• Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia
União

Mais uma escola da zona rural é beneficiada com o projeto Comunidade Ativa

U. E. Elvira Soares de Carvalho, na Terra Vermelha, recebeu equipe da gestão na última sexta-feira

27/05/2019 11:21h - Atualizado em 27/05/2019 11:23h

O projeto Comunidade Ativa segue em frente com a abertura de mais uma escola que foi nucleada para ofertar reforço escolar no contra turno das aulas, além de serviços de saúde e assistência social. Um espaço para ser utilizado pela comunidade com atividades que envolvam o coletivo.

Na tarde da última sexta-feira (24), o prefeito Dr. Paulo Henrique e o secretário municipal de Educação, Marcone Martins, inauguraram o projeto na Unidade Escolar Elvira Soares de Carvalho, na Localidade Terra Vermelha. A escola é a segunda a ser reaberta e incluída no projeto Comunidade Ativa.


As aulas de reforço acontecem das 8h às 10h e de 14h às 16h. E já no dia 5 de junho terá um curso destinado à comunidade, que ensinará sobre a produção de detergente, uma possibilidade de reforço para a renda familiar. 

A senhora Iraci, que reside na comunidade, reconheceu que o projeto vai mudar a realidade das famílias. “Este projeto está devolvendo a nossa esperança... São atividades que vão envolver toda a comunidade e queremos que este projeto aconteça sim e temos fé que vai dar tudo certo”, frisou.

Durante a inauguração do projeto, o prefeito, Dr. Paulo Henrique, falou com a comunidade. “A Educação está avançando e alcançando resultados satisfatórios. Não queremos deixar os prédios que foram nucleados sem atividades e por isso criamos este projeto que aproxima a gestão das comunidades. Estaremos trazendo, além das atividades de reforço escolar, várias atividades sociais e de saúde. Queremos que a comunidade aproveite estes espaços da melhor forma possível para o bem estar de todos”, disse o prefeito.

O secretário, Marcone Martins, também destacou os benefícios do projeto. “Nosso grande objetivo é melhorar a qualidade da educação que é ofertada para os alunos da rede municipal. Nosso primeiro passo foi nuclear e agora estamos com o segundo passo, que é a promoção de atividades nas comunidades que tiveram escolas nucleadas. É um compromisso nosso, pois quando fizemos a nucleação nos comprometemos e dissemos que as escolas não ficariam fechadas”, disse o secretário.


Deixe seu comentário