• show Legião Urbana
  • casa gourmet 2018
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Notícias Art/Gente

24 de agosto de 2018

Ex-BBB Cacau diz que teve bulimia aos 10 anos

Ela diz que fez inúmeras dietas desde criança e que desenvolveu bulimia com apenas dez anos.

A ex-BBB Maria Claudia Macêdo, a Cacau, usou seu canal no YouTube para falar da conturbada relação que sempre teve com seu corpo e revelou que teve bulimia aos 10 anos e chegou a fazer duas lipoaspirações em menos de seis meses para emagrecer.

No vídeo, intitulado "tour pelo meu corpo", Cacau aparece de biquíni e sem maquiagem. "Sempre tive compulsões alimentares, então sempre fui acima do peso considerado ideal, apesar de ter mantido a saúde em dia", conta.


A ex-BBB Maria Claudia Macêdo, Cacau (Foto: Divulgação)


Ela diz que fez inúmeras dietas desde criança e que desenvolveu bulimia com apenas dez anos. "A cada um dia que fazia restrição alimentar, tinha dois dias de compulsão intensiva. Era tipo uma batalha de querer amar meu corpo, mas querer mudar ele para me adequar."

Aos 19 anos, lembra, entrou para o BBB 16 e passou a ser exposta para um público maior. "Quando eu saí de lá, eu me deparei com milhares de pessoas julgando meu corpo. Eles faziam montagens com diversos personagens gordos". 

"Eu me senti muito pressionada a atender a expectativa das pessoas de ser linda, magra, e consequentemente uma pessoa de sucesso e feliz", conta a youtuber, que foi vice-campeã do reality.

Foi nessa época que ela se submeteu à primeira lipoaspiração, além de colocar implante de silicone nos seios.

"O pessoal então falou que fiquei magra de lipo, mas com braços e pernas gordos. [Isso tudo ocorreu] de uma forma que me machucou por fora e por dentro. Isso gerou muita paranoia, sempre achava que estavam me julgando pela aparência", diz.

A vergonha de ter voltado a engordar após a cirurgia levou Cacau a se submeter ao procedimento mais uma vez e menos de seis meses depois da primeira lipoaspiração.

"Não tive tempo de cuidar do corpo como deveria, as compulsões voltaram e eu voltei a engordar", conta a youtuber.

Cacau diz ainda que começou a editar as fotos que postava em suas redes sociais para parecer mais magra e que, a cada comentário elogiando sua silhueta, se sentia pior por saber que aquela não era sua aparência real. 

Ela conta que chegou a pesar 68 kg após os procedimentos e hoje tem 90 kg -"um corpão da porra, mas com a saúde em dia".

Cacau diz ter passado por um "processo de amor próprio" em que decidiu aceitar seu corpo como está. Postou fotos sem nenhum filtro nas redes sociais e gravou o desabafo para seu canal no YouTube, que tem quase 667 mil inscritos.

"Com sua mente saudável, qualquer decisão sobre mudança na sua vida será mais sustentável. Não é seu corpo que está errado. O mundo que te convenceu disso", afirma, aos prantos.

"Se pudesse conversar com meu corpo hoje, eu pediria desculpas por tanto que eu te machuquei e tanto que você é lindo."

Nanda Costa: 'não tenho culpa nem vergonha de quem eu sou'

Atriz, que confirmou relacionamento com Lan Lanh nas redes sociais e em capa de revista, explicou demorar de anos para tornar namoro público.

Namorando com a percussionista Lan Lanh desde 2014, Nanda Costa abriu o coração para QUEM e explicou por que demorou anos para falar do relacionamento. “Estamos em um momento em que é fundamental cada um respeitar o seu tempo, eu respeitei o meu e não digo que estou assumindo, porque parece uma coisa errada, como assumir uma culpa", ressaltou a atriz.

"Não tenho culpa nem vergonha de ser quem eu sou, não vou esconder minha natureza. Se quiserem me rotular, vão rotular, mas eu me considero livre para amar. Não me rotulo porque quando você levanta uma bandeira pode acabar abaixando outras. Minha bandeira é o amor e a liberdade para amar quem quer que seja", afirmou ela, que tornou pública a relação com Lan Lanh no último Dia dos Namorados, com um post no Instagram.

No ar como a Maura da novela Segundo Sol, personagem que também revelou ser homossexual, Nanda comentou o amplo apoio que vem recebendo. “Isso só me fortalece. As pessoas estão falando que tive coragem. A liberdade e o amor são minha maior força”, disse ela ela, durante o lançamento da edição da revista Marie Claire de agosto, na qual é a estrela da capa ao lado de Lan Lanh.


Lan Lanh e Nanda Costa (Foto: Reprodução/Instagram)

“Tenho recebido milhares de mensagens, e se eu pudesse dar um conselho, seria: ‘se respeite, seja você e viva sua vida. Não se preocupe em se enquadrar em um lugar, porque existem vários lugares. Cada um é único. Negar a grandeza de ser você é se diminuir. O mais importante é ser honesto com a sua natureza'. Não quero que ninguém seja como eu, quero que seja como você mesmo, em sua maior potência. E nunca é tarde para ser feliz”, ensinou.

A atriz confessou ter ficado tocada com a repercussão do trabalho para a revista ao lado da namorada. “Fui ficando emocionada enquanto via que estavam repostando a capa”, relembra Nanda, sobre o dia em que a capa da publicação foi divulgada e amplamente republicada nas redes sociais por celebridades e fãs. “Era o amor se multiplicando, então qualquer tipo de medo da aceitação foi combatido com uma onda de amor imensa”, contou.

Sobre a decisão de falar sobre o relacionamento gay na revista, Nanda diz ter ficado “tranquila e segura porque foi natural” e afirma que quis falar para que acabassem as especulações. “A gente estava perdendo a naturalidade e não fazia sentido. Sempre fui muito livre. As pessoas confundem os atores com os personagens e sempre achei que quanto menos soubessem da minha vida pessoal, mais acreditariam nos personagens. Mas não fazia sentido eu não ser eu mesma, e me perguntei ‘até quando?”, completou.

19 de agosto de 2018

'Posso estar acabada por dentro, mas quero mostrar o melhor', diz Simaria

O show celebrou o retorno da cantora aos palcos após tratamento de uma tuberculose ganglionar.

A segunda noite da 63 edição da Festa do Peão de Barretos foi marcada pelo retorno de Simaria aos palcos depois de ficar cerca de cinco meses afastada para tratar de uma doença. A cantora dançou, comeu, brincou com a irmã, Simone, e se emocionou com o carinho do público. 
"Estamos em cima do palco. Deus é bom", disse Simone durante show que celebra o retorno da irmã. Esse é a maior apresentação que Simaria faz desde o seu retorno à dupla. Afastada para tratar de uma tuberculose ganglionar, doença que causa emagrecimento e queda no desempenho físico, e que atingiu o gânglio do lado direito da cantora, Simaria disse estar muito feliz, mas que ainda está em recuperação.
Nesse momento, a cantora parou e começou a chorar, e foi abraçar a irmã. "Ela está sensível. Hoje ela já chorou no camarim, e eu já chorei. A coisa mais especial da vida é saber que tem um Deus que cuida da gente em qualquer circunstância. Você minha irmã só que tem que agradecer", disse Simone.


Simone e Simaria (Foto: Reprodução/Instagram)

Em alguns momentos do show, Simaria parou para beber água, e comer algumas frutas. "Vocês precisam acordar e agradecer pela oportunidade de estar de pé, de caminhar, porque não tem dinheiro no mundo que compre a saúde da gente. O corpo precisa de carinho, de agrado, de água para seu corpo, dê exercícios físicos e leia muito bons livros para que sua cabeça fique cada vez melhor."
Ela disse ainda que esta em recuperação, crê no poder de Deus e que logo estará 100%. "Quando entro no palco, eu não entro para perder, só para fazer bonito. Posso estar acabada por dentro, mas eu quero mostrar o melhor para vocês." 
Em outro momento do show, a dupla sertaneja convidou Zilu Camargo para subir ao palco. É a primeira vez que a empresária participa da Festa de Peão de Barretos. Ela estava acompanhada do namorado, o fotógrafo Marco Ruggiero. Na próximo dia 25 de agosto, eles completam sete meses de namoro. 
Além de Simone e Simaria, passaram pelo palco principal a dupla sertaneja Jorge e Mateus, com participação do cantor Vinicius, da dupla com João Bosco, e o MC Kevinho com sua "sarrada". Já no palco Amanhecer, o cantor cearence Jonas Esticado agitou o público com sua mistura de forró e sertanejo, seguido pela dupla Zé Ricardo e Thiago encerrando com os Djs Sevenn.

