Teresa Britto defende o assentamento de famílias atingidas por enxurrada

Teresa Britto defende o assentamento de famílias atingidas por enxurrada

20/05/2019 13:15h

Compartilhar no

 

A situação dos moradores da Vila Ferroviária, vítimas de alagamento por conta das chuvas e do rompimento de uma lagoa das proximidades, foi o motivo da fala da deputada Teresa Britto (PV), no tempo de dois minutos, nesta manhã de segunda-feira (20).
Segundo ela, técnicos do Governo do Estado, da Prefeitura e representantes da Ordem dos Advogados do Brasil –Piauí - OAB-PI, estiveram no local e vêm acompanhando as famílias. A parlamentar disse também que já foram identificados os terrenos e em um dos quais fica a referida lagoa.
“A lagoa está situada em uma área do Governo do Estado e o barramento estremando com uma área da Oi-Telemar. Nós fizemos um encaminhamento, para que o Governo do Estado posa doar uma área de aproximadamente, cinco hectares, para assentar as famílias que foram afetadas, que são em torno de trinta famílias, e que devem  ter suas casas reconstruídas em outro local”, disse a deputada.
Teresa Britto disse ainda que é de fundamental importância que o prefeito e o governador do Piauí, sentem e converse, para entrarem em um acordo sobre a construção das casas e, que não é justo o Governo pagar por um terreno privado, sendo que o Governo tem terrenos e que podem ser doados, para as famílias da Vila Ferroviária.
“A prefeitura de Teresina vem assistindo as famílias, com o pagamento do aluguel solidário, bem como com a alimentação e também com a parte de saúde. Mas é preciso que haja a construção das casas, bem como das perdas que as famílias tiveram. Queremos também que a Polícia Covil com o Ministério Público possam o mais rápido possível, trazer o resultado das investigações, para responsabilizar a quem realmente provocou aquela tragédia ambiental e social”, finalizou.  Lindalva Miranda

A situação dos moradores do Parque Rodoviário, na zona Sudeste de Teresina, que foram vítimas de uma enxurrada que levou casas, carros, motos depois do rompimento de uma lagoa das proximidades do Clube da Telemar, foi tema da fala da deputada Teresa Britto (PV), no tempo de dois minutos, na sessão plenária desta segunda-feira (20).

Segundo Teresa Britto, os técnicos do Governo do Estado e da Prefeitura, além de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil – Piauí, estiveram no local para acompanhar o atendimento às famílias atingidas. A parlamentar disse também que já foram identificados os terrenos e em um dos quais fica a referida lagoa.

“A lagoa está situada em uma área do Governo do Estado e o barramento estremando com uma área da Oi-Telemar. Nós fizemos um encaminhamento, para que o Governo do Estado posa doar uma área de aproximadamente cinco hectares para assentar as famílias que foram afetadas, que são em torno de 30 famílias, que devem  ter suas casas reconstruídas em outro local”, defendeu a deputada.

Teresa Britto disse ainda que é de fundamental importância que o prefeito Firmino Filho e o governador do Piauí, Wellington Dias, sentem e converse para entrar em acordo sobre a construção das casas. Segundo a deputada, não é justo o Governo pagar por um terreno privado, sendo que o Governo tem terrenos e que podem ser doados para as famílias do Parque Rodoviário.

“A prefeitura de Teresina vem assistindo as famílias, com o pagamento do aluguel solidário, bem como com a alimentação e também com a parte de saúde, mas é preciso que haja a construção das casas, bem como das perdas que as famílias tiveram. Queremos também que a Polícia Covil com o Ministério Público possam o mais rápido possível, trazer o resultado das investigações, para responsabilizar quem realmente provocou aquela tragédia ambiental e social”, finalizou. 

Lindalva Miranda - Edição: Caio Bruno

 


Fonte: Alepi
Compartilhar no
Fonte: Alepi

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas