• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Deputado Ziza Carvalho registra o Dia Mundial do Meio Ambiente

Deputado Ziza Carvalho registra o Dia Mundial do Meio Ambiente

05/06/2019 14:15h

 

O deputado Ziza Carvalho saudou a todos os piauienses pela passagem do Dia Mundial do Meio Ambiente, transcorrido hoje, 5 de junho e afirmou em plenário que apresentou dois pedidos de audiência pública para discutir a mortandade de abelhas, principalmente na região de Picos, e a baixa procura dos municípios pela habilitação junto aos órgão de meio ambiente para que possam receber benefícios fiscais.
Ele disse que para a primeira audiência devem ser convocados os organismos de fiscalização, a comunidade acadêmica, as cooperativas e os produtores de mel no Piauí, que ele considera o de melhor qualidade do mundo. “Precisamos discutir a aplicação indiscriminada dos agrotóxicos, notadamente na área dos cerrados. Eles podem ser os responsáveis pela mortandade das abelhas, que produzem mel exportado para a Alemanha, os Estados Unidos e diversos outros países do mundo”, frisou.
Ziza Carvalho disse também que a segunda audiência vai discutir porque apenas sete municípios no Piauí se habilitaram para receber benefícios fiscais, dentre os 224 existentes no Estado e porque o Governo Federal trata o meio ambiente com tanto desprezo e descaso.
Durvalino Leal


O deputado Ziza Carvalho saudou a todos os piauienses pela passagem do Dia Mundial do Meio Ambiente, transcorrido hoje, 5 de junho e afirmou em plenário que apresentou dois pedidos de audiência pública para discutir a mortandade de abelhas, principalmente na região de Picos, e a baixa procura dos municípios pela habilitação junto aos órgão de meio ambiente para que possam receber benefícios fiscais.

Ele disse que para a primeira audiência devem ser convocados os organismos de fiscalização, a comunidade acadêmica, as cooperativas e os produtores de mel no Piauí, que ele considera o de melhor qualidade do mundo.

“Precisamos discutir a aplicação indiscriminada dos agrotóxicos, notadamente na área dos cerrados. Eles podem ser os responsáveis pela mortandade das abelhas, que produzem mel exportado para a Alemanha, os Estados Unidos e diversos outros países do mundo”, frisou.

Ziza Carvalho disse também que a segunda audiência vai discutir porque apenas sete municípios no Piauí se habilitaram para receber benefícios fiscais, dentre os 224 existentes no Estado e porque o Governo Federal trata o meio ambiente com tanto desprezo e descaso. Ele 
criticou a falta de ações do Governo Federal em defesa do meio ambiente e disse que o Ministério da Agricultura reduziu o número de conselheiros do meio ambiente, reduziu o número de unidades de conservação no Brasil.


O Fundo da Amazônia, pelo qual diversos países do mundo financiam a preservação da floresta – principalmente a Noruega e a Suécia – está perdendo recursos pois as nações estão refluindo de mandar dinheiro porque em pouco mais de 100 dias de governo já foram autorizados o uso de mais de 100 tipos de agrotóxicos proibidos na maior parte do mundo, com conseqüências diretas no desmatamento e na redução das áreas protegidas.


“Ao contrário do Brasil, o Piauí faz ao contrário pois quando estivemos na Secretaria do Meio Ambiente criamos mais de 300 áreas de proteção ambiental, como no canyon do rio Poti,  nos rios Gurguéia e Longá. Contratamos auditores fiscais através de concursos, criamos as comissões gestoras de barragens e os conselhos de meio ambiente em vários municípios”, disse ele.


 

Durvalino Leal - Edição: Caio Bruno


Fonte: Alepi Fonte: Alepi

Deixe seu comentário