• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Deputado diz que medida aumentará exploração dos trabalhadores

Deputado diz que medida aumentará exploração dos trabalhadores

19/06/2019 14:15h

O deputado Cícero Magalhães (PT) criticou, hoje (19), a decisão do presidente Jair Bolsonaro de assinar um Decreto autorizando o trabalho aos domingos e feriados de mais 80 categorias de trabalhadores. O orador afirmou que a medida, além de não gerar novos empregos, aumentará a exploração da classe trabalhadora no Brasil.
lhães, que é aposentado como comerciário, disse que é ilusão a afirmação do presidente da República de que o trabalho aos domingos e feriados contribuirá para diminuir o número de desempregados no país que, atualmente, chega a 14 milhões.
petista declarou que a Reforma Trabalhista realizada pelo ex-presidente Michel Temer não gerou empregos e que, ao contrário, o número de desempregados cresceu após a sua aprovação. Ele acusou o atual Governo de prejudicar os trabalhadores adotando medidas que enfraqueceram os sindicatos, além de estar tentando tirar mais direitos das categorias através da Reforma da Previdência.
Elizângela Moura (PCdoB) concordou com o pronunciamento de Cícero Magalhães, assinalando que o Governo deveria combater os sonegadores de impostos e taxar as grandes empresas em lugar de retirar os direitos dos trabalhadores.
o Magalhães concluiu seu discurso afirmando que a ampliação do trabalho aos sábados e domingos fará com que as pessoas tenham uma jornada de até 60 horas por semana. Ele disse que, além de uma jornada de trabalho maior, os trabalhadores poderão ganhar menos a partir do próximo ano já que o Governo Jair Bolsonaro não pretende, segundo ele, reajustar o salário mínimo acima da inflação como vinha ocorrendo nos últimos anos no Brasil.
rros
O deputado Cícero Magalhães (PT) criticou, hoje (19), a decisão do presidente Jair Bolsonaro de assinar um Decreto autorizando o trabalho aos domingos e feriados de mais 80 categorias de trabalhadores. O orador afirmou que a medida, além de não gerar novos empregos, aumentará a exploração da classe trabalhadora no Brasil.

Cícero Magalhães, que é aposentado como comerciário, disse que é ilusão a afirmação do presidente da República de que o trabalho aos domingos e feriados contribuirá para diminuir o número de desempregados no país que, atualmente, chega a 14 milhões.

O parlamentar petista declarou que a Reforma Trabalhista realizada pelo ex-presidente Michel Temer não gerou empregos e que, ao contrário, o número de desempregados cresceu após a sua aprovação. Ele acusou o atual Governo de prejudicar os trabalhadores adotando medidas que enfraqueceram os sindicatos, além de estar tentando tirar mais direitos das categorias através da Reforma da Previdência.

Em aparte, a deputada Elizângela Moura (PCdoB) concordou com o pronunciamento de Cícero Magalhães, assinalando que o Governo deveria combater os sonegadores de impostos e taxar as grandes empresas em lugar de retirar os direitos dos trabalhadores.

Cícero Magalhães concluiu seu discurso afirmando que a ampliação do trabalho aos sábados e domingos fará com que as pessoas tenham uma jornada de até 60 horas por semana. Ele disse que, além de uma jornada de trabalho maior, os trabalhadores poderão ganhar menos a partir do próximo ano já que o Governo Jair Bolsonaro não pretende, segundo ele, reajustar o salário mínimo acima da inflação como vinha ocorrendo nos últimos anos no Brasil.
J. Barros - Edição: Caio Bruno 

Fonte: Alepi Fonte: Alepi

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas