• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Coronel Carlos Augusto acusa Bolsonaro de quer terceirizar a segurança

Coronel Carlos Augusto acusa Bolsonaro de quer terceirizar a segurança

23/05/2019 15:15h

O deputado Coronel Carlos Augusto (PR) disse que está assistindo com imensa preocupação o descaso do Governo Federal com a segurança pública, que não tem financiamento para o patrulhamento das fronteiras, para o combate ao tráfico e ao contrabando. Ele lamentou que veja o presidente Bolsonaro pregando a liberação das armas para qualquer cidadão e depois voltando atrás, sem saber o que está fazendo”, falou.

Ele disse que nunca viu tantos absurdos numa folha de papel, mostrando toda a sua incompetência. “Ele não resolve a questão dos 14 milhões de desempregados, da falta de infra-estrutura e de tantos outros problemas do País. Somente no ano passado mais de 4 mil mulheres foram assassinadas e ainda tenha gente que defenda o porte e a posse de armas”, disse.


Coronel Carlos Augusto afirmou que Bolsonaro quer transferir para o cidadão comum uma obrigação do Estado. “A segurança pública é uma obrigação do Estado, ele não pode terceirizar passando para o cidadão comum essa obrigação. Como um policial vai enfrentar um bandido sabendo que ele pode estar armado com fuzis e pistolas de grosso calibre?”, indagou.


Ele disse também que esteve ontem (22) em Picos participando da formatura de mais uma turma de sargentos da Polícia Militar, somando o total de 240 novos profissionais que alcançam a patente somente este ano, após fazerem um curso de mais 600 horas/aula. “Quero parabenizar o comandante da PM, coronel Lindomar Castilho, pela excelente atuação na formação de novos sargentos, cabos e soldados daquela corporação”, encerrou.


Durvalino Leal - Edição: Caio Bruno


Fonte: Alepi Fonte: Alepi

Deixe seu comentário