• Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Professora cadeirante faz campanha em Floriano para ajudar o Hospital Tibério Nunes

Professora cadeirante faz campanha em Floriano para ajudar o Hospital Tibério Nunes

04/06/2019 13:15h

 

O deputado Gustavo Neiva (PSB) disse hoje (04) que a professora Cláudia Alvarenga espera por uma cirurgia ortopédica no Hospital Tibério Nunes, em Floriano, e não consegue realizar o procedimento devido a falta de material. Ele disse que para agravar a situação ela é cadeirante e foi boicotada pelo governo estadual através da ameaça de registro de boletim de ocorrência para suspender uma campanha de coleta de material de limpeza que ela vinha realizando através das redes sociais para ajudar aquela casa de saúde.


“É inadmissível que uma pessoa espere oito meses por uma cirurgia e não consegue ser atendida. E essa mesma pessoa é ameaçada quando tenta organizar uma campanha para ajudar o hospital. O governo não resolve o problema e ainda tenta prejudicar quem tenta ajudar porque está vivendo em uma cadeiras de rodas e precisa ser atendida para que o problema não se agrave ainda mais”, afirmou.

Segundo o deputado, a campanha foi feita por livre vontade da professora, mas ela foi impedida de continuar usando as redes sociais sob pena de ser retaliada .

 

ANIVERSÁRIO -  Já o deputado Francisco Limma (PT), líder do Governo, registrou os 21 anos de existência da Vila Irmã Dulce, transcorridos ontem. “A deputada Flora Izabel, a deputada Francisca Trindade e a vice-governadora Regina Sousa eram jovens lideranças naquela época e mobilizaram toda a comunidade. O presidente Lula veio aqui numa de suas viagens e autorizou a construção de quatro mil casas”, informou. Ele disse que hoje a vila conta com asfalto e calçamento, escolas, postos de saúde, centro de produção e diversas outras melhorias. “Está crescendo entre os moradores o movimento Mais Amor pela Vila Irmã Dulce, liderados por Neguinha Moura, Marina Moura e o Leônidas”, informou.

 


Durvalino Leal - Edição: Katya D'Angelles


Fonte: Alepi Fonte: Alepi

Deixe seu comentário