. 

Eike Batista foi preso pela Operação Lava Jato no início de 2017 e ficou três meses atrás das grades antes de ser liberado para cumprir prisão domiciliar por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes. Ele é acusado de pagar US$ 16,5 milhões em propinas para o esquema do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral. Eike está negociando um acordo de delação premiada.

Compartilhar no
Fonte: Jornal do Brasil

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário