• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Equatorial fullbanner
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

A TV Alepi é uma emissora inclusiva

A TV Alepi é uma emissora inclusiva

17/05/2019 11:15h

 

A  TV Assembleia do Piauí,que é a primeira emissora legislativa aberta no País, é também uma televisão que oferece acessibilidade para pessoas surdas.  

 

O acesso a informação a respeito do trabalho dos deputados, para as pessoas com deficiência auditiva, foi uma preocupação que veio junto com a implantação da TV Assembléia,quando o concurso público para a contratação dos profissionais intérpretes de Libras-Linguagem Brasileira de Sinais -. No Piauí, de acordo com o último censo do IBGE, existem mais de 113 mil pessoas surdas. 

 

A oportunidade de acompanhar as sessões ordinárias e solenes, que são realizadas no plenário Waldemar Macedo diariamente, e transmitidas ao vivo, sem cortes podem ser acompanhadas por pessoas surdas, graças ao trabalho dep três profissionais que fazem essa comunicação através de Libras. 

 

Felipe Ribeiro é um dos profissionais que fazem essa interpretação em  línguas de sinais durante as sessão plenárias.Para ele é um trabalho prazeroso já que através dessa linguagem o surdo pode acompanhar toda a sessão recebendo todas as informações  sobre a política.Eles acompanham tudo o que os deputados falam, votação de projetos de leis, enfim , todo o que acontece no plenário.

 

Essa ferramenta facilita ao surdo conhecer mais sobre a  política. O intérprete de Libras revelou que  vive essa experiência de perto por causa da sua mãe que é surda. “Foi a partir daí que me interessei  aprender fazer a interpretação por sinais, que dependendo do momento, termina sendo exaustiva porque não usa somente gesticulações mas também a mente, porém muito valoroso”, disse.

 

Para Vitória Ribeiro, que é outra interprete de Libras é uma experiência agradável, pois ao tempo em que está tendo conhecimento como funciona o legislativo, está passando essas informações para os surdos está acompanhando as transmissões em casa ou através da internet através da linguagem de sinais.” Para mim é uma área nova e estou aprendendo muito sobre a política e nesse conhecimento estou podendo passar também para  outras surdas que convivo diariamente”.disse.

 

Vitória explicou como é feita a interpretação de sinais não é por cada palavra, resume rapidamente com sinal específico para traduzir para o idioma das Libras.

 

Já para Ana Luiza,que também é uma das interpretes em Libras das transmissões ao vivo pela Tv Assembleia ,implementação de transmissão de sinais te sido um desafio, principalmente agora que o implementação dessa ferramenta que ganhou grande visibilidade no mundo como nunca.”É uma inclusão de verdade e real para os surdos. Eu me sinto muito feliz e poder fazer parte deste sistema que facilita a vida da pessoa que não escuta”,disse.

 

Amparo Oliveira - Edição: Caio Bruno 


Fonte: Alepi Fonte: Alepi

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas