• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Dr. Hélio destaca que 40% dos presos do Piauí estudam regularmente

Dr. Hélio destaca que 40% dos presos do Piauí estudam regularmente

05/06/2019 14:15h

 

O deputado Dr. Hélio (PR) informou em um pronunciamento de dois minutos que esteve hoje (05) na Secretaria de Justiça onde foi informado que 40% dos presidiários que cumprem as suas penas nas casas de detenção do Piauí são estudantes, tornando o nosso Estado como o segundo melhor do Brasil em educação de presidiários. “Em 2014 eram apenas 5%, fazendo com que o Piauí seja destaque nacional nesse setor”, afirmou.
Ele também informou que outro fato interessante é que todos os detentos que tiveram a liberação para passar o Dia das Mães com as suas famílias retornaram às casas de reclusão onde cumprem as suas penas. Segundo ele, isso ocorre porque a educação tem transformado as pessoas que cumprem penas, fazendo com que a inserção dos ex-detentos no mercado de trabalho e na sociedade seja cada vez maior. “Nesse processo de educação, temos agora até o Pré-Enem, dando oportunidade de ingresso nas universidades”, assegurou.
Dr. Hélio disse ainda que está preocupado com o aumento de homicídios no Brasil, que já chega a 66 mil mortes por ano apenas nos casos de armas de fogo, sendo o Rio Grande do Norte um dos estados mais violentos, com o registro de 32 mortos a cada mil habitantes. As vítimas são principalmente os jovens. “Aqui no Piauí nós estamos desenvolvendo ações para tornar o sistema com mais condições de reabilitação e de preparação para quando os detentos saírem das cadeias”, encerrou.
Durvalino Leal


O deputado Dr. Hélio (PR) informou, em pronunciamento de dois minutos, que esteve hoje (5) na Secretaria de Estado da Justiça, onde foi informado que 40% dos presos que cumprem penas no sistema penitenciário do Piauí estudam regularmente, tornando o Piauí como o segundo melhor do Brasil em educação de presidiários. “Em 2014 eram apenas 5%, fazendo com que o Piauí seja destaque nacional nesse setor”, afirmou.

Ele também informou que outro fato interessante é que todos os detentos que tiveram a liberação para passar o Dia das Mães com as suas famílias retornaram às casas de reclusão onde cumprem as suas penas. Segundo ele, isso ocorre porque a educação tem transformado as pessoas que cumprem penas, fazendo com que a inserção dos ex-detentos no mercado de trabalho e na sociedade seja cada vez maior. “Nesse processo de educação, temos agora até o Pré-Enem, dando oportunidade de ingresso nas universidades”, assegurou.

Dr. Hélio disse ainda que está preocupado com o aumento de homicídios no Brasil, que já chega a 66 mil mortes por ano apenas nos casos de armas de fogo, sendo o Rio Grande do Norte um dos estados mais violentos, com o registro de 32 mortos a cada mil habitantes. As vítimas são principalmente os jovens. “Aqui no Piauí, nós estamos desenvolvendo ações para tornar o sistema com mais condições de reabilitação e de preparação para quando os detentos saírem das cadeias”, encerrou.

Durvalino Leal  - Edição: Katya D'Angelles

 


Fonte: Alepi Fonte: Alepi

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas