• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Dr. Hélio destaca pesquisa sobre a rejeição dos brasileiros ao decreto das armas

Dr. Hélio destaca pesquisa sobre a rejeição dos brasileiros ao decreto das armas

04/06/2019 14:15h

 

O deputado Dr. Hélio (PR) questionou o decreto do presidente Jair Bolsonaro sobre porte de arma, afirmando que as pesquisas indicam que aproximadamente 70% da população são contrários. Ele disse a certa altura de seu pronunciamento: “já imaginaram se numa festa todo mundo estiver armado”? O deputado disse esperar que o Congresso faça uma adequação mais lógica do decreto.
O segundo tema do pronunciamento foi o trabalho desenvolvido pela Comissão de Saúde da Assembleia aos hospitais, o que considera importante. Ele disse lamentar que o governo federal não cumpra seu dever no campo da saúde, nos estados e municípios, deixando de reajustar satisfatoriamente os serviços médicos.
Em aparte, o deputado Warton Lacerda (PT) defendeu que a Assembleia conheça de perto a situação do SAMU nos municípios,  pois não basta a Comissão de Saúde visitar apenas os hospitais regionais. Ele disse que os repasses do governo federal para o SAMU estão congelados desde 2007, o que poderá causar o fim desse serviço criado pelo então presidente Lula.
O deputado Dr. Hélio concluiu seu pronunciamento enaltecendo os serviços do Hospital Dirceu Arcoverde, no município de Parnaíba, que funciona satisfatoriamente na urgência e emergência, sendo também um hospital-escola.

O deputado Dr. Hélio (PR) questionou o decreto do presidente Jair Bolsonaro sobre porte de arma, afirmando que as pesquisas indicam que aproximadamente 70% da população são contrários a essa proposta. O parlamentar questionou se numa festa todo mundo estivesse armado? O deputado disse esperar que o Congresso faça uma adequação mais lógica do decreto.


O segundo tema do pronunciamento foi o trabalho desenvolvido pela Comissão de Saúde da Assembleia em visita aos hospitais, o que considera importante. O deputado lamentou que o governo federal não cumpra seu dever no saúde nos estados e municípios, deixando de reajustar os valores pagos pelos procedimentos médicos.


Em aparte, o deputado Warton Lacerda (PT) defendeu que a Assembleia conheça de perto a situação do SAMU nos municípios,  pois não basta a Comissão de Saúde visitar apenas os hospitais regionais. Ele disse que os repasses do governo federal para o SAMU estão congelados desde 2007, o que poderá causar o fim desse serviço criado pelo então presidente Lula.


O deputado Dr. Hélio concluiu o pronunciamento enaltecendo os serviços do Hospital Dirceu Arcoverde, no município de Parnaíba, que funciona satisfatoriamente na urgência e emergência, sendo também um hospital-escola.


APAEs - O deputado estadual Dr. Hélio Oliveira (PR) apresentou requerimento, nesta terça-feira (4), na Assembleia Legislativa, solicitando ao secretário estadual de saúde, Florentino Neto, urgência na realização das vistorias pendentes nas Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais do Piauí (APAES).


“A solicitação atende a uma reivindicação dos presidentes das Apaes no Estado, que estão preocupados com o credenciamento junto ao Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde, pois somente com este credenciamento é possível receber recursos. E hoje sabemos que essas instituições funcionam mais por ações voluntárias, por isso a necessidade de ampliar o recebimento de recursos para expandir a capacidade de atendimento às pessoas com deficiência”, explica Dr. Hélio.


O requerimento foi aprovado por unanimidade pelos parlamentares e será encaminhado para o órgão responsável para as devidas providências.

 

Raimundo Cazé/Ascom parlamentar - Edição: Katya D'Angelles  

 


Fonte: Alepi Fonte: Alepi

Deixe seu comentário