Líder do Governo anuncia projeto de lei para combater a fraude em concurso público

Líder do Governo anuncia projeto de lei para combater a fraude em concurso público

01/06/2017 14:15h

Compartilhar no

 

A Assembleia Legislativa poderá apresentar um Projeto de Lei nos próximos dias tratando sobre mudanças nas provas para evitar novas fraudes em concursos públicos no Piauí. A revelação foi feita pelo deputado João de Deus (PT), líder do Governo, na audiência pública realizada para debater as fraudes em concursos promovidos pelo Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) da Universidade Estadual do Piauí (Uespi).
João de Deus disse que, dentre as mudanças que poderão ser propostas nos concursos, estão a inclusão de provas dissertativas e de redação, o que dificultará as fraudes, já que atualmente os candidatos respondem apenas a questões objetivas, O presidente do Nucepe, Pedro Soares, disse que o órgão estuda ampliar o tempo de permanência do candidato fazendo a prova e a colocação de lacre nas descargas de todos vasos sanitários dos banheiros para que eles não sejam utilizados pelos fraudadores para se livrar de objetos, como celulares, e de gabaritos.
Respondendo questionamento da deputada Liziê Coelho (PTB), o delegado geral Riedel Batista disse que as fraudes nos concursos são praticadas por quadrilhas organizadas de vários Estados, inclusive do Piauí, e que 50 pessoas monitoradas pela Polícia Civil são reincidentes na prática das irregularidades.
Ao responder indagação do deputado Francis Lopes (PRP), o reitor Nouga Cardoso disse que a anulação do concurso ocorreu porque a PMPI tem pressa em contratar novos soldados e a realização de um novo concurso demoraria menos tempo, já que o caso das fraudes poderia ir para a Justiça. Os deputados Evaldo Gomes (PTC) e Dr. Pessoa(PSD) parabenizaram João de Deus pela realização da audiência pública, pois, na opinião deles, é importante o debate visando o aperfeiçoamento dos concursos.
No final da audiência pública, a Comissão de Administração aprovou parecer favorável do deputado Wilson Brandão a Mensagem do Poder Judiciário que dispõe sobre a normatização dos emolumentos e taxas do Tribunal de Justiça do Estado. Participaram da reunião, além de Wilson Brandão, os deputados Liziê Coelho, Evaldo Gomes, Dr. Pessoa, Luciano Nunes (PSDB), Dr. Hélio Oliveira (PR), Francis Lopes, João de Deus e Severo Eulálio (PMDB).

A Assembleia Legislativa vai receber nos próximos dias tratando uma proposta alterando as regras de aplicação de provas para evitar novas fraudes em concursos públicos no Piauí. A revelação foi feita pelo deputado João de Deus (PT), líder do Governo, durante audiência pública realizada para debater as fraudes em concursos recentes promovidos pelo Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) da Universidade Estadual do Piauí (Uespi).

João de Deus disse que, dentre as mudanças que poderão ser propostas nos concursos, estão a inclusão de provas dissertativas e de redação, o que dificultará as fraudes, já que atualmente os candidatos respondem apenas a questões objetivas, O presidente do Nucepe, Pedro Soares, disse que o órgão estuda ampliar o tempo de permanência do candidato fazendo a prova e a colocação de lacre nas descargas de todos vasos sanitários dos banheiros para que eles não sejam utilizados pelos fraudadores para se livrar de objetos, como celulares, e de gabaritos.

Respondendo questionamento da deputada Liziê Coelho (PTB), o delegado geral Riedel Batista disse que as fraudes nos concursos são praticadas por quadrilhas organizadas de vários Estados, inclusive do Piauí, e que 50 pessoas monitoradas pela Polícia Civil são reincidentes na prática das irregularidades.

Ao responder indagação do deputado Francis Lopes (PRP), o reitor Nouga Cardoso disse que a anulação do concurso ocorreu porque a PMPI tem pressa em contratar novos soldados e a realização de um novo concurso demoraria menos tempo, já que o caso das fraudes poderia ir para a Justiça. Os deputados Evaldo Gomes (PTC) e Dr. Pessoa(PSD) parabenizaram João de Deus pela realização da audiência pública, pois, na opinião deles, é importante o debate visando o aperfeiçoamento dos concursos.

No final da audiência pública, a Comissão de Administração aprovou parecer favorável do deputado Wilson Brandão a Mensagem do Poder Judiciário que dispõe sobre a normatização dos emolumentos e taxas do Tribunal de Justiça do Estado. Participaram da reunião, além de Wilson Brandão, os deputados Liziê Coelho, Evaldo Gomes, Dr. Pessoa, Luciano Nunes (PSDB), Dr. Hélio Oliveira (PR), Francis Lopes, João de Deus e Severo Eulálio (PMDB).

 

 

 

Texto: J. Barros
Foto e edição: Caio Bruno 


Fonte: Alepi
Compartilhar no
Fonte: Alepi

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas