• SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

Padre italiano receberá título de cidadania piauiense

Padre italiano receberá título de cidadania piauiense

06/06/2019 12:15h

 

Padre italiano recebe Título de Cidadão Piauiense
A Assembleia Legislativa realiza Sessão Solene quinta-feira, dia 13, para entrega do Título de Cidadão Piauiense ao padre italiano Roberto Agostini, pelos relevantes serviços prestados ao Estado do Piauí. O Projeto de Decreto Legislativo é do Deputado Francisco Limma (PT) líder do Governo do Estado na Assembleia Legislativa.
O homenageado viveu em Teresina de 1976 a 1986 e trabalhou de forma efetiva com as lutas e organizações populares, na pastoral frente a Paróquia São João Evangelista, no Parque Piauí, e frente a igreja Menino Jesus de Praga, no bairro Saci. O padre também recebeu homenagem da Câmara Municipal de Teresina.
O padre Roberto Agostini nasceu em Verona, na Itália, dia 07 de novembro de 1943 e logo ingressou no seminário para servir e divulgar o Evangelho a todos os povos como sacerdote. Entrou para a vida religiosa aos 10 anos e formou-se em padre em 1967.
Em 1973 veio trabalhar no Brasil, na diocese de Itaberaba, na Bahia. Em 1976 veio para Teresina, atendendo convite ao então arcebispo Dom José Freire Falcão, para trabalhar na Paróquia do Parque Piauí.
Social - Durante anos atuou em Teresina nos meios sociais para contribuir de forma efetiva com as lutas efetivas em defesa dos mais pobres e marginalizados. Em 1986, depois de 10 anos de trabalhos em Teresina, o padre Roberto Agostini deixou a capital piauiense.


A Assembleia Legislativa realiza Sessão Solene na próxima quinta-feira, dia 13, para entrega do Título de Cidadão Piauiense ao padre italiano Roberto Agostini, pelos relevantes serviços prestados ao Estado do Piauí. O Projeto de Decreto Legislativo é do Deputado Francisco Limma (PT) líder do Governo do Estado na Assembleia Legislativa. O homenageado viveu em Teresina de 1976 a 1986 e trabalhou de forma efetiva com as lutas e organizações populares, na pastoral frente a Paróquia São João Evangelista, no Parque Piauí, e frente a igreja Menino Jesus de Praga, no bairro Saci. O padre também recebeu homenagem da Câmara Municipal de Teresina.

O padre Roberto Agostini nasceu em Verona, na Itália, dia 07 de novembro de 1943 e logo ingressou no seminário para servir e divulgar o Evangelho a todos os povos como sacerdote. Entrou para a vida religiosa aos 10 anos e formou-se em padre em 1967.

Em 1973 veio trabalhar no Brasil, na diocese de Itaberaba, na Bahia. Em 1976 veio para Teresina, atendendo convite ao então arcebispo Dom José Freire Falcão, para trabalhar na Paróquia do Parque Piauí.

Durante anos atuou em Teresina nos meios sociais para contribuir de forma efetiva com as lutas efetivas em defesa dos mais pobres e marginalizados. Em 1986, depois de 10 anos de trabalhos em Teresina, o padre Roberto Agostini deixou a capital piauiense.

 

 

Emerson Brandão - Edção: Katya D'Angelles

 


Fonte: Alepi Fonte: Alepi

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas