• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Gustavo Neiva reafirma discurso contra a não aprovação de audiência pública

Gustavo Neiva reafirma discurso contra a não aprovação de audiência pública

06/06/2019 13:15h

 

Ao ocupar hoje (6) a tribuna, o deputado Gustavo Neiva (PSB), líder da Oposição, lamentou a rejeição pela bancada da situação de requerimento de sua autoria e da deputada Teresa Britto (PV) visando a realização de audiência pública para debater a possibilidade de greve dos professores estaduais. O orador acusou o Governo de não ter interesse de debater e encontrar soluções para os problemas do Piauí.

Gustavo Neiva criticou o líder do Governo, deputado Francisco Limma (PT), afirmando que ele agiu com prepotência e arrogância ao defender a rejeição do requerimento por ter afirmado que, de agora em diante, o ditado não “é quem tem boca, vai a Roma”, mas “quem voto”. O líder oposicionista disse que a realização da audiência pública não deveria ter sido rejeitada, pois a Assembleia Legislativa deve debater os problemas do Piauí visando encontrar soluções que beneficiem a população.


Acrescentou Gustavo Neiva que o líder Francisco Limma propôs audiência pública para debater os cortes de verbas para as universidades federais, mas deveria apoiar a discussão de questões estaduais, como a falta de recursos para o funcionamento da UESPI (Universidade Estadual do Piauí) e das escolas de ensino básico.


O parlamentar do PSB parabenizou o Governo Wellington Dias por anunciar medidas visando melhorar o funcionamento dos hospitais regionais, como os de Floriano, Picos e Campo Maior. Ele assinalou que isso ocorreu devido ao trabalho dos deputados estaduais que visitaram os hospitais e denunciaram a falta de condições de funcionamento desses estabelecimentos de saúde.


Resposta

Em resposta as colocações feitas pelo deputado Gustavo Neiva, o líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Francisco Limma (PT) disse que não existe ninguém que queria mais o debate, a discussão dos problemas do Piauí, que o Governo do Estado, o Partido dos Trabalhadores e o ele como deputado.

 

“O Governo está nesta Casa para debater e discutir com todos os parlamentares o que pode ser melhor para o Piauí, mas o que são aceitamos são debates provocativos. Já estão acontecendo várias reuniões e negociações entre as secretarias de Governo, de Administração e de Educação e essas negociações precisam caminhar antes de acontecer esses debates aqui na Assembleia”, defendeu Francisco Limma.

 

O deputado ainda lembrou que estão sendo realizadas muitas audiências públicas na Alepi sem resolutividade e sem respeitar o Regimento Interno da Casa. “Nem as questões de ordem estavam sendo respeitadas nas audiências. Precisamos descongestionar a pauta antes de marcar novas audiências”, finalizou. 



J.Barros/Laryssa Saldanha - Edição: Katya D'Angelles


Fonte: Alepi Fonte: Alepi

Deixe seu comentário