14 de agosto de 2018

Cineastas temem que edital da Ancine priorize grandes empresas

O temor é que Paris Filmes e Downtown, abocanhem a verba. As duas, que com frequência atuam em parceria, são donas de 98% do total das bilheterias de longas brasileiros lançados no semestre.

 É uma polêmica de R$ 150 milhões -cerca de um quinto da verba anual destinada ao audiovisual no país. Produtores e distribuidores brasileiros estão mobilizados contra as regras de um edital de fomento lançado pela Ancine (Agência Nacional do Cinema). As queixas são: 1) permite a concentração de recursos nas mãos de poucas empresas; 2) reduz cotas a projetos vindos de fora do eixo Rio-SP.

O programa é o edital de fluxo contínuo, de R$ 150 milhões, voltado ao cinema. Ele usa um sistema de pontuação como critério para distribuir os recursos que depende da qualificação da produtora, da distribuidora e do cineasta. Por exemplo, se um projeto for proposto por uma distribuidora, 50% da pontuação terá que estar relacionada ao desempenho de público de seus filmes anteriores. Uma empresa de sucesso comercial, portanto, salta na frente .

O ponto controverso é que a Ancine permite que uma mesma distribuidora concentre até 25% do total desses R$ 150 milhões, o que favoreceria uma concentração de verba A primeira a se manifestar foi Vera Zaverucha, ex-diretora da Ancine. "Como temos apenas duas grandes [distribuidoras], pressupomos que caberá a elas a escolha de projetos", escreveu em seu site.

O temor é que Paris Filmes e Downtown, responsáveis pelo lançamento dos filmes nacionais mais bem-sucedidos da década, abocanhem a verba. As duas, que com frequência atuam em parceria, são donas de 98% do total das bilheterias de longas brasileiros lançados no semestre. É o caso de "Nada a Perder", "Os Farofeiros" e "Fala Sério, Mãe!",


Foto: Divulgação

"Do jeito que está, o edital é dirigido a distribuidoras que já atuam em joint-venture", diz Ícaro Martins, vice-presidente da Associação Paulista de Cineastas. As mesmas críticas são encampadas pela Associação Brasileira de Cineastas. A Ancine nega que vá permitir às duas distribuidoras acumular 50% dos recursos.

"Até porque, quando há codistribuição, o teto vale para as duas. Caso duas distribuidoras apresentem apenas projetos nos quais vão atuar em dupla, juntas poderão acessar até 25% dos recursos", responde a agência via assessoria. Martins rebate. "Os projetos não precisam ser apresentados como codistribuição, porque a distribuição pode ser renegociada depois."

Para Bruno Wainer, diretor da Downtown, trata-se de uma "grita inexplicável". "É um edital dedicado à ocupação de mercado, calculado com base no resultado comercial. Filmes com outras vocações têm outros concursos."

Há oito anos, Downtown e Paris mantêm a parceria na distribuição. "É o que nos faz ter força diante das multinacionais", afirma Wainer. Outras entidades que se insurgiram são a Conne, que reúne produtores de Centro-Oeste, Norte e Nordeste, e a Fames, que agrupa mineiros, capixabas e região Sul. Têm 35% dos produtores do país.

A queixa se deve às cotas destinadas a projetos vindos de fora de São Paulo e Rio. Em editais anteriores, produtores da Conne tinham direito a uma reserva de 30% do total desses recursos; os da Fames a um percentual de 10%. "Esse edital era a nossa principal porta para projetos de médio e grande porte", diz Vânia Lima, porta-voz da Conne.

A Ancine responde que esses produtores continuam contemplados numa das quatro linhas do edital, voltada só a projetos fora do eixo, e que eles também poderão concorrer, em igualdade, nas demais. A cota diminuiu. Na linha voltada a filmes que não venham de São Paulo ou do Rio, o total é de R$ 25 milhões -abaixo dos 40% de antes.

09 de agosto de 2018

Famosas que estamparam capas da Abril lamentam extinção de revistas

Além das revistas dedicadas ao mundo fitness e à moda, foram encerradas as publicações Arquitetura & Construção, Casa Claudia, Minha Casa e Mundo Estranho.

 Artistas que estamparam capas de revistas como Boa Forma, Cosmopolitan, Elle e Nova, lamentaram nas redes sociais a extinção dos títulos, anunciada na última segunda-feira (6) pela editora Abril. A apresentadora Eliana publicou em seu perfil no Instagram uma das várias capas da revista Boa Forma que estampou ao longo da carreira e, na legenda, disse ser "do tempo em que as pessoas gostavam de ir à banca de jornal para comprar o conteúdo que queriam ler".

"Hoje parece difícil sobreviver à era digital. Estas revistas, que já fui capa, e mais 7 títulos deixam de existir. Parece fake news, mas não é! Triste pelo fim destes impressos feitos com respeito e carinho aos leitores", escreveu Eliana, que lamentou ainda a demissão de centenas de funcionários da editora. Segundo a reportagem apurou, foram 570 demissões até esta quarta-feira (8).

A atriz Deborah Secco, outra presença constante nas capas dos títulos extintos, publicou uma montagem com nove revistas que estampou em seu perfil no Instagram. Na legenda, disse estar muito triste com o fim da publicação dos títulos. "Num momento em que as editoras passam a nos olhar como os seres humanos que somos e nos apresentar com perfis pessoais, para além da mera fofoca, vem a infelicidade do fim dessas publicações. Uma pena, realmente."


Na última segunda (06), a editoral comunicou ao público o encerramento de alguns títulos. Foto: Reprodução

A modelo Monique Evans postou duas capas em que saiu na revista Nova, na década de 1980, e disse estar arrasada com o fim da revista. A nutricionista Bella Falconi, que ficou famosa como musa fitness nas redes sociais, lembrou a capa da revista Boa Forma que dividiu com Sophia Abrahão e Gaby Amarantos e disse que sempre admirou a publicação. "Sou grata pela oportunidade que a Boa Forma me deu de estampar uma de suas capas. Foi, sem dúvidas, umas das maiores realizações na minha carreira. Vou sentir muita falta de ver a revista nas bancas e confesso que recebi a notícia hoje com o coração partido."

Falconi parabenizou ainda a Redação da revista "que sempre deu o melhor de si para nos trazer um conteúdo respeitável sobre saúde e bem estar". 

Duas semanas depois de entregar a gestão do grupo à consultoria de reestruturação Alvarez & Marsal, a Abril começou na segunda a implementar cortes de pessoal e de títulos. Além das revistas dedicadas ao mundo fitness e à moda, foram encerradas as publicações Arquitetura & Construção, Casa Claudia,  Minha Casa e Mundo Estranho.

Em comunicado no qual anuncia a reformulação, a Abril afirma que passará a "concentrar seus recursos humanos e técnicos em suas marcas líderes: Veja, Veja São Paulo, Exame, Quatro Rodas, Claudia, Saúde, Superinteressante, Viagem e Turismo, Você S/A, Você RH, Guia do Estudante, Capricho, M de Mulher, VIP e Placar".

O comunicado argumenta que a reformulação do portfólio tem "o objetivo de garantir sua saúde operacional em um ambiente de profundas transformações tecnológicas, cujo impacto vem sendo sentido por todo o setor de mídia".

05 de agosto de 2018

01 de agosto de 2018

Empresa retira ebooks da Saraiva e da Livraria Cultura

esmo sem ter recebido o dinheiro das livrarias, a empresa pagou a parte devida às editoras pelas vendas.

A principal distribuidora de livros digitais do Brasil, a Bookwire, anunciou nesta terça-feira (31) que está cortando o acesso da Saraiva e da Livraria Cultura ao seu catálogo por não receber pagamentos desde janeiro. Mesmo sem ter recebido o dinheiro das livrarias, a empresa pagou a parte devida às editoras pelas vendas.

"A gente vem segurando a ausência de pagamentos, com impacto grande no nosso caixa. Tenho responsabilidade de não acumular débito. Estamos honrando [os últimos pagamentos], mas precisamos parar a vazão", afirma Marcelo Gioia, diretor da Bookwire.

Procurada, a Saraiva diz que renegociar prazos é rotina do varejo e que trabalha em uma proposta de solução razoável. A Cultura não havia respondido até a conclusão da edição.

Ciclo de Cinema e Psicanálise debate o filme 'O Insulto'

 A Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo e a Cinemateca Brasileira, com apoio da Folha de S.Paulo, promovem na quarta (1º) a sessão de "O Insulto", indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro de 2018.

Depois da sessão, haverá uma conversa com o psicanalista Bernardo Tanis e com a crítica de cinema Lúcia Monteiro. O encontro inaugura o terceiro módulo do Ciclo de Cinema e Psicanálise, que propõe debates sobre o poder. Serão exibidos filmes como o documentário "Eu Não Sou Seu Negro", de Raoul Peck, e "Incêndios", de Denis Villeneuve.

Gratuito, o evento ocorrerá às 19h na Cinemateca Brasileira (lgo. Senador Raul Cardoso, 207). Para participar, basta retirar os ingressos no local uma hora antes do início da sessão.

29 de julho de 2018

27 de julho de 2018

Tenho um pacto com a palavra, diz Ruy Castro na Flip

"Tenho um pacto com a palavra, com a informação, com a opinião", disse Castro na primeira mesa da Casa Folha em Paraty.

Tal qual o personagem principal do clássico filme de Ingmar Bergman "O Sétimo Selo", Ruy Castro vem enganando a morte desde 2005. Mas, no caso do cronista, seu pacto é diferente.

"Tenho um pacto com a palavra, com a informação, com a opinião", disse Castro na primeira mesa da Casa Folha em Paraty, nesta sexta-feira (27), terceiro dia de Flip.

O colunista da Folha lembrou que até 2005 "passei sem dar um espirro". Desde então, "a bruxa resolveu me achar e me contemplou com dois cânceres, um infarto e uma encefalite viral".

"Só não fui embora nessas vezes todas porque eu tinha que entregar um livro, como se a palavra tivesse me salvado", contou o autor de biografias de Carmen Miranda, Garrincha, e também da bossa nova e do samba canção.

Em uma conversa com o editor-executivo da Folha de S.Paulo, Sérgio Dávila, Ruy falou sobre sua convivência com o escritor Carlos Heitor Cony, também colunista do jornal, morto em janeiro deste ano. Durante a Flip, a Três Estrelas -selo editorial do Grupo Folha- lança "Quase Antologia", reunião de crônicas de Cony publicadas na Folha e organizada pelo jornalista e escritor Bernardo Ajzenberg.

"O Cony tinha uma visão absolutamente cética de tudo. Dá pra perceber na primeira crônica. Na segunda você ia confirmar e na terceira você ia se empolgar", disse Ruy, que leu uma crônica de Cony pela primeira vez em 1962, no jornal carioca Correio da Manhã.

"Se você tem 14 anos de idade e se deixa impregnar por esse tipo de sentimento, isso me marcou pelo resto da vida. Continuei cético até hoje, graças a Deus, quer dizer, graças a Carlos Heitor Cony."

Sem Bruna, Neymar é padrinho de mais um casamento durante suas férias

A cerimônia aconteceu na Igreja Nossa Senhora do Brasil, no Jardim Europa, zona oeste de São Paulo.

Neymar, 26, subiu ao altar mais uma vez nesta quinta-feira (26) no papel de padrinho. Dessa vez, sem Bruna Marquezine, ele abençoou a união da empresária e amiga Samara Costa com o administrador Márcio Spinelli. 

A cerimônia aconteceu na Igreja Nossa Senhora do Brasil, no Jardim Europa, zona oeste de São Paulo, e teve o craque acompanhado pelo filho, Davi Lucca. Também estavam no evento a ex do jogador Carol Dantas; a ex-panicat Mari Gonzales; a blogueira Jade Seba, entre outros. 

Na última terça (24), Neymar já tinha sido padrinho, ao lado de Marquezine, do casamento de Leo, ex-jogador do Santos, com Gabriela Pozzi, que trabalha em uma das empresas que gerenciam a carreira de Neymar no PSG. Alguns fãs filmaram o casal e compartilharam nas redes sociais com a #casamentogabieleo.

O jogador está passando as férias do campeonato europeu em sua cidade natal. No último domingo (22), ele aproveitou para antecipar a comemoração do aniversário de seu filho, que completa 7 anos em agosto. A festa ocorreu na sede do Instituto Neymar, em Santos, e teve como tema o futebol, esporte favorito do garoto.

Depois da festa, Bruna e Ney aproveitaram para dar uma volta pela cidade durante a madrugada. Eles comeram um lanche em um quiosque no Canal 6, próximo a Basílica Menor de Santo Antônio do Embaré e depois brincaram em um balanço na praia.

Nick Jonas está noivo da atriz indiana Pryanka Chopra

"Os amigos dele e a família nunca o viram assim, eles estão realmente animados. Ele está definitivamente muito sério com ela", disse uma fonte próxima a família

Nick Jonas, 25, e Priyanka Chopra, 36, ficaram noivos na última semana, durante uma viagem à Londres, na Inglaterra, para celebrar o aniversário da atriz indiana. Segundo a revista americana People, semanas antes o cantor teria fechado uma loja da Tiffany, em Nova York, para escolher o melhor anel. 

"Os amigos dele e a família nunca o viram assim, eles estão realmente animados. Ele está definitivamente muito sério com ela", disse à revista uma fonte próxima à família. 

Jonas e Pryanka foram vistos juntos no final de 2017 mas só assumiram o romance em maio deste ano. Desde então, o casal entrou em uma relação séria: o cantor a levou para conhecer sua família no casamento de sua prima no começo de junho, o que nunca havia acontecido com suas ex-namoradas. 

No dia 22 do mesmo mês, Priyanka o levou para conhecer sua família na Índia e receber a benção de sua mãe. Uma semana depois, Jonas veio ao Brasil acompanhado da namorada, para um show em Goiânia. 

Nesta quinta (26), o diretor Ali Abbas Zafar, do filme indiano "Baharat", anunciou em um tuíte com trocadilhos que a atriz deixaria de integrar o elenco, dizendo que ela teria informado a equipe "de última hora", o que em inlês pode ser escrito como "in the nick  of time" -em sua declaração, Ali usou Nick com "N" maiúsculo. A afirmação levantoug ainda mais rumores sobre o noivado.

Priyanka é uma modelo, atriz e cantora indiana, conhecida por atuar na série "Quântico", da emissora ABC. Ela também participou de diversos filmes de Bollywood e foi eleita Miss Mundo em 2000.

23 de julho de 2018

Cizinho, da banda Forró Bandido, morre após sofrer parada cardiorrespiratória

Cantor buscou atendimento no Hospital do Monte Castelo, zona sul de Teresina. Ele chegou a ser atendido, mas não resistiu.

O cantor Francisco de Assis Silva, o Cizinho, da banda Forró Bandido, faleceu na tarde desta segunda-feira (23), no Hospital do Monte Castelo, zona sul de Teresina.

O cantor havia sido internado com urgência horas antes, depois de sentir-se mal.

De acordo com a assessoria de imprensa da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Cizinho deu entrada no hospital, chegou a ser atendido pela equipe de plantão, mas não resistiu e faleceu, vítima de uma parada cardiorrespiratória.

A fundação ressalta que a unidade onde Cizinho foi atendido tem condições de realizar atendimentos de urgência relacionados a problemas cardíacos, e que, dada a gravidade do seu quadro, só após o atendimento inicial a equipe médica poderia determinar sua transferência para o Hospital de Urgência de Teresina Professor Zenon Rocha (HUT).

"Ele deu entrada na emergência do Hospital do Monte Castelo, que tem profissionais competentes, inclusive na área de cardiologia. Como ele estava lá, um procedimento de urgência tinha que ser feito imediatamente lá, para depois reavaliar seu caso e realizar uma transferência", informa a FMS.

Cizinho numa das suas apresentações (Foto: Divulgação)

Nas redes sociais, inúmeros amigos e fãs do cantor lamentam o falecimento do artista.

Cizinho era considerado um dos grandes cantores de forró ao estilo vaquejada de todo o nordeste. 

22 de julho de 2018

08 de julho de 2018

Teria mais vergonha de fazer políticos do que prostituta, diz Deborah Secco

Atriz disse que já se sentiu julgada pelos papéis que fez, e citou o caso específico da personagem Bruna Surfistinha, que viveu no cinema.

Deborah Secco falou sobre sua carreira e sobre o machismo da sociedade atua. Durante o programa "Altas Horas", exibido neste sábado (7), a atriz comentou que muitas vezes, sente machismo das próprias mulheres.


"A minha geração foi criada em uma sociedade extremamente machista, homens e mulheres machistas. A gente começa uma luta agora, mas é muito longa e dura. Temos que ser muito fortes e persistentes", declarou ela.

Deborah também disse que já se sentiu julgada pelos papéis que fez, e citou o caso específico da personagem Bruna Surfistinha, que viveu no cinema. "Fico muito triste quando dou algumas declarações e vejo a maioria das mulheres comentando: 'vagabunda, piranha'. 


Me julgam muito pelos papéis que eu fiz e eu sempre falo que, graças a Deus, não tenho vergonha nenhuma de ter feito uma prostituta. Eu teria mais vergonha de fazer políticos no momento", disse ela, arrancado aplausos da plateia.


A atriz também comentou sobre sua personagem na novela das 21h, "Segundo Sol": "O João Emanuel [Carneira] é mestre em não construir personagens só ruins, nem só bons. A Karola fez uma coisa muito errada, roubou o filho da Luzia, mas ela é uma excelente mãe, ela é apaixonada por aquele homem, apesar de também ser apaixonada pelo amante. Ela tem coisas boas e ruins".

03 de julho de 2018

Luciana Gimenez celebra vitória da Inglaterra na Copa com Mick Jagger

A apresentadora publicou dezenas de tweets vibrando com o jogo e até marcou o ex-companheiro, Mick Jagger, com quem tem um filho, Lucas.

Comentarista não-oficial da Copa do Mundo, Luciana Gimenez comemorou a classificação suada da Inglaterra para as quartas de final do torneio, nesta terça-feira (3). A seleção europeia passou para a próxima fase nos pênaltis, após empatar por 1 a 1 com a Colômbia no tempo regulamentar e na prorrogação.


A apresentadora Luciana Gimenez (Foto: Arquivo pessoal)


A apresentadora publicou dezenas de tweets vibrando com o jogo e até marcou o ex-companheiro, Mick Jagger, com quem tem um filho, Lucas, espantando a fama de pé frio que o roqueiro tem em Mundiais.

"Congrats [parabéns em inglês], Mick Jagger! Eba sorte!", escreveu Gimenez na rede social. "Eba! Mick Jagger! Eba!", continuou. No Twitter, ela ainda aproveitou para elogiar o goleiro inglês Pickford: "Gente, esse goleiro é uma delícia. Essa Copa só tem goleiro gato".

A apresentadora não escondeu sua tensão durante o jogo e publicou vários tweets com erros de digitação e palavrões. No fim da disputa de pênaltis, extravasou com Mick Jagger na rede social.

Gimenez assistiu à partida entre Inglaterra e Colômbia em uma TV instalada dentro de uma loja de material esportivo de Nova York, e publicou um vídeo torcendo pela seleção europeia.

Mick Jagger tem a curiosa mania de dar azar a seleções na Copa. Todo time pelo qual o roqueiro torce é eliminado logo em seguida. Foi assim com a Inglaterra nas últimas Copas e com o Brasil desde 2006.





Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado