CAPES oferece 1.400 vagas para doutorado-sanduíche no exterior

A bolsa dura entre quatro e seis meses e após a conclusão, os estudantes retornam para o país para defesa da tese

14/10/2020 17:40h

Compartilhar no

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) oferece até 1.400 bolsas de doutorado-sanduíche para estudantes de pós-graduação interessados em estudar fora do Brasil. As vagas foram divulgadas no Diário oficial da União desta sexta-feira (9). 

Foto: Agência Educa Mais Brasil 

As oportunidades fazem parte do Programa de Doutorado-Sanduíche no Exterior (PDSE) e são destinadas a doutorandos de programas de pós-graduação (PPG) com nota igual ou superior a quatro na Avaliação Quadrienal da CAPES de 2017.

Doutorado-sanduíche no exterior

O Programa permite que alunos matriculados em cursos de doutorado no Brasil façam parte de seus estudos em instituição no exterior. Após a conclusão da bolsa, que dura entre quatro e seis meses, eles devem retornar ao País para a defesa da tese.

As instituições de ensino superiorterão até o dia 12 de março de 2021 para selecionar seus candidatos. Os aprovados nessa fase farão a inscrição pelo SICAPES, de 15/3 a 01/4, e deverão apresentar certificado de proficiência em língua estrangeira. A previsão é de que todo o processo seletivo dure até 1º de junho. Assim, as atividades no exterior terão início entre julho e setembro de 2021.

Benefícios da bolsa de doutorado 

O edital financiará até 1.400 bolsas no exterior na modalidade Doutorado Sanduíche, com duração de, no mínimo, quatro meses e, no máximo, seis meses. A CAPES será responsável pelo apoio financeiro aos bolsistas dos seguintes benefícios:

I - mensalidade;

II - auxílio deslocamento;

III - auxílio instalação;

IV - auxílio seguro-saúde; 

Também serão oferecidas bolsas de estágio em pesquisa de doutorado no exterior, alinhadas com o Plano de Internacionalização da Instituição de Ensino Superior.

* Com informações do CCS/CAPES

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Deixe seu comentário