• Canta
  • SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

CCJ aprova proposta para regulamentar situção de colégios militares no Piauí

CCJ aprova proposta para regulamentar situção de colégios militares no Piauí

02/07/2019 14:15h

 

CCJ aprova projeto que cria o Colégio Militar Governador Dirceu Mendes Arcoverde
Em reunião realizada no manhã de hoje e presidida pelo deputado Júlio Arcoverde (Progressistas), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Estado aprovou o Projeto de Lei de autoria do deputado Coronel Carlos Augusto (PR) que autoriza a criação de colégios militares na Polícia Militar do Estado e regulamenta o colégio militar Governador Dirceu Mendes Arcoverde.
O deputado Cícero Magalhães (PT) preferiu se abster da votação por questões ideológicas partidárias.
A matéria recebeu muitos elogios do relator, deputado João Madson (MDB), e dos demais deputados. "O nosso colega Coronel Carlos Augusto está de parabéns por apresentar esse projeto. O colégio Governador Dirceu Mendes Arcoverde tem recebido notas excepcionais que mostram o quão importante é esse colégio militar, que mesmo sem estrutura dos colégios particulares, tem feito um grande trabalho e tem mostrando um futuro promissor para os jovens do Estado”, disse o emedebista.
"A instalação e consolidação de escolas militares tem se mostrando uma exitosa iniciativa na área educacional em todo o país. As escolas militares são instituições de ensino diferenciadas, discutindo diariamente com seus alunos valores basilares para todos os indivíduos, tais como disciplina, respeito, hierarquia, compromisso com os estudos, civismo, patriotismo, respeito as Leis, direitos e deveres do cidadão, e das ideias da família e da religião com o foco em resultados", disse o deputado Gessivaldo Isaías (PRB)
O autor da matéria agradeceu e disse que o seu sonho é criar um Colégio Militar em cada região do Piauí. “Eu tinha um desejo de ciar 10 colégios militares no Piauí, mas fico muito satisfeito regularizar a situação do colégio Governador Dirceu Mendes Arcoverde. Nós temos a administração desse colégio, mas ela não está em Lei e o Ministério Público vive notificando a saída dos militares deste colégio e impedindo que os filhos de militares sejam transferidos para esse colégio, o que é um absurdo. Então eu só agradeço o voto dos meus colegas deputados”, disse o deputado Coronel Carlos Augusto.
A matéria segue agora para análise na Comissão de Educação para, se aprovado, ser encaminhado para votação no Plenário da Casa.
Matérias - Além dessa, outras matérias também foram apreciadas e votadas na Comissão. O Projeto de Decreto Legislativo de autoria do deputado B. Sá (Progressistas) que concede o título de cidadão piauiense ao Dr. Ney Rômulo de Oliveira Paula e o Projeto de Lei de autoria da deputada Teresa Britto (PV) que institui e íntegra no calendário oficial do Estado a semana estadual de prevenção e combate a tuberculose foram aprovados por unanimidade.
De autoria do deputado Francisco Limma (PT), o projeto que reconhece a utilidade pública da Escola Agrícola dos Engenhos dos Cocais também foi aprovado na Comissão.
Dois Projetos de autoria do deputado Gessivaldo Isaías também receberam parecer favorável na CCJ. O primeiro, institui a campanha Idosos Órfãos de Filhos vivos. Já o segundo, torna obrigatória o registro do grupo sanguíneo e do fator RH no fardamento escolar dos alunos de escolas públicas e privadas do Estado.
Participaram da reunião da CCJ os deputados João Madson (MDB), Cícero Magalhães (PT), Ziza Carvalho (PT), Gessivaldo Isaías (PRB), Coronel Carlos Augusto (PR) e Warton Lacerda (PT).

Em reunião realizada no manhã desta terça-feira (2), presidida pelo deputado Júlio Arcoverde (Progressistas), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa aprovou o Projeto de Lei de autoria do deputado Coronel Carlos Augusto (PR) que autoriza a criação de colégioss no âmbito da Polícia Militar do Estado e regulamenta o colégio militar Governador Dirceu Mendes Arcoverde.

O deputado Cícero Magalhães (PT) preferiu se abster da votação por questões ideológicas e partidárias.

A matéria recebeu muitos elogios do relator, deputado João Madson (MDB), e dos demais deputados. "O nosso colega Coronel Carlos Augusto está de parabéns por apresentar esse projeto. O colégio Governador Dirceu Mendes Arcoverde tem recebido notas excepcionais que mostram o quão importante é esse colégio militar, que mesmo sem estrutura dos colégios particulares, tem feito um grande trabalho e tem mostrado um futuro promissor para os jovens do Estado”, disse o emedebista.

"A instalação e consolidação de escolas militares tem se mostrado uma exitosa iniciativa na área educacional em todo o país. As escolas militares são instituições de ensino diferenciadas, discutindo diariamente com seus alunos valores basilares para todos os indivíduos, tais como disciplina, respeito, hierarquia, compromisso com os estudos, civismo, patriotismo, respeito as Leis, direitos e deveres do cidadão, e das ideias da família e da religião com o foco em resultados", acrescentou o deputado Gessivaldo Isaías (PRB)

O autor da matéria agradeceu as palavras dos colegas e revelou que o seu sonho é criar um colégio militar em cada região do Piauí. “Eu tinha um desejo de criar dez colégios militares no Piauí, mas fico muito satisfeito em regularizar a situação do colégio Governador Dirceu Mendes Arcoverde. Nós temos a administração desse colégio, mas ela não está em Lei e o Ministério Público vive notificando a saída dos militares deste colégio e impedindo que os filhos de militares sejam transferidos para o colégio, o que é um absurdo. Então, eu só agradeço o voto dos meus colegas deputados”, agradeceu Carlos Augusto.

A matéria segue agora para análise na Comissão de Saúde, Educação, Cultura para, se aprovado, ser encaminhado para votação no Plenário da Casa.

Matérias - Outras matérias também foram apreciadas e votadas na CCJ. O Projeto de Decreto Legislativo de autoria do deputado B. Sá (Progressistas), que concede cidadania piauiense ao Dr. Ney Rômulo de Oliveira Paula, e o Projeto de Lei de autoria da deputada Teresa Britto (PV), que institui e integra no calendário oficial do Estado a Semana Estadual de Prevenção e Combate à Tuberculose foram aprovados por unanimidade.

De autoria do deputado Francisco Limma (PT), o projeto que reconhece a utilidade pública da Escola Agrícola dos Engenhos dos Cocais também foi aprovado na Comissão.

Dois Projetos de autoria do deputado Gessivaldo Isaías também receberam parecer favorável na CCJ. O primeiro, institui a campanha Idosos Órfãos de Filhos Vivos. Já o segundo, torna obrigatória o registro do grupo sanguíneo e do fator RH no fardamento escolar dos alunos de escolas públicas e privadas do Estado.

Participaram da reunião da CCJ os deputados João Madson (MDB), Cícero Magalhães (PT), Ziza Carvalho (PT), Gessivaldo Isaías (PRB), Coronel Carlos Augusto (PR) e Warton Lacerda (PT).


Laryssa Saldanha - Edição: Katya D'Angelles


Fonte: Alepi Fonte: Alepi

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas