Assembleia realiza audiência pública para debater situação dos pacientes renais

Assembleia realiza audiência pública para debater situação dos pacientes renais

22/04/2019 10:15h

Compartilhar no

 

Situação dos pacientes renais crônicos será discutida nesta quarta (24) 
A Assembleia Legislativa do Piauí realiza, nesta quarta-feira (24), a partir das 9h, uma audiência pública para discutir a situação dos pacientes renais crônicos, transplantados e outras patologias. A audiência, proposta pela deputada estadual Teresa Britto (PV), será realizada na sala da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alepi.
De acordo com a parlamentar, inúmeras pessoas com insuficiência renal crônica e transplantados denunciam a falta ou atraso na distribuição dos medicamentos pela Farmácia de Dispensação de Medicamentos Excepcionais do Piauí, além de problemas constantes no sistema de marcação de consultas.
“Recebemos a denúncia por meio da Associação dos Pacientes Renais Crônicos do Estado do Piauí (APREPI). É um desrespeito ao direito à vida desses pacientes fragilizados pela falta de um tratamento normal e responsável. Queremos uma prestação de contas dos órgãos responsáveis, pois essas pessoas dependem dos medicamentos para garantir sua sobrevivência”, comenta Teresa Britto. 

 

A Assembleia Legislativa do Piauí realiza, nesta quarta-feira (24), a partir das 9h, uma audiência pública para discutir a situação dos pacientes renais crônicos, transplantados e outras patologias. A audiência, proposta pela deputada estadual Teresa Britto (PV), será realizada na sala da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alepi.De acordo com a parlamentar, inúmeras pessoas com insuficiência renal crônica e transplantados denunciam a falta ou atraso na distribuição dos medicamentos pela Farmácia de Dispensação de Medicamentos Excepcionais do Piauí, além de problemas constantes no sistema de marcação de consultas.

“Recebemos a denúncia por meio da Associação dos Pacientes Renais Crônicos do Estado do Piauí (APREPI). É um desrespeito ao direito à vida desses pacientes fragilizados pela falta de um tratamento normal e responsável. Queremos uma prestação de contas dos órgãos responsáveis, pois essas pessoas dependem dos medicamentos para garantir sua sobrevivência”, comenta Teresa Britto. 

 

 

 

 

Ascom Parlamentar - Edição: Katya D'Angelles

 


Fonte: Alepi
Compartilhar no
Fonte: Alepi

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas