• TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Notícias Art/Gente

07 de novembro de 2018

Daniela Mercury vai à Justiça contra deputado da Bahia por ofensas

Em vídeo, o pastor sargento Isidório (PSC) chama a cantora de "escrava de satanás" e diz que ela está com "problema de psiquiatra".

A cantora Daniela Mercury apresentou uma queixa na Justiça contra o deputado estadual da Bahia pastor sargento Isidório (PSC) após o parlamentar ter publicado um vídeo com ofensas contra a artista.
No vídeo, o pastor chama Daniela de "escrava de satanás", "puta", "endemoniada", entre outras injúrias. O deputado afirma que a cantora está com "problema de psiquiatra" e desrespeita os símbolos sagrados ao dizer que Jesus é gay, fazendo "sindicato da viadagem".
Em outro ponto do vídeo, o pastor diz que já foi gay, mas conheceu Jesus e sua vida foi transformada. Ele segue dizendo que "borracha não é pênis" e sexo deve ser feito "com pênis e vagina", condenando relações homossexuais. 
O ataque teria sido motivado pelas críticas feitas por Daniela Mercury dias antes pelo cancelamento, pelo governo de Pernambuco, da apresentação da peça "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu", no Festival de Inverno de Garanhuns, onde Jesus seria interpretado por uma atriz transexual. Em show no mesmo evento, em 21 de julho, ela classificou a decisão de censura e "ignorância absurda".
Ao F5 da Folha de S.Paulo, Daniela classificou os comentários do pastor de ofensas descabidas e disse que o que motivou a queixa na Justiça foi o ataque à comunidade LGBTI e ao amor entre pessoas do mesmo sexo. "Em mais de 30 anos de carreira e, com todos os posicionamentos que tive na luta por direitos humanos e pelas minorias, nunca fui ofendida de tal maneira".


Foto: Reprodução/Instagram

Ela disse ainda que, ao lado se sua mulher, Malu Verçosa, construiu uma família em que ensinam respeito, tolerância e solidariedade com todos. "Tratar o meu relacionamento daquela forma é uma ofensa a todos que como eu se apaixonam e amam uma pessoa do mesmo sexo." 
A cantora nega ainda que tenha dito que Jesus é gay e alega que foram feitas montagens com o vídeo de suas críticas para forjar a comparação. "Não era uma manifestação religiosa e sim uma fala indignada contra a censura artística de uma peça teatral."
O advogado criminalista Ricardo Sidi, que representa a cantora, apresentou a queixa no último dia 1º, na 1ª Vara do Sistema dos Juizados Especiais Criminais do Fórum de Nazaré, na Bahia. O documento alega injúria com causa de aumento de pena por ter sido praticada na internet, o que leva a atingir mais pessoas.
Segundo Daniela, o vídeo repercutiu nas redes sociais do pastor e de apoiadores dele, além de canais do YouTube. "Hoje, mais de 3 meses depois da divulgação, ainda sou agredida diariamente pela situação que ele criou. As pessoas não vão procurar a verdade. Acreditam no que chega no WhatsApp delas. E o que chegou e se propagou foi a fala do deputado porque foi produzida para tal fim."
O advogado Sidi lembra ainda que, em abril, o Supremo Tribunal Federal mudou a regra do foro privilegiado de deputados e senadores e determinou que só permanecerão no STF os processos cujos crimes ocorreram durante o mandato do parlamentar e que estejam ligados às funções do cargo. Como as ofensas do pastor Isidório contra Daniela Mercury não têm relação com seu cargo público, o caso foi enviado à primeira instância.
O caso aguarda julgamento. Procurado pelo F5, o pastor Isidório não respondeu.

02 de novembro de 2018

01 de novembro de 2018

Festival de rock autoral movimenta a noite de Teresina, no Club dos Diários

Na 12ª edição do evento, 7 bandas sobem ao palco mostrando sons diversos, talento e criatividade.

Acontece nesta quinta-feira (01), com entrada franca, no Club dos Diários, a partir das 20h, o Autoralrock Made in Piauí, festival de música surgido em Teresina no ano de 2011, com o objetivo de mostrar um produto criativo e diverso de conjuntos musicais, segundo o idealizador do projeto, músico André Russo: "O festival já nasceu como ideia de repercussão positiva e contemplar a maior diversidade de estilos e referenciais de identidade cultural local e regional, bem como a representatividade de arte apropriada de experiências conceituais, buscando sempre a valorização da música-rock autoral", assinala.

Para essa 12º edição foram selecionadas sete atrações dos mais variados estilos para o evento que é amparado lei SIEC (Sistema de Incentivo Estadual à Cultura) e contará com as seguintes atrações: Dona Bia, Elétron, Neanderthais, Ned’s (Fortaleza-CE), Opera Decay (Timon-MA), RSU e Samanttha. A produção do festival é da althernativa produções artísticas que vem desenvolvendo um trabalho sociocultural há vários anos em prol da música autoral. 

Banda Elétron, uma das atrações da noite do festival, que tem entrada franca. Foto: Divulgação

A Elétron, banda que será uma das atrações, circula pela cena roqueira há quase uma década e meia, tendo participado de diversos festivais dentro e fora do estado é formada por Laercio Rezende nas guitarras e vocal, André Russo no contrabaixo, voz e letras e Diego Guedes na bateria. Com uma sonoridade e influências setentista e oitentista que passam pelo punk rock, pós-punk, rock alternativo, e vão até o rock and roll. Aborda em suas letras a vida urbana, cotidiana e suas dificuldades, mudanças de comportamento, os medos, os anseios, as incertezas, as dúvidas, as descrenças e desamores sob um olhar atento às transformações descartáveis de uma sociedade à beira do abismo, e dos que ainda buscam uma esperança cada vez mais perdida como também de injustiças permitidas de política partidária e humanitária corrupta.

31 de outubro de 2018

Óculos de sol fashionistas ganham adeptos na Capital

Lentes metalizadas nas armações coloridas e em lentes maiores são as apostas da temporada.

Passou do tempo que os óculos de sol eram apenas um acessório de proteção. Hoje eles fazem parte também das escolhas de moda das pessoas e refletem a personalidade e o estilo de cada usuário. Não à toa, esse é um dos mercados que mais cresce em todo o país. Em uma estimativa de 2017 para o setor de óculos, a Euromonitor, previu um crescimento de 1,4% no Brasil, movimentando R$ 15,43 bilhões em vendas.

Aquecendo esse setor, vem crescendo, cada vez mais, o número de marcas especializadas em óculos de sol. No campo virtual, com as facilidades da venda online, esse aumento é ainda mais perceptível. A empresária Nayara Quintela é uma das que decidiu investir em uma loja voltada para o segmento. Ela sempre trabalhou com vendas, mas há três anos, atraída pela flexibilidade de horário e pela variedade de produtos a serem oferecidos, decidiu abrir uma loja online para vendas de óculos de sol.


Nayara Quintela decidiu investir em uma loja do segmento. Foto: Reprodução/ODIA

“Resolvi dessa vez investir em acessórios por conta dessa variedade de óculos sempre disponíveis. Toda semana sai novidade, as marcas estão sempre lançando algo novo. E também acho muito legal porque, na verdade, você não vende só um produto, você vende uma imagem, é como se fosse uma consultoria. Você apresenta falando sobre os tipos de pele, do formato do rosto. Eu gosto desse envolvimento com o cliente”, conta Nayara.

A empresária afirma que o mercado de óculos de sol é um setor sempre movimentado por novidades e é isso que faz com que o acessório chame a atenção dos usuários. Os modelos mais chamativos e fashionistas, segundo Nayara, são os que mais têm procura. A internet ajuda não só a vender como também a lançar tendências.

“Toda vez, antes de comprar para a loja, dou uma pesquisada no mercado, vejo as últimas tendências, olho os perfis das blogueiras que são referências pra mim e também faço estudo de tendências. Os moderninhos estão bem em alta, esses mais diferentes são os maios procurados. Os modelos gatinhos já vendemos muito também, temos apostado nas lentes metalizadas nas armações coloridas e em lentes maiores”, pontua.

Rackel Meneses é influenciadora digital e uma apaixonada por óculos. No seu guarda-roupa, ela já contabiliza 42 modelos diferentes de óculos de sol. Para ela, escolher um deles é como escolher uma peça de roupa: totalmente necessário. “São totalmente indispensáveis. Não só por ser um acessório, mas principalmente pela proteção no nosso clima”, comenta.

Rackel Meneses é influenciadora digital e uma apaixonada por óculos. No seu guarda-roupa, ela já contabiliza 42 modelos diferentes. Foto: Reprodução/arquivo Pessoal 

Na hora de adquirir um novo modelo, ela diz que, sem dúvida alguma, os mais chamativos são os seus preferidos. Além do designer, Rackel pondera, principalmente, o formato do seu rosto. “Levo em consideração o modelo, tendência e se ficou bem com o formato do meu rosto. Os que mais me chamam a atenção são os que possuem pedrarias. Piro demais”, finaliza.

09 de outubro de 2018

Whindersson Nunes anuncia que vai doar mais de R$ 1 milhão para o Lar de Maria

Segundo humorista, doação será fruto de uma parceria com a Netflix, para gravação do seu novo DVD.

O humorista Whindersson Nunes anunciou que vai doar mais de R$ 1 milhão para a Fundação Lar de Maria, que ampara e dá total assistência a crianças carentes que passam por tratamento oncológico na capital, e que são provenientes de municípios do interior do Piauí e de outros estados.

De acordo com o youtuber piauiense, o dinheiro que será destinado ao Lar de Maria será fruto de uma parceria com a Netflix, provedora global de filmes e séries de televisão via streaming, que atualmente conta com mais de 100 milhões de assinantes.


O humorista Whindersson Nunes explicou que uma causa nobre o fez mudar a divulgação do seu DVD de uma plataforma gratuita (YouTube) para uma paga (Netflix) 


O anúncio da doação foi feito pelo humorista no último sábado (6), em seus stories na rede social Instagram. E no final da tarde desta terça ele usou novamente seus perfis em redes sociais para confirmar a doação milionária.

Além de comunicar sobre a doação, Whindersson aproveitou para agradecer aos seus milhões de fãs e seguidores, que, segundo ele, foram essenciais para que ele conquistasse tudo o que conquistou.

"Feliz em poder anunciar que nós vamos doar mais de R$ 1 milhão de reais para a fundação Lar de Maria, no Piauí, que ajuda crianças com câncer, com a gravação do nosso próximo DVD pro Netflix. Eu sempre falo nós porque tudo que eu consegui foi com vocês, foi por causa de vocês. Vocês que estão sempre comigo. Vocês também que chegaram agora, todos!", postou Whindersson.

Ele também faz uma reflexão sobre qual o propósito do seu sucesso, e conclui que a caridade é um desses propósitos. "Já parei muito e pensei: Deus, por que isso, por que essa fama? Por que esse sucesso? Eu vou perder tudo, Pai? Qual é meu propósito? E quando conseguimos fazer coisas como essa, eu entendo o caminho que Deus me mostra através da minha comédia... Não podemos mudar o mundo, mas podemos mudar o mundo das pessoas! Estamos dando esperança a muitas famílias! Eu amo vocês!", acrescentou o youtuber.

    

   

O Lar de Maria

A Casa de Apoio à Criança com Câncer – Lar de Maria foi inaugurada em junho de 2000. A instituição ampara crianças portadoras de câncer que se encontram em situação de vulnerabilidade social, sempre acompanhadas por um responsável, provenientes do interior do Piauí e de outros estados, durante o tratamento oncológico em Teresina.

O Lar de Maria oferece hospedagem, alimentação, material de higiene pessoal, roupas, calçados, brinquedos, cestas de alimentos, auxílio para aquisição de medicamentos, atividades sócio-educativas e de lazer, além de viabilizar o transporte dos pacientes por meio da compra de passagens.

A casa funciona como um ponto de apoio para os pacientes e seus familiares em Teresina, e é um dos principais projetos desenvolvidos pela Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer do Piauí. 

Segundo a entidade, o principal objetivo de suas ações é contribuir para a elevação da auto-estima dos pacientes durante os tratamentos, prestando assistência em diversas frentes.

A Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer do Piauí desenvolve suas atividades contando com o apoio de voluntários e de funcionários, que atuam principalmente na casa de apoio Lar de Maria e também no serviço de telemarketing da entidade.

Toda a manutenção destes projetos é efetuada graças às doações captadas pelas voluntárias e pelo telemarketing, por meio de campanhas realizadas durante o ano inteiro.

Contas para doação à Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer do Piauí (Lar de Maria):

Caixa Econômica Federal

Conta Poupança: 7935-6

Agência: 641

Operação: 013


Banco do Brasil

Conta Corrente: 42396-3

Agência: 4249-8

Bruno Mars 'contrata' Ed Sheeran para show particular de aniversário

Em vídeo compartilhado através da conta de Mars no Instagram, o músico Ed Sheeran aparece cantando "Happy Birthday Tou You", enquanto o aniversariante usa um chapéu de festa e come seu bolo.

O cantor Bruno Mars comemorou seu aniversário de 33 anos nesta segunda-feira (8) em boa companhia e com show exclusivo.

Em vídeo compartilhado através da conta de Mars no Instagram, o músico Ed Sheeran aparece cantando "Happy Birthday Tou You" (em tradução do inglês, "Parabés pra você"), enquanto o aniversariante usa um chapéu de festa e come seu bolo, pedindo para que o amigo repita a canção em tom de brincadeira.

Clique aqui para ver o vídeo.

"Você sabe que chegou lá quando pode contratar Ed Sheeran para te cantar 'Parabéns pra Você'", escreveu Bruno Mars na legenda da publicação. 

Em dezembro de 2017, o cantor vencedor do Grammy, Ed Sheeran recebeu uma MBE (uma honra de Estado britânica) pelos serviços prestados à música e à caridade do príncipe Charles em uma cerimônia no Palácio de Buckingham.


O intérprete de "Shape of You" foi o artista com o maior número de streams no serviço de música on-line Spotify globalmente em 2017, e seu terceiro álbum, "Divide", liderou as paradas de discos dos Estados Unidos.

Alguns meses depois, no início de 2018, ele anunciou noivado com a namorada, Cherry  Seaborn. "É genial conhecer pessoas famosas. Mas a vida não é isso. A realidade não é isso. Isso acabará um dia. E sei que a única pessoa que permanecerá é Cherry", disse na ocasião.

04 de outubro de 2018

No Piauí, captação de recursos cais mais de 40% em três anos

Segundo os dados, a implementação da legislação revela uma concentração principalmente na região Sudeste, apontando especialmente maiores incentivos para os estados de São Paulo e Rio .

Um estudo da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) aponta que o apoio à cultura no Piauí através da Lei Rouanet reduziu mais de 40% nos últimos três anos. Em 2016 o Estado recebeu R$ 1.209.472,36, o valor caiu para R$ 1.152.834,01 no ano seguinte e em 2018, até o momento, foram captados apenas R$ 723.325,87.

A Lei, de 1991, foi estruturada para implementar, por meio de incentivo fiscal, do Fundo Nacional de Cultura e do Fundos de Investimentos Culturais e Artísticos (este nunca implantado), o financiamento de programas, projetos e ações culturais. No entanto, segundo os dados, a implementação da legislação revela uma concentração principalmente na região Sudeste, apontando especialmente maiores incentivos para os estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Os números do Piauí revelam que, este ano, o estado só captou 0,20% de todo o recurso distribuído pelo país. A porcentagem foi ainda menor em 2017. Apesar de ter recebido mais do que em 2018, no ano passado o total do montante de recursos financeiros que foi captado pelo Piauí só representou 0,10% dos incentivos.

No ano passado o Ministério da Cultura estabeleceu novas regras para mudar a realidade histórica de concentração regional de recursos captados entra as regiões, mas, para a CNM, as alterações não são suficientes porque não consideram o critério intraestadual. “A CNM compreende que se fazem necessárias, além dessas regras instituídas, outras complementares que fomentem a realização de projetos culturais nas regiões interioranas dos Estados”, pontua.

Os proponentes, que podem ser pessoas físicas com atuação na área cultural e/ou pessoas jurídicas de natureza cultural, são os responsáveis por apresentar, realizar e responder pelos projetos culturais. Sendo assim, um município pode propor seus projetos e, a partir da chancela do Ministério, é autorizado a iniciar a captação de recursos com os incentivadores.

29 de setembro de 2018

Um novo Felipão, mas com a mesma moral

Após oito anos na música gospel, o cantor anuncia seu retorno ao forró com a missão de reconstruir sua carreira.

Em meados dos anos 2000, o gingado no palco e a voz dele eram inconfundíveis. Naquela época, Felipão e Forró Moral, lideravam o segmento do forró. Agenda sempre lotada, recorde de público nos shows e canções que em pouco tempo se transformavam em verdadeiros sucessos. A correria desse auge foi seguida por um período mais reservado. 

Felipão abriu mão da carreira no forró para se dedicar a igreja e lá, de forma despretensiosa, acabou seguindo na música gospel, onde atuou durante oito anos. Há um ano, Felipão anunciou o seu retorno ao forró. Começava ai a missão de reconstruir sua carreira. Unindo a voz potente e marcante com o carisma e o gingado que poucos artistas conseguem no palco, Felipão vem fazendo a alegria de quem já o conhecia e agregando novos fãs ao público que o acompanha desde os anos 2000. 

Ao ODIA, o músico falou dessas fases que atravessou e sobre esse um ano de reorganizar sua carreira. Na entrevista a seguir ele comenta ainda sobre as mudanças da nova geração do forró e dos desafios que tem enfrentado.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

Qual a principal bagagem que você carrega do início da carreira, da época do Felipão e Forró Moral?

A experiência de entender realmente como a música funciona. A gente não vive só de fazer música, a gente precisa entender como a coisa funciona se a gente quer viver profissionalmente disso. Acho que a largada precisa ser essa. Tem muita gente que tem muito talento, tem muita vontade, mas não consegue ativar essa carreira. Como a gente já vinha com toda essa bagagem, pra gente voltar hoje fica bem mais fácil. A gente começa a ir se articulando, se posicionando, voltando a fazer contatos que a gente tinha antes, voltando para os meios de comunicação. Muita coisa, lógico, mudou e essa bagagem acaba precisando de novidades.

O que te motivou a entrar no campo gospel?

A minha intenção na verdade não era me tornar um cantor gospel. Eu estava bem cansado. Na época o sucesso do Felipão e Forró Moral foi muito pesado, foi muito cansativo, teve muitos problemas na época, acho que por eu ser muito novo, minha família não tinha muita experiência, que era quem administrava a carreira comigo, a gente teve muito desentendimento. Foi algo que realmente não foi saudável pra mim, comecei a beber muito, minha vida virou uma loucura. E eu queria parar, queria ter uma vida normal. Resolvi parar e com pouco tempo fui convidado para conhecer uma igreja, em Fortaleza. Gostei muito do ambiente e daquela busca pela paz, pela tranquilidade, e entrei. Depois que eu entrei foi quando a coisa começou a acontecer. Comecei a receber convites para contar um pouco da minha história, e meu testemunho. Então eu fui entrando sem nenhuma intenção profissional. Na época eu montei duas empresas e estava trabalhando nelas. Eu visitava as igrejas e aonde eu chegava o pessoal perguntava se eu não podia cantar, ai a coisa foi indo e acabei passando oito anos nessa correria.

Como era o Felipão no segmento forró e como foi o Felipão no segmento gospel?

Na verdade, no Felipão e Forró Moral, eu era somente o artista, apesar de ser dono também, mas eu me envolvi completamente com a parte artística do projeto e a gestão eu não cuidava, parte dos erros foi isso, foi eu não querer saber das coisas. Já no gospel eu me envolvi em um trabalho muito pessoal, muito intimo, onde eu me envolvia com tudo, era eu que fazia meu CD, escrevi dois livros, botava o material no carro, ia para as igrejas. Então era um trabalho em uma proporção muito menor, com um apelo totalmente diferente, mas onde eu me envolvia do começo ao fim.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

A volta ao forró foi um pedido dos fãs? Como foi esse retorno?

São muitos fatores, sempre digo que não dá para falar todos. Com o passar do tempo eu comecei a ver muita coisa que eu não gostei, que eu não concordava dentro do meio que eu estava e comecei a me questionar muito, comecei a passar por muitos questionamentos meus: ‘então quer dizer que quanto mais eu entrar, mas isso vai acontecer? mais vou ter que agir assim?’. E eu comecei a sentir que eu tinha que profissionalizar muito algo que eu não tinha como profissional, que pra mim era algo do coração. Isso me incomodava demais e comecei a ficar muito em dúvida, e eu não sei viver em dúvida. Quando eu começo a perder minha paz, quando eu começo a me questionar se aquilo não está me fazendo bem eu começo a viver um processo de mudanças. Fiz diversas coisas, tentei mudar, e não consegui. Funciona como um sistema, como um mercado também. Vi que não dava pra mim, prefiro fazer o forró e comercializar a está vivendo as coisas de Deus e tendo que comercializar.

O que você quis trazer como identidade, musicalmente falando, nessa nova fase no forró?

Falando de imagem, acho que a identidade do Felipão já é bem definida, é uma postura, uma dança, aquilo é muito único do personagem em cima do palco, acho que é algo que ficou. Em relação à parte musical é que eu vejo que a musica está em transformação o tempo todo. Apesar de já fazer um ano do retorno, eu estou em constante pesquisa para entender novamente qual a música que vamos fazer. Não acho que existe uma identidade fixa, porque acho que a música tem mudado o tempo todo, mas acho que tem que ter algo que as pessoas reconheçam que aquilo é Felipão. E eu estou nessa fase de descoberta e existe muita cobrança em cima do nosso nome, mas eu fico procurando respeitar o tempo de toda a ação e fazer as coisas no tempo certo.

Quais os principais desafios que você observa, no segmento do forró, fazendo um comparativo entre os anos 2000 e os dias atuais?

Eu vejo dois desafios. Primeiro é a parte da internet, a gente não tinha uma atuação tão grande na internet, a coisa ainda estava começando e hoje a internet é o segundo plano. A música é o principal e depois é colocar a música na internet, promovendo isso. É um desafio muito grande porque é um meio que muda o tempo todo, a gente precisa correr com a música, com o comercial, com a parte artística e ao mesmo tempo a gente precisa estar atualizado na internet entendendo como as coisas acontecem. O segundo desafio é que o forró em si se profissionalizou muito. Nos anos 2000 era tudo muito amador, as coisas iam acontecendo e hoje não, hoje tudo é muito organizado, tudo é muito profissionalizado.  O profissionalismo gera pra gente um desafio muito maior, você precisa ser excelente, precisa levar a coisa menos na brincadeira e mais na seriedade.

O que você sentiu do mercado, e também do público, nesse um ano desde que voltou aos palcos?

O público que curtiu o Felipão disse: ‘cara que saudade!’. E existe um novo público que só ouviu falar do Felipão e esse público hoje é o principal público, porque é quem estar consumindo. O público que curtiu o Felipão já passou mais o tempo, já casou, tem outras prioridades. Estamos vendo exatamente essa transformação e estamos conscientes que a gente precisa conquistar esse novo público. É um trabalho realmente de reinicio, de contar com o apoio de quem nos ama, mas conquistar novos fãs.

Já são mais 1,8 milhões de downloads e 7,3 milhões de execuções nos CDs promocionais e mais de 5,6 milhões de visualizações. Esses números te impressionam? A que você atribui eles?

Se você olhar que o Felipão passou quase dez anos fora do mercado e que em um ano a gente tem música que passaram de um milhão de downloads isso pra mim é algo para ser muito grato a esse público que está acompanhando. A gente precisa segurar um pouco a ansiedade e respeitar o tempo, o tempo vai nos ajudar a crescer ainda mais.

Entre os próximos projetos tem a gravação de novos clipes não é? O que você pensa para eles?

A gente já está com um clipe pronto, mas surgiu de lançar a música “Apaixonado Vagabundo”. O clipe de “Se arrependeu” deve sair no final de outubro. A gente tem muita coisa engatilhada, acontecendo.

27 de setembro de 2018

Katy Perry e Orlando Bloom fazem primeira aparição como casal

O ator e a cantora atenderam a um convite da realeza de Mônaco e compareceram a um evento oficial de uma ONG ambiental.

Juntos há três anos, Katy Perry, 33, e Orlando Bloom, 41, nunca haviam feito uma aparição em um evento oficial como casal. A primeira vez foi nesta quarta-feira (26) a convite da realeza de Mônaco.
O príncipe e a princesa Alberto e Charlene receberam os artistas no teatro Ópera de Monte-Carlo para o baile de gala da ONG ambiental Global Ocean. As modelos Isabeli Fontana, Luciana Gimenez e Alessandra Ambrosio também compareceram.
O objetivo do baile é promover a sustentabilidade dos oceanos para as próximas gerações e, assim, garantir o futuro do planeta, segundo nota divulgada pela realeza de Mônaco. Os presentes assistiram a concertos musicais e participaram de um jantar.


Foto: Getty Images/Pure People

Perry e Bloom mantêm um namoro cheio de idas e vindas e acabaram aparecendo às mesmas festas sem trocar, ao menos, uma palavra. No início do relacionamento, o casal compareceu a um baile de fantasias irreconhecíveis como Hillary e Bill Clinton.
Segundo a organização, outros artistas apoiam o movimento de proteção aos oceanos, como a cantora Madonna, os atores Pierce Brosnan e Hugh Grant, e a modelo Adriana Lima. Por meio de leilões, o dinheiro arrecadado é utilizado em investimento em tecnologia e prevenção na luta contra o mar de plástico que invade os oceanos.

24 de setembro de 2018

Após ser atacada na rede, Marília Mendonça posta foto com a família

Cantora e seus familiares foram ameaçados depois de ela postar vídeo se posicionando politicamente.

Depois de compartilhar vídeo a respeito de opiniões políticas, Marília Mendonça passou a ser fortemente atacada em suas redes sociais. A cantora apagou o vídeo sobre o assunto e compartilhou uma foto de sua família, pedindo paz após ela e seus familiares receberem diversas ameaças.

"Essa sou eu, aquela é minha mãe e aquele é meu irmão. Minha família é constituída dessas 3 pessoas, que juntas acreditaram nas promessas de Deus e nos seus sonhos. Eu sou uma menina de 23 anos, cheia de amigos das mais variadas formas e conceitos que sempre respeitou o seu espaço, e construiu com apenas algumas boas torcidas e muita fé, o que tenho hoje. Em uma noite, tudo o que foi construído com amor e carinho foi apagado na mente de algumas pessoas. Me sinto mal e minha cabeça dói por imaginar que anos de luta se basearam nisso, no final das contas"


Marilia Mendonça posta foto com a família (Foto: Reprodução/Instagram)

"Deixo aqui, o meu pedido de desculpas à todas as mulheres que acreditei estar defendendo naquele momento. Deixo aqui o meu pedido de desculpas à todos os homens, por em um instante de loucura acreditar que uma opinião não feriria a vocês. Eu realmente achei que poderia. Minha mãe tem recebido ataques tanto quanto o restante da minha família que nem compartilham da mesma opinião que a minha. Deixo aqui essa mensagem, e o meu profundo silêncio em qualquer questão que seja política. A gente pede encarecidamente PAZ! É isso que eu busco! Não posso opinar já que não sei do que o Brasil precisa! Tá na mão de vocês, galera! Boa sorte á todo mundo! Que Deus nos abençoe!", escreveu

18 de setembro de 2018

Sasha publica mensagem contrária a Bolsonaro e vira alvo na web

Modelo colocou a frase 'ele não' e o 'Guia Anti-Bolsonaro' no Instagram

Sasha Meneghel, 20, virou alvo de eleitores pró-Bolsonaro (PSL) nesta segunda-feira (17) após publicar uma mensagem contrária ao candidato à Presidência em sua conta no Instagram. Apesar dos ataques, vários internautas também defenderam a filha da apresentadora Xuxa. 

A publicação, feita no Insta Stories (ferramenta de compartilhamento de imagens que desaparecem em 24 horas) da modelo, trazia a mensagem “Ele não”, usada nas redes sociais em uma referência ao candidato, seguido pelo “Guia Anti-Bolsonaro”, por Lucio Caramori. 

O guia, que diz ter o objetivo de “ganhar os indecisos”, afirma que o candidato do PSL é “um retrocesso perigoso”. “Bolsonaro é uma ameaça sim, e não acredite em quem diz o contrário”, diz. “Acho que ele é a maior ameaça que a nossa democracia já enfrentou nesses 30 anos. E deve ser encarado como tal”, conclui o guia.


Foto: Reprodução/Instagram

Após a publicação, Sasha recebeu vários comentários criticando sua posição: “Quem é você pra falar de Bolsonaro? Sua patricinha alienada! Vá viver a realidade, querida!”, afirmou um internauta. “Nunca li tanta incoerência, você está totalmente equivocada!”, disse outra. “Mais uma comprada pelo fundo Rouanet!”, postou mais um. 

Mas também houve mensagens de apoio à modelo: “Linda, maravilhosa e inteligente! Se posicione sempre politicamente, você tem o direito de fazer isso”, afirmou uma seguidora. “Maravilhosa, princesa sensata. Enfrentaremos”, apontou outra mensagem. “Cada um tem o direito de votar em quem quiser!”, disse outra. 

Vários outros famosos também já se manifestaram nas redes sociais contrários a Bolsonaro, também gerando uma série de críticas dos eleitores do candidato, como o cineasta Fernando Grostein Andrade, atrizes como Bruna Linzmeyer, Letícia Colin, Zezé Motta e Letícia Sabatella, e a cantora Daniela Mercury, 

Carlinhos Maia compra jatinho de R$ 7,5 milhões

Dono do segundo Stories mais visto do mundo realizou sonho

Carlinhos Maia não economiza na hora de realizar seus sonhos. O comediante adquiriu um jatinho particular e comemorou a conquista no Instagram. "Jamais desista, jamais deixem te diminuir ao tamanho 'delas', jamais desacredite em você e principalmente nos teus sonhos. Sabe aquela frase feita de gente fracassada? 'Quanto mais alto sonha, mais alto é a queda' Ria toda vez que alguém te disser isso, por que você pode até cair, mas com certeza estará de paraquedas", compartilhou ele.

Dono do segundo Stories mais visto no mundo, abaixo apenas de Kim Kardashian, Carlinhos pode ter desembolsado aproximadamente 7,5 milhões de reais, preço do modelo mais básico da aeronave da marca Cirrus. O jatinho adquirido pelo humorista tem espaço para o piloto e mais três passageiros.


Foto: Reprodução/Instagram

Em entrevista à QUEM, Carlinhos falou sobre a ascensão meteórica da carreira. "Não esperava esse sucesso todo. A gente tem alguma coisa por dentro que alguma coisa muito grande vai acontecer, eu sentia que era para ser, que alguma coisa estava preparada. Mas eu não sabia que ia ser tão rápido, que ia ter esse alcance mundial", revelou.

O maior sonho do influenciador ainda é conseguir superar Kim no Instagram. "Não tenho os dólares dela, mas tenho a criatividade do brasileiro e essa coisa que só o Brasil tem, que é de encantar as pessoas. Eu não consigo entender como tudo isso aconteceu, mas é algo mágico", explicou 

15 de setembro de 2018

Materiais descartados viram arte em exposição no Rio

O grande desafio aos visitantes é identificar o que é aquela obra, de qual matéria-prima ela é feita.

Materiais descartados e resíduos são a matéria-prima do artista plástico Alexandre Pinhel na exposição Histórias Extraordinárias. Em entrevista à Agência Brasil, ele afirma que começou a transformar coisas sem utilidade em arte há cerca de 20 anos. “Coisas quebradas que as pessoas não querem mais, alguma coisa da família que foi jogada fora” se transformam, na mão do artista, em peças únicas com “uma pegada” de sustentabilidade.

O grande desafio aos visitantes é identificar o que é aquela obra, de qual matéria-prima ela é feita. Segundo ele, o material recolhido é completamente desconfigurado antes de ser trabalhado. “Eu consigo com isso um resultado estético que, normalmente, o material reciclado não consegue”.

Exposição Histórias Extraordinárias, de Alexander Pinhel, no Centro Cultural Light, centro do Rio. A mostra reúne peças compostas por materiais descartados e resíduos. Fotos: Tomaz Silva/Agência Brasil

Surpresa

A proposta da mostra é conseguir agradar o espectador, pelo caráter decorativo de muitas peças e provocar surpresa quando os visitantes desobrem qual material serviu de base àquela obra. “A graça que eu vejo é descaracterizar [o material descartado] e causar uma surpresa. As pessoas ficam mais interessadas”, disse Pinhel.

Uma das peças mais intrigantes na mostra é Oceano em Fúria. Confeccionada com sacos plásticos derretidos, a obra retrata o busto de um homem que, ao mesmo tempo, é uma onda. “E esse busto tem uma fisionomia de assustar”. Oceano é um personagem da mitologia grega, rei dos mares. “E ele está em fúria porque o oceano está cheio de plástico; e ele pretende revidar”, afirmou Alexandre Pinhel. 

Arte e literatura

O artista disse que o mais interessante na mostra é propiciar que o visitante, diante das figuras estranhas e dos lugares ali representados, possa escrever sobre o que aquela peça o faz lembrar ou o que vê. Formulários estão disponíveis no local com essa finalidade.

“A gente está querendo fazer uma conexão de arte com literatura. Cada peça daquelas é como se fosse um conto tridimensional. Cada visitante vai enxergar de uma maneira diferente.” 

As melhores histórias ganharão troféus, que poderão ser confeccionados por Pinhel, a partir também de materiais recicláveis. As crianças também serão desafiadas a dizer o que exergam nas obras. A exposição Histórias Extraordinárias pode ser vista no Centro Cultural Light até o dia 11 de outubro. A entrada é gratuita. 

Bruna Marquezine admite que cabelo loiro era peruca

Atriz esclareceu dúvida em seu Instagram, na noite de sexta (14).

Confirmando o que QUEM Acontece já tinha adiantado, Bruna Marquezine esclareceu em seu Instagram que os cabelos loiros que exibiu em Nova York, na noite de quinta (13) eram, na verdade, um peruca. Ela falou sobre o assunto em seu Instagram, na sexta (14).

"Achou que eu tinha pintado mesmo, boba(o)?", postou ela, em formato de enquete. "Sim, sua louca" e "claro que não, né?!" estavam entre as opções de resposta do post de Bruna.

Bruna Marquezine roubou a cena ao aparecer loirissima no baile de gala de Rihanna, o The Diamond Ball, no Cipriani Wall Street, em Nova York. O novo look surpreendeu até o namorado da atriz, o jogador Neymar. Numa chamada em vídeo, ela aparece para ele com os fios claros e ele leva um susto! Ela inclusive faz brincadeiras com a música "A Nova loira do Tchan, é linda, deixa ela entrar...".


Bruna Marquezine (Foto: Reprodução/Instagram)

Bruna escolheu uma peruca de fios naturais, que vem se tornando queridinha das celebridades, não só no Brasil, como no mundo todo. Isso porque, as perucas ou wigs (perucas modernas) são modernas e práticas e viraram acessórios de moda. O responsável pelo visual da atriz foi o beauty artist Henrique Martins. "Nós usamos a peruca para o evento, ela está com o cabelo normal", disse ele a QUEM.

O profissional ainda conta como chegou no resultado natural. "Colocamos uma touca em baixo, pra minimizar bastante o volume do cabelo, e passamos spray, prendemos um rabo baixo, duas trancinhas e o cabelo dela ficou todo na nuca. A touca tem que ser cor da pele porque é ela quem vai dar o fundo da peruca, que vai reproduzir a raíz do cabelo, porque elá é feita de tela, como se fosse um tule. Isso que dá o efeito natural. A cor foi superpensada para o tom da pele da Bruna. Quem fez a cor fa peruca foi o Reyson Moreira do Salão 1838 de São Paulo. Isso também deu mais naturalidade. Uma peruca de cabelo humano", explica Henrique.

No Brasil, as wigs tem preços entre R$ 499,00 e R$ 3.000,00, enquanto os apliques ficam entre R$ 60,00 a R$ 800,00. Já as wigs famosas de Hollywood, queridinhas de Kim Kardashian e Kylie Jenner, variam de 2 mil dólares (quase 9 mil reais) a 8 mil dólares (quase 35 mil reais).

Juliana Paiva e Nicolas Prattes vão juntinhos a show no Rio de Janeiro

Amigos prestigiaram a banda de Felipe Ricca, filho da atriz com seu ex-marido Marco Ricca

Juliana Paiva e Nicolas Prattes não se desgrudam mais. Os atores, que vivem par romântico em O Tempo Não Para, como Samuca e Marocas, também vivem relacionamento na vida real. O casal não esconde a paixão e foi prestigiar a banda do filho de Adriana Esteves, Felipe Ricca, de 18 anos, do relacionamento com o ator Marco Ricca na sexta-feira (14). O padrasto Vladimir Brichta também acompanhou a mulher em uma casa de shows no Rio.

Se em Segundo Sol a cafetinaLaureta e sua pupila Rosa se estranham, na vida real Letícia Colin é muito amiga de Adriana e foi com o marido Michel Melamed ao show. A banda de Felipe se chama Cai Sahra e mistura surf music com pop acústico.


Nicolas Prattes e Juliana Paiva vão juntinhos ao show de filho de Adriana Esteves (Foto: DERICK ABREU / AgNews)

Adriana, inclusive, é casada desde 2006 com Vladimir Brichta (que vive Remy em Segundo Sol) e com quem tem tem um filho, Vicente, de 11 anos. Ela também tem Felipe, de 18 anos, seu filho com Marco Ricca (com quem ficou casada de 1994 a 2004) e a enteada Agnes, de 21, de outro relacionamento de Brichta.

Em entrevista recente ela se declarou ao marido. "Sou apaixonada pelo Vlad, acho ele lindo, deslumbrante. Tem dias que marco de sair com ele, fico no bar parada, dou uma olhadinha e vem algum homem lindo, gato... Olho e é ele! Me sinto traindo ele com ele mesmo", revelou, aos risos.

12 de setembro de 2018

Juliana Paes pede para se afastar de projeto para tratar problema de saúde

Atriz, que apresentaria game show ao lado de Lázaro Ramos, pediu licença para iniciar tratamento.

Longe da TV desde o fim de A Força do Querer, trama na qual deu vida à personagem Bibi Perigosa, Juliana Paes não fará mais parte do time de apresentadores de Os Melhores Anos das Nossas Vidas, programa que apresentaria ao lado de Lázaro Ramos. Segundo a CGCom (Central Globo de Comunicação), "esta semana, a atriz pediu para se afastar do projeto para cuidar de sua saúde. A produção já está avaliando os nomes dos(as) apresentadores(as) que acompanharão Lázaro Ramos na nova atração".

Apesar de a CGCom não especificar o motivo de saúde pelo qual Juliana pediu para se afastar do projeto, fontes de QUEM afirmam que ela está tratando de um problema em suas cordas vocais. E garantem que a condição não é grave.


Foto: Reprodução/Instagram

A estreia do projeto está prevista para o dia 11 de outubro. O programa é um game show em que dois grupos se enfrentarão para defender uma entre cinco décadas: 1960, 1970, 1980, 1990 e 2000. O objetivo é relembrar fatos marcantes da moda, cinema, esporte, música e novelas, entre outros assuntos. Com direção geral de Bernardo Portugal, a atração será exibida nas noites de quinta-feira.

Na terça-feira (11), data em que foi divulgada a informação do afastamento da atriz, Juliana foi fotografada saindo de uma clínica em Ipanema, no Rio, pela agência de fotos Agnews. Simpática como sempre, ela sorriu para o profissional que a clicava.

11 de setembro de 2018

Safadão faz novos desabafos sobre briga com a ex-mulher pelo Instagram

Deitado na cama, com aparência cansada e voz afônica, Safadão diz que tem sido acusado de maltratar seu filho Yudhy, 7 anos, e que Thyane estaria tentando roubar a função de mãe de Mileide.

O cantor Wesley Safadão fez uma série de stories em seu perfil no Instagram para esclarecer os últimos acontecimentos da confusão entre a atual mulher, Thyane Dantes, e a ex, Mileide Mihaile. "Estão usando perfis fakes para plantar novas mentiras sobre a minha família", afirmou o cantor.
Deitado na cama, com aparência cansada e voz afônica, Safadão diz que tem sido acusado de maltratar seu filho Yudhy, 7 anos, e que Thyane estaria tentando roubar a função de mãe de Mileide. "Disseram que estou o proibindo de ter contato com a mãe, e isso é mentira", afirma o cantor. "A minha esposa sabe o papel dela, e me ajuda com a criação dos meus filhos", afirma o cantor.
Ele diz, ainda, que está perto de saber quem está por trás de denúncias que têm sido feitas por meio de perfis falsos na internet. "Estamos perto de solucionar esse caso e saber que vem contando essas barbaridades sobre mim e a minha família nesses perfis falsos. As pessoas acham que a internet é um lugar sem lei, mas espero mostrar logo quem está por trás de tudo isso", afirma o artista.
Safadão reforçou que o motivo da briga entre ele e a ex-mulher nunca foi relacionado a dinheiro. "Achei melhor falar porque uma mentira contada muitas vezes começa a virar verdade. É difícil lutar contra uma pessoa que diz não ter nada a perder", diz o cantor. 


Foto: Reprodução/Instagram

Mileide Mihaile também usou o seu Instagram horas antes para dizer que já estava no limite da situação. "Dói ver como meu filho foi exposto. Não é porque o pai é uma pessoa pública, que ele não responderá pelo que faz", disse a ex-mulher.
Na série de vídeos, ela diz que Thyane tenta tirar dela o papel de mãe de Yudhi e que o menino é impedido de falar ao telefone quando está na casa do pai. "Só eu sei o que o meu filho chega em casa compartilhando que passou", afirma. 
Justiça
O valor do pagamento da pensão de Wesley Safadão ao seu filho virou processo judicial. A audiência de revisão aconteceu no dia 2 de agosto deste ano. Segundo nota da assessoria de imprensa de Safadão, "ficou acordado que o valor já pago mensalmente desde 2015, de forma não regulamentada, a partir desta data, seria oficializado e homologado pela juíza em prol do filho".
A nota segue relatando que "em respeito ao ilustre promotor da Vara e à meritíssima juíza, Wesley se resguarda a não divulgar os termos acordados no processo". E encerra com uma declaração de Safadão: "Quero preservar a integridade emocional do meu filho e, nesse momento, só desejo que a paz volte a reinar".

10 de setembro de 2018

Velório de Mr. Catra será no teatro João Caetano, no Rio de Janeiro

Corpo do cantor será velado nesta segunda-feira, a partir das 21 horas.

O velório do cantor Mr. Catra será nesta segunda-feira (10) no Teatro João Caetano, no Centro do Rio, a partir das 21h. O sepultamento será nesta terça-feira (11), às 10h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap. Catra morreu na tarde deste domingo (9). Ele, que estava internado no Hospital do Coração (HCor), em São Paulo, lutava contra um câncer gástrico. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do cantor, que deixa três mulheres, 32 filhos e quatro netos.

"É com enorme pesar que comunicamos o falecimento do amigo e cliente, Wagner Domingues Costa, o Mr Catra, que nos deixou na tarde deste domingo, 9, em decorrência de um câncer gástrico. O cantor e compositor estava internado no hospital do Coração (HCor), em São Paulo, e já vinha lutando contra a doença. A informação foi dada a família pelo cirurgião oncológico, Dr. Ricardo Motta, por volta das 15h20 da tarde. Catra deixou três esposas e 32 filhos. Neste momento de sofrimento, agradecemos o carinho, cuidado e compreensão dos amigos da imprensa, e pedimos, gentilmente, para que respeitem o momento de tristeza da família", dizia o comunicado enviado pela assessoria de imprensa do funkeiro.


Mr. Catra (Foto: Andrea Dallevo/Divulgação RedeTV!)

Em São Paulo, o velório do cantor aconteceu a partir da 1h da madrugada na Avenida Octávio Braga de Mesquita, 3535 - Bairro Taboão, em Guarulhos. A QUEM, Dennis DJ lamentou a morte de Catra. "Catra foi um dos primeiros caras a misturar quando o funk não estava com essa visibilidade toda. Gravou com rap, com pagode, com sertanejo, teve muitas músicas guardadas. Eu falava pra ele soltar aquilo tudo", lembra ele. "Ele era um cara muito visionário, muito inteligente. Sabia se expressar, aonde chegava roubava a cena, tinha uma luz muito enigmática. Frequentei a casa dele e via o carinho, o pai que ele era", completa Dennis.

No início de julho, em bate-papo com Faa Morena, Catra falou sobre a doença, começando sobre a experiência da descoberta no final do ano passado, após realizar alguns exames de rotina. "Na hora foi um baque, lógico, ninguém recebe a notícia que está com câncer e... foi um baque, sim", confessou ele, no programa Ritmo Brasil, que vai ao ar neste sábado (7). Com quase 30 anos de carreira, o artista também falou sobre sua relação com Deus e cita maus hábitos que possuía como possíveis desencadeadores da doença: "Eu adquiri a enfermidade e Deus deu a cura. Isso [o câncer] foi falta de descanso, noites sem dormir, comer errado".

Atualmente, Mr. Catra divide a casa com três esposas e 33 filhos. Ele também falou como a família lidou com o momento delicado. "Todo mundo trata de mim, minhas filhas, minhas esposas. Tem pouco tempo que normalizei as coisas porque estavam tensas. Para mim, estava tudo bem, mas para elas, até a ficha cair foi difícil. Nesses momentos você vê o tamanho do amor", disse o carioca na entrevista.

Prestes a encerrar o tratamento, o funkeiro, que emagreceu mais de 30 quilos ao longo dos últimos meses, compartilhou as mudanças necessárias em seus hábitos alimentares. "A gente começa a comer coisas mais saudáveis. Procuro seguir uma dieta mais vegana. (...) Não dá para comer três de algo, come meio. Você se torna um degustador", explicou.