• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Notícias Uruçuí

22 de novembro de 2012

Após afastamento de prefeito pela sexta vez, presidente da câmara é empossado

Após afastamento de prefeito pela sexta vez, presidente da câmara é empossado

Sérvulo Carvalho assume o posto pois vice-prefeito está de licença médica

Hoje pela segunda vez o presidente da Câmara de Vereadores de Uruçuí, Sérvulo Carvalhho (PSD), foi empossado no cargo de prefeito. Essa posse se deu em virtude do afastamento do então prefeito Valdir Soares (PT). Em decisão monocrática, e atendendo a uma ação movida pela Câmara Municipal, o desembargador José Ribamar Oliveira derrubou a liminar concedida no último dia 14 pelo desembargador Hilo de Almeida, que determinou o retorno de Valdir ao cargo.

Essa é a sexta vez que o gestor petista é afastado das funções.Valdir Soares foi afastado por decisão da Câmara Municipal no último dia 5. O legislativo municipal alegou que o prefeito se ausentou do município por um período superior a 15 dias, o que é proibido pela Lei Orgânica do Município. Em seu lugar, a Câmara deu posse ao presidente da Câmara, Sérvulo Carvalho.

No último sábado (17) Valdir Soares conseguiu uma decisão e retornou ao cargo. Em seguida o presidente da Câmara decidiu entrar na justiça pedindo seu retorno, o que ocorreu hoje.

A sessão de posse de Sérvulo Carvalho foi realizada na tarde de hoje (21), por volta das 13h30min, no plenário da câmara municipal. O vice-presidente João Caçula que agora assume a presidência da câmara realizou a cerimônia de posse. Alegando problemas de saúde, o vice-prefeito Elmar Leitão de Carvalho, não assumiu a prefeitura.

FOTOS: urucuinews

13 de novembro de 2012

Desembargador nega pedido e prefeito de Uruçuí deve continuar afastado do cargo

Desembargador nega pedido e prefeito de Uruçuí deve continuar afastado do cargo

Vice-prefeito poderá assumir a prefeitura nesta quinta-feira (15)

Foi negado no plantão deste final de semana o agravo de instrumento com pedido de antecipação de tutela interposto pelo prefeito afastado de Uruçuí (450 km de Teresina), Valdir Soares (PT). A decisão foi do desembargador Edvaldo Moura por entender que não é caso de urgência qualificada para despacho em plantão. O agravo foi devolvido para a Secretaria Cartorária Cível para a distribuição de 2° grau para que seja distribuído por sorteio.

Em sua decisão o desembargador afirmou que não é alegado por quem recorreu nenhum fato a ocorrer imediatamente que pudesse ocasionar perecimento de direito. O agravo foi distribuído nesta segunda (12) ao desembargador Hilo de Almeida Sousa e está concluso ao relator.

O prefeito impetrou mandato de segurança na Comarca de Uruçuí para conseguir voltar ao cargo sob efeito de liminar, mas o juiz local, Sergio Roberto Marinho Fortes negou o pedido do prefeito. Com essa decisão, o vice-prefeito Elmar Leitão deve voltar na próxima quinta-feira.

O afastamento do prefeito se deu durante sessão na Câmara Municipal da cidade no dia 05 deste mês, onde os vereadores acusaram o gestor de ter se ausentado do município por mais de 15 dias, o que pela Lei Orgânica não é permitido. A maioria votou a favor do afastamento e na ocasião a Câmara instaurou uma comissão que vai analisar denúncias de irregularidades na gestão de Valdir.

10 de novembro de 2012

Seis nomes já foram indicados para assumir secretarias na nova gestão

Entre os nomes mais contados para assumir secretarias estão uma vereadora eleita e três suplentes

As especulações em torno do secretariado da próxima prefeita de Uruçuí Renata Coelho já começaram, no entanto seis nomes já foram indicados como os que têm a maior chance de assumir secretarias na futura administração. O que se sabe é que nos bastidores das conversas é quase certo que a futura prefeita irá nomear somente os principais cargos de sua gestão, não admitindo excessos de pessoas, porem as pastas mais importantes ganharão cabeças nos primeiros dias de janeiro próximo.

Entre os nomes mais contados para assumir secretarias estão uma vereadora eleita e três suplentes da coligação de Renata, além de duas pessoas que trabalharam na campanha da prefeita eleita. Os primeiros nomes indicados, mas ainda não 100% confirmados são:

Alaiane Sá - (Secretaria de Ação Social)
Daniel Guimarães - (Superintendência de Transito)
Adriana Cavalcante - (Secretaria de Saúde)
Irenice Saraiva - (Secretaria de Educação)
José Almir - (Secretaria de Infra-estrutura)
Clelia Marisco - (Secretaria de Agricultura)

Com a possível saída da vereadora eleita Adriana Cavalcante da Câmara a partir de janeiro para assumir a Secretaria de Saúde, o terceiro suplente de vereador da coligação, João Caçula, poderá assumir uma cadeira no parlamento, todavia isso ainda é uma possibilidade. Além desses seis nomes outras pessoas devem surgir até o final do mês de dezembro de 2012, sendo que no total, a prefeitura de Uruçuí é comporta 23 secretarias, varias diretorias e assessorias especiais e outros cargo comissionados. Agora resta aguardar o tempo e a confirmação de mais nomes.

08 de novembro de 2012

Professor natural de Uruçuí é encontrado morto em Araguaína - TO

A Diretoria do Sindicato acredita também que o crime possa ter ligações políticas

O presidente interino do Sindicato dos Professores de Araguaína, Fabriciano Borges Correia, 37 anos, foi encontrado morto na manhã dessa quinta-feira, 08, em sua residência localizada na Rua Santa Inês no Setor Raizal. Segundo a Polícia, o corpo do sindicalista foi encontrado com os pés e as mãos amarrados com fio de energia, além do pescoço. Ele era natural do município de Uruçuí.

Conforme a PM, o corpo foi encontrado estrangulado, com um fio amarrado no pescoço, além dos pés e mãos que estavam atados. O material utilizado para o enforcamento foi retirado do ventilador da vitima e de uma extensão elétrica. Quando a polícia chegou ao local, portas da residência estavam abertas e as chaves não foram localizadas.

De acordo com a polícia civil, foram encontrados no local latas de cerveja. A televisão e o som estavam ligados. A perícia colheu as impressões digitais no envelope e, conforme o delegado, pode ser requerido o exame grafotécnico.

A motivação do crime

Fabriciano era homossexual assumido, mas o delegado Fernando Rizéro Jaime praticamente descartou a possibilidade de crime homofóbico e acredita que o ocorrido possa ter ligações com questões sindicalistas e políticas. Ainda segundo o delegado, há várias linhas de investigações, mas nenhum suspeito foi localizado.

A Diretoria do Sindicato acredita também que o crime possa ter ligações políticas. O presidente do Sintet teria recebido ameaças de dois prefeitos por ter atuado no processo político que levou à perda da reeleição por tais gestores. A Direção não divulgou nomes, mas disse que já repassou as informações à polícia.

Manifestação do Sindicato

Em nota, o SINET lamentou a morte do sidicalista e acredia ser mais um crime homofóbico no estado. "Pelas características há indícios de que seja mais um crime homofóbico no Tocantins. Fabriciano militava há mais de dez anos pelos direitos e valorização da Educação e dos Educadores no Tocantins, " diz o comunicado do sindicato.

06 de novembro de 2012

Em razão de ordem médica, Elmar Leitão não assume cargo e Sérvulo é o novo prefeito

A decisão foi tomada após a Câmara Municipal afastar na sessão da última segunda o atual prefeito

Em sessão extraordinária realizada na tarde de hoje (06), a Câmara de Vereadores de Uruçuí deu posse através do parlamentar João Caçula, ao vereador Sérvulo Carvalho, no cargo de chefe do executivo.

A sessão foi realizada seguindo todas as formalidades. A decisão foi tomada após a Câmara Municipal afastar na sessão da última segunda - feira, o prefeito Valdir Soares, alegando que o mesmo havia se ausentado do município por mais de 15 dias, o que não é permitido por lei. Após a leitura da ata, o presidente formou a comissão para conduzir o vereador Sérvulo até o plenário.

Apenas os vereadores Alex Neiva e Edivaldo Lima, não compareceram a sessão. Sérvulo fez o juramento repetindo as palavras do presidente do legislativo, que leu o termo de posse, e então o parlamentar foi declarado prefeito de Uruçuí.

Para cumprir com o regimento, o presidente convidou para assinar como testemunhas, os senhores; Dr. Wagner e Ribamar Mateus. Para finalizar o evento, o presidente facultou a palavra. Sérvulo agradeceu a presença dos populares e falou sobre suas metas a frente da prefeitura.



Servulo disse que seu propósito é cuidar de Uruçuí. O parlamentar assumiu em seu discurso o compromisso de colocar Uruçuí nos eixos, ou seja, normalizar a coleta de lixo, colocar em dia o pagamento dos professores para que as aulas sejam normalizadas, retomar o funcionamento dos postos de saúde, entre outras ações.

O vice - prefeito, Elmar Leitão informou que em razão de ordem médica está impossibilitado de assumir o cargo de prefeito pelo período em que durar o repouso clínico indicado. Assim sendo, deve-se proceder ao disposto na "Lei Orgânica do Municipal", dando-se posse ao primeiro legitimado na linha sucessória, qual seja, o presidente da Câmara de Vereadores de Uruçuí.

Riacho Sangue não resiste à seca e desaparece

Riacho Sangue não resiste à seca e desaparece

Alguns moradores do local foram unânimes em afirmar que jamais viram o riacho sangue secar

Os rios, açudes e riachos, localizados ao sul do Piauí e Maranhão retratam bem o tamanho da seca que assola a região. As unidades que ainda não secaram e resistem com o mínimo de água estão perto disso.

Essa semana nossa equipe de reportagem visitou um dos mais importantes riachos da região, que fica na localidade Sangue e a situação é desoladora. Trata-se do Riacho Sangue, que inclusive já foi tema de reportagem aqui nesse meio de comunicação, quando fizemos um alerta sobre a maneira que os banhistas estavam usando o local.

Na época alertamos sobre a grande quantidade de latas e garrafas de cerveja que eram jogadas no local. Mas hoje, a situação é muito mais seria do que se possa imaginar. Após anos proporcionando a união de amigos e familiares que se reuniam num lazer incomparável aos banhistas que por lá passavam, o "Riacho Sangue secou".

Parece piada, mas a água que saciava a sede de inúmeros animais e servia de refúgio a vários populares nos finais de semana e feriados, simplesmente desapareceu. Onde antes havia muita água cristalina, agora só existe um cemitério com sapos, cágados e muitos peixes.

Em entrevista com alguns moradores do local, todos foram unânimes em afirmar que jamais viram o riacho sangue secar. Separamos algumas imagens do antes e da atual realidade triste que castiga nosso município.

Sobre o Riacho Sangue

O riacho Sangue teve e ainda tem um papel fundamental no processo de formação da comunidade que leva o seu nome. A sua importância remota ao séc. VXII, quando ali era propriedade indígena. Em nome da colonização, os nativos foram dizimados e o seu sangue tingiu as águas daquele riacho. Daí a denominação.

É ele quem sacia a sede e alimenta os homens e animais que ali vivem. Tipicamente temporário, o riacho Sangue era tido como permanente. Tudo em virtude da conservação da cabeceira e do seu entorno. Mas o homem mudou de idéia e o riacho sofreu as drásticas conseqüências.

ANTES:

DEPOIS:

05 de novembro de 2012

Câmara de vereadores afasta prefeito Valdir Soares (PT) pela quinta vez

Câmara de vereadores afasta prefeito Valdir Soares (PT) pela quinta vez

Motivo seria ausência do mesmo da cidade por mais de 15 dias

A câmara municipal de Uruçuí (453 km de Teresina) decidiu afastar pela quinta vez o prefeito Valdir Soares (PT) do cargo. Desta vez o motivo seria a ausência do gestor do município, a sessão foi realizada na manhã desta segunda-feira (05) e a decisão se deu por 8 votos contra um a favor do afastamento do gestor.

Os vereadores afirmam que Valdir passou mais de 15 fora do município, de acordo com eles o afastamento se deu entre os dias 10 e 29 de outubro deste ano. O único vereador que votou pela permanência de Valdir foi Edvaldo Lima (PT).

O vereador Sérvulo Carvalho (PSD) afirmou que o pedido de afastamento do prefeito é baseado num oficio feito pelo secretário de governo David Teixeira. "Ele informou à Câmara que Valdir Soares não fez nenhum ato publico entre os dias 10 e 29 de outubro". O vereador afirmou também que outro fator determinante foi o pedido de afastamento solicitado pelo advogado Paulo Teixeira de Brito, que se baseou na lei que obriga o chefe do executivo a não se ausentar do município por mais de 15 dias.

O prefeito apareceu durante a realização da sessão nesta manhã e surpreendeu todos que se fizeram presentes. Nas mãos, Valdir levou documentos que, segundo ele comprovam que o mesmo não passou mais de 15 dias fora do município. "A decisão da câmara não passa de perseguição política, vou recorrer dessa decisão na justiça e logo voltarei ao cargo", afirmou. O vice-prefeito Elmar Leitão deverá ser empossado pela quinta vez ainda nesta segunda-feira, às 18 horas durante sessão especial que será realizada na câmara.

03 de novembro de 2012

Sem pagamentos, escolas de Uruçuí param e crianças podem perder o ano letivo

Sem pagamentos, escolas de Uruçuí param e crianças podem perder o ano letivo

Assembléia está sendo marcada para definir rumos da categoria

Após a finalização do pleito eleitoral em Uruçuí começou um caos administrativo na cidade, principalmente na saúde e educação, como é visto diariamente nos postos e escolas do município, onde as crianças já perderam vários e vários dias de aula devido os professores ainda não terem recebido seus pagamentos referentes ao mês de setembro e o outro motivo foi a demissão em massa de centenas de pessoas do quadro.

Já o SINSERMU, Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, procurou o Ministério Público para que a instituição tomasse as providencias e cobrasse uma posição da Secretaria de Educação. De acordo com a diretoria do SINSERMU, a secretaria de educação havia firmado um acordo se comprometendo a regularizar a situação salarial da classe até 30 de Outubro (salário de Setembro), e o salário de Outubro até 05 de Novembro.

Enquanto isso, os professores estavam parados e, consequentemente, os alunos sem aula, pois segundo eles os pagamentos eram feitos por partes e não contemplava toda a categoria, que só retornariam as aulas mediante o pagamento de todos os profissionais.

O Sindicato informou ainda que não havendo o pagamento até o 5º dia útil (08/11), como foi acordado, então haverá uma assembleia que decidirá os rumos da categoria. A diretoria do SINSERMU informou que só estavam em greve por falta de pagamento e que retomam nesta quinta - feira (01), suas atividades normais, inclusive pagando as aulas devidas.

Secretária acompanha Equipe de Transição de Renata em visita a postos de saúde

Secretária acompanha Equipe de Transição de Renata em visita a postos de saúde

As visitas ocorreram na cidade e devem acontecer também na zona rural, disse Adriana

A vereadora eleita do PMDB de Uruçuí, Drª. Adriana Cavalcante foi uma das pessoas indicadas pela prefeita eleita Renata Coelho (PMDB) para compor a equipe de transição da próxima gestão de Uruçuí. Após sua indicação, Adriana Cavalcante começou suas atividades, a primeira foi procurar a Secretaria Municipal de Saúde para saber como está atualmente a referida pasta.

Adriana Cavalcante esteve com a Secretária de Saúde Romênia Guedes e já tem algumas informações importantes relacionadas á atual situação da secretaria e na manhã da ultima quarta-feira (31) esteve visitando todas as unidades de saúde da zona urbana para conhecer de perto a real situação das mesmas. Durante as visitas Romênia Guedes apresentou Adriana aos funcionários dos postos como a pessoa que foi indicada pela futura prefeita para saber das condições das unidades.

As visitas ocorreram na cidade e devem acontecer também na zona rural, disse Adriana, nas visitas foram constatados a precariedade dos postos de saúde, tanto na parte física, como operacional e a ausência de mais profissionais para o atendimento à população. Romênia se colocou à disposição da equipe de transição da futura administração e pelo visto as relações entre ela e Adriana correm bem e possivelmente não haverão problemas por parte da atual secretária.

Perguntando a Adriana Cavalcante se ela seria a próxima Secretária de Saúde da prefeita Renata, a mesma negou qualquer afirmação, no entanto ela não descartou a possibilidade de assumir a pasta, já que recebeu o convite para a pasta